Blog Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

sobre

Reinaldo Azevedo, jornalista, escreve este blog desde 2006. É autor dos livros “Contra o Consenso” (Barracuda), “O País dos Petralhas I e II”, “Máximas de Um País Mínimo — os três pela Editora Record — e “Objeções de um Rottweiler Amoroso” (Três Estrelas).

Francisco! Enfim, um papa “negro”!

Por: Reinaldo Azevedo

As expectativas não se cumpriram, com exceção, talvez, de uma delas: a Igreja Católica achou que era chegada a hora de ter um papa não europeu. E foi buscar o jesuíta Jorge Mario Bergoglio, arcebispo de Buenos Aires, que figurava, sim, na lista dos papáveis, mas estava longe de ser considerado um favorito. O curioso é que ele era tido como um nome forte no conclave de 2005, justamente o que escolheu Bento XVI, a quem agora sucede.

É claro que é relevante o fato de ser o primeiro papa do continente americano, particularmente do subcontinente latino-americano. Mas, na Igreja, geografia diz menos do que algumas escolhas teológicas e intelectuais. O papa Francisco é um jesuíta, o primeiro da história da Igreja. E isso, sim, é coisa relevante.

Santo Inácio de Loyola fundou a Companhia de Jesus em 1534. Só… 479 anos depois, um seu sacerdote chega ao topo da Igreja. Isso não acontece por acaso. Ao longo da história, a Companhia de Jesus se viu no centro das mais estrambóticas teorias conspiratórias. O Superior Geral da Ordem dos Jesuítas tem tal poder sobre seus comandados que é chamado “Papa Negro”, numa alusão à batina preta. Também ele exerce cargo vitalício, a exemplo do papa. O atual Superior Geral é o padre espanhol Adolfo Nicolás. Vamos ver.

Em vários momentos ao longo desses quase 500 anos, por que a Companhia de Jesus entrou em confronto com o Vaticano, com a hierarquia católica e com outras ordens religiosas? Um jogo de palavras do mais famoso jesuíta que pregou no Brasil (e um dos maiores de todos os tempos), Padre Vieira, ilustra o confronto de fundo e pode iluminar a escolha do papa Francisco.

No “Sermão da Sexagésima, Vieira faz uma distinção entre os “pregadores do paço” e os “pregadores do passo”. “Paço”, como sabe o leitor, quer dizer “palácio”. Vieira, portanto, diferencia o pregador palaciano, o que fica preso a seu conforto, daquele outro, como os jesuítas, que saíam pelo mundo pregando a palavra de Deus.

Nesse famoso sermão — e não se esqueçam de que o próprio Vieira foi vítima do tribunal da Inquisição —, o padre faz uma indagação com três hipóteses. Pergunta ele por que fazia tão pouco fruto a palavra de Deus na Terra (e olhem que estava na segunda metade do século XVII…). Poderia ser, especula, por um desses três fatores: ou por culpa do povo, ou por culpa da Palavra de Deus, ou por culpa dos pregadores. Depois de um belíssima exposição sobre a inocência do povo e da Palavra, ele conclui: “Sabeis, cristãos, por que não faz fruto a palavra de Deus? Por culpa dos pregadores. Sabeis, pregadores, por que não faz fruto a palavra de Deus? Por culpa nossa!”.

A escolha de um jesuíta para Sumo Pontífice indica que a Igreja pretende, sim, ser menos palaciana e mais missionária; menos apegada às pompas e honrarias e mais voltada ao trabalho junto ao povo. Os jesuítas são a ordem dos “sacerdotes do passo”.

Mas atenção! Não se deve confundir essa vocação com qualquer tergiversação ou fraqueza em matéria de doutrina. Isso vale para os jesuítas de maneira geral e para o agora papa Francisco em particular. Ao contrário: jesuítas são, por natureza, disciplinados e disciplinadores.  A Companhia de Jesus foi originalmente fundada em moldes quase militares.

Não há como ignorar que, num momento de crise da cúpula, em que se fala de uma Cúria dividida em grupos, a escolha de um jesuíta, conhecido por seus hábitos simples, austeros, é, em certa medida, “anticurial”. A Igreja escolhe o representante de uma ordem profundamente comprometida com o trabalho missionário e educacional, mas famosa por seu pego férreo à doutrina.

