Sociedade

Val Marchiori quer processar ex-companheiro por entrevista

Socialite se diz ‘perplexa’ com acusações feitas contra ela por Evaldo Ulinski

Mariana Zylberkan
A socialite Val Marchiori

A socialite Val Marchiori (Mário Rodrigues/VEJA)

A socialite Val Marchiori se diz "perplexa" com as acusações feitas contra ela pelo empresário Evaldo Ulinski, seu ex-companheiro. Muito séria e sem usar o famoso bordão "Hello", a estrela do reality show Mulheres Ricas, da Band, diz que vai processar o empresário paranaense por chamá-la de "prostituta de luxo" e acusá-la de ser uma mãe negligente. Em processo já iniciado, que corre em segredo na Justiça, ela procura provar que teve uma relação estável durante sete anos com Ulinski (ele nega) e que deve permanecer com os filhos gêmeos nascidos do relacionamento (o milionário quer a guarda das crianças). É sobre os dois processos e o relacionamento com o empresário, dono do frigorífico Big Frango, que a socialite fala abaixo.


Como você se sentiu ao ler as declarações de Evaldo Ulinski?
 Fiquei perplexa. Nunca imaginei que o homem com quem eu vivi durante tanto tempo pudesse ser tão baixo. Mas não vou ficar rebatendo o que ele disse, vou poupar meus filhos. Deixa essa baixaria por conta dele. Há um processo em curso, e tudo agora está nas mãos do Poder Judiciário. A Justiça vai provar que tudo o que ele está falando é mentira. Poderia dizer tanta coisa, tanta verdade sobre ele, mas meus gêmeos não merecem isso. 

O que está no centro do processo que corre na Justiça?  Filhos, pensão, divisão de bens. Como está em segredo de Justiça, não posso dar detalhes. Sei que ele está me denegrindo só com intuito financeiro, por isso quer me prejudicar. É um golpe muito baixo, ele não está pensando nas crianças. Eu não fui apenas um caso dele.

Você irá entrar com uma nova ação na Justiça por causa da entrevista? Com certeza. Meus advogados já estão cuidando disso. Vou entrar com ação de crime contra honra e por danos morais, vou pedir indenização, tudo o que uma mãe de família tem direito. As acusações são muito graves. Ele vai ter que provar. Falar é muito fácil. Eu sempre fui empresária, nunca dei golpe em ninguém. Eu sou uma pessoa honesta e sempre trabalhei. Eu dediquei a ele sete anos da minha vida. Tenho muito mais informações que poderia usar contra ele, mas não posso revelar agora, porque o processo está em segredo de Justiça. Eu tenho provas que o incriminam, e ele sabe disso. Esses ataques contra mim são desespero por parte dele.

Por que acha que ele está tão desesperado? Por dinheiro, né? Dinheiro, partilha, a separação, coisas que ele não queria. Ele tentou de muitas maneiras reatar comigo e eu não quis. Ele fez isso motivado por questões financeiras. Ele quer negar a verdade e denegrir a minha pessoa para não arcar com as obrigações dele.

Por que você quis a separação? A relação estava desgastada. Ele passou a ser muito agressivo quando eu comecei a trabalhar na TV (no programa Amaury Jr., da Rede TV!). Não aceitava o fato de eu estar na televisão e de fazer sucesso. Em novembro, anunciei a separação. Só depois disso ele começou a se pronunciar na imprensa.

Como ele é com seus filhos?  Ele só pode ver as crianças por duas horas a cada 15 dias.

Por que ele a acusou de ser uma péssima mãe? É desespero. Ele não quer arcar com suas obrigações e também não aceita a separação.

Quando a decisão judicial sair, você irá falar sobre o assunto? Sim, com certeza. Vou ser a primeira a falar. Já temos audiência marcada e ela será em breve. Por isso, ele teve essa atitude lamentável. 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados