Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gobbi dá abraço em Tite, tem longa conversa e ouve: ‘Fórmula é ruim’

O presidente Mário Gobbi atrasou a entrevista de Tite nesta terça-feira. Para mostrar publicamente apoio a seu treinador após a queda precoce no Campeonato Paulista, o dirigente o abraçou e teve uma conversa de pouco mais de 20 minutos com ele ao pé do ouvido, no CT Joaquim Grava, e escutou, dentre outras coisas, que é prejudicial ao time a fórmula da competição, com jogo único nas quartas e na semifinal.

‘Tem que ser revista essa fórmula. Falei ao presidente: ‘não deixa mais um jogo só’. Eu sabia, a Ponte Preta tem jogador calejado (experiente)’, disse o comandante corintiano, referindo-se ao pedido que fez ao mandatário para tentar rever a maneira de disputa das edições futuras do Paulistão. Desde a derrota de domingo para a equipe de Campinas, ele tem batido na tecla de que, com partidas de ida e volta, as chances de eliminação do Corinthians, líder isolado da primeira fase, seriam muito menores.

‘Fiquei chateado pra cacete, fiquei p… da cara. Fiz trabalho com 35 jogadores se revezando, em duas competições f…. Isso me deixou chateado. Tenho essa indignação, fiquei com esse lado elétrico. A emoção do futebol faz com que você fique assim’, comentou Tite, ao agradecer a presença de Gobbi na reapresentação do elenco. ‘Ele é uma figura importante. Saímos de uma competição que era muito importante para nós. O presidente diz que não aparece quando o time ganha, que só vai aparecer por aqui quando o time perde, quando há necessidade’.

Gobbi surgiu no gramado no fim da atividade com bola dos reservas. Após conversar com Tite separadamente, ele pediu que o diretor adjunto Duílio Monteiro Alves se juntasse a eles. O principal motivo da roda, de acordo com o treinador, foi passar tranquilidade para a sequência da temporada. Eliminado do campeonato estadual, o Corinthians tem como próximo compromisso o duelo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, em 2 de maio, contra o Emelec, no Equador.

A comissão técnica já se voltou para o adversário equatoriano desde segunda-feira, dia em que os principais jogadores do elenco ganharam folga, contudo as primeiras orientações para a partida ficarão para o treinamento de quarta pela manhã. ‘Hoje não passei nada para os atletas, porque esse primeiro dia de trabalho tem que ser campo, sem papo. Mas já vou pautando todos os dados até lá’, afirmou Tite, que desta vez não tem sido alvo de protestos da torcida.