Mais um papado breve
Há outros sinais que não podem ser ignorados. O papa Francisco já tem 76 anos. Ao contrário do que se esperava, não se escolheu um “papa jovem”. É bem provável que a Igreja tenha decidido encurtar os papados. Como não pode definir um tempo de mandato, escolheu como variável de ajuste o idade do indicado. Muito dificilmente o pontificado de Francisco durará 27 anos, como o de João Paulo II, que, aos 76 anos, idade do atual Sumo Pontífice, comandava a Igreja havia já 18 anos — assumiu o comando aos 58.

Os jesuítas são os mais importantes educadores da Igreja Católica. Chegaram a ser acusados, em vários momentos da história, de ser mais apegados à lógica do que a mística do Cristo Salvador. No mais das vezes, o que se apresentava como conflito religioso era só mais um dos confrontos mundanos.

Esse preconceito, como qualquer outro, se assentava numa falsidade de base verossímil: a Companhia de Jesus nunca abriu mão de suas prioridades em benefício dos interesses nem sempre muito pios da Igreja Católica. No Brasil, por exemplo, os jesuítas entraram em conflito com os colonizadores e com a Coroa portuguesa. Em 1759, o Marquês de Pombal os expulsa do país, havia perto de 700 no país, e confisca os bens da ordem. Foram levados de navio a Portugal e presos.

Francisco agora é papa e tem autoridade sobre toda a Igreja. Mas segue sendo um jesuíta. Que o disciplinador do passo imponha ordem às disputas do paço. 

Voltar para a home
TAGs:

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*

148 comentários
  1. eu sou

    Este texto não tem nada de erudito e , muito menos, de revelador.

    É um papa, e o resto das pessoas são os patos.

    O fim do mundo é só para quem entende, e esses são poucos á face da terra, como assim são poucos os que falam com Deus, e não são jesuitas, negros, maçons ou outra trampa qualquer.

    Crescei, porque Cristo apesar de gostar das criancinhas espera p’elos adultos.
    ################################################
    Bem haja a todos.

  2. ivo de magalhães

    Pelo mínimo o que se vê neste papa é um esforço constante de verdade na simplicidade, e isto fazia falta à igreja.
    Por outro lado teve já a coragem de remexer no lixo interno que os outros papas deitaram para debaixo do tapete.Bem Haja

  3. goulart

    Parabens por sembrar se padre vieira ha muitos nao se ouvia ou falar dele muito bem lembrado sao valores que ha muito tempo nao se ouvia dizer

  4. Roberto

    Maravilhoso texto. Um dos melhores que já li em língua Potuguesa.

  5. klessio

    Preado Reinaldo, tenho minhas disciordâncias de muitas coisas ue vc escreve, mas reconheço sempre sua grande capacidade argumentativa e boa escrita e neste texto sobre o papa Francisco, um jesusíta, vc foi muito feliz e estou de pleno acordo com tua exposição.

  6. joyssy

    parabens renaudo

  7. jessica

    renaudo voce escreve com muita propriedede e conhecimento parabens

  8. Natanael Lima

    Reinaldo, você escreve com muita propriedade e conhecimento. Parabens.

  9. José Carlos

    Achei ótima a matéria, explica bem o que é Papa negro. Sobre a profecia do fim do mundo, ele quis dizer que é de muito longe.

  10. Profeta

    Francisco I, o novo papa que é pertencente à ordem dos Jesuítas que usam batina preta e de onde seu líder sempre foi conhecido como o “PAPA NEGRO” e, portanto, enfim o ”Papa Negro” no poder do vaticano profetizado por Nostradamus como sendo o último papa da igreja católica antes do fim dos tempos. As profecias a cerca do último papa se cumprindo diante de nossos olhos: Nostradamus, São Malaquias, Monge de Pádua, Dom Bosco, Fátima, etc… e a mais importante: a profecia do apocalipse 17.

  11. veronica

    sou grata a meu Deus por está presencoiando as escrituras se cumprindo . louvado seja o nosso Senhor e salvador Jesud Cristo.

  12. Vanessa Tavares

    Ótimo texto , meus parabéns 😉

  13. Paulo Amorim

    “Que o disciplinador do passo imponha ordem às disputas do paço.” Reinaldo, você escreve como quem conta uma história, e a conclui com maestria. Quando crescer, quero escrever como você!

  14. Maria Socorro

    Parabens,excelente arquivo.

  15. Marilena

    òtimo artigo. Realmente me elucidou o porquê de ser o Papa Negro. Obrigada!

  16. Tepes

    so queri corrigir o fischer ja q ele foi tao didatico..o padre fundador da teologia da libertacao e peruano nao colombiano…vlw sabe td

  17. gaucha

    Reinaldo: Parabéns pelo texto. Realmente,nos faz pensar.Como católica percebi nos comentários que muitos pensam como eu.Como sempre colocas a nosso dispor uma leitura esclarecedora,interressante ,instigante e ,para rimar mais ainda Brilhante!

  18. Tatiana Sinclair

    Parabens!!!

  19. SHMATOS

    Reinaldo, quando achamos que você não nos surpreende mais, lá vem você…parabéns pelo texto!

  20. Daniel

    Tirei esta parte sobre os jesuítas da Wikipedia… O Superior Geral da Companhia de Jesus é um religioso eleito pela Congregação Geral para governar toda a Ordem dos Jesuítas em caráter vitalício, conforme as Constituições da Companhia. O Padre Geral, como é comumente conhecido, reside na Cúria Generalícia em Roma.
    O Prepósito Geral dos jesuítas é por vezes alcunhado de Papa Negro, dado o seu poder e sua batina negra.
    Apesar da vitaliciedade do cargo, o Papa pode acolher a renúncia do Superior Geral, como foi o caso de Pedro Arrupe, vitimado por um derrame em 1981 e sucedido em 1983.

  21. Fischer

    Reinaldo
    Peço licença para dar dois esclarecimentos:
    Para os leitores “Hugo – 13/03/2013 às 22:29″, “Verônica – 14/03/2013 às 5:57″ e “Nicole – 14/03/2013 às 11:16″:
    O português medieval tinha mais fonemas (sons com valor distintivo) do que o português atual. O Ç e o C (antes de E e I) representavam aproximadamente a sequência TS: “paço” pronunciava-se /patso/, e assim por diante; SS era semelhante ao de hoje. O mesmo ocorria com Z, que representava DZ: “cozer” pronunciava-se /codzer/, distinto de “coser” = /cozer/. A oposição entre /dz/ e /z/ dava-se entre vogais.
    Esses fonemas transformaram-se no decorrer do tempo; assumiram uma oposição semelhante à que ainda se dá, por exemplo, entre os sons representados por S e Z/C em espanhol, até que desapareceu do português, permanecendo apenas na escrita. Registre-se, porém, que em algumas regiões no extremo Norte de Portugal essa oposição ainda existe, mas diferente do que ocorria na Idade Média.
    Para o leitor “Mauro – 13/03/2013 às 22:43″: a Teologia da Libertação recebeu esse nome do padre colombiano Gustavo Gutiérrez, que primeiramente escreveu sobre ela; mas há quem diga que ela é criação de Rubem Alves (que à época era protestante).

  22. Anónimo

    Jesuítas e Guaranis juntos fizeram uma da mais bem sucedidas sociedade socialista “comunista” que o mundo pode testemunhar (não como fato político ideológico e sim administrativo social), me refiro a Província Missioneira do Paraguai cujo extensão chegou ao norte e nordeste da Argentina, ao sul e sudoeste do Brasil e uma parte a noroeste de Uruguai.
    No Brasil no Estado do Rio Grande do Sul ficavam 7 destes povos.
    Se o Papa Francisco buscar inspiração nesta empreitada dos jesuítas e guaranis (religiosos e laicos), acredito no começo de boas mudanças na Igreja Católica Apostólica Romana para seus fiéis e para o mundo.
    A saga missioneira teve fim por intervenções dos reis de Espanha e Portugal que temiam o surgimento de um país teocrata e independente em seus domínios.
    Porém os jesuítas também foram odiados em especial nos países do leste europeu.

  23. ELEONORA FLEURY

    REINALDO AZEVEDO,

    VIVA A VIRGEN DE LUJÁN ! VIVA A ARGENTINA ! SALVE JORGE !

    QUEM TEM BOCA VAI À ROMA. MAS, CLARO, NÃO É POR ACASO QUE O NOSSO JÁ TÃO QUERIDO PAPA FRANCISCO, CHEGOU LÁ NA SÉ DE PEDRO,AO QUE SE SABE, TRANSITANDO A PÉ, DE ÔNIBUS E DE METRO. E QUE COMO VIMOS POR NOSSOS PRÓPRIOS OLHOS, ESTEJA TÃO DE PÉ E DE PEITO ABERTO ÀS VERDADES VERDADEIRAS DA IGREJA CATÓLICA E AOS PROBLEMAS ATUAIS QUE CONHECE DE PERTO. NÃO DESEJANDO A OSTENTAÇÃO DO MUNDO, SEJA ELE LAICO OU RELIGIOSO, UM CHEFE DE ESTADO COM ESSE PERFIL, IMPACTA MAIS DO QUE A FUMAÇA BRANCA DA CHAMINÉ DO VATICANO E TANTO QUANTO UM PAPA POLONÊS ANTI-COMUNISTA, ADORÁVEL E SANTO E O PAPA ALEMÃO QUE COM A SUA RENÚNCIA DERRUBOU SOZINHO, UM OUTRO TIPO MURO DE BERLIM,DENTRO DA IGREJA !

  24. sandra lima

    como quase todas as premoniçoes sao subentendidas, vai dai…
    olha o papa negro, e agora??

  25. Eduardo Castro

    Também o meu coração fica cheio de (boas) esperanças quanto a uma condução mais pastoral que o Papa Francisco possa imprimir à Igreja. Que mantenha a boa doutrina, mas sem perder a alegria das celebrações. Afinal, penso que os católicos querem um líder mais firme, mas sem perder a ternura, a humildade e o cuidado com os desassistidos, mas que não arrede o pé na luta contra a corrupção e as injustiças no seio da própria Igreja.

  26. HENRIQUE ARBEX

    ÉÉÉ, PARECE BRAVO…
    E SE INCOMODA A TURMA DO CRETINERISMO DA CRISTINITA NA ARGENTINA… É BOM SINAL.
    DEUS ABENÇOE O PAPA HERMANO E QUE TRAGA “BONS ARES” AO MUNDO.

  27. MOZANIEL MEDEIROS

    Acredito que você está entre os primeiros a reconhecer a eleição do PAPA NEGRO – o papa jesuíta que as profecias paralelas à Bíblia tanto fala.

  28. Semog

    Reinaldo, além de seus artigos polêmicos, fico admirada com o seu conhecimento histórico e literário.

  29. Tiago Beserra

    Um belíssimo artigo! Parabéns!

  30. ANTONINO SILVA

    Caríssimo Reinaldo
    Mais um texto profundo, revelador e erudito. Grato.

  31. Giuliano

    Não me considero um católico de verdade, mas admiro muito São Francismo de Assis e sua lição de humildade cristã. Fico feliz com a escolha de Francisco I, “hermano” da Verdade.

  32. Giuliano

    Ainda bem que não foi escolhido um Papa brasileiro. Nosso neo-ufanismo, comandado pelo PT, seria inflado e políticos inescrupulosos iriam usar a figura do lider católico para fortalecer a própria imagem e o ego. Era capaz do lula-molusco aparecer dizendo que é o melhor dos católicos, e que o governo petista fez mais este milagre (vide como eles usam a Copa da Fifa e Olímpiadas de uma maneira ufanista e eleitoreira).

  33. Nicole

    Fico muito feliz com a eleição desse papa. Em primeiro lugar é um alívio que ele não seja extremamente progressista e mantenha a doutrina na Igreja, mesmo nas partes que incomodam o podre mundo moderno. Mesmo sendo jesuíta e sul-americano, ele não é da Teologia da Libertação, mas sim um dos únicos jesuítas modernos que se mantiveram firmes aos ensinamentos de Ignácio. A maior parte dos jesuítas argentinos são TL. Nos EUA são até motivo de piada, tamanha é sua inclinação esquerdista. Nosso Francisco, por outro lado, sabe se manter simples, lutar pelos pobres, mas sem nunca fazer sua doutrina ficar doente, como todo católico deve fazer. É um dos mais belos exemplos de vida que alguém pode ter.
    Em segundo lugar fico feliz por que ele tem o potencial de fortalecer a Igreja Católica na América Latina, que vem sendo tomada pelas seitas protestantes. Ao mesmo tempo, pode ser uma força atuando contra as ditaduras populistas que se instauraram. Só pode fazer bem para nós latinoamericanos.
    Terceiro, ao mesmo tempo em que ele é latino, ele também pode ser considerado europeu, devido à sua marcada ancestralidade italiana. Dessa forma, agradam-se os latinos e os europeus. Embora a situação na América Latina seja mais urgente, já que tem salvação. Na Europa a sociedade é completamente podre, e quem é católico é, que não é não vai ser mais.

    Enfim, fiquei quase eufórica quando soube do resultado. Tenho minha esperança no mundo renovada.

    PS.: Quanto ao “paço”, “passo”, é possível que “passo” se pronunciasse mais ou menos como “pasho”, já que as sílabas se separam “pas-so” e em Portugal costuma-se levar essa separação em conta e fala-se o “s” chiado, que nem dos cariocas.

  34. I.B.

    Belo texto, uma análise inteligente e bem abrangente do que se deve esperar do Papa Francisco que foi, na minha opinião, a melhor escolha. Só não me torno católica agora porque estou bem demais na minha religião Espírita Kardecista.

  35. Burduna nelles !!!!

    assim como a bela música pode ser produzida tocada por instrumentos reciclados, possa o papa Francisco modificar e reciclar com novos ares educacionais este mundo cada vez mais complexo.

    http://vimeo.com/52711779

  36. nflopes

    Reinaldo
    Fui informado que os jesuitas deixaram uma marca cruel na Rep. Tcheca. Após a queda do muro, os bens da igreja foram devolvidos às suas ordens, exceto os bens dos jesuitas.Procede esta informação?

  37. ana maria alves rodrigues

    SUA SANTIDADE PAPA FRANCISCO EU GOSTEI MUITO DE VOCE. VOCE É MUITO PARECIDO COM O PAPA JOAO PAULO SEGUNDO.
    AV IGREJA FICA EM BOAS MAOS

  38. ana maria alves rodrigues

    Ola sua santidade papa Francisco fiquei contente com a escolha do seu nome.EU TENHO ORGULHO QUE VOCE SEJA O NOSSO PAPA ESPERO QUE TUDO LHE CORRA BEM

  39. VaiMelhorar

    Bento inaugurou na Igreja o controle da sucessão. Não há dúvidas que aprendeu muito em seu período pré-papa. Preparou caminho para ser vitorioso e, como bom controlador, manteve o pulso, na surdina, para introduzir de novo a evangelização jesuíta, pois como bem disse, não tinha forças para a tarefa adiante. Francisco tem vários desafios adiante, inclusive o de reinventar a Igreja em um mundo que clama cada vez mais pela diversidade, pela convivência entre diferentes, e não pela uniformidade, que no passado os jesuítas no Brasil quiseram (e tiveram muito sucesso) impor, em especial sobre os pobres e desamparados povos indígenas.

  40. DuraLexSedLex

    Caríssimo.
    Ao “hereticus – 13/03/2013 às 20:03”.
    “Zabier”como é conhecido o outro Francisco (teria dado origem aos franciscanos como uma ordem), aparentemente teve um trabalho inicialmente mais político que evangelizador. Zavier conseguiu permissão do daimyô Takahisa Shimazu, a levar armas de fogo ao Japão em troca de poder pregar o catolicismo em suas terras. Embora se respeite muito o trabalho evangelizador de “Zabier”, e seja ele o responsável pela existência inicial dos “kiristans” naquela terra do sol nascente, é curioso que exista a história de um levante (em Shimabara) dos “kiristans” (foram dizimados), liderados por um certo Amakusa Shirô, que o imaginário popular o retrata conversando com pássaros (imitação do Francisco de Assis?).
    De qualquer sorte, seja lá a homenagem para qualquer um dos dois, o importante é que o jesuíta tenha o perfil de evangelizador (jesuíta) e a humildade de um Francisco de Assis. A sua ortodoxia dogmática, é justamente o que Vaticano necessitava na “reforma” que o Bento XVI não conseguiu implantar.

  41. Verônica

    Fiquei curiosa, Hugo. Como seriam as antigas pronúncias de “paço” e “passo”?

  42. Dário Costa

    Deus escreve direito por linhas tortas;disso eu não tenho dúvidas.li com atenção todos os comentários; todos eles, relacionados com o novo Papa; (cada cabeça sua sentença, como diz o povo,) Demos graças a Deus,por este Papa que escolheu o nome de Francisco 1º. Franciscos há muitos, como Francico de Assis ou Xavier, talvez tenha aparecido agora, para que na Igreja se comece a ouvir aquela Voz que Francisco de Assis ouviu ao encontrar a Cruz de S. Damião:”FRANCISCO RESTAURA A MINHA IGREJA” Francisco de Assis restaurou algumas igrejas de pedra, em ruinas, só depois percebeu que a Igreja eram as pedras vivas do templo do Senhor. o Povo de Deus, que hoje precisa de um pastor que saiba conduzir o rebanho, tão disperso e mergulhado nos abismos deste mundo. é urgente, que a Palavra de Deus toque o coração dos ouvintes, como fazia são Francisco Xavier, o padre António Vieira, e outros mais recentemente, que já partiram para a Glória de Deus, mas que deixaram grandes obras, frutos de grande sabedoria divina, O concílio Vaticano II que João XXIII convocou para renovar a Igreja de Cristo, o Concílio que põe igualdade em dignidade toda a criatura humana, apesar das funções de cada um serem diferentes. O Espirito Santo está na Igreja; Que Francisco 1ºo novo pastor supremo da Igreja,seja iluminado com a Sua Luz para renovar a Igreja deste tempo tão difícil, em que uns com tanto outros sem nada, porque ainda não perceberam: A QUEM MUITO É DADO MUITO SERÁ PEDIDO”.Gostei de um comentário em que se pode ler uma fraze de S.Francisco de Assis, que eu conheci com 12 anos, em 1961/62 no seminário dos Capuchinhos, (Ordem de S. Francisco):NINGUÉM É SUFICIENTEMENTE PERFEITO, QUE NÃO POSSA APRENDER COM O OUTRO E, NINGUÉM É DESTITUDO DE VALORES QUE NÃO POSSA ENSINAR ALGO AO SEU IRMÃO. Rezemos todos pelo Novo Papa,Francisco 1º para que ele tenha muita saude, corágem e as Graças de Deus para poder conduzir a bom porto a Barca de Cristo onde todos somos peregrinos, passageiros, a caminho da Pátria Celeste. Paz e Bem! Dário Costa
    Dário Costa

  43. Glaucio

    Parabéns pelo texto. Sou seu leitor há um bom tempo. Nem sempre concordo com seus pontos de vista e argumentos. No entanto, devo dizer (você já sabe) até como um incentivo (talvez nem precise), que a sua inteligência e capacidade de produção intelectual assombram. Cara (desculpe a intimidade), como você consegue escrever um texto brilhante desse em duas horas, no meio do turbilhão de notícias e pressionado pela ânsia de seus leitores (avisados que ele já viria). Você é um mutante!? Que o Deus do qual é crente lhe dê muita saúde e conserve essa inteligência rara.

  44. José

    Será que o desespero bate nos bolivarianos, além de parecerem estar ainda mais desorientados do que o normal com a ausência do líder deles?
    Beira a blasfêmia!

    http://www.youtube.com/watch?v=bynJpMoEkk0

  45. TheSuperarius

    “Mas atenção! Não se deve confundir essa vocação com qualquer tergiversação ou fraqueza em matéria de doutrina. Isso vale para os jesuítas de maneira geral e para o agora papa Francisco em particular. Ao contrário: jesuítas são, por natureza, disciplinados e disciplinadores. A Companhia de Jesus foi originalmente fundada em moldes quase militares.” ( Reinaldo Azevedo ).
    Subscrevo ipsis litteris, caro Reinaldo!
    Em tempos de emasculação, ou seja, de perda da virilidade ou da perda da virtude, faz-se necessário um enfrentamento diferente contra os inimigos da santa e milenar Igreja Católica Apostólica Romana, sejam estes inimigos internos – os mais perigosos e deletérios… e perigosos, porque atuam às ocultas, nas sombras -, sejam externos – os quais já são conhecidos de há muito!
    Finalizando, é uma grande alegria e contentamento ver o grande papa emérito Bento XVI ter como seu sucessor Sua Santidade, o papa Francisco, um jesuíta!
    VIDA LONGA E PRÓSPERA, com a benção de Deus, Sua Santidade, papa Francisco!!!

  46. Arthur Mendes

    A profecia se cumpriu. Inacio de Loyola uma vez disse:
    “Acredito que o branco que eu vejo é NEGRO, se a hierarquia da igreja assim o tiver determinado.” – Inacio de Loyola (Azpeitia, 31 de maio de 1491 — Roma, 31 de julho de 1556)

  47. Marcos F

    Que voltem os educadores para a salvação dos cristãos perdidos.

  48. Raissa Pedra

    Reinaldo.
    Lí no Yahoo que o arcebispo Jorge Mário Bergoglio abriu mão do Palácio Episcopal na Argentina e residia em um apartamento simples onde ele mesmo preparava suas refeições. Se verdadeiro, dá para acreditar no seu envolvimento com a pobreza, pois falar é muito fácil, mas vivência-la mesmo que em grau moderado, tendo condições para o luxo, o exemplo é mais eloquente do que qualquer palavra. Tomara que realmente tal fato tenha ocorrido, para se acreditar que ainda exista alguém que faz o que prega.

  49. catarina

    Que bom ler você.

  50. Anônimo

    Quanto mais leio mais gosto.O Altíssimo não nos desampara.