Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Portugueses lamentam eliminação na ‘loteria’ dos pênaltis

Depois de segurar a poderosa Espanha por 120 minutos – e levar perigo em alguns momentos -, Portugal viu dois jogadores desperdiçarem seus pênaltis e deixou a Eurocopa nesta quarta-feira.

‘Os pênaltis são sempre uma loteria. Durante o jogo fomos organizados e a Espanha praticamente não teve oportunidades de gol. Queriamos dar uma alegria ao povo português, só que infelizmente perdemos’, declarou o zagueiro Pepe, um dos maiores responsáveis pelo 0 a 0 tanto no tempo normal quanto no extra.

Nos pênaltis, a Espanha começou cobrando e viu Xabi Alonso parar em Rui Patrício. Contudo, os portugueses tiveram pouco tempo para comemorar já que na cobrança seguinte, Casillas defendeu o chute de João Moutinho. Nani e Pepe converteram, assim como Piqué e Iniesta. Mas Bruno Alves mandou na trave deixando Fabregas responsável por selar a classificação espanhola.

‘Chegamos aqui com muito esforço, e é difícil ser eliminado nos pênaltis, depois de tanto sofrimento. Mostramos muita qualidade e estamos todos de parabéns, mas a Espanha tem, simplesmente, mais sorte que nós’, apontou Nani.

Se avançasse à final, Portugal repetiria o feito de oito anos atrás, quando, sob o comando de Luiz Felipe Scolari, disputou sua primeira decisão de Eurocopa, dentro de seu país. Na ocasião, porém, a seleção deixou o título escapar para a Grécia.