Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ney Latorraca diz que vai se aposentar após o espetáculo ‘Vamp’

Ator declarou que está na hora de parar durante entrevista coletiva sobre a estreia do musical em São Paulo

Ney Latorraca está em cartaz com Vamp – O Musical, que acabou uma temporada no Rio de Janeiro e irá estrear em São Paulo no próximo dia 15. Em entrevista coletiva sobre o espetáculo nesta terça-feira, o ator de 73 anos anunciou que irá se aposentar após as apresentações no teatro. O musical é uma adaptação da novela homônima da Rede Globo na qual Ney também interpretava o vampiro Vlad.

Veja também

“Está na hora de parar”, disse. “Não quero mostrar minha decrepitude”, completou o artista que revelou que deseja ficar em casa, descansar e viajar e ainda brincou sobre o jovem elenco do musical: “Poderiam ser meus filhos, netos e até tataranetos”, falou conforme confirmou a assessoria da produção, que fica em cartaz na capital paulista até o dia 29 de outubro e ainda não tem agenda confirmada em outras cidades.

Latorraca completou 50 anos de carreira em 2014 – sua estreia nos palcos aconteceu em 1964, em uma montagem de Pluft, o Fantasminha. Participou de mais de trinta espetáculos no teatro, entre eles Hair, em 1970, Otelo, em 1982 e O Rei Lear, em 1983. Na TV, fez novelas e séries como Super Plá (1969), da TV Tupi, Rabo de Saia (1984), Estúpido Cupido (1976) e Vamp (1991), da Globo.

Em entrevista a VEJA em fevereiro, pouco antes de Vamp – O Musical estrear no Rio de Janeiro, Latorraca afirmou que não queria fazer a novela que deu origem ao espetáculo. “Na verdade, o Victor Fasano é que faria o Vlad. Eu estava em cartaz com (a peça) O Mistério de Irma Vap, em São Paulo, e achava que seria puxado. Então, a minha mãe sugeriu que eu fizesse uma participação de nove capítulos. Fiz a primeira cena em frente ao teatro em São Paulo, era uma cena em que eu levantava os óculos. Na hora senti que não iriam ser só nove capítulos, aquilo ia dar certo. Consegui conciliar os dois. E foi quando começou a entrar dinheiro mesmo na minha vida.