Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

John Glenn celebra 50º aniversário dos voos espaciais nos EUA

O ex-astronauta John Glenn celebrou nesta segunda-feira o 50º aniversário do voo que fez dele o primeiro americano a chegar ao espaço, em uma cerimônia cheia de emoção, em que também lamentou a suspensão dos atuais programas espaciais do país.

No dia 20 de fevereiro de 1962, Glenn partiu de Cabo Cañaveral (Flórida, sudeste) na nave espacial Atlas para orbitar três vezes a Terra em 5 horas, uma viagem que o transformou em um herói nacional e restaurou a confiança na capacidade americana para competir com a União Soviética na corrida espacial.

“Sinto como se tivesse acontecido há uma semana, porque tenho revirado tanto isso nos últimos 50 anos que é como se tivesse de mantido fresco”, disse Glenn à rede CNN nesta segunda-feira.

“Foi algo tão impressionante na época que ficou escrito indelevelmente em minha memória e posso lembrar aqueles dias muito intensamente”.

A celebração é realizada em um momento amargo para o herói nacional, já que a nação que primeiro aterrissou na Lua depende agora da Rússia para transportar seus astronautas.

Glenn, que foi senador democrata de 1974 a 1999, criticou o ex-presidente americano George W. Bush por sacrificar as ambições espaciais americanas e cortar o financiamento da Nasa.

“Acho que é muito ruim”, disse. “Espero que algumas das iniciativas planejadas agora para recriar nossa própria forma de transporte (espacial) sejam levadas à frente”, afirmou na semana passada, referindo-se às iniciativas particulares de voos espaciais, como a iniciativa da companhia SpaceX.