Blogs e Colunistas

26/02/2010

às 4:09

DUAS IMAGENS E UM TANTO DE PENSAMENTO. OU: O QUE LULA TERIA DITO A HERZOG…

Vejam essas duas imagens. O que será que elas fazem aqui?

lula-banheira-de-sangue

capa-estadao-lula-fidel

Sabem vocês que operei algumas mudanças no blog há algum tempo, quando optei quase exclusivamente por textos meus. Escrevo o “quase” porque, às vezes, dou destaque a um artigo ou outro que saem na imprensa. E por que mudei? Porque vocês não precisam de mim para fazer “cola-copia” — ainda que eu raramente publicasse um texto sem comentário. Atendi a uma demanda que os comentários revelam: vocês entram aqui para ler o que eu escrevo. O que outros escrevem está no site e blog dos… outros! Com a mudança, optei também por um caráter ainda mais analítico, ainda mais reflexivo. Estamos aqui para tentar entender melhor a natureza dos eventos políticos; para, sempre que possível, tirar dos fatos o glacê da irrelevância e chegar ao que interessa. Resultado: os comentários, vamos dizer assim, explodiram; o número de visitas cresceu. Meu trabalho aumentou, hehe.

A charge do alto está publicada no blog CUBA DEMOCRACIA Y VIDA, de cubanos exilados na Suécia. Não poderia ser mais precisa na sua metáfora cruenta. Os irmãos Raúl e Fidel Castro estão mergulhados numa banheira de sangue, e Lula está tomando o seu lugar no macabro  ménage-à-trois ideológico. Desde a revolução, em 1959, somam 17 mil as pessoas executadas a mando da dupla, segundo informa O Livro Negro do Comunismo. Estima-se que outras 83 mil tenham morrido afogadas tentando deixar a ilha — na prática, um presídio comandando pela dupla de facínoras. Dada a população cubana, o número faz dos irmãos dois dos grandes homicidas da história.

Não obstante, em visita à ilha, o humanista Luiz Inácio Lula da Silva decidiu dar uma bronca nos dissidentes, que não teriam se esforçado o bastante para lhe entregar uma carta. E ainda acusou Orlando Zapata Tamayo de “ter-se deixado morrer”. Tivesse tido a chance de falar com o preso, diz Lula, e talvez ele tivesse mudado de idéia. E mais não disse. Não se ouviu uma só palavra de Lula nem mesmo em defesa da democracia. Nada! Não se tocou no assunto dos presos políticos, que podem chegar a 200. Lula também não desconfiou em nenhum momento das condições em que Zapata, um operário, estava preso.  Deixou-se fotografar alegremente ao lado dos facínoras, e ele próprio, mais uma vez, decidiu ser o lambe-lambe (botas) de luxo.

Batia um papo com Diogo Mainardi ontem à tarde, e ele sintetizou como ninguém a postura do presidente brasileiro, que, na prática, censurou Zapata: “Pois é… Se Lula tivesse tido tempo de conversar com Vladimir Herzog, talvez ele não tivesse se enforcado; ou, então, teria convencido Rubens Paiva a não pular do helicóptero no mar”. Trata-se de uma ironia amarga que dá conta do padrão miserável das escolhas éticas do lulismo. Todos sabemos que as duas pessoas citadas foram assassinadas durante a ditadura no Brasil. As ocorrências despertaram em todas as pessoas decentes a justa indignação. A reparação possível, diante do irreparável, se deu. E não há desculpa possível para aquela brutalidade.

E assim pensamos nós, os, vá lá, democratas liberais: ditaduras, todas elas, são odiosas; ditadores, todos eles, são desprezíveis; arbitrariedades do estado, pouco importa a coloração ideológica, são repugnantes. Assim pensamos nós, não eles. Ontem, no Congresso, enquanto representantes da oposição protestavam contra o mergulho de Lula na banheira de sangue, parlamentares da base de apoio corriam em socorro de Lula e, acreditem!, de Raúl e Fidel Castro. Seus críticos seriam “fascistas”!

Agora a outra imagem
Está claro o que faz lá no alto a charge. Mas e aquele pedaço da primeira página do Estadão de ontem? Reparem que, na primeira metade, na manchete, está a informação de que o Banco Central decidiu retirar R$ 71 bilhões do mercado. É uma medida para tentar dar uma desaquecida na economia e encarecer um pouco o crédito, esfriando a demanda. Pode ser a ante-sala de uma possível elevação de juros. No destaque menor, ainda no corpo da manchete, o fato de o superávit do governo ter atingido R$ 13,9 bilhões, o segundo melhor janeiro da história.

Empresários, banqueiros e toda gente pode dizer, concorde ou não com a medida: “Está aí um Banco Central que opera segundo critérios, eu diria, universais de mercado. Para ficar nos termos que os petistas gostam de usar: definitivamente, Henrique Meirelles não faz uma gestão “socialista” do Banco Central, não é mesmo?

Agora vejamos a segunda metade da imagem. Vemos Lula, de câmera na mão, fotografando Franklin Martins ao lado dos homicidas compulsivos.  Não muito longe dali, a polícia política reprimia manifestações discretíssimas de protesto contra morte de Zapata, que poderia se chamar Valdimir Herzog, Rubens Paiva ou Manuel Fiel Filho. No alto da página, o PT de mercado, que não viu mal nenhum em, felizmente, terceirizar a gestão do Banco Central e, em muitos aspectos, da própria economia. Logo abaixo, o apoio explícito de Lula a uma tirania.

A questão democrática
É este jogo do PT que confunde certos atores políticos e leva alguns tontos, especialmente no empresariado e na imprensa internacional, a ver o governo Lula com notável desinteligência. Os petistas, convertidos à economia de mercado, não se converteram, no entanto, ao liberalismo. A sua visão de mundo caracteriza o que se pode chamar de “capitalismo de estado”: os empresários lideram o esforço produtivo, mas sob forte gerência estatal, que controla os tais setores essenciais. Vá lá… Para boa parte dos nossos empreendedores, isso é uma bênção. Ser amigo de Lula e do PT significa correr menos riscos. Para ele, vai bem assim. E o partido também não tem do que reclamar. A cada vez que cria uma dificuldade, pode vender uma facilidade.

Esse estado agigantado e devidamente aparelhado é a base de operação da nova classe social e de seus valores. Mas ele ainda não explicita a natureza do jogo, o que só se revela, aí sim, no terreno da política e, em certos casos, da polícia política. Essa relação arreganhada, festiva, com os ditadores cubanos é um sinal de que, mais importante do que os valores democráticos, são os vínculos de natureza ideológica  — e, acreditem, a “ideologia” é uma só, revelada em vários documentos do partido apresentados em seu recente congresso: o antiamericanismo!!! Ou, como dizem os petistas, o combate ao “poderio estadunidense”. Nota à margem: no Brasil, é o sujeito falar ou escrever “estadunidense”, e você saia de perto porque é encosto de mau espírito…

As esquerdas perderam a batalha da economia, já sabemos. Mas não perderam ainda a guerra de valores e eu diria que, em muitos aspectos, elas a venceram. A utopia que serviu para mascarar a prática sistemática do crime político é reciclada, em tempos de economia de mercado, para justificar outras falcatruas: a negociata com potentados da economia privada, a pilantragem da Bandalheira Larga, o enriquecimento ilícito, a roubalheira pura e simples. Por incrível que pareça, a banheira de sangue em que essas esquerdas mergulham é também fachada de uma banheira de dólares.

Ocorre que a gesta antiimperialista confere ao petismo certa aura de “resistência”, de “construção de uma alternativa”, de “competição” com os EUA, como diz um documento petista. Poucos se dão conta de que a democracia brasileira, já escrevi aqui, vive sob uma espécie de tutela de movimentos sociais, ONGs e entidades várias que se esforçam para torná-la… menos democrática! O truque é simples: redigem uma pauta que atende a seus interesses e aos do partido e decidem — ou decretam, como no caos do Programa Nacional-Socialista dos Direitos Humanos — que ali está a Suma Humanista. Discordar, então, de tal Suma já não é mais parte do jogo democrático, mas sabotagem.

Não pensem que Lula e o sorridente Franklin Martins, abraçado àquele banco de cadáveres, sonham comandar, um dia, um país socialista. Não! Eles sonham ser a direção de um partido único que elegesse os vitoriosos e os derrotados de um capitalismo renovado, que tenha aprendido a superar aquela coisa para eles odiosa chamada “democracia”.

Para alguns empresários, tanto faz. Submetendo um ditado chinês a certa torção, eles poderiam dizer que não importa a cor dos ratos se eles alimentam os gatos.

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

236 Comentários

  • Alfredo Pong

    -

    2/3/2010 às 8:37 pm

    Uma saudação do autor da caricatura, visite o meu blog: http://www.cubahumor.com
    Muito obrigado a espalhar o meu grafico mensagem.
    Alfredo Pong / cartunista editorial cubano

  • celinha

    -

    28/2/2010 às 3:49 am

    Não poderia ser mais adequada a charge Reinaldo… Excelente!!
    Observando novamente, noto dois objetos pqnos… É impressão minha ou há tbm dois aviões afundando na banheira de sangue?? Representam os Hermanos al Resgate q foram abatidos no espaço aéreo de Cuba, há alguns anos átras?

  • Iguinho

    -

    27/2/2010 às 6:39 pm

    Os animais da universidade que se consideram social-democratas, mas que batem palminha pra ditadura castrista alegam que Cuba é uma resistência ao imperialismo estadunidense (ou americano, pouco importa como se chame) naquela velha visão babaca que considera a América Latina refém do poder político e econômico dos países ricos. Se esses Eduardos Galeanos do futuro lessem este blog, talvez perceberiam que o maior problema dos países latinos é justamente os Estados inchados e populistas que eles tanto paparicam.

    PS: 17 mil é gente pra cacete. Quem mata 17 mil não é homicida. É genocida.

  • Edmund Burke

    -

    27/2/2010 às 1:27 am

    Reinaldo, mais uma vez você nos brinda com um artigo primoroso, pedagógico, daqueles feitos para se colecionar e mostrar às gerações vindouras que nem todos estavam dormindo quando o Brasil foi tomado pelas trevas. Artigo digno de se fazer presente num futuro livro! Obrigado por suas análises, parabéns e que Deus te mantenha conosco por muito tempo!

  • Antonio

    -

    27/2/2010 às 1:27 am

    Com o devido respeito aos mortos citados, creio que todos eles seriam unânimes em preferirem a morte, a terem Lula do “menino do MEP” com eles na cela querendo conversa fiada e cafuné na barba.

  • Tony

    -

    27/2/2010 às 12:25 am

    Caro Reinaldo,

    Seu post e os comentários dos leitores me relembraram do quão importante são as imagens.

    No caso, a charge comunica tudo, absolutamente tudo, de forma tão imediata e direta que até os idiotas entendem a mensagem transmitida.

    E me apercebi que carecemos de charges, de cartuns, de caricaturas, que revelem aos brasileiros o horror do esquerdismo, assim como esta faz tão perfeitamente.

    Instrumentos com tal grau de eficiência talvez sejam capazes de debelar este consenso esquerdista, permitindo aos próprios esquerdista, idiotas que são, conscientizarem-se da essência maligna da causa que defendem.

  • EHR

    -

    27/2/2010 às 12:07 am

    Reinaldo,

    Bela charge! Belo texto!

  • Gilda

    -

    26/2/2010 às 10:45 pm

    Imagino Idiamin Dada, conversando com Geisel, sobre Herzog: É melhor que não houvesse dissidentes…

  • Cedê Silva

    -

    26/2/2010 às 10:40 pm

    “não importa a cor dos ratos se eles alimentam os gatos.”

    Vai para o “Máximas VOL. 2″ a excelente reversão!

  • Rodney

    -

    26/2/2010 às 10:31 pm

    Uncle King,

    Acabei de colocar a charge sanguinolenta destas “figuras” no AntenA – http://antenacrista.blogspot.com

    Grande Abraço e ótimo Final de Semana!

    :-)

  • corelio

    -

    26/2/2010 às 10:24 pm

    clovis rossi, pensata 24/02/2010: Não dá para aceitar que um governo democrático pareça dar aval a uma ditadura por ser de esquerda. Não há ditaduras de direita e de esquerda. Há ditaduras. Ponto. Não há direitos humanos de direita e de esquerda. Zapata, se tivesse sido brasileiro dos anos 70, talvez aderisse à luta pelos direitos humanos e, hoje, estaria sendo homenageado por membros do governo Lula. Morre em Cuba, e o governo Lula faz silêncio.

  • corelio

    -

    26/2/2010 às 10:24 pm

    ô Tio Rei, dá uma colher de chá e me diz que raciossímio, torto, o Clóvis Rossi, PENSATA, 24/02/2010, faz para dizer que o a ditadura cubana “tem raízes na esquerda, ainda que completamente abandonadas”??? até que, em síntese e no final, ele concorda contigo:

    “Dá para entender que não haja de parte de Lula uma crítica pública- como não houve, de resto, nos governos anteriores pós-redemocratização. A revolução cubana faz parte da memória sentimental da esquerda latino-americana. Um governo que tem raízes na esquerda, ainda que completamente abandonadas, presta homenagem póstuma a essa memória, por meio de seu silêncio. Explica-se, pois, mas não se justifica o silêncio nas conversas privada

  • Eleitor

    -

    26/2/2010 às 10:21 pm

    Lula realmente se supera. Como é que as pessoas tem o hábito besta de escreverem cartas, guardarem para si depois dizerem que mandaram para os outros? Não é um mimo esse Lula?
    Lula é contra a greve de fome, ele diz que fez, podem acreditar foi deveras terrível aquele baixinho barbudo fazendo isso. Depois deu aquela vontade danada de comer, e como não tem tu, vai tu mesmo… Pena, o valente menino do MEP não quis contar pra gente o resto da história. Mas, mudando de assunto, vocês gostaram da Olimpíada de Mentiras de Havana? Fidel foi o campeão sabiam? Também depois daquela, NÓS AQUI EM CUBA NUUUNNNCA TORTURAMOS OU MATAMOS NINGUÉM. Realmente depois dessa não tinha pra ninguém. Lula foi bem, sabem? Aquela de que não recebeu a carta dos dissidentes foi uma verdadeira carta tirada do bolso do colete. Eu pensava que era a dita cuja. Ele não nos decepcionou sabiam? Também ele treinou muito, valeu a pena ficar treinando junto aqui no Brasil, durante sete longos anos, contando mentiras. Vocês notaram como as autoridades cubanas se vestem com roupa de marca e outros bichos, essas que os imperialistas costumam usar, sabem? Comunismo, socialismo é bom mesmo para o povo, para os dirigentes nem pensar, ora bolas. Na URSS também já acontecia isso, só que nos contavam outra história.

  • Curumim

    -

    26/2/2010 às 10:17 pm

    Será que o lulla vai dizer que a imagem não fala por si?

  • Brunatto

    -

    26/2/2010 às 10:08 pm

    TROQUEM A FOTO DA CAMISETA DO CHE PORCO FEDORENTO PELA DO ZAPATA!

  • Regina

    -

    26/2/2010 às 8:42 pm

    O Lulla é só “CINISMO” neste episódio.
    ………..E está constando na lista dos mais hipócritas, ocupando um honroso 5º lugar, segundo o El País, nem tudo está perdido.
    Sigamos avante na nossa cruzada.

  • zeca paredão

    -

    26/2/2010 às 8:40 pm

    De tanto ler,o cerebro de D.Quixote secou.Ficou balanceado e saiu pelo mundo…Lula tambem saiu por este mundo, mas teve a precaução de não ler, com resultado desastroso.

  • Francisco Costa

    -

    26/2/2010 às 8:23 pm

    Caro Reinaldo,
    É incrível, mas não há uma só linha escrita pelos blogueiros “humanistas” que trabalham a soldo do grande governo de esquerda do maior de todos os presidentes do Brasil acerca da monstruosidade que se viu em Cuba.
    Francisco, Maceió-AL

  • Lucindino Freitas

    -

    26/2/2010 às 8:03 pm

    Mas afinal de que lado da decência estamos ? Como podem os nossos homens públicos assumirem o papel vergonhoso de lambe-botas, que foi protagonizado em Cuba ? Mas, então, o objetivo político é, de fato, mais importante que tudo o mais ? Inclusive a dignidade ? Eu nunca imaginei que pudesse ver, um dia, a cena grotesca, daquele anão moral, rindo ao responder perguntas, apoiado pelo sorriso cumplice dos nossos compatriotas, rendidos pela absoluta incapacidade de reagir ao absurdo da situação.

  • Wander

    -

    26/2/2010 às 7:49 pm

    Esperar o que do PT e seus aloprados?Salvemos o Brasil!Fora PT!Fora Dilma!

  • ib

    -

    26/2/2010 às 7:36 pm

    Ora, ele diria: “você já foi do MEP ?”

  • anônimo

    -

    26/2/2010 às 7:15 pm

    Belo texto. Mais uma charge digna de antologia. Depois do ping dos delinqüentes, vem a resposta das pessoas de bem: PONG!

  • Lino

    -

    26/2/2010 às 7:02 pm

    Também não aguento mais o “estadunidense”. É nojento. Nós também já fomos “estadunidenses”, quando éramos “República dos Estados Unidos do Brasil”… Ou éramos “republiquenses” e nem desconfiávamos? Se o nome do país é Estados Unidos da AMÉRICA, logo, o gentílico só pode ser “americano”. Mas vá dizer isso a um canhota!

  • Dora

    -

    26/2/2010 às 5:23 pm

    Caramba! Que texto Rei, que texto. Vc diz que a OPOSIÇãO NãO GOSTOU DA CHARGE? Francamente, nÃo entendo essa gente.

  • Ricardo Froes

    -

    26/2/2010 às 5:00 pm

    Desculpe o preciosismo, mas Lula só tem quatro dedos na mão esquerda.

    Corrigi. http://tomauma.blogspot.com/2010/02/el-diablo-los-cria-y-ellos-se-banan.html

  • Rodrigo L.

    -

    26/2/2010 às 4:59 pm

    Poderia ser a legenda da charge o seguinte trecho da “visão de mundo” do PT:

    “A superação do neoliberalismo e também do capitalismo exigirão diferentes estratégias de resistência, de construção do poder e do socialismo.”

  • Lars

    -

    26/2/2010 às 4:56 pm

    Ok, Reinaldo, mas não concordo com você. Jamais poderia pactuar com você numa coisa que, absolutamente, não se coaduna com o que eu acho, entende? Até conversei com algumas pessoas a respeito, e umas acham que sim, outras que não. Não me ajudaram em nada, como se vê. Dizer que glacê é irrelevante é o pior comentário que você já fez. Glacê para mim é a melhor parte do bolo.

  • Leopoldo Dogher

    -

    26/2/2010 às 4:08 pm

    O artigo é excelente, parabéns.
    Uma bela radiografia do PT e de seu modo de operar.

  • diego almeida

    -

    26/2/2010 às 4:07 pm

    Reinaldo,

    Onde está Paulo Vanuchi, agora?

  • Vidal

    -

    26/2/2010 às 4:07 pm

    Reinaldo,

    É definitivamente a política externa de um governo que só não envergonha a facínoras!!!

  • Jerônimo

    -

    26/2/2010 às 3:29 pm

    (El País, 24) O porta-voz de Lula, Marcelo Baumbach, informa que o Brasil já aprovou créditos a Cuba de 1 bilhão de dólares, dos quais 350 milhões serão destinados à compra de alimentos e uns 600 milhões de dólares às iniciativas para produção de arroz e cana de açúcar, construção de estradas e o porto de Mariel. “Desse total, 150 milhões já foram desembolsados. E está em final de negociação outra parcela de 300 milhões de dólares