Blog Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

sobre

Reinaldo Azevedo, jornalista, escreve este blog desde 2006. É autor dos livros “Contra o Consenso” (Barracuda), “O País dos Petralhas I e II”, “Máximas de Um País Mínimo — os três pela Editora Record — e “Objeções de um Rottweiler Amoroso” (Três Estrelas).

SBT cede à patrulha e corta as opiniões de Sheherazade. Na TV aberta brasileira, pode mostrar o traseiro e o bilau; pode transformar o vocabulário numa latrina; só não pode dar uma opinião contrária à das milícias do PSOL, do PCdoB, do PT e dos autoritários e imbecis de maneira geral

Por: Reinaldo Azevedo

Sheherazade: SBT cede à patrulha dos autoritários e cassa as opiniões da jornalista

Sheherazade: SBT cede à patrulha dos autoritários e cassa as opiniões da jornalista

O SBT cedeu à pressão, ao alarido e à gritaria dos censores em tempos democráticos e decidiu proibir os comentários da jornalista Rachel Sheherazade. Os autoritários, os imbecis e os esquerdopatas estão felizes. São, ademais, mentirosos porque fingem uma indignação que não têm para alimentar os preconceitos que têm. Na origem da polêmica, está um comentário que Sheherazade fez no ar quando um jovem assaltante foi detido por moradores e atado a um poste. Já escrevi um post a respeito no dia 10 de fevereiro. Embora eu não endosse o comentário da jornalista, É UMA MENTIRA ESCANDALOSA QUE ELA TENHA APOIADO AQUELE TIPO DE TRATAMENTO.

Ela disse outra coisa. Afirmou que, numa sociedade em que o estado é omisso e em que a violência se dissemina, é “compreensível” aquela atuação da população. Dias depois, diga-se, o rapaz foi detido novamente por suas vítimas habituais. Para não apanhar, começou a gritar: “Eu sou o do poste. Sabe com quem está falando?”. Ele sabia que os cretinos deslumbrados o tinham tornado uma celebridade.

Certamente haverá um bando de tontos, inclusive no meio jornalístico, aplaudindo a decisão, sem se dar conta de que está botando a própria cabeça na guilhotina. É mentira que Sheherazade esteja sendo punida por aquela opinião. Ela está sendo calada porque não emite, na TV, pontos de vista considerados consensuais; porque não lustra os preconceitos politicamente corretos que tomam conta da TV aberta; porque não segue, enfim, a manada.

Vocês já se deram conta do vocabulário que se tornou usual nas TVs brasileiras — sem exceção — a partir das 21h? Temas de relativa complexidade moral — de dilemas éticos à questão da sexualidade — são levados em cena aberta, e é certo que há crianças do outro lado da tela, não é? Ah, mas em matéria se sexualidade, de formação familiar, de consumo de drogas, de desassombro vocabular, mesmo quando, reitero, há crianças envolvidas inclusive nas cenas, aí somos todos libertários; aí ninguém quer correr o risco de parecer reacionário; aí a mãe pode levar o filho para o ambiente em que mantém flertes lésbicos. Afinal, o que é que tem? Lesbianismo é comum.

E não serei eu aqui a dizer que seja incomum, não é? Não estou defendendo censura nenhuma, antes que algum bobalhão leia que o que não está escrito. Eu já disse que não brigo com TVs, com programas de humor na Internet, com nada disso. Defendo apenas que se desligue a TV e que não se veja o tal programa. E pronto!  Mas sigamos. Aprendi, dada a educação moral e cívica ora em  vigência, que um gay esmagado pelo pai pode sequestrar e jogar uma criança no lixo, tentar matar uma pessoa, financiar o sequestro dessa mesma criança; chantagear, extorquir, fazer o diabo. Se ele descobrir o amor verdadeiro e se isso significar a adesão da maior emissora do país a uma causa “progressista”, tudo vale a pena. O bandido merece perdão. Já a bandida heterossexual morre eletrocutada numa cerca para deixar de ser safada. O pai homofóbico termina seus dias babando e dependendo daquele a quem tanto hostilizou. Quem mandou ser tão malvado e, em certa medida, literalmente cego de heterossexualismo e machismo? E não duvido que muitas mulheres tenham achado “liiinda” a novela misógina. O Brasil está ficando burro.

Essa mesma televisão, no entanto, não pode comportar as opiniões de Rachel Sheherazade. Quais opiniões? Aquela de que é “compreensível” que a população se revolte e decida fazer justiça. Não! Ninguém nem está ligando pra isso. O problema são as outras opiniões que ela tem. Se há manifestantes violentos nas ruas, em vez de ela verter a baba adesista, tão comum hoje em dia, ela critica; se bandidos cometem atrocidades, em vez de ela se compadecer com a suposta origem social da violência — uma mentira! —, ela pede cadeia; se há invasão de propriedade privada, em vez de ela se solidarizar com invasores, deixa claro que aquele não é o caminho.

Isso não pode! Sheherazade poderia estar emitindo opiniões com esse conteúdo em qualquer democracia do mundo. Não na nossa! Na nossa democracia, todos têm de estar alinhados com os cânones do pensamento politicamente correto. Ou não pode trabalhar. Vejam os debates sobre os 50 anos do golpe militar de 1964. Eu falei “debates”? Uma ova! Não houve! Ao contrário: sob o pretexto de que todos defendemos a democracia, o que se viu nas TVs foi um espetáculo de mistificação. Mais um pouco, João Goulart só não foi chamado de competente…

PCdoB e PSOL
PCdoB e PSOL resolveram recorrer ao Ministério Público contra Sheherazade. Pedem abertamente a cabeça da jornalista, ameaçando a emissora com o corte de verbas de publicidade oficial. PCdoB e PSOL falando em nome da democracia? Dois partidos que defendem a ditadura chavista? Que defendem a ditadura cubana? Que defendem regimes que prendem pessoas por delitos de opinião? Que se alinham com as milícias bolivarianas?

Quem vai dar aula de tolerância a Rachel Sheherazade? A deputada Jandira Feghali? O partido que, até outro dia, foi flagrado em relações incestuosas com ONGs de mentirinha para enfiar a mão no dinheiro público? Que ainda não perdoou Krushev? Nem chego a considerar a tal Jandira um ser da nossa era! Espero que ela não tente me calar também!

Muito bem! Agora Sheherazade não vai mais emitir opiniões. O Brasil ficou melhor por isso? Teremos, agora, mais liberdade de expressão? A verba publicitária oficial pode ser usada por veículos de comunicação que defendem abertamente a roubalheira havida na Petrobras, mas não poderia ir para o SBT porque havia lá uma jornalista que dizia coisas incômodas. Considerando o padrão da TV aberta brasileira, Sheherazade é que virou um problema? Mostrar o traseiro e o bilau em reality show pode, mas afirmar que a população, sem estado, acaba fazendo justiça com as próprias mãos é proibido? Engraçado! Na democracia americana, a bunda e o bilau na TV abertas seriam proibidos, mas a opinião política é livre. Vai ver é por isso que os EUA são os EUA, e o Brasil é o Brasil. Na novelas das nove, se podem defender a descriminação das drogas e o aborto — hoje considerados crimes pela legislação brasileira — e da pior forma possível: no modelo merchandising ideológico, de forma mais ou menos sorrateira. Mas ai de um jornalista que emita uma opinião que ofenda as polícias do pensamento!

Sobre a violência
No primeiro texto que escrevi sobe o caso, tratei da questão da violência. Não se trata de saber se direitos humanos devem existir também para bandidos. Os direitos humanos, vejam que coisa!, humanos são — e deles ninguém se exclui ou pode ser excluído. Ponto final. A questão é de outra natureza: cumpre tentar entender por que esses prosélitos mixurucas, esses propagandistas vulgares, jamais se ocupam da guerra civil que está em curso no Brasil há décadas. Então os mais de 50 mil que morrem por ano no país não merecem a sua atenção?

Sei que pode parecer estranho a esses oportunistas, mas Sheherazade não amarrou ninguém. A violência que a gente vê é só um pouco da violência que a gente não vê. Os linchamentos se espalham Brasil afora. Os mais de 50 mil homicídios a cada ano no país é que mereciam uma “Comissão da Verdade”. Por que os que agora pedem a cabeça de uma apresentadora de TV jamais se ocuparam das 137 pessoas (média) que são assassinadas todos os dias no Brasil?

Os imbecis tentarão ler no meu texto o que nele não está escrito. Dou uma banana para os tolos. Quanto mais eles recorrem à tática da desqualificação, mais leitores vão chegando — e, agora, mais ouvintes também. Não dou a mínima. Não me deixo patrulhar. Sim, eu acho que os que prenderam aquele rapaz pelo pescoço têm de ser punidos. Eu acho que os que recorrem a linchamentos também têm de arcar com as consequências.

Mas acho igualmente que essa gente que decide resolver por conta própria — que também é pobre de tão preta e preta de tão pobre — merece ter estado, merece ter segurança, merece ter proteção. Se sucessivos governos se mostram incapazes de dar uma resposta — por mais que eu deteste, por mais que eu ache o caminho errado, por mais que eu tenha a certeza de que a situação só vai piorar —, as pessoas farão alguma coisa.

Parece-me que foi esse o sentido que Sheherazade deu à palavra “compreensível” — o que não implica necessariamente um endosso. Os historiadores já se debruçaram sobre os fatores que tornaram “compreensível” a eclosão dos vários fascismos na Europa do século passado ou da revolução bolchevique na Rússia. Compreender um fenômeno não quer dizer condescender com ele. Eu, por exemplo, penso que é compreensível que o PT tenha chegado ao poder, entenderam?

Ainda que, reitero, avalie que o comentário foi, sim, desastrado. Mas tentar linchar Sheherazade moralmente, aí já é um pouco demais! Estranha essa gente: defende o direito de defesa para os bandidos mais asquerosos — e nem poderia ser diferente —, mas pede a execução sumária de alguém por ter emitido uma opinião infeliz.

E por quê?
E por que se silencia de maneira sistemática, contumaz, cínica, sobre a guerra civil brasileira? Num artigo da Folha, sintetizei a razão (em azul):
E por que esse silêncio? É que os fatos sepultaram as teses “progressistas” sobre a violência. A falácia de que a pobreza induz o crime é preconceito de classe fantasiado de generosidade humanista. A “intelligentsia” acha que pobre é incapaz de fazer escolhas morais sem o concurso de sua mística redentora. Diminuiu a desigualdade nos últimos anos, e a criminalidade explodiu. O crescimento econômico do Nordeste foi superior ao do Brasil, e a violência assumiu dimensões estupefacientes.

Os Estados da Região estão entre os que mais matam por 100 mil habitantes: Alagoas: 61,8; Ceará: 42,5; Bahia: 40,7, para citar alguns. Comparem: a taxa de “CVLI” de São Paulo, a segunda menor do país, é de 12,4 (descarta-se a primeira porque inconfiável). Se a nacional correspondesse à paulista, salvar-se-iam por ano 26.027 vidas.

Com 22% da população, São Paulo concentra 36% (195.695) dos presos do país (549.786), ou 633,1 por 100 mil. A taxa de “CVLI” do Rio é quase o dobro (24,5) da paulista, mas a de presos é inferior à metade (281,5). A Bahia tem a maior desproporção entre mortos por 100 mil e (40,7) e encarcerados: 134. Estudo quantitativo do Ipea (aqui) evidencia que “prender mais bandidos e colocar mais policiais na rua são políticas públicas que funcionam na redução da taxa de homicídios”.

Isso afronta a estupidez politicamente correta e cruel. Em 2013, o governo federal investiu em presídios 34,2% menos do que no ano anterior — caiu de R$ 361,9 milhões para R$ 238 milhões. Para mais mortos, menos investimento. Os progressistas meio de esquerda são eles. Este colunista é só um reacionário da aritmética. Eles fazem Pedrinhas. Alguém tem de dar as pedradas.

Retomo
Boa parte dos que estão vociferando não está nem aí para os pobres, os humilhados etc. Esses coitados servem apenas de pretexto para aquela turma perseguir os de sempre. Não fosse assim, esses bacanas estariam mobilizados, cobrando uma ação do estado brasileiro para pôr fim ao Açougue Brasil, especializado em carne humana.

Bando de censores babacas e autoritários! Ah, sim: o SBT não proibiu apenas Sheherazade de omitir opiniões. A regra vale agora para todos os profissionais de imprensa da casa. Vai ver o Sindicato dos Jornalistas do Rio, que também havia se insurgido contra ela, está feliz. Agora, sim, é que ficou bom, certo? Claro, claro! Sempre haverá um daqueles para dizer que isso só acontece porque se trata de um meio de comunicação da burguesia. O semovente não tem dúvida de que Sheherazade deve ser censurada, mas que a opinião deve ser livre para os que emitem as opiniões “corretas”…

Voltar para a home
TAGs:

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*

  1. Valdemar Aprígio de Oliveira

    É um absurdo o que fizeram com a Raquel. Ela simplesmente disse que entendia a reação da população que tem um estado omisso em ralação a violência. Eu assino em baixo o que ela disse e afirmo que eu também entendo essa reação. Raquel, não se cale, pelo contrário, fale mais e mais alto em bom som para que todos ouçam a verdade, doa a quem doer. Vamos juntos moralizar esse país que é de Jesus Cristo. Raquel, você está convidada para participar da marcha para Jesus no Rio de Janeiro no final de maio/14
    Brasillllll? é do Senhor Jesus. Amém?

  2. Roberval

    Estava esperando que o próprio Jornal do SBT explicasse à população o porquê de do silêncio de sua mais brilhante jornalista. Infelizmente não ocorreu. Perde o jornalismo brasileiro, perdemos todos, a começar por esses eventos o direito garantido na Constituição de 1988.

  3. Carlos Roberto

    Linchamento moral foi o que fizeram com a coitada da Rachel, agora associam sua imagem a morte da mulher que foi linchada por pessoas que acreditavam ela fosse uma “bruxa” assassina de crianças. Não sei onde vamos parar, pior de tudo é que são seus próprios amigos de profissão que a atacam, denegrindo sua imagem, dando sentidos diferentes as palavras ditas por ela quando do linchamento do rapaz amarrado ao poste, isto tudo é uma palhaçada. Que Deus a proteja de seus perseguidores.

  4. José da Hora

    Não creio que tenha sido o “COMPREENSÍVEL’, o pivô da ira dos políticos de plantão contra os comentários da jornalista Rachel Sheherazade. Para isso eles pouco estão se incomodando, acredito que em ano de eleição, o que gerou esta polêmica foi o comentário a respeito da qualidade da Saúde que o Estado Brasileiro oferece aos seus cidadãos, enquanto que os políticos do executivo e legislativo, tem saúde de ponta em hospitais de qualidade e planos de saúde caros, tudo pago com o dinheiro do cidadão. Assistir o comentário e alí, sim, acreditei na queda da jornalista. -É uma pena o que fizeram com o Jornal do SBT.

  5. Clodoaldo Galúcio

    Infelizmente membros da própria imprensa estão colaborando com esse governo autoritário no que tange a liberdade de imprensa. Esses meios de comunicação estão dando tiros nos próprios pés. Quando a liberdade de imprensa finalmente for suprimida, aí eles ouvirão: “Agora é tarde, não vale a pena chorar”… Enquanto isso essa imprensa hipócrita continuará emitindo opiniões corretas” da classe dominante.

  6. Arthur H F Tavares

    Não acho que “compreensível” tenha sido um comentário desastrado. Como você mesmo disse, “..compreender um fenômeno não quer dizer condescender com ele…”
    Assim como é ” compreensível ” porque estamos voltando a censura a imprensa e portanto, quase ninguém está falando nada … Acho que a Globo começou a perceber o perigo que corre em ” apoiar ” o PT não querendo ouvir as vozes das ruas ……….. ENTENDERAM ….?

  7. Gustavo Theodoro

    Reinaldo,

    Veja que nem todo mundo tem o mesmo tratamento. Veja o que falou Dráuzio Varella e a patrulha que ele não sofreu:
    http://agoraaporetica.com/2014/04/20/raquel-sheherazade-e-drauzio-varella/
    Sheherazade realmente incomoda por outros motivos.
    Um abraço,

  8. Valter

    É, já podemos pensar em uma futura comissão da verdade, para esclarecer os anos de chumbo dos governos petistas. Censura pela força do dinheiro público e das estatais. Quando ineficaz, processos do MPF e perseguições da PF (tem diversos casos relatados na rede); limpezas étnicas (quem duvidar veja Suiá Missu e muitos outros casos), legislação mediante fraude e suborno (mensalão), saque dos cofres públicos e das estatais, nâo cumprimento de ordens judiciais e por aí a fora. Mas, pasmem, investiram soma bilionária no “império do mal”, comprando uma refinaria falida. Para enfraquecê-lo é que não era. Tudo isso precisa ser passado a limpo !

  9. Erceu da luz oliveira

    Ta na hora de mudar,chega de desonesto no poder. Rachel o BRASIL esta contigo.

  10. Luis Carlos

    Gostei da idéia, ela começou a se popularizar pelo SBT, agora poderia escrever uma coluna pela Veja, assim os podres do poder teriam que engolir.

  11. domenico

    O direito de expressão, faz parte da Democracia e os invejosos e hipócritas, como um certo “aeroporto de piolho” que é jornalista e apresentador de um telejornal na tv,que fez um comentário maledicente sobre a Rachel Sheherazade, mostrando que é um velho bobalhão,covarde, deselegante e sem ética profissional. Agora, quanto à pressão sofrida pelo SBT, só o Sr. Silvio Santos poderá demonstrar a sua coragem de democrata !

  12. Alexandre Ferreira

    Reinaldo Azevedo fato triste este, o de calarem Sheherazade e todos os profissionais que querem trazer para nós a notícia que não intoxica, que esclarece, que expõe os fatos e que fatos não? Fato de um Brasil burguês, de poucos, e aí temos a constatação que não vivemos uma democracia e sim a sua distonia. Tenho costumado dizer, que não temos mais uma direita e uma esquerda porque estão todos juntos e muito prontos para roubar e manipular os cofres públicos. Estamos vivendo um momento muito crítico, do cenário político e econômico do país, para eles tudo, para nós nada, CPI’s vexatórias que acabam em pizza, nenhuma prisão e um governo que nada vê e nada faz pelo povo. A consternação é geral, somos um povo perdido e sem direção. Somos um Gigante vencido e em Sheherazade temos mais um golpe na boca do estômago a nos calar.

  13. Elton L. Frores

    O jornal sbt Brasil, sem Rachel Sheherazade,É como churrasco sem sal. DALE RACHEL EL EL.

  14. Itamar

    Isto ê uma vergonha

  15. Jose Luis Freitas de Oliveira

    A Veja podia convidar a Raquel Sherazade para escrever uma coluna nessa conceituada revista !

  16. roberto caldeira soares

    Anteontem, um filhote do Paulo Freire e do Estatuto do Menor matou o priminho de 4 anos no Rio de Janeiro.A população queria linchá-lo, mas uma UPP que lá estava fez a proteção do assassino de 14 anos. Sessenta policiais participaram da tal escolta. É esse o conceito de justiça social propagado pelo PT e base aliada.

  17. Maria das Graças

    Concordo plenamente com Reinaldo Azevedo. O SBT realmente me decepcionou, ao calar Sheherazade; calou a voz do povo. Brasil, um País sem Leis, e o povo pode mudar isto. Este mesmo povo derrubou um Presidente, ao sair para as Ruas. Vamos à luta,vamos mostrar aos nossos governantes, que não estamos mortos, e somos nós os verdadeiros donos do BRASIL.

  18. Ana Beatriz Luz

    “Aprendi, dada a educação moral e cívica ora em vigência, que um gay esmagado pelo pai pode sequestrar e jogar uma criança no lixo, tentar matar uma pessoa, financiar o sequestro dessa mesma criança; chantagear, extorquir, fazer o diabo. Se ele descobrir o amor verdadeiro e se isso significar a adesão da maior emissora do país a uma causa “progressista”, tudo vale a pena. ” APLAUDI DE PÉ!

  19. Sandy Silva

    Vocês viram a reformulação do site do Terra? Antes era no estilo do Uol. Agora não são listadas notícias por assuntos na primeira página, tudo disperso, reformularam depois que censuraram opiniões dos internaltas e suspenderam conta do Terra com opiniões divergente contra o Governo, PT e José Dirceu/Mensaleiro. Agora na política: editorial pró-PT e governo. Muito Triste, gostava do site de antigamente pela liberdade de expressão!

  20. Elza de Lima Fernandes

    ? SBT confirma que Censura da Rachel é estratégia

  21. Elza de Lima Fernandes

    DISSEMINANDO A IDEIA DE NÃO COLABORAÇÃO
    Para o desafio político bem-sucedido contra uma ditadura, é essencial que a população entenda a ideia da NÃO COOPERAÇÃO. Conforme ilustrado pela história do “Mestre dos Macacos” (ver Capítulo III), a ideia básica é simples: se um número suficiente de
    39
    subordinados se recusa a continuar a sua cooperação por tempo suficiente, apesar da repressão, o sistema opressivo será enfraquecido e, finalmente, entrará em colapso.

