Blogs e Colunistas

11/02/2014

às 7:31

Marcelo Freixo, do PSOL, este homem a cada dia mais santo! Ou: Assessor de deputado ajuda presos em badernas

Por Elenice Bottari e Luiz Ernesto Magalhães, no Globo Online:
Assessor parlamentar do deputado Marcelo Freixo (PSOL) na Assembleia Legislativa (Alerj), o advogado Thiago de Souza Melo também comanda uma ONG que presta assessoria jurídica gratuita a pessoas que são presas durante as manifestações por vandalismo e outros crimes. Thiago é um dos diretores do Instituto de Defensores de Direitos Humanos (DDH). Em outubro, um dos clientes atendidos pela entidade foi o tatuador Fábio Raposo, também conhecido como Fox, um dos acusados de envolvimento com a morte do cinegrafista Santiago Andrade, da TV Bandeirantes.

O vínculo de Thiago com manifestantes veio a público nesta segunda-feira, um dia após a polêmica envolvendo o advogado Jonas Tadeu Nunes e Marcelo Freixo. Advogado de Fábio, Jonas chegou a afirmar que os dois acusados de dispararem o artefato que matou o cinegrafista seriam ligados ao deputado. Freixo negou a informação e rebateu observando que Jonas Tadeu representou o ex-deputado Natalino Guimarães em um depoimento na Alerj durante a CPI das Milícias.

Presidente da Alerj critica acúmulo
Na vida profissional, Thiago teve outros vínculos com o PSOL. Em Niterói, por exemplo, prestou assistência jurídica para o partido. No gabinete de Freixo, ele recebe R$ 5.685,53 mensais (valor bruto) como assessor parlamentar. Para o deputado, não há conflitos de interesse. Freixo admitiu que já foi procurado por amigos e parentes de presos em manifestações solicitando ajuda. O deputado, porém, ressaltou que jamais pediu apoio à DDH para ajudar com detidos. “Thiago acompanha a pauta de votações e me presta assessoria jurídica no plenário. Como assessor parlamentar, trabalha muito. Mas não exijo dedicação exclusiva. Os funcionários podem atuar em outras atividades, se desejarem, fora do expediente. Não vejo conflito de interesses. Eu mesmo, no primeiro mandato, continuei a dar aulas. Além disso, nunca repassei qualquer caso para a DDH. Sempre que alguém me procura com uma demanda jurídica, encaminho à Defensoria Pública”, disse Freixo.

O advogado trabalha no gabinete de Freixo desde 16 de fevereiro de 2007. Naquele ano, ajudou a fundar a ONG, criada inicialmente para atender a parentes de vítimas de violência policial no Complexo do Alemão, expandindo suas atividades posteriormente. O advogado negou usar a estrutura do gabinete de Freixo na Alerj para ajudar os presos. Segundo ele, as atividades da ONG e seu trabalho na Alerj são independentes.

“No DDH, defendemos vários casos de pessoas contra as quais nada foi provado. Essa é uma atividade voluntária, sem vinculação política. Trata-se de iniciativa de um grupo de advogados que nada recebem para isso. Sou apenas um deles. Minha atividade principal é como assessor parlamentar. Nem sempre posso atender os manifestantes. Quando Fábio foi preso em outubro, por exemplo, estava viajando”, afirmou Thiago.

O advogado também afirmou não ter recebido qualquer ligação da ativista Elisa Quadros Pinto Sanzi, a Sininho, pedindo apoio jurídico para Fábio. O presidente da Alerj, Paulo Melo (PMDB), criticou o acúmulo de funções de Thiago. Segundo ele, a prática pode não ser ilegal, mas não seria ética: “Não é recomendável que uma pessoa que exerça cargo público e ganhe dinheiro com isso defenda pessoas, em muitos casos, acusadas de depredar esse patrimônio. A própria Alerj já foi alvo de vandalismo por parte de alguns desses manifestantes”, disse Melo.

Freixo lamentou ontem a morte de Santiago e afirmou que a violência nas manifestações tem que cessar. Ele disse ainda que estava tentando contato com o novo chefe da Polícia Civil, Fernando Veloso, para pedir rigor e prioridade na investigação. Segundo o deputado, as manifestações são importantes e devem continuar, mas sem violência e sem impedir o trabalho de jornalistas. “Eu quero, de forma muito sincera, lamentar profundamente esse ato, que levou à morte uma pessoa querida, conhecida, o Santiago trabalhou com minha mulher. E é inaceitável que a gente, diante de uma manifestação que é um instrumento de cidadania, de democracia, que faz parte da história do Rio de Janeiro e do Brasil, ter de se deparar com a morte de um trabalhador no exercício de sua profissão. O que aconteceu é muito sério. E também quero dizer que eu repudio qualquer forma de violência, seja de quem for. A gente precisa dar um basta na escalada de violência, de todos os lados. Tivemos vários profissionais de comunicação feridos nessas manifestações, e agora a sociedade está enterrando um. Essa escalada de violência precisa cessar. Isso é péssimo para todos, não há vencedor quando se tem violência no meio de uma manifestação. Seja que grupo for, eu repudio violentamente essa possibilidade de uma ação violenta, que nos traz dor e não nos traz nenhum avanço.” Freixo defendeu ainda o trabalho jornalístico nas manifestações: “É fundamental o papel da imprensa”, afirmou o deputado.

Para mãe, filho conhecia Freixo
A dona de casa Marise Raposo, mãe de Fábio Raposo — preso sob a acusação de que que teria participado do ataque ao cinegrafista Santiago Andrade —, disse, no domingo para um repórter do GLOBO, por telefone, achar que o filho conhecia o deputado Marcelo Freixo (PSOL). Quando foi perguntado se sabia em que circunstância o filho conhecera o parlamentar, ela afirmou que não poderia falar porque não morava com ele. Os pais de Fábio Raposo moram no Recreio e ele vive sozinho num apartamento no Méier, onde a polícia chegou a fazer uma busca e apreensão. Na mesma ligação telefônica, Marise disse que, naquele dia, havia recebido uma ligação de Elisa Quadros, conhecida como Sininho, por volta da hora do almoço. Ela, no entanto, não quis informar o teor da conversa que tivera com a manifestante.

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

76 Comentários

  • Rodrigues

    -

    20/2/2014 às 2:36 pm

    ReinaldoXXXXXXXX na cascuda!

  • cleusa maria

    -

    12/2/2014 às 9:41 am

    MARCELO FREIXO FOI O HERÓI DE TROPA DE ELITE, MAS O PADILHA MORA EM LOS ANGELES, PORQUE TEM MEDO DE SEQUESTRO !!!!
    VAI ACONTECER ALGUMA COISA COM MARCELO FREIXO DO PSOL ????
    DUVIDO, ELE SE ESCONDE, COMO O COVARDE BLACK BLOC, QUE SE ESCONDEU ATRAS DA MULHER .

  • Burduna nelles !!!

    -

    12/2/2014 às 7:41 am

    os do caviar com o dinheiro dos outros estão convencidos que ele é uma pessoa de muita luz… o que mais dizer.

  • Claudia

    -

    11/2/2014 às 11:31 pm

    Sempre me causou espécie o fato de que quando algum desses marginais ia preso, lá estavam de plantão vários advogados. Agora, está mais que explicado.

  • Wilson Rodrigues

    -

    11/2/2014 às 10:49 pm

    A questão não é se Raposo conhece Freixo, mas sim, se Freixo conhece Raposo. Sou capaz de apostar que conhece, se não pessoalmente, sim pelos serviços prestados. Basta ver os acontecimentos, claro que o Freixo não deixaria suas digitais, tem sempre um covarde para fazê-lo.

  • Anônimo

    -

    11/2/2014 às 9:05 pm

    Não é esse o papel da defensória publica, a justiça gratuita?
    Essa ONG também defende funcionários que foram obrigados a devolver seus salários para alguma deputada? Ou trabalhadores verdadeiros não merecem quem os defenda dos poderosos ?

  • claudio roberto barros mendonça

    -

    11/2/2014 às 8:42 pm

    daqui a pouco quem sabe uma nova palavra de ordem”AO,AO,AO,CUIDADO COM O ROJÃO,ACERTA NA POLÍCIA,MAS NA IMPRENSA NÃO! ah,vai o problema da violência e vandalismos não escolhe categorias, não podemos também falar,olha respeita a imprensa pessoal e continuarem metendo fogo em onibus e carros inclusive com crianças (o que já aconteceu e de forma nenhuma é MENOS grave do que o ataque ao jornalista),ou então ir prá cima da polícia,do patrimonio público e privado – isso quem sabe ainda está valendo.

  • angelo

    -

    11/2/2014 às 8:03 pm

    Senhores,Ao ler o texto,encontro somente cinismo e mentiras.
    Ninguém diz a verdade.Qual a intenção?

  • Gertonio Ferreira de Almeida

    -

    11/2/2014 às 5:42 pm

    O pior são os mascarados que não usam máscaras.

  • RHMNK

    -

    11/2/2014 às 5:31 pm

    Parece o enredo do Tropa de Elite 2. Substituam as milícias pelos black blocs e tudo confere.

  • Anónimo

    -

    11/2/2014 às 4:48 pm

    Um assinato e um punhado de mentiras.

  • silva

    -

    11/2/2014 às 4:36 pm

    Esse dep. Marcelo Freixo revela-se cada dia mais assustador. Tem até uma ONG para defender bandidos. De onde vem o dinheiro? É espantosa a relação que tem com esse pessoal.Isso tem que parar.

  • Maria

    -

    11/2/2014 às 4:22 pm

    EsseThiago de Souza Melo,citado num comentário abaixo,náo é assessor do Freixo?
    E defende os blackblocks?
    Está tudo dominado mesmo…

  • Félix Maier

    -

    11/2/2014 às 4:07 pm

    Caro Reinaldo,
    Por onde andará Caetano Veloso, que colocou uma máscara para posar para a foto, elogiando seus terroristas prediletos, os black blocs? O que o idiota cada vez mais gagá tem a dizer sobre a morte do jornalista da Band? Que foi uma fatalidade?
    Parlamentares do Congresso, quais cândidas vestais grávidas, só agora dizem que vão desengavetar um projeto de lei antiterrorista. Esses embusteiros pensam que enganam quem?

  • Maria Lucia

    -

    11/2/2014 às 3:40 pm

    Estamos testemunhando nesse modelo de Estado Petista Autoridades, Deputados e Partidos usando cargos e dinheiro publico para financiar e treinar esses “rottweilers” humanos (de preferencia jovens estudantes) pouco importa o prejuizo e as mortes que suas acoes podem gerar! Estao usando o DINHEIRO PUBLICO contra o próprio povo brasileiro, contra o trabalhador sem nenhum pudor, certos da impunidade! Ter atributo de “hipocrita” como este senhor que defende acoes criminosas como desse grupo Black bloc e diz lamentar a morte do jornalista é “elogio”! Ele escolheu financiar, fomentar e defender grupo de “assassinos”! O povo brasileiro náo precisa de representantes como estes!

  • Jonas

    -

    11/2/2014 às 3:31 pm

    O que quero dizer é que há pessoas que votam no Freixo sendo radicalmente contra tudo que ele defende. Porque são ignorantes.

  • Jonas

    -

    11/2/2014 às 3:30 pm

    O problema é a falta de foco nos valores. Uma conhecida minha que é contra liberação das drogas, e acha que lugar de bandido é na cadeia, vota no Freixo. Entende? Não tem um partido pra dizer claramente que é contra essas coisas, que quer bandido preso sim, por exemplo. As pessoas votam em carismas e esquecem as ideias perigosas por trás dos mesmos.

  • Mary

    -

    11/2/2014 às 3:20 pm

    Caro Rei , até agora as declarações dos envolvidos no caso Santiago, sao todas para esbravejar e rir , para nao chorar de tristeza e vergonha ; os fatos estão postos , as manifestações há muito tempo tinham esta face obscura de provocar o confronto com quem se colocasse contra ( por isso as pessoas já nao atendiam as suas convocações como meses antes) , o crime ocorreu , as ligações entre os membros da quadrilha é muito consistente , a ONG citada tem muito a informar , os advoggados idem , o bandido que se entregou já estava identificado , nao teve outra saída) era reincidente , todos conhecem a forma de operação do deputado , todos conhecem o PSOL e sua aberrante linha política , e , por favor , sabemos que encobertamente existem motivos ” esquedopatas ” beneficiando-se de todos os golpes desferidos contra a Democracia do/no nosso país . Pêsames para a familia de Santiago Andrade .

  • Nadia

    -

    11/2/2014 às 3:06 pm

    Zero para todos estes partidinhos violentos. Já chegam os bandidos que nos acossam em cada esquina ou farol.

  • Marcia

    -

    11/2/2014 às 3:05 pm

    Caras de pau! Haja óleo de peroba!

  • Ricardo Batista

    -

    11/2/2014 às 3:00 pm

    Os partidos políticos de esquerda, a esquerdista banda podre da imprensa e os pseudo-intelectuais da esquerda são os culpados por esta morte do cinegrafista. Eles apoiaram publicamente os terroristas. Caetano Veloso inclusive cobriu o rosto como um Blakc Bloc em visitia ao Midia Ninja no ano passado. Caetano e outros pseudo-intelectuais têm uma porcentagem de culpa no assassinato deste cinegrafista. Os “Black Blocs” do período do regime militar cometiam o mesmo tipo de crime que os Black Blocs de hoje, isto é, terrorismo. A diferença é que os terroristas daquela época queriam instalar uma ditadura esquerdista no Brasil, já esses terroristas de hoje não sabem bem o que querem. Os militares fizeram seu papel de proteger o Brasil e combateram terroristas. Os poucos que restaram são os mensaleiros e petralhistas de hoje. Só gente boa, né? Pois é. Então fica a pergunta: a PM de hoje é realmente “malvada” e confronta black blocs apenas pelo puro prazer da malvadeza? Os militares eram realmente os malvados criminosos ou eram o terroristas (futuros mensaleiros e petralhas) os criminosos? Vamos tomar cuidado gente. Já tivemos um grande exemplo. Temos uma presidente que assaltava bancos e sequestrava pessoas por causa de uma ideologia nada democrática. Se a imprensa continuar a passar a mão na cabeça de Black Blocs, ela estará passando a mão na cabeça de futuros Dirceus, Genoinos, Franklins Martins, Dilmas, Tarsos Genros, etc. Só gente honesta …

  • Maria

    -

    11/2/2014 às 2:47 pm

    Marcelo Freixo virou o ícone da classe média moderninha e alienada do Leblon,bairro onde ele mora hoje,depois de ter deixado a calorenta e pobre S.Gonçalo,subúrbio de Niterói.
    Esse povo AMA dinheiro,boa vida,mordomias.
    E os inocentes úteis,alegremente incensam e aplaudem seres como esse.

  • Cristiane Ferreira

    -

    11/2/2014 às 2:25 pm

    Artigo escrito por Thiago de Souza Melo no site do DDH em dezembro: Defesa escancarada aos Black Blocs.

    http://ddh.org.br/surge-um-novo-inimigo-interno-2/

  • lucia

    -

    11/2/2014 às 2:18 pm

    Reinaldo lembro-me de aquando inicio das manifestações contra 20% do transporte púbico, ter vindo na imprensa o ID de e-mails pertencentes a Luciana Genro (do Psol) – será mera coincidência Psol novamente?

  • Quaker

    -

    11/2/2014 às 2:18 pm

    ASSIM COMO O PAULISTA DEVE ESTAR DE OLHO NO PADILHA, NO HADDAD, AQUI NO RIO CARIOCA DEVE FICAR DE OLHO EM CABRAL, EDUARDO PAES, LINDENBERG,MARCELO FREIXO, GAROTINHO. VAMOS LIMPAR O BRASIL.

  • Quaker

    -

    11/2/2014 às 2:15 pm

    Será que a raiva da Dilma com o Obama a descoberta dessas coisas do submundo no governo dela e do PT? O PSOL, é filial do PT. Um simula e o outro espanca. Não podemos admitir que a máfia petralha já tenha se expandido pelos partidos aliados.
    O uso da cor vermelha, facilita a vermos de longe os partidos fascistas.O PSDB pois também é um partido de esquerda só que vaselina. Agora chegou a hora do povo mostrar que a cara do Brasil não é Dilma nem Lula nem a cambada de aliados comunas. O povo brasileiro tem que ter a cara limpa. Partir pra cima nas eleições e não dar a chance nem a Dilma, nem a deputados e senadores petralhas. É o começo do fim do petralhismo no Brasil.
    O bolivarianismo já acabou a cubanização está afundando a cada dia que um médico cubano sai fora da escravidão. O fim de Fidel, Lula, Dilma, Cristina estão contados.
    As urnas darão as respostas ao petismo sem moral…

  • Quaker

    -

    11/2/2014 às 2:10 pm

    Será que a raiva da Dilma com o Obama a descoberta dessas coisas do submundo no governo dela e do PT? O PSOL, é filial do PT. Um simula e o outro espanca. Não podemos admitir que a máfia petralha já se expandiu pelos partidos aliados.
    O uso da cor vermelha, facilita a vermos de longe os partidos fascistas.O PSDB pois também é um partido de esquerda só que vaselina. Agora chegou a hora do povo mostrar que a cara do Brasil não é Dilma nem Lula nem a cambada de aliados comunas. O povo brasileiro ntem

  • Murilo

    -

    11/2/2014 às 1:30 pm

    Cedo ou tarde a verdade aparecerá. Não adianta o PSOL/PT/PC do B/PSTU e Black Blocs tentarem encobrir o fato. Tudo será esclarecido a seu tempo e hora. Se segura esquerda, pois tudo virá à tona.

  • Antonio

    -

    11/2/2014 às 1:07 pm

    Esse deputado passa a impressão que esta mentindo. Me parece um tremendo cara de pau.

  • Sandro

    -

    11/2/2014 às 1:04 pm

    Chamo a atenção aos leitores para o debate de hoje na Folhas de SP sobre o assunto “Violência e direitos humanos”, onde escrevem a jornalista Rachel Sheherazade e o deputado Ivan Valente.

    http://www1.folha.uol.com.br/opiniao/tendenciasdebates/

    Percebam a abordagem usada pelo deputado Ivan Valente que focaliza seu discurso na pessoa da Rachel e da emissora de TV SBT e não no tema do debate em si, com direito inclusive a menção a Hitler e ao pelourinho.

  • Alberto

    -

    11/2/2014 às 12:54 pm

    Quanta ingenuidade acreditar nesse deputado.PSOL,PSTU,PCO,PT,PCdoB são os principais “políticos” por trás dessas arruaças,badernas.

  • Nilson

    -

    11/2/2014 às 12:28 pm

    Já sabia disso?
    https://twitter.com/bragaamaro/status/433226340947345408/photo/1

  • Vannelder

    -

    11/2/2014 às 12:25 pm

    Ainda tem muita coisa debaixo do tapete que vai vir à tona. Essa história tá muito mal contada. Tem truta aí.

  • silva

    -

    11/2/2014 às 12:18 pm

    Sujeito perigoso esse Freixo.Fiquemos atentos de como será a prisão do segundo assassino no cinegrafista da Band.

  • SideShow Bob

    -

    11/2/2014 às 12:14 pm

    O deputado Marcelo Freixo é do bem!!!!!!!!!!!!

    Como se pode saber disto??????????

    Wagner Moura, Tico Santa-Cruz, Camila Pitanga e Caê adoram Freixo.

    É claro que ele e suas freikorps, que esmagam os não alinhados são brutais(mas ele é do bem, disse uma surfista).

    Marcelo Freixo é do bem, desde que não fiquem em seu caminho. Mais ou menos como um Bulldozer.

  • Alexandre Minas Gerais

    -

    11/2/2014 às 12:09 pm

    Este PSOL é ninho de xiitas petistas!

  • Marcel

    -

    11/2/2014 às 12:04 pm

    Ontem (10/02) o Dep. Freixo disse que o “cidadão” responsável pela bomba não era seu assessor. Ora, se nem a polícia sabia quem era, como ele poderia ter negado???????

  • Pedro Tomaz

    -

    11/2/2014 às 11:58 am

    Ao Tio Rei e aos seus leitores, deixo aqui, para o estarrecimento de todos nós, links para de um artigo publicado no site “Le Monde Diplomatique Brasil” – http://www.diplomatique.org.br/artigo.php?id=1554 -, intitulado “Surge um novo inimigo interno”, e assinado por Andressa Caldas e Eduardo Baker, advogados e pesquisadores de uma ONG conhecida como Justiça Global, e por quem mais? Advinhem! Por, Thiago de Souza Melo, assessor do deputado Marcelo Freixo e um dos diretores da ONG Instituto de Defensores de Direitos Humanos, que também publicou em seu site – http://ddh.org.br/surge-um-novo-inimigo-interno-2/ – esta peça de defesa dos assassinos do jornalista Santiago Andrade, alçados como a vanguarda da redenção dos povos oprimidos pelo capitalismo, a mídia e a direita golpistas. É bem possível que Thiago esteja querendo tirar o corpo fora, pois achei numa pesquisa de internet o mesmo artigo publicado numa página do site que abrigaria a sucursal do Le Monde no Brasil, porém assinado apenas pelos seus colegas advogados do Justiça Global, cujo link é este: http://www.diplomatique.org.br/print.php?tipo=ar&id=1554.

    Na leitura vocês verão trechos como este:
    “A dobradinha “a mídia aponta, a polícia atira” tem servido para estigmatizar e criminalizar todo aquele que ameace a ordem e os interesses corporativos. As mesmas alcunhas de “subversivos”, “baderneiros”, “vândalos”, “terroristas” já foram e seguem sendo repetidaspelos mesmos meios de comunicação para designar militantes que lutaram contra a ditadura, trabalhadores grevistas, sem-terra, sem-teto, vendedores ambulantes, indígenas e moradores de favelas.”

    Ou este: “Se a tática black blocpode ser considerada uma das grandes novidades das mobilizações no Brasil, a resposta do Estado, no entanto, continua a mesma: abuso de autoridade, repressão policial, legislação de exceção e criminalização.”

    Enfim, preparem seus estômagos se quiserem fazer a leitura da íntegra do artigo.

    Mas não acaba por aí. Ontem, a ONG do assessor do deputado Marcelo Freixo teve o descaramento de publicar uma nota lamentando a morte do jornalista da Rede Bandeirantes. O link é este: http://ddh.org.br/nota-de-pesar-pela-morte-do-jornalista-santiago-andrade/. Com esta nota, Thiago Melo e seus colegas de ong afirmam o seguinte:

    “Enquanto entidade que tem prestado assistência jurídica aos manifestantes, lembramos que esse não é o primeiro caso de óbito em atos políticos que questionam os preços cobrados em tarifas de transporte público ou de crítica aos megaeventos esportivos que se avizinham. Contabilizam-se, desde junho de 2013, quase uma dezena de mortes de manifestantes no contexto de protestos populares em todo o país. Mais de cento e dez jornalistas sofreram agressões físicas nesse mesmo período, segundo a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), em grande parte pela ação truculenta das polícias.”

    Tio Rei, pela atenção segue o meu muito obrigado.

  • jino

    -

    11/2/2014 às 11:53 am

    Esse freixo mente com um descaramento inigualável. Só perde na mentira para o lullllllalau e a dilmanta. Quanto cinismo desse cara que finalmente está deixando cair a máscara de paladino e tomando o lugar dos bandidos. O dna mais cedo ou mais tarde se revela de forma inexorável.

  • Osvaldo Paiva

    -

    11/2/2014 às 11:47 am

    O que me deixa furioso é que isso não vai dar em nada. A imprensa já vem há meses lavando a mão. Hoje de manhã vi a cobertura da Globo sobre a primeira manifestação após a morte do cinegrafista, e continua pintando os policiais como os errados, como os que batem. A polícia por sua vez não vai investigar nada mais do que a morte do cinegrafista. Ninguém quer se aprofundar pra descobrir o que anda acontecendo aí nos bastidores do movimento que está tentando virar a mesa no país. Que tal uma capa de Veja sobre o assunto o jornalismo investigativo?

  • Edilaine R.

    -

    11/2/2014 às 11:43 am

    Esse pessoal do PSOL não brinca. Eles defendem invasões e depredações. Sonham com a revolução no Brasil a La Cuba ou China; veneram Che e Fidel.
    Se os jornalistas começarem a fazer perguntas “im-pertinentes”, sem “mimimi” ou medo, e tiverem a coragem de entrar na Terra do Nunca, descobrirão que Marcelo Freixo e seus outros personagens estão financiando o Black Blocs e outros grupos violentos.

  • Anónimo

    -

    11/2/2014 às 11:42 am

    Pois é Rei, o assessor Thiago esscreveu uma dissertação de Pós cujo título é “Policiamento Comunitário no Rio de Janeiro: uma estratégia de ampliação do controle social no contexto do neoliberalismo.”

    http://www.uff.br/ppgsd/dissertacoes/thiago_melo2009.pdf

    Na bibliografia encontamos um time que tem, entre outros, as seguintes figurinhas:

    Pierre Bourdieu, CHOMSKY, FOUCAULT, Michael LÖWY, MESZAROS, Loïc WACQUANT e ZIZEK.

  • Geneuronios

    -

    11/2/2014 às 11:34 am

    “Segundo o deputado, as manifestações são importantes e devem continuar, mas sem violência e sem impedir o trabalho de jornalistas”.
    Não seria hora do deputado incentivar o cancelamento das manifestações e pelo menos pedir um tempo para que a Polícia investigue TODOS os terroristas???

  • Jacinto Armando Boccanella - PE

    -

    11/2/2014 às 11:32 am

    Como se vê pela aparência, roupas e lugar do domicílio, esses “manifestantes” e seus apoiadores são gente do povo. O povo oprimido que sai dos guetos para lutar por liberdade. Interessante: os pais do tal Fox moram no Recreio. Ele mora só no Méier. Aparentemente, não trabalha e nada foi dito se estuda. Ninguém da família foi a delegacia, ao menos registrado pela imprensa, para visitá-lo, emprestar solidariedade. Apenas o advogado, que não se sabe quem paga, e a, como definir? “cocotinha” (está fora de moda o termo?) Sininho, também oriunda do “povão” pelo visto.

  • -

    11/2/2014 às 11:23 am

    Se o tal Fábio Raposo não trabalha,quem paga o aluguel do apartamento onde ele mora no Méier?
    Vai ver que é o Psol.

  • Marcos F

    -

    11/2/2014 às 11:20 am

    Pegaram o canalha pela boca. Vai processar quem, agora, seu Frouxo?
    Quer dizer que está o dia inteiro com o assessor, “mas nunca fala sobre o assunto” … só no Brasil! Parece o Pizzolato querendo enganar a justiça italiana (os italianos, que conheço, devem estar rolando de rir – incl. o Pizzolato que não é bobo).
    Só no Brasil temos essa comunidade de chicos e caes, lundis e padilhas e até Sininhos em volta de um grande “bandido do bem”, e nada acontece.

  • Jorge

    -

    11/2/2014 às 11:10 am

    Srs. Não vou comentar sobre esse Deputado (todos no meio sabem que é conhecido como M Froux). Apenas pergunto aos srs.: A que interessa manter a imprensa afastada do dia a dia da população? Quem vem tentando, durante anos, calar a voz do povo (que para mim é o verdadeiro trabalho da imprensa séria)? Uma única resposta serve para os dois questionamentos. Aí teremos os verdadeiro black bloc’s, que para mim não passam de párias.

  • Lourdinha

    -

    11/2/2014 às 11:09 am

    E a polícia federal está quietinha, inha inha.Antigamente eu tinha maior orgulho da PF. Hoje tenho vergonha! Porque está tão fácil eles investigarem essa corja comunista, tem tanto material exposto…é só querer! Mas, eles não querem. Preferem serem “obedientes” ao Garbozo do que enfrentar os malandros e fazer o seu papel que é defender as instituições brasileiras.
    Patriotismo, o seu lugar definitivamente não é no Brasil.
    O Brasil só tem lugar para aqueles que só defendem o “seu”.
    O Brasil só tem lugar para aqueles que pagam impostos para engrandecer e financiar Cuba, uma ditadura assassina e comunista. Os bocós de plantão, inclusive eu.
    O Brasil só tem lugar para uma imprensa covarde e comprada.
    O Brasil só tem lugar para os bolsistas que querem perpetuar a podridão no poder.
    O Brasil não tem lugar para brasileiros autênticos e corajosos que não tem medo de pagar o preço que for para defender suas liberdades e seu país.
    Pobre Brasil, está agonizando. Só esperando a hora do suspiro final para enterrar de vez sua democracia.
    Esta é a diferença entre a palavra NAÇÃO e a palavra POVO.
    Nós não somos uma NAÇÃO, somos um POVO e muito do medíocre. Infelizmente!

  • KablocoTrankarua

    -

    11/2/2014 às 11:03 am

    ,,,,PSOL e PSTU, Recebem, dinhjeiro público para trabalhar contra a sociedade.

  • Wilsonn

    -

    11/2/2014 às 10:56 am

    Nota-se a quadrilha que atuava no vandalismo sob orientação do mentiroso e covarde freixo. Ademais o psol tem na essência o mesmo dna do pt, onde a inconsequência, o baixíssimo nível moral, a inveja, a falsidade, a covardia, desprezo ao ser humano na busca de notoriedade são parte da marca registrada. Quando chegam ao poder fazem inveja aos piores bandidos, tal a falta de escrúpulo.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados