Blogs e Colunistas
Se em meu ofício, ou arte severa,/ Vou labutando, na quietude/ Da noite, enquanto, à luz cantante/ De encapelada lua jazem/ Tantos amantes que entre os braços/ As próprias dores vão estreitando —/ Não é por pão, nem por ambição,/ Nem para em palcos de marfim/ Pavonear-me, trocando encantos,/ Mas pelo simples salário pago/ Pelo secreto coração deles. (Dylan Thomas — Tradução de Mário Faustino)

03/10/2014

às 0:52

Marina perde tempo com Eduardo Jorge… Fazer o quê?

Marina conversa com Eduardo Jorge sobre a falta de investimentos privados no país. O esquisito diz o quê? Que o problema principal do Brasil é o juro alto e aproveita para criticar a independência ou autonomia do Banco Central. Segundo ele, é preciso enfrentar o rentismo. Ai, ai… Marina aproveita para defender a independência do Banco Central. Eduardo Jorge diz querer saber se Marina vai orientar o BC a baixar os juros ou não. Santo Deus!

 
Por Reinaldo Azevedo

03/10/2014

às 0:47

Levy Fidelix fala sobre questão penitenciária com Aécio

Levy Fidelix faz pergunta para Aécio sobre situação carcerária. Acusa o governo de ter sido irresponsável com o Fundo Penitenciário. Lembra que apresentou um projeto que proíbe contingenciamento de verbas de segurança. O tucano afirma que vai cuidar melhor das fronteiras e que quer uma relação mais séria com países que produzem drogas. Aécio diz que, em Minas, há parceria com setor privado para cuidar das penitenciárias.

Por Reinaldo Azevedo

03/10/2014

às 0:44

Aécio leva a melhor na questão ambiental contra Dilma

Dilma faz pergunta sobre mudanças climáticas para Aécio e indaga qual é  sua proposta. Aécio diz que Dilma andou para trás na área ao dar subsídio a combustíveis fósseis. Aécio diz que é preciso mudar rapidamente a matriz energética, o que o governo não fez. Acusa o governo de não ter feito a rede de ligação das eólicas. Diz que o governo acabou com o programa do etanol. Aécio diz que o governo Dilma atrasou em dois anos o cadastro ambiental rural. Aécio diz que a participação das termelétricas suja a matriz, crescendo de 22% para 35%. Aécio levou de novo.

Por Reinaldo Azevedo

03/10/2014

às 0:39

Eduardo Jorge dá palanque a Dilma de novo

Eduardo Jorge, do PV, chama Dilma, para sorte de Dilma, para falar sobre saneamento. As metas de saneamento, ele lembra, foram adiadas de 2010 para 2016. Dilma diz acreditar “que é muito importante o saneamento”… Não me diga! Diz que governo federal pôs à disposição de estados e municípios R$ 76 bilhões para a área. Diz ter muito orgulho do que está sendo feito no Nordeste. Diz haver obras de saneamento em várias cidades. Eduardo Jorge diz que não se fez nada no que diz respeito ao lixo. Pergunta por que o governo não ajuda os municípios. Gente, como Eduardo Jorge é uma maravilha para Dilma, porque lhe dá palanque.

Por Reinaldo Azevedo

03/10/2014

às 0:34

SALDO DO TERCEIRO BLOCO – Bate-boca sem microfone

Aécio e Dilma se confrontaram sobre números da economia: ele com os fatos, ela com as mistificações petistas velhas de guerra. Dilma deu mais uma invertida sobre Marina, a candidata do PSB se zangou, e ambas bateram boca com microfone desligado. Lá vem o último bloco.

Por Reinaldo Azevedo

03/10/2014

às 0:31

Eduardo Jorge faz pergunta sobre sei lá o quê para Marina… Fim da picada!

Eduardo Jorge lamenta que Marina não apoie a descriminação das drogas. E pergunta o que a candidata pretende fazer com a superlotação nos presídios. Ela faz digressões sobre o assunto e coisa e tal. Para resolver? Um trabalho de prevenção, com as polícias, o Ministério Público, melhorar a defensoria pública. Não entendi nada. Eduardo Jorge acusa o Ministério da Justiça de não cuidar do assunto. Marina diz que é fundamental ter agilidade no processo porque boa parte da população carcerária não tem acesso à defesa. Marina diz que existem ministros que engavetam terras indígenas.

Por Reinaldo Azevedo

03/10/2014

às 0:26

Aécio pergunta se Dilma naufragou na economia. Ela nega…

Aécio pergunta se Dilma fracassou quando se consideram os índices de inflação e o crescimento. Ela diz que não! Que foi um sucesso. Dilma diz que o país quebrou três vezes, que os tucanos praticaram juros maiores, com inflação maior. Aécio diz que nem a competência de João Santana seria capaz de reescrever a história. O tucano diz que o PSDB pegou o governo com inflação de 916% ao ano e levou para 7%.  Dilma desandou a falar sobre remédio para velhinhos, sei lá por quê.

Por Reinaldo Azevedo

03/10/2014

às 0:22

Marina diz que autonomia do MP é garantida pela Constituição, não por Dilma

Pastor Everaldo chama Marina de volta e pede que ela fale sobre a corrupção na Petrobras. Marina aproveita para dizer o que queria ter dito a Dilma. Diz lamentar que Dilma afirme que não soubesse da corrupção na Petrobras. A candidata do PSB corrige Dilma e lembra que a autonomia do Ministério Público é garantida pela Constituição.

Por Reinaldo Azevedo

03/10/2014

às 0:19

Dilma e Marina no maior estresse…

Marina diz que Dilma e Aécio não apresentaram programas de governo. A candidata do PSB diz que Dilma prometeu juros baixos e combate à corrupção. Dilma diz que cumpriu, sim, e que Brasil tem os juros mais baixos da história. Diz que os crimes e corrupção estão sendo descobertos porque o governo apoia. Dilma conta uma inverdade: diz que o Bolsa Família de FHC atingia 5 milhões de pessoas. Eram 10 milhões. Dilma volta a falar que quer pôr os pingos nos is. Dilma bate firme: diz que diretor do Ibama na gestão de Marina foi demitido e preso e que ela, Dilma, não acusou Marina. Marina tenta responder, mas já não tinha mais tempo. As duas batem boca sem microfone.

Por Reinaldo Azevedo

03/10/2014

às 0:14

Fidelix diz que vai elevar o nível e pergunta sobre programa de Everaldo para segurança pública

Levy Fidelix diz que vai elevar o nível e pergunta o que Pastor Everaldo pensa sobre segurança pública. Pastor Everaldo diz querer o Ministério da Segurança Pública e a unificação das polícias. Os dois defendem a PEC 300, que equipara o salário das polícias militares aos pagos no Distrito Federal.

Por Reinaldo Azevedo

03/10/2014

às 0:10

Dilma pergunta o que Aécio acha do “Minha Casa Minha Vida”. Tucano vence o embate

Aécio diz que vai manter as boas ideias, que vai aprimorar o “Minha Casa Minha Vida”, assim como o PT manteve o Bolsa Família, criado pelo governo FHC. Aécio diz que que vai dar maior atenção para a faixa até três salários mínimos. E diz que Dilma não conhece o seu próprio governo. Aécio ganhou o embate.

Por Reinaldo Azevedo

03/10/2014

às 0:07

Aécio chama Luciana de “leviana” e diz que ela “não está preparada para ser candidata à Presidência”

Luciana diz que Aécio e Dilma parecem o “sujo falando do mal lavado”. Os dois teriam privatizado. Teria havido corrupção no governo do PSDB e do PT. Aécio diz que Luciana, com o tema livre, faz “o seu espetáculo”. Aécio lembra que o governo do PSDB fez o Plano Real, que tucanos e petistas têm visões distintas de estado, que acaba com aparelhamento da máquina pública. Aécio diz ser candidato para ter uma escolha melhor, para descentralizar a saúde e para nova política de segurança. Luciana diz que quem não tem conexão com a realidade é Aécio. Diz que o PSDB zomba do povo. A desonestidade intelectual de Luciana não tem limites. Acusa Aécio de ser tão fanático da privatização que entregou a chave do aeroporto a seu tio. Ele a chama de leviana e diz que não está preparada para ser candidata à Presidência.

Por Reinaldo Azevedo

03/10/2014

às 0:01

SALDO DO SEGUNDO BLOCO

Algum interesse só no confronto direto entre Dilma e Aécio, que ele venceu — em pauta, estava a Petrobras. No enfrentamento entre Dilma e Marina, a petista levou a melhor.

Por Reinaldo Azevedo

02/10/2014

às 23:58

Luciana, a pterodáctila, deveria fazer uma pergunta a Marina sobre segurança e aproveita para falar a sua penca de bobagens

Luciana Genro, com a desonestidade intelectual de uma típica esquerdista, deveria fazer uma pergunta para Marina sobre segurança pública. Ela aproveita para dizer que a visão macroeconômica de Marina é a mesma de Dilma e Aécio e que isso resultará em menos dinheiro para a segurança. Marina fala em mais investimentos. Luciana diz temer que Marina ceda a pressões para manter a militarização, já que a candidata do PSB teria cedido à pressão dos ruralistas, dos pastores etc. Marina acusa Luciana de ser eleitoreira, de fazer política de conveniência, de saber que ela é muito diferente de Dilma e de Aécio.

 
Por Reinaldo Azevedo

02/10/2014

às 23:54

Luciana Genro faz propaganda involuntária de Lexotan e Rivotril, que ela não deve tomar…

Levy Fidelix diz que Luciana Genro treinou guerrilha em Cuba e na Venezuela. Ele quer saber o que Luciana faria com os jovens que sofrem com as drogas. Ela diz que se vive uma guerra aos pobres, travestida de guerra às drogas. Afirma que a política de combate às drogas encarcera os negros e os pobres. Ela não responde, claro! Propõe a desmilitarização das polícias. Levy diz que, toda vez que Luciana e Eduardo Jorge fazem a apologia das drogas, sobrecarregam sistema de segurança. Ela nega que faça a apologia das drogas, do álcool, do Lexotan ou do Rivotril… É, só faz propaganda, hehe.

Por Reinaldo Azevedo

02/10/2014

às 23:50

Aécio faz pergunta sobre reforma tributária a Eduardo Jorge, o engraçadinho

Aécio fala sobre os elementos que elevam o custo Brasil e pergunta a Eduardo Jorge o que tem de ser feito. O candidato do PV diz que seu partido tem a proposta da reforma tributária, que seria centrada no “Imposto Único”, que é uma bobagem bastante influente em certas áreas. Na boa: Eduardo Jorge é o Levy Fidelix verde e de esquerda. Eduardo Jorge é o Plínio de Arruda Sampaio dessa campanha, só que muito menos inteligente e mais gaiato.

Por Reinaldo Azevedo

02/10/2014

às 23:45

Everaldo pergunta a Aécio sobre Previdência

Pastor Everaldo deveria fazer uma pergunta sobre Previdência e resolveu falar sobre o PAC. William Bonner interrompeu e exigiu que ele fizesse a indagação sobre o tema sorteado. Pastor Everaldo não devia ter nada a dizer a respeito e mandou ver: “Candidato Aécio, o que o senhor tem a dizer sobre Previdência?”. Aécio diz que vai trabalhar para rever o fator previdenciário, que tira uma parte expressiva da receita dos aposentados. Everaldo diz que o PSC defende o fim do fator previdenciário. Aécio diz que uma das marcas da candidatura do PSDB é a qualidade da equipe que o acompanha e que está estudando a maneira de cumprir a promessa de rever o fator previdenciário.

Por Reinaldo Azevedo

02/10/2014

às 23:40

Marina Silva indaga Dilma sobre contradições a respeito de independência do BC

Marina diz que Dilma atacou Serra em 2010 porque este se opunha à independência do Banco Central e que, hoje, mudou de ideia. Dilma diz que ela sempre foi a favor da autonomia, mas não da independência. Acusa Marina de confundir autonomia com independência de forma deliberada. Dilma diz que não é possível transferir a atribuição de fazer política econômica aos bancos. Marina diz que Dilma, como nunca foi nem vereadora, não sabe o que é autonomia. A candidata do PSB diz que se quer a autonomia para que o BC possa combater a inflação sem  interferência. Dilma pega Marina no contrapé: se esta defende mesmo a nova política, não faria sentido exigir que alguém tenha carreira para ser presidente.

Por Reinaldo Azevedo

02/10/2014

às 23:36

Dilma diz que Aécio quer privatizar estatais, e ele responde que quer devolver a Petrobras ao povo

Dilma diz que Aécio Neves já defendeu a privatização da Petrobras e de bancos públicos. Antes de responder, ele contesta que Paulo Roberto Costa tenha sido demitido. Aécio diz que o PSDB privatizou os setores que deveriam ser privatizados: citou telefonia, Embraer e siderurgia. E disse: “Imagine nas mãos do PT”. Aécio diz que vai devolver a Petrobras ao povo. Dilma diz que o PSDB entregou Caixa e Banco do Brasil em situação difícil. Aécio diz que o povo brasileiro está indignado com o que o PT fez com a Petrobras: afirma que entregaram a maior empresa a uma quadrilha. “A senhora tem um governo que atende a um projeto de poder, não ao cidadão.”

Por Reinaldo Azevedo

02/10/2014

às 23:32

Eduardo Jorge, o idiota intelectual

Eduardo Jorge deveria ter feito uma pergunta sobre corrupção para Dilma. Em vez disso, prefere tratar da morte de duas mulheres no Rio em consequência de aborto. O que uma coisa tem a ver com a outra? Ninguém sabe. Dilma aproveita para responder a Aécio, dizendo que foi ela, sim, quem demitiu Paulo Roberto Costa. Quanto a aborto, Dilma diz que apoia a lei do país. Eduardo Jorge, avançando na idiotia, diz que Dilma deveria extinguir a lei sobre aborto. Como se ela pudesse. Quem vota isso é o Congresso.

 
Por Reinaldo Azevedo
 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados