Blogs e Colunistas

01/02/2010

às 15:16

UM RELATO QUE DENUNCIA QUE O ENEM DE HADDAD É IRRESPONSÁVEL E FONTE DE INJUSTIÇA: O ALUNO DEPENDE DO ARBÍTRIO DE QUEM CORRIGE A PROVA, NÃO DA SUA COMPETÊNCIA

Fernando Haddad transformou o Enem numa fonte de injustiça. Por quê? Em vez de critérios objetivos para medir competências, têm-se o caminho aberto para o arbítrio. O relato abaixo, enviado por um professor convidado a corrigir as redações — que têm peso importantíssimo no exame —, dá conta de como as coisas são feitas. O vestibular tradicional pode não ser o melhor meio para selecionar os alunos que ingressam nas universidades mais concorridas, mas há que se admitir: ele  seleciona os que sabem mais. O modelo de Haddad seleciona os que têm mais… sorte! Segue o relato.

Olá, Reinaldo, sou professor de Língua Portuguesa e, por diversos motivos, gostaria de não me identificar. Bom, a questão é a seguinte: no mês de outubro do ano passado recebi o telefonema de uma moça, uma das coordenadoras do ENEM, convidando-me a participar da equipe de correção das redações. Como já havia trabalhado como corretor de alguns vestibulares, e o período de correções coincidisse com o meu período de férias, aceitei o convite.

Assim, fui informado que a partir do final do mês de novembro os professores convidados seriam convocados para um treinamento com a finalidade de ajustar os critérios que seriam utilizados na realização do trabalho. O mês de novembro passou sem que recebêssemos qualquer mensagem da coordenação, que só nos procurou, através de e-mail, em meados de dezembro, para nos enviar a senha de acesso ao sistema que nos disponibilizaria os textos grafados pelos candidatos em versões digitalizadas e um documento de duas páginas explicando como lidar com o sistema e como dar notas aos textos.

O que eu quero mostrar com este relato é que toda a correção das provas de redação de um processo seletivo que se quer norteador, assim como eles dizem, da transformação do Ensino Médio ocorreu de modo apressado, amador e irresponsável, uma vez que só estive com a coordenadora em apenas um momento – encontramo-nos rapidamente para que eu entregasse a comprovação de que eu era de fato um professor de Língua Portuguesa -, o restante do breve contato foi todo realizado por telefone e e-mail.

É importante notar aqui que não houve um processo seletivo capaz de verificar a capacidade de realização do serviço por parte dos selecionados (fui indicado por um amigo e não precisei apresentar nenhuma comprovação de que já havia feito isso antes), não houve um pólo de concentração dos corretores, nem discussões esclarecedoras a respeito dos critérios que deveriam ser aplicados, nem um boletim periódico indicando se o serviço prestado estava de acordo com os critérios estabelecidos, nem ao menos algum tipo de fiscalização a fim de confirmar se as redações estavam sendo de fato corrigidas pelas pessoas inscritas para corrigi-las. O manual de instruções para aplicação das notas é um capítulo à parte que eu não tenho como explicá-lo em função do pouco espaço disponível para este texto.

Voltei
Quando os jornais pararem de fazer politicagem com enchentes, talvez se interessem por essa bobagem.

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

329 Comentários

  1. Evaldo Carvalho Vilas Boas

    -

    08/01/2014 às 14:38

    ao professor parabéns pela luz que nos deu sobre esta caixa preta que é esta correção, vamos confiar que este processo esteja em evolução , pois assim o sofrimento de filhos, pais e familiares um dia seja atenuado, o tal do ENEM está virando filme de terror para muitos — em um país corrupto e pessimamente administrado como este, temos que pensar em tudo fraudes , favores etc.

  2. Eliete Maria

    -

    16/01/2013 às 19:10

    Prezados amigos, estou desesperada precisando urgente de um professor que aceite a corrigir a redação da minha filha. Bem, ela ganhou em duas entâncias o direito de reavaliar sua redação por isso, se alguém puder nos ajudar ficaremos eternamente grata. Quanto aqueles que se sentiram prejudicados na redação a melhor maneira é judicialmente ok. Força a todos que estão lutando e correndo atráz. Fiquem com Deus.

  3. Diego

    -

    08/02/2012 às 11:13

    Se pelomenos, dispusessem as equações do cálculo TRI juntamente com os dados todos (quantidade de acertadores, etc), para que outras pessoas pudessem comprovar a justiça aplicada a sua nota nitidamente através dos cálculos, ficaria com cara de mais transparente.

  4. Cristina

    -

    11/01/2012 às 14:42

    Estou muito triste com esse Brasil.Minha irmã se esforçou o ano inteiro, foi elogiada por todos os professores dizendo que ela estava super preparada para o vestibular, ela escreve muito bem, suas notas no boletim são ótimas, fecha quases todas as disciplinas, é muito esforçada e tirou 660 na redação.Acertou 81% da prova do Enem e ficou com média total de 680.Essa nota a tirou da 2ª fase da UFMG, jogando fora os sonhos dela e deixando toda a família muito triste e acho que nem adianta tentar no próximo ano porque a nota muitas vezes não depende de esforço e mérito pessoal e sim da “sorte”. As propagandas na tv dizem “o Enem possibilita o ingresso democrático nas Univerisdades públicas, porém não é bem assim. O que o governo está conseguindo é formar mais profissionais frustados que nunca irão seguir suas carreiras porque não conseguem passar no curso que desejam , não porque lhes faltam competência e sim “sorte”, acreditem incompetência falta dos políticos que foram eleitos para melhorar, mas ao contrário disso melhoram apenas o que lhes convém. Nos falta confiar na justiça de Deus e esperar que ELE nos dê o melhor.

  5. George Alencar

    -

    03/01/2012 às 20:33

    Brasilsilsilsilsil!!!!!!!!!!!!!

  6. Júlia Leal Franco

    -

    03/01/2012 às 12:14

    Enem é uma maratona, pois avalia apenas uma competência do vestibulando: a agilidade! Vence que fizer mais em menos tempo. O tempo é fundamental para o aluno elaborar um racicionio lógico com o conteúdo aprendido ao longo da vida escolar. Além disso, o TRI é uma falha. Ele força os resultados para que apenas 0,1% dos candidatos tirem uma nota superior a 800 nas 4 provas e o critério desempate deve ser algum tipo de bingo elaborado pela competência, ja comprovada, do MEC.

  7. Liliane

    -

    02/01/2012 às 12:46

    Eu sempre desconfiei que esse Enem é um desrespeito com quem realmente estuda. Conheço uma garota que fez uma redação horrível, desde o título ela errou, colocou um tema- “Corpo e mídia: a internet como rede social”. Só esse “título” já está errado, o resto da redação tá pior, ela não teve nem coerência. E com tantos erros ela tirou 800 pontos. Acreditam nisso????????
    Tem muita gente passando no sisu sem nem saber escrever corretamente, é uma vergonha. Ainda bem que passei no vestibular tradicional da UFMA, caso contrário, teria vergonha de dizer que fui aprovada pelo Enem!

  8. roselange franco

    -

    31/12/2011 às 21:41

    Boa noite pessoal, espero que todos tenham um ano novo brilhante e espero com mais justiça. Mas as bravatas não vão adiantar nada sem tomarmos uma atitude, devemos sim nos revoltar, só que precisamos tomar uma atitude, precisamos de um levante nacional contra o sistema de correção das provas do enem (tri e redação).Vamos
    nos unir, convocar a globo e todo povo brasileiro.
    Vamos encher as paginas das revistas e das redes de televisão para que nos ajudem nesta cruzada. Vamos lá
    pessoal vamos reclamar em alto e bom som.

  9. Francisco

    -

    31/12/2011 às 1:26

    Muito injusto, todos os meritos obtidos nas provas, vao pro ralo com uma redação mal corrigida… Apoio o movimento que exige a desconsideraçao da nota da REDAÇÃO!!!

  10. O POVO

    -

    30/12/2011 às 13:33

    Creio que não vai adiantar muito,esse blog notícias fórums fofocas etc.por que se o próprio governo não olha pela educação, á de fato olham quando a política está no meio,eu trabalhei prestando serviços para uma fundação de treinamento e aprimoramente de cursos básicos e avançados de 1 deputado cujo nome não irei citar,o serviço prestado é montar uma sala de treinamento de mais ou menos 30 computadores com ligação de internet, são um total de 3 salas dando 1 todal de 90 computadores novos na caixa, entre monitores lcd, mouses, teclados, caixa de som, switer, em fim so o nosso orçamento dava mais de 5 mil reais, fora o maaterial etc.
    bom 2 dias depois das salas estarem prontas para uso fiz a seguinte pergunta no qual demorei a acreditar.
    Bom Fulana, já esta tudo pronto quando irá começar as aulas ela deu um sorriso falso e disse: aulas que aulas isso e so para incentivar o povo a votar no deputado depois da eleição isso e fechado e as maquinas são empacotadas de novo e guardadas. muitas vezes revendidas.
    cara eu não acreditei falei pow que bela jogada,ela completo, é meu bem o mundo e dos espertos, o povo facilmente se ilude.
    guardei isso por muito tempo,estou desabafando agora por que no enem fiz tudo de acordo com o descrito dentro das margens. e minha redação foi anulada.
    pra mim a redação deveria ser corrijida por computador uma forma de escaner avaliando de acordo com os criterios do banco de dados,dizer que não e possivel e boato,nun mandarão o homem pra lua, por que um simples projeto de correção de provas de um exame Nacional não pode ser implantado,á já sei a resposta,por que não tera lucro para quem criar e impor o projeto a votos na camara, projeto simples e sem objetivo e o que eles vão dizer.
    nada mais a declarar.

  11. Anónimo

    -

    29/12/2011 às 20:41

    Me senti prejudicada com toda essa desordem. Entretanto, minha indignação é mais especificamente com a redação. A ausência de bons profissionais e o baixo pagamento fazem com que os melhores corretores não se interessem pelo trabalho, aliado a isso se tem a falta de treinamento. Para corrigir as redações do ENEM, só precisa De acordo com reportagem do jornal Estado de São Paulo, 25 de fevereiro de 2010, muitos dos corretores não tiveram sequer um treinamento presencial de como corrigir as redações do ENEM, (o que é extremamente necessário, pois mesmo que seja um professor de redação experiente que corrija, os critérios a serem avaliados devem ser bem especificados, ). Outros tiveram um “curso” de apenas 3 horas antes de começar o trabalho e ainda, alguns apenas orientações passadas online por supervisores. Cada corretor deve corrigir entre 100 e 200, o que impossibilitava uma leitura mais profunda.

  12. Adriana

    -

    29/12/2011 às 20:41

    Me senti prejudicada com toda essa desordem. Entretanto, minha indignação é mais especificamente com a redação. A ausência de bons profissionais e o baixo pagamento fazem com que os melhores corretores não se interessem pelo trabalho, aliado a isso se tem a falta de treinamento. Para corrigir as redações do ENEM, só precisa De acordo com reportagem do jornal Estado de São Paulo, 25 de fevereiro de 2010, muitos dos corretores não tiveram sequer um treinamento presencial de como corrigir as redações do ENEM, (o que é extremamente necessário, pois mesmo que seja um professor de redação experiente que corrija, os critérios a serem avaliados devem ser bem especificados, ). Outros tiveram um “curso” de apenas 3 horas antes de começar o trabalho e ainda, alguns apenas orientações passadas online por supervisores. Cada corretor deve corrigir entre 100 e 200, o que impossibilitava uma leitura mais profunda.

  13. Rosa Maria

    -

    29/12/2011 às 20:36

    O ENEM é uma vergonha, nós estudantes estamos revoltados com essa prova. Há um grande erro matemático de correção que deve ser corrigido urgentemente para não prejudicar bons alunos e o próprio futuro do país.

  14. Sávio

    -

    29/12/2011 às 13:58

    Uma vergonha… uma pessoa que tira nota 600 nas quatro áreas da objetiva e 600 na redação ficar com a média abaixo de uma pessoa que tirou 510, nas objetivas e 1000 na redação…Peso 2 ou 3 logo para a redação que é corrigida por mãos humanas… Ou seja você, além de ter que ser melhor em quatro áreas, ainda tem que torcer pra sua redação ser uma das escolhidas para tirar nota 1000… Isso mesmo, “escolhida” por que é assim que eles devem fazer pois redações ótimas tirando nota horrível e outras redações nem tão boas tirando nota 1000 só pode ser escolhida no famosa brincadeira de a mamãe mandou dizer… UMA VERGONHA…

  15. pri

    -

    29/12/2011 às 1:25

    Acertei 40 de 45 em linguagens,codigos e suas tecnologias e minha nota foi 674.4 e a nota máxima do País foi 795.5,ou seja,tem algo errado nessas correçoes…

  16. ROSANIA

    -

    29/12/2011 às 1:03

    ALGUNS ALUNOS QUE TIVE ,ERAM PÉSSIMOS EM REDAÇÃO E TIRARAM O TOTAL,JÁ OUTROS MUITO MAIS PREPARADOS E QUE FORAM INCLUSIVE PARA A SEGUNDA FASE DE MEDICINA EM UNIVERSIDADES FEDERAIS DO PAÍS TIRARAM UMA NOTA RIDÍCULA,ABSURDA.TEM ALGO ERRADO!

  17. diego

    -

    29/12/2011 às 0:41

    O ENEM segrega muito mais do que qualquer outro vestibular!
    Afinal de contas quem continua se dando melhor?
    Alunos de escolas particulares ou de escolas públicas?
    Não que isso deva ser um instrumento de aferição da qualidade do referido exame, pode, no entanto, servir como indicador de que as mudanças prometidas através do ENEM, nunca acontecerão com este formato inconsistente.
    Mais do que nunca os nossos alunos tentam se apegar a “macetes” e menos aos conteúdos formais tão abominados pelos pedagogos, no entanto, esses continuam sendo a base real de todo e qualquer inovação dentro da nossa sociedade.

  18. felipe

    -

    29/12/2011 às 0:13

    Isso é uma injustiça com quem perde 3 anos , ou até mais se preparando para uma prova mal elaborada .A redação então nem se fala , pessoas com redações de pouquíssima qualidade tirando mais de 800 e pessoas com belíssimas redações com notas abaixo de 600 , é uma vergonha .

  19. Bárbara Santana Alencar

    -

    28/12/2011 às 23:44

    É importante que a mídia tenha consciência da palhaçada que é a organização de todo o processo do Enem, desde a aplicação das provas até a correções das redações e utilização da TRI( Teoria de Resposta ao Item). O processo é todo obscuro, ferindo a isonomia dele. Os reitores das Universidades também precisam estar dispostos a ouvir os estudantes, futuros alunos de suas instituições, para que a seleção dos profissionais do futuro seja mais coerente e justa!

  20. Carlos Remy

    -

    28/12/2011 às 19:17

    bem, a redação tem tripla correção, portanto é pouco provavel que o item “sorte” tenha peso nesse caso e o professor em questão só está entrando na onda do “chororô”…

  21. Betina Magalhães

    -

    28/12/2011 às 16:10

    A correção dessas redações é um ABSURDO! Pessoas, que como eu, se prepararam para o vestibular a vida inteira tirando notas baixíssimas – no meu caso 700 – e treineiros, alunos despreparados que fazem “para saber como que é” tirando 900, 1000 na redação. O modo como o INEP fazem os alunos de idiotas é revoltante! Tem que haver transparência e principalmente COMPETÊNCIA para correção de provas com o peso do ENEM, pois ele influencia todo o futuro de milhares e milhares de estudantes que, como eu, sonham em entrar numa universidade pública e não tem condições de dar R$3.500 na mensalidade do curso de medicina!

  22. Anônimo

    -

    28/12/2011 às 14:32

    É um absurdo que um exame de nivel nacional ocorra com tamanha irresponsabilidade. O futuro de todos os jovens do país está sendo decidido de forma aleatória. A correção das redações e o TRI são sistemas completamente frágeis, altamente vuneráveis à corrupção. ISSO TEM QUE ACABAR. O governo brasileiro tem que tomar vergonha na cara de uma vez por todas e agir de forma correta. Queremos educação de qualidade e justiça! queremos ingressar na universidade e sair de lá preparados para sermos bons profissionais! Queremos tentar corrigir, de uma vez por todas, essa situação crítica, na qual se encontra o nosso país!

  23. Gabriela Doria

    -

    28/12/2011 às 14:15

    É importante lembrar que não só o processo de correção das redações se mostrou falho como também a correção das provas objetivas. Alunos que gabaritaram alguma matéria tiraram nota abaixo de 900. Alunos, como eu, que acertaram 135 questões estão como a média aquém do esperado. O sistema de TRI, utilizado pela 1ª vez neste ano mostrou-se injusto e sequer teve transparência. Não sabemos como ele distribui a nota, quem criou este sistema e por quem ele foi aprovado. Tudo o que sabemos e vemos é o quanto pessoas que se preparam durante o ano inteiro foram vítimas do descaso com a educação. Mais uma vez o ENEM tornou-se um verdadeiro Vexam Nacional.

  24. Ramon Lopes

    -

    28/12/2011 às 12:43

    É uma vergonha a correção das redações sem nenhum critério !!
    protesto já!

  25. José Iracema

    -

    28/12/2011 às 12:40

    Chega,é preciso dar um basta nisso,não só eu,mas como outros alunos que sabem escrever bem,acabaram sendo seriamente preujudicados,do que adianta acertar muitas questões,se na hora da redação,de uma excelente redação,te dão uma nota baixa,e quem acerta menos questões tira 800,900,1000,isso é inaceitavél,o MEC estar imune,ninguém consegue entrar com recurso em nada,ISSO NÃO É JUSTIÇA,se nada mudar,vai ficar assim,O NOSSO FUTURO NAS MÃOS DESSES ENCOMPETENTES QUE TIRARAM NOTA ALTA NA REDAÇÃO SEM MERECIMENTO,É PRECISO ÉTICA DE QUEM CORRIGE E FISCALIZAÇÃO DO MEC.

  26. Ana Beatriz Agra

    -

    28/12/2011 às 11:28

    Não passa de uma palhaçada. Se é pra encher a boca e dizer que tem universidades lotadas invista em educação de base e não facilite a entrada de jovens, muitas vezes despreparados, nas universidades.

  27. Paulo Perin

    -

    28/12/2011 às 11:27

    O critério de correção de redação foi algo esdruxulo, alunos que não sabem definir uma dissertação atingiram notas altas. Há exemplos de pessoas que esqueceram titulo nos seu pseudo trabalhos e conseguiram uma nota de relativamente boa. Agora alguns alunos que se preparam a longo de um ano todo, não fazendo apenas dissertações pois a outros vestibulares como a unicamp que sugere diferentes gêneros textuais, para estes estudantes conhecer os caracteres próprios de uma dissertação e indispensável, a defesa de um ponto de vista, uma tese definida e ideais com relações cronologicas. O revoltante e que estes alunos preparados e muitos que conseguiram acertar mais de 130 questões podem ficar a merce de um corretor e seus critérios duvidosos e misteriosamente conseguirem uma nota baixa na redacao. Mais um fatídico episodio na educação brasileira, que demonstra que não basta empurrar o aluno despreparado no ensino médio, tem que empurra lo para o ensino superior e assim ter uma pseuda educação.

  28. Guh Pinho

    -

    28/12/2011 às 10:53

    É ridicula a forma pela qual estao decidindo o futuro do jovem brasileiro … estou me sentindo uma cobaia por fazer o tao experado “Exame do Ensino Médio” . A prova que faço para decidir meu futuro nao passa de um simples teste para um novo metodo de correçao bizarro no qual a dicrepancia entre a nota de um aluno que se esforça o ano inteiro e um aluno que só faz a tal prova por que o pai mandou desafia a lei da açao e reaçao !Enem , Resultado ? Indignaçao !

  29. Danielle

    -

    28/12/2011 às 9:57

    “Não existem falhas no Enem.” ( Ahamm, Haddad, senta lá!)
    Querido Haddad, obrigada por mais um ano de esforços e estudos em vão,buscando meu sonho e FUTURO de cursar direito em uma universidade federal.Como pretendo seguir uma carreira de JUSTIÇA agradeceria se o senhor começasse a tratar todos nos – estudantes brasileiros – com o comprometimento e a RESPONSABILIDADE que merecemos.Espero que seu prédio seja feito por um engenheiro aprovado pelo Enem.

  30. Anónimo

    -

    28/12/2011 às 9:48

    Acho isso extremamente RIDICULO, estudei o ano inteiro pois a faculdade que mais desejo utiliza apenas o enem, fiz um curso intensivo de redação do enem, onde minhas medias eram excelentes e quando abri o site do enem para ver minhas notas, surpresa 520 como nota, de uma redação que fiz com todos os criterios ensinados pelos meus professores, e que tinha certeza que tinha ficado otica, agora digo ADEUS ao meu sonho da faculdade porque nao levam a serio os alunos? o meu muito obrigado ao governo!

  31. Isabela

    -

    28/12/2011 às 3:38

    Absurdo é ver que num país tão grandioso como o nosso, a educação é tratada como um bingo, um jogo de sorte qualquer. Triste é pensar que isso só será resolvido – ou percebido – no futuro, quando mais e mais pessoas desqualificadas estiverem ocupando o lugar de pessoas que realmente estão preparadas para se tornarem médicos, professores ou até nossos próximos governantes.
    PALHAÇADA é a gente não ter o DIREITO de ver essa correção absurda que eles fazem nas redações, porque já é certo que GRANDE parte delas teriam que ser recorrigidas.
    Educação é base, Brasil! Acorda!

  32. Augusto Rodrigues

    -

    28/12/2011 às 3:11

    No fim sabemos que isso vai acabar como tudo o que acontece no Brasil.. Em pizza! O ENEM ja provou que não é o meio mais adequado para selecionar candidatos. Ele vem dando problema desde a sua primeira aplicação em 2009 e esse ano os problemas foram abusivos. A prova vazou no Ceará e tem casos em outros estados. O que fizeram?? Apenas cancelaram os alunos de um colégio. Quem garante que a prova não vazou pra outros colégios?? para as pessoas que realmente querem estudar e se tornarem bons trabalhadores, o governo sempre da uma martelada na cabeça. O que acaba aumentando a “Fuga de cérebros” para os outros países. Eu mesmo, vou aproveitar minha dupla nacionalidade e irei passar um tempo estudando fora pois o Brasil sempre arruma um problema pra travar quem quer aprender mais.

  33. lucaszemolin

    -

    28/12/2011 às 2:57

    eu fui um dos injustiçados pois no meu curso fazia redações excelentes e até a própria redação do Enem foi boa e tive uma nota horrível pedi pra eles que corrigissem de novo eles falaram que não podiam acho isso uma falta de respeito com o jovem que estuda o ano inteiro pra ser prejudicado por uma irresponsabilidade do MEC!

  34. Nayara Moreira

    -

    28/12/2011 às 2:23

    Esse ano eu tirei uma ÓTIMA nota na redação. Porém não me conformo com a forma da correção das provas, é algo totalmente confuso e desigual. Prefiro mil vezes a forma antiga de correção, era muito mais justa. Não sei até quando esse palhaço do Haddad vai ficar em frente ao ministério da educação. Com todos esses erros absurdos no Enem já está mais do que na hora da Dilma por ele pra fora. Enquanto isso, muitos são prejudicados…até quando isso vai continuar?? Por mim e por muitos esse Enem seria anulado…!

  35. Abaixo

    -

    28/12/2011 às 2:05

    ABAIXO AO ENEM!

  36. Marina

    -

    28/12/2011 às 2:04

    Isso é um ABSURDO. Será que o GOVERNO não vê que os ESTUDANTES não QUEREM O ENEM COMO PROVA PARA INGRESSAR NAS UNIVERSIDADES? COMO PODE SER JUSTO DEPENDER DE UMA PROVA INJUSTA, ONDE HÁ VAZAMENTO, NINGUÉM ENTENDE DIREITO COMO SE DÃO AS NOTAS E AS REDAÇÕES SÃO TODAS CORRIGIDAS ATRAVÉS DE SORTE!! Desde QUANDO no Brasil ENTRAR NA UNIVERSIDADE – que é uma das coisas MAIS IMPORTANTES NA VIDA DE UM SER HUMANO – virou QUESTÃO DE SORTE??? COMO PODE SER TRATADO COM TANTO DESCASO? O QUE O GOVERNO ACHA QUE NÓS, ESTUDANTES, SOMOS? PALHAÇOS?

    ESTAMOS CANSADOS DE TANTA CORRUPÇÃO POR TRÁS DESSA PROVA, PORQUE SÓ MESMO COM MUITA GENTE ENCHENDO OS BOLSOS DE DINHEIRO PARA ESSA PROVA AINDA ESTAR DE PÉ. ENEM É UMA VERGONHA NACIONAL!!!

  37. Rodrigo

    -

    28/12/2011 às 1:30

    Sinceramente esse ENEM foi uma das piores esculhambações que já inventaram !Impossivel ver e ficar calado sou bom escritor sempre tiro boas notas nas redações corrigidas tanto pelos professores da minha escola e também do meu cursinho preparatório!No ENEM faço uma redação padrão com todos os termos corretos introdução ,desenvolvimento e conclusão ,coloco bastante inferencias como exemplos para inriquecer meu texto e quando eu vejo minha nota bate uma revolta imensa somente 660,para quem sonha com engenharia civil estar praticamente eliminado ,vejo outras pessoas com notas baixissimas nas provas e tiram na redaçao 1000 pontos,so resta a lamentar e revindicar pelo que er direito!

  38. Mariana

    -

    28/12/2011 às 1:22

    Acertei 39 das 45 questões da prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias,dos 1000 pontos minha nota foi 618.2. Novamente acertei 114 questões fiz 2947.8 pontos minha amiga fez 87 questões ( 87 QUESTÕES 48% DO TOTAL DAS 180 QUESTÕES ) FEZ 3026.9. Já meu amigo, nos disse que “fez” a prova com 2h30 no segundo dia DEIXOU A REDAÇÃO SEM TÍTULO e sua nota foi 850.É lamentável ter que enfrentar tamanha frustração diante de um fato tão sério , que você vem ANOS E ANOS do início do ensino fundamental ao final do ensino médio batalhando por isso e você perder tudo por incompetência de um sistema mal formulado e PESSIMAMENTE EXECUTADO !

  39. Luiz

    -

    28/12/2011 às 1:20

    Como a prova de redação pode ter um peso tão grande para a seleção dos alunos? Está mais do que claro que os critérios de avaliação variam muito de corretor para corretor, isso se houver mesmo uma correção séria e comprometida com algum tipo de critério. A dissiparidade de notas entre alunos de níveis semelhantes faz isso tudo parecer mais uma questão de sorte do que de competência.

  40. Danilo

    -

    28/12/2011 às 1:03

    se as redações são digitalizadas, como disse o corretor anônimo do ENEM, por quê não envia-las por e-mail ou junto das notas?? ABSURDO

  41. Anónimo

    -

    28/12/2011 às 1:02

    A parte irônica é que no portal do INEP na internet aparece o símbolo “Transparência pública”…

  42. Juliana Shiraishi

    -

    28/12/2011 às 1:01

    Depois de um ano cansativo e de muita dedicacao no ultimo ano de ensino medio acertei 142/180 mas recebi 580 na redacao,minha tia que nao colocou titulo,faz anos que parou de estudar,nao treinou nenhuma vez a redacao do ENEM tirou 680,da para entender?nao sei como o Brasil vai se tornar uma das maiores potencias do mundo com um sistema de educacao falido que nao respeita os estudantes cometendo seguidas injusticas atraves do ENEM.Tem gente que se quer sentou uma vez no ano para escrever uma redacao e tirou notas altissimas,tem gente que escreveu textos com varios erros gramaticais sem coesao e tirou notas altissimas e ao mesmo tempo muitas pessoas dedicadas perderam a chance de conseguir a vaga em uma universidade por irresponsabilidade dos outros,chega disso!todo ano a mesma coisa,se nao e vazamento de questoes e erro na correcao das redacoes,se e que as redacoes sao todas realmente corrigidas,da impressao de que as notas sao simplesmente sorteadas,ENEMdeucertodenovo destruindo sonhos desde sempre.

  43. Marina P.

    -

    28/12/2011 às 0:58

    O Brasil é um país corrupto e despreparado para qualquer movimento grande, logo um vestibular à nível nacional não tem condições de ser bem sucedido, mas enquanto ninguém enxerga isso, os profissionais que cuidarão da vida de todos são escolhidos ao acaso. Os órgãos responsáveis eximem-se das responsabilidades, apenas lançam os resultados e os estudantes são obrigados a aceitar, eles são tão onipotentes que não aceitam recursos ou investigações sobre seus metódos. Quase não vi a mídia noticiar isso, estão todos mais preocupados com a festa que terão no reveillon do quê com o futuro do país, afinal esse é o país alienado que vivemos não é?!
    Eu sou estudante e por minha parte há um desanimo imenso todas as vezes que a corrupção prevalece.
    As redações devem ser recorrigidas (se é que foram corrigidas alguma vez) e esse sistema falho deve ser revisto, pois não há condições de continuar a brincadeira com o futuro alheio.

  44. Mel

    -

    28/12/2011 às 0:56

    Conheço inúmeras pessoas que tem sérias dificuldades em escrever com coerência e coesão, sem hábitos de leitura, sem informação alguma, que nunca conseguiram fazer uma boa redação na vida, porém que conseguiram mais de 700 pontos na redação do ENEM. Um absurdo!
    E o problema não fica só na correção das redações, e sim na prova toda!

  45. Thays

    -

    28/12/2011 às 0:55

    Nós temos mesmo é que nos levantar, pra ver se acaba com essa palhaçada, por isso, vamos curti a página @ENEM 2011 – O Resultado é a indignação.; Quem sabe conseguiremos ser ouvidos!?

  46. Pâmela

    -

    28/12/2011 às 0:55

    olá. realmente o enem é uma palhaçada, ele simplesmente joga fora todo o nosso esforço no lixo. Estou prestando medicina, iria concorrer tanto no SISU, quanto no PROUNI, mostrei meu rascunho (redação) para 3 professores de alto nível, todos me deram acima de 900 pontos, no entanto eu fiquei com 640 pontos. conclusão mais um ano perdido. Nas questões acertei 150 e mesmo assim algumas amigas que tiraram 110, 120 estão com pontuações melhores do que a minha. como pode o TRI afirmar que eu chutei? eu estudei igual a uma louco todos esses anos, estou no 3 ano de cursinho. Isso é um desrespeito com os estudantes brasileiros, não tenho condições de prestar vários vestibulares, em diversos estados, contava com o Enem, mas ele acabou com o meu sonho. E agora ministro, o senhor vai pagar mais um ano de cursinho para mim?

  47. Isadora

    -

    28/12/2011 às 0:53

    A atual situação da educação no Brasil é assombrosa, mas a comodidade perante à isso é o que mais me envergonha. O sistema precisa saber que nem todos nós, jovens, estamos míopes ao que acontece. Que a massa midiática conseguiu sim manipular muitos, mas não todos. E os anos de estudo, de esforço? O governo tem desrespeitado a educação pública, e principalmente os que dependem da mesma à muitas décadas, mas o último enem com certeza foi o marco, pra acabar com tanta palhaçada. Chegou a hora de acordar, de se unir, porque isso fere os nossos méritos, destrói nossos sonhos, e define o nosso futuro.

  48. Mayara Pinangé

    -

    28/12/2011 às 0:52

    ENEM é uma palhaçada, cheio de falhas, que vão da elaboração das provas à correção. O pior é saber que meu futuro depende disso. Uma coisa que está sendo muito comentada hoje no Brasil é a “fuga de cérebros”, eu ,muito patriota, achava ridículo desistir do meu país assim, mas agora perdi totalmente o encanto. O ENEM tirou minha chance de fazer o curso que queria e está clara a falha na correção da minha e de diversas outras redações e nem o direito de vista nós temos. ENEM = DESTRUIDOR DE SONHOS

  49. Anónimo

    -

    28/12/2011 às 0:51

    A única coisa que pedimos é transparência!

  50. Henrique Prado

    -

    28/12/2011 às 0:50

    A dubiedade das correções é intensificada, mais ainda, com a falta de transparência que nós alunos temos na justificativa das notas: ao questionar o Inep, foi mandado a mim “como são feitas as correções” e a negação da possibilidade de recurso, quando na verdade procurei saber os critérios não atingidos para atribuição da nota.

  51. Thales

    -

    28/12/2011 às 0:50

    O ENEM é o reflexo que comprava a falha educação brasileira, e as injustiças cometidas em um país que se diz de todos. Onde muitos tem seu esforço ignorado, e não reconhecido perante fraudes e corrupção! Temos que unir nossas forças para tentar ao menos transformar um pilar fundamental da sociedade que é a Educação. Aqui quem fala não é um futuro sociologo, e sim um futuro engenheiro que se envergonha dos acontecimentos envolvendo o ENEM e a educação brasileira!!!

  52. Karina

    -

    28/12/2011 às 0:50

    ESSE È O PAÍS EM QUE VIVEMOS ! Nem direito a recurso nós temos. Como pode isso em pleno século XXI ?

  53. Caio

    -

    28/12/2011 às 0:49

    Lamentavel essas redações. Esse metodo aplicado pelo enem não é condizente com o modelo T.R.I, por diversos motivos. O TRI verdadeiro define quantas pessoas vão tirar tais notas, esse ai, não. Maaaas, acreditando que seja um sistema informatizado sem falhas, as questões objetivas podem ser deixadas de lado.

    Agora, a redação?!

    Pedi para um professor de cursinho corrigir minha redação. Sem padroes definidos e passado a ele, a correção ficaria um pouco vaga, dificil de corrigir, mas falou que ela não apresentava erro gramatical, era coesa e pricipalmente era fiel ao tema. 500 foi a nota que recebi do enem.

    Lamentavel esse pais, lamentavel esse homem que chamam de ministro da educação;

  54. Diogo

    -

    28/12/2011 às 0:49

    o ENEM está brincando com o futuro dos estudantes do nosso país , não é possível aceitar os erros que vem se repetindo e a total falta de descaso com os alunos, que ao ver do governo não tem importância no processo de correção, e ficam de mãos atadas e somente tem de aceitar o resultado, RIDÍCULO !

  55. Bruna

    -

    28/12/2011 às 0:49

    Isso aí! Finalmente alguém falou a verdade e deu voz à indignação dos estudantes! Precisamos de mais pessoas apoiando nossa causa e divulgando essa injustiça! Estudo a 3 anos pra medicina, fiz 155 pontos no enem mas minha nota final foi péssima e minha redação eu garanto que ficou boa, pena é nao ter como provar! Não mereci a nota que tirei, depois d tanto esforço e redação seguindo os parametros que são divulgados pra gente(mas com certeza nao sao seguidos na pratica)! Isso é INJUSTO!

  56. anonimo

    -

    28/12/2011 às 0:48

    enem é uma otima ideia mas nao se aplica ao estilo do Brasil que tem uma educaçao desigual.teria chance uma pessoa que nao teve preparo passar para ufrj em engenharia e chegar la nao saber nada, falar que uma integral é uma cobrinha.

  57. Estudante injustiçado

    -

    28/12/2011 às 0:48

    É muito triste ver que nós(estudantes) nos preparamos por tanto tempo para darmos o nosso melhor no ENEM e conseguir aquilo que tanto almejamos, é tratado de uma forma tão displicente e injusta.

  58. CLEMILTON

    -

    28/12/2011 às 0:48

    CONCORDO QUE SEJA FEITA UMA NOVA CORREÇÃO DA PROVA DO ENEM, E QUE DESTA VEZ NÓS,ALUNOS NÃO SEJAMOS PREJUDICADOS.

  59. Tiago

    -

    28/12/2011 às 0:47

    É uma vergonha infelizmente o governo e não só esse mais tbm os passados não dão a mínima para educação! vivemos em um pais de verdadeiros ignorantes onde quanto mais ignorantes melhor para os políticos uma vez que se é mais fácil comprar voto e se eleger! Ministro AS notas das redações são irreais o Sr. está prejudicando milhares de estudantes que só querem estudar, para construir um país melhor!!!

  60. Anónimo

    -

    28/12/2011 às 0:47

    Só não enxerga quem não quiser ver. As notas são distribuídas aleatoriamente, sem nenhum critério. Tem gente que faz 7 linhas em um único parágrafo e recebe nota superior a de uma dissertação bem estruturada, argumentada e com boa visão de mundo. ENEM é só mais uma das diversas falácias que o governo lança para angariar votos de quem desconhece a realidade do problema. Se querem promover inclusão da classe baixa às universidades, devem melhorar o ensino público ao invés de lançarem medidas paliativas que transformam o ingresso na universidade em um bingo.

  61. anônimo

    -

    28/12/2011 às 0:47

    Reinaldo, fale mais sobre isso, exponha mais isso para o Brasil, nos somos na maioria aluno, apesar de muitos, você tem “moral” , e isso poderia nos ajudar!

  62. Brehme Dnapoli

    -

    28/12/2011 às 0:45

    Já era de imaginar que o sistema de correção teria falhas, mas iguais a deste ano não tem nenhuma forma de aceitar uma falta de responsabilidade diante de muitos jovens que lutam para buscar uma vaga nas Universidades Públicas. É fazer com que o dinheiro das famílias que investem em cursinhos irem para o ralo

  63. Gabriela Pascoal

    -

    28/12/2011 às 0:44

    Tenho vergonha de fazer parte desse ENEM. Como aluna e cidadã me sinto lesada com esse exame. Sem padrão algum de correção. Já vi alunos que não tem facilidade alguma em redação, que acharam que fizeram fuga ao tema, tirando ótimas notas e eu, por exemplo que leio uma média de 22 livros por ano, não tirei uma nota satisfatória. Isso é um absurdo!! E o pior é que o Governo Federal está cercando as Universidades Federais a sucumbirem ao ENEM. É uma prova onde não é testado seu conhecimento e sim sua resistência física e psicológica! Toda a preparação de anos de estudos para chegar em um exame cheio de falhas e “tapa-buracos” é um ABSURDO!!!

    O ENEM deveria ser um exame com menos questões, mesmo que fossem mais difíceis, porque assim o aluno erraria por falta de conhecimento e não por falta de tempo. 90 questões por dia, 3 min por questão fora o preenchimento do gabarito, é ÓBVIO que não é tempo suficiente.

  64. João

    -

    28/12/2011 às 0:44

    é isso aí, 12 anos de ensino fundamental é médio para encher nossas cabeças com conteúdos que não preparam ninguém nem pra vida, nem pra universidade, e no fim, um exame que não consegue medir nem o aproveitamento disso. Um aluno qualquer de uma escola com mínima qualidade tiraria mais de 900 se o seu cérebro funcionasse bem sem parar por 5 horas e meia… afinal pra que serve o ENEM ?

  65. Anónimo

    -

    28/12/2011 às 0:44

    Fiz uma redação que considero boa, porém me deram uma péssima nota (660). Enquanto que um amigo, que não sabe nem escrever direito, tirou 820. Não consigo entender quais foram os critérios de avaliação adotados na correção das redações.

  66. Jessica

    -

    28/12/2011 às 0:43

    Pois é! Isso é um absurdo! Levei meu rascunho… é, RASCUNHO, pra um corretor da Vunesp e pra uma corretora do Saresp, ambos extremamente éticos e bons no que fazem, e um me deu 800 e outro, 850 pro meu RASCUNHO! E o ENEM vem com essa palhaçada de me dar 460… INJUSTIÇA?! Eu praticamente gabaritei linguagens, sempre fui elogiada por professores de redação… e com essa nota medíocre que tirei por ‘pura azar’, minha média cai 70 pontos do que ela seria se eu tivesse tirado a nota que os outros corretores, de vestibular renomado, me deram! Ai ai ai… VOU TACAR FOGO NAQUELE INEP LOGO LOGO!

  67. Bruno

    -

    28/12/2011 às 0:42

    É verdade nao mede nada!!
    NAO AO ENEM
    SIM AOS VESTIBULARES,ENEM SO FAZ CAGADA

  68. helena

    -

    28/12/2011 às 0:41

    é um absurdo não existir revisão de prova!!!! me ferrei na redação sendo que sempre foi a minha garantia!!

  69. Anon

    -

    28/12/2011 às 0:41

    Para Mim a redaçao deve ser anula, e contar apenas com as outras diciplinas, ja que, como o tal professor disse, não a uma especificaçao de como corrigir e cada corretor corrigiu de modo que achava adequado dando 1000 para varios alunos! ( eu mesmo conheco 4, 5 amigos que tiraram 990 e 1000)

  70. paula

    -

    28/12/2011 às 0:40

    Mais uma confirmaçaõ da incompetência de Haddad

  71. Anônimo

    -

    28/12/2011 às 0:40

    A transparência devia ser uma obrigação.

  72. Almeida

    -

    28/12/2011 às 0:39

    Devido a irresponsavelmente do INEP, a nota da minha redação teve uma drástica queda! smp escrevi, relativamente, bem. e o obtive uma nota 5 na redação. Sem falar o TRI que complicou a vida de muitos. Pedimos, como prioridade, a recorreção das redações.

  73. Anónimo

    -

    28/12/2011 às 0:36

    É muita injustiça!!

  74. Anónimo

    -

    27/12/2011 às 23:33

    Ano passado eu estava no 3º ano do ensino médio, nem estudava muito e fiz 800. Esse ano me matei de estudar, média de 8 horas por dia, fiz curso de redação, etc. e minha nota continuou nos mesmos 800 pontos, insuficientes pra quem quer medicina como eu. Modestia a parte, a redação de 2011 ficou muito boa, uma das melhores que eu já fiz, e tomei MUITO cuidado com a gramática e com a coerência. E isso não é nada perto da nota de alguns amigos. Uns que estão no cursinho por 3 anos tiraram 680, mesmo sendo redatores maravilhosos, e outros que mal estudaram tiraram cerca de 900. Absurdo.

  75. Paulo Netto

    -

    27/12/2011 às 22:39

    Após uma lida sobre o relato acima digo apenas algo já discuto com meus conhecidos: Embora com boas intenções, o Enem permanece falho por seus coordenadores não terem organização suficiente para planejarem e realizarem um exame de proporção nacional.
    Não obstante, a falta de critérios na redação poderia sim ser o tal “fator” que causou o declínio de algumas médias do Enem, graças a notas que os próprios candidatos consideram baixas. Vale lembrar que a redação não passa apenas por um corretor, mas por dois e caso a nota diferencie uma certa quantia – a que no momento não me lembro no momento – então um terceiro corretor faz a correção e dá a sua nota.
    É claro que quanto mais familiarizados estiverem os corretores com seus parâmetros de correção, menos diferentes as notas irão se tornar. Contudo, é injustificável dizer que a nota baixa é culpa apenas de um corretor.
    Além disso, não adiantaria em nada reclamar por uma boa nota por mais que você tenha se dedicado. Em meu exemplo pessoal sempre tirei notas máximas em meus textos, tanto que fui aprovado em uma faculdade este ano com nota máxima na redação e em primeiro lugar do meu curso. Ainda assim, tirei 720 na redação do Enem. Aceitei a nota e esperarei, ansioso pelo suposto espelho da redação, que irá revelar onde errei e acertei. Coisa que eu, humildemente, sugiro que façam.

  76. Anónimo

    -

    27/12/2011 às 22:24

    Para começar já é errado a nota da redação valer de 0 a 1000, enquanto as notas máximas das outras matérias são variáveis, isso ta provado matematicamente no site http://www.enemurgente.com . E para completar ainda temos que lidar com a incompetência e falta de compromisso de corretores que apenas desejam ganhar R$1,00 por prova corrigida. Talvez minha redação não fosse lá essas coisas, mas tirar 520 fez com que meu ano todo estudando não valesse de nada.

  77. Maria Costa

    -

    27/12/2011 às 20:58

    Tio Rei,
    Aqui em casa está uma tristeza danada, já chorei, reclamei, escrevi e telefonei pro Inep, porém sinto q de nada vai adiantar, dá um desânimo, uma desesperança q dói. Meu filho estudou o ano td e fez uma boa redação conforme afirmou o professor q a corrigiu,não cometeu nenhuma falha, fez tudo conforme exigencia do edital,porém ANULARAM sua redação sem nenhuma explicação.Não podemos recorrer, não sabemos a razão, não temos a quem recorrer, será como elles decidiram e pronto? Assim, sem mais nem pq?

  78. MG

    -

    27/12/2011 às 20:34

    DIANTE DE TANTAS RECLAMAÇÕES, E COM CLARAS INDICAÇÕES DE ERROS GROSSEIROS TANTO NA NOTA DAS REDAÇÕES, COMO NAS CORREÇÕES PELO METODO “TRI”, QUE DEMONSTRA SER UM VERDADEIRO ABSURDO. É NECESSARIO QUE SE FAÇA UMA INVESTIGAÇÃO E UMA REPRESENTAÇÃO DE CIDADÕES CONSCIENTES, PARA QUE MEDIDAS SEJAM TOMADAS URGENTEMENTE E QUE UMA REVISÃO SEJA FEITA PARA QUE MUITOS ALUNOS NÃO SEJAM PREJUDICADOS POR MAIS ESTE ERRO GROSSEIRO DO SISTEMA “ENEM”.

  79. Raisa

    -

    27/12/2011 às 19:18

    Olá, eu, como milhares, ou até milhões (por que não?) de estudantes, me senti injustiçada com a nota da redação, então, criei um banco de redações para aqueles que se sentiram injustiçados. Meu facebook é http://www.facebook.com/profile.php?id=100001581928323
    é muito importante que vcs me mandem suas redações.

  80. Raisa

    -

    27/12/2011 às 19:17

    Olá, eu, como milhares, ou até milhões (por que não?) de estudantes, me senti injustiçada com a nota da redação, então, criei um banco de redações para aqueles se sentiram injustiçados. Meu facebook é http://www.facebook.com/profile.php?id=100001581928323
    seria muito importante se vcs me mandassem suas redações.

  81. Anónimo

    -

    27/12/2011 às 15:38

    nossa galera é pura verdades o que vcs estão reclamando e diga de passagem com toda razão,minhas notas na prova objetiva foram ridículas,consegui cravar 346.6 em matemática e chega na redação, uma porcaria de texto, de verdade não merecia nem 200 pts… mas quem sabe se foi na sorte,ou ninguem leu, consegui 720pts até agora não estou acreditando :(

  82. Eduardo

    -

    26/12/2011 às 22:52

    Consegui 880 na redação, porém a correção não foi justa. Sou inexperiente no ENEM e não tive tempo para terminar a redação. Fiz apenas 8 linhas, sem conclusão e desenvolvimento.

    Estou triste pelos meus amigos. Estou no 2º ano do EM, sou um ótimo aluno. Quem concorre a cursos como medicina teve um ano jogado no lixo. Espero que algo seja feito, e parabéns por divulgar isso no seu blog.

  83. Anónimo

    -

    26/12/2011 às 14:34

    Eu apoio a ideia de todos entrarem com recurso e pedir transparencia na correção da prova de redação. Que a justiça seja feita com esses alunos que se dedicaram tanto para alcançar o sonho da vida deles.

  84. anonimo

    -

    24/12/2011 às 1:33

    PALHAÇADA. Esse sistema de ensino está querendo brincar com os alunos e verificar até onde a nossa paciência aguenta. Meu colégio é conhecido por ser um dos melhores do Brasil. Desde criança ganho prêmios de literatura e escrita. Meu irmão faz cursos de redação há 3 ano, sempre escreveu muito bem. Ambos queremos medicina. Nos vestibulares regionais beiramos mil na maioria das notas. Chega no ENEM e tiramos 700. Nunca fui de reclamar nota, mas o MÍNIMO que deveríamos ter direito é de saber o que erramos, né? Que espécie de democracia vivemos em que temos que aceitar injustiças e ficar em silêncio? Me poupe dessa hipocrisia ridícula.

  85. Vinicius

    -

    23/12/2011 às 22:16

    Também pergunto, qual é o objetivo do governo ao selecionar muita gente despreparada para entrar em cursos extremamente estratégicos para o Brasil, como as engenharias, se muita gente que está entrando nesses cursos não têm a mínima noção de matemática e física necessários para cursá-los? O governo tem q melhorar a educação na base, não ficar enxugando gelo.

  86. Vinicius

    -

    23/12/2011 às 22:10

    Isso é absurdo, Fernando Haddad está ridicularizando o acesso ao ensino superior no Brasil, e aí só estão falando da redação, ainda tem o TRI, que ninguém sabe os critérios de nota q são dados, muitos fazem muitas questões e ficam com notas baixas. Talvez o vestibular na Coréia do Norte ou em Cuba seja mais justo e aberto à questionamentos e investigações.

  87. karla

    -

    23/12/2011 às 20:20

    sou aluna do terceiro ano do ensino medio,sempre tive um bom desempenho na escola,nunca tirei uma nota de redação inferior a 800 pontos mas quando chega no enem recebii 580 e uma amiga que pedia respostas para mim e não estudava tirar 900 pontos na redação e aiinda teve um pessimo desempenho nas objetivas o que é isso como uma pessoa que nao tem habito de leitura tirar uma nota tão alta
    isso tá errado

  88. Lilian Barranqueiro

    -

    23/12/2011 às 17:51

    Cara, eu fui “bem” na redação. Mas me sinto mal pelos meus amigos. Gente que se MATOU de estudar, se MATOU o ano inteiro, tira uma nota de merda na redação, sendo que o ano todo passou por cursinhos MARAVILHOSOS tirando 9/9.5. Ok, vamos fazer isso passar tanto quanto o caso da mulher que matou o Yorkshire? DIVULGUEM! Isso _FAZ ACONTECER_ SIM.

  89. Luana

    -

    23/12/2011 às 17:49

    E ninguém achou estranho que a redação do Enem é a única que seu nome tá escrito na folha de redação ? em TODOS os vestibulares é proibido identificar a redação !!!

  90. Alison Alys

    -

    23/12/2011 às 17:37

    Olá!!! Meu nome é Alison Alys .Gostaria de expressar um pouco da minha Revolta!Desde que que o ENEM foi adotado como processo Seletivo nas Universidades Federais que essa novela não termina mais: é roubo ,é vazamento de prova ,etc! O Brasil o país que se diz ,ser de ”DEMOCRACIA” é democrático em algumas coisas e outras não!Quer um exemplo ?? Temos o Direito de votarmos mas, porque não temos o Direito de optar por votar e nesse caso de escolher O ESTILO DE PROCESSO SELETIVO que a sociedade deseja ,principalmente, os vestibulandos!Está na hora de Governo muda os seus conceitos!!! OBRIGADO!

  91. Alison Alys

    -

    23/12/2011 às 17:35

    Olá, Meu nome é Alison Alys. Onde vai parar o nosso Brasil ?ENEM o processo seletivo adotado por algumas Universidades brasileiras, que em seu slogan diz: O ENSAIO PARA VIDA! Onde entra a parte de ensaio para vida ? Ensaio de que ? De Injustiça ? Pois, é isso que o ENEM vem mostrando!Eu não culpo o estilo ENEM ,mas sim a maneira a forma como ele é aplicado e de quem administra!Temos que rever os fatos, ENEM que era para ser a porta de entrada na universidade na qual é para ser algo ”DEMOCRÁTICO” está se tornado algo ANTI-DEMOCRÁTICO em que vem injustiçando milhões de brasileiros!

  92. Anónimo

    -

    23/12/2011 às 16:40

    Olá!! Meu nome é Alison Alys. Queria poder falar que o Enem esse PROCESSO SELETIVO que diz ser, um ENSAIO PARA VIDA, está sendo a maior palhaçada em termo de vestibular que o nosso país já teve!!Preferia o tradicional vestibular o qual cada pessoa passava por mérito e não por sorte!!! Que país é esse diz ser de DEMOCRACIA o qual a sociedade em se não pode escolher o o PROCESSO SELETIVO que desejam!O ENEM foi algo implantado pelo o Governo em se quer foi pedido opnião pública e principalmente dos vestibulandos que são os mais prejudicados!Eu só pesso que Analise esse PROCESSO SELETIVO e reveja e mude ENQUANTO É CEDO,antes que isso não se torne uma ”BAIXARIA” !!

    OBRIGADOOOO!!!

  93. Carla K.

    -

    23/12/2011 às 16:24

    Isso é mto chato! Estou sem tirar férias faz 2 anos só estudando pra esse ENEM.Como pode eu estudar tanto tirar entre 900 e 950 nas redaçoes do colégio e no ENEM tirar 680???Tem colegas meus q NUNCA foram a um laboratorio de redação durante o ano todo e tiraram 960 pontos.Agora entendo pq vou perder mais 1 ano da minha vida! Não tive a GRANDE SORTE q eles tiveram de pegar alguem q apenas olhasse para minha redação e desse uma “boa nota”.A pessoa q fez isso só esqueceu que mudaria o rumo da minha vida e muitas outras pessoas q tambem estudaram mto.

  94. Davi Pinto

    -

    23/12/2011 às 6:04

    A melhor maneira seria voltar pro modo antigo de selecionar…Alunos despreparados estao entrando na universidade…. Isso eh uma megasena do seu futuro

  95. Marina c.

    -

    23/12/2011 às 3:01

    Ando muito mal por causa desse enem…além de estudar no colégio christus e passar por toda aquela pressão psicológica e acusações medíocres de pessoas que acabaram culpando os alunos, fui injustiçada com a correção da redação! como pode uma pessoa que não tirou uma nota menor que 920 nos laboratórios de reação, sempre recebendo elogios dos corretores e mensagens otimistas tirar 580 na redação do enem??fiz 160 questoes, 26 questoes a mais que ano passado(quando era treineira e tirei 850 na redação), tinha tudo pra passar…é frustrante saber que perdi um ano da minha vida por acreditar que minha aprovação dependeria do meu empenho, e não da sorte. A ficha não caiu…sinto-me mal pelo meu resultado e por ver tanta gente dedicada no meu colegio sem o que merecia, e por ver tantas outras que foram irresponsáveis o ano todo e que tiveram boas notas na redação. É realmente muito triste o que ocorre no Brasil.

  96. Zezinho

    -

    23/12/2011 às 1:46

    Eh isso msm! Eu não sou contra nem a favor, muito pelo contrário, eu fico eh puto cum esse negoço ae… como eh q pode eu, q sempre tirei 1000 na redação, ficar cum 820?? Tá errado!

  97. hilton

    -

    14/11/2011 às 11:32

    O ENEM é uma ótima ferramenta sim. Afinal, é com ela que milhares de alunos conseguem bolas de 50% e 100% em faculdades privadas. Entretanto, deveria ser levada mais a sério pelos organizadores. Pois por uma falha, muitos estudantes perdem a chance de entrar em uma faculdade.

  98. ana

    -

    24/03/2011 às 19:07

    eh mesmo muito ridiculo isso! o nosso sonho nas maos de uma pessoa que pode simplesmente joga-lo fora. por estar ou nao de bom humor.!!
    eu fiquei muito triste quando nao passei em medicina por causa da minha redaçao..!! NOssa eu so precisava ter tirada Um pouquinho a mais .. e mesmo assim a minha nota nao deveria ter sido 650 !! meu prof de redaçao disse que ela estava otima e que eu ganharia no minimo 800!
    ESse pais realmente nao vai pra frente desse jeito!

  99. Lima

    -

    24/01/2011 às 16:49

    Sou professor de Língua Portuguesa…

    Obtive 600 na redação. Onde está o erro? Em uma universidade que forma professores incompetentes ou na correção das redações do ENEM?
    O mais estranho é que ano retrasado obtive 850 em uma redação em que escrevi sem rascunho e em , mais ou menos, dez mínutos…
    Quousque tandem abutere, haddad, patientia nostra?

  100. Luana

    -

    24/01/2011 às 15:41

    Lamentável a ofensa gratuita a Chauí…
    Ela que é uma das maiores e melhores professoras de filisofia do país…
    Acredito que ela merece e tem que ser respeitada como tal.
    Fico triste com essa galera fica criticando por criticar somente…Lamentável de fato!

  101. Bia Rocha

    -

    23/01/2011 às 1:04

    Pois é, eu também fui mais uma prejudicada na média final por receber uma nota baixa na redação, muito destoante das minhas outras notas que foram de medias à boas notas no resto da prova. A nota que tirei na redação não condiz nem com as outras notas que obtive, nem com minha vida escolar, onde nunca recebi notas ruins em redação, pelo contrário, sempre consegui boas notas. Já escrevi para muitos jornais mas nenhum está fazendo reportagem sobre a correção das redações em geral, estão focando mais nas que foram anuladas. Sugeri que fosse feito um período de revisão das provas de redação para quem se sentiu injustiçado por suas notas antes do resultado final do Sisu ser feito, afinal, não consegui me inscrever em cursos que se obtivesse uma nota mais justa na redação, conseguiria me inscrever. E só depois da revisão e alteração das notas, que abrisse a inscrição do Sisu novamente para serem feitas as mudanças nas inscriçoes feitas ou seremf eitas aqueles que não tinham nem conseguido antes. Ou então anular a redação desta edição, e recalcularem as notas de todos sem a de redação. De um modo ou de outro pelo menos o governo mostraria sua tentativa de superar o erro cometido prejudicando milhares de estudantes revoltados e injustiçados com essas notas anormais das redações. Creio que seriam os meios mais justos de amparar mais este erro no ENEM deste ano, a correção injusta das redações que impedi muita gente que precisa de uma vaga em universidade pública conseguir se inscrever no SISU pela nota de redação acabar baixando muito a média final.

  102. Rafael Rodrigues

    -

    21/01/2011 às 23:45

    Nunca na minha vida eu tirei menos que 60% em redação. Nem nos 3 três ENEMs anteriores eu tirei menos que isso, mas nesse eu fui com 525.
    Pedi para uma professora minha de redação corrigir a minha prova discursiva logo depois que sai no 2º dia, e ela me disse que eu não deveria tirar menos que 600. E eu fui com 125 pontos a menos… Achei mega estranho, pq ela é uma das corretoras das provas do ENEM.

    Se eu tivesse tirado a minha devida nota, acima de 650, teria conseguido entrar no curso que eu quero tranquilamente. Mas com 525, não consigo nem para minha 5ª opção de curso.

    O pior de tudo é que se eu não tivesse conseguido por incapacidade minha, eu estaria triste, mas consciente. Mas quando cometem injustiças e vc de braços atados sem poder fazer nada, a gente não consegue ficar “em paz”.

    Sou patriota, mas o Brasil está me decepcionando a cada dia mais!

  103. Camila Carvalho

    -

    21/01/2011 às 20:47

    Quero um padrinho do ENEM. =(

  104. Maria Carvalho

    -

    21/01/2011 às 16:35

    Isso só confirma a incompetência da administração do PT. É mantendo o povo sem acesso a uma visão crítica e uma educação vergonhosa é que eles mantêm o curral eleitoreiro.

  105. Thaisa Maiaa

    -

    21/01/2011 às 14:53

    e presidente lula? o enem é o que mesmo? um sucesso? aaaah, da pra ver mesmo o seu “graaande sucesso”.
    a educação do brasil sabe quando vai melhorar? nunca.

  106. Lucio

    -

    20/01/2011 às 12:42

    Agora estou começando a entender o porquê de minha nota ser 625 na redação deste ano! Ano passado fiz uma redaçao pior e tirei mais nota, esse ano tive boas aulas, estudos e fiz uma excelente redação, que meu professor avalia nota acima de 850 no mínimo! O que leva o governo a crer que o sistema é bom, dizer que está tudo sob controle, que ninguém sairá prejudicado e continuar insistindo no erro? Toda essa teoria de que “os mais sortudos sobrevivem” se resume a falta de respeito com quem almeja uma vaga nas universidades.

  107. Raizza

    -

    20/01/2011 às 12:21

    Soube de pessoas que tiraram 1000 na redação, sendo que tiverão uma nota ridícula na prova. Será que são expert em redação?

  108. Elayne

    -

    20/01/2011 às 0:27

    Realmente há injustiça ! e essas pessoas que nao sabem corrigir acabam prejudicando quem acha que iria se dar melhor na redação,quem tava confiante..uma amiga minha fez 800 na redação sabendo ela q figiu do assunto falou do amor ao proximo e ainda conseguiu td isso , dá pra ver que por aqui na vai pra frente ;/

  109. Daniele

    -

    19/01/2011 às 22:32

    Eita que a redação foi realmente corrigida errada…
    fiz a redação nos últimos 12 minutos,
    fugia bastante do assunto
    foram apenas 7 linhas!!!!!!!!!!
    Consegui ainda 600 pontos???
    Nossa! Como pode isso?
    Muita sorte…
    achei injusto, mais, tudo bem, não vou reclamar!kkk
    Q sorte!

  110. W.F

    -

    19/01/2011 às 20:05

    O mais triste é saber que nada disso vai adiantar .. estamos no Brasil .. vai uma pizza aí?

  111. Pedro Soares

    -

    19/01/2011 às 10:34

    Ano passado, ainda estudante do ensino médio, fiz 925 na redação. Já esse ano, que estudei loucamente, fiz curso particular de redação, minha nota foi 625. Como explicar, será que fiquei mais burro. Ano passado minha nota dava para ter entrado em medicina, já em 2011 não. Por favor sr Reinaldo, o senhor que tem o poder da comunicação e representatividade perante a imprensa, peça para a nova presidente do INEP acabar com o TRI e modificar o critério da redação. ESTOU DEPRIMIDO, acredito o senhor , ESTOU DEPRIMIDO.

  112. laise

    -

    19/01/2011 às 10:31

    é verdade, passei todo o ano estundando e fasendo redação pra chegar no fim e tirar uma nota de 575, por que um cara acho ue não tava boa, e os outros…?

  113. Marcos R Silva

    -

    19/01/2011 às 10:18

    Sr Reinaldo, antemão fico agradecido pela abertura deste espaço de críticas sobre a “maravilhosa” correção do ENEM. Mas o que me pergunto, todos esses comentários serão levados até quem: chegarão ao Haddad, ou apenas ficarão expostos como desabafos de alunos que foram realmente injustiçados. Ou então serão tidos como meras reclamações por aqueles que foram premiados com notas 1000 em redação. Exemplificando: ano passado do total de redações corrigidas pela FUVEST apenas 53 obtiveram nota máxima…..Já no ENEM choveram notas 1000.
    Ficaria satisfeito se o senhor ao menos me enviasse um e-mail de resposta. Quero ver sua ação… E quanto ao TRI, ano passado fiz 139 pontos, esse ano 153 e minha nota foi menor????

  114. Antonio

    -

    19/01/2011 às 10:02

    Realmente, eu fiz uma redação horrível, escrevi pouco e em pouco tempo sem pensar muito (pois estava usando o enem mais como forma de acesso à unifesp, que não usa a nota da redação) e acabei tirando 900, achei ridiculo mesmo como pode o pessoal que se esforçou e pensou no que tava escrevendo tirar 200, 300 a menos que eu que fiz tudo na pressa e mal fiz o número mínimo de linhas. A falta de critérios de correção é realmente um problema muito grave do enem, o exame não está sendo levado à sério.

  115. luana

    -

    19/01/2011 às 4:43

    É um absurdo isso pelo qual nos estudantes temos que passar. fica o dia todo esperando que alguma hora o sisu resolva funciona e isso quando ele não troca as informações. E quanto a redação conheço uma amiga que fez o enem porque foi obrigada pela mãe e fez de qualquer jeito a redação, escreveu 12 linhas e tirou uma nota altissima…até quando nos teremos que passar por isso. Pô dá um tempo mec, Haddad é injusto se matar de estudar e no final depender da sorte que um bom corretor pegue seu texto.

  116. Rodrigo

    -

    19/01/2011 às 3:13

    Tem algo errado, resolvi procurar e acabei encontrando aqui o que eu já desconfiava, minha redação que valeria no mínimo 7, acabou tendo uma nota de 550, e minha irmã também tirou 550, isto é muito estranho, porque não havia possibilidade de ficar com menos de 600 e olha que eu achava que iria tirar mais de 700…

  117. roberta

    -

    19/01/2011 às 2:25

    Básico: os corretores ganham por redação que corrigem..
    O que incentiva que eles sejam bastante apressados, para tirarem uma graninha melhor no final do processo seletivo!

    Além disso, há a tranqulidade de não haver o pedido de evisão.. a nota atribuida tem que ser aceita pelo candidato..

    E ainda mais, pois a redação só passa por um terceiro corretor se a discrepancia for maior que 500, eu disse quinhentos, pontos. Ou seja, se um corretor der 1000 e o outro, 500, isso é visto como normal pelo inep.

  118. Carmen

    -

    18/01/2011 às 23:48

    Não considero o ENEM uma bobagem e acredito na importância de uma crítica severa e transparente desta avaliação, como forma e estratégia de aperfeiçoamento da mesma. Entretanto, considero improdutivo a continuidade de comentários sobre um relato de um “sujeito não identificado”, ocorrido em 2010!(Topo da Página / abaixo do título: 01/02/2010 às 15:16)
    Talvez fosse mais interessante discutirmos, por exemplo, fatos mais recentes com foco no modelo de avaliação. Ou mesmo, a suposta avaliação baseada em habilidades e competências do ENEM e o que se pratica nas escolas. O que é tendência e o que real…

  119. Eliane

    -

    18/01/2011 às 23:27

    Gente, ninguém percebeu que essa coluna é datada de 01/02/2010
    às 15:16? Ou seja, se no ano passado ocorreu isso e o ENEM continuou válido, em 2011 nao será diferente. O descaso com nós, estudantes, permanecerá o mesmo a fim de compensar o nível do ensino em nosso país. Acredito que o correto seria uma anulação ou ,no mínimo, suspensão deste ENEM para verificar tantos problemas e denúncias. Porém, como muitos brasileiros, já não acredito que nossos representantes políticos tenham a dignidade de assumir um erro tão grotesco, portanto, apenas lamento por mim e tantos outros prejudicados.

  120. Bruno

    -

    18/01/2011 às 23:17

    Verônica, valeu pela contribuição para o blog, seu comentário contribue e muito[ironia]. Somos formadores de opiniões e toda critica é bem vinda.

  121. Alisson

    -

    18/01/2011 às 23:11

    Sinceramente fico impressionado ao ver uma prova como essa de nível nacional causar tantos problemas a estudantes como eu que depende do poder público pra conseguir uma universidade.
    Se continuar dessa forma,a educação de muitos fica comprometida.

  122. Rafael de Jesus

    -

    18/01/2011 às 23:04

    Uma coisa é fato – Vai acabar em Pizza!

  123. Rafael Fernando

    -

    18/01/2011 às 22:54

    O SISU é uma CAIXA-PRETA:
    Para entender o esquema a redação do enem e corrigida por dois avaliadores, em caso de discrepância de 500 pontos (em uma escala que vai até 1000) e chamado um terceiro corretor. Um Ótimo aluno que seja pontuado por um corretor com 900 pontos, pode ser pontuado por outro com apenas 450 pontos, nesse caso não é chamado a uma terceira análise pois a diferença 900-450 não chegou aos 500 pontos, assim esse aluno terá a nota média de 675 pontos. Essa diferença faz com que um candidato que poderia ser aprovado para o curso de medicina, acabar não sendo aprovado em nenhum faculdade. Além disso não é permitido conferir o peso das questões depois da apuração estatística da notas (qual acerto vale mais, qual vale menos e principalmente quanto vale), tabém não é permitido acesso a correção da redação. ABSURDO!!!

  124. Ezequiel

    -

    18/01/2011 às 22:23

    Admito que sou uma das muitas pessoas que não buscam estar interado com assuntos tão importantes como a educação no Brasil, mas nunca imaginei que o ENEM fosse tratado dessa maneira.

  125. Verônica

    -

    18/01/2011 às 22:21

    Bruno, realmente estou impressionada com o seu “imprecionado” e sua capacidade de tirar 8,7 na UFRJ. Talvez, os corretores do ENEM passaram por um momento de lucidez ao corrigir sua redação, o que define sua nota.

  126. Ana Carolina

    -

    18/01/2011 às 22:05

    Não há palavras para explicar a minha indignação perante ao ENEM. Depois de realizar 8 provas de redação de outros vestibulares com sucesso, fiquei extremamente frustrada quando vi a nota da minha redação, senti que fui claramente negligenciada por esses erros citados na matéria.

  127. Bruno

    -

    18/01/2011 às 21:32

    É uma questão de revolta mesmo Reinaldo e sinto-me prejudicado. A minha nota da redação foi horrivel, para quem tira 8,7 na UFRJ, é de ficar imprecionado. Todo ano é a mesma ladainha do Haddad. Será que poderemos confiar no enem daqui pra frente? prefiro ser pessimista e realista do que ter o otimismo do nosso ex presidente. Uma solução um pouco cabível seria colocar as redações comentadas para todos, é o que alguns estudantes relatam no orkut. Que situação…

  128. Thais Helena

    -

    18/01/2011 às 21:15

    Eu não entendo como recebi uma nota de 825. Durante todo ano, li a recomendações para a prova e estudei redações especificamente para o exame. Mostrei a redação a meu professor, sendo que ele garantiu que a nota seria superior ao ano anterior – quando tirei 900. Tive uma surpresa ao ver a nota, mas não ao perceber que a injustiça pleiteia sobre esse sistema pífio de seleção. É isso que querem? Os mais “sortudos” nas universidades? Não tenho dúvidas que sim, já que assim on ingressos da universidade, tornariam-se a elite, ignorante e imutável. Isso não pode ficar assim!

  129. Eduardo

    -

    18/01/2011 às 20:58

    Realmente, esse sistema é de fato desorganizado e injusto. Nós estudantes temos que contar com a sorte neste ano de 2011. Sabendo escrever ou não, TODOS, merecem uma correção justa e rigorosa para que possamos saber realmente a nossa nota merecida.

  130. mirela

    -

    18/01/2011 às 20:57

    vi o texto do enem d um colega meu e o texto era totalmente desconexo e com erros do tipo : ” a gnt somos “;ele tirou 700 pontos na redação.

    meu texto estava mto mais bem escrito e minha nota foi menor q a dele.

    como dito pelo entrevistado,é presico ter sorte e não competência !

    é um absurdo !

  131. Daniele

    -

    18/01/2011 às 20:54

    Entendo com a revolta de muita gente,mas essa história de que o tema tenha vazado,é invenção por ambos que foram mal no enem,daí pra conseguirem uma nova chance,fazem protesto,estou revoltada tmb,espero que todos entrem nas faculdades que lhe pretendem e assim tá feito o negócio já..hasduhdasuhuhdashudsuha

  132. Camila

    -

    18/01/2011 às 20:11

    Quantas falhas ainda teram que ocorrer pra eles verem que o Enem não tem condições nenhuma de avaliar um candidato pra uma instituição federal!! Está é uma prova de resistência,e não de conhecimento, passar dois dias respondendo questões gigantescas, 180 questões é muita coisa, mais uma redação que não se sabe ao certo como é corrigida!! Sem contar o estresse todo enfrentado depois pra conseguir se inscrever no sisu e mais os erros no gabarito nas provas amarelas, o tema da redação ter vazado e vários outros que podem ter acontecido e não tivemos conhecimento!! Enfim não dá pra confiar nehum pouco, o vestibular comum deve voltar, quem sabe daqui uns tempos se eles estruturarem bem essa idéia de Enem como forma de ingresso único para as universidades, ai sim eles podem voltar a aplica-lo!!

  133. Adriano

    -

    18/01/2011 às 20:04

    Fiz a prova de brincadeira só para testar os conhecimentos, porém gastei todo meu tempo na prova e não me preocupei com a redação. Para não deixar em Branco, “psicografei” a redação em 7 minutos! e o incrível é que tirei 7, isso é rídiculo!

    Quando fiz vestibular devo ter tirado essa nota, porém gastei quase 2 horas elaborando a redação.

  134. Raíssa Albuquerque

    -

    18/01/2011 às 19:50

    Isso deve explicar o fato de eu ter tirado 550 com uma redação que era no mínimo boa e valia pelo menos um 800.

  135. Jonas

    -

    18/01/2011 às 19:36

    Medida inovadora q vai dar certo a longo prazo é o caralho.
    Isso tem que acabar agora e pra já!!!
    As universidades que se presam, q aindam querem ser reconhecidas pela sua credibilidade não podem mais aceitar ENEM e SISU para os próximos anos.
    O vestibular tradicional aplicado pelas instituições tem que voltar. As vagas para os cotistas permanecem e o estilo da prova pode até mudar sendo interdiciplinar como é de tendencia, mas com etapa objetiva e discurssiva.
    E é claro esquecerem de uma vez por todas ENEM e SISU.

  136. J. F

    -

    18/01/2011 às 19:36

    Minha nota de Redação foi 775. Embora tenha feito uma redação pífia e vergonhosa.

  137. Camila Penteado

    -

    18/01/2011 às 19:31

    Realmente os critérios da redação estão muito confusos. Mas eu vou além, se hoje de manhã tantas pessoas, assim como eu, conseguiam entrar na conta de outras no Sisu, porque as notas das redações não estariam trocadas? Pois conversando com várias pessoas, descobri que muitas mesmo com notas altas, ficaram assustadas pois sabiam que a redação não tinham aquele valor. Mas quem saiu prejudicado foi quem realmente se esforçou por uma nota boa, e sabe que a merecia. Concordo com um comentário aqui de que as notas estão sendo sorteadas, não concordo com a minha nota, nem com a de muitas pessoas.

  138. wesllen

    -

    18/01/2011 às 19:28

    não concordo com sua opnião em parte.
    é querer tampar sol com a peneira, há pessoas que não sabe fazer uma redação, e você como professor de portuguÊs sabe disso, os alunos hoje em dia são muito preguiçosos e pouco informados, mal sabe de sua lingua matriz, eles dizem não preciso disso nas aulas.
    não queram só colocar culpa no concurso.

  139. Tomás

    -

    18/01/2011 às 19:27

    Realmente há mtos erros no processo ainda. Mas creditar apenas os erros ao ministro é equivocado. Foi tentada uma medida inovadara para os padrões brasileiros, que a longo prazo tende a dar certo porem, como é normal, enfrenta problemas no início. O que deveria acontecer agora seria uma maior transparência e uma forma de minimizar os erros.

  140. RDD2

    -

    18/01/2011 às 19:15

    POR ISSO VEIO 725 NA MINHA REDAÇÃO.
    MINHA REDAÇÃO FOI UMA MERDA,CLARO, COMO EU PODERIA FAZER ALGUMA REDAÇÃO DE QUALIDADE COM 15 MINUTOS PARA O FIM DA PROVA, PQ A PROVA DO ENEM É RIDÍCULA, NÃO MEDE CONHECIMENTE E SIM SUA RESISTÊNCIA FÍSICA, PROPORCIONANDO CHUTES PARA TODOS OS LAGOS. ENEM É UMA PROVA PARA CHUTADORES.
    PELO AMOR DE DEUS, AS UNIVERSIDADES E INSTITUIÇÕES QUE PRESAM POR CREDIBILIDADE NÃO PODEM ADOTAR MAIS ENEM E SISU A PARTIR DO PRÓXIMO ANO. NO MÁXIMO 10% DA PONTUAÇÃO PARA ACESSO A UNIVERSIDADE, ISSO SE CHORAREM, PQ NA VERDADE ENEM E SISU DEVERIAM SER ANIQUILADOS.
    ENEM NÃO MEDE E NUNCA MEDIRÁ CONHECIMENTO DE NINGUÉM

  141. Frederico Kouij

    -

    18/01/2011 às 19:12

    O pior é ver isso todo ocorrer denovo. Estamos criando uma corrente no orkut. Entre na maior comunidade do ENEM e procure pelo tópico “REDAÇÃO – REPRESENTAÇÃO NO MINISTÉRIO PÚBLICO”. Estudantes se unindo para peticionar no MPF.

  142. val

    -

    18/01/2011 às 19:10

    isso não é justo que feio

  143. Mah

    -

    18/01/2011 às 19:09

    Sinceramente,só sinto vergonha desse sistema de correção..nem ao menos nos informaram quais os critérios que utilizaram.Revisão ou anulação das redações,única forma de fazer justiça.

  144. Camila

    -

    18/01/2011 às 19:06

    Então pode-se dizer que eu fui uma candidata de sorte, tirei 800 na redação eu nem esperava tanto…

  145. anny

    -

    18/01/2011 às 18:54

    muita sacanagem mesmo, tirei 500 na redação e ano passado 750 sendo que fiz extensivo e sempre me esforçei nas minhas redações, IMPOSSIVEL eu ter tirado tão abaixo assim, fiquei com 50,5 de nota e nao da pra pegar nenhum curso na UTFPR, é uma brincadeira o que estão fazendo, melhor rever isso dai!

  146. Arthur

    -

    18/01/2011 às 16:43

    Desconfiei que a nota estaria errada! Passei um ano inteiro estudando e treinando fazendo redações.. e corrigindo com mais de 4 professores com 3 que já tinham corrigido provas para o ENEM.. tirando em média 950 nas redações.. quando olho minha nota na prova de redação do ENEM 2010: 450. Como pode!? Acredito também que haja erros nas correções das outras provas! Minha nota em Códigos e Linguagens foi 769, mas eu acertei 41 questões da prova! Como faço 90% da prova e tiro uma nota assim!? Não dá pra acreditar!

  147. Junior

    -

    18/01/2011 às 14:31

    Bem vindos ao Brasil ; terra da injustiça e impunidade !

  148. César

    -

    18/01/2011 às 14:24

    Logo vi que minha nota da redação estava errada, meu amigo fez uma redação em forma de poesia cheia de gírias e tirou 925 agora eu que fiz uma redação segundo a norma padrão e dentro do tema tirei 550, achei uma tremenda injustiça!

  149. César

    -

    18/01/2011 às 14:24

    Logo vi que minha nota da redação estava errada, meu amigo fez uma redação em forma de poesia cheia de gírias e tirou 925 agora eu que fiz uma redação segundo a norma padrão e dentro do tema tirei 550, achei uma tremenda injustiça!

  150. Caroline

    -

    18/01/2011 às 13:36

    Eu percebi que as notas deviam estar sendo no mínimo sorteadas quando recebi a minha! Nota baixíssima que simplesmente acaba com minhas chances de entrar em qualquer curso que eu deseje. Aqui você só fala da redação, mas acredito que deva haver irregularidades também na correção dos itens objetivos. Eu não sei como eles conseguem… Ano passado fiz o enem e acertei 30 questões em linguagens, nota final 730, esse ano fiz o enem e acertei um total de 40 questões (contando com Lingua estrangeira), nota final 725. vale lembrar que o total de questões desse disciplina é 45, e eu fico me perguntando: Como que eu acerto mais de 80% da prova e recebo essa nota?

  151. Artur

    -

    18/01/2011 às 10:56

    Tantos anos de estudo, tantas questões que fiz e não adiantou de nada com essa correção a critério de sorte… estou para perder uma vaga no SiSU por conta da redação. Confesso que não entendi mesmo minha nota de redação: no enem 2009, fiz como treineiro e tirei 675. Com um ano estudando redação para enem, praticando e corrigindo bastante, cheguei uma semana antes do enem tranquilo porque estava indo muito bem nas redações e nas notas. De repente, recebi 500. Como pode? Um ano estudando redação para enem serviu para diminuir minha nota?

  152. ivonete

    -

    17/01/2011 às 22:38

    Sou mãe de uma injustçado que ficou um ano inteiro fazendo curcinho para medicina e semplesmnte,pegou a maldita prova amarela sei que ele se esforçou hoje vejo meu filho deprimido, ja tentei saber o que aconteceu o que escuto no telefone que estão ocupados tente mais tarde,isso é uma vergonha será que um pai tem que ver o seu filho passar porum vechame destee ficar impotente,memandaram um email com o cpf do meu filho e o nome de outra pessoa,mas que imcopetencia é esta e temos que engolir que pessos que nem freguntara o ensino médio vão poder se inscrever e talvez fazer uma faculdade e ai futros proficionais e se bobear ser´um médico ,estão medindo conhecimento ou fazendo sorteio,e estes são os governates que colocamos para nos proteger estou endiguinada,e sei que nada posso fazer pois somos considerados um nada,não tive nem o direito de saber se meu filho zerou a redação,o meu coraçao levou uma facada .

  153. edina

    -

    17/01/2011 às 21:51

    Mantive contato com um menino de 15 anos que fez o enem por treineiro e ele me contava que no dia da redaçao nao estava afim de ir e como os pais queria foi fazer a prova.. o mesmo nao queria fazer a redaçao e copiou um dos textos de apoio, o que segundo as regras estabelecidas zeraria a redaçao.. para a surpresa dele sua nota final de redaçao foi de 850, uma totl vergonha… corretores irresponsáveias, mas nao mais que os proprios cordenadores do ENEM, uma verdadeira vergonha nacional..

    parabéns pela mtéria, é disso que os jovens precisam pessoas que denunciem, ja que os mesmos nao possuem voz de opiião, a nao ser no periodo eleitoral quando os politicos dizem votem em mim e eles responde sim!

  154. Claudia Regina da Silva

    -

    17/01/2011 às 20:24

    Enfim, parece que vem a público injustiças que sofremos desde o ano passado. Sou professora de Produção de Texto e sofro ao ver excelentes alunos sendo privados de suas vagas por terem notas baixas em redação,e ,outros analfabetos funcionais com notas altíssimas. Sinto que um trabalho de um ano é jogado no lixo da incompetência de um sistema comprovadamente falido! Pelo fim do Enem, já!

  155. andreza diogenes

    -

    17/01/2011 às 18:28

    qual foi a democretização desse enem? acho que eles fizeram GLOBALIZAÇÃO, provas corrigidas pelo computador! sem nenhum metodo discutido, analisado. Você pode sim ter tido a tua prova corrigida por um professor, ou filho, esposa, tia, sobrinha do professor. ¬¬ È triste ter que estudar, perder noites de sono, devorar livros, tirar excelentes notas em varias arias de conhecimento e precisar somente de sorte para pegar um corretor que teja de bom humor!. SALVE, SALVE BRASIL* !

  156. Luísa Viana Albino

    -

    17/01/2011 às 16:27

    A cada ano me decepciona mais com o ENEM.
    Não só eu,mas vários alunos estão suspresos com suas notas.Venho relatar minha indignação quanto a minha nota de Redação.Visto que nos ano anterio obtive um boa nota,este ano minha redaçao foi anulada!Por esse motivo é impossível me inscrever no SiSU.Já tentei entrar em contado pelo 0800 616161 ,mas não tem atendentes disponíveis para ouvir minha reclamação.Sonhos,fututo e carreira estão sendo destruidos pela falta de competência deste sistema de avaliação!Espero que o INEP solucione este problema,já que grande parte dos inscritos estão tendo problema com suas notas.Agradeço

  157. Anônimo

    -

    17/01/2011 às 15:34

    Assim como mais de 500 alunos (até este dado momento, também fiquei amplamente decepcionado com a minha nota da redação. Evidente que poderia ser pior, uma vez que provas foram anuladas e os alunos afirmam ter assinado o cartão de resposta e preenchido a cor corretamente. De qualquer forma, tenho certeza que a nota que obtive na minha redação não corresponde com o meu texto, desde sempre escrevi bons textos, até entrevista para jornal já redigi e não tive UMA VÍRGULA modificada. No ANO PASSADO, minha nota da redação do ENEM foi 745, não foi uma nota excelente, mas eu já esperava, porque escrevi ela em 20 minutos, não fiz rascunho e entreguei com rasuras. ESTE ANO, dediquei uma hora para o texto, apresentei a ação social para corrigir o problema do ‘trabalho escravo’, fiz a estrutura correta, até pingo no “I” me atentei, li e reli inúmeras vezes e mesmo assim minha nota foi a menor das 5 notas que o boletim descreve.
    Eu já sabia do método aplicado na correção das redações, eles escolhem alguém que possue nível superior e este corrige em sua casa, pelo computador. Minha redação pode ter sido corrigida por um professor do PARÁ e outro de MINAS GERAIS, por exemplo, ou pode ter sido corrigida pelo filho,ou amigo, ou tio, tia, desse professor,já que como é no âmbito do lar e via INTERNET, não há possibilidade de saber QUEM FOI DE FATO O CORRETOR.
    EU FICO INDIGNADO com a falta de consideração com os estudantes neste país.

  158. Mônica V.S.C

    -

    17/01/2011 às 11:10

    Cada ano fico mais desepicionada com a falta de respeitos pelos nosso filhos, que precisa entra em uma universidade e este gov. que ganha tanto p/nada.Coloca funcionarios incapacitado de até corrijir um prova de redação pois a maior pate não sabe o que é isso.
    Tenho uma sobrinha afilhada, que desde o ano passado está sendo prejudicada com a nota do ENEM principal na REDAÇÃO, mais uma vez, uma menina que sempre em redação tira a mior nota que todos, tem prova em lingua portugesa gabarita com pode tirar nota igual ou ate menos que seus colegas que são fraco nesta matéria, aí esta o X da questão, tem alguma cousa erada que eu não consigo compriender. gostaria que voces podese nos ajudar porque ela vai ficar prejudicada no vestibular mis uma vez.Se tem alguma pessoa que passa me ajudar ou orientar que caminha tevo tomar, favor entre contato pois ela não pode perder mai um ano por falta de responsabilidade deste cartel que transformou o Emen no Brasil. O meu muito Obrigado se tiver alguem para me ajudar.

  159. Tiago

    -

    17/01/2011 às 0:39

    Palhaçada. Não tem palavra melhor que defina o real perfil do ENEM.
    Ano passado consegui 706 pontos de média, e como estava no segundo ano do ensino médio, não pude me matricular no curso que passei (Engenharia Elétrica – UTFPR 2º semestre campus Curitiba). A nota de corte na ocasião foi de 699,98 e eu fiquei em 9º lugar.
    Esse ano, mesmo conseguindo incriveis 959.1 pontos em matemática, obtive 692,18 pontos de média. Culpa de quem? Da redação. Tirei 500,0 pontos esse ano na redação, 150 a menos que no ano passado. Por mais que tenha passado um ano inteiro estudando muito, minha nota em 2 das 4 áreas de conhecimento também reduziram, mesmo acertando um número maior de questões em 2010 comparando com 2009.
    Voltando a redação, escrevi dezenas de redações esse ano no colégio, minha nota sempre ficou entre 70% e 100%. Na PUC-PR consegui 8 valendo 10, na UEPG 620 valendo 670 (92%). Antes de fazer a redação no dia devido, eu escrevi as cinco competências exigidas dos estudantes e tomei o cuidado necessário para responder aos cinco quesitos.
    Resumindo: ANO PASSADO EU ESTAVA PREPARADO PARA INGRESSAR NO CURSO POR MIM DESEJADO, JÁ ESSE ANO…
    Palhaçada.

  160. Jéssica A. P.

    -

    16/01/2011 às 15:30

    Quantos alunos ainda serão prejudicados? Porque o ENEM apresenta tantas falhas? Algumas perguntas deixam qualquer vestibulando intrigado. Os erros potencializam a cada nova publicação. Como se já não bastasse os gabaritos trocados, as suspeitas de “vazamento” do tema da redação, provas amarelas impressas inadequadamente agora as redações. Que critérios foras estabelecidos? Ou melhor, existem critérios?
    Tenho 19 anos. Sou estudante e venho durante todo o ano de 2010 preparando-me para conquistar uma vaga em uma Universidade Federal. Em Julho de 2010 passei na UFOP (Universidade Federal de Ouro Preto) para o curso de Engenhari Metalúrgica com uma excelente redação. Em 2009 também fiz a prova do ENEM ficando entre os 1,1% dos alunos com maior nota na redação. Conquistei um belo 925.
    O fato é, sempre tirei boas notas em redação e agora, com imensa decepção surpreendo-me com um 675. Nota esta que me eliminou do vestibular da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais.)
    Em suma, sinto-me extremamente prejudicada e na obrigação de exigir que correções sejam feitas. O sistema Educacional não pode continuar assim. Até quando ou ainda quantos mais ainda serão injustiçados? Algo precisa ser feito. Pô MEC, dá um tempo.

  161. marcelo lima

    -

    16/01/2011 às 15:11

    na prova do enem tirei acima de 400 em todas as materias, e na redaçao eu tirei 475 sera que consigo o sertificado do segundo grau? preciso de resposta urgente, desde já grato.

  162. tatii

    -

    16/01/2011 às 13:19

    Sou do Rio de janeiro, estudante (vestibulanda) e é o segundo ano que eu presto vestibular para Direito, e passo por esse sistema de seleção caótico do Enem. Tentarei ser breve na qualificação dado por mim a esse sistema, chamo-o de caótico por ser um sistema que não inspira segurança e confiança aos estudantes que por ele passam. Não sei como é feita a correção, os critérios que eles utilizam, não tenho meios de pedir uma revisão e vista de redação, entre outras coisas, que são comuns a diversos concursos estaduais, quanto mais a nível nacional. Ignorar a possibilidade de que há erros no sistema, é o mesmo que dizer que esse é infalível e que não é feito por homens. Várias reclamações estão chegando à redação de diversos sites: redações anuladas, provas sem pontuação, ausência de estudantes que estavam presentes! Sinceramente, batalhei durante esse ano, assim como muitos, para minha redação vir com uma nota que não considero adequada, já que segui o padrão de uma boa redação e sinto-me imensamente frustrada por ter que aceitá-la sem poder, no mínimo, contestar e pedir uma revisão. Sei que esse sistema está passando por aperfeiçoamentos, mas considero injusto, nós sermos feitos de COBAIAS. Gostaria que o sr. sugerisse a redação da revista uma matéria mais abrangente. A sociedade precisa tomar conhecimento desse problema. Grata

  163. Gabriel Vidal Gaspar

    -

    16/01/2011 às 11:33

    Eu também fui injustiçado neste ENEM, principalmente na prova de redação. Ao sair da prova, levei minha redação para várias professoras corrigirem( transcrevi-a várias vezes), e todas me deram mais de 940 pontos.No entanto, minha nota real fui um poco mais de 700. Sei da competência de minhas professoras, então, há algo errado com o ENEM mesmo.

  164. José Roberto de Toledo

    -

    16/01/2011 às 11:30

    Olá;

    Parece loucura, mas passei em Engenharia no concorrido vestibular 2010/2011 da UFPR e não vou poder fazer minha matrícula.
    Anularam minha redação do Enem, me tirando a possibilidade de receber o “Certificado de Conclusão de Ensino Médio” oferecido pelo inep.
    Sou auto-didata não por opção mas por necessidade. Não pude frequentar sala de aula por ser um estudante carente.
    Tenho excelentes médias neste Enem , bem acima dos 400 pontos requeridos para este certificado.
    Teria que ter mais de 500 pontos na redação também.
    Sempre fui muito bem em redação. E esta que fiz no teste do Enem, ficou ótima.
    Mas ela foi anulada ! E porque foi anulada ?
    Porque escrevi 3 letras de uma palavra além do limite da folha de redação, ao final de apenas uma das 20 linhas de minha dissertação.
    Deveria ter feito a divisão silábica, não fiz. Estava estressado e exausto por cinco horas ininterruptas de prova.
    Por causa destas três letras não poderei cursar Engenharia na UFPR.
    Parece ser uma regra do Enem onde o texto não pode ultrapassar o finalzinho da linha na folha de redação, sob pena de anulação.
    Anulação sim ! Mas de um sonho… Injustificável !
    Três letras que fazem com que todo o esforço de vários anos de estudo determinem o destino deste estudante que vos escreve.
    Que injustiça amigos. E este Enem está longe de ser justo.
    O que será que o Lula diria desta história ? E a Dilma ?
    Espero que esta história chegue a todo Brasil.

    Obrigado por terem lido este desabafo.

    José Roberto de Toledo
    36 anos, Curitiba, PR

  165. Augusto de Castro

    -

    16/01/2011 às 0:27

    deram uma nota boa na redaçao pra quem foi mal nas provas objetivas e uma nota ruim pra quem foi bem nas objetivas.
    ajudaram quem foi mal e prejudicaram quem foi bem.
    como que pode uma coisa dessa?
    ano passado tirei 800 na redaçao e esse ano 600.
    nao foi só eu, a maioria dos meus amigos tiraram 600, q mostra q a nota foi dada aleatoriamente. na sorte.

  166. Estudante

    -

    16/01/2011 às 0:16

    Fiz uma boa redação, atendi às exigências do texto base, boa ortografia, argumentação e a minha nota foi 675. Estou me sentindo extremamente lesado, a vida toda me esforcei, tirei boas notas, tive bom comportamento e não é justo que por irresponsabilidade de outro eu me prejudique. Em 2009 fiz o Enem e obtive 825! SERÁ QUE EU ESQUECI COMO SE FAZ UMA REDAÇÃO? Obrigado por postar sobre esse tema e não desista de nós estudantes, continue falando sobre isto. DEIXE QUE SUA VOZ FALE POR NÓS! :( :(:(:(:(

  167. Fernanda Cotrim Stefanelli

    -

    15/01/2011 às 22:19

    Fui injustiçada com essa prova. Me esforcei ao maximo pra aguentar fazer toda a prova, acertei 160 questoes das 180. Na prova de ciencias humanas, acertei 44 de 45 questoes.. quando fui ver o resultado final, deu que eu fiz 78% da prova. Como o TRI pode baixar minha média assim? Com relação à proca de codigos, foi minha pior nota: 82%. Ainda assim, o TRI conseguiu joga-la a miseros 67%. Esse sistema é confiável mesmo?

  168. Bernardo Sanches

    -

    15/01/2011 às 22:11

    Caro Sr. Reinaldo,

    Considere esse apelo de mais um estudante que foi extremamente prejudicado pela má correção do ENEM. Acredito que a revista VEJA é uma das poucas instituições de imprensa que fazem uma oposição racional ao governo petista. A mutilação causada por essa correção foi muito grande para ser silenciada pelo governo. Gostaria que o sr. sugerisse a redação da revista uma matéria mais abrangente. A sociedade precisa tomar conhecimento desse problema. Grato.

  169. Brenda

    -

    15/01/2011 às 21:46

    O Enem tem essa sucessão de erros,ano após ano,e enquanto o MEC rebate as acusações com respostas prontas e sem admitir seus erros,os alunos sempre saem prejudicados.
    Fazer o Enem se tornou uma questão que depende mais de sorte do que de esforço e estudo.
    É triste constatar que o Ministério da Educação não se importa com quantas vidas e sonhos são afetados por causa da sua negligência.

  170. Denis

    -

    15/01/2011 às 18:56

    Esse ano não fui tão prejudicado, esperava uma nota maior na redação, mas não tão maior assim..
    ano passado, porém, obtive nota 700 ou mais em todas matérias, porém em redação levei um 375 que aniquilava qualquer chance de ingresso na faculdade que queria..
    e esse ano, vejo colegas que estudaram o ano inteiro sendo prejudicados por professores incompetentes e filhos da puta, obrigado por divulgar esse texto.

  171. Bárbara

    -

    15/01/2011 às 17:24

    4,6 milhões de estudantes prestaram o ENEM. Cada prova é corrigida por no mínimo dois corretores. Então seriam 9,2 milhões “leituras” de redação. Do dia do exame até o dia de liberação das notas passaram 65 dias. 9,2milhões/65dias = 141538 leituras de redação por dia!! Alguém tem a ilusão de que essas redações foram corrigidas? Imagine o número de professores competentes necessários para isso…e imagine o gasto que o governo teria…Basta pensar um pouco. Redação do ENEM é sorte.

  172. Anônimo

    -

    15/01/2011 às 17:14

    LOL!!!!

  173. Renne

    -

    15/01/2011 às 17:09

    Tem muita gente reclamando das notas da Redação. pq pelo visto existe uma simetria nas notas. muitos 450 notas de pessoas que sabem que sua notas sao maiores que isso e outros com redações absurdas, e com nota alta. acho que deverá abri um link pra revisar as provas.

  174. Ronalde

    -

    15/01/2011 às 16:59

    ABAIXO-ASSINADO solicitando mudanças no processo de Correção. Por favor, leiam, assinem e divulguem. Vamos acabar com esses ABSURDOS na Educação do BRasil:

    http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/7966

  175. Justiceiro

    -

    15/01/2011 às 15:54

    Isto está sendo amplamente debatido nesta comunidade:
    http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=110393018
    relatem o que ocorreu com você e quais providências vocês estão tomando, já há diversas sugestões de providências a serem tomadas.
    Reajam!

  176. Igor Giuberti

    -

    15/01/2011 às 15:32

    DIVULGUEM!
    http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/7966
    nao adianta só assinar, tem que divulgar e convencer a galera que a nossa causa é séria!

  177. André Sales

    -

    15/01/2011 às 15:31

    realmente esse ENEM é uma bagunça…
    Às vezes penso que o TRI (teoria de resposta ao item) é somente uma forma de acobertar ainda mais as injustiças!
    Eles dizem que cada questão tem um valor… e só!
    Não dão nenhum outro tipo de esclaricimento, não divulgam quanto vale cada questão (que seria o correto).
    Sem falar da redação…

    É preciso ter respeito com o futuro do Brasil!

  178. Igor Giuberti

    -

    15/01/2011 às 15:31

    Minha redação foi considerada referência e os senhores corretores do ENEM me deram 450, aniquilaram minhas chances! Se eu faço tudo certo e o MEC não me dá valor… o que eu posso fazer? Lutar contra esse absurdo!
    ESTUDANTES, A UNIÃO É A ÚNICA SOLUÇÃO!

  179. Igor Giuberti

    -

    15/01/2011 às 15:28

    Tambem fui MUITO prejudicado pelo TRI, mas é praticamente impossível de reverter essa situação. Com a injustiça nas redações minhas chances de iniciar meu curso caíram ainda mais! Isso é uma vergonha e não vou me calar até ver justiça ou abandonar o país.

  180. Marci da Paz

    -

    15/01/2011 às 15:25

    Resumindo nós alunos ñ deviamos ter estudado e sim levado nossos patuás pra dar Sorte =)
    isso é desanimador…uma pouca vergonha!

  181. Anónimo

    -

    15/01/2011 às 15:23

    Reinaldo.. esse é o quinto ano quepresto vestibular para medicina. Especializei-me em redaçãoem redação para que essa matéria fosse meu ponto forte. Obtenho as melhores notas de redação em um dos melhores cursinhos de Belo Horizonte e ótimas notas em vestibulares passados.É incompreensível a nota que tirei no enem 725. Ela abaixou a minha média e, por isso, estou fora da segunda etapa do vestibular da ufmg que consegui passar ano passado.

    è no mínimo revoltante

  182. Raphael dos Santos Silvestre

    -

    15/01/2011 às 15:12

    Também fui um dos prejudicados na nota da redação, 600 pontos por uma redação que merecia bem mais. Enquanto alunos tem assumem ter um texto todo rasurado e sem sentido tiraram 800/900 pontos. Espero que esse assunto não morra aqui, queremos justiça.

  183. Gustavo Resende Lopes

    -

    15/01/2011 às 14:56

    Obrigado Reinaldo Azevedo,por se importar com nossa causa quando ninguém mais dá atenção à ela.

    Gastei cerca de 2h no dia(sacrificando metade do tempo de prova) para produzir a melhor redação que já pudesse ter feito.Ficou ótima,com tudo que tem direito.Saí feliz da prova pelo resultado e fiquei feliz esperando a nota.Usei do rascunho e apresentei uma réplica ao meu professor de Redação,ex-corretor da UFMG,que me garantiu que receberia entre 750 e 1000.Deixei de lado o ENEM e fui prestar outros vestibulares(sendo aprovado para 2ª fase de todos que prestei).

    Agora Quinta feira tento acessar minhas notas e surpresa,após enfrentar muita dificuldade com as senhas,recebi apenas 600.

    Não confio mais no ENEM,e nem nos seus organizadores,destruíram meu sonho de prestar Engenharia da Computação na UFSCar.Nunca mais faço essa prova.

  184. Danilo

    -

    15/01/2011 às 14:30

    Reinaldo…Por favor, não deixe isso como está! Eu fui prejudicado,tanto na redação como nas provas objetivas por causa desse T.R.I…Tenho certeza que fiz uma ótima redação e recebi 700. Na prova objetiva acertei 93 por cento em linguagens e minha nota chegou com míseros 69 por cento…Você é o único que se manifestou na imprensa a respeito desse absurdo! Só você pode levar essa idiotice que é essa prova ao público…Por favor…Grato

  185. Luiz Fernando Bartimarchi

    -

    15/01/2011 às 13:45

    tambem fui prejudicado no segundo dia da prova. aparecem apenas traçoes em minhas notas. porem nao esqueci de marcar a cor da prova, a fiscal conferiu se estava tudo certo antes de me deixar sair da sala e em redaçoes sempre tiro notas boas. ja passei duas vezes na ufmt antes do enem. mas dessa vez foi palhaçada. pra que as federais adotaram enem??!

  186. Fernando

    -

    15/01/2011 às 13:44

    Acho que a maioria aqui está tendo problemas com a nota do ENEM 2011.

    Como proceder? Aqui explica bastante:
    http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=110423012

    Reinaldo, tenho muito a dizer, por gentileza, gostaria de falar com você.
    Agradeço desde já,
    Fernando.

  187. Juliete Murta Sales

    -

    15/01/2011 às 13:35

    Também fui prejudicada pelo ENEM, no meu caso, no boletim de desempenho individual consta que eu estava ausente no segundo dia de prova e ainda tive minha redação anulada. Isso é um absurdo, um desrespeito aos estudantes do país que se prepararam o ano inteiro para o exame.

  188. Igor Giuberti

    -

    15/01/2011 às 13:23

    Estamos nos mobilizando contra essa injustiça! Criamos um abaixo-assinado que defende a transparência na correção das redações! Estudantes, vamos nos unir!
    o link do abaixo-assinado é este: http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/7966
    obrigado por divulgar esse absurdo, sr Azevedo.

  189. Ana Couto

    -

    15/01/2011 às 11:55

    Sei de um garoto que COPIOU O TEXTO DE APOIO da redação. E obteve 750!!! Eu passei DUAS HORAS fazendo a redação e obtive 800, e sou muito boa em redação. Fiz vestibular para uma federal onde a nota é de 0 a 20, eu tirei 18. E olhe que esse ano as notas da redação foram muito baixas aqui.

    -
    Num país onde a educação já não é valorizada, episódios como esse sabotam estudantes que ainda tentam fazer a diferença através do estuda. [2]

  190. Valtair Somavila Gretschmann

    -

    12/05/2010 às 20:42

    No entanto o ENEM, tem sido um grande problema.
    Na verdade além de ter vassado a primeira prova, porque aplicaram prova com assunto diferente para os participantes.
    Será que no Sul deste país temos famílias com rendas superior aos outros estados.
    Porque minha prova esta com assunto diferente dos demais, isto não inquieta minha pessoa.
    Qual a rasão de o governo não responder a minha solicitação de anulação das 6 questões com assunto diferente e as outras 31 com falta de dados de interpretação.
    Divulgue esta infamea do governo e ajude quem merece igualmente a vossa pessoa.

  191. Valtair Somavila Gretschmann

    -

    12/05/2010 às 20:35

    Uma grande vergonha foi o ENEM.
    Vejam que minha próva esta com 37 erros de aplicação e 6 questões com assunto diferente das outras provas e eu nem consigo anular as questões e muito menos a prova.
    Consulte sua prova BRANCA NÚMERO 3.Foi nesta prova que minha dor de cabeção não tem fim.
    Vejam o que já tenho feito; contratei um advogado para a leitura da prova e aconfirmação dos erros.
    Entrei em contato com o pessoas do INEP, por telefone, por sedex AR., Por protocolo ee desde Dezembro nenhuma resposta.
    Estou com as provas escaneadas para enviar as emissoras de TV, já que tenho ligado e eles estão duvidaando de minhas colocações.
    Jornais não divulgam a prova falando que a prova erra assim mesmo

  192. Vinícius de Almeida Costa

    -

    22/03/2010 às 11:36

    eles vão empurrar com a barriga o sistema de educação
    desse país até onde eles puderem

    gente com nível superior eh gente que cobra

    temos que nus unir

  193. Lili

    -

    19/02/2010 às 8:41

    Oi,
    vou contar aqui uma pequena história:
    Tenho um amigo vindo do Piauí que ama o senhor presidente…rs mas não sabe escrever e lê com dificuldade, (fez apenas o primário) lá na terrinha há mais de 30 anos, fez a prova do enem e tirou uma nota altíssima em redação, enquanto uma manicure aqui de são Paulo que estudou até segundo ano do ensino médio é expressiva, fala bem, escreve bem e fez uma redação digna de um professor de letras, tirou uma nota abaixo de 500…(ela falou mal do governo).
    será que alguém adivinha o motivo?

