Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Moro remarca depoimento de Lula para dia 10 de maio

Juiz federal aceitou pedido da Polícia Federal e da Secretaria de Segurança do Paraná, que solicitavam mais tempo para 'providências de segurança'

O juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato em primeira instância, definiu na manhã desta quarta-feira nova data para ouvir o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O depoimento de Lula, inicialmente marcado para o dia 3 de maio, foi remarcado para o dia 10 de maio, às 14 horas na sede da Justiça Federal de Curitiba.

Em seu despacho, Moro afirmou que atendeu aos pedidos da Polícia Federal (PF) e da Secretaria de Segurança do Paraná, que solicitavam mais tempo para “providências de segurança”. Lula será ouvido na ação penal que trata do recebimento de vantagens indevidas da empreiteira OAS e da propriedade de um apartamento tríplex no edifício Solaris, no Guarujá, litoral de São Paulo.

Moro também destacou a possibilidade de manifestações “favoráveis ou contrárias ao acusado” que podem acontecer na data do depoimento. “Manifestações são permitidas desde que pacíficas. Havendo, o que não se espera, violência, deve ser controlada e apuradas as responsabilidades, inclusive de eventuais incitadores”, escreveu o juiz. Centrais sindicais e movimentos sociais se organizam em caravana para recepcionar Lula no dia do depoimento a Moro. 

Provas

Extraoficialmente, um delegado da PF argumentou que, com o depoimento do empresário Léo Pinheiro, da OAS, dado na sexta-feira passada, os investigadores precisariam de mais tempo para reunir provas consistentes que sustentem os crimes imputados pelo executivo ao petista. Entre as acusações constam que o tríplex do Guarujá é, de fato, de Lula e que a reforma do imóvel foi bancada com dinheiro desviado da Petrobras; que a OAS mantinha uma conta-propina de 15 milhões de reais à disposição do petista e que a empreiteira pagou mais de 1 milhão de dólares ao ex-presidente por palestras no exterior.

Na avaliação da PF, as provas encontradas até agora, principalmente em relação ao tríplex, como comprovante de pedágios dando conta que dois carros em nome do Instituto Lula passaram pelo sistema automático de cobrança das barreiras a caminho do Guarujá entre 2011 e 2013, são fracas e serão facilmente derrubados pela defesa agressiva de Lula.

Tranquilo

Lula disse que está “tranquilo” em relação ao seu depoimento a Moro. “Eu não marquei dia 3. Na hora em que for marcado meu depoimento, estarei em Curitiba ou onde quer que seja”, disse. Ele afirmou que vai usar o depoimento para defender sua inocência das acusações. “Faz três anos que estou ouvindo”, disse sobre as denúncias contra ele.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Gilberto Mendes

    As PROVAS já existem, FOTOS e INÚMEROS depoimentos tratando do assunto, existem provas também da tentativa de OBSTRUÇÃO de JUSTIÇA, uma delas o STF anulou, JUSTAMENTE um flagrante DELITO, isso é uma VERGONHA.

    Curtir

  2. Então juiz Sérgio Moro tem provas bem consistentes que o triplex realmente é de Lula,se não tivesse certeza não teria remarcado para o dia dez o depoimento da alma mais honesta do mundo.

    Curtir

  3. Marcos MOraes

    Sei. Finjo que acredito. Todavia, dizem as más línguas, o mais provável foi Moro perceber que não há prova concreta e que ele levaria uma goleada de Lula. MAM

    Curtir

  4. Social Democrata Nem Direita Nem Esquerda

    Não gosto do Lula e odeio o PT, mas devo admitir que não existem provas para Moro prende-lo. Fato! E sou tucano.

    Curtir

  5. Ronaldo Serna Quinto

    Não vejo a hora desse safado ir pra cadeia!!!

    Curtir