Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gasto de brasileiro no exterior em maio é o maior desde 2014

Resultado divulgado pelo Banco Central revela déficit na conta de viagens internacionais

Os gastos de brasileiros no exterior ficaram em 1,496 bilhão de dólares (cerca de 4,95 trilhões de reais) em maio deste ano, segundo o Banco Central (BC). Foi o maior valor já registrado para o mês de maio desde 2014. O resultado representa um aumento de 34,4% em relação ao valor registrado no mesmo período do ano passado, quando os brasileiros gastaram 1,113 bilhão de dólares (aproximadamente 3,68 trilhões de reais) fora do país. 

Enquanto isso, as receitas dos estrangeiros no Brasil caíram. Em maio, o BC registrou 419 milhões de dólares (cerca de 1,38 bilhão de reais) em gastos no país, contra 434 milhões de dólares (cerca de 1,43 bilhão de reais) em igual período de 2016.

Com o resultado, o Brasil volta a registrar déficit na conta de viagens internacionais. O saldo negativo ficou em 1,077 bilhão de dólares (aproximadamente 3,56 trilhões de reais) em maio.

O resultado ainda sofreu o impacto da cobrança do Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF) sobre compra de pacote de viagens, que durou até maio de 2016.

Veja também

“Esse imposto reduziu a demanda de brasileiros no exterior. Esse aumento de 91% [no saldo negativo na conta de viagens] não parece ser decorrente da taxa de câmbio ou da renda dos brasileiros”, disse o chefe-adjunto do Departamento Econômico do BC, Fernando Rocha.

Ele acrescentou que esse efeito na comparação não vai ser repetir nos próximos meses porque a compra de IOF durou só até maio do ano passado.

Nos cinco primeiros meses do ano, o resultado também foi negativo, de 4,613 bilhões de dólares (cerca de 15,2 trilhões de reais). No mesmo período do ano passado, o Brasil havia contabilizado 2,407 bilhões de dólares negativos (aproximadamente 7,97 trilhões de reais).