Blogs e Colunistas

25/09/2008

às 18:11

A multipolaridade venceu. E o mundo ficou bem mais perigoso.

Quando acabou a União Soviética, não se ouviu um único choro da Cortina de Ferro pra lá. Era impossível colher uma só lágrima de descontentamento — a não ser de uma parte do antigos aparelhos de estado que foram desmobilizados; outra se adaptou bem depressa ao novos regimes, uns mais, outros menos democráticos. Onde o fim do socialismo foi mais pranteado? Onde as carpideiras se vestiram de negro para encomendar o defunto? Onde intelectuais se declararam de luto para lastimar um mundo unipolar? Ora, no Ocidente, é claro, especialmente nas democracias. Há 17, 18 anos, não se tinha clareza ainda de uma China emergindo como potência global. E se vislumbrou, então, um mundo terrível, inteiramente entregue à hegemonia americana.

Pois bem. As carpideiras podem agora relaxar, não é mesmo? O mundo unipolar era só uma fantasia do antiamericanismo. Temos a China como a grande alavanca da economia dos países emergentes. E, mundo afora, é grande a torcida para que o regime que entronizou o terror e a tirania como método não sofra qualquer abalo. Somos todos mais ou menos dependentes daquele quase um quarto da população mundial que vive debaixo de vara.

E a Rússia está de volta ao cenário mundial, como se viu com a sua ação tão, como direi?,convincente na Geórgia. E agora vem dar em águas latino-americanas, aproveitando para fazer chicana com um bandoleiro como Hugo Chávez. Acordo nuclear para fins pacíficos? Com um doidivanas? Talvez seja mesmo a hora de os EUA elegerem um presidente havaiano. Quem sabe ele consiga manter um diálogo “construtivo” com Rússia e Venezuela, e o primeiro país decida manter a sua influência no continente, “mas só um pouquinho”, como na lábia dos antigos sedutores…

Não se cumpriu a fantasia do mundo unipolar, é evidente. O que temos aí é um mundo, com efeito, multipolar, quem sabe um quadrilátero, com EUA, Europa, Rússia e China. Um do lados é uma tirania explícita. Outro recorre a todos os instrumentos do regime democrático para solapar a democracia. A Europa, por mais que se esforce, não consegue sair da irrelevância — quem dá bola para o que pensam os europeus? Às vezes, nem os europeus… E há os EUA, que continuam, não raro, a ser objeto de ódio no próprio Ocidente.

Nunca consegui saber o que as democracias ocidentais perderiam de importante com a possibilidade do tal mundo unipolar, que provocava tantos sustos. Mas sei o que estamos ganhando com o atual multipolaridade: um Irã que continua a desenvolver o seu programa nuclear, protegido por Rússia e China; uma Venezuela que caminha para a ditadura explícita buscando ancorar-se nos russos, e, o mais grave de tudo: a aceitação tácita, também entre nós, de que a democracia é só uma das escolhas entre outros sistemas aceitáveis e eficientes. E já há quem desconfie se é mesmo a melhor escolha, agora que se sabe que economia de mercado com ditadura é bem mais fácil de ser manejada.

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

51 Comentários

  1. Anónimo

    -

    18/10/2010 às 9:30

    Ooooooooooóoooooooooooóooooooooooooooooooooooooo Impóóóóoooooostóóor!

  2. Anônimo

    -

    29/09/2008 às 0:00

    Videozinho sobre a ditadura venezuelana de Hugo Chaves.

    http://www.youtube.com/watch?v=0BtitTWJIAA

  3. Anônimo

    -

    26/09/2008 às 16:47

    O livro esquecido

    Reinaldo -

    Neste momento tenho que escrever isto:
    – uma das maiores injustiças cometidas em nosso país foi a de terem colocado no ostracismo este livro:
    DOIS AMORES, DUAS CIDADES, de Gustavo Corção.

    É possível que essa injustiça tenha sido feita devido à ignorância de muitos clérigos brasileiros. Custa crer que tenha ocorrido uma clara intenção de ocultar da maioria dos fiéis um ensaio histórico que é uma brilhante aula sobre o papel do Cristianismo na civilização ocidental.

    J.A.

  4. Anônimo

    -

    26/09/2008 às 12:35

    É, REINALDO…

    UM OVO DE SERPENTE SE PARECE COM UM OVO DE UM BICHINHO INOFENSIVO QUALQUER, NÃO É? NÃO É QUALQUER UM QUE ENXERGA A DFERENÇA E PREVÊ AS COMPLICAÇÕES FUTURAS. A MAIORIA NÃO DIFERENCIA UM E OUTRO. VOCÊ DIFERENCIA.

  5. Anônimo

    -

    26/09/2008 às 10:00

    Enquanto isso, o congresso norte americano está sendo ridicularizado pelo executivo. Terão que aprovar calados o socorro aos irresponsáveis banqueiros bilionários,com o dinheiro do POVO, pobres, classe média e abastados.
    Que democracia é esta?

  6. direita x esquerda

    -

    26/09/2008 às 9:34

    Anônimo,

    Vc não entendeu nada do que eu disse, a corda da forca comunista já foi colocada no seu pescoço e vc ainda não percebeu!!!!

  7. Anônimo

    -

    26/09/2008 às 8:42

    Os dois livros de leitura obrigatória sobre o assunto:

    The Perestroika Deception e New Lies For Old, ambos de Anatoliy Golitsyn.

    É incrível ver como aquilo que ele disse se concretizou e segue seu caminho àquilo que ele chama de “The Second October Revolution”.

    G. K. Chocolino.

    PS: Os livros estão por aí…

  8. Anônimo

    -

    26/09/2008 às 8:16

    Ao Kirk – 11:58 PM

    Prezado Kirk -

    Sua mensagem me trouxe muita alegria porquanto, lendo-a, verifiquei que não estou sozinho.

    Manda a verdade que eu informe a você o seguinte. Muito do que ali escrevi foi-me ensinado por vários amigos, alguns dos quais já passaram à Eternidade que não morre.

    Um abraço -
    Bobby

  9. Anônimo

    -

    26/09/2008 às 8:05

    Uma visão feminina

    Reinaldo -

    Minha mulher que, há muitos anos, é dedicada esposa, mãe e dona de casa, nem por isso fica desatenta aos fatos. Ela sempre diz isto:
    – não fossem os americanos, os nazistas teriam tomado conta do mundo.

    Pois é, hoje o mundo agradece do modo como você descreveu nesse brilhante post.

    José António

  10. Anônimo

    -

    26/09/2008 às 5:13

    China e Russia mandando no mundo! Agora voces socialistas brasileiros , idiotas, vao tambem se ferrar. Essa gente nao presta, mata sua propria cria! ahahah!

  11. Anônimo

    -

    26/09/2008 às 5:08

    Oto gostei do seu comentario, rachei de rir. rs.
    So´deve completar : no socialismo os unicos bonitos,sao os que governam, os feios,burros e pobres. Eles que ficam com a grana!E eles nao sao iguais, nao. Eles querem o capitalismo pra eles e o socialismo pros povo.

  12. Anônimo

    -

    26/09/2008 às 4:58

    Eu nao tenho medo de morrer ,muito menos na mao de bandido comunista!
    Prefiro morrer, a viver sem a liberdade. Pra que? Salvar o corpo e perder a alma!

  13. Victor

    -

    26/09/2008 às 1:18

    Como futuro internacionalista, devo dizer que concordo com teu texto. O sistema-mundo atual, baseado em uma visão realista, é muito perigoso. Rússia demonstrando poder de graça lá e cá. Um fanfarrão regional fazendo suas palhaçadas por aqui, e fazendo acordos com o piromaníaco soviético. China com seu socialismo totálitário, cabendo no cenário internacional, como uma afronta à democracia norte-americana.

    Esta história vai longe, mas, sendo brasileiros, temos que nos contentar em assistir – e de LONGE – os debates teóricos e diplomáticos existentes neste quadro.

    Abraço!

  14. Anônimo

    -

    26/09/2008 às 0:17

    Este seu post vale por um curso inteiro de política internacional numa Faculdade de Relações Internacionais.

    I.

  15. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 23:58

    “Anônimo disse…
    Só lembrando a origem de tudo

    Reinaldo -

    Esse maravilhoso post que você acaba de publicar ( A multipolaridade venceu. E o mundo ficou bem mais perigoso. ) poderia receber um acréscimo, se você me permite.

    Estamos colhendo os frutos de uma semente plantada há uns setecentos ou oitocentos anos, quando o homem ocidental começou a assumir uma arrogante atitude de adolescente diante da vida, diante de Deus.

