Blogs e Colunistas

10/05/2010

às 21:51

SERRA DIZ QUE BC TRABALHA DIREITO E QUE, SE ELEITO, NÃO VAI MUDAR RELAÇÃO COM INSTITUIÇÃO

Da Agência Estado. Comento em seguida:

O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, o ex-governador José Serra (PSDB), defendeu hoje que o presidente da República acompanhe de perto a atuação do Banco Central (BC). “O BC deve ter autonomia para o seu trabalho dentro de certos parâmetros, que são os interesses da estabilidade de preços e do desenvolvimento da economia nacional”, disse o tucano após participar, na capital paulista, da abertura da APAS, feira do setor de supermercados.

Em entrevista à rádio CBN, na manhã de hoje, Serra disse que se eleito, daria opiniões sobre a atuação do BC. De acordo com o tucano, o BC “não é a Santa Sé” e não está “acima do bem e do mal”. “Agora quem acha que o Banco Central erra é contra dar autonomia de trabalho dele?”, disse o presidenciável. Questionado agora à tarde sobre o assunto, Serra esclareceu que não pretende, se eleito, mudar a relação entre o governo federal e o BC.

“O presidente nomeia a Presidência e a diretoria do Banco Central. Naturalmente, acompanha (o trabalho da instituição). Como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso fez, como o presidente Luiz Inácio Lula da Silva faz e como qualquer presidente da República faz também”, disse. “Você escolhe presidentes (do BC), então você sempre tem condições de dialogar”, acrescentou. Para o tucano, a gestão atual do BC “trabalha direito”, e Lula acompanha a atuação da autoridade monetária.

De acordo com Serra, o fato de o presidente da República indicar a diretoria do BC já mostra a proximidade que haverá entre eles. “Você vai escolher alguém com quem tenha uma razoável proximidade. Não vejo nenhuma relação conflitiva nisso”, esclareceu.

Depois de responder de forma ríspida sobre a questão monetária à jornalista Miriam Leitão em entrevista na CBN, Serra tentou, agora à tarde, contemporizar. Disse ser “um grande admirador” da jornalista e atribuiu o tom de suas respostas ao horário. “Não fiquei incomodado (com as perguntas). Eram oito horas da manhã. Você espera que eu chegue sorrindo, como eu chego aqui?”, questionou.

Em seu discurso, na abertura da feira, Serra defendeu a redução da carga tributária no âmbito federal e falou sobre iniciativas do governo de São Paulo, consideradas por ele bem-sucedidas, como a substituição tributária e a Nota Fiscal Paulista. Após discursar, o tucano caminhou entre os estandes da feira, cumprimentando os presentes e tirando fotografias. O pré-candidato parou em pelo menos cinco estandes para conversar com diretores das empresas. Serra não resistiu ao ser convidado: “Presidente, vem comer um queijinho”. No quiosque, ganhou de uma admiradora um pedaço de queijo na boca.

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

49 Comentários

  1. o momento é de Serra

    -

    11/05/2010 às 18:34

    Esses jornalistas precisam preparar melhor a pauta de perguntas. Herodoto Barbeiro diz que o PROUNI é investimento em qualidade de ensino; a Miriam Leitão traz pergunta de encomenda. Levou lapada!!. Na verdade eles não esperavam por este desempenho de Serra. Ah! Ele conseguiu emudecer a Lucia Hippolito…. Que bom , né?

  2. CBN

    -

    11/05/2010 às 16:00

    Da próxima vez seria melhor o Serra ser entrvistado pelo CBN madrugada com o Alves de Melo.
    A Miriam deveria ser demitida, onde já se viu fazer uma pergunta daquela? O Serra deveria tomar o terreno da Globo!

  3. Sr. Fontoura

    -

    11/05/2010 às 15:27

    Reinaldo,

    Mais uma vez o Serra me decepcionou. Foi grosseiro e arrogante no modo, e infantil no conteúdo: “Não baixar os juros num contexto que não tinha inflação simplesmente foi um erro.”

    A inflação e o nível de juros são eventos interelacionados. Se os juros fossem menores a inflação, que não “tinha”, existiria. Ou melhor, teria superado sua meta.

    Se o candidato quer realmente defender o tal tripé, ele tem de defender as metas de inflação e, consequentemente, o nível adequado de juros para mantê-la dentro do planejado.

    Que bata nos gastos públicos, verdadeiro vilões do juro exorbitante com o qual temos vivido desde as andanças de tucanos e petistas no planalto.

  4. Eduardo

    -

    11/05/2010 às 13:15

    Reinaldo, vc falou que comentaria, mas ainda não o fez. Estamos aguardando. Obrigado.

    Silvio, seus comentarios estão corretissimos.

  5. Caribenho das Ilhas Virgens

    -

    11/05/2010 às 12:59

    Se é para o BC pairar acima de tudo e de todos, que o presidente da instituição seja escolhido pelo voto direto e universal dos eleitores brasileiros.
    No novo sistema, o presidente da República poderia então ser aprovado pelo Senado, depois de indicado pelo presidente do BC.
    Seria mais lógico.

    Do Blog do Alon. Jornalista sério é outra coisa!
    Serra foi contundente sim. A pergunta exigia uma resposta contundente.
    É bom para afastar perguntelhos e perguntelhas nas próximas entrevistas.

  6. Charles A.

    -

    11/05/2010 às 12:58

    Não acho que Serra tenha pisado na bola. Essa Mirian Leitão é realmente um pé no saco;se acha…e é sempre a favor do governo-se critica de um lado elogia de outro-no governo do Fernando Henrique ela era criticada pelo pt de ser tucana – o petista macaco Simão até arrumou apelidos para ela,agora ela é petista que critica de vez em quando- o que ele disse é a mais pura verdade. O Banco Central tem autonomia,no Brasil, até onde o executivo quer.Sempre foi assim. Quem sabe mude após a eleição de Serra, para melhor! Ou o Henrique Meirelles “peitou” o Lulla alguma vez? Serra,não aceite mais entrevistas pela manhã – eu, de manhã, sacrifico-me para dar bom dia às pessoas no elevador,hehehe

  7. Vera L.

    -

    11/05/2010 às 12:53

    Reinaldo,
    O que Serra disse sobre os juros do BC à época da crise,Miriam Leitão concordava totalmente com ele. O neosocialista Paulo Skaf também dizia a mesma coisa. Serra no BC fará igual a Lula e FHC.

    Quem não via os mesmos “especialistas” dizerem quando os juros baixavam, foi Lula que determinou, quando subia era a “independência” do BC . Essa fala foi da lulista de carteirinha, Cristiana Lobo, Jornal das Dez. Qualquer presidente vai dar pitaco. Não vai querer ser o presidente do BC como ML sugeriu, mas que vai trabalhar em sintonia vai. Meireles estava começando a fazer política partidária no BC, só não continuou porque viu suas pretensões de ser vice irem para o brejo.Isso é GRAVE.

  8. Vera L.

    -

    11/05/2010 às 12:25

    Gosto muito de fotografia, elas muitas vezes dizem mais que as palavras e de que lado o noticiário está. Não sei por que tanta polemica com o que Serra disse, até parece que abalou Bangu? Eu acho mesmo que ele SÓ abalou Bangu, o resto foi um grande alívio para os petistas que estão na imprensa, mesmo no Globo, enfim Serra deu uma pisadinha na bola! Estavam cansados de verem Dilma perdendo de goleada!Dilma em outra foto numa churrascaria, parecia estar dando palestra para faze regime! Um desanimo nas caras dos convidados! Só Cabralzinho estava rindo, ele ri até de fratura exposta quando está ao lado da Dilma.

  9. Vera L.

    -

    11/05/2010 às 12:24

    Oi, Reinaldo!
    Na capa do Globo de hoje aparece Serra meio que resvalando numa escada e seguro por seus assessores, e todas as coisas ditas ontem na CBN, mostrando ser agora um candidato de oposição, dentro só Merval foi profissional ao falar do assunto, o resto foi querer mostrar que o “Serrinha paz e amor resvalou”. A foto de Miriam Leitão como se estivesse entrevistado Serra é FALSA, ela mesma disse que fez a pergunta por telefone.Virando a pg mostram Dilma toda sorridente, vestida de vermelho ao lado de Palocci. Isto sim é que é FALSO também,Dilma ao lado de Palocci, prefiro Serra na escada meio desajeitado do que essa farsa de Dilma ao lado de Palocci.Dilma e Palocci juntos? Só agora.

  10. Rápido e Rasteiro

    -

    11/05/2010 às 11:49

    Nada de novo ou de trágico. Exceto a romaria de novos admiradores do BC e da Selic. Caso tivesse ocorrido o oposto, ou seja, uma resposta delongada, tangenciada, hoje aconteceriam até pedidos de crucificação. E surgiriam as romarias de acertivos. E lógico, as oposições já teriam perdido as eleições com um candidato que não responde nada direto. Fica meio enfadonho, mas é o que ocorre.

  11. Silvio

    -

    11/05/2010 às 11:48

    O Serra, experiente como é, demonstrou uma irritabilidade desnecessária. Ele precisa lembrar que não está respondendo à jornalista do momento, mas a milhares de ouvintes em todo o Brasil.Sua posição quanto ao BC, errada por sinal, pode preocupar os agentes econômicos, pois passou a impressão ,que se eleito, o banco não terá autonomia, o que traria uma certa insegurança ao mercado.Mesmo corrigindo posteriormente sua posição, deixou dúvidas quanto às suas reais intenções.Seu passado como ministro de FHC contribui com tais especulações, pois foi um crítico severo às decisões do BC na época,criando vários atritos com Malan na época.

  12. cleide bragliollo

    -

    11/05/2010 às 11:10

    Reinaldo
    Precisamos pedir, por favor, aos senhores responsáveis pela campanha de Serra, que não permitam mais entrevistas, sobretudo com a participação dos demais candidatos, agendadas para as 8:00hs da manhã.
    Nessa hora, Serra – que é do ramo dos “indormíveis” e fica no twitter até às 4hs – é um verdadeiro zumbi…
    Se estivesse mais “ágil”, não teria escorregado nas cascas de banana que Miriam Leitão plantou em seu caminho

  13. Max Weber

    -

    11/05/2010 às 10:58

    Serra é de esquerda!!!

    Ele está à esquerda do PT, aliás, existe um grupo no PSDB que está à esquerda do PT.
    São todos herdeiros de Maria da Conceição Tavares. Não reconhecer isso é burrice. Está na história!

    Serra é diferente do FHC!

    Mudei meu voto! Hoje ele é do Serra!!!

  14. ecspee

    -

    11/05/2010 às 10:48

    O Serra foi autêntico, mostrou conhecimento. Não se deixou intimidar por pergunta partidária muito menos otária. É isso que queremos ver num presidente, falta em Lula e nunca existiu em Dilma: VERDADE!

  15. Silvio

    -

    11/05/2010 às 10:46

    A verdade é que o Serra pisou na bola com essa história do BC. Quando diz que o banco não é a Santa Sé, quem seria então? Ele seria ? O BC tem que ter autonomia sim. Sua principal função é a proteção do valor da moeda. Ele se guia pelas metas de inflação definidas pelo governo,agindo para que tais objetivos sejam atingidos. O exemplo atual é claro, estamos com índices inflacionários acima da meta, portanto, cabe ao BC agir,através do aumento da Selic, que contrai a economia,fazendo com que os preços, retornem aos patamares definidos, ou seja, venham para o centro da meta. Quem mais perde com a alta dos preços são as classes de menor renda.

  16. Ferrabraz

    -

    11/05/2010 às 10:36

    Juros negativos, como querem alguns, são a expoliação do patrimônio da geração anterior.
    É meter a mão na poupança dos velhinhos, dos aplicadores que não podem mais correr os riscos da bolsa.
    É a mais calhorda das sugetões que algum economista pode dar a um diretor do banco central.
    Já pensou no saldo de sua poupança, por exemplo, hoje com juros mais TR, de 4% ou algo assim. Perderias 1% a cada mes.
    Será que Serra vai adotar as teorias de Bresser/Nagano, de selic manipulada, de câmbio fixado pelo BC, sem uma redução drástica do déficit publico, redução para zero deste, caso contraio trarão a inflação aos céus.
    Bresser Pereira, já uma vez roubou a nação, com correção fajuta de ativos.

  17. Lu

    -

    11/05/2010 às 10:24

    Serra não pode se descontrolar como aconteceu na entrevista. Foi doloroso ouví-lo e fazer a comparação com a Dilma e Lula. Não devemos culpar este ou aquele jornalista. As respostas do Serra devem ser claras, precisas e independentes de quem formula as perguntas – exatamente o que vinha fazendo antes.

  18. Sidney Chapecó

    -

    11/05/2010 às 9:04

    O incrível nesta história, é que a maioria acha que aquilo que os jornalistas, principalmente de economia pensam e falam é o que estaría correto. E eles não perdem a oportunidade que tentarem incutir isso na cabeça inclusive dos candidatos a qualquer cargo. É mais fácil conseguir credibilidade assim, no lombo dos que efetivamente terão oportunidade de colocar em prática um plano econômico coerente. Se são tão bons assim, candidatem-se e toquem a vida ou limitem-se as perguntas e engulam as respostas. Forçar uma resposta, ou querer que a resposta tenha impacto para se promover, é coisa de reporterzinho de quinta categoria.

  19. marcos moraes

    -

    11/05/2010 às 8:32

    Quer dizer que antes das 8 se pode ser grosso e autoritario?

    E depois das 18 poderemos ser o que?

    MAM

  20. Rubens Costa

    -

    11/05/2010 às 8:21

    Reinaldo, bom dia! Diferentemente da maioria das pessoas que não gostou do tom empregado pelo Presidente Serra com a Miriam Leitão, eu concordei totalmente e explico: A Miriam Leitão já fez a sua pergunta com um tom de voz muito ríspido, até “parecia uma petista perguntando”. O Serra, que sabe muito bem para quem ela “torce” levantou o tom no sentido de enquadrar a jornalista, que na minha opinião é muito fraca (ela vacila demais ao falar). Se tenho razão ou não, peço que todos ouçam a próxima entrevista da série, que vai ser na próxima segunda, com a Dilma. Observerm o tom de voz que a Miriam Leitão vai usar – um tom de voz de uma comadre.

  21. Marcos

    -

    11/05/2010 às 6:48

    Reinaldo,
    Esta questão do BC é extremamente importante. 90% dos problemas dos EUA hoje são causados pelo fato do BC de lá (o FED) ser independente e privado. Isso mesmo, ele é privado e dá lucro a meia dúzia de banqueiros internacionais.
    Um BC independente no Brasil estaria no dia seguinte nas mãos dos banqueiros globalistas, provavelmente ajudando na criaçào de uma constituição financeira mundial, como apoiada pelo Gordon Brown da Inglaterra. Sem falar que seria anti-democrático, uma instituição que tem mais poder que o governo não ser nem eleita nem controlada pelo governo eleito.
    Leia o livro “The Creature from Jekill island” de G. Edward Griffin ou faça uma pesquisa no Google.

  22. ntsur

    -

    11/05/2010 às 6:31

    Qual o problema de falar que o banco central não é a santa sé?
    Segundo os economistas da escola austríaca a crises do capitalismo só ficaram tão comuns DEPOIS que os bancos centrais passaram a ter mais poder

  23. esculacho

    -

    11/05/2010 às 5:27

    Serra está virando bravateiro agora. Quando não tiver dinheiro para sustentar o estado “musculoso”, que pelo visto continuará a ser tratado a leite de pata, o financiamento virá via juros. Sem independencia e com menos autonomia, isso será o BC no governo Serra. Lula por ignorância e Serra por arrogância. Pelo jeito que a coisa vai a prosperidade continuará se dando em cima de dinheiro alheio. Trabalho, poupança e honestidade, ninguém quer saber. Principalmente no setor público e público-privado.

  24. flavio

    -

    11/05/2010 às 2:16

    Ouvi a entrevista do Serra com a Miriam Leitão agora. O tom dele foi péssimo, e o conteúdo da fala preocupante. Inacreditavelmente, hoje a Dilma foi mais sensata do que o Serra ao falar sobre a autonomia do BC.

  25. Anônimo

    -

    11/05/2010 às 1:41

    Na verdade, o arrojo monetário através dos altíssimos juros altos que o BC vem praticando está literalmente enforcando o comércio. A coisa só não é pior porque estão imitando o sistema chinês e já temos uma parte informal bastante significativa no comércio. Mas se levarmos em conta que elevaram em demasia as taxas dando uma paulada, como foi o termo que usaram, o que estavam buscando é, na verdade, antecipar o que julgam ser um desgaste se for feito durante a campanha ou próximo às eleições. Então, neste ponto, acertou o candidato Serra ao dizer que o presidente deveria ter pulso nesta situação. No entanto, todos sabemos que é contendo gastos do governo que os juros abaixarão.

  26. Germano Alves

    -

    11/05/2010 às 1:10

    Concordo com:

    Marcus Borelli disse:
    maio 10, 2010 às 9:58 pm

    (…)
    Para mim, com todo o respeito, ele deu à ela um bom passa fora. Ela procurou e achou …

    A Miriam Leitão estava formulando a pergunta e a resposta simultaneamente. Se Serra permitisse, Miriam teria lido uma tese de 200 páginas e no final aquele tipo de pergunta onde cabe a respostas sim ou não.

    Miriam pediu e recebeu.

  27. ferrera

    -

    11/05/2010 às 0:30

    reinaldao,

    infelizmente o Serra vem vaciliando na questão do BC…O mercado não gosta dessa dúvidas, desse direito à critica ( assim como a imprensa não gosta das críticas do lula à ela )…

    O serra tem q se explicar…
    Não podemos passar a mão na cabeça em tudo q ele faz…As suas críticas à Dilma tem sido boas pra ela ( acho q ela deve ler muito vc, pois vc sabe apontar seus erros como ninguém…..

    Achei estranho vc não comentar isso…Torço, de coração, pro Serra esclarecer melhor isso…

  28. Ed

    -

    11/05/2010 às 0:26

    Ok, governador, dessa vez passa…

    Mas que não se repita. Míriam Leitão não é Rosane Oliveira.

  29. lam

    -

    11/05/2010 às 0:25

    Tá explicado – entrevista às 8h com o Serra é sacanagem. A CBN está realmente fechada com PT e Lula. O Bom Dia Brasil, então, nem se fala!!!

  30. Maristela

    -

    11/05/2010 às 0:03

    Foi mais ou menos o que eu disse:
    nosso candidato gosta de passar ALGUNS sustos em seus eleitores.
    Depois, quando os petralhas já se reuniram por um tanto de horas para decidirem sobre a resposta que a candidata deles teria de dar à midia,
    o Serra resolve trocar em miudos aquilo que ele apenas manifestou como um desvio de conduta.
    AVISO AO SERRA: não brinque com nossos corações caro candidato! RSSS

  31. Anônimo Paulistano

    -

    11/05/2010 às 0:02

    Do texto:

    “Serra não resistiu ao ser convidado: “Presidente, vem comer um queijinho”. No quiosque, ganhou de uma admiradora um pedaço de queijo na boca”.

    As 8 da manhã já sabemos: é a hora do chilique do candidato, sabe me dizer qual é a hora do queijinho na boquinha ? Meigo.

  32. Esther Correa

    -

    10/05/2010 às 23:44

    Oi tio Rei
    É isso que dá, não pensou p/ falar, tem agora que esclarecer. Isso é coisa da Dilma não do Serra. Ele é que não dê a cara a tapa senão vão cair na sua alma. Já caem com ele acertando, imagine aflando besteira.

  33. Anônimo Paulistano

    -

    10/05/2010 às 23:40

    José Serra disse: “Eram oito horas da manhã. Você espera que eu chegue sorrindo, como eu chego aqui?”.

    Eu espero que todo o servidor público ´chegue sorrindo´ ao seu trabalho, espero mais: espero que cumpra o seu dever, inclusive o dever de chegar sorrindo por estar trabalhando naquilo que escolheu fazer, caramba, se todo o servidor público se reservar o direito de dar esporro às oito horas da manhã é melhor abrir a repartição ao meio dia e fechar a dita cuja ao meio dia e meia, JS está bem temperamentalzinho, ainda tem muita campanha pela frente.

  34. Não foi legal

    -

    10/05/2010 às 23:38

    Acho que não foi legal Serra ser rispido com a Miriam.
    Não repercutiu bem,Se Serra pela manhã tem esse humor, deve evitar entrevistas na parte da manhã.
    Todos sabem que ele só consegue dormir depois das 3 horas,muita gente tem esse problema, as vezes até eu.

    Marina e Dilma vão dar entrevistas, Marina faz o papel da santinha, sempre muito delicada.
    Dilma já ouviu a entrevista de Serra, vai mansinha, mansinha.
    É melhor passar por sonsa do que arrogante e autoritaria e, é isso que as duas vão fazer.

  35. FERNANDO

    -

    10/05/2010 às 23:25

    Perfeito meu futuro presidente! O BRASIL PODE MAIS! SERRA PODE MAIS! MUITO MAIS! 45 NELA E NELES, JÁ!

  36. maria cristina

    -

    10/05/2010 às 23:25

    Caro Reinaaldo,
    A forma ríspida como Serra respondeu à Mirian Leitão foi justa e adequada.
    A Mirian tem um grande defeito : o de se considerar altamente conhecedora de economia, e não é bem assim.
    Ela tentou, e não conseguiu, confundir o governador Serra.
    É bom para que ela comece a aprender a lidar com ele e, quem sabe, ser mais humilde.

  37. Marcelo José Gonçalves

    -

    10/05/2010 às 23:17

    Por que Serra vem respondendo de forma rispida algumas perguntas? Precisa ter mais calma…na Presidencia vai ser pior.

