Saiba por que alguns pássaros usam bitucas de cigarro em ninhos

Tentilhões urbanos que vivem na Cidade do México combatem infestações de carrapatos e outros insetos espalhando restos com nicotina em seus abrigos

Com o objetivo de evitar que seu ninho seja infestado por parasitas, uma espécie de pássaro que vive na Cidade do México utiliza bitucas de cigarro que encontra no chão para fabricar sua “casa”. Segundo um estudo publicado na última semana no periódico Journal of Avian Biology, os tentilhões (Carpodacus mexicanus) urbanos usam a nicotina e outras toxinas presentes nos restos de cigarros como pesticida, afastando carrapatos e outros insetos – mesmo que, a longo prazo, as substâncias também sejam nocivas às aves e seus filhotes e possam causar problemas genéticos.

Pesquisas anteriores já haviam apontado para a propriedade da nicotina de afastar insetos, porém, os cientistas não tinham certeza de que era por esse motivo que os tentilhões colocavam as bitucas em seus ninhos.

“Uma possibilidade é que os pássaros extraiam as fibras de celulose das bordas descartadas simplesmente porque se parecem com penas”, escrevem no estudo os biólogos Monserrat Suárez Rodríguez e Constantino Macías Garcia, ambos da Universidade Nacional Autônoma do México. Os pesquisadores também levantam a possibilidade de que as bitucas ajudem a manter o ninho aquecido.

Veja também

Para estudar a estranha prática das aves, os cientistas realizaram experimentos com 32 ninhos de passarinhos da espécie, todos com ovos. Um dia depois de os filhotes nascerem, os pesquisadores removeram o revestimento natural do ninho e o substituíram por feltro artificial, para evitar parasitas que poderiam ter se instalado ali durante a incubação. Então, eles adicionaram carrapatos vivos em 10 ninhos, carrapatos mortos em outros 10, e deixaram os outros 12 livres de insetos.

Observando o comportamento dos tentilhões, os cientistas perceberam que os pássaros adultos eram significativamente mais propensos a adicionar fibras de bitucas de cigarro aos ninhos contaminados com carrapatos. Além disso, em ninhos contendo carrapatos vivos, o peso do material de cigarro adicionado foi, em média, 40% maior do que o peso dos mesmos elementos em ninhos com carrapatos mortos.

Problemas genéticos

Apesar de a prática trazer benefícios para os pássaros — eles não precisam se preocupar com insetos causando danos às penas e chupando o sangue –, os pesquisadores afirmam que as substâncias encontradas nas pontas dos cigarros são tóxicas também para as aves. Outro estudo liderado por Macías Garcia, em 2012, descobriu que quanto mais bitucas eram encontradas nos ninhos dos pássaros, mais anormalidades nos cromossomos estavam presentes nos pais e nos filhotes. Segundo o biólogo, os danos genéticos interferiam na divisão celular e se manifestavam conforme os animais envelheciam.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Tiburtino Lacerda

    E tu fumando, em trouxa?

    Curtir

  2. Antonio Costa

    Alguém aí pra avisar os tentilhoes que o cigarro vai causar problemas

    Curtir

  3. Luiz Carlos Pauli

    Kk…que bobagem. Para começo de conversa, vai ver a idade que morre um fumante. ele vive até mais do que o não fumante.

    Curtir