Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Número de brasileiros que viajam de avião tem 1ª queda em 10 anos

Apenas uma aérea brasileira registrou aumento no número de voos, segundo a Anac

Pela primeira vez em 10 anos o número de passageiros de voos domésticos e internacionais apresentou queda no Brasil. Foram registrados 109,6 milhões de viajantes em 2016, contra 117,8 milhões de pessoas transportadas em 2015. O número do ano passado representa uma baixa de 6,9% em comparação com o ano anterior, quando o país alcançou um nível recorde de passageiros.

Os dados são do Anuário do Transporte Aéreo, elaborado pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) de 2016. Nos voos domésticos, o Brasil perdeu 7,8% dos passageiros. As rotas nacionais mais procuradas foram a do Rio de Janeiro até São Paulo, da capital paulista até Brasília e de Salvador até São Paulo.

Enquanto isso, os voos internacionais apresentaram queda de 3% em número de passageiros, a primeira retração desde 2009. Estados Unidos (4,4 milhões), Argentina (3,4 milhões) e Chile (1,5 milhões) foram os países com a maior movimentação de passageiros com destino ou origem no Brasil em 2016. Em comparação com 2015, o país norte-americano recebeu 1 milhão de viajantes a menos, enquanto Argentina e Chile registraram alta de 3.000 e 1.000 passageiros, respectivamente.

A única aérea que registrou aumento no número de voos foi a Avianca, recentemente a empresa recebeu o título de melhor aérea brasileira. Foram 75.543 voos, 5,6% a mais do que em 2015. Mesmo assim, entre as quatro grandes empresas nacionais, foi a que menos realizou decolagens.

A Gol foi a aérea que mais registrou viagens: 246.737 – mesmo assim, houve uma retração de 17,4%. A Azul fez 255.178 decolagens, 7,2% a menos do que em 2015. Já a Latam realizou 207.113 viagens, 12,2% a menos do que no ano anterior.