Propaganda da Skol em blog entra na mira do Conar

Órgão recebeu 65 reclamações contra post publicitário da blogueira Lalá Noleto

O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) abriu nesta sexta-feira um processo contra a blogueira Lalá Noleto e a Ambev para investigar uma propaganda da marca Skol veiculada no blog. Segundo o órgão, os leitores reclamaram que a propaganda da cerveja não continha a cláusula de advertência, que é obrigatória quando a publicidade é de bebida alcoólica. O órgão recebeu 65 reclamações em apenas uma semana.

No post, que já foi excluído, a blogueira relata como “Look do Dia” a nova latinha da cerveja Skol, que teve seu design modificado recentemente. “Tem coisa mais gostosa do que estar de roupa nova? Não! Quem ganhou um guarda roupa novinho foi a latinha da Skol”, escreveu Lalá.

Apesar de ela ter deixado claro que o post era publicitário, o Conar afirmou que o relator do caso julgará se o aviso é satisfatório ou não porque a propaganda promove uma bebida alcoólica. “O Conar vai verificar se o aviso foi bem colocado e se está com um tamanho facilmente identificável”, afirmou o órgão por meio de sua assessoria de imprensa.

O processo deverá ser julgado dentro de 30 dias. Tanto a Ambev quanto a blogueira terão esse período para preparar defesa. Procurada pela reportagem do site de VEJA, a Ambev afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que não comentará o processo, pois ainda não recebeu a notificação oficial do Conar.

O Conar é a agência de autorregulamentação do mercado publicitário e costuma ter suas decisões respeitadas por anunciantes e veículos de comunicação. Esta é a segunda vez que blogs de moda são alvos de investigação. Há cerca de dois meses, o conselho também investigou a veiculação de propaganda velada nos blogs de Lalá Rugde, Thássia Naves e Mariah Bernardes. O processo foi julgado e as três blogueiras receberam advertência do órgão.

Look do Dia: Skol

Look do Dia: Skol (VEJA)