Mais Lidas

  1. Johnny Depp perde a mãe e a mulher em apenas dois dias

    Entretenimento

    Johnny Depp perde a mãe e a mulher em apenas dois dias

  2. Ex-ator mirim sobre pedofilia em Hollywood: ‘Fui molestado por várias pessoas’

    Entretenimento

    Ex-ator mirim sobre pedofilia em Hollywood: ‘Fui molestado por...

  3. Temer e os áudios: por que a Lava Jato preocupa também o governo interino

    Brasil

    Temer e os áudios: por que a Lava Jato preocupa também o governo...

  4. Fã que atacou Ana Hickmann ia fazer 'roleta russa', diz delegado

    Entretenimento

    Fã que atacou Ana Hickmann ia fazer 'roleta russa', diz delegado

  5. Delação da Odebrecht 'vem como uma metralhadora ponto 100', diz Sarney em gravação

    Brasil

    Delação da Odebrecht 'vem como uma metralhadora ponto 100', diz...

  6. Serra diz que Brasil é 'atacado' por causa do impeachment

    Brasil

    Serra diz que Brasil é 'atacado' por causa do impeachment

  7. Janot defende legalidade de grampo entre Lula e Dilma

    Brasil

    Janot defende legalidade de grampo entre Lula e Dilma

  8. Governo Temer quer mudar conselhos de estatais

    Brasil

    Governo Temer quer mudar conselhos de estatais

Irã abre 'novo capítulo' com fim das sanções, diz Rohani

Presidente iraniano comemorou o encerramento das medidas restritivas adotadas pelos Estados Unidos e pela União Europeia contra o país

- Atualizado em

Presidente iraniano, Hassan Rouhani, faz discurso no Parlamento
Presidente Hassan Rohani discursa no Parlamento iraniano(Atta Kenare/AFP)

O Irã abriu "um novo capítulo" em suas relações com o mundo após o fim das sanções internacionais ao país, afirmou neste domingo o presidente iraniano Hassan Rohani. Anunciado no sábado por Estados Unidos e União Europeia (UE), o encerramento das sanções econômicas contra o Irã faz parte do acordo nuclear firmado em julho do ano passado entre o país islâmico e um grupo de seis potências mundiais - EUA, Grã-Bretanha, França, Rússia, China e Alemanha.

LEIA TAMBÉM:

EUA e União Europeia revogam sanções contra o Irã

Irã liberta quatro prisioneiros americanos

O anúncio foi feito após a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) confirmar que o Irã cumpriu as exigências para iniciar reduzir sua capacidade nuclear. A confirmação do fim das medidas restritivas também veio horas depois de o Irã ter libertado quatro americanos, incluindo o repórter do The Washington Post Jason Rezaian, em troca de sete iranianos presos nos EUA.

Em um pronunciamento na manhã deste domingo, o presidente do Irã comemorou o fim da sanções. "Nós estendemos a mão para o mundo em sinal de amizade e, deixando para trás as inimizades e suspeitas, abrimos um novo capítulo nas relações do Irã com o mundo", afirmou Rohani.

O governante iraniano também elogiou os diplomatas que trabalharam nas negociações para o acordo nuclear e destacou que o fim das sanções abre uma porta para trazer "prosperidade e progresso ao Irã".

Reação - Israel criticou neste domingo o acordo das potências com o Irã e afirmou que o país islâmico continua buscando desenvolver armas nucleares. "O Irã não abandonou sua aspiração de obter armas nucleares e continuará minando a estabilidade no Oriente médio e divulgando o terrorismo no mundo, ao mesmo tempo em que viola suas obrigações internacionais", declarou o premiê Benjamin Netanyahu, que destacou que Israel "continuará monitorando" todos os passos do acordo, atento a "qualquer violação" por parte do governo iraniano.

EUA - No sábado, o secretário de Estado americano John Kerry afirmou que o acordo torna o Oriente Médio mais seguro, "já que se reduziu o perigo de uma bomba nuclear". "Cada uma das vias para uma bomba nuclear [do Irã] foram fechadas de forma verificável", assegurou Kerry.

(Da redação)

TAGs:
Irã
Energia Nuclear
Diplomacia