Mais Lidas

  1. Pimentel garante foro privilegiado à mulher, alvo da Acrônimo

    Brasil

    Pimentel garante foro privilegiado à mulher, alvo da Acrônimo

  2. Lava Jato: defesa de Lula pede afastamento de procurador

    Brasil

    Lava Jato: defesa de Lula pede afastamento de procurador

  3. MP faz nova denúncia contra João Santana, Odebrecht e mais 15 na Lava Jato

    Brasil

    MP faz nova denúncia contra João Santana, Odebrecht e mais 15 na...

  4. Atriz de ‘50 Tons’ se diz ‘entediada’ após gravar cenas de sexo por sete horas

    Entretenimento

    Atriz de ‘50 Tons’ se diz ‘entediada’ após gravar cenas de sexo por...

  5. MG: oposição entra com recursos contra nomeação da mulher de Pimentel

    Brasil

    MG: oposição entra com recursos contra nomeação da mulher de Pimentel

  6. Contra impeachment, MTST bloqueia rodovias e avenidas de São Paulo

    Brasil

    Contra impeachment, MTST bloqueia rodovias e avenidas de São Paulo

  7. Câmara aprova regime de urgência para projeto de reajuste do Judiciário

    Brasil

    Câmara aprova regime de urgência para projeto de reajuste do...

  8. 'Arrimo de família', operador de propina pede desbloqueio de R$ 405 mil

    Brasil

    'Arrimo de família', operador de propina pede desbloqueio de R$ 405...

Anvisa suspende venda de suplemento alimentar

OxyElite Pro possui substância proibida em sua composição, que pode causar graves danos à saúde e, em alguns casos, levar até à morte

- Atualizado em

OxyElite Pro
Oxyelite Pro: suplemento contém estimulante que pode trazer graves danos à saúde(Reprodução/VEJA)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu a distribuição, divulgação, comércio e uso do suplemento alimentar OxyElite Pro. O motivo divulgado foi que o produto possui a substância dimetilamilamina (DMAA), que pode causar graves danos à saúde e, em alguns casos, levar até à morte. A DMAA é um estimulante usado, principalmente, no auxílio ao emagrecimento e aumento do rendimento atlético. Segundo a Anvisa, a empresa que produz o suplemento é desconhecida.

A DMAA tem efeitos estimulantes sobre o sistema nervoso central e pode causar dependência, além de outros efeitos adversos, como insuficiência renal, falência do fígado e alterações cardíacas. A Anvisa incluiu a DMAA na lista de substâncias proibidas no país na semana passada. Produtos que contêm a substância também são proibidos na Austrália e na Nova Zelândia.

Além do OxyElite Pro, a DMAA é encontrada na composição de outros suplementos, como Jack3D e Lipo-6 Black. "O forte apelo publicitário e a expectativa de resultados mais rápidos contribuem para uso indiscriminado dessas substâncias por pessoas que desconhecem o verdadeiro risco envolvido", afirma o diretor de Controle e Monitoramento Sanitário da Anvisa, José Agenor Álvares.

TAGs:
Alimentação
Dietas
Remédios
Anvisa