Dinheiro do FGTS incentiva presente do Dia dos Namorados

Paulistanos pretendem gastar 10% a mais do que no ano passado, segundo pesquisa da FecomercioSP

Os apaixonados não parecem dar ouvidos para as recomendações dos economistas sobre o uso do dinheiro da conta inativa do FGTS. Em vez de pagar dívidas ou poupar, muitas pessoas devem usar os recursos do fundo para comprar presente para o Dia dos Namorados, segundo a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Neste ano, 66% dos consumidores que estão em um relacionamento disseram que pretendem comprar presente no Dia dos Namorados. O percentual é maior que o verificado em 2016 (62%).

Para a FecomercioSP, a alta é motivada pela melhora das condições econômicas, como inflação e juros menores, e pela liberação do dinheiro da conta inativa do FGTS.

Dentre os 30% que não devem adquirir presentes, 49% disseram estar sem condições financeiras ou endividados e 25% responderam não ter o costume de presentear em datas comemorativas.

Mais da metade dos entrevistados (52%) disse que deixa para comprar depois da comemoração para aproveitar as promoções.

A pesquisa mostrou que os namorados pretendem gastar 10% mais neste ano do que em 2016. O valor médio dos presentes é de 190 reais. Os homens vão gastar mais do que as mulheres: 210 reais e 161 reais, respectivamente.

A pesquisa foi realizada de 5 a 6 de junho, com 1.121 consumidores na capital paulista.

O levantamento mostrou que as pessoas costumam deixar para comprar na última hora: 42% vão comprar na véspera.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Depois toma um chifre e/ou um pé na bunda e ainda fica com a dívida!

    Curtir