Messi vetou convocação de ‘fura-olho’, diz TV argentina

Apesar de viver grande fase, atacante Mauro Icardi não é chamado para a seleção argentina. Relação com ex-mulher de amigo seria a razão

A seleção argentina vive uma enorme crise e, mesmo estando fora da equipe por lesão, Lionel Messi segue no centro das discussões. O atacante Sergio Aguero, que perdeu um pênalti na derrota em casa para o Paraguai, deixou o campo em Córdoba reclamando dos críticos que insistem que ele só é titular, pois é “amigo de Messi”. A discussão sobre a influência de Messi nas convocações é antiga – durante a Copa de 2014, o craque do Barcelona foi acusado por jornalistas do país de “vetar” a presença de Carlitos Tevez no time. A bola da vez é outro artilheiro: Mauro Icardi, da Inter de Milão. Segundo comentaristas do canal Fox Sports argentino, Icardi só não está na seleção pois Messi desaprova sua fama de “fura-olho”.

Icardi, de 23 anos, foi protagonista de um triangulo amoroso que abalou o futebol mundial. Em 2013, quando estava na Sampdoria, ele começou a namorar a modelo argentina Wanda Nara, que na época era casada com seu companheiro de equipe e amigo, o também argentino Maxi López – a quem Wanda também acusou de traição. Icardi, então, passou a morar com Wanda e tratar os três filhos que a modelo teve com Maxi López como seus.

Muito criticado pela “traição” e também pela superexposição do casal nas redes sociais, o capitão da Inter ainda fez várias provocações ao ex-amigo ao longo dos anos – desde vestir os garotos com camisas com seu nome até gravar um comercial com com Wanda na qual “rouba” tampinhas de refrigerante, com várias referências à traição. Icardi e Wanda Nara também tiveram uma filha, em 2015, e seguem casados. Durante os encontros que tiveram no futebol italiano, Icardi e Maxi López jamais voltaram a apertar as mãos. 

Buenas Noches con mi amor 😴 Otro dia mas a tu lado @wanditanara ❤️

A photo posted by Mauro Icardi (@mauroicardi) on

 

Na Argentina, a frase ‘Icardi no tiene códigos’ é tema de discussões há muitos anos. Diego Armando Maradona é um dos principais críticos do jogador da Inter – voltou a chamá-lo de “traidor” esta semana, antes da “Partida da Paz”, em Roma. Icardi foi chamado apenas uma vez, em 2013, antes do escândalo, e mesmo com números impressionantes na Itália, não recebeu uma chance sequer desde então. Logo após a derrota para o Paraguai, os integrantes do popular programa Debate Final, da Fox Sports, garantiram que Icardi não é convocado pelo técnico Edgardo Bauza por decisão dos atletas, especialmente Messi.

Veja também

Messi teria gratidão por Maxi López, que atuou pelo Barcelona entre 2005 e 2007 e ajudou na adaptação do compatriota em seus primeiros anos como profissional. López, que hoje joga no Torino, também é bastante próximo de Javier Mascherano, outro líder da seleção argentina, com quem atuou no River Plate desde as categorias de base.

Wanda Nara, Maxi López e Mauro Icardi, durante viagem de barco que deu início ao triângulo amoroso

Wanda, Maxi e  Icardi, durante viagem de barco que deu início ao triângulo amoroso (Reprodução)

Revelação – Há dois dias, Icardi colocou mais lenha na fogueira com o lançamento de sua biografia, na qual revela como foi sua aproximação com a esposa do amigo. Tudo começou com uma viagem aos Estados Unidos.

“Um dia antes de eu embarcar para uma turnê de amistosos, fiquei surpreso ao receber uma mensagem de Wanda, já que eu sempre falava com Maxi e não com ela, pedindo para que eu comprasse um novo iPad para ela”. A partir daí, o contato se tornou mais frequente.

A relação amorosa teve início durante uma viagem de barco em que estavam Maxi, outro jogador, Gonzalo Bergessio, e suas esposas. “Quando eu estava descansando e ouvindo um pouco de reggae, Wanda chegou de repente e se sentou ao meu lado, sem nenhuma vergonha. Naquele momento, a sua relação com Maxi López havia terminado”, escreveu. 

Com a crise na seleção argentina, existe a expectativa para a próxima convocação, para a partida diante do Brasil, líder das Eliminatórias, marcada para 10 de novembro, no Mineirão. Messi, recuperado de lesão, deve estar de volta ao time. A presença de Icardi ainda é pouco provável.