Blogs e Colunistas

01/02/2010

às 15:16

UM RELATO QUE DENUNCIA QUE O ENEM DE HADDAD É IRRESPONSÁVEL E FONTE DE INJUSTIÇA: O ALUNO DEPENDE DO ARBÍTRIO DE QUEM CORRIGE A PROVA, NÃO DA SUA COMPETÊNCIA

Fernando Haddad transformou o Enem numa fonte de injustiça. Por quê? Em vez de critérios objetivos para medir competências, têm-se o caminho aberto para o arbítrio. O relato abaixo, enviado por um professor convidado a corrigir as redações — que têm peso importantíssimo no exame —, dá conta de como as coisas são feitas. O vestibular tradicional pode não ser o melhor meio para selecionar os alunos que ingressam nas universidades mais concorridas, mas há que se admitir: ele  seleciona os que sabem mais. O modelo de Haddad seleciona os que têm mais… sorte! Segue o relato.

Olá, Reinaldo, sou professor de Língua Portuguesa e, por diversos motivos, gostaria de não me identificar. Bom, a questão é a seguinte: no mês de outubro do ano passado recebi o telefonema de uma moça, uma das coordenadoras do ENEM, convidando-me a participar da equipe de correção das redações. Como já havia trabalhado como corretor de alguns vestibulares, e o período de correções coincidisse com o meu período de férias, aceitei o convite.

Assim, fui informado que a partir do final do mês de novembro os professores convidados seriam convocados para um treinamento com a finalidade de ajustar os critérios que seriam utilizados na realização do trabalho. O mês de novembro passou sem que recebêssemos qualquer mensagem da coordenação, que só nos procurou, através de e-mail, em meados de dezembro, para nos enviar a senha de acesso ao sistema que nos disponibilizaria os textos grafados pelos candidatos em versões digitalizadas e um documento de duas páginas explicando como lidar com o sistema e como dar notas aos textos.

O que eu quero mostrar com este relato é que toda a correção das provas de redação de um processo seletivo que se quer norteador, assim como eles dizem, da transformação do Ensino Médio ocorreu de modo apressado, amador e irresponsável, uma vez que só estive com a coordenadora em apenas um momento – encontramo-nos rapidamente para que eu entregasse a comprovação de que eu era de fato um professor de Língua Portuguesa -, o restante do breve contato foi todo realizado por telefone e e-mail.

É importante notar aqui que não houve um processo seletivo capaz de verificar a capacidade de realização do serviço por parte dos selecionados (fui indicado por um amigo e não precisei apresentar nenhuma comprovação de que já havia feito isso antes), não houve um pólo de concentração dos corretores, nem discussões esclarecedoras a respeito dos critérios que deveriam ser aplicados, nem um boletim periódico indicando se o serviço prestado estava de acordo com os critérios estabelecidos, nem ao menos algum tipo de fiscalização a fim de confirmar se as redações estavam sendo de fato corrigidas pelas pessoas inscritas para corrigi-las. O manual de instruções para aplicação das notas é um capítulo à parte que eu não tenho como explicá-lo em função do pouco espaço disponível para este texto.

Voltei
Quando os jornais pararem de fazer politicagem com enchentes, talvez se interessem por essa bobagem.

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

328 Comentários

  • Evaldo Carvalho Vilas Boas

    -

    8/1/2014 às 2:38 pm

    ao professor parabéns pela luz que nos deu sobre esta caixa preta que é esta correção, vamos confiar que este processo esteja em evolução , pois assim o sofrimento de filhos, pais e familiares um dia seja atenuado, o tal do ENEM está virando filme de terror para muitos — em um país corrupto e pessimamente administrado como este, temos que pensar em tudo fraudes , favores etc.

  • Eliete Maria

    -

    16/1/2013 às 7:10 pm

    Prezados amigos, estou desesperada precisando urgente de um professor que aceite a corrigir a redação da minha filha. Bem, ela ganhou em duas entâncias o direito de reavaliar sua redação por isso, se alguém puder nos ajudar ficaremos eternamente grata. Quanto aqueles que se sentiram prejudicados na redação a melhor maneira é judicialmente ok. Força a todos que estão lutando e correndo atráz. Fiquem com Deus.

  • Diego

    -

    8/2/2012 às 11:13 am

    Se pelomenos, dispusessem as equações do cálculo TRI juntamente com os dados todos (quantidade de acertadores, etc), para que outras pessoas pudessem comprovar a justiça aplicada a sua nota nitidamente através dos cálculos, ficaria com cara de mais transparente.

  • Cristina

    -

    11/1/2012 às 2:42 pm

    Estou muito triste com esse Brasil.Minha irmã se esforçou o ano inteiro, foi elogiada por todos os professores dizendo que ela estava super preparada para o vestibular, ela escreve muito bem, suas notas no boletim são ótimas, fecha quases todas as disciplinas, é muito esforçada e tirou 660 na redação.Acertou 81% da prova do Enem e ficou com média total de 680.Essa nota a tirou da 2ª fase da UFMG, jogando fora os sonhos dela e deixando toda a família muito triste e acho que nem adianta tentar no próximo ano porque a nota muitas vezes não depende de esforço e mérito pessoal e sim da “sorte”. As propagandas na tv dizem “o Enem possibilita o ingresso democrático nas Univerisdades públicas, porém não é bem assim. O que o governo está conseguindo é formar mais profissionais frustados que nunca irão seguir suas carreiras porque não conseguem passar no curso que desejam , não porque lhes faltam competência e sim “sorte”, acreditem incompetência falta dos políticos que foram eleitos para melhorar, mas ao contrário disso melhoram apenas o que lhes convém. Nos falta confiar na justiça de Deus e esperar que ELE nos dê o melhor.

  • George Alencar

    -

    3/1/2012 às 8:33 pm

    Brasilsilsilsilsil!!!!!!!!!!!!!

  • Júlia Leal Franco

    -

    3/1/2012 às 12:14 pm

    Enem é uma maratona, pois avalia apenas uma competência do vestibulando: a agilidade! Vence que fizer mais em menos tempo. O tempo é fundamental para o aluno elaborar um racicionio lógico com o conteúdo aprendido ao longo da vida escolar. Além disso, o TRI é uma falha. Ele força os resultados para que apenas 0,1% dos candidatos tirem uma nota superior a 800 nas 4 provas e o critério desempate deve ser algum tipo de bingo elaborado pela competência, ja comprovada, do MEC.

  • Liliane

    -

    2/1/2012 às 12:46 pm

    Eu sempre desconfiei que esse Enem é um desrespeito com quem realmente estuda. Conheço uma garota que fez uma redação horrível, desde o título ela errou, colocou um tema- “Corpo e mídia: a internet como rede social”. Só esse “título” já está errado, o resto da redação tá pior, ela não teve nem coerência. E com tantos erros ela tirou 800 pontos. Acreditam nisso????????
    Tem muita gente passando no sisu sem nem saber escrever corretamente, é uma vergonha. Ainda bem que passei no vestibular tradicional da UFMA, caso contrário, teria vergonha de dizer que fui aprovada pelo Enem!

  • roselange franco

    -

    31/12/2011 às 9:41 pm

    Boa noite pessoal, espero que todos tenham um ano novo brilhante e espero com mais justiça. Mas as bravatas não vão adiantar nada sem tomarmos uma atitude, devemos sim nos revoltar, só que precisamos tomar uma atitude, precisamos de um levante nacional contra o sistema de correção das provas do enem (tri e redação).Vamos
    nos unir, convocar a globo e todo povo brasileiro.
    Vamos encher as paginas das revistas e das redes de televisão para que nos ajudem nesta cruzada. Vamos lá
    pessoal vamos reclamar em alto e bom som.

  • Francisco

    -

    31/12/2011 às 1:26 am

    Muito injusto, todos os meritos obtidos nas provas, vao pro ralo com uma redação mal corrigida… Apoio o movimento que exige a desconsideraçao da nota da REDAÇÃO!!!

  • O POVO

    -

    30/12/2011 às 1:33 pm

    Creio que não vai adiantar muito,esse blog notícias fórums fofocas etc.por que se o próprio governo não olha pela educação, á de fato olham quando a política está no meio,eu trabalhei prestando serviços para uma fundação de treinamento e aprimoramente de cursos básicos e avançados de 1 deputado cujo nome não irei citar,o serviço prestado é montar uma sala de treinamento de mais ou menos 30 computadores com ligação de internet, são um total de 3 salas dando 1 todal de 90 computadores novos na caixa, entre monitores lcd, mouses, teclados, caixa de som, switer, em fim so o nosso orçamento dava mais de 5 mil reais, fora o maaterial etc.
    bom 2 dias depois das salas estarem prontas para uso fiz a seguinte pergunta no qual demorei a acreditar.
    Bom Fulana, já esta tudo pronto quando irá começar as aulas ela deu um sorriso falso e disse: aulas que aulas isso e so para incentivar o povo a votar no deputado depois da eleição isso e fechado e as maquinas são empacotadas de novo e guardadas. muitas vezes revendidas.
    cara eu não acreditei falei pow que bela jogada,ela completo, é meu bem o mundo e dos espertos, o povo facilmente se ilude.
    guardei isso por muito tempo,estou desabafando agora por que no enem fiz tudo de acordo com o descrito dentro das margens. e minha redação foi anulada.
    pra mim a redação deveria ser corrijida por computador uma forma de escaner avaliando de acordo com os criterios do banco de dados,dizer que não e possivel e boato,nun mandarão o homem pra lua, por que um simples projeto de correção de provas de um exame Nacional não pode ser implantado,á já sei a resposta,por que não tera lucro para quem criar e impor o projeto a votos na camara, projeto simples e sem objetivo e o que eles vão dizer.
    nada mais a declarar.

  • Anónimo

    -

    29/12/2011 às 8:41 pm

    Me senti prejudicada com toda essa desordem. Entretanto, minha indignação é mais especificamente com a redação. A ausência de bons profissionais e o baixo pagamento fazem com que os melhores corretores não se interessem pelo trabalho, aliado a isso se tem a falta de treinamento. Para corrigir as redações do ENEM, só precisa De acordo com reportagem do jornal Estado de São Paulo, 25 de fevereiro de 2010, muitos dos corretores não tiveram sequer um treinamento presencial de como corrigir as redações do ENEM, (o que é extremamente necessário, pois mesmo que seja um professor de redação experiente que corrija, os critérios a serem avaliados devem ser bem especificados, ). Outros tiveram um “curso” de apenas 3 horas antes de começar o trabalho e ainda, alguns apenas orientações passadas online por supervisores. Cada corretor deve corrigir entre 100 e 200, o que impossibilitava uma leitura mais profunda.

  • Adriana

    -

    29/12/2011 às 8:41 pm

    Me senti prejudicada com toda essa desordem. Entretanto, minha indignação é mais especificamente com a redação. A ausência de bons profissionais e o baixo pagamento fazem com que os melhores corretores não se interessem pelo trabalho, aliado a isso se tem a falta de treinamento. Para corrigir as redações do ENEM, só precisa De acordo com reportagem do jornal Estado de São Paulo, 25 de fevereiro de 2010, muitos dos corretores não tiveram sequer um treinamento presencial de como corrigir as redações do ENEM, (o que é extremamente necessário, pois mesmo que seja um professor de redação experiente que corrija, os critérios a serem avaliados devem ser bem especificados, ). Outros tiveram um “curso” de apenas 3 horas antes de começar o trabalho e ainda, alguns apenas orientações passadas online por supervisores. Cada corretor deve corrigir entre 100 e 200, o que impossibilitava uma leitura mais profunda.

  • Rosa Maria

    -

    29/12/2011 às 8:36 pm

    O ENEM é uma vergonha, nós estudantes estamos revoltados com essa prova. Há um grande erro matemático de correção que deve ser corrigido urgentemente para não prejudicar bons alunos e o próprio futuro do país.

  • Sávio

    -

    29/12/2011 às 1:58 pm

    Uma vergonha… uma pessoa que tira nota 600 nas quatro áreas da objetiva e 600 na redação ficar com a média abaixo de uma pessoa que tirou 510, nas objetivas e 1000 na redação…Peso 2 ou 3 logo para a redação que é corrigida por mãos humanas… Ou seja você, além de ter que ser melhor em quatro áreas, ainda tem que torcer pra sua redação ser uma das escolhidas para tirar nota 1000… Isso mesmo, “escolhida” por que é assim que eles devem fazer pois redações ótimas tirando nota horrível e outras redações nem tão boas tirando nota 1000 só pode ser escolhida no famosa brincadeira de a mamãe mandou dizer… UMA VERGONHA…

  • pri

    -

    29/12/2011 às 1:25 am

    Acertei 40 de 45 em linguagens,codigos e suas tecnologias e minha nota foi 674.4 e a nota máxima do País foi 795.5,ou seja,tem algo errado nessas correçoes…

  • ROSANIA

    -

    29/12/2011 às 1:03 am

    ALGUNS ALUNOS QUE TIVE ,ERAM PÉSSIMOS EM REDAÇÃO E TIRARAM O TOTAL,JÁ OUTROS MUITO MAIS PREPARADOS E QUE FORAM INCLUSIVE PARA A SEGUNDA FASE DE MEDICINA EM UNIVERSIDADES FEDERAIS DO PAÍS TIRARAM UMA NOTA RIDÍCULA,ABSURDA.TEM ALGO ERRADO!

  • diego

    -

    29/12/2011 às 12:41 am

    O ENEM segrega muito mais do que qualquer outro vestibular!
    Afinal de contas quem continua se dando melhor?
    Alunos de escolas particulares ou de escolas públicas?
    Não que isso deva ser um instrumento de aferição da qualidade do referido exame, pode, no entanto, servir como indicador de que as mudanças prometidas através do ENEM, nunca acontecerão com este formato inconsistente.
    Mais do que nunca os nossos alunos tentam se apegar a “macetes” e menos aos conteúdos formais tão abominados pelos pedagogos, no entanto, esses continuam sendo a base real de todo e qualquer inovação dentro da nossa sociedade.

  • felipe

    -

    29/12/2011 às 12:13 am

    Isso é uma injustiça com quem perde 3 anos , ou até mais se preparando para uma prova mal elaborada .A redação então nem se fala , pessoas com redações de pouquíssima qualidade tirando mais de 800 e pessoas com belíssimas redações com notas abaixo de 600 , é uma vergonha .

  • Bárbara Santana Alencar

    -

    28/12/2011 às 11:44 pm

    É importante que a mídia tenha consciência da palhaçada que é a organização de todo o processo do Enem, desde a aplicação das provas até a correções das redações e utilização da TRI( Teoria de Resposta ao Item). O processo é todo obscuro, ferindo a isonomia dele. Os reitores das Universidades também precisam estar dispostos a ouvir os estudantes, futuros alunos de suas instituições, para que a seleção dos profissionais do futuro seja mais coerente e justa!

  • Carlos Remy

    -

    28/12/2011 às 7:17 pm

    bem, a redação tem tripla correção, portanto é pouco provavel que o item “sorte” tenha peso nesse caso e o professor em questão só está entrando na onda do “chororô”…

  • Betina Magalhães

    -

    28/12/2011 às 4:10 pm

    A correção dessas redações é um ABSURDO! Pessoas, que como eu, se prepararam para o vestibular a vida inteira tirando notas baixíssimas – no meu caso 700 – e treineiros, alunos despreparados que fazem “para saber como que é” tirando 900, 1000 na redação. O modo como o INEP fazem os alunos de idiotas é revoltante! Tem que haver transparência e principalmente COMPETÊNCIA para correção de provas com o peso do ENEM, pois ele influencia todo o futuro de milhares e milhares de estudantes que, como eu, sonham em entrar numa universidade pública e não tem condições de dar R$3.500 na mensalidade do curso de medicina!

  • Anônimo

    -

    28/12/2011 às 2:32 pm

    É um absurdo que um exame de nivel nacional ocorra com tamanha irresponsabilidade. O futuro de todos os jovens do país está sendo decidido de forma aleatória. A correção das redações e o TRI são sistemas completamente frágeis, altamente vuneráveis à corrupção. ISSO TEM QUE ACABAR. O governo brasileiro tem que tomar vergonha na cara de uma vez por todas e agir de forma correta. Queremos educação de qualidade e justiça! queremos ingressar na universidade e sair de lá preparados para sermos bons profissionais! Queremos tentar corrigir, de uma vez por todas, essa situação crítica, na qual se encontra o nosso país!

  • Gabriela Doria

    -

    28/12/2011 às 2:15 pm

    É importante lembrar que não só o processo de correção das redações se mostrou falho como também a correção das provas objetivas. Alunos que gabaritaram alguma matéria tiraram nota abaixo de 900. Alunos, como eu, que acertaram 135 questões estão como a média aquém do esperado. O sistema de TRI, utilizado pela 1ª vez neste ano mostrou-se injusto e sequer teve transparência. Não sabemos como ele distribui a nota, quem criou este sistema e por quem ele foi aprovado. Tudo o que sabemos e vemos é o quanto pessoas que se preparam durante o ano inteiro foram vítimas do descaso com a educação. Mais uma vez o ENEM tornou-se um verdadeiro Vexam Nacional.

  • Ramon Lopes

    -

    28/12/2011 às 12:43 pm

    É uma vergonha a correção das redações sem nenhum critério !!
    protesto já!

  • José Iracema

    -

    28/12/2011 às 12:40 pm

    Chega,é preciso dar um basta nisso,não só eu,mas como outros alunos que sabem escrever bem,acabaram sendo seriamente preujudicados,do que adianta acertar muitas questões,se na hora da redação,de uma excelente redação,te dão uma nota baixa,e quem acerta menos questões tira 800,900,1000,isso é inaceitavél,o MEC estar imune,ninguém consegue entrar com recurso em nada,ISSO NÃO É JUSTIÇA,se nada mudar,vai ficar assim,O NOSSO FUTURO NAS MÃOS DESSES ENCOMPETENTES QUE TIRARAM NOTA ALTA NA REDAÇÃO SEM MERECIMENTO,É PRECISO ÉTICA DE QUEM CORRIGE E FISCALIZAÇÃO DO MEC.

  • Ana Beatriz Agra

    -

    28/12/2011 às 11:28 am

    Não passa de uma palhaçada. Se é pra encher a boca e dizer que tem universidades lotadas invista em educação de base e não facilite a entrada de jovens, muitas vezes despreparados, nas universidades.

  • Paulo Perin

    -

    28/12/2011 às 11:27 am

    O critério de correção de redação foi algo esdruxulo, alunos que não sabem definir uma dissertação atingiram notas altas. Há exemplos de pessoas que esqueceram titulo nos seu pseudo trabalhos e conseguiram uma nota de relativamente boa. Agora alguns alunos que se preparam a longo de um ano todo, não fazendo apenas dissertações pois a outros vestibulares como a unicamp que sugere diferentes gêneros textuais, para estes estudantes conhecer os caracteres próprios de uma dissertação e indispensável, a defesa de um ponto de vista, uma tese definida e ideais com relações cronologicas. O revoltante e que estes alunos preparados e muitos que conseguiram acertar mais de 130 questões podem ficar a merce de um corretor e seus critérios duvidosos e misteriosamente conseguirem uma nota baixa na redacao. Mais um fatídico episodio na educação brasileira, que demonstra que não basta empurrar o aluno despreparado no ensino médio, tem que empurra lo para o ensino superior e assim ter uma pseuda educação.

  • Guh Pinho

    -

    28/12/2011 às 10:53 am

    É ridicula a forma pela qual estao decidindo o futuro do jovem brasileiro … estou me sentindo uma cobaia por fazer o tao experado “Exame do Ensino Médio” . A prova que faço para decidir meu futuro nao passa de um simples teste para um novo metodo de correçao bizarro no qual a dicrepancia entre a nota de um aluno que se esforça o ano inteiro e um aluno que só faz a tal prova por que o pai mandou desafia a lei da açao e reaçao !Enem , Resultado ? Indignaçao !

  • Danielle

    -

    28/12/2011 às 9:57 am

    “Não existem falhas no Enem.” ( Ahamm, Haddad, senta lá!)
    Querido Haddad, obrigada por mais um ano de esforços e estudos em vão,buscando meu sonho e FUTURO de cursar direito em uma universidade federal.Como pretendo seguir uma carreira de JUSTIÇA agradeceria se o senhor começasse a tratar todos nos – estudantes brasileiros – com o comprometimento e a RESPONSABILIDADE que merecemos.Espero que seu prédio seja feito por um engenheiro aprovado pelo Enem.

  • Anónimo

    -

    28/12/2011 às 9:48 am

    Acho isso extremamente RIDICULO, estudei o ano inteiro pois a faculdade que mais desejo utiliza apenas o enem, fiz um curso intensivo de redação do enem, onde minhas medias eram excelentes e quando abri o site do enem para ver minhas notas, surpresa 520 como nota, de uma redação que fiz com todos os criterios ensinados pelos meus professores, e que tinha certeza que tinha ficado otica, agora digo ADEUS ao meu sonho da faculdade porque nao levam a serio os alunos? o meu muito obrigado ao governo!

  • Isabela

    -

    28/12/2011 às 3:38 am

    Absurdo é ver que num país tão grandioso como o nosso, a educação é tratada como um bingo, um jogo de sorte qualquer. Triste é pensar que isso só será resolvido – ou percebido – no futuro, quando mais e mais pessoas desqualificadas estiverem ocupando o lugar de pessoas que realmente estão preparadas para se tornarem médicos, professores ou até nossos próximos governantes.
    PALHAÇADA é a gente não ter o DIREITO de ver essa correção absurda que eles fazem nas redações, porque já é certo que GRANDE parte delas teriam que ser recorrigidas.
    Educação é base, Brasil! Acorda!

  • Augusto Rodrigues

    -

    28/12/2011 às 3:11 am

    No fim sabemos que isso vai acabar como tudo o que acontece no Brasil.. Em pizza! O ENEM ja provou que não é o meio mais adequado para selecionar candidatos. Ele vem dando problema desde a sua primeira aplicação em 2009 e esse ano os problemas foram abusivos. A prova vazou no Ceará e tem casos em outros estados. O que fizeram?? Apenas cancelaram os alunos de um colégio. Quem garante que a prova não vazou pra outros colégios?? para as pessoas que realmente querem estudar e se tornarem bons trabalhadores, o governo sempre da uma martelada na cabeça. O que acaba aumentando a “Fuga de cérebros” para os outros países. Eu mesmo, vou aproveitar minha dupla nacionalidade e irei passar um tempo estudando fora pois o Brasil sempre arruma um problema pra travar quem quer aprender mais.

  • lucaszemolin

    -

    28/12/2011 às 2:57 am

    eu fui um dos injustiçados pois no meu curso fazia redações excelentes e até a própria redação do Enem foi boa e tive uma nota horrível pedi pra eles que corrigissem de novo eles falaram que não podiam acho isso uma falta de respeito com o jovem que estuda o ano inteiro pra ser prejudicado por uma irresponsabilidade do MEC!

  • Nayara Moreira

    -

    28/12/2011 às 2:23 am

    Esse ano eu tirei uma ÓTIMA nota na redação. Porém não me conformo com a forma da correção das provas, é algo totalmente confuso e desigual. Prefiro mil vezes a forma antiga de correção, era muito mais justa. Não sei até quando esse palhaço do Haddad vai ficar em frente ao ministério da educação. Com todos esses erros absurdos no Enem já está mais do que na hora da Dilma por ele pra fora. Enquanto isso, muitos são prejudicados…até quando isso vai continuar?? Por mim e por muitos esse Enem seria anulado…!

  • Abaixo

    -

    28/12/2011 às 2:05 am

    ABAIXO AO ENEM!

  • Marina

    -

    28/12/2011 às 2:04 am

    Isso é um ABSURDO. Será que o GOVERNO não vê que os ESTUDANTES não QUEREM O ENEM COMO PROVA PARA INGRESSAR NAS UNIVERSIDADES? COMO PODE SER JUSTO DEPENDER DE UMA PROVA INJUSTA, ONDE HÁ VAZAMENTO, NINGUÉM ENTENDE DIREITO COMO SE DÃO AS NOTAS E AS REDAÇÕES SÃO TODAS CORRIGIDAS ATRAVÉS DE SORTE!! Desde QUANDO no Brasil ENTRAR NA UNIVERSIDADE – que é uma das coisas MAIS IMPORTANTES NA VIDA DE UM SER HUMANO – virou QUESTÃO DE SORTE??? COMO PODE SER TRATADO COM TANTO DESCASO? O QUE O GOVERNO ACHA QUE NÓS, ESTUDANTES, SOMOS? PALHAÇOS?

    ESTAMOS CANSADOS DE TANTA CORRUPÇÃO POR TRÁS DESSA PROVA, PORQUE SÓ MESMO COM MUITA GENTE ENCHENDO OS BOLSOS DE DINHEIRO PARA ESSA PROVA AINDA ESTAR DE PÉ. ENEM É UMA VERGONHA NACIONAL!!!

  • Rodrigo

    -

    28/12/2011 às 1:30 am

    Sinceramente esse ENEM foi uma das piores esculhambações que já inventaram !Impossivel ver e ficar calado sou bom escritor sempre tiro boas notas nas redações corrigidas tanto pelos professores da minha escola e também do meu cursinho preparatório!No ENEM faço uma redação padrão com todos os termos corretos introdução ,desenvolvimento e conclusão ,coloco bastante inferencias como exemplos para inriquecer meu texto e quando eu vejo minha nota bate uma revolta imensa somente 660,para quem sonha com engenharia civil estar praticamente eliminado ,vejo outras pessoas com notas baixissimas nas provas e tiram na redaçao 1000 pontos,so resta a lamentar e revindicar pelo que er direito!

  • Mariana

    -

    28/12/2011 às 1:22 am

    Acertei 39 das 45 questões da prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias,dos 1000 pontos minha nota foi 618.2. Novamente acertei 114 questões fiz 2947.8 pontos minha amiga fez 87 questões ( 87 QUESTÕES 48% DO TOTAL DAS 180 QUESTÕES ) FEZ 3026.9. Já meu amigo, nos disse que “fez” a prova com 2h30 no segundo dia DEIXOU A REDAÇÃO SEM TÍTULO e sua nota foi 850.É lamentável ter que enfrentar tamanha frustração diante de um fato tão sério , que você vem ANOS E ANOS do início do ensino fundamental ao final do ensino médio batalhando por isso e você perder tudo por incompetência de um sistema mal formulado e PESSIMAMENTE EXECUTADO !

  • Luiz

    -

    28/12/2011 às 1:20 am

    Como a prova de redação pode ter um peso tão grande para a seleção dos alunos? Está mais do que claro que os critérios de avaliação variam muito de corretor para corretor, isso se houver mesmo uma correção séria e comprometida com algum tipo de critério. A dissiparidade de notas entre alunos de níveis semelhantes faz isso tudo parecer mais uma questão de sorte do que de competência.

  • Danilo

    -

    28/12/2011 às 1:03 am

    se as redações são digitalizadas, como disse o corretor anônimo do ENEM, por quê não envia-las por e-mail ou junto das notas?? ABSURDO

  • Anónimo

    -

    28/12/2011 às 1:02 am

    A parte irônica é que no portal do INEP na internet aparece o símbolo “Transparência pública”…

  • Juliana Shiraishi

    -

    28/12/2011 às 1:01 am

    Depois de um ano cansativo e de muita dedicacao no ultimo ano de ensino medio acertei 142/180 mas recebi 580 na redacao,minha tia que nao colocou titulo,faz anos que parou de estudar,nao treinou nenhuma vez a redacao do ENEM tirou 680,da para entender?nao sei como o Brasil vai se tornar uma das maiores potencias do mundo com um sistema de educacao falido que nao respeita os estudantes cometendo seguidas injusticas atraves do ENEM.Tem gente que se quer sentou uma vez no ano para escrever uma redacao e tirou notas altissimas,tem gente que escreveu textos com varios erros gramaticais sem coesao e tirou notas altissimas e ao mesmo tempo muitas pessoas dedicadas perderam a chance de conseguir a vaga em uma universidade por irresponsabilidade dos outros,chega disso!todo ano a mesma coisa,se nao e vazamento de questoes e erro na correcao das redacoes,se e que as redacoes sao todas realmente corrigidas,da impressao de que as notas sao simplesmente sorteadas,ENEMdeucertodenovo destruindo sonhos desde sempre.

  • Marina P.

    -

    28/12/2011 às 12:58 am

    O Brasil é um país corrupto e despreparado para qualquer movimento grande, logo um vestibular à nível nacional não tem condições de ser bem sucedido, mas enquanto ninguém enxerga isso, os profissionais que cuidarão da vida de todos são escolhidos ao acaso. Os órgãos responsáveis eximem-se das responsabilidades, apenas lançam os resultados e os estudantes são obrigados a aceitar, eles são tão onipotentes que não aceitam recursos ou investigações sobre seus metódos. Quase não vi a mídia noticiar isso, estão todos mais preocupados com a festa que terão no reveillon do quê com o futuro do país, afinal esse é o país alienado que vivemos não é?!
    Eu sou estudante e por minha parte há um desanimo imenso todas as vezes que a corrupção prevalece.
    As redações devem ser recorrigidas (se é que foram corrigidas alguma vez) e esse sistema falho deve ser revisto, pois não há condições de continuar a brincadeira com o futuro alheio.

  • Mel

    -

    28/12/2011 às 12:56 am

    Conheço inúmeras pessoas que tem sérias dificuldades em escrever com coerência e coesão, sem hábitos de leitura, sem informação alguma, que nunca conseguiram fazer uma boa redação na vida, porém que conseguiram mais de 700 pontos na redação do ENEM. Um absurdo!
    E o problema não fica só na correção das redações, e sim na prova toda!

  • Thays

    -

    28/12/2011 às 12:55 am

    Nós temos mesmo é que nos levantar, pra ver se acaba com essa palhaçada, por isso, vamos curti a página @ENEM 2011 – O Resultado é a indignação.; Quem sabe conseguiremos ser ouvidos!?

  • Pâmela

    -

    28/12/2011 às 12:55 am

    olá. realmente o enem é uma palhaçada, ele simplesmente joga fora todo o nosso esforço no lixo. Estou prestando medicina, iria concorrer tanto no SISU, quanto no PROUNI, mostrei meu rascunho (redação) para 3 professores de alto nível, todos me deram acima de 900 pontos, no entanto eu fiquei com 640 pontos. conclusão mais um ano perdido. Nas questões acertei 150 e mesmo assim algumas amigas que tiraram 110, 120 estão com pontuações melhores do que a minha. como pode o TRI afirmar que eu chutei? eu estudei igual a uma louco todos esses anos, estou no 3 ano de cursinho. Isso é um desrespeito com os estudantes brasileiros, não tenho condições de prestar vários vestibulares, em diversos estados, contava com o Enem, mas ele acabou com o meu sonho. E agora ministro, o senhor vai pagar mais um ano de cursinho para mim?

  • Isadora

    -

    28/12/2011 às 12:53 am

    A atual situação da educação no Brasil é assombrosa, mas a comodidade perante à isso é o que mais me envergonha. O sistema precisa saber que nem todos nós, jovens, estamos míopes ao que acontece. Que a massa midiática conseguiu sim manipular muitos, mas não todos. E os anos de estudo, de esforço? O governo tem desrespeitado a educação pública, e principalmente os que dependem da mesma à muitas décadas, mas o último enem com certeza foi o marco, pra acabar com tanta palhaçada. Chegou a hora de acordar, de se unir, porque isso fere os nossos méritos, destrói nossos sonhos, e define o nosso futuro.

  • Mayara Pinangé

    -

    28/12/2011 às 12:52 am

    ENEM é uma palhaçada, cheio de falhas, que vão da elaboração das provas à correção. O pior é saber que meu futuro depende disso. Uma coisa que está sendo muito comentada hoje no Brasil é a “fuga de cérebros”, eu ,muito patriota, achava ridículo desistir do meu país assim, mas agora perdi totalmente o encanto. O ENEM tirou minha chance de fazer o curso que queria e está clara a falha na correção da minha e de diversas outras redações e nem o direito de vista nós temos. ENEM = DESTRUIDOR DE SONHOS

  • Anónimo

    -

    28/12/2011 às 12:51 am

    A única coisa que pedimos é transparência!

  • Henrique Prado

    -

    28/12/2011 às 12:50 am

    A dubiedade das correções é intensificada, mais ainda, com a falta de transparência que nós alunos temos na justificativa das notas: ao questionar o Inep, foi mandado a mim “como são feitas as correções” e a negação da possibilidade de recurso, quando na verdade procurei saber os critérios não atingidos para atribuição da nota.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados