FGTS: Caixa antecipa último lote de contas inativas para sábado

Os trabalhadores nascidos em dezembro terão seis dias a mais para sacar o benefício

A Caixa Econômica Federal divulgou nesta segunda-feira que irá antecipar o pagamento das contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para os trabalhadores nascidos no mês de dezembro. A partir do próximo sábado, o saque será liberado e as agências abrirão duas horas mais cedo na próxima segunda-feira.

A quinta fase do resgate das contas inativas estava prevista para começar no dia 14 de julho. Agora, os trabalhadores terão 24 dias para sacar o benefício ao invés de apenas 18.

No sábado, serão abertas duas mil agências para atendimento exclusivo ao FGTS entre às 9 horas e 15 horas. Os trabalhadores devem checar quais são as unidades da Caixa com atendimento no final de semana no site da instituição.

Na segunda-feira (10), todas as agências irão abrir duas horas mais cedo para o pagamento das contas inativas. Nas regiões em que os bancos abrem às 9 horas, as agências começam a atender às 8 horas e terão o horário prorrogado em 1 hora.

Mais de 2,5 milhões de brasileiros têm direito ao saque a partir do mês de julho. O valor total disponível para saque nesse mês ultrapassa 3,5 bilhões de reais e equivale a aproximadamente 8% do total disponível.

Os trabalhadores que tiveram o pagamento liberado em qualquer fase têm até o dia 31 de julho para sacar o benefício. Após essa data, o valor ficará bloqueado na conta do FGTS e só pode ser resgatado nos casos previstos em lei, como aposentadoria e compra da casa própria.

Como sacar o FGTS

Os canais e exigências variam de acordo com o valor. Confira:

Balanço

Até o dia 28 de junho, foram registrados os pagamentos de mais de 38,2 bilhões de reais relativos às contas inativas do FGTS. O número de trabalhadores nascidos até novembro e que já sacaram alcançou 22,6 milhões de pessoas.

O valor equivale a 95,38 % do total inicialmente previsto (40 bilhões de reais) e aproximadamente 81% dos trabalhadores (27,7 milhões), nascidos entre janeiro e novembro.