Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Curdos expulsam Estado Islâmico da cidade de Kobani

Apoiadas pelos bombardeios da coalização internacional na Síria, forças curdas derrotaram os jihadistas depois de quatro meses de combates

Tropas curdas expulsaram os jihadistas do Estado Islâmico (EI) da cidade síria de Kobani, perto da fronteira com a Turquia, após quatro meses de combates. A vitória foi anunciada nesta segunda-feira pela milícia curda Unidades de Proteção do Povo (YPG) e confirmada pelo Comando Central dos Estados Unidos (CentCom). “A guerra contra o Estado Islâmico está longe de terminar, mas o fracasso em Kobani priva o EI de um de seus objetivos estratégicos”, declarou o comunicado militar americano.

Leia também:

Em vídeo, Estado Islâmico diz ter executado refém japonês

Coalizão bombardeia posições do EI na Síria e no Iraque

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), grupo que monitora o conflito sírio, detalhou que os combatentes curdos controlam “totalmente” Kobani, que se tornou símbolo da resistência contra o grupo terrorista desde a ofensiva lançada pelo EI, em setembro, para conquistar a cidade. Militantes curdos relataram que os terroristas recuaram para os arredores da cidade e que o avanço nas áreas periféricas de Kobani é feito com cautela para evitar minas terrestres e carros-bomba.

Segundo especialistas, esta é a mais importante derrota do EI desde o surgimento do grupo jihadista no conflito sírio. “É um duro golpe contra o EI e seus projetos de expansão”, comentou o especialista em temas curdos Mutlu Civiroglu. Em um primeiro momento pouco equipadas, as forças curdas se beneficiaram do apoio crucial dos bombardeios que a coalizão internacional liderada pelos EUA lança contra posições dos jihadistas desde 23 de setembro. Na última sexta, uma nova rodada de ataques aéreos atingiu posições do Estado Islâmico em Kobani.

Iraque – Também nesta segunda-feira, as forças iraquianas anunciaram a libertação da província de Dijalah, no leste do país, que estava nas mãos dos terroristas. “As forças iraquianas agora controlam completamente todas as cidades, distritos e subdistritos da província de Dijalah”, comunicou o general Abdulamir al Zaidi, do Exército iraquiano.

(Com agência France-Presse)