Por: Nathalia Goulart - Atualizado em

Placa na Argentina diz "as Malvinas são argentinas"
Placa na Argentina diz "as Malvinas são argentinas"(Marcos Brindicci / Reuters/VEJA)

Eles não fazem parte do manual do candidato. Mas os estudantes já sabem que, para conseguir a aprovação nos vestibulares mais concorridos do país, incluindo o Enem, é preciso dedicar-se aos temas da atualidade. A leitura de sites, revistas e jornais, portanto, é prática obrigatória. "Os exames de seleção exigem que o aluno seja capaz de transcender a informação: ele deve saber interpretar os fatos, além de relacionar as novidades com o conteúdo aprendido em sala de aula. Em geral, não é preciso decorar nomes, datas e acontecimentos", diz Alberto Nascimento, coordenador do Anglo Vestibulares.

Leia também:

NOVO: Os temas da atualidade que podem cair no Enem 2013

Raio-x do Enem: os conteúdos mais cobrados desde 2009

Não existem provas específicas de atualidades no Enem e nos vestibulares. O que há, de fato, são disciplinas como história e geografia fazendo uso de fatos recentes para abordar o que foi aprendido ao longo da vida escolar. A constante atualização auxilia no desenvolvimento de outra competência exigida pelos vestibulares, e também pelo Enem: a fluência na leitura. "O Enem traz enunciados longos e cheios de informação. Quem tem a leitura como hábito, atravessa com mais facilidade esse terreno arenoso, além de dispor de uma concentração mais apurada", afirma Elias Feitosa, coordenador de história e geografia do Cursinho da Poli.

Outra razão importante para que os candidatos mantenham o olho no noticiário é o fato de que as informações jornalísticas podem enriquecer a argumentação, tão valorizada na prova da segunda fase dos vestibulares e na redação. "Ou o candidato tem um bom repertório ou a dissertação não para de pé", diz Samuel Loureiro, professor de atualidades do Cursinho do XII.

Pata manter-se bem informado e preparado para a maratona de vestibulares, os professores dão algumas orientações. A primeira delas é filtrar os assuntos mais importantes do noticiário. O importante é identificar tópicos de relevância e aprofundar-se neles. "O problema de muitos alunos é que eles leem, mas não absorvem. Preocupados em decorar, se esquecem de interpretar a notícia", diz Célio Tasinafo, do cursinho Oficina do Estudante. Outra orientação é fazer da leitura um hábito. "Se não é possível acessar um portal ou ler um jornal todos os dias, ter em mãos uma publicação semanal é indispensável", diz Alex José Perrone, professor de atualidades do cursinho CPV.

Leia também:

NOVO: Os temas da atualidade que podem cair no Enem 2013

Raio-x do Enem: os conteúdos mais cobrados desde 2009

TAGs:
Universidades
Vestibular
Educação