    Você falou sobre a China. Nunca será demais lembrar que o regime político ali existente está baseado numa doutrina criada no Ocidente. Nunca será demais lembrar que as repúblicas americanas são filhas do petulante Iluminismo, também criado no Ocidente.

    Parabéns pelo post!
    Bobby

    7:11 PM”

    Subscrevo,caro amigo Bobby!!!

    Um abraço!!!

    KIRK

  16. Marcio Rocha

    -

    25/09/2008 às 23:36

    Caros Srs. Gostaria aqui de fazer um apelo. Um apelo a todos os que respondem aos ‘posts’ colocados aqui neste conceituado Blog. Que ao postarem suas opiniões, o façam colocando ao menos um pseudônimo, ao melhor ainda, o próprio nome. Evitem de postar usando a opção ‘Anônimo’ pois pode passar a impressão de que o autor não quer se comprometer ou que até mesmo teme alguma represalia. POSTEM (com letras garrafais) sem medo tudo o que acharem que devem, pois a diferença entre a nossa eloquência e a cabeça desses petralhas é tão grande que podemos ficar tranquilos: eles não passam de um bando de galinhas e como boas galinhas que são só vão onde há milho de graça…

  17. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 22:36

    “Nunca consegui saber o que as democracias ocidentais perderiam de importante com a possibilidade do tal mundo unipolar”

    Acredito que tenham perdido peso específico, relegadas a potências de segunda categoria, circunstância que fere os egos de seus dirigentes, nostálgicos do longínquo passado imperialista.

    Concordo inteiramente com o sentido geral do post, isto é, o fato de que a “pax americana” não era, afinal, tão ruim. Mas é claro que os esquerdopatas de plantão estavam indóceis, saudosos das tensões da multipolaridade. Agora devem estar molhadinhos…

  18. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 21:16

    Muitos estão jogando a toalha e esperando o inevitável. Somos taxados de chatos pelo oceano de ignorância que impera no Brasil.

    (R)

  19. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 21:14

    Direita X Esquerda …. burro
    Você não se acha esquerda e jamais será direita.

  20. DIREITA X ESQUERDA

    -

    25/09/2008 às 20:53

    Reinaldo,

    Ao ler o seu blog o do Olavo e outros ficamos claro da nossa situação,quando chegar o dia de irmos para o paredão comunista iremos sem trauma, mas a maioria dos brasileiros irá sem saber o que está acontecendo.

  21. Yara Chiara

    -

    25/09/2008 às 20:52

    Eu sou filha da queda do muro, mas estou com tudo em cima.

  22. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 20:51

    PARABENS!
    EH NUMERO 1
    number one
    LOVE from the Sunshine State
    Gerald

  23. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 20:49

    “Tia Cê disse…
    A GUERRA FRIA NUNCA ACABOU E AGORA ESTÁ MAIS QUENTE DO QUE NUNCA.

    6:57 PM”

    Subscrevo!!!

    KIRK

  24. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 20:18

    Por que mais perigoso? No breve período da unipolaridade, a sonhada “pax americana” neo-con, o radicalismo islâmico só fez crescer, houve duas guerras sangrentas no Iraque, diversos genocídios na África, crises étnicas na Europa, além dos ataques inéditos em território americano. Afinal, seguro para quem?

  25. Luis Antonio

    -

    25/09/2008 às 20:04

    Reinaldão,

    otimismo! A alta vendagem do seu livro é prova que nem tudo está perdido.

    Ânimo homem!

  26. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 19:57

    Uma análise objetiva do mundo atual. (Se é que é possível analisar o mundo em cinco parágrafos).
    Infelizmente a conclusão é mais amarga que o fel.
    Se e quando os EUA caírem veremos uma batalha pelo controle do que sobrar. De qualquer forma será um mundo onde poucos decidirão o destino de milhões ou bilhões.
    Se os EUA caírem pode ser que a Democracia morra junto com eles.

    Ricardo fernandes

  27. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 19:55

    Credo, até o Estadão está assombrado, tem Pallocci e Bucci no espaço Opinião. Bucci quer que outros profissionais tenham que estudar mais dois anos para ser jornalista. Que retrocesso!

  28. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 19:51

    De Wilson

    Senhores, não foi a competência dos comunas de enfraqueceu a américa, foi a incompetência das cabeças pensantes, promiscuas da própia américa.

    A américa é claro tem salvação, não será ainda o fim do império, mas a lição final que terá de ficar é…

    1)Não misturar capitalismo com assistencialismo socialista.
    2)Escolher pessoas com princípios, dignidade, moral e fé para conduzir o país.
    3)Jamais colocar em cargo de importância imigrantes, pois estes nunca entenderão o que significa capitalismo com responsabilidade.

    Quem acredita que a influência do pensamento marxista morreu na américa,está dormindo de toca, leia um livro muito velho mas de novo na moda em alguns círculos, Eros e civilização de Herbert Marcuse. Quando descobrirem que os valores que foram atacados pelos marxistas, na surdina até gerarem o caos atual, valores que devemos recuperar, muitos decobrirão que não possuem em si mesmos tais principios.

    O capitalismo para sobreviver precisa de muito puritanismo, coisa que parece anacrônica de ser defendida em nossa época tão liberal.

    Saudações e felicidades.

  29. Álvaro Junqueira

    -

    25/09/2008 às 19:40

    Outro dia, por ocasião das escaramuças na Geórgia, comentei com meu filho: “Eu, provavelmente, já não estarei mais aqui, mas você e sua irmã, certamente, comentarão com os meus netos como era bom o imperialismo norte-americano”.
    China e Rússia como pólos irradiadores de cultura é Orwell puro, na veia…

  30. jb

    -

    25/09/2008 às 19:35

    Rei, a coisa é bem pior que isso.
    O Irã andou fazendo vários acordos com o índio fajuto da Bolívia; o Hizbollah está presente na Venezuela e na Argentina e agora a Rússia começou a armar seus lacaios na América Central, vendendo armas ao orelhudo estuprador (da enteada) Daniel Ortega.

    No Diário Las Américas:

    Rusia renovará armamento del ejército de Nicaragua

    MANAGUA (EFE) El Gobierno de Rusia acordó con el de Nicaragua renovar el armamento que posee el ejército de este país centroamericano, confirmó hoy el embajador de Moscú en Managua, Igor Kondrashev.

    (…)

    El ejército de Nicaragua posee 1.051 misiles antiaéreos, conocidos como Sam-7, que se obtuvieron de la desaparecida Unión Soviética durante los años 80, entre otros, y que EE.UU. exige su destrucción, ya que temen caigan en manos de terroristas. Los misiles, que se lanzan desde el hombro, tienen capacidad de derribar aviones comerciales.”

    (…)

    Detalhes sombrios, aqui:

    http://www.diariolasamericas.com/news.php?nid=62316&pag=0

  31. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 19:34

    Reinaldo, qual a diferença entre a candidatura a PREFEITO DE GERALDO ALCKIMIN,HOJE E A DE JOSÉ SERRA EM 2004?
    OUTRA QUESTÃO: SE JOSE SERRA EM 2006 HOUVESSE SE CANDIDATADO A PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, QUAL POLÍTICO ANTIPT, SERIA O IDEAL PARA ASSUMIR O PALACIO DOS BANDEIRANTES JÁ QUE ALCKIMIN NÃO PODERIA SE CANDIDATAR?

    PARABÉNS PELO BLOG.

  32. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 19:32

    Meu caro, o futuro é completamente sombrio.
    A única potencia mundial está compulsóriamente entrando no políticamente correto.
    A desgraça começa quando diferentes querem igualdade.

  33. Pobre Pampa

    -

    25/09/2008 às 19:26

    Caro Rei, voltando à nossa América Latina, o que achastes do pronunciamento da dona Dilma, que o financiamento é da construtora e não do governo Equatoriano? Alguém quer convencer-nos que a construtora assinou um contrato milionário e de longuíssimo prazo, em nome de um governo??????

    Qual o alvo, desta vez? Por que nenhum diretor do BNDES declarou algo assim?

  34. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 19:25

    Nunca os ¨falcões¨foram tão necessários e tão ausentes.

  35. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 19:23

    É isso aí. Na mosca! E o nosso futuro já está mais do que traçado: será esse modelo exótico de economia de mercado com ditadura, até porque, como você bem disse, também entre NÓS já se começa a aceitar este modelo macabro como algo bastante plausível, e novamente como você disse, é um modelo bem mais fácil de ser manejado. E você sabe né, Reinaldo, como o brasileiro (grande parte) é preguiçoso, acomodado, nem um pouco persistente, se aparecer essa facilidade na sua frente, humm, não irá pensar duas vezes…

    Léo

    PS: E o cenário é ainda mais tenebroso em um mundo obâmico! Deus nos livre!!!

  36. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 19:20

    Gostei muito da conclusão do texto. Eu sempre pensei que chegará o dia em que inevitavelmente a sua professia será concretizada. Para o bem ou para o mal. E o cenário que você projeta para o mundo já está consolidado no Brasil.

  37. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 19:20

    Mas Reinaldo, a Rússia virá, sem sombra de dúvida para aplicar o Marxismo e dividir igualmente as suas riquezas conosco, a Rússia nunca se aproveitou de ninguém.

  38. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 19:16

    Relaxa e goza! (Marta)

  39. Mauro Garcia

    -

    25/09/2008 às 19:15

    Tio Rei!!! Fala sério (gíria)!!! Acessar o seu blog todos os dias e ler os seus textos é como ter aulas na Universidade todos os dias… e não custa um centavo… Obs.: está errada a forma de mensurar a audiência do seu blog. Deve-se mensurar não só a quantidade de acesso, mas o tempo que as pessoas ficam no Blog. Tem blog que você fica 3 minutos quando muito… No seu Blog 60 minutos é pouco em função da qualidade do conteúdo… Obrigado pelas aulas e aprendizados diários…

  40. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 19:11

    Só lembrando a origem de tudo

    Reinaldo -

    Esse maravilhoso post que você acaba de publicar ( A multipolaridade venceu. E o mundo ficou bem mais perigoso. ) poderia receber um acréscimo, se você me permite.

    Estamos colhendo os frutos de uma semente plantada há uns setecentos ou oitocentos anos, quando o homem ocidental começou a assumir uma arrogante atitude de adolescente diante da vida, diante de Deus.

    Você falou sobre a China. Nunca será demais lembrar que o regime político ali existente está baseado numa doutrina criada no Ocidente. Nunca será demais lembrar que as repúblicas americanas são filhas do petulante Iluminismo, também criado no Ocidente.

    Parabéns pelo post!
    Bobby

  41. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 19:03

    O que é mais difícil de manejar é o autoritarismo com mercado liberado. Os EUA são o melhor exemplo, nesta lamentável era Bush: um governo quase ditatorial (o Patriot Act é pior que certos Atos Institucionais brasileiros), e o mercado foi sacramentado. Deu no que deu.
    Agora a direita colonial precisa voltar à escola, para começar a entender tudo de novo. O Manifesto Comunista dá uma boa iniciação, creiam.

  42. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 19:02

    Santa ingenuidade, ter pensado que o império-do-mal (o legítimo) se tivesse desintegrado. Os esquerdopatas nunca perderam a ilusão e prepararam-se para o retorno. A social-democracia tupiniquim, fhc à frente, forneceu toda a estrutura necessária, via-academia, para que a serpente pusesse seus ovos.
    Os seqüestradores-terroristas, guindados à condição de heróis ocupam ministérios e manejam as cordas dos paspalhos, tendo planos de manterem-se indefinidamente no poder. Como dizem os adeptos do bispo-fuzarca, esse pessoal é solerte. Haverá saída?

  43. O OTIMISTA

    -

    25/09/2008 às 18:59

    SE LULA SE CHAMASSE RAIMUNDO…

    Lula é um gênio. Poucos sabem disso. Só ele sabe. Até agora, ele manteve segredo. Vejam: “O ideal é que os dois candidatos [Obama e MacCain]pudessem assinar uma carta ao povo americano, como a que eu assinei ao povo brasileiro em 2002, assumindo um compromisso para dar tranqüilidade ao povo americano e tranqüilidade para o mundo como um todo.” – Vejam, no tempo da internet, do e-mail, Lula é classico e fala em carta. Uma simples carta e o mundo se tranquiliza. Psiquiatras nao mais receitarao remedios, escreverão cartas. Mas, não está aqui a sutileza de Lula, está em : “para o mundo como um todo”. O mundo para lula nao é um todo o tempo todo, ele se divide imperceptivelmente
    por causa da aceleração centrifuga e é colado pela aceleração centripeta , o que podemos constatar pela aceleração de
    coriolis. Lula é um desses seres raros. Ele percebeu isto. Mundo, mundo, vasto mundo, se Lula se chamasse Raimundo…

    Otto M. Easter

  44. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 18:57

    Pois é, imagine um alemão oriental olhando pela janela seu vizinho ocidental. Ambos separados por um muro. O oriental com a liberdade limitada na sua cidade, o ocidental com sua liberdade mundial.

    Como é possível a imprensa dar voz e ouvido para o diabo vermelho?

    (R)

  45. Tia Cê

    -

    25/09/2008 às 18:57

    A GUERRA FRIA NUNCA ACABOU E AGORA ESTÁ MAIS QUENTE DO QUE NUNCA.

  46. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 18:42

    nao tenho filhos…

    e nao os terei…

    depois de ler esse ultimo paragrafo e constatar que caminha-se pra isso mesmo…

    jamais!

    o futuro eh sombrio!

  47. Flavio P.

    -

    25/09/2008 às 18:40

    Próximo livro: “O Mundo dos Petralhas”.

  48. O OTIMISTA

    -

    25/09/2008 às 18:35

    Carta ao Reverendo Obama

    Rev. Barak Laden Bin Obama,

    Yes, nós temos Obina. Obina pra dar e vender. Não vendam o Obina, nosso jogador. Vamos
    transformá-lo em presidente. É craque, é bom. Lula é ou foi craque em alguma coisa na vida? Não. Rev. Obama, o senhor já fez alguma coisa de util na vida? Não. Entao, Obina leva vantagem. Um curso de pastor na Igreja Universal do Bispo Macedo o fará falar como o senhor, Rev.Obama. Vejo que senhor, Rev. Obama, fala como um pastor, por isso todos ficam iludidos. O senhor é o Reverendo Moon, é Billy
    Grahan, é o Jim Jones dos democratas. Yes, nós temos Obina. Obina pra presidente!

    Otto M. Easter

  49. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 18:34

    Bravíssimo !

    Reinaldo -

    Você acaba de escrever uma magnífica síntese da situação política mundial.

    Gostaria de poder dar-lhe pessoalmente meus calorosos cumprimentos pela maneira lúcida com que você analisa os fatos e pelo modo correto e elegante de usar o idioma pátrio.

    Um grande abraço, e que Deus continue inspirando você.
    Pascal

  50. Anônimo

    -

    25/09/2008 às 18:28

    pois é. o cenário não está nada bom…

  51. O OTIMISTA

    -

    25/09/2008 às 18:28

    MANIFESTO SOCIALISTA

    Otto M. Easter (eu)
    Karl Groucho Marx
    George W. Bush

    Não se enganem, já estamos no socialismo, o sistema decente, onde o lucro nao existe.
    Aquela coisa que ninguem entende, a “Mais-valia, cheia de graça, o senhor é convosco”, também não
    mais existe.Lucro finito est. O lucro está morto. No ideal sistema socialista, todos dividem sempre o prejuizo. Ao contrario, no antigo, outrora, sistema capitalista, todos dividiam o lucro e nao sabiam. Só era divulgado quando achavam que estavam dividindo o prejuizo. Sistema mau, tinha que desaparecer. A liberdade era um lucro. Uns a sabiam usar melhor do que outros, injustiça. Uns eram mais capazes do que outros: injustiça natural que era chamada de injustiça social. A tecnologia amaldiçoada, mas bem-vinda, era um lucro. Os serviços, se não perfeitos para todos, eram pelo
    menos razoáveis pra uns. Se difíceis para outros, pelo menos existiam. Isso era lucro, coisa do tinhoso, do kapeta. Sempre havia certa esperança , era lucro. Agora, a historia chega ao fim profetizada no poeirento livro-tijolo de prender porta “Das Kapital”. É o fim da historia. É a chegada do admiravel mundo novo, o socialismo. A socialização do prejuizo será a regra, resultando em pobreza para todos. A falta de competição será a regra, resultanto em retorno aos tempos
    das cavernas. Isso será bom para a natureza. Menos poluição, menos rancor dos menos bem-sucedidos. Menos racismo: todas as raças serao pobres, feias, iguais. O paraíso de prejuizo para todos já começou. Aquele tempo que
    todos gostavam falsamente, pobres e ricos, acabou. O Natal acabou. Jesus era socialista, dividiu o pão que ninguem sabe quem fez. Mas, Jesus e Natal são cumplices da festa capitalista. Isso acabou. Vamos ajoelhar colocar nossos
    traseiros pra cima e saudar Mohammad. Não, isso é religiao. Nao existe mais religiao, estamos em pleno socialismo.

    Otto M. Easter

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados