Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Como o Facebook nos entristece

Abuso da interação virtual deixa pessoas superconectadas de mal com a vida. Essa é a conclusão de uma nova pesquisa, realizada com mais de 5 000 usuários

Cada um dos quase 2 bilhões de usuários do Facebook dedica cerca de cinquenta minutos do seu dia a essa rede social. Só outra atividade de lazer suga mais tempo: ver tevê (2,8 horas diárias). A permanência na maior das redes sociais rivaliza até com o tempo usado para comer e beber (uma hora). É legítimo, portanto, perguntar: essa agitada vida on-line é saudável? Um novo estudo comportamental, resultado de uma parceria entre as universidades americanas Yale e de San Diego, crava uma preocupante resposta: quanto mais tempo se passa no Facebook, maior será a deterioração do bem-estar social.

O médico e sociólogo Nicholas Christakis, do departamento de ciência biossocial da Yale, e a epidemiologista Holly Shakya, especialista em estudos de saúde pública da instituição de San Diego, analisaram o comportamento de 5 208 usuários da maior rede social do planeta, entre 2013 e 2015. A pesquisa concluiu que, quando havia uma queda no número de curtidas nos posts publicados por um indivíduo, ele apresentava mais sinais de insatisfação com seu estado físico e mental. Reportagem de VEJA desta semana mostra quais são as consequências negativas do abuso das redes sociais.

(Com reportagem de Carla Monteiro)

Para ler a reportagem na íntegra, compre a edição desta semana de VEJA no iOS, Android ou nas bancas. E aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Um amigo disse uma vez que no Facebook tem dois tipos de pessoas, os que tem uma vida interessante e os idiotas que vivem seguindo a vida dos outros. Qual e voce.

    Curtir

  2. Alexandre Nascimento

    Desliguei o meu em fevereiro de 2017… Nós primeiros dias, foi complicado , dá meio que uma angústia, parece um vício essa porcaria. Agora nem lembro desse troço. Tô tentando fazer minha mulher é filha largarem tb.

    Curtir

  3. Pedro Luiz Piva

    Nunca tive facebook, twitter e afins.
    Uma maravilha. E olha que mexo com tecnologia de ponta todos os dias e sei o qto demanda tempo.
    As pessoas ficam reféns dos likes.

    Curtir

  4. Sergio Campos

    FACEBOOK – um complexo infinitamente intenso de postagens que formam um clima niilista composto por seres exalando seus vazios de ostentações falsas, lascívia, ódio, inveja, psicopatologias, paixões diversas, sonhos de esquizofrenia, tristezas, alegrias, etc… É um retrato da crise humana e da verdadeira face do homem; não a face do rosto, mas a face do interior humano decaído e necessitado de socorro.

    Curtir

  5. Eu discordo um pouco airplane 800, tem os que aparentam ter uma vida interessante (somente aparentam) e os idiotas que não conseguem aparentar. Pois a realidade é beeemmm diferente para ambos.

    Curtir

  6. João de Alexandria

    Desisti do Facebook há 5 anos e antes disso demorei uns dois pra aderir. Gente que não me reconhecia na rua pedia minha amizade e amigos queridos viravam pitbulls atrás da tela…achei aquilo um hospício e caí fora..

    Curtir

  7. André Morais

    Nem precisa de muita pesquisa pra saber que acessos diários ao Facebook é prejudicial à saúde mental.

    Curtir

  8. Rá, Reinaldo Azevedo e a imprensa vendida me deixa mal humorado. Que mané Face P… book o quê!

    Curtir

  9. Damastor Dagobé

    internet está descontruindo a mídia antiga. Daí esse campanha dos antigos “formadores de opinião” contra tudo que se refere ao mundo da WEB. Eles são venais, mentirosos, manipuladores, escrotos e levianos e estão indo pro saco. E já vão tarde.

    Curtir

  10. Damastor Dagobé

    a antiga mídia, venal, estupida, mentirosa, ignorante e manipuladora está indo pro saco a passos largos..por isso o ódio à WEb..já vão tarde.

    Curtir