Blogs e Colunistas
Se em meu ofício, ou arte severa,/ Vou labutando, na quietude/ Da noite, enquanto, à luz cantante/ De encapelada lua jazem/ Tantos amantes que entre os braços/ As próprias dores vão estreitando —/ Não é por pão, nem por ambição,/ Nem para em palcos de marfim/ Pavonear-me, trocando encantos,/ Mas pelo simples salário pago/ Pelo secreto coração deles. (Dylan Thomas — Tradução de Mário Faustino)

24/10/2014

às 23:01

Indecisa pergunta que projetos há para idosos num país que envelhece. Fator previdenciário nocauteia Dilma

Aécio diz que vai cuidar dessas pessoas e encontrar formas de levar de volta para a Previdência pessoas que estão sem contribuir por algum tempo. Aécio se compromete em rever com o fator previdenciário. Dilma diz que foi o PSDB que criou, mas não se compromete em acabar com a medida nem explica por que nunca acabou. Dilma diz que “abriu as discussões com as centrais”. Aécio diz que foi criado, sim, num momento de aguda crise da Previdência, que foi derrubado no Congresso, mas Lula vetou. E é verdade.

Por Reinaldo Azevedo

24/10/2014

às 22:57

Indecisa pergunta para Dilma como acabar com a corrupção

Dilma diz que defende um endurecimento das leis e se orgulha de ter garantido independência aos órgãos de investigação, à diferença do que se fazia no passado. Aécio diz que propostas de Dilma estavam em tramitação no Congresso porque não houve compromisso do PT em combater a corrupção. A melhor forma é tirar o PT do governo. Dilma diz que quem fala é o representante do partido que tinha como prática “engavetar todas as investigações e que isso levou o Brasil a ter um conjunto de julgamento que ninguém nunca viu nem deu fé; foram todos soltos…” Ninguém entendeu e diz que vai condenar corruptos e corruptores. Agora ela virou juíza?

Por Reinaldo Azevedo

24/10/2014

às 22:51

Uma pergunta sobre educação para Aécio

Renata diz que sempre ouve que o Brasil é o país do futuro e que sempre falam em valorizar os professores, para valorizar a educação. Diz ser essa a grande questão do Brasil. Tucano diz que conseguiu fazer com que Minas tivesse a melhor educação do Brasil. Diz que pretende manter as creches abertas mais tempo. Prega a reformulação do ensino médio. Diz que vai apoiar a qualificação e remuneração de professores. Dilma diz que a pergunta é muito boa e que tem grande compromisso com creche e pré-escola. Nota: ela prometeu 6 mil creches em 2010. Agora admite que só construiu 2 mil — de fato, entregues, é menos do que isso. Fala dos recursos do pré-sal para a educação. Aécio diz que o governo sempre promete e não cumpre. Diz que, se Dilma tivesse cumprido programa das creches, as dificuldades seriam menores. E lamenta que Dilma não tenha programa de governo.

Por Reinaldo Azevedo

24/10/2014

às 22:47

Leitor indeciso pergunta para Dilma qual será a política para quem mora de aluguel. Diz que seu aluguel triplicou em três anos

Dilma diz que tem oportunidade de falar do Minha Casa Minha Vida. Diz como funciona e diz que vai fazer mais três milhões de casas. Diz que tem certeza de que ele será uma das pessoas contempladas se ele for sorteado. Diz que o programa não passa por mediação política. Aécio diz que o drama de aluguel é de milhões de brasileiros. Diz que, ao contrário da propaganda, não foram entregues 3,5 milhões de habitações, mas apenas a metade. Diz que vai ampliar os programas habitacionais em parcerias com estados e municípios. Dilma se atrapalha e chama indeciso de “candidato” e se desculpa. “Você pode ser um dia candidato, né, querido?” E confirma que os números de Aécio estão certos.

 

Por Reinaldo Azevedo

24/10/2014

às 22:44

SALDO DO PRIMEIRO BLOCO – ATÉ AGORA, É O MELHOR DEBATE DE AÉCIO E, CLARO!, O PIOR DE DILMA

Seja nos argumentos, seja na retórica, seja na prontidão, seja para aproveitar as falhas dos adversário, é o melhor debate do tucano e o pior de Dilma. Se indecisos deixaram para escolher hoje, no primeiro bloco, escolherão Aécio. Se farão mesmo isso, não sei. Dilma insiste numa falácia grotesca sobre ensino técnico. Nunca houve uma lei no governo FHC que proibisse construção de escolas técnicas. Ela impunha, sim, parcerias com estados, municípios e ONGs. Mais: havia um dinheiro do BID para a construção de escolas, num programa chamado Proep. O PT devolveu US$ 94 milhões sem usar a grana. Só redescobriu a necessidade do ensino técnico em 2006.

Por Reinaldo Azevedo

24/10/2014

às 22:37

Dilma volta a falar bobagem sobre ensino técnico. Voltarei ao assunto

Dilma insiste na mentira de que governo FHC proibiu construção de escolas técnicas. Voltarei ao assunto depois. Aécio diz que Pronatec foi criado inspirado na ETEC e PEP, de Minas. Procurem aí o que é Proep – vou explicar — e o que o governo do PT fez. Insiste na mentira de que governo tucano fez apenas 11 escolas. Mente que ETECs são programas experimentais. Aécio diz que Minas tem a melhor educação básica do Brasil.

Por Reinaldo Azevedo

24/10/2014

às 22:32

O controle da inflação e os bancos públicos

Aécio pergunta o que Dilma pretende fazer para controlar a inflação. Ela acusa tucanos de terem quebrado a Caixa e o Banco do Brasil. É mentira! Diz que ela manteve a inflação na meta, mas que o governo FHC não. Diz que tucanos aumentaram imposto e deixaram dívida pública maior do que receberam. Falarei a respeito. Aécio ironiza: “A senhora quer dizer que foram vocês que controlaram a inflação, não nós?”. Aécio diz que o governo deve R$ 10 bilhões à CEF e R$ 8 bilhões ao BB. Ela insiste que tucanos quebraram os bancos públicos. É mentira! Diz que tucanos jogaram a crise nas costas do povo.

Por Reinaldo Azevedo

24/10/2014

às 22:28

Minha Casa Minha Vida – Aécio leva de novo

Dilma diz que Aécio é crítico do Minha Casa, Minha Vida. E ela quer saber por quê. Aécio diz que os petistas fazem terrorismo com o programa. Pessoas estão recebendo mensagens afirmando que, se votarem no PSDB, serão retiradas do cadastro. Ele diz que o programa será melhorado. Aécio diz que vai avançar muito mais. Dilma diz que Aécio não conhece o programa. Dilma diz que os tucanos falam em redefinir o papel de bancos públicos e que agora tentam apoiar o Minha Casa, Minha Vida. Dilma diz que prestação do Minha Casa, Minha Vida seria de R$ 940, mas é de R$ 80. Aécio diz bancos públicos serão fortalecidos, não aparelhados. Lembra que o Banco do Brasil tem 37 diretorias, um terço ocupado pelo PT.

Por Reinaldo Azevedo

24/10/2014

às 22:24

O porto cubano. Dilma se estoura

Aécio pergunta por que Dilma não divulga os gastos com o porto de Cuba. Dilma se enrola e diz que a construção do porto em Cuba gera empregos no Brasil. Dilma diz que governo FHC financiou ações de empresas brasileiras em Cuba e na Venezuela. Acusa o governo FHC de ter causado 11 milhões de pessoas desempregadas. Aécio diz ter recebido um documento informando que o prazo do financiamento para Cuba é de 25 anos, não em 12 anos, como é a regra. Pior: as garantias são dadas em pesos cubanos, não em em dólar ou em euros, como é a lei. Dilma desconversa. Diz que, sempre que se financia uma empresa, a garantia é quem dá a garantia para a empresa brasileira para o BNDES. Dilma está notavelmente atrapalhada. 

Por Reinaldo Azevedo

24/10/2014

às 22:20

Dilma pergunta sobre Armínio e toma um revés

Dilma pergunta como Aécio anuncia um ministro (Armínio) que acha o salário mínimo alto. Isso é falso. Aécio responde que todos os números do governo Dilma são ruins: é ruim na economia, na saúde e na educação. Dilma diz que Aécio está mal informado e ataca FHC. Dilma diz que o PT criou o emprego e que aumentou o salário mínimo em 71% em valores reais. Nós? Quem? Dilma diz que vai fazer um governo muito melhor. Aécio aponta o absurdo: FHC levou a inflação de 916% para 12%. Aécio diz que a história não se reescreve, mas o futuro sim.

Por Reinaldo Azevedo

24/10/2014

às 22:17

Aécio fala da denúncia publicada por VEJA e Dilma ataca revista

Aécio diz que campanha é das mais sórdidas da história. Aécio pergunta se Dilma sabia das denúncias da roubalheira da Petrobras, conforme revelou VEJA. Dilma diz que VEJA fez calúnia e difamação contra ela. E ataca a VEJA. É mentira, claro! VEJA só revelou o que Youssef disse. Ela afirma que vai à Justiça contra VEJA. Aécio diz que deu a oportunidade de Dilma se defender. Aécio diz que a delação premiada só traz o benefício ao réu se ele trouxer provas. Lembra que IstoÉ fala da campanha da infâmia e diz que no Rio foram apreendidos jornais apócrifos contra a candidatura dele no comitê dela. Aécio pergunta se ela se orgulha da campanha. Dilma diz que jamais perseguiu jornalistas e diz que ele cita duas revistas que, afirma ela, fazem campanha para Aécio.

Por Reinaldo Azevedo

24/10/2014

às 22:12

Cobertura em tempo real…

Desculpem-me eventuais erros de digitação. Depois corrijo.

Por Reinaldo Azevedo

24/10/2014

às 22:10

Vai começar

É agora.

Por Reinaldo Azevedo

24/10/2014

às 20:49

O DEPOIMENTO DE YOUSSEF EM QUE ELE DIZ QUE LULA LOTEOU A PETROBRAS

Abaixo, o depoimento de Alberto Youssef que não estava protegido por sigilo de Justiça, em que ele afirma que Lula loteou a Petrobras entre  os aliados.


Por Reinaldo Azevedo

24/10/2014

às 20:30

DEBATE NA GLOBO – Acompanharei em tempo real

Alguns leitores me perguntam se acompanharei o debate da Globo. Sim, em tempo real. Na medida do possível, pergunta a pergunta. E depois, como sempre, farei uma análise do conjunto.

Por Reinaldo Azevedo

24/10/2014

às 20:18

A resposta oficial de VEJA às agressões da candidata-presidente Dilma

Sobre a fala da presidente no horário eleitoral

A presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição, ocupou parte de seu horário eleitoral para criticar VEJA, em especial a reportagem de capa desta semana. Em respeito aos nossos leitores, VEJA considera essencial fazer as seguintes correções e considerações:

1) Antecipar a publicação da revista às vésperas de eleições presidenciais não é exceção. Em quatro das últimas cinco eleições presidenciais, VEJA circulou antecipadamente, no primeiro turno ou no segundo.

2) Os fatos narrados na reportagem de capa desta semana ocorreram na terça-feira. Nossa apuração sobre eles começou na própria terça-feira, mas só atingiu o grau de certeza e a clareza necessária para publicação na tarde de quinta-feira passada.

3) A presidente centrou suas críticas no mensageiro, quando, na verdade, o cerne do problema foi produzido pelos fatos degradantes ocorridos na Petrobras nesse governo e no de seu antecessor.

4) Os fatos são teimosos e não escolhem a hora de acontecer. Eles seriam os mesmos se VEJA os tivesse publicado antes ou depois das eleições.

5) Parece evidente que o corolário de ver nos fatos narrados por VEJA um efeito eleitoral por terem vindo a público antes das eleições é reconhecer que temeridade mesmo seria tê-los escondido até o fechamento das urnas.

6) VEJA reconhece que a presidente Dilma é, como ela disse, “uma defensora intransigente da liberdade de imprensa” e espera que essa sua qualidade de estadista não seja abalada quando aquela liberdade permite a revelação de fatos que lhe possam ser pessoal ou eleitoralmente prejudiciais.

Por Reinaldo Azevedo

24/10/2014

às 20:12

Ah, o ressentimento… Ou quase 190 mil compartilhamentos em menos de 24 horas, 2,3 milhões de visualizações, 10 milhões de alcance

O vídeo de um minuto que gravei para a Jovem Pan sobre a capa da VEJA desta semana já teve, em menos de 24 horas, quase 190 mil compartilhamentos, mais de 2,3 milhões de visualizações e alcance de quase 10 milhões de pessoas.

O rancor é grande; as ameaças se multiplicam. Por quê? Porque eu disse que, se a denúncia de Youssef se confirmar e se Dilma for reeleita, há a possibilidade de ela ser deposta por um processo de impeachmet. É só lógica elementar.

O vídeo está aqui.

 

Por Reinaldo Azevedo

24/10/2014

às 19:59

Rui Falcão quer agora censurar VEJA de outro modo. Ou: A diferença entre notícia e campanha para um petista

Que pitoresco! Nem parece que Rui Falcão já foi jornalista, não é mesmo? Ele anunciou que vai recorrer ao TSE para impedir que a revista VEJA faça a publicidade regular de sua edição. E afirmou este mimo à Folha de S.Paulo: “É uma matéria sem fundamento. Essa capa parece uma peça eleitoral. Enviamos uma representação ao TSE para impedir qualquer publicidade desta reportagem da Veja, em rádio, TV ou outdoor, porque isso pode configurar propaganda negativa”.

O que é “sem fundamento”? Que Alberto Youssef disse à PF e ao Ministério Público que Dilma sabia o que se passava na Petrobras, não há dúvida. Ele disse. Se ela realmente sabia, tem de ser apurado. Uma coisa é certa: a presidente decidiu, por exemplo, tirar João Vaccari Neto do conselho de Itaipu.

Pois é… Eu não vi Rui Falcão considerar “sem fundamento” a acusação feita por Paulo Roberto Costa contra Sérgio Guerra, ex-presidente do PSDB, que já morreu. Ao contrário: Dilma gostou tanto da ideia que, informada por um assessor que a colunista Monica Bergamo acabara de publicar a informação, a levou imediatamente para o debate Jovem Pan-UOL-SBT. Se Aécio citar a reportagem da VEJA, Dilma ao menos teve um tempinho para se preparar.

Eu entendo Rui Falcão: quando uma informação ajuda o seu partido, é jornalismo de alta qualidade; quando prejudica, é campanha eleitoral.

Tenham paciência! No fundo, isso é só ânimo para a censura.

Por Reinaldo Azevedo

24/10/2014

às 19:19

É mentira! Advogado de Youssef não desmentiu VEJA

Na VEJA.com:
O advogado Antonio Augusto Figueiredo Basto, coordenador da defesa do doleiro Alberto Youssef, disse nesta sexta-feira que está impedido de se manifestar sobre as declarações de seu cliente. A mais recente edição de VEJA traz uma reportagem revelando que Youssef disse à Polícia Federal e ao Ministério Público que tanto o ex-presidente Lula como a presidente Dilma sabiam do esquema de corrupção na Petrobras. O depoimento foi prestado na última terça-feira na presença de um delegado e de um procurador da República. Basto explicou que, devido ao segredo de Justiça, não pode comentar o processo de delação premiada de Youssef e nem fornecer qualquer detalhe sobre as declarações do doleiro. “Sobre a reportagem, o que eu disse é que não concordo com o vazamento dos depoimentos. Mas isso, num país que tem imprensa livre, cabe às autoridades investigar quem vazou”, disse o criminalista.

O senhor nega que Alberto Youssef tenha dito que o Lula e Dilma sabiam dos desvios na Petrobras?
Eu acho que as minhas declarações estão sendo usadas politicamente. Não posso me manifestar sobre um fato que é sigiloso. Nunca desmenti a reportagem da revista. Eu não posso desmentir um fato sobre o qual não posso me manifestar.

Mas o senhor tem conhecimento do teor do depoimento prestado na terça-feira.
O que estou dizendo é que não posso confirmar o teor dos depoimentos porque eles são sigilosos.

A reportagem de VEJA afirma que as declarações foram prestadas na presença de um procurador e de um delegado.
Sobre a reportagem, o que eu disse é que não concordo com o vazamento dos depoimentos. Mas isso, num país que tem imprensa livre, cabe às autoridades investigar. A imprensa é livre para divulgar o que apura, mas não posso me manifestar sobre um conteúdo que é sigiloso, sobre o qual não tenho autorização para falar. A defesa sabe de tudo que é dito nos depoimentos, mas não se pronuncia nem para desmentir nem para confirmar.

Por Reinaldo Azevedo

24/10/2014

às 17:58

Mercado ignora Ibope e Datafolha e aposta que Aécio vai vencer: Ibovespa sobe, e dólar cai

Nunca aconteceu antes, mas aconteceu desta vez. Os mercados decidiram ignorar as pesquisas Datafolha e Ibope, que apontam Dilma Rousseff na liderança, e acreditar nos institutos que dizem que é o tucano Aécio Neves quem lidera — o que coincide com levantamentos informais, não registrados no TSE, feitos por bancos e empresas. Há também a aposta de que as revelações feitas por VEJA interfiram na decisão dos eleitores indecisos. Também se espera que Aécio tenha um desempenho melhor do que Dilma no debate de hoje, da Globo.

O Ibovespa fechou em alta de 2,52%, chegando a 4,65% ao longo do dia, aos 51.940. As ações do kit eleição tiveram alta: Petrobras ON: 5,32%; Petrobras PN: 7,01%; Eletrobras ON: 7,37%; Eletrobras PNB: 6,13%. O dólar caiu bastante: encerrou o dia R$ 2,457, maior recuo em 11 meses: 2,26%.

Querem saber? Nunca vi isso antes. Alguma explicação? Uma só: a aposta é que Aécio vai vencer.

 

Por Reinaldo Azevedo
 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados