Blog Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

sobre

Reinaldo Azevedo, jornalista, escreve este blog desde 2006. É autor dos livros “Contra o Consenso” (Barracuda), “O País dos Petralhas I e II”, “Máximas de Um País Mínimo — os três pela Editora Record — e “Objeções de um Rottweiler Amoroso” (Três Estrelas).

ESTA VAI PARA O SENADO – Além de teórico dos direitos da amante, Fachin, candidato ao STF, também flerta com a poligamia e vê em quem discorda nada mais do que “gosma”…  

Por: Reinaldo Azevedo

Vejam esta foto. Volto a ela no fim do texto.

Fachin com a mulher

A presidente Dilma Rousseff indicou o advogado e professor Luiz Edson Fachin para o Supremo Tribunal Federal. Sou dedicado. Quando a petista escolheu Roberto Barroso, por exemplo, decidi ler um livro escrito pelo homem: “O Novo Direito Constitucional Brasileiro”. Antes de ele ser aprovado pelo Senado, escrevi uma série de artigos a respeito do seu pensamento.  Estão aqui. Previ problemas. Barroso integrou a nova maioria que absolveu a cúpula petista do crime de formação de quadrilha no julgamento dos embargos infringentes. Mais: ele é o autor intelectual da Ação Direta de Inconstitucionalidade que pretende proibir a doação de empresas a campanhas eleitorais, o que jogaria o sistema político na clandestinidade. Eu estava certo. Agora, decidi ler o pensamento do professor. É chocante.

Publiquei nesta segunda um post a respeito. Demonstrei que o doutor está empenhado em teses que simplesmente destoam de qualquer noção comezinha de família, como essencialmente a conhecemos nos países ocidentais ao menos. É tal a quantidade de barbaridades que trazem a sua chancela que não conseguirei resumir tudo neste segundo post. Outros haverá a respeito.

Além de ser um teórico dos direitos da amante, o professor flerta abertamente com a poligamia. Sim, senhores! Vocês leram direito. O agora candidato ao Supremo prefaciou um livro que faz a apologia da poligamia, intitulado “Da Monogamia – A sua superação como princípio estruturante da família”, de Marcos Alves da Silva, ex-aluno do dito jurista.

Capa do Livro Monogamia

Mera especulação acadêmica? Não mesmo! Quando nos damos conta das demais teses que Fachin patrocinou, é forçoso reconhecer que estamos diante de um inimigo declarado da família, segundo, ao menos, esta que conhecemos. Atenção! Eu nem me refiro à família dita tradicional Nem aquele conceito revisto e ampliado pelo STF por conta própria, sem participação do Congresso, serve ao doutor. Na concepção do candidato ao Supremo, essa história de núcleo familiar composto por homem e mulher, dois homens ou duas mulheres é coisa de mentes provincianas. Ele  quer botar mais gente nessa cama. No prefácio que faz da obra, como vocês verão, ele vai além de elogiar a, digamos, coragem teórica de seu ex-pupilo.

O livro não deixa dúvida: prega a superação da monogamia. O prefaciador também não deixa dúvida quanto à adesão à tese, tanto é que intitula seu texto de “Seres sem jugo”. Qual? Ora, o da monogamia. Para o candidato a ministro, a tese deriva daquele grupo de pessoas “de mentes generosas e corajosas, preocupadas incessantemente com o que nos define como humanos (…)”. Parece que superar a monogamia, ou defender a sua superação, torna o indivíduo um humano superior. Segue imagem do texto.

Poligarmia - Trecho 1

Intolerante
Fachin demonstra não ser do tipo tolerante com a divergência. Segundo escreve, seu ex-aluno, entusiasta da poligamia, se esforçou para “não se servir de fantasias que povoam as vestes jurídicas das relações familiares”. Em suma, os que discordam de autor e prefaciador são pessoas presas a meros formalismos sem substância. Ele vai ser ainda mais duro na desqualificação dos adversários intelectuais. Escreve: “O texto de Marcos Alves da Silva não compõe o coro crédulo e entusiástico da manualística rasteira que grassa pelo Direito de Família no Brasil e que mistura Sula Miranda com Shakespeare (…), essa gosma com verniz de epidérmico conhecimento que hoje, em muitos livros e não em poucos tribunais oscila entre o provinciano e o surreal (…)” . Parece que o advogado considera “gosma” as escolhas morais que não coincidem com as suas. Segue trecho.

Poligamia - Trecho 2

Houvesse alguma dúvida sobre a adesão de Fachin à tese, ela seria dirimida na parte final de seu prefácio, como se lê abaixo.

Poligamia - Trecho 3

Leio ali: “quiçá ser um verdadeiro ser humano, especialmente nas relações familiares, pode iluminar um ser sem jugo”. O que isso quer dizer, além de um estilo insuportavelmente cafona e do uso indevido do modo indicativo no lugar do subjuntivo (“quiçá possa”)? Resposta: nada! Afinal, é o verdadeiro ser humano que ilumina o ser sem jugo, ou é preciso não estar submetido a jugo para ser um “verdadeiro ser humano”? Quero ver Fachin responder quem nasceu primeiro: o ovo ou a galinha. Ou ainda: por que Tostines é mais fresquinho? De resto, um homem submetido a condições que não escolheu perde a sua condição humana? É esse o pensador  que diz se opor à “gosma com verniz epidérmico”?

E o doutor conclui: “Apenas belo sonho? A liberdade da resposta não conforta a quem se acomoda no dogmatismo enclausurado nem sobressalta quem elimina a instância jurídica como instrumento de emancipação. Anima, porém, quem ainda combate a luta que não é mesmo vã e clama por justiça e vida digna. Acolhamos, pois, numa comunhão de boa leitura, as propostas que embalam significantes e significados no berço que desempacota os nós de alguns ninhos”.

Como se nota, para o “supremável”, o direito é, sim, um terreno de militância — “instrumento de emancipação”. E é esse militante que Dilma quer no Supremo, com a chancela do MST e da CUT. Mas esses estão virando males menores. O nome escolhido pela petista, está demonstrado, é inimigo da família segundo a entende a esmagadora maioria dos 200 milhões de brasileiros, dos quais ele pode ser ministro.

Fachin, a gente percebe, tem horror a Sula Miranda. Está na cara que se tem na conta de um Mozart das letras jurídicas. Decidi ler o que ele andou escrevendo sobre direito da família. Posso assegurar que nem mesmo um Pestana ele consegue ser, aquela triste personagem de Machado de Assis que queria compor música erudita, mas só conseguia produzir polcas.

Mas há uma diferença: Pestana era infeliz porque tinha noção de sua mediocridade. Fachin, pelo visto, é feliz.

Fiquem calmos, senhores senadores, o homem é capaz de muito mais. E eu ainda vou demonstrar isso.

A foto
Ah, sim: o advogado foi ao Senado no dia 15 pedir o apoio de Renan Calheiros. Levou a sua mulher a tiracolo, a desembargadora Rosana Fachin. Estavam juntos. De mãozinhas dadas. Eu sou terrivelmente lógico, professor. Caso o senhor tivesse uma amante (não estou perguntando nem é da minha conta), o certo seria que ela estivesse enlaçada à sua outra mão? Afinal, o senhor defende que até a pensão a viúva oficial divida com a viúva paralela.

Não havia entendido a foto (de Ailton de Freitas/ Agência O Globo). Depois que li as enormidades escritas pelo candidato ao Supremo, tudo ficou mais claro. Sem entrar na economia doméstica dos afetos, diria que lá vai menos um casal feliz do que um álibi.

Que os senadores se pronunciem!

Texto publicado originalmente às 3h46
Voltar para a home
TAGs:

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*

426 comentários
  1. Marcello Steinmeyer Prada

    Por tudo que lemos, ouvimos e soubemos sobre esse advogado-procurador do Parana, Dr. Fachin o indicado pela Dilma para ocupar a vaga no STF deixada por um probo e honrado brasileiro (o Ex-Ministro Dr.Joaquim Barbosa),é mais um aparelhamento PARA FACILITAR TUDO,TUDO ao governo, para esquinar os mal feitos PARA DEBAIXO DO TAPETE. E totalmente inaceitavel essa nomeação ao STF. Sabatinado na Comissão do Senado recentemente foi um excelente ator,com um script bem enganoso; a muitos levou no bico, porem a outros não.

  2. Karim

    Direito da amante! Meu Deus, onde nós fomos parar! Será que certas pessoas não se dão conta do ridicula que se mostram?

  3. Cil

    Vai propor pensão para a Rose Noronha enquanto no STF???

  4. ana

    Mais um aparelhamento do estado, estamos cercados de seguidores deste regime arcaico e cruel. Acho que a esquerda caminha muito rápida no nosso país, só a imprensa ser de esquerda, quebra a sociedade.

  5. Roseli Serra

    Embora difícil, só resta a nós, eleitores, apelar aos senadores que rejeitem o advogado Luiz Edson Fachini para o cargo de ministro do STF já que, infelizmente, a nossa presidente fez uma indicação pensando talvez mais no interesse próprio do que no da nação. Lamentável.

  6. Jose Madeira

    ALÉM DE TUDO QUE JÁ SE SABE SOBRE O PRETENDENTE AO CARGO DE MINISTRO DE NOSSA CORTE SUPREMA AINDA TEM CONTRA SUA ACEITAÇÃO PELO SENADO FEDERAL UM FATO QUE É O TORNA ILEGÍTIMO PARA OCUPARA TAL CARGO.
    Depois de uma série de divergências com o Brasil sobre a administração da Usina Hidrelétrica de Itaipu, pertencente aos dois países, o Paraguai decidiu mover uma ação judicial para garantir aqueles que, a seu ver, eram direitos que vinham sendo ignorados. Quem foi o advogado da parte paraguaia no processo contra brasileiros? Ele mesmo: Luiz Édson Fachin, agora indicado pela presidente Dilma para o lugar do ministro Joaquim Barboza no Supremo Tribunal Federal. Fachin ganhou a ação contra o Governo brasileiro.
    Se o SENADO BRASILEIRO aceitar a indicação do nome do tal advogado para compor a vaga existente no STF terá que explicar à toda a Nação Brasileira como é que um advogado que atua em processo judicial contra o Governo Brasileiro, seu próprio país, poderá, agora, defender a Constituição Brasileira e presidir a Corte contra a qual demandou. ISTO SE CONSTITUIRÁ EM DEBOCHE E ACHINCALHE CONTRA O POVO BRASILEIRO! OUVIRAM SENHORES SENADORES???

  7. Araken Brasileiro Ferreira

    Parece que a sociedade brasileira ainda não percebeu o que está acontecendo. Penso que já não bastam simples manifestações e panelaços. Ou surge uma reação efetiva ou muito em breve estaremos na situação da Venezuela, Argentina e outras republiquetas bolivarianas. Acorda brasileiro!

  8. tutti

    Além de ser o Stalin brasileiro … O que se conclui que Dilma quer ver o circo pegar fogo.

  9. Wyngolet.

    Certa vez, um filosofo disse algo mais ou menos assim; que a direita brasileira afastou e se adormeceu após, a ditadura justamente, dando o tempo suficiente par que essa gosma pútrida e mal cheirosa da esquerda se organizasse e hoje, pagamos todos por esta inadvertida direita brasileira.
    Assim, assistimos os arroubos de um senado governado por hipócrita e uma câmara cujo presidente que se vê diante de um espelho a se partir a qualquer momento, por fim, um STF que não se representa cuidando dos seus próprios interesses.
    Um Brasil sem presidente e um povo sem um líder então, estamos a espera do ocaso, a espera do infortúnio e de aproveitadores de ocasião e disto o Brasil está cansado.
    Um povo de costas para o governo e um completo desprezo pelos políticos que, em verdade é como dar um tiro no próprio pé.
    O governo tem que ser vigiado diuturnamente, com o isco de tudo piorar anida, mais, muito mais.

  10. Wyngolet.

    Onde se lê;
    “Afirmo que, quando não se ama verdadeiramente, forma-se, um casal.”
    Leia-se;
    Afirmo que, quando se ama verdadeiramente, forma-se, um casal insolúvel e indivisível.

  11. valter queiroz de oliveira

    nos etamos ferrado! so lixo que entra no governo!

  12. Paulo Roberto de Almeida

    Nao a Fachinni!
    Senadores, provem que vocês não se venderam ainda para o PT!
    Provém ao povo brasileiro que vocês estão aí para defender o nosso País.
    Provém ao povo brasileiro de quem são os patrões de vocês são eles, pois eles os elegem, eles confiam em vocês.
    Digam não a indicação desta pessoa para o cargo indicado pela Dilma ao STF!

  13. Clau Alves de Souza Assad

    É a escória mesmo. Não que eu seja pudica, mas um “jurista” que vai ocupar uma vaga no Supremo, com outro que nem passou no concurso para juíz, dessa categoria, não podemos deixar de dizer que voltamos a idade da pedra.

  14. Amilcar

    Não se esqueçam: o irmão do Álvaro é PDT e um já evitou concorrer com o outro ao governo para não desgastar a relação familiar. A família tem fazendas e a escolha de partidos diferentes, antagônicos, é pura conveniência.

  15. MD

    “Ele quer botar mais gente nessa cama” seria cômico se não fosse trágico…

  16. André Martins de Andrade Jr.

    Parabéns Reinaldo.A nossa presidente ,além de incompetente,faz péssimas escolhas.DEDO PODRE como diriam em Passa Vinte.

  17. Ferrabraz

    Já escrevi aqui que Dill má e coerente. Esta indicação é prova disto. Tudo que fez e que faz e o que fará ainda, são provas que segue o sendero bolivariano. Se no momento tem um economista da escola de Chicago é apenas uma concessão para no futuro seguir adiante economicamente melhor preparada. A aparelhagem do supremo segue sem surpresas e com um relativo sucesso.
    É claro que chegará em 2017 muito melhor que está hoje, já que a economia estará melhor e funcionando.
    Neste ano de 2017, provará que o mensalão foi deslize de alguns, que pagaram, que o Petrolão é uma armação política e não é coisa do PT, já existia antes.
    Melhor aparelhado, o estado aconchegará Lulla, o primeiro e único e novamente como seu líder máximo, com vitória esmagadora sobre sua variante chique e ideologicamente conivente, o PSDB. E assim, marchamos ao bolivarianismo, essa experiência populista que tentam através do foro de São Paulo.
    Eis porque urge, o IMPEACHMENT de Dill má.

  18. José M Almeida

    Tudo que venha do PT, tem cheiro de velhacaria. Esse cara não merece nem ser juiz de paz de um distrito distante de nosso Brasil tão grande.

  19. Luiz Alberto

    Coitada da Sula Miranda. Quem a conhece sabe que pessoa bacana e decente ela é, e que artista profissional. Não merecia ter seu nome na boca de asseclas do Stédile.

  20. Marco Celio

    Uma sociedade é responsável por tudo que lhe acontece, inclusive pelas leis que a rege. A Constituição brasileira é prolixa, porém, tudo define e define bem. Pela nossa constituição não precisamos de lei alguma, a não ser as normatizações, quando se fazem necessárias. Vi pela TV alguns debates que julguei de uma estupidez sem limite: -O programa NA MORAL, convidou pessoas influentes, JÔ Soares e o Mala Faia entre eles, para debater se as TV’s abertas estão corretas em exibir cenas de sexo. Ora, a Tv divulga o que a lei permite no que diz respeito à moral e bons costumes, mas é quem está com o controle remoto que controla a TV. Outro foi um debate em plenário sobre homofobia e a responsabilidade do Conselho federal de Psicologia. Eu pergunto:-Porque o governo tem que se meter na sexualidade das pessoas? Ridículo alguém propor lei para proteger ou criminalizar ações homofóbicas quando se sabe que tanto homo quanto héteros são cidadãos e todos são iguais perante a lei. A partir deste princípio, é possível que 90% das PEC’s sejam inconstitucionais. Porque uma lei para os caminhoneiros? Por acaso eles nâo têm sindicatos e são melhores que os pedreiros? Cotas para ingresso de negros nas faculdades públicas; a massa cinzenta deles é preta ou igual a de todos os humanos? Se alguém chama um negro de negro é punido por crime inafiançável, mas se um negro chamar um branco de branquelo, não acontece nada. Defender a bigamia pode; cometer que é considerado crime. Na verdade, QUANDO UMA SOCIEDADE SE DESORGANIZA AO PONTO EM QUE CHEGAMOS, TODOS SE JULGAM COM DIREITO DE METER O BEDELHO, inclusive o Governo.

  21. anonimo


    Essa defesa toda do senador a esse … petista… não tem explicação lógica para nós aqui do Paraná!!
    Olha lá, sen. Álvaro! Esse cabra é tão ‘liberal’ que pode pegar mal para o senhor!!
    VOTE NAO.

  22. Mario

    Belo artigo Reinaldo.

    Entendo que, apesar de muitas vezes ser necessária a atuação positiva do judiciário at ravés da interpretação das normas a partir da constituição (e isso é criação dos países desenvolvidos, nos imitamo), deve haver um limite à atuação judicil.

    Porém, por ser o judiciário o intérprete último da constituição, é ele quem declara este lilimite.

    Assim, só nos resta fazer como você, e demonstrar a desroporcionalide do que pensa o indicado, pois a decisão do stf deve ser simplesmente acatada por um bem maior que é a manutenção de todo sistema jurídico.

  23. Silvera

    Os culpados de toda essas loucuras anti Cristo são os capitalista da midia . Afinal qual é a logica desses senhores ?

  24. Wyngolet.

    Vejo um casal onde o homem é muito amado e não me arriscaria dizer o contrário. Repito! Quem ama não divide.

  25. Wyngolet.

    O casamento é uma instituição das mais importantes do mundo quando na união voluntaria entre um homem e uma mulher.
    Quando através desta união a humanidade perpetua-se, eternamente, desprezo aqui, toda e qualquer outra forma de união quando aquelas não atendem a esta premissa e não sendo esta multiplicação fruto de um puro amor, pois, se temos filhos será para amá-los e respeitá-los senão, por que tê-los.
    Admito, no entanto, que é um ato voluntário entre as pessoas prevalecendo-se, neste caso e respeitando todo e qualquer tipo de união desde que, as próprias pessoas se respeitem mutuamente, justas, por não ser obrigada toda e qualquer união.
    Digo isto, porque ao ver a foto do casal perguntaria como se sente a mulher do Sr. Fachin.
    Se isto e sabendo ela que, na cabeça do seu companheiro a possibilidade ou a admissão de uma terceira pessoa que, poderia estar segurando sua mão esquerda, neste caso, outra mulher.
    Admiti-lo-ia, no entanto, que também, segurando a mão direita da sua mulher poderia estar a segurá-la, as fortes mãos de um homem assim teríamos um foto de um quarteto.
    Se isto, possível e admitido estaria o casal Fachin ladeado por outras duas pessoas saudavelmente, um grotesco e audacioso monstro que não se saberia o nome.
    Então, vamos tentar. Lá vai um quarteto de dois casais, dois casais de um quarteto, alias, menos importaria o nome da coisa. Fato é que o inominável é antinatural por si só.
    A mente humana ou o amor não permite toda e qualquer divisão. Já dizia o poeta – “ o amor não divide – ou tente propor isto a um casal que se amam verdadeiramente.
    Esta proposta já foi experimentada pela humanidade em tempos do amor livre, até que se chagava um momento em que o verdadeiro amor surgia entre duas pessoas e assim, admitiam qualquer simbolismo para uma união formando-se, um casal.
    Afirmo que, quando não se ama verdadeiramente, forma-se, um casal.
    Se a humanidade existe até hoje é porque existiu sempre a família – Célula Mater – de uma sociedade sadia.
    Acabe com a Família e acabarás com o País.

  26. marco almeida

    Só de curiosidade, dá uma olhadinha no projeto de lei 470/13 e, vai achar o que escreveu, brincadeira de criança; Dá uma olhada, nos artigos 70 e ss, da turma do Fachin, o IBDFAM. Vai ter entenado com nome de padrasto e estes podendo vir a complementar alimentos dos enteados. Uma maravilha total!!!

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1550498195196876&set=gm.886038851427787&type=1&theater

  27. Eu mesma

    Era de se esperar. A dissolução da família não é uma das condições para se implantar o comunismo? Pobre povo brasileiro!

  28. PeCam

    Aproveitando os endereços de email dos senadores citados em comentário abaixo, acabei de enviar um email aos mesmos pedindo rejeitar a indicação desse senhor ao STF

  29. Maristela

    ReinaldoXXXXXXX na cascuda!

  30. Realista

    A desembargadora Rosana vive a cantar:

    – A minha casa tem Fachin, tadinha de mim, tadinha de mim…

  31. Dan

    Como membro da OAB sofro o desgosto de testemunhar a degradação do meio jurídico nacional, representado pela não apenas pela mediocridade intelectual dos indicados ao STF, mas pelo descarado aparelhamento que vitima o Brasil desde 2003. Que não se alegue que TODOS os indicados pelo PT tornar-se-ão santos e isentos após vestirem a toga, posto que sua qualificação para o cargo passou necessariamente por seu alinhamento ideológico e à subordinação ao objetivo maior do partido dos trabalhadores. Joaquim Barbosa foi uma exceção parcial, que abandonou a toga injustificadamente e jamais deu explicações por tal fato, em momento delicado. Ou seja, TODAS as indicações petistas para a representação maior da proteção do direito no país foram um desastre. Como se quer que o país progrida com gente assim? Continue infernizando, por favor, esses semi-deuses intocáveis, pois fora senadores e o governo federal, a maioria esmagadora dos brasileiros minimamente informados sabe que Dilma é o instrumento da destruição do Brasil. Ela e seu partido espalham essa doença que coloca em metástase as instituições nacionais, que se dobram candidamente, cabendo apenas a indivíduos fortes – como você – se manterem de pé e darem o exemplo.

  32. Volmar Bido

    Senhor: Tende piedade dos brasileiros racionais.

  33. Maninho

    É, digno, íntegro, com princípios, honesto, trabalhador e monogâmico como é, o Sérgio Moro a cada dia se mostra sem perfil para fazer parte do STF.

  34. Aisim Cunha

    O governo insiste em destruir o que se conservava como primordial no ser humano. Desarticulando e enfraquecendo tudo o que pode gerar força, coragem e determinação ao cidadão brasileiro na conquista de seus direitos, para, dessa forma, subjugar, oprimir, intimidar, dominar e deixá-lo sem vontade de seguir em frente. É assim que o governo quer o cidadão: omisso, obediente, subserviente, cego e mudo. Pois gente assim não luta.

  35. Anónimo

    Tio Rei è terrível!!!

  36. José Bacalhau Portuga

    Que linguagem rococó, oca e petulante, a deste Fachin! Continue a moer o juízo a estes grunhos cabotinos, caríssimo Reinaldo!

  37. carlota

    Diz que quando ele vê uma amante ele canta assim: “vem ni mim que eu hoje eu tô fachin, fachin…”

  38. Jorge Marum

    Poligamia não, Reinaldo, é “poliamor”. É mais limpinho, como escreveu ontem o Pondé.

  39. Miguel Pio

    Será que vamos ter uma cópia piorada do Rolando Lero no STF?
    Será que as esposas dos bravos senadores vão aceitar fazer parte, com as amantes, de um harém?
    Uma coisa eu afirmo: essa turma do professor Raimundo está mais para fazer chorar do que para rir. Brasilsilsilsil.

  40. A RAINHA sem JUIZO, seu zumbi bêbado ladrão, seus PROFETAS sem JUIZO, sem MORAL ! são como RAPOSAS no MEIO de RUÍNAS

    CRIVELA = EDIR MACEDO
    dá APOIO:

    FACHIN = MST = DILMA = LULA, = BANDIDOS e o DIABO

    CADÊ OS “CRENTES” DA UNIVERSAL -IURD ?

    PRA PROTESTAR CONTRA O ADULTERIO *APOIADO POR CRIVELA e EDIR ?

    quem sabe os CEGOS que votaram no CRIVELA EXERGAM.

    contra FATOS não há ARGUMENTOS

  41. ACORDA BRASIL!

    Pessoal, vamos mandar e-mails para todos os senadores, demonstrando a nossa indignação contra mais um PTralha no STF que já está “prá lá” de PTralhas necessitando urgente de ser extinto e refeito com os outros nomes idôneos e dignos do título. Eu já fiz a minha parte, agora façam todos vocês as suas, por favor. O Brasil agradece.
    SENADORES
    POR FAVOR DIGAM NÃO AOS PTralhas do STF
    NÃO ACEITEM A CONTINUIDADE DA DEGRADAÇÃO HUMANA IMPLANTADA PELA ESQUERDA PSICOPATA, A DISTORÇÃO DE VALORES E A REGREÇÃO À ERA TROGLODITA
    Relação de e-mails dos Senadores:
    acir@senador.gov.br; aecio.neves@senador.gov.br; alfredo.nascimento@senador.gov.br; aloysionunes.ferreira@senador.gov.br; alvarodias@senador.gov.br; ana.amelia@senadora.gov.br; ana.rita@senadora.gov.br; angela.portela@senadora.gov.br; anibal.diniz@senador.gov.br; antoniocarlosvaladares@senador.gov.br; antonio.russo@senador.gov.br; armando.monteiro@senador.gov.br; benedito.lira@senador.gov.br; blairomaggi@senador.gov.br; casildomaldaner@senador.gov.br; cassio@senador.gov.br; cicero.lucena@senador.gov.br; ciro.nogueira@senador.gov.br; clesio.andrade@senador.gov.br; clovis.fecury@senador.gov.br; cristovam@senador.gov.br; cyro.miranda@senador.gov.br; delcidio.amaral@senador.gov.br; demostenes.torres@senador.gov.br; eduardo.amorim@senador.gov.br; eduardo.braga@senador.gov.br; eduardo.lopes@senador.gov.br; eduardo.suplicy@senador.gov.br; ecafeteira@senador.gov.br; eunicio.oliveira@senador.gov.br; fernando.collor@senador.gov.br; flexaribeiro@senador.gov.br; francisco.dornelles@senador.gov.br; garibaldi@senador.gov.br; gim.argello@senador.gov.br; humberto.costa@senador.gov.br; inacioarruda@senador.gov.br; ivo.cassol@senador.gov.br; jader.barbalho@senador.gov.br; jarbas.vasconcelos@senador.gov.br; jayme.campos@senador.gov.br; capi@senador.gov.br; joaodurval@senador.gov.br; joaoribeiro@senador.gov.br; j.v.claudino@senador.gov.br; jorgeviana.acre@senador.gov.br; jose.agripino@senador.gov.br; gab.josepimentel@senado.gov.br; sarney@senador.gov.br; katia.abreu@senadora.gov.br; lidice.mata@senadora.gov.br; lindbergh.farias@senador.gov.br; lobaofilho@senador.gov.br; lucia.vania@senadora.gov.br; luizhenrique@senador.gov.br; magnomalta@senador.gov.br; maria.carmo@senadora.gov.br; mario.couto@senador.gov.br; martasuplicy@senadora.gov.br; mozarildo@senador.gov.br; paulobauer@senador.gov.br; paulodavim@senador.gov.br; paulopaim@senador.gov.br; simon@senador.gov.br; pedrotaques@senador.gov.br; randolfe.rodrigues@senador.gov.br; renan.calheiros@senador.gov.br; ricardoferraco@senador.gov.br; roberto.requiao@senador.gov.br; rollemberg@senador.gov.br; romero.juca@senador.gov.br; sergiopetecao@senador.gov.br;
    sergiosouza@senado.gov.br; valdir.raupp@senador.gov.br; vanessa.grazziotin@senadora.gov.br; vicentinho.alves@senador.gov.br; vital.rego@senador.gov.br; waldemir.moka@senador.gov.br; pinheiro@senador.gov.br; wellington.dias@senador.gov.br; zeze.perrella@senador.gov.br

  42. Oô Reinaldo!

    As ações da presidente são cada vez mais incompreensíveis, lunáticas mesmo. Indicar alguém com essa ficha para o STF, nunca aconteceu antes. O Tofoli também é figurinha carimbada e nunca deveria estar onde está. O PT morreu!

  43. Alberto Esteves Gemal

    um louco! NÃO! Um mal intencionado! Contra 50.000 anos de formação social da familia um embusteiro pretencioso querendo reinventar a dissolução da familia retornando a um passado remoto de animais e bestas-feras! Um louco mau intencionado com caudalosa promiscuidade verbal! Um filho de paulo freire confuso pedindo a suas mães que reconheçam seus pais! Um embusteiro! Mas com a caneta na mão! Valha-me Deus!!!

  44. ADÍLIO BELMONTE

    Depois do companheiro que não sabe distinguir ” PREBICITO E REFERENDO” ter chegado ao topo da República, o que vier é lucro. Lembro apenas a FACHIN e a quem interessar que:
    1. A Constituição Federal determina:
    Art. 13. A língua portuguesa é o idioma oficial da República Federativa do Brasil.

    2. O Código de Processo Civil assim dispõe:
    Art. 156. Em todos os atos e termos do processo é obrigatório o uso do vernáculo.

    Como o Brasil é o país dos bacharéis, temos DOUTORES via internet, DOUTORES visitantes, DOUTORES das famílias, DOUTORES dos ciclos sociais, etc., etc., etc., ou seja, DOUTORADO, muitas vezes no Brasil é lobbie.
    Demais, conheço Juízes, que entre outros dotes de sapiência, não sabem encerrar um processo civil.
    Mesmo com os vícios de linguagem e o mau uso da Língua Portuguesa, além das teses mirabolantes, FACHIN vai a Ministro do STF. Coisas de nossa política!

  45. Marco Rezende

    ReinaldoXXXXXXX na cascuda!

  46. Renata

    Estou assistindo ao Aqui Entre Nós, em que vc e a Joyce Hasselmann comentam que se é uma questão de representar um Estado, mesmo o Paraná teria nomes melhores para serem indicados ao STF do que Luiz Fachin. Tem mesmo! Sugiro o nome de Roberto Busato, que foi presidente nacional da OAB e batia duro no PT. Se é por bairrismo, ele não só é paranaense como é da minha cidade!!!

  47. Carvalho da Font'Seca

    Brasileiros, em Minas um membro do judiciário aposentado que, no passado, havia sido agraciado com a medalha que dignifica o Alferes Tiradentes, mártir da liberdade, devolveu-a ao Estado de Minas Gerais, tão logo tomou conhecimento de que o comunista Fernando Pimentel, também conhecido por fernando da dilma, ou fernando do pt, que, lamentavelmente, alcançou o posto de governador daquele, antes, desenvolvimentista Estado, havia agraciado o também comunista, agitador, chefe do mst, pregador da bagunça e da desagregação do país que responde por pedro stédile, com a mesma medalha! Portanto, não se assustem se os últimos baluartes da honradez, da lisura da lei, da defesa da Carta Magna, ou seja, uns três ou quatro ministros do STF dignos de assim serem chamados, fizerem o mesmo e renunciarem a seus cargos de ministros por se negarem a discutir leis, princípios e processos com pessoas tão comprometidas com ideologias estranhas e comportamentos humanos inaceitáveis no mundo civilizado! O grau de contaminação do STF se encontra tão avançado que está se tornando difícil para os verdadeiros campeões da lei, da ordem e da dignidade lá permanecerem e não se sentirem, pelo menos, chamuscados pelas teses esdrúxulas atualmente levantadas e, pior, postas em prática!

  48. Luiz Schuwinski

    O “aparelhado”(PT)jurista gaúcho Luiz Edson Fachin (Rondinha-RS) passou raspando pela Universidade Federal do Paraná, mas já deixa uma mácula na primeira instituição de ensino superior do país.
    O arrazoado empolado do pretendente a uma vaga na OUTRORA digna e respeitada Suprema Corte, lembra muito as vigarices semânticas de ‘Rolando Lero’!
    Esperemos que os senadores tenham um pouco de discernimento e demonstrem independência no que diz respeito aos ditames emanados da Presidência.

  49. J.B.CRUZ

    No blog do Lauro Jardim, diz que 60 Senadores estão indecisos quanto a aprovar ou não o nome de FACHIN..
    Disse lá e digo aqui: FACHIN NÃO!!!…É o PATRÃO (POVO) quem está mandando…
    Os Senadores estão brincando com fogo..

  50. Lonny Bandoch

    Senhores Senadores,

    eu reprovaria a pretensão do Prof. Fachin não pela aberração ideológica relativa à constituição da família mas pelo desconhecimento da língua portuguesa…que calamidade! Na análise sintática, lógica e léxica de seus textos encontramos nada menos do que 17 erros gramaticais… será que ele saberia emitir um parecer ou uma sentença com a precisão necessária exigível pela Justiça?
    Volte para o passado MOBRAL, senhor professor!