Mais Lidas

  1. "Quando encontrar meu corpo, avise meu marido e minha filha"

    Mundo

    "Quando encontrar meu corpo, avise meu marido e minha filha"

  2. Sonia Abrão abandona programa após ouvir choro

    Entretenimento

    Sonia Abrão abandona programa após ouvir choro

  3. Para Lula, eleição de Dilma foi seu erro mais grave, revela novo áudio

    Brasil

    Para Lula, eleição de Dilma foi seu erro mais grave, revela novo áudio

  4. Veja fotos da casa onde adolescente foi estuprada no Rio

    Brasil

    Veja fotos da casa onde adolescente foi estuprada no Rio

  5. Paixão, obsessão e morte

    Entretenimento

    Paixão, obsessão e morte

  6. Comercial chinês de sabão é acusado de ser o mais racista da história

    Mundo

    Comercial chinês de sabão é acusado de ser o mais racista da história

  7. Alvo de investigação, sobrinho de Lula é processado por calotes em série

    Brasil

    Alvo de investigação, sobrinho de Lula é processado por calotes em...

  8. Marido toma gosto e posta nova foto sensual de Luana Piovani

    Entretenimento

    Marido toma gosto e posta nova foto sensual de Luana Piovani

Para PF, Bolívia aumentou plantação de coca no governo Morales

O diretor-geral da Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa,participou de audiência no Senado

- Atualizado em

A Bolívia entrou no foco das eleições presidenciais do Brasil após o candidato do PSDB, José Serra, afirmar que o governo da Bolívia é "cúmplice" do tráfico de cocaína

O diretor-geral da Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa, afirmou nesta terça-feira que o tráfico de cocaína para o Brasil é de origem predominantemente boliviana. Ela citou dados da Organização das Nações Unidas (ONU) que demonstram que a área de plantio da coca cresceu nos últimos anos, durante o governo Evo Morales. Corrêa participou de audiência pública na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, para expor as ações implementadas pelo órgão nas áreas de fronteira para o combate ao narcotráfico.

"O que é público e notório que a ONU [Organização das Nações Unidas] atestou em seu relatório é que a área plantada [de coca no governo Morales] aumentou. No mínimo, em torno de dois terços ou pouco mais da metade da droga que se apreende no Brasil comprovadamente é boliviana. Então, nós temos que enfrentar a questão da matéria prima, da oferta lá na origem, além dos cuidados de contenção de fronteira", afirmou Corrêa.

Por conta de um acordo bilateral com o governo boliviano, a PF tem pessoal de inteligência atuando na Bolívia. O objetivo, segundo o diretor-geral, é identificar a origem da produção e o destino das drogas, "o que tem permitido fazer as apreensões". Quanto à erradicação do plantio de coca, Corrêa disse ser necessário se respeitar a tradição cultural do povo boliviano, inclusive com a utilização do produto na fabricação de medicamentos. O importante, acrescentou, é que bolivianos e brasileiros atuem conjuntamento no combate à oferta da cocaína e derivados, como o crack.

A Bolívia entrou no foco das eleições presidenciais do Brasil após, em maio, o candidato do PSDB, José Serra, afirmar que o governo da Bolívia é "cúmplice" do tráfico de cocaína para o Brasil. A candidata do PT, Dilma Rousseff, disse, na época, que o tucano "incriminou" o governo boliviano sem provas.

TAGs:
Senado Federal
Bolívia
Cocaína