Blog Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

sobre

Reinaldo Azevedo, jornalista, escreve este blog desde 2006. É autor dos livros “Contra o Consenso” (Barracuda), “O País dos Petralhas I e II”, “Máximas de Um País Mínimo — os três pela Editora Record — e “Objeções de um Rottweiler Amoroso” (Três Estrelas).

É O CURRÍCULO QUE DIZ QUEM É TOFFOLI, NÃO EU

Por: Reinaldo Azevedo

O currículo do jovem Advogado Geral da União, José Antônio Dias Toffoli, que vai fazer 42 anos em novembro, tem 34.397 toques — sem espaço — e 6.510 palavras. É coisa pra chuchu. Impressiona. Diante de tal portento, a gente logo sente palpitar a tentação de apelar a Hipócrates, mas na versão em latim, que ganhou o mundo: “Ars longa, vita brevis” – a arte é longa, a vida é breve. É claro que o sentido original tem de passar por uma ligeira torção. O autor fazia uma espécie de lamento: tanto há a fazer, e é tão curta a vida. A julgar pelo volume do currículo, Toffoli é mais feliz do que Hipócrates: parece já ter feito tanto em vida ainda tão curta! Estaria, assim, caracterizado o notório saber que justificaria a sua nomeação para o Supremo Tribunal Federal (íntegra aqui). Será?

Algumas pessoas reclamaram: “Você está superestimando os dois concursos para juiz de primeiro grau em que ele foi reprovado; isso não quer dizer grande coisa”. Bem, já respondi devidamente: se a reprovação não impede a nomeação, não pode servir como uma distinção, não é mesmo? Se elas não negam o seu notório saber, ele não se torna notoriamente sábio por ter sido reprovado.

Estamos ainda, como se vê, em busca do notório saber de Toffoli — para ocupar uma vaga no Supremo, bem entendido! Foi o que me levou a seu currículo. É claro que ninguém é obrigado a prestar concurso para juiz de primeiro grau se quer, um dia, integrar o Supremo. Se prestar, no entanto, convém ser aprovado. Vá lá: naqueles dois anos em que fez a prova, Toffoli poderia não estar muito bem, não deu sorte, fez a prova em jejum, sei lá eu. Acontece. Então fui ao seu currículo em busca das evidências de que construiu o “notório saber” depois.

Formou-se bacharel em direito, pela Universidade de São Paulo, em 1990. O doutorado, ele o fez na… Ops! Ele não fez doutorado. Também não fez mestrado. Nada impede um advogado, mesmo sem essas qualificações acadêmicas — nem todo mundo se dá bem na carreira universitária —,  de escrever livros sobre a sua área. Eu diria até que pode haver algo de especialmente charmoso nisso. O autor se torna, assim, uma espécie de livre-pensador, articulando, muitas vezes, um pensamento original, mas vital, fora dos cânones. Acontece que Toffoli também não escreveu livro nenhum. Então estamos assim até agora:
– ele foi reprovado duas vezes em concurso para juiz de primeiro grau;
– ele não fez doutorado ou mestrado;
– ele não é autor de livro nenhum.

A justificar a sua condição de “favorito” para a vaga no STF só mesmo a sua proximidade com o PT. Advogava para Lula e para o partido quando a legenda pagou Duda Mendonça em dólares, no exterior, com “recursos não-contabilizados”. Adiante.

E como é que, sem aprovação em concurso, sem doutorado, sem mestrado, sem livros, fez-se um currículo daquele? Bem, ao ler a página, ficamos sabendo, por exemplo, que, como advogado geral da União, ele já produziu 19 súmulas, 4 pareceres e ASSINOU 3.284 manifestações protocoladas no STF e outros 280 memoriais distribuídos no tribunal.

FICA, ASSIM, CLARO QUE ELE NÃO CHEGOU NEM À ADVOCACIA GERAL POR CAUSA DO SEU CURRÍCULO. ELE FOI NOMEADO PARA PRODUZIR CURRÍCULO. O MESMO ACONTECERIA CASO FOSSE PARA O SUPREMO.

Dos 34.397 toques, nada menos de 8.136 — 23,65% — são reservados às 91 entrevistas que concedeu. Na verdade, nem é bem isso: às vezes, ele lista intervenções em programas jornalísticos de TV, em que é apenas uma das pessoas ouvidas. Há lá um item curioso chamado “Defesa de importantes políticas governamentais”: dedica-lhe 1.108 toques. É como se, sei lá, um pediatra fizesse questão de destacar: “Cuida da saúde de crianças”.

Há o item “Publicações” nesta sua biografia intelectual e profissional? Há, sim. São os 342 toques (na verdade, 267) que seguem abaixo, na íntegra, correspondendo a 1% do total:
6.1.1. A Constitucionalidade da Lei de Biosegurança (sic) – Coletânea de Estudos Jurídicos em comemoração ao Bicentenário da Justiça Militar do Brasil. Brasília, Editora STM, 2008, 1ª edição.
6.1.2. A Excelência da Advocacia Pública na Defesa do Estado e do Cidadão. Jornal Valor Econômico, 04 de fevereiro de 2009.
6.1.3. A Excelência da Advocacia Pública. Jornal O Estado do Maranhão, 08 de fevereiro de 2009.

É o que o “notório saber jurídico” de Toffoli produziu até agora em letra impressa — observando que, acima, o mesmo artigo aparece duas vezes porque publicado em jornais diferentes. O que realmente dá corpo ao documento são as palestras e participações em seminários — 113 ao todo, 14.977 toques (43,54%).

Não estou desmerecendo Toffoli. Nada mais faço do que chamar a atenção para informações que ele mesmo tornou disponíveis. E elas demonstram por que ele não tem condições — não por enquanto — de ser ministro do Supremo Tribunal Federal. Aquelas duas reprovações eram dados que NÃO CONTRIBUÍAM PARA PROVAR o seu “notório saber jurídico”; o seu currículo traz dados que PROVAM QUE ELE NÃO TEM “notório saber jurídico”.

Um candidato ao STF que tem dois míseros artigos listados no capítulo “Publicações” deveria ser o primeiro a reconhecer que se trata de um passo muito maior do que a sua perna pode dar. Insistir na postulação revela uma de duas coisas, e nenhuma é boa: ou se trata de alguém com excesso de amor próprio — incapaz de ver-se com olhos minimamente críticos — ou sem amor próprio nenhum: está disposto a cumprir uma tarefa a qualquer custo, pouco importando o ridículo por que possa passar.

É legítima a pretensão de Toffoli de integrar o Supremo. Mas ele tem de fazer por merecer. O direito tem de vir a ser grato por seus serviços. Por enquanto, gratos lhe são apenas o PT e Lula, seu cliente até outro dia.

Voltar para a home
TAGs:

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*

348 comentários
  1. Felipe Trindade

    Percebe-se que Toffoli possui notório saber para ser presidente de bairro. Ou seria melhor representante de turma?

  2. José

    Minha gente, esse artigo foi escrito em 06/09/2009. As datas citadas e a idade da criatura estão corretas. Essa matéria voltou à baila por conta de publicação no Facebook.

  3. LYGIA MARIA MOREIRA DUARTE

    Será que Toffoli passou na OAB ??? Tenho certeza que os artigos (?) que escreveu foram pagos para alguém escrever, Toffoli seja homem com caráter, saia da politicagem

  4. EDUARDO

    ora ora ora ora ora, como viver numa dita “democracia” onde o SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL é um amontoado de juizes indicados por partido porlítico para julgar em causas parcial e previamente determinadas, os resultados são os mais espatafúrdios, concurso para o STF, isso que será o certo, esses parasitas precisam sair da instancia máxima da jurisdição do Brasil. Nem que seja à força.

  5. AREOBALDO TERUEL

    O TOFOLI NÃO É MINISTRO COISA NENHUMA REINALDO……MINISTRO DO STF MERECE UM MINIMO DE RESPEITO…..UM MIN. DO STF, DISFARÇA SUAS CONVICÇÕES E IDEOLOGIA POLITICA NUM VOTO OU SENTENÇA….MAS ESSE CARA MOSTRA A CRA DE UM PETISTA ….MAS DAQUELES PETISTAS IDIOTAS….QUE NÃO VE QUE O PARTIDO ACABOU…….E QUE ELE NÃO DEVE SOLTAR LADRÕES DO PARTIDO……QUE ELE NÃO VA A RESTAURANTE OU AO TEATRO….A NÃO SER DISFARÇADO. PORQUE DEPOIS DESSA DE SOLTAR O PAULO BERNARDO, PRFESO POR LADROEIRA….ELE PERDEU O RESTINHO DE MOREAL QUE PODIA TER ……

  6. Mauricio Gomes

    E para ser Presidente da República? Precisa ter o que?

  7. josé Carlos

    Assisti dias atrás Reinaldo Azevedo praticamente prever a soltura de Paulo Bernardo pelo simples fato de o mesmo ter sido preso na casa de uma senadora, ou seja, algo de legal faltou, abrindo brechas pra que ele fosse solto, o que talvez fosse diferente se ele tivesse sido preso num shopping, por exemplo.
    Quanto ao ministro, revela-se ai uma das mais graves faltas do nosso país, a desqualificação para o trabalho pretendido, que se estende mais longe do que se pensa.
    Quem dentre nós confia cegamente num eletricista, num mecânico e até num médico?
    Pois é… Volta e meia vemos “profissionais” que se acham qualificados para exercerem esta ou aquela profissão, ignorando se estão ou não qualificados de fato, importando apenas que tem diploma ou a tal experiência comprovada, Tóffoli é exemplo de isso pode não bastar para contratar um profissional, mesmo que seja para aparar a grama!
    A culpa é dele? Penso que não… Talvez a culpa seja nossa por longos anos de ignorância política em nem queremos saber como as coisas funcionam no poder, quantos não mudam de canal quando o assunto é política, ou evitam sites que tem os famosos textões?
    Esmagamos a barata sem dó, ignorando que a culpa por ela ali estar não é dela, é nossa que não limpamos direito o que deveria estar limpo!

  8. Antônio Carlos da Rosa

    Por isso que o Brasil está desse jeito o nosso judiciário pois qualquer 1 com um currículo desses

  9. Desconfiado

    Ele pode não ter habilidades ou mais estudos para passar nos concursos. Ele não precisou fazer doutorado nem mestrado, mas teve sorte (será?) de ser nomeado para ministro do supremo. Só que tudo isso não dá a ele direito de fazer … igual esse de soltar o paulo bernardo.

  10. Mauri J.Piazza

    Tbém comecei a analisar o “Curriculum vitae” do Ministro Toffoli. É caricato. O que produziu e fez o mesmo após a sua graduação no período de 1990-2003? Nada. Absolutamente nada em sua formação na área jurídica .Como é que pode ser designado um Ministro p/o STF com essa parca formação. Só poderia dar e criar benesses a quem o auxiliou, no caso a Caterva de Petistas.
    Maur Piazza
    Prof.Titular do Depto de Tocoginecologia da UFPR

  11. Vanores Ferreira da Silva

    Valdirene, na realidade ele nasceu em 1967. Portanto, tem 48 anos de idade e não 42 conforme matéria.

  12. Sônia Fiúza

    Data de nascimento do Dias Toffoli: 15 de novembro de 1967 (48 anos)

  13. Angelica Pinto

    Eu li o artigo 102 da constituição e diante disso me perguntei como um advogadozinho sem qualquer preparo e sem o NOTÓRIO SABER chegou ao STF passando à frente de juristas de renomado conhecimento. Indicação de partido politico isso precisa acabar. Ministro do STF tem que ter currículo.

  14. orlando fernandes

    O que foi dito é que até outro dia o PT era cliente dele. Os fatos atuais mostram que o PT continua cliente dele e que ele não encarnou suas funções atuais. Se sua incapacidade como jurista é comprovada e relevada, até então, ao menos sua ética e moral deveria sobressair às deficiências profissionais.

  15. walter moreno

    incapaz de se ver com olhos minimamente críticos*
    a preposição chama/atrai o pronome.

    de resto, concordo plenamente.

    abraço,
    walter

  16. Alexandre

    Toffoli revogou uma decisão de um juiz!! Mutatis mutandis, trata-se de um rabo abanando o cão…

  17. Rodrigo Lamounier

    E eu pensando que preciso fazer um mestrado… doutorado….

  18. Ricardo Froes

    O link dá “Página Inexistente”.

  19. Rosely

    ? como já dizia a minha avó : Quanto mais eu rezo, mais assombração me aparece!

  20. valdirene

    Tem algo errado…na matéria é menciondo que ele fará 42 anos em novembro e que teria se formado em 1990.
    Considerando que em 1990 ele teria 16 anos (1990-1974=16).
    Ele iniciou a faculdade com quantos anos? Com 11 anos, 12anos?
    Que estranho!

  21. Jacir

    Este país não tem solução! É uma província que a cada dia nos dá mais vergonha!! Por favor o último a sair apegue a luz, tranque a porta e devolva as chaves para os índios!

  22. Carlus

    Sem pressão do povo para limpar o STF de pelo menos meia duzia, todos os corruptos com foro vão escapar.

  23. PEDRO AUGUSTO MACÊDO MACHADO

    Profetizou. Parabéns pela lucidez desse comentário.

  24. selvita

    Mas não é possível que este senhor Dias Toffoli tenha sido bacharel em direito no ano de 1990, pois tinha apenas 16 anos. Se tem hj 42 (41 até novembro) nasceu em 1974. e se o bacharelado data de1990…. Isto ocorrido, já com 25 anos de profissão, nao justifica a frase do curto tempo, com curriculo extenso, pois um bacharel em direito aos 16 anos só pode ser um super dotadiíssimo, e se o Lula lhe concedeu doutorado, fez-lhe, é um superman advogado do Brasil.

  25. Davilson Azevedo

    Ele era advogado da facção pt antes de ir para o STF.

  26. Gerard

    Alguns comentaristas estão achando estranho alguns dados informados no artigo. Lembrem-se, ele foi escrito em 06/09/2009, pouco menos de um mês antes dele assumir a cadeira no STF.

  27. Rythor Fernandes

    Uai, é a ilibada moral? Esqueceu-se ou amarelou? O cara foi condenado por fraude a licitação. Vamos falar a verdade toda, não parte.

  28. Almir

    Um ótimo advogado de porta de cadeia!!!

  29. Waler Rezende

    O Toffoli cometeu um equívoco premeditado. A competência do HC que liberou o larapio dos velinhos é do TRF-SP e não do STF. Ele suprimiu instâncias. É um delinquente.

  30. Jose Carlos

    Me parece que no bla, bla,..não vamos jamais consertar este país, aliás, nunca na história mundial um país mudou politica e socialmente na base da “conversinha”.Sempre a consciencia de cidadania cobrou um preço caro a se pagar.

  31. Agostinho Altair Escovar Alfaro

    Esta ai descrito o insucesso do governo atual, colocar pessoas desqualificadas em cargos importantes!!! Não existe como progredir, o autoritarismo é o artificio das pessoas desprovidas de inteligência!!! Tomara a deus que o nosso país encontre o caminho correto da meritocracia, estudo, planejamento e honestidade. Parabéns ótima elucidação do curriculum de nosso ministro.

  32. STF, QUE VERGONHA

    DECEPÇÃO P/ CLASSE!!

  33. Fernando Cezar Barusso

    Caro Reinaldo, há uma observação a ser feita: a idade da sua Excelência talvez esteja incorreta.
    Acredito que não possa ser apenas 42 anos.
    É por um simples fato: por mais que seja um “fenômeno”, o notável ministro tendo se formado em 1990, teria concluído a faculdade de direito com 14 anos, o que acreditamos, não ser crível, ainda mais se tratando de quem é.
    Att

    Fernando Cezar Barusso

  34. Sergio Schuarça

    Aprovado pelo Senado! Ridículo.

  35. Lulaláláô

    Companheiross,
    Aftesto que o amigo Toffoli tem uma formação perfeita para o STF, afinal ele fez parte de nossa quadrilha e sabe bem tudo o que fizemos para esta formação.
    Além disso ele está no mesmo patamar de companheiros como Vacari Neto, Zé Dirceu, dentre outros.
    A luta continua companheiros

  36. Ivan Lima

    Sou mais Janaína Paschoal. Apartidária.

  37. Elton de Souza Petrucci

    Veja como é interessante as nossas leis brasileiras o nosso saudoso jornalista Reinaldo Azevedo não pode utilizar os adjetivos mais corretos, aqueles bem sórdidos que falamos entre amigos para qualificar este tipo de situação, aqueles adjetivos que são falados não com a cabeça mas com o fígado mesmo. Mas obrigado por elaborar um texto inteligente e que ajuda tanto a informar quanto dar um tapa com luva de pelica a quem merece.

  38. Manuel Jorge

    Obrigado pela informação

  39. Carlos

    Excelente!!!

  40. Sidney

    Esse sujeito deveria, ao menos, declarar-se impedido, por ter sido advogado do PT. Não vale nada, esse Toffoli, nem um tostão furado, aliás, como todo petralha.

  41. Dalva

    URGENTE: Vamos todos para a frente do … STF para protestar em alto e bom som contra esta abominação que foi a soltura de Paulo Bernardo…vamos pedir o Impeachment de Tofolli, rato dos petralhas!

  42. Neusa de Jesus

    Foi nomeado por Lula mas passou por sabatina no senado? Se sim os senadores aprovaram! Ninguém viu que não tinha tanto saber assim? Ou foi mais uma troca de favores que estamos vendo a todo momento? Não existe NADA absolutamente NADA confiável nos 3 poderes!!! A solução………………

  43. coisado

    Quando uma coisa parece que vai dar errado, é por que ela vai dar errado.

  44. eliane lee

    Mais um Ministro Mortadela.

  45. Andre de Souza Pereira

    E gora ai tá ele absolvendo Paulo Bernardo, que interessante ou será algum pedido em particular em favor causa PT

  46. Rafael Fernandes Silva

    Relendo este artigo, muito me preocupa do que está por vir…. Toffoli um Ministro do Supremo, só mais um que o Lula colocou la dentro para justamente este momento de julgamento…. Infelizmente sei, tenho cada dia mais certeza que isto será a MAIOR PIZZA da história do país!!! Mais um triste record dessa quadrilha maldita travestida de partido político….

  47. cleo schwab

    É, esse agradece com a toga…..

  48. Fabio lucca

    Sim correto!!! E tem mais quem paga os 15 salarios por ano somos nos que tambem pagamos o extra “os bilhoes”” aquela parte que eh depositada em algum paraiso fiscal.
    Bom, mas enquanto os Brazileiros aceitarem e nada for feito nao tem problema algum,,,,,

  49. Robson

    Então vejamos o nível dos três poderes, o palhaço, o cantor a ator a celebridade teatral faz a lei, o analfabeto ou a desequilibrada de idioma próprio executa e o Toffoli julga. Acabou o país a tempos.

  50. Rubens Pereira da Conceição

    … Mais um advogado sem talento sendo
    Usado no aparelhamento do estado com
    Objetivo claro de defender a gatunagem
    Do PT.