  194. wládimir

    -

    09/02/2010 às 14:16

    Apesar das queixas serem pertinentes, elas comprovam e atestam que os métodos de avaliação adotados pelo enem, não são eficazes e, portanto, não asseguram uma correção justa. Como se isso não bastasse, atenuam o peso em pontos dado a mesma. Palhaçada, pois, uma prova que os enunciados são gigantescos e o número de questões infináveis, a válvula de escape do candidato seria fazer uma boa redação para obter chances de concorrer uma bolsa. O que o nosso excelentíssimo ministro da edudação fez? Nivelou a redação ao mesmo patarma das demais disciplinas gerando um caos. Resultado!!! A média do enem deste ano caiu a níveis assustadores, no entanto, Hadade diz que a educação está evoluindo.

  195. Wládimir

    -

    09/02/2010 às 14:07

    Apesar das queixas serem pertinentes, elas comprovam e atestam que os métodos de avaliação adotados pelo enem, não são eficazes e, portanto, não assegura uma correção justa. Como se isso já não bastasse, atenuam o peso em pontos dado a mesma. Palhaçada, pois, uma prova que os enunciados são gigantescos e o número de questões infináveis, a válvula de escape do candidato seria fazer uma boa redação para obter chances de concorrer uma bolsa. O que o nosso excelentíssimo ministro da edudação fez? Nivelou a redação ao mesmo patarma das demais disciplinas gerando um caos. Resultado!!! A média do enem deste ano caiu a níveis assustadores, no entanto, Hadade diz que a educação está evoluindo.

  196. CAV

    -

    09/02/2010 às 10:17

    continuando…
    Foi então que lembrei do comentário do professor anônimo e de que provavelmente as provas são corrigidos por professores da FFLCH/USP, reduto de esquerda.
    Então percebi minha ingenuidade na escolha do simbolo.
    Deveria ter explicado a simbologia da foice e do martelo.
    Mas isso deveria influenciar a nota?

  197. CAV

    -

    09/02/2010 às 10:14

    Tio Rei,
    Prestei fuvest pela terceira vez.
    Nas duas primeiras passei na primeira lista sem nenhum problema.
    Nessa última porém, onde era o curso mais fácil de passar dos três, a tentativa fracassou.
    Ontem sairam as notas parciais.
    Fazendo algumas ponderações cheguei a conclusão que o problema foi a nota de redação que foi menos que 2.
    O tema era claro: explicar alguma simbologia cotidiana.
    Expliquei de forma clara o simbolo que o urso representa no mercado financeiro.
    Como não tive problema na redação nos outras duas vezes que fiz essa prova não entendi porque fui tão mal nessa prova.
    continuo em outro post…

  198. Luisa Brandão / Mato Grosso

    -

    08/02/2010 às 12:37

    Num país onde a educação já não é valorizada, episódios como esse sabotam estudantes que ainda tentam fazer a diferença através do estudo.

  199. João Pedro

    -

    08/02/2010 às 1:02

    Resumindo: Enem não democratizou nada!

  200. MANU pelotas

    -

    06/02/2010 às 18:43

    Olha… eu acho essa historia da redação a maior injustiça!
    Estudei todo ano, fiz 3º ano e curso pré- vestibular e um vestibular no meio do ano na faculdade daqui que ainda nao tinha aderido ao enem a UFPEL(no qual passei, porem nao pude cursar por nao ser concluinte do ens. medio), e tirei uma nota boa na redação, eu sei como escrever, afinal estudei para isso me preparei. Chegou dia 28 de janeiro e eu nao acreditei, 550 na redação do enem, como isso? Ali ja tinha visto que não ia mais dar, com essa nota minha media foi lá embaixo. E ainda pra me dar mais certeza de minha nota veio errado, li uma noticia de que uma participante do enem fez uma redação de 4 linhas e tirou 500!
    COMO ISSO?

  201. Ariane

    -

    06/02/2010 às 2:55

    Meu problema foi o seguinte:
    Minhas notas foram anuladas em duas provas, a de linguagens e a de matemática. A minha nota na redação foi 760, e a de uma amiga minha que disse que disse que fez a redação de “QUALQUER JEITO”, fez a redação só por fazer mesmo, teve exatamente a mesma nota que eu. Levei a minha redação e a dela para 7 professores diferentes corrigirem, alguns do meu curso e outros do colégio onde estudei. Inclusive 4 desses professores já foram corretores de ENEM. Todos eles me disseram que é impossível, as duas redações terem exatamente a mesma nota, já que eram completamente diferentes.

  202. Matheus

    -

    05/02/2010 às 2:10

    É um pouca vergonha o que foi feito com os alunos neste ENEM!
    Hoje ao sair os resultados eu me confortei por ter passado, não no curso que queria realmente mas sim em uma 2 opção. Porém o que em intriga foi a minha nota de redação, ecebi 500 por um texto bem elaborado e comparando com de muitos por ai merecia sim uma nota bem maior. Não sou um expert em redações, mas teve muitas pessoas que escreveram qualquer coisa e tiraram notas absurdas. Por favor, em nome dos estudantes do Brasil, façam esse assunto chegar na TV. Se alguém está lendo esse relato, queria que me ajudassem com os procedimentos para entrar na justiça pra tentar reverter esse quadro. Obrigado.

  203. dolhanik

    -

    04/02/2010 às 22:38

    eles esqueçem que somos eleitores …isso foi uma palhaçada,ou um golpe da oposição!
    questões sem fundamento e propagandas na tV fazendo lavagem cerebral, trataram nos como numeros e não como profissionais em potencial, agora pergunto:
    como podemos ser profissionais serios, sendo que nossa prova de avaliação para o ensino superior foi uma palhaçada?
    isso sim uma palhaçada sem graça!
    como usaram um metodo antichute que ninguém conhece?
    se querem um metodo antichute preparasse uma prova com questões abertas;
    menos cansativa e mais objetiva!
    uma palhaçada isso sim

  204. Gabriela Porto

    -

    04/02/2010 às 21:46

    Fiquei surpresa com a nota da minha redação no Enem(Apenas 650), sempre tive ótimas notas nas minhas redações, tinha total dominio sobre o assunto no qual se tratava a redação.É uma falta de respeito os criterios adotados para correção(Se bem que eu acho que a nota depende de sorte, porque pelo que a reportagem diz, os corretores não tem o minino de instrução).
    Como é que eles querem medir o nosso nivel de conhecimento dessa maneira?…O Enem é uma prova de resistencia, 180 questôes, muitas delas sem fundamento…Não podemos deixar que esse assunto seje esquecido, afinal muitos de nós estudantes dependemos da nota do Enem para conseguir uma vaga na Universidade e garantir nosso futuro!

  205. Itallo

    -

    04/02/2010 às 19:57

    Fui um dos prejudicados nessa pouca vergonha, pois nem o direito de concorrer eu tive.. PQ? Pq minha redação foi anulada….
    QUE FALTA DE RESPEITO PELO JOVEM BRASILEIRO….

  206. Marcos

    -

    04/02/2010 às 18:50

    Galera meu caso foi terrível ! Quando chequei minha nota de redação pela primeira vez no site do ENEM obtive 0,0 e mandei um e-mail contestando . Após alguns dias recebi uma mensagem no meu celular do INEP dizendo ” o código de barras de sua redaçao foi recuperado . Favor checar sua nota novamente ” . A verdade é que me deram uma nota baixissima 600 pontos , pois de acordo com professores de redaçao , ela valia bem mais que isso . Tenho absoluta certeza que me deram uma nota qualquer e se quer corrigiram minha redação . Resultado da incopetência e descaso do ENEM , já começei o meu quarto ano de cursinho pré-vestibular .

  207. camila

    -

    04/02/2010 às 18:39

    Indiferença. É assim que o governo lida com a educação dos brasileiros.
    Patético

  208. Rafael Assis

    -

    04/02/2010 às 14:51

    Lamentável!

  209. Rodrigo

    -

    04/02/2010 às 13:19

    Ainda esse cara me recebe o premio de educador do ano. Eu com nota media superior a 700 fiquei de fora e atras de pessoas com media 500 pq eu fiquei com 600 na redação e elas com 800. Isso e certo? Absurdo, vou ter de trabalhar mais 1 ano e fazer vestibular. Me sinto como um ratinho de laboratorio cujo o cientista nem diploma tem, e mt menos teve o meu voto para governar.

  210. Renata

    -

    04/02/2010 às 12:29

    Detalhe que a redação falava sobre os políticos e a corrupção brasileira, fazendo o aluno escrever sobre a vergonha do nosso país e tirar nota baixa, já que vivemos em um país “democrata” que não podemos por a nossa opinião nas redações dos vestibulares de faculdades públicas.
    VERGONHA!

  211. Renata

    -

    04/02/2010 às 12:22

    Pois é, nenhum jornal esta dando notícias sobre o enem, so enchentes e violencia. Ninguem fala da nossa educação da revolta dos alunos, 1 ano perdido, sonho acabou, a federal ficou para quem teve a sorte de ter sido corrigida a redação com “carinho” a minha deve ter sido uma das últimas.
    Somos palhaços! Tivemos a nossa roubada em outubro porque as provas foram roubadas! atrasou o vestibular das federais e prejudicou os alunos, muitas faculdades deixaram de utilizar o enem, o prova foi feita para a resistência do alunu com 180 questoes, 45 de português e 45 de matemática, quando o mec fez a proposta de ser um vestibular diferente, sem decoreba de fórmulas que foi uma mentira! frustração.

  212. Flávio André

    -

    04/02/2010 às 0:51

    Fui um dos prejudicados com esse sistema, estou fora da faculdade nesse ano de 2010 porque obtive 500 na redação e por isso fiquei abaixo da nota de corte do meu curso, que é de 768,28. Um absurdo!

  213. Bárbara Lima

    -

    03/02/2010 às 22:38

    Reinaldo,
    Sou uma estudante de 16 anos e fico EXTREMAMENTE indignada com a mudança de avaliação do Enem(que já não era boa).
    Eis a questão: Como o MEC pretende implantar uma prova de nível elevadíssimo,com uma complexidade monstruosa, que é utilizada em países altamente desenvolvidos,como EUA,em um país de ensino medíocre, que se recozija em proporcinar a ignorância em massa nos jovens?
    É simplismente desumano.Mudanças nessa área DEVEM ser feitas,porém,é óbvio que devemos começar na base,do Ensino Fundamental até o Ensino Médio,como fazem os EUA,assim há tempo de criar a forma de raciocínio exigida no Enem.É IMPOSSÍVEL cobrar matrizes se não se ensina a tabuada.
    O desastre era previsto.

  214. Wellington

    -

    03/02/2010 às 20:15

    Eu tirei aproximadamente 6 na redação e foi um lixo. Fiz sem rascunho, e o pior, foi com tanta pressa que não consegui nem terminar de passar o gabarito, ficou metade das questões de matematica sem pintar as bolinhas. O instrutor informou sobre faltar 30 minutos para o término, e eu estava terminando as questões. Comecei logo a redação, terminei em 15 minutos, e 15 foi para passar as respostas para o gabarito. Esse ENEM deveria ser cancelado. Foi uma piada total.

  215. Ana

    -

    03/02/2010 às 16:54

    Só pra acrescentar…
    sempre tirei notas ótimas em minhas redações nos vestibulares. Me surpreendi com a minha nota baixa na redação do Enem.

  216. David

    -

    03/02/2010 às 14:12

    Meu pai do céu, como pode… afinal, o quê o Haddad ganha
    com tudo isso?!

  217. jesser

    -

    03/02/2010 às 0:51

    Mas o que vocês esperam de um país governado por um molusco acéfalo? De um apedeuta só se pode esperar apedeutismo!! Ou não?

  218. Yuri Brandão/Maceió

    -

    02/02/2010 às 22:29

    Caro Azevedo:

    Deixei um comentário, com única continuação, mas o blogue parece ter respondido de forma irregular.

    Sempre aparece: “Seu comentário está aguardando moderação”, o que não se deu agora.

    Mais tarde vou verificar e, qualquer coisa, reescrevo.

    O do meu amigo (João Henrique), ao qual me refiro na primeira parte de meu comentário (ainda não tinha sido moderado), foi liberado quase agorinha.

    Por ora é isso. Abraço.

    YB

  219. Yuri Brandão/Maceió

    -

    02/02/2010 às 22:09

    Caro Azevedo:

    Assim que li este texto, e isso se deu ontem mesmo, telefonei a um amigo, que postou um comentário aqui, aliás (ainda não foi liberado).

    Ele, além de engenheiro, é licenciado em Português e Inglês; atualmente, está concluindo o doutorado em Letras pela Ufal.

    O nome dele é João Henrique da Costa Cardoso (não confundir com um “João” que também comentou).

    O que podemos atestar é que, pelo menos aqui em Alagoas, sempre há e sempre houve reuniões, polo de correções etc., embora nada disso desfaça, é verdade, as atrapalhadas do MEC.

    (Só há uma continuação.)

  220. Anonimo

    -

    02/02/2010 às 19:43

    Flávio Araújo, 3:59 pm – A coisa é mais terrível. No semestre passado aqui na UFPA ministrei aula para dez cadeiras vazias. Ficaram vagas pelo fato dos cotistas não ter tido média mínima para ocupá-las, mesmo havendo jovens com média muito acima, mas não podia ingressar por não ser cotista.

  221. ICOSTA

    -

    02/02/2010 às 17:54

    Quando o Marco Aurélio for despachado para a venezuela para assistir o chaves beijar a lona , com ele deveria também seguir ZÉ DIRCEU,GENUÍNO,JOÃO PAULO,PAULO ROCHA e outros aloprados para assistir a derrocada do “TIRANO” Caso a delegaçao for em um aviao da FAB levar também a Dilma para não gastar tanta gosolina , paga pelo contribuinte . OBS. A aeronave da FAB leva , mas não traz ninguém de volta .

  222. João Henrique

    -

    02/02/2010 às 15:08

    Seria interessante que o professor que fez as críticas informasse, ao menos, o estado da federação em que ele trabalhou como corretor de redações do ENEM. Também já tive a oportunidade de trabalhar como corretor de redações do ENEN, mas, ao contrário do que afirma o caro professor, aqui em meu estado, Alagoas, a seleção e o treinamento foram mais rigorosos, com a apresentação de critérios objetivos a serem seguidos pelos corretores para a efetiva pontuação das provas realizadas pelos candidatos. Especificamente quanto à chamada do idealizador do blog, acho temeroso afirmar, de forma cabal, a partir de um comentário pontual de um único professor, que os critérios de avaliação são subjetivos.

  223. Pão com Manteiga

    -

    02/02/2010 às 11:41

    Do Estadão de hoje, artigo de Paulo Renato Souza, secretário de Educação do Estado de São Paulo:
    [...]
    Recentemente, usando um ato administrativo como palanque eleitoral, a candidata a presidente Dilma Rousseff afirmou que os tucanos não dão importância ao ensino técnico profissionalizante. Em contraste, citou as intenções do atual governo de criar novas escolas técnicas. Omitiu e falseou dados. Mentiu.
    Basta analisar os números sobre a expansão do ensino técnico federal, desde o início do governo Lula, e compará-los com o desempenho de apenas um Estado da Federação, no mesmo período. Segundo as informações do Ministério da Educação, em 2003 o número de alunos matriculados nas escolas técnicas federais era levemente superior ao da rede de escolas técnicas de São Paulo: 79 mil no Brasil inteiro e 78 mil nas escolas técnicas estaduais paulistas. Seis anos depois, em 2009, o Estado de São Paulo registrava 123 mil alunos nas suas escolas técnicas, ante apenas 87 mil nas escolas federais. Assim, entre 2003 e 2009, a expansão das matrículas no governo federal foi de apenas 9%. Nesse mesmo período, o ensino técnico público paulista cresceu 58%, sob o comando de dois governadores do PSDB – Geraldo Alckmin e José Serra. [...] (íntegra: http://www.estadao.com.br/noticias/geral,o-dever-de-falar-a-verdade,504970,0.htm )
    Você se lembra, Reinaldo, do episódio Dilma X Agripino Maia, quando ela foi chamada ao Senado para explicar aquele levantamento sombrio de dados sobre FHC e Dona Ruth. A coisa descambou para um reality show sobre tortura, e ela afirmou:
    “Me orgulho de ter mentido, mentir na tortura não é fácil”.
    Imagino que não, e guardo o devido respeito a tais circunstâncias. Mas, do jeito que vem se formatando a candidata, dá pra concluir que, fora de situações de pressão física, mentir é fichinha.

  224. Gedeão

    -

    02/02/2010 às 10:12

    A educação é o setor onde a esquerda aplica a lavagem cerebral. É aí que os maiores disparates são cometidos. Não seria surpresa tomar ciência de que as melhores redações do ENEM serão aquelas que solapam o Liberalismo e o seu modo de vida. O país que poderia ter escolhido Melchior escolheu a Chauí.

  225. Prgalves

    -

    02/02/2010 às 9:53

    A correção das redações do Enem sempre foram suspeitas. Minha filha fez em 2007 04 vestibulares para UFRJ,UFF,PUC-Rio e UERJ, em todas sua nota de redação teve avaliação compativel com suas notas do 3°ano/Cursinho-mostrando coerencia.
    Na prova do Enem ela foi muito bem, acetando mais de 90%, porém sua nota de Redação a deixou frustada e extremamente desiludida com os critérios – ficou com 58!!
    Agora dá para entender porque!!

  226. EXTERMINADOR DE PETRALHAS

    -

    02/02/2010 às 0:24

    TIO REI,

    VAMOS EXTERMINAR ta chegando DESSA LISTA DE COMENTÁRIOS. O PRÓPRIO NICK DELE É INDICATIVO DE PETRALHISMO.
    OLHA O QUE ELE ESCREVEU:
    ta chegando disse:
    fevereiro 1, 2010 às 4:21 pm
    O analista de pesquisa não vai analisar?? hehehehe

  227. Ivan

    -

    01/02/2010 às 23:46

    A educação como todos sabem, é a coisa mais importante para o desenvolvimento de um país. Lula deveria ter colocado a Dilma como ministra da esducação e ter feito um super PAC educacional para que o Brasil desse um salto de qualidade em direção ao futuro.
    Em vez disso, Lula colocou este incompetente que não consegue nem alicar uma prova de avaliação e destruiu o trabalho que vinha sendo feito no Enen. Os 3 ministros da educação deste governo são um lixo só!

  228. Cris Caça Petralhas

    -

    01/02/2010 às 23:41

    Um chute, que ele tá pedindo!

    ta chegando disse:
    fevereiro 1, 2010 às 4:21 pm

    O analista de pesquisa não vai analisar?? hehehehe

    REINALDO AVISA
    Reinaldox pegou a barata.

  229. Cris Caça Petralhas

    -

    01/02/2010 às 23:24

    Ô, Rei, sei não….

    Semnome disse:
    fevereiro 1, 2010 às 6:50 pm

  230. Rafael

    -

    01/02/2010 às 23:16

    Aliás, Reinaldo, quando a prova vazou, eu fiz um teste: tentei achar a resposta certa procurando apenas pela alternativa que me parecesse mais politicamente correta, sem ler nem o texto do enunciado nem a pergunta. Resultado: gabaritei as 25 questões da prova de humanas com que fiz esse pequeno teste. E eles reclamam dos grandes vestibulares. Pfff. Ora, pra ir bem na FUVEST, você precisa ser inteligente e ter estudado bem e bastante.

  231. Rafael

    -

    01/02/2010 às 23:12

    Respondo ao comentário de Rafael Claudio>>”A minha paranóia: para dizer que a educação melhorou, eles foram facilitando a prova para que a média nacional subisse!”

    Eu cheguei a essa MESMÍSSIMA conclusão ao sair do ENEM de 2008, depois de ter feito o de 2007. Eu, que estudo e me esforço, me sinto profundamente desrespeitado pelas ações do governo na área da educação.

    O ENEM é uma vergonha. Você chegou a dar uma olhada na prova que vazou, Reinaldo? É baboseira ideológica misturada com teste psicotécnico. Uma pitada de falta de organização e está pronto.

  232. minc mayer

    -

    01/02/2010 às 22:55

    A situação está tensa no INEP. O órgão, que é responsável pelas avaliações do MEC (ENEM, ENADE, Censo Escolar, etc), está sob pressão desde que o Ministro Fernando Haddad obrigou o órgão a transformar o ENEM em um vestibular unificado para as federais. Como o Ministro tem insistido em colocar a culpa pelos erros do ENEM nos servidores do INEP, a situação está insuportável. Para agravar a situação, os servidores buscama adequação do seu Plano de Carreira, já que 40% dos aprovados no último concurso saíram do órgão, e aprovaram hoje em assembléia uma greve a partir de sexta-feira. O Presidente do INEP bloqueou o Blog dos servidores, e agora os servidores prometem abrir a caixa-preta do ENEM.

  233. Tomás Pereira

    -

    01/02/2010 às 22:31

    Reinaldo, o a avaliação das redações do ENEM sempre foram motivo de piada entre os estudantes. Porque? Posso dar meu exemplo pessoal: Estudei em dos melhores cursinhos de Belo Horizonte e lá tive professoras de redação que davam aula nos melhores colégios ( como no Sto. Antônio, onde estudei). É claro que não digo isso para me gabar, mas para apenas mostrar que se pode esperar alguma qualidade das correções desses professores, que sempre me davam notas acima de 85 % para minhas redações, notas essas que vieram a se repetir nos vestibular de comunicação da UFMG (94%) e da Fundação João Pinheiro ( estadual de MG, concorridíssima, onde tirei 145 em 150). No Enem, porém, minha nota foi 54%!!

  234. Humberto

    -

    01/02/2010 às 22:05

    Muito bom Reinaldo,

    Isso aqui já não é um blog, é uma central de jornalismo de primeiro quilate. Aqui não tem fadinha com truque bobo para enganar leitor.

    Parabéns!!!

    Humberto

  235. Anonimo

    -

    01/02/2010 às 21:35

    Já li outros relatos de que a coisa¨ foi assim mesmo. Mas,¨não precisa que ninguém acredite. É só mandar e-mail ao presidente do Inep pedindo o link no qual disponibilizou as atas das reuniões, com locais, horário, participantes, etc e dos documentos de orientações que repassaram.

  236. Matheus

    -

    01/02/2010 às 21:30

    Reinaldo, fui um dos alunos que foi obrigado a fazer o ENEM pra tentar uma vaga em universidade pública. Quanto as redações, tanto os meus amigos quanto os participantes da comunidade do orkut do ENEM se espantaram com as notas.
    Pessoas que dizem não ter ligado pra redação e não terem feito mais que preencher as linhas obtiveram notas acima de 90%.
    Eu fiz 90% nos dois vestibulares que participei e 67% no Enem com redações de níveis muito semelhantes.
    Sinceramente não tinha entendido o que tinha acontecido. Agora eu entendo.

  237. Marcjaguar

    -

    01/02/2010 às 21:29

    Mestre

    Eis aí um belo exemplo da eficiência bolivariana no campo da educação…rs.
    Essa esquerdopatia coletiva que toma conta da América Latrina é mais contagiante que a gripe suína!
    Sou a favor que o Chapolim Colorado de Caracas se torne presidente do Brasil e traga para cá, igualmente, a eficência que ele tem conseguido implementar no setor de energia venezuelano!!
    Em pouco tempo estaríamos todos vivendo à luz de velas e desenhando nas paredes das cavernas….

    ENEM?…Eu, Hein?

    Abraços, Reinaldo!

  238. Anonimo0

    -

    01/02/2010 às 21:19

    Olá Reinaldo.
    Em janeiro encaminhei, com cópia para assessor do gabinete do Ministro (o meu sistema avisa que abriu), redação da Veja, fora outros, o seguinte:

    Excelentíssimo Presidente do Inep

    Joaquim José Soares Neto

    Anexo é versão de um dos estudos que realizo de ações/formação centrada em matemática e que incluiu a prova de matemática do Novo Enem /dez/09. Nesse, pág. 57 – 65, demonstro que oito (08) das 45 propostas são inválidas e, portanto, exigem que sejam anuladas.

    Belém-Pa, 11 de janeiro de 2010.

  239. Anonimo0

    -

    01/02/2010 às 21:11

    Olá Reiando e Vera L. (6:45). Desde do primeiro dia que estou acusando esse critério do Enem pelo qual pode acusar o candidato de ter acertado no chute e, portanto, atribuir nota mais baixa. E por dois motivos: a) Até como não fez, o MEC não iria publicar a relação de todos e de quais questões esse teria acertado no chute, para que fizesse sua defesa. Isso fere o direito mais elementar e por isso enviei esse questionamento para o MPF-DF (defesa do cidadão) e até ontem estou sem resposta.
    2) O critério do MEC para dizer se uma questão é fácil ou difícil, aplicar numa amostra de estudantes e contabilizar quanto erram e quantos acertam, é de um tolice ao quadrado, haddadiana por definição.

  240. Monteiro

    -

    01/02/2010 às 21:01

    Vamos transformar o povo em quinta potência – diria a guerrilheira! Com esse bando de mentecaptos no comando estamos é nos transformando em uma nação de bosquímanos.

  241. MAZOTTI

    -

    01/02/2010 às 20:42

    Voces devem ter lido que o sexto critério de desempate para a pontuação do aluno seria por ordem de inscrição!!!!
    Agora o MEC mudou: todos que tiverem suas pontuações iguais nos 5 critérios terão sua vaga garantida!!!
    As regras mudam conforme aparecem as dificuldades. É um processo interativo e dinâmico. Parece brincadeira do “faz de conta”.

  242. Luluznha

    -

    01/02/2010 às 20:23

    Caro Reinaldo. Só vc mesmo para questionar esta imensa lambança da área educacional deste governo.
    Me sinto uma palhaça ao me ver diante de uma loteria tentando me enquadrar em uma das vagas possíveis para a qual estudei com afinco o ano todo. Em um país onde se burla até painel de votação do senado tudo pode acontecer . OH! meus Deus! Meu destino na mão destes batedores de carteiras. Deles se pode esperar tudo, inclusive manipular os resultados nos bastidores.
    Parabéns pelo exemplar serviço que vc presta ao país denunciando estes vagabundos.

  243. celia pereira

    -

    01/02/2010 às 19:59

    Há cada dia fico mais assustada, nunca vi em meus 53 anos de vida uma bandalheira desta magnitude, é assutador.

    Me incomoda profundamente a letargia das pessoas, parecem não se importar com o que está acontecendo, não compreendem que esta corja que está no poder central em Brasília tem a maldade nas suas entranhas e está pavimentando o caminho para uma ditadura.

  244. Carlos Pontes

    -

    01/02/2010 às 19:37

    Quando um blog serve de refúgio e antes da imprensa começa apresentar uma enxurrada de denúncias graves e comprovadas, eu pergunto: será que o povo não lê mais jornais? termino dizendo que este blog pouco a pouco, parece que virou uma tribuna para todos os brasileiros que desesperadamente procuram um porta-voz contra as transgressões do governo.

  245. Indignadíssimo

    -

    01/02/2010 às 19:33

    Espanta que as Universidades federais petistas, sempre tão ciosas da sua propalada autonomia – muitas vezes levada ao paroxismo – abraçam tão ardorosamente o exame autiautônomo: AH, NEM!

  246. Victor

    -

    01/02/2010 às 19:24

    Havia um professor de medicina, que a cada turma que se formava, ele pedia uma fotografia de cada um.
    Um dia, quando questionado de o por que daquela atitude, ele assim se manifestou.” Eu tenho um album com todas as fotos destes futuros medicos, e o dia em que eu for parar num pronto socorro, levo o album comigo e digo : nenhum destes põem a mão em mim!”.
    Uma brincadeira do velho professor, que nunca passou de ano um aluno que não tivesse qualidades para isto, mas, pode se tornar uma realidade em breve.
    Aliás, já está perigoso ficar doente neste país…

  247. Semnome

    -

    01/02/2010 às 18:50

    Será que esse relato é realmente confiável? Reconheço que há inúmeros problemas relativos a prova do ENEM e que, na educação brasileira, as questões políticas sobrepõem os interesses sociais. Mas, há muito tempo corrijo ENEM e nunca passei por uma situação dessas. Todas as vezes, participei de treinamento para afinar critérios e fui acompanhado por um supervisor, o qual também tinha uma assistência superior. Inclusive, recebíamos retorno sobre a qualidade da nossa avaliação, sobretudo agora que os critérios foram mais rígidos em relação à postura do avaliador.

  248. Vera L.

    -

    01/02/2010 às 18:45

    Reinaldo o meu filho notou e disse algo muito preocupante sobre o Enem quando vimos os critérios para se dar a nota, foi no noticiário. Veja que eles falam em questões fáceis e difíceis mas aí o PESO é só DEPOIS da prova feita. Eles é que decidem por um critério de perguntas fáceis e difíceis, se muita gente acertar é porque a questão é fácil!!!!!! senão não, aí se POUCAS acertarem é difícil…Entendeu? Têm que perguntar para o Haddad que porcaria de critério é esse!!!!

    Graças a Deus que ele já está formado. Penso nesses pais e estudantes que têm que aturar tanta incompetência dessa gente analfabeta em administrar qualquer coisa.

  249. Lupini

    -

    01/02/2010 às 18:40

    Meu Rei, esclareça para este neófito;

    as universidades provadas são obrigadas por lei aceitar o exame do ENEM?
    Se não, porque não dispensam esta joça e fazem seus próprios exames de qualificação?
    Se sim, qual é a base legal prevista na CF para este absurdo?

  250. Da_Bahia

    -

    01/02/2010 às 18:37

    Também sou professor universitário.
    E me espanta, de modo particular, um aspecto: poderia haver grau maior de autonomia de uma universidade do que estabelecer os critérios de seleção dos seus alunos?
    No entanto, delega-se essa função para uma entidade privada, cujos critérios de elaboração das provas e da respectiva correção são do modo que relata o colega professor.
    A esquerda defende tão entusiasmadamente a descentralização do ensino fundamental e da saúde, mas, para o ensino superior, temos esse grau de centralização inimaginável anos atrás.
    Faz bem o apedeuta querer encerrar o seu mandato com apenas com certificado de torneiro mecânico.

  251. RENEU

    -

    01/02/2010 às 18:35

    Era evidente! Quando fizeram aquela salada de misturar ENEM com vestibular, cotas para negros, cotas alunos de escolas públicas, cotas prá cá e prá. Evidente que dá margem a manipulação, e, já me adiantando: preferência para a petralhada et caterva, a exemplo dos estudantes de medicina que vão a CUBA por não conseguirem entrar pela porta da frente no Brasil através do vestibular.

  252. OBSERVADOR

    -

    01/02/2010 às 18:33

    Vem sendo assim, há algum tempo. Só ampliaram o subjetivismo.

  253. Izidro Simões

    -

    01/02/2010 às 18:32

    Regra fácil para vestibular dos tempos petistas: escreva o que quizer, desde que esteja politicamente corretos pelas regras do partido.

    Aí, é aprovado. Aluno bom!

  254. viegas

    -

    01/02/2010 às 18:29

    TENHO 42 ANOS E ME LEMBRO DA ESQUERDA DIZER QUE A DIREITA QUERIA O POVO BURRO PARA SER MASSA DE MANOBRA, A AGORA O QUE ESTÃO FAZENDO? É SO UM PERGUNTINHA BOBA

  255. maria-maria

    -

    01/02/2010 às 18:09

    Tratando-se do mec, não me surpreendo com o relato do professor. A extrema desorganização, a má-fé, o amadorismo são a tônica do processo incivilizatório executado pelo desgoverno na área educacional.

  256. lucas

    -

    01/02/2010 às 18:07

    Esse é o ato final do fim da universidade pública de qualidade no Brasil. O restro é trololo petralha.

  257. Gino/SP

    -

    01/02/2010 às 18:00

    Esse ENEM é mesmo a cara do PT.
    Com essa complexa metodologia para seleção de examinadores imaginem quantos companheiros professores ou professores companheiros (já não sei mais o sentido exato da palavra companheiro) não foram contratados para essa boquinha (ou seria meia boquinha).
    Feliz as universidades de pularam fora dessa roubada, as que estão ficaram sifu, como diria nosso Grande Líder.

  258. Alba

    -

    01/02/2010 às 18:00

    “Sou brasileira e nao desisto nunca” é uma frase que deveria se transforma para: Sou brasileira e nao deixo de ter vergonha do meu País nunca”.
    Acredito ter focado toda minha indignacao e vergonha ao ler este texto.

  259. economista

    -

    01/02/2010 às 17:59

    A educação andou para tras nesses oito anos de Lula.
    Isto é fato. Constatado ate no exterior.

    E, se depender do PT, ainda vai piorar muito.
    Afinal, eles acolheram o Chalita, não é?

  260. JOCA

    -

    01/02/2010 às 17:53

    Esta é a sina do Brasil!
    Ser uma nação medíocre. Governada por pessoas incompetentes em todos os sentidos.
    A inovação prometida pelo governo, no ensino, é antes de tudo o desmanche do pouco que foi construído em governos anteriores.
    Este governo, de tendência socialista, tem por escopo a valorização da “ignorância”, ou seja, quanto menos o indivíduo souber melhor.
    O patrulhamento, a lavagem cerebral, a luta de classes, a divisão de raças e o confronto cultural, tem sido a tônica do discurso e das ações governamentais.
    Quando acordarmos, talvez seja tarde! Miremos a Venezuela.

  261. Rolando

    -

    01/02/2010 às 17:48

    Meu Deus, essa coisa deve ir para o saco mais uma vez, é só um dos candidatos procurar um advogado e pronto adeus ENEM, de novo.

  262. lou

    -

    01/02/2010 às 17:46

    Reinaldo, uma amiga também participou da banca de correção das redações. Eles assinam um documento de sigilo e por isso não devem ser identificados. Ela também reclamou da falta de seriedade com que foi conduzida a questão da correção das redações. A única exigência era corrigir o mais rápido possível.

  263. Rafael Claudio

    -

    01/02/2010 às 17:42

    Na realidade Reinaldo, seria legal se você desse uma olhada na média nacional do ENEM, antes dessa mudança ainda… às vezes me chamam de paranóico, mas eu tive a oportunidade de prestar ENEM durante 3 anos, 1º EM, 2ºEM e 3ºEM e Reinaldo, ano após ano a prova foi ficando cada vez mais fácil, ao ponto de em 2007 não ter caído uma única questão se quer que envolvesse cálculos e logicamente a média nacional subiu junto.

    A minha paranóia: para dizer que a educação melhorou, eles foram facilitando a prova para que a média nacional subisse!
    Reinaldo, na prova atual eles usam um método em que as alternativas erradas diferem de valor! Nunca uma prova dessas substituiria qualquer vestibular decente.

  264. André Ricardo, amazônimo

    -

    01/02/2010 às 17:42

    Acho que comentei aqui sobre uma das questões do Enem.

    A resposta certa de uma questão afirmava que a Venezuela é uma potência energética mundial.

    A alternativa seguia um gráfico sobre as reservas mundias de petróleo.

    Detalhe é que ela enfrenta um racionamento de energia vergonhoso e que todo mundo sabe…

  265. Maurício.

    -

    01/02/2010 às 17:41

    O ENEM é primo do PAC: um factóide.

  266. Cereal

    -

    01/02/2010 às 17:41

    Sete anos de governo, duas tentativas de aplicar o Enem, “enem” assim eles acertam!

  267. Nobelda...

    -

    01/02/2010 às 17:33

    Eles já acabaram com o ensino médio. Falta pouco para acabarem com a universidade. Vingará a primazia da ignorância tão cantada pelo supremo guia!!!

  268. foralula

    -

    01/02/2010 às 17:24

    Rei, por que será que não nos causa estranheza…
    … que o PT contratou a peso de ouro consultorias externas para promover a imagem de Lula?
    … que o governo Lula assumiu posição vergonhosa contra Honduras, contrária à da que assume com Cuba?
    … que as pesquisas de opinião referentes à campanha de 2010 estão com amostras viciadas a favor da candidata emPACada?
    … que os bois apreendidos no Pará estavam sendo levados à Bahia, e que a Força Nacional de Segurança foi mobilizada para sabe-se-l-a-o-quê nesse processo?
    … que os corretores de provas do ENEM foram selecionados da forma como descrita neste post?

  269. PEREIRA, Porto Alegre/RS

    -

    01/02/2010 às 17:19

    BUENAS REINALDO ! O QUE DIZER SOBRE O MINISTRO “MIMOSO HADDAD”… A CADA ATO, DOS COMANDADOS DO FERNANDINHO, AS COISAS PARECEM QUE CONCORREM PARA DAR CÁCA.

    NOVES FORA … TU TENS ALGUMA INFORMAÇÃO SOBRE “ERROS” EM UMA PESQUISA DO VOX POPULI QUE FAVORECERIAM (baita novidade) A MINISTRA DILMAAAAAÁ ? ESTÁ NO SITE DO POLÍBIO BRAGA, AQUI NO RIO GRANDE !

    http://polibiobraga.blogspot.com/2010/01/denuncia-vox-populi-e-tse-explicam-mal.html

  270. Artur

    -

    01/02/2010 às 17:17

    A Fuvest faz assim (está tudo explicado no manual): Dois professores, que não se comunicam, avaliam cada redação e dão uma nota (que só pode ser zero, um, dois, três ou quatro) para cada um de quatro critérios de avaliação. Se as notas dos dois professores coincidirem exatamente, essa é a nota que fica. Se um professor der nota diferente da nota do outro para algum critério, a prova sobe para uma banca de professores avaliar e decidir a nota. Não sei como é o treinamento dos professores na Fuvest, mas esse sistema de dois professores e uma banca de revisão pelo menos diminui as chances de o candidato ficar com uma nota arbitrária.

  271. Cacau

    -

    01/02/2010 às 17:08

    Esse Enem é uma vergonha nacional. É necessário muito mais que boa vontade para recuperar a credibilidade de uma iéia que, a princípio, era boa, mas – como sempre acontece nessa terra de ninguém – acabou bem vergonhosa.

  272. Gione Oigen

    -

    01/02/2010 às 17:03

    Eles querem aprovar todo mundo. Não importa se o aluno é bom ou ruim. Eles querem dizer é que “tá todo mundo na universidade”, na esperança de que isso gere votos para o PT.

    Tudo que esse governo faz é pensando em VOTOS.

    Qualidade de ensino não é problema deles. Depois quem vai ficar na fila do emprego é o pobre coitado com um diploma que não vale nada na mão.

  273. Pablo Lopes

    -

    01/02/2010 às 17:03

    O texto deste professor deixa claro a importância que este governo atribui à educação. Amadorismo; incompetência; descaso… Nada demais para um governo cujo chefe tem orgulho de ser analfabeto.

  274. Sergio S. Oliveira

    -

    01/02/2010 às 17:02

    Reinaldo, isto o que acabamos de ler, esta confissão e relato deste professor é GRAVÍSSIMO. Isto não existe em nenhum lugar, em país nenhum que procura ser sério e ter um ensino eficaz, de qualidade.

    Onde nós estamos, que ministro é esse, que empulhação, que esculhambação é esta? Isto é sério demais pra ficar no anonimato, têm que ser tomadas medidas sérias, rápidas, eficazes para acabar com esta pouca vergonha.

    É o fim do mundo……

  275. EXTERMINADOR DE NEURÔNIOS SOLITÁRIOS

    -

    01/02/2010 às 17:01

    Reinaldo,
    Veja o que escreveu o Marcelo Alario Ennes (Diretor do campus e docente do Departamento de Educação Alberto Carvalho/Itabaiana/da Universidade federal de Sergipe) sobre o resultado do primeiro vestibular da UFS em que foram contempladas as vagas do cotistas de es. Será que para entender essa pérola precisaremos de um tradutor ou de um psiquiatra? Não consigo colar o texto, passo o link desse texto no site da Universidade Federal de Sergipe.

    Injusto para poucos, mais (sic) justo para muitos
    http://www.ufs.br/?pg=artigo&id=133

  276. Pedro Erik

    -

    01/02/2010 às 17:01

    Ok, Reinaldo, a probabilidade 12 pontos a mais para Serra é igual à probabilidade de empate técnico.

    Mas não vamos negar o óbvio, sob risco de não vermos a realidade: a Dilma subiu. A oposição deve trabalhar com isso. E esperava que você discutisse isso, como os nossos jornais lidam com os números, não há mais dúvidas: eles são viesados para o petismo.

    Abraço,
    Pedro Erik

  277. Bruno Lopes

    -

    01/02/2010 às 16:58

    Em resumo:

    “Enlularam” o acesso às universidades públicas do país.

  278. Daniel

    -

    01/02/2010 às 16:55

    Isso mostra exatamente a situação do ensino brasileiro: degradante. Além de mal aprendermos a ler e escrever corretamente, agora nem nos exigem a ter um mínima capacidade intelectual para engressar nas universidade. No brasil tudo se resume em corrupção.

  279. Fred Selvagem

    -

    01/02/2010 às 16:53

    Não Publique

    Post retirado do twitter do acessor de imprensa Gaudêncio Torquato:

    “Recebo denuncia contra pesquisa da Vox Populi. Dos 122 municípios que compõem a amostra,apenas 27 têm prefeituras oposicionistas. Apenas 22%.”

    Ele publica uma longa sequência de posts sobre o assunto, mas ressalta que NÃO INVESTIGOU a denúncia. Se você tiver meios para fazê-lo, talvez seja interessante comentar.

    Mais em:
    http://twitter.com/GaudTorquato

  280. Eduardo

    -

    01/02/2010 às 16:53

    Eu mesmo não concordei com a minha nota de redação. Será que foi porque eu não fiz nenhuma elogio ao Lula, só o contrário.

  281. Marcella

    -

    01/02/2010 às 16:51

    É, Tio Rei!

    Estamos todos felizes com a boa formação dos cidadãos brasileiros. Parabéns ao Haddad.

    O Lula fez ENEM?

  282. Cris

    -

    01/02/2010 às 16:51

    Esta noticia aqui é que me intrigou muito. Se aconteceu aqui…aconteceu em outros locais.

    http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/jsp/default.jsp?uf=2&local=18&newsID=a2792489.htm&section=Geral

    o MPF apurou que as provas do concurso haviam sido envelopadas com a identificação dos candidatos. Enquanto o procedimento correto consiste em manter a folha de respostas — múltipla escolha ou subjetiva (escrita pelo candidato) — identificada apenas por um número. Esse mesmo número também deve constar em um outro cartão, com a identificação do candidato.Ao final da provas, os três últimos candidatos costumam ser chamados para verificar a inserção das folhas de respostas em um envelope, …

  283. De Honduras

    -

    01/02/2010 às 16:51

    Aproveitando o fecho do post, tenho acompanhado o noticiário nacional e não vejo grandes manifestações sobre os problemas da chuva nos demais Estados do país, a não ser, o caso recente do Paraná. De acordo com o JN/Globo, o mês de janeiro foi histórico em chuvas em todo o país, inclusive em Alagoas, terra tão castigada pela seca, como todo o nordeste. Além, é claro da falta de providências federais, pois, só lembraram do São Francisco (o rio) para fazer pajelança (ou lambança) com o dinheiro público.
    Assim, peço licença e continuo a campanha, faltam 9 meses para O Novo Presidente e 11 meses para o despejo, a não ser que dia 25/02 ele decida ficar pelo Haiti (seria bom demais).

  284. Esther Correa

    -

    01/02/2010 às 16:48

    Oi tio Rei querido

    Acabei de ler um artigo do Olavo de Carvalho onde falou, dentre outras coisas,sobre a educação no Brasil, comentando que cada dia tem mais cursos mais alunos e mais ignorância. Disse ainda que a classificação do Brasil em um organsmo internacioanal, naõ lembro o nome, piorou demais. Comenta ainda, que o ministro MEGALOMIMOSO disse que poderia ser pior. Ele concorda que se o ministro entrasse nessa avaliação, o resultado pioraria X. Mais ou menos isso.

  285. Esther Correa

    -

    01/02/2010 às 16:48

    Oi tio Rei querido

    Acabei de ler um artigo do Olavo de Carvalho onde falou, dentre outras coisas,sobre a educação no Brasil, comentando que cada dia tem mais cursos mais alunos e mais ignorância. Disse ainda que a classificação do Brasil em um organsmo internacioanal, naõ lembro o nome, piorou demais. Comenta ainda, que o ministro MEGALOMIMOSO disse que poderia ser pior. Ele concorda que se o ministro entrasse nessa avaliação, o resultado pioraria X. Mais ou menos isso.

  286. Silvio

    -

    01/02/2010 às 16:48

    Com exceção à política econômica herdada do governo anterior, tudo o mais no governo do PT , revela a mais completa ausência de gestão .A educação é só um exemplo da incapacidade , da falta de critério e da falta de seriedade com um dos temas mais importantes , tanto para com o desenvolvimento do país, como também, para dar dinâmica à melhoria da distribuição de renda através da capacitação.Esta é a principal razão para que essas esquerdas estúpidas querem o socialismo aos moldes de Cuba.Querem uma sociedade onde o estado seja o distribuidor das riquezas de forma igual para todos.Detestam competir (e contribuir) porque sabem que são incompetentes.

  287. Memyself

    -

    01/02/2010 às 16:47

    Ai, tem dias que dá um desânimo danado.

  288. Porta Torta

    -

    01/02/2010 às 16:47

    Prezado Reinaldo:
    Infelizmente o Ministério e as Secretarias de Educação Estaduais e Municipais têm em seus cargos-chave alguns sindicalistas militantes (isto é, fiéis e dedicados petralhas) de quem Haddad é a boa nova política, o neo Príncipe maquiavélico. Em SP e em outras áreas mais bem estruturadas os estudantes vão chiar bastante mas, e nos grotões, haverá algum susurro contrário?!? A justificativa : nuncaantisnestipaiz se tentou democratizar tanto a Educação, portanto é natural ocorrer PEQUENOS ERROS na implantação desse formidável plano …

    PS: não pensei que um dia pudesse dizer isso, mas temo pelo futuro de quem me é mais caro, daqui a pouco cursando o ensino superior…

  289. Cris

    -

    01/02/2010 às 16:46

    Viu, Rei? Tô falando! Eu adoraria que o professor conseguisse postar as instruções para a aplicação das notas.
    Dê uma olhada no click RBS, do DC:

    “A nota do Enem não é uma simples soma de acertos ou erros de cada candidato. A média obtida depende, além do número de questões respondidas corretamente, da dificuldade das questões que se acerta ou se erra. Se um item teve menos acertos por parte da maioria dos estudantes, ele passa a ter maior peso no cálculo da média. Com isso, pessoas que acertam o mesmo número absoluto de itens podem obter médias diferentes.”

    HÃÃÃÃÃÃ?

  290. Carpe Diem

    -

    01/02/2010 às 16:46

    O mal que os vermes petistas estao fazendo ao Brasil se fará sentir daqui a alguns (poucos) anos. Se a gente de bem do país nao tomar as rédeas logo, ai de nossos filhos!! Parabéns pela iniciativa desse professor, cuja denúncia deveria ser investigada pelo órgao público competente, tívessemos um Governo sério e comprometido com a verdade.

  291. Zinha

    -

    01/02/2010 às 16:45

    Mas que lástima,não Reinaldo!
    Tudo o que esse maledeto PT faz, é sempre na base do amadorismo, vc não acha?
    Nada é feito após uma boa programação, reunião para “acertar os ponteiros”, enfim, é tudo a cara do Haddad: um amador! e petista! rsrsrs

  292. Zé amarelinho

    -

    01/02/2010 às 16:42

    Caro sr Reinaldo.
    sendo a redaçaõ critério de desempate nos vestibulares. tendo professor declarado tal barbaridade, como ficam os alunos e os pais,penso que se redação é tão importante deveria continuar quando o aluno passa para a faculdade. e não deveria ter nos vestibulares, sim gramatica interpretaçao de texto, que não depende do examinador

  293. Sergio Hora

    -

    01/02/2010 às 16:41

    O assunto é outro. Está na Folha OnLine: derrota estrondosa do “advogado” Cézar Britto. Ophir Cavalcante é o novo presidente do Conselho Federal da OAB. A votação, conforme a Folha: “Dos 81 conselheiros federais que compõem o colégio eleitoral, 80 votaram. Desses, 79 aprovaram a chapa “Por uma Advocacia Forte”, encabeçada por Ophir. Apenas um conselheiro anulou o voto.”
    Grande abraço

  294. TITO

    -

    01/02/2010 às 16:40

    Essa denúncia é gravíssima e coloca mais uma vez o ENEM sob desconfiança e se confirmada,passível de anulação.No exame anterior por absoluta incompetência do MEC na realização de provas dessa magnitude, a fraude ocorreu pelo vazamento de provas no processo de impressão atestando a suscetibilidade do processo quanto a ausência de segurança.Qualquer idiota a serviço da gráfica podia levar a sua cópia.E agora, após a relização de um segundo exame,quando os alunos já se depararam com dificuldades no sistema de informática para efetuar suas matrículas, torna-se público que as provas no curso da sua correção obedecem critérios subjetivos,como o relatado.Isso é caso de polícia e Justiça Federal !

  295. Rods

    -

    01/02/2010 às 16:36

    REI.

    QUANDO O ESTADO TOTAL SE METE A, TAMBÉM NA ÁREA EDUCACIONAL, PAUTAR O QUE É O CERTO E O ERRADO DÁ BODE.

    AINDA MAIS QUANDO É ADMINISTRADO POR UMA MALTA DE COMUNISTAS, CHEFIADO POR UM BARRABÁS TUPINIQUIM.

    Rods

  296. Anônimo

    -

    01/02/2010 às 16:35

    Reinaldo, a questão das fraudes, ou estranhezas, nas pesquisas de opinião está pegando fogo na internet. Venho ao seu blog de meia e meia hora para ver vc arrebentando em cima deste assunto e até agora … nada….

  297. Nausícaa

    -

    01/02/2010 às 16:35

    Sim, que os repórteres propriamente ditos e pagos reportem reportagens com evidente interesse público, como esse relato, por exemplo.
    Também, eu sugeriria uma investigação no mercado de trabalho em informática: conta-se dezenas de milhares de vagas sem candidatos APTOS a preenchê-las. Por quê será?!

  298. Jorge Henrique

    -

    01/02/2010 às 16:34

    Querido Reinaldo,
    sou professor de Filosofia e abandonei o Estado como professor de Ensino Médio devido a coisas como esta que são relatadas. Em nível médio isso ocorre no “Conselho de Classe”, no qual metas de aprovação são colocadas para que o critério de avaliação não seja o desempenho do aluno mas sim do colégio! A lógica é: quanto mais reprovados, pior o colégio! Daí alunos serem aprovados com três, quatro, às vezes cinco disciplinas com resultados abaixo da média necessária. Não há fiscalização sobre o trabalho do professor e as Semanas Pedagógicas são na verdade uma colêtânea de textos (a maioria da chamada Educação Libertadora do Paulo Freire, com muitos textos do Marx).

  299. Paranaense enojado

    -

    01/02/2010 às 16:34

    Rei: você pode convidar este professor a enviar o tal manual. Você tem muitos professores entre seus leitores e nós gostarìamos de ter acesso ao manual.
    è total falta de responsabilidade colocar o destino de tantos jovens nas mãos de professores que nem selecionados foram. Quais os critérios para a escolha dos corretores das redações?
    Quais os critérios para a escolha dos formuladores das questões?

    Mais uma denúncia: a nota do ENEM foi incluída em cima da hora na média do vestibular da UFPR. A UFPR divulgou que o INEP corrigiria ANTES as provas ENEM dos vestibulandos da UFPR. Afinal de contas, como foi feito?

  300. Lucaveira

    -

    01/02/2010 às 16:32

    Sinceramente meu caro Reinaldo, admiro seu denodo, mas esta batalha está perdida.
    O imprensa TODA está contaminada pelo petralhismo.
    Um escândalo como o das pesquisas eleitorais não mereceu uma miserável linha nos grandes jornais.
    Este governo não duraria uma semana se a imprensa nacional não estivesse totalmente dominada.

  301. José

    -

    01/02/2010 às 16:32

    Muito importante para contrabalançar tudo que essa corja de patifes fazem de ruim ao Brasil é termos seus nomes revelados e isso não é qualquer jornalista ou repórter que tem coragem suficiente para faze-lo . Parabéns e muito obrigado . Saiba que o sr. têm e terá sempre apoio nesta luta .

  302. Roberto

    -

    01/02/2010 às 16:30

    Muito cuidado nessa hora: os vestibulares tradicionais também tem redações para serem corrigidas e elas também possuem elevado peso nas notas de classificação. O que nos faz pensar que as redações do ENEM são corrigidas de maneira diversa das outras redações de outros vestibulares? Ou, para ficar mais afeito ao post, que os critérios de seleção dos professores são assim tão diferentes entre os dois métodos? Não nos esqueçamos das razões pelas quais estes professores devem permanecer anônimos. Agora, nada impede que as fontes de informação do tipo “quem é quem” dos dois concursos sejam as mesmas, talvez daí o aparente pouco rigor na seleção.

  303. Regis

    -

    01/02/2010 às 16:28

    Você fornece abundante material, na bandeja, à oposição ao govêrno do Lula, e os dromedários se calam porque não sabem falar ou porque são mesmo camelos políticos?

  304. Carlos M.

    -

    01/02/2010 às 16:21

    Rei,

    Adoraria ler o documento de duas páginas explicando como lidar com o sistema e como dar notas aos textos.

    Abs,

    Carlos M.

  305. ta chegando

    -

    01/02/2010 às 16:21

    REINALDO AVISA
    Reinaldox pegou a barata.

  306. GILBERTO

    -

    01/02/2010 às 16:20

    Tio Rei, vc checou todas as inaformações desse professor?? Alguem do Ministério informou como sãom feitas essas correções. Precisamos ouvir a parte contrária, não achas??
    Abraços de uma leitor sempre assíduo.

  307. Carol

    -

    01/02/2010 às 16:20

    Ah, reinaldo, se possível e o leitor puder enviar, juro que gostaria que vc postasse o manual de correção de redação dos petistas! Fiquei curioso!

  308. Fábio

    -

    01/02/2010 às 16:20

    “Quando os jornais pararem de fazer politicagem com enchentes, talvez se interessem por essa bobagem”.

    Reinaldo, não tenho palavras para descrever o prazer de ler frases como essa.

    Não tenho palavras também para descrever o desprazer de ler certos jornais e jornalistas.

  309. Jorge

    -

    01/02/2010 às 16:19

    O vestibular é o melhor meio de seleção para a universidade. Não é perfeito evidentemente, mas é o mais justo.
    A chamada análise de curriculum é uma vigarice: como comparar alunos de escolas diferentes com notas diferentes? Escolas boas serão aquelas que distribuirem boas notas e não aquelas que, hoje, se preocupam em ensinar e, por conseguinte, preparar para o vestibular.
    Além disso, o vestibular permite uma segunda chance, o que é fundamental nesta etapa da vida. O estudante pode tentar novamente, em caso de fracasso. Não sei como isso seria possível num sistema de análise de curriculum.

  310. Mo

    -

    01/02/2010 às 16:18

    É o ‘faz de conta’.

    Faz de conta que eu trabalho.

    Faz de conta que sou responsável.

    Ahhh… que preguiçaaaaa…

  311. mac z

    -

    01/02/2010 às 16:18

    Se não for assim, em pouco tempo teríamos pessoas humildes mais capacitadas do que Lula e Lulinha, o que é inaceitável.
    É preciso escolher os piores.

  312. Marcos F

    -

    01/02/2010 às 16:17

    É esta a prova que definirá o futuro dos nossos filhos?
    Meu Deus!

  313. Carol

    -

    01/02/2010 às 16:16

    Já fiz comentário no outro post sobre os problemas do SiSU em si.

    Mas, Reinaldo, você pegou o fio da meada! Vc é professor de redação e sabe: uma coisa é uma banca de redação formada por gente com nome e endereço, geralmente professores da própria universidade. Outra coisa é “professor de português” contrado a toque de caixa para corrigir redações. Muitos deles são mais analfabetos do que os vestibulandos. E mais: unificando uma nota a nível nacional, sendo que a banca é gaúcha, mineira, capixaba, emirado saderes, sabe-se lá mais de onde.

    Será que tinha critério? Ou era só avaliar a caligrafia e meter 1000! E olhe lá se muitos dos “professores” ainda tenham se dado a esse trabalho!

  314. João

    -

    01/02/2010 às 16:15

    Sou professor de universidade federal (prefiro não dizer qual) e já elaborei e corrigi vestibulares. Hoje não corrijo mais já que, há uns três anos, a universidade voltou a aplicar “provas objetivas” (marcar x), fazendo com que o nível das novas turmas seja assustadoramente baixo. Antes, pelo menos, podíamos reprovar os analfabetos funcionais. Bem, mas o que eu queria dizer é que, quando as provas eram escritas (o que ainda ocorre no caso da prova de redação, obviamente) era OBRIGATÓRIO o processo de fazer reuniões entre os avaliadores para determinar critérios mínimos de correção. Reforçando: é IMPOSSÍVEL corrigir provas redigidas sem que estes critérios sejam discutidos previamente.

  315. leo

    -

    01/02/2010 às 16:14

    Nota do Ministério da Educação:

    Tratasse, obiviamente, de uma eleviandade o que o profeçor de portuguêz, que aliaz nen se indentifica, está fazemdo.
    Os critérios uzados no Enem estão em acordo com o sistema intregado de ençino médio propozto pelo actual governo, em perfeita simtonia com o estatuto de educação para edolezcentes e afins da Organização das Nassões Unidas, do UNICEF e da rede Globo de televizão.
    Com a palavra o ilustríçimo profeçor que prefere o anomimato.

    Cinceramente

    Ministério Da Educação

  316. inepianos

    -

    01/02/2010 às 16:12

    Caro Reinaldo, veja que os próprios servidores do INEP estão muito descontentes com as iniciativas truculentas do Ministro, que tem atropelado a técnica em favor do uso político do ENEM. veja o http://blogdoinep.wordpress.com e tire suas próprias conclusões…

  317. Rose Perito

    -

    01/02/2010 às 16:10

    Mas o que o bobão do Fernandinho quer é aparecer para a galera e concorrer a algum cargo político – ele não queria ser candidato ao governo de SP?
    Então ele tem algumas idéias mirabolantes (podem ser até boas ou bem intencionadas) mas não tem capacidade para realizá-las. Seja porque delega funções a incompetentes e não os questiona nem checa o que é realizado, seja porque resolve tudo às pressas e do jeito que dá.

    Enquanto educação neste país for tratada como artigo supérfulo e apenas encarada como estatística para avaliação de políticos populistas, não tem jeito: continuaremos com a corrupção em alta e os serviços básicos em baixa.
    É uma caca generalizada.

  318. Gilmar

    -

    01/02/2010 às 16:06

    Reinaldo quando este Sr. Falou em “modo apressado, amador e irresponsável” fechou a forma de governar o país e isto vem se alastrando por todos os poderes.O Sr. Sarney disse hoje na abertura dos trabalhos do judiciário que é melhor um país com leis ruins do que um país sem leis. Justo ele esqueceu de frizar que mesmo leis ruins tem que ser respeitadas.Melhor ouvir isto do que ser surdo.SERÁ?????

  319. QUAKER

    -

    01/02/2010 às 16:05

    SE FOR PARA O BEM DO BRASIL EU QUERO MAIS QUE O ENEM NÃO FUNCIONE MESMO.
    QUANDO A CLASSE LETRADA DESCOBRIR QUE ESTÃO SENDO LESADOS,QUEM SABE MUDEM DE ATITUDE.
    NÃO ADIANTA SÓ NÓS AQUI FICAR NOS INDIGNADOS.
    SE ACEITARAM AS REGRAS DOS COMUNISTAS Ñ TEEM NADA O QUE FAZER.
    HADDADE SÓ ESTÁ DE PASSAGEM. NÃO QUER DIZER QUE NÃO TEMOS QUE FAZER NADA.
    JÁ ERA PARA ESTAR NA RUA AO PRIMEIRO SINAL DE INCOPETÊNCIA.
    PARECE QUE NÃO É SÓ DELE.

  320. Flávio Araújo

    -

    01/02/2010 às 15:59

    Recentimento, final de 2009, minha filha fez vestibular e ENEM. No vestibular da UPE, ficou como classificável com a nota em torno de 700 pontos. Não foi aprovada. Porém muitos que tiveram notas abaixo de 500 pontos foram aprovados no mesmo curso por estarem no INJUSTO SISTEMA DE COTAS. O desgaste emocional para ela e outros milhares de alunos que passaram pelas confusões do ENEM certamente influenciou no desempenho no momento das provas.
    Assim, nosso país vai dando oportunidades aos que têm desempenho fraco em detrimento daqueles que se esforçaram mais e que provam que têm mais capacidade.

  321. Anonimo

    -

    01/02/2010 às 15:51

    Reinaldo
    Isto revela duas coisas.
    1) a subjetividae tomou conta do brasil
    2) o fernando haddad está no seu nível de incompetência.
    Daí o brasil de alguma excelência está acabando e dentro de mais alguns anos estaremo comendo biscoti de terra como os haitianos.
    Eles brioches franceses com griffe: sarkozy.

  322. psbolivar

    -

    01/02/2010 às 15:51

    serah q o canhao encostou mesmo? se a dilme vira eu me mudo pro planeta avatar..

  323. Pantaneiro

    -

    01/02/2010 às 15:49

    Confirmo as palavras do professor no relato. Em 2005 também fui corretor das redações do ENEM e tudo o que ele relatou é verídico, pois passei pelo mesmo processo, sem coordenação, sem verificação, apenas algumas mensagens via e-mail que mais confundia do que esclariecia. Ele ainda teve a sorte de ter um manual. Na minha época nem isso havia, apenas um boa sorte e seja o que Deus quiser.

  324. Zé Ricardo

    -

    01/02/2010 às 15:48

    Reinaldo,
    uma vez já falei sobre a questão ideológica na correção da redação do enem, com o que você concordou, publicando o comentário.
    Neste ano minha filha fez vestibulares (vários para medicina),
    na maioria deles tirou notas de 80% a 90% na redação; no enem, 67%.
    Será que os corretores deste são melhores que os da UNICAMP, por exemplo, onde ela teve 84% da nota da redação? Mistérios. E as chances dela nos vestibulares de med que usam enem depois disso?

  325. Regan

    -

    01/02/2010 às 15:48

    Prezado Reinaldo,

    Você acha que o Governo pode fraudar as eleições deste ano?
    Como poderemos evitar que isto aconteça?

  326. alimped

    -

    01/02/2010 às 15:43

    Não deixe esse assunto morrer! Muitas vezes, as grandes pautas do jornalismo tem nascido aqui, como você bem sabe!

  327. alimped

    -

    01/02/2010 às 15:43

    Esse blog é ótimo para lançar temas que depois viram pauta nos outros jornais. Até gigantes como a fabricante do Rafale respondem aos seus posts. Por isso, não deixe de martelar o assunto!

  328. Paulo Murilo

    -

    01/02/2010 às 15:41

    Reinaldo, sobre a nota da redação: corre um boato, entre os que fizeram a prova, que o corretor foi o Lula. Por quê? Porque textos que eram muito bons, receberam notas altas, outros não tão bons, receberam notas baixas. Alguns amigos que disseram ter feito textos sem pé nem cabeça se surpreenderam com as notas altas que receberam.