  38. George

    -

    10/05/2010 às 23:09

    Oi, Reinaldo!
    Oi, internautas!
    O Serra não tem que entar em bola dividida para poder ganhar no primeiro turno.

  39. roni

    -

    10/05/2010 às 22:39

    Esta repórter….comentarista de Economia…ecologista…Miriam Leitão já foi tragável, mas há muito tempo assumiu um papel estranho…será que já faz parte? Parece que sí!

  40. DE LA VEGA

    -

    10/05/2010 às 22:32

    Serra nem precisaria desdizer o que disse. Simplesmente porque o que dissera na CBN está absolutamente correto, tanto econômica quanto políticamente. Há muito o BC faz o que bem entende com a taxa de juros e espeta a conta fiscal no lombo da população. Tese de doutorado recentemente defendida na UNICAMP comprovou que a principal causa do aumento da carga tributária entre 1999 e 2009 foi a taxa de juro real que fez explodir a dívida pública interna e sua necessidade de financiamento, que consomem de R$ 160 billhões anuais somente de juros.
    Ademais, Serra sabe que o câmbio do jeito que está vai impactar duramente o déficit em transações correntes. O economista Serra acertou na mosca.

  41. claudio capetini

    -

    10/05/2010 às 22:22

    Em que ponto chegamos? Estamos vivendo uma verdadeira DITADURA DE OPINIÃO… não se pode criticar o Lula, não se pode criticar o bolsa família, não se pode criticar o Banco Central, não se pode ser contra as cotas raciais, vide Demóstenes Torres, e por aí vai… Só porque o Serra falou que o Banco Central não é “Santa Sé” todo jornalismo caiu de pau nele. E se ele tiver algo melhor para a política econômica? ninguém pensou nissso? Estamos vivendo no Brasil um momentozinho de merda,… como pretendemos crescer se não podemos discutir? se não podemos expor idéias? Tenha paciência.

  42. Nota Fiscal Brasil

    -

    10/05/2010 às 22:14

    A redução da carga tributária poderia ser ao longo do tempo, automática, diretamente proporcional, ao crescimento do PIB. Permitindo que uma parte do crescimento da arrecadação federal retornasse aos contribuintes. A outra parte ficaria para o Governo. Evitaria que tudo que se obtenha de crescimento de arrecadação, como nos últimos anos, sirva apenas para aumentar despesas de custeio, relegando o investimento governamentais a números rídiculos.

  43. Germano Alves

    -

    10/05/2010 às 22:12

    Concordo com:

    Marcus Borelli disse:
    maio 10, 2010 às 9:58 pm

    Fiz o mesmo, acabei de ouvir a pergunta da Miriam. Ela tentou apresentar uma tese fechada. Serra não permitiu, mas Miriam continuou insistindo e recebeu uma bela resposta.

    Aconteceu algo semelhante na RBS, o caso da famosa ponte.

  44. Twittesoteric

    -

    10/05/2010 às 22:08

    Ele pode ter sido indelicado, mas pelo menos tem opinião própria, diferentemente da Dilma q. mais parece um papagaio. Pronto, falei!

  45. "Zorra Total"

    -

    10/05/2010 às 22:03

    Como diria Márcia, a impagável personagem infiel do zorra: “CONTORNEI!”

  46. Schurispy

    -

    10/05/2010 às 22:00

    Caro Reinaldo,
    Desculpe a intromissão.
    Tenho que informar que o Presidente da Camara dos Deputados, resolveu iniciar no país a faxina ética.
    Mandou demitir todos auxiliares do gabinete do deputado licenciado Ciro Gomes.
    Essa foi a forma que ele deve ter imaginado para mostrar a nação, que não concorda com esse tipo de “maracutaias”.

  47. Marcus Borelli

    -

    10/05/2010 às 21:58

    Reinaldo

    Eu ouvi a entrevista do Serra na CBN mas o que me chamou mais a atenção foi a maneira como ele respondeu à Miriam Leitão. Para mim, com todo o respeito, ele deu à ela um bom passa fora. Ela procurou e achou …

    PS: Não sei se usei as crases de maneira correta, espero que sim.

  48. carlos-df

    -

    10/05/2010 às 21:56

    Rei, porque será que ninguém fala do inquérito que foi encaminhado ao STF contra o Vice-Presidente José Alencar, por crime contra o patrimônio-EStelionato?

    veja só a noticia neste blog:

    http://carlosvogado.blogspot.com/2010/05/o-vice-presidente-jose-alencar-hoje.html

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados