Cármen Lúcia recebe empresários para tratar da economia

Os executivos fizeram um panorama setorial e apresentaram à presidente do STF os temas que impactam as empresas

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, recebeu nesta segunda-feira, 8, donos e presidentes de empresas de diversos setores para tratar da conjuntura econômica nacional.

Os executivos fizeram um panorama setorial e apresentaram à presidente do Supremo os temas que impactam as empresas e que estão em tramitação no Supremo, destacando o que é prioridade para os setores específicos.

Foi o segundo encontro da ministra com este propósito; o primeiro foi realizado em janeiro.

As informações trazidas pelos empresários à ministra poderão ser consideradas por ela, como sugestão, na hora de montar a pauta de julgamentos – atribuição da Presidência do STF.

Entre os executivos, compareceram Candido Bracher, novo presidente do Itaú Unibanco, Chieko Aoki, fundadora e presidente da rede Blue Tree Hotels, Paulo Kakinoff, presidente da Gol Linhas Aéreas, Luiza Helena Trajano Rodrigues, dona da rede Magazine Luiza, e Rubens Menin, dono da construtora MRV.

No caso da aviação, por exemplo, Cármen Lúcia foi informada que há uma recuperação no setor, com números de março apontando aumento de fluxo de passageiros em março, depois de 16 meses de queda.

Em relação a pauta de julgamentos, a ministra pretende continuar a priorizar processos de repercussão geral, de forma semelhante ao que ocorreu em abril.

Na lista de presença também constavam os nomes de Wilson Ferreira, presidente da Eletrobrás, Décio da Silva, controlador da fabricante de motores Weg, Flavio Rocha, dono das lojas Riachuelo, Pedro Wongtschowski, empresário do grupo Ultra, dono da rede Ipiranga, e Walter Schalka, presidente da Suzano Papel e Celulose.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Não entendi. Cármen Lúcia é especialista em algum desses setores? Que esquisito.

    Curtir

  2. Fábio Luís Inaimo

    Enquanto isso, quem é que está julgando os processos !? Como se houvessem poucos !!

    Curtir

  3. José Carlos Lopes de Oliveira

    Deve ser economia do PT, a quem essa mulher serve despudoradamente. Nunca houve tantos descalabros no judiciário, como na gestão dessa péssima presidanta do STF.

    Curtir