Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

McDonald’s terá de indenizar funcionário por discriminação racial

O funcionário era chamado de preto pelo gerente, que levava bananas e dizia que aquilo era comida de macaco

A 2ª Turma do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (São Paulo) manteve a condenação do McDonald’s por discriminação racial contra um ex-funcionário. A rede de fast food terá de pagar uma indenização de 7.500 reais ao ex-funcionário vítima de discriminação racial.

Na ação, o ex-funcionário diz que o gerente da unidade em que trabalhava o chamava de preto e levava bananas para ele, dizendo que ‘comida de macaco era banana’. De acordo com testemunhas do ex-funcionário, o gerente também o agredia com socos e chutes.

Para o juiz de primeira instância, “é dever do empregador zelar por um meio ambiente do trabalho livre de agressões, ofensas e discriminações, devendo o mesmo responder pelos atos de seus agentes”.

No julgamento do recurso, os magistrados entenderam que ficou provado que o empregado era “alvo de investidas físicas, bem como de palavras e condutas aviltantes, perpetradas por específicos superiores hierárquicos, o que lhe causava apreensão moral”.

Procurada, a Arcos Dourados, operadora da marca McDonald’s no Brasil, informou que não comenta processos em andamento, mas não tolera nenhuma forma de discriminação ou assédio de qualquer natureza. A empresa informa que os funcionários recebem treinamentos “do Código de Conduta para os Negócios, em que são instruídos a agir de maneira responsável e respeitando as regras da companhia.”

“A empresa também reafirma seu compromisso de respeito e de cumprimento da legislação trabalhista, além de proporcionar condições adequadas de trabalho a todos os seus empregados.”

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Comportamento Deplorável E Incompatível
    Para Colaborador Em Cargo De Confiança !
    Passível De Demissão Por Justa Causa….

    Curtir

  2. A justiça está errada. Não adianta o MC Donalds pagar 7500 reais para o funcionários se foi o gerente quem praticou o racismo, é ele quem deveria pagar, porque dessa forma o MC donalds que não praticou o racismo foi punido, mas o gerente racista está rindo da justiça que o deixou impune. Quem tem que ser punido é o funcionário que pratica a discriminação, no caso o gerente e não a empresa, desse jeito ele vai entrar em outra empresa e fazer o mesmo, a empresa será punida e ele não. Tem que punir o gerente, a justiça vai deixar o gerente livre? Ele tinha que pagar 10.000 reais pro funcionários.

    Curtir