Inadimplência de empresas sobe 2,7% em abril

Para a Serasa, desaceleração da atividade econômica e elevação dos custos de produção têm dificultado a situação financeira das companhias no país

A inadimplência das empresas brasileiras cresceu 2,7% em abril ante mesmo período do ano passado, informou a Serasa Experian nesta terça-feira. Trata-se do oitavo mês consecutivo de alta na comparação anual. O índice também avançou 1,1% em abril ante março, impulsionado pelas dívidas bancárias e não bancárias, que registraram variação positiva de 2,7% e 3,1% respectivamente. Por outro lado, os cheques sem fundo subiram apenas 0,4%, enquanto os títulos protestados caíram 2,5% na comparação com o mês anterior.

Leia também:

Demanda de empresas por crédito cresce 4,8% em abril

Pedidos de falência no Brasil recuam em abril, aponta Serasa

Segundo os economistas da Serasa, “a desaceleração da atividade econômica, a elevação dos custos por conta de ganhos salariais subindo acima da produtividade e das sucessivas elevações das taxas de juros, aumentando o custo financeiro do capital de giro junto aos bancos” dificultam a situação financeira das empresas.

(com agência Reuters)