  22. mike

    inevitavelmente as TVs precisam de dinheiro. Imoral é esse governo chantageá-las.

  23. andes

    o governo do PT comprou as TVs, e o pior è que foi com o nosso dinheiro.

  24. Luiz Carlos

    O jornal do SBT sem os comentários corajosos da Rachel é a mesma coisa que assistir a corrida de Formula 1 após a morte do Ayrton Senna.

  25. Otavio Lopes

    Concordo com todo o texto de Reinaldo Azevedo, contudo não entendo como essa minoria de canalhas do “politicamente correto” conseguem tanto espaço nos meios de comunicação. Acho que as emissoras de televisão aberta, mas fortemente a Globo é um grande mal para este país, desliguem a Globo, ou ela desligará sua família….

  26. tico

    a Marques https://www.youtube.com/watch?v=FpSO-pWoTr0&feature=youtu.be Quem assitir esse video vai entender oque se passa na realidade. Raquel, Boris, e muitos outros merecem o nosso reconhecimento. A verdade permanecerá.

  27. vera machado

    A opiniao desta jornalista é tudo aquilo que o povo quer falar e não pode , o que eles calaram não foi a jornalista nem o SBT foi a grande maioria do povo brasileir que sao inteligentes o suficiente pra entender o que ela quis dizer e o que os politicos fizeram , uma ditadura pois não sabem viver numa democracia , temos o direito de opiniao .

  28. FKG

    Prezado Reinaldo, NÃO foi um comentário infeliz, foi ao contrário, uma honesta expressão de sua opinião. Não foi infeliz ainda, por justamente haver ela utilizado a palavra “compreensível” para deixar claro que não aprova (assim como você) mas que não pode negar compreender as justas razões que levam a tais comportamentos (como você), sendo estes atos de prisão legítima (conforme código vigente), REAÇÕES desesperadas diante das recorrentes ações criminosas não punidas cometidas pelo marginal. Abraços.

  29. NIVALDO

    COM CERTEZA NÃO VOTAREI PARA O LEGISLATIVO NESTAS ELEIÇÕES DA NOJO ESTES POLÍTICOS BRASILEIROS.

  30. Valdeci Nunes

    Concordo com as ídeias de Rachel shererazade.

  31. Clo Garcia

    A mudança só depende de nóis,se cada um fizer a sua parte, conversando com parentes, e amigos para não votar nestes esquerdistas que tão levando nosso país ao caus.Ou estamos perdidos.Força Rachel

  32. Carlos

    Reinaldo, boa matéria. Discordo apenas do ponto que falou sobre o comentário Infeliz. Achei honesto e corajoso… pena que no Brasil a palavra compreensível seja vista como certeza em todos os casos.

  33. HELDER

    Vamos de mau a pior, gostaria de saber o nome desses jornalistas que são os censuradores dos verdadeiros jornalistas do no nosso pais.

  34. Williams barbosa

    Hoje fico feliz por saber que a nossa paraibana Raquel, tenha aguçado a opinião de muitos brasileiros, fico feliz que apesar de tudo os brasileiros não estão dormindo. Vamos lançar uma campanha nacional. Onde realmente fazer um Brasil um pais de todos. Que ironia do governo do PT. Parabenizo aqui o jornalista e sua matéria. Acorda Brasil!

  35. Simon Denis

    Isso é antigo meu caro!
    Sócrates através do silogismo, destruía os sofistas. Sócrates morreu!
    Hoje temos Sheherezade, outra questionadora ousada. Ela foi banida!
    Reinaldo Azevedo, cuidado para não ser o próximo… rsrs

  36. Alvino Lara

    Nossas esperanças se vão aos poucos. Estamos perdendo a voz!

  37. Jose Soares de Lima

    Passei a assistir o jornal do SBT por que descobri uma apresentadora que tem opinião, penso como ela. Mas a calaram e agora só me resta o blog do Reinaldo.

  38. Hugo

    #RachelnaVeja

  39. Luis Fernando

    Texto simplesmente fantástico.
    Prova que os esquerdo-debilóides são os intolerantes dos intolerantes!

  40. francisco das chagas dias pinto

    O brasil precisa de pessoas com a visão e a coragem de pessoas como Reinaldo Azevedo e Raquel Sheherezade. Esta, é quem deveria estar ocupando o lugar da Dilma. Precisamos varrer essa petralhada para a lixeira pois é só o que merecem

  41. Marcio Silva

    Mais vergonhoso e perigoso para qualquer democracia,essa recente censura a apresentadora Rachel Sheherazade,é saber que isso ocorre com o aval de muitos jornalistas,incluindo aqueles que até outro dia falavam dos tempos difíceis de exercer a profissão em pleno governo militar.

  42. RobbieBr15

    Ei Reinaldão, você viu que o #Zédia deu um ultimato no Lula e na Dilma? Ou eles ajudam o seu amigo Dirceu ou ele vai deixar de ser um militonto petista.

    Ai que meda!

  43. Anisterjane

    Cansada de assistir robos na frente das cameras lendo noticias, um dia descobri Rachel e pensei, e’ de uma apresentadora como esta que precisamos! Adorava assistir ao jornal para que ao final da reportagem, principalmente sobre os politicos e suas lambanças saber a opinião da nobre reporter e me sentir representada naquele momento de indignação que ela sentia. E hoje ao assistir o jornal fiquei brava ao sentir o desconforto da Rachel!! Enquando presidente e vice do senado são pegos fazendo mal feitos como diz a presidente Dilma, com a certeza do apoio dos seus pares e sem nenhum ataque dos mesmos partidos que calaram Rachel seguem com seus poderes garantidos. E a reporter que so’ mostrava a todos, a minha a sua a nossa indignação diante de fatos que se tornaram tão corriqueiros e que não deveriam ser, foi julgada culpada e condenada ao silencio!!! Espero que ela deixe o SBT porque eu ja’ deixei de assistir este que era um dos melhores jornais da televisão aberta! Porque agora ficou igual ao jornal da Globo e este eu deixei de assistir a tempos! Perdemos todos e o SBT que queria um jornal inovador e agora voltou ao lugar comum e com a marca de censurado. Lamento Silvio Santos que tenha permitido algo tão grave acontecer, porque permitir calar uma de suas melhores reporter não foi uma decisão inteligente. VIDA LONGA A RACHEL SHEHERAZADE!!!!

  44. Ronaldo Soares

    Bom no Brasil são os “BBB’s”, os “Panico na TV” ou os “Programa da tarde”. Isso sim são programas inteligentes, que irão acrescentar alguma coisa edificantes.

  45. Ronaldo Soares

    Endosso tudo o que falou o Sr. Reinaldo Azevedo. Esse é o país da inversão. Bandidos têm previlegios e pessoas honestas não podem emitir suas opiniões, pois podem ter seu direitos podados. Esse é o país da vergonha..

  46. Adilton

    É por causa de textos maravilhosos como este que bato o ponto quase que diariamente nesse blog. A jornalista Rachel Sheherazade comentou de uma forma que representa o pensamento de milhões de brasileiros que não suportam mais os crimes praticados por “dimenor”, ou maior, autoridades ou não. Que no discurso lixo ideológico que propagam debitam na condição social dos bandidos o motivo da delinquência. E esquecem que apesar dos bilhões gastos em propaganda enganosa a condição social dos pobres não muda com gestão incompetente e adoção da política do coitadinho.

  47. Oldefransilva

    Retificação:Oldefransilva 17/04/2014 9.30h,onde consta silenciado. Leia-se silenciando.

  48. Marcio Carneiro

    SIG!
    SIG!
    HEIL!

  49. Juliana Navato

    É deplorável ver uma nação gigante ser reduzida a uma ditadura conduzida por ladões que no seu montante já estiveram em nossos lugares, ou pelo menos fingem ter sido vítimas da censura no passado. O país voltando ás sucatas produzidas pela corrupção descarada como na “era Sarney”. O mais triste é saber que “nós” colocamos esta gente no poder e ainda é possível que “nós” manteremos esta gente no poder. Lamentável ditadura disfarçada.

  50. Juliana

    O governo do PT é o desgoverno, é o governo da propaganda que, só no ano passado, gastou mais de 2 bilhões de reais tentando enganar o povo daquilo que não fez na realidade. PT, o governo da antiética, da violência , do ódio, da máscara, da mentira, do comunismo, da migalha, da bolsa família, mas que não procura dá emprego para esses bolsistas não ficarem dependente dele e, assim por diante….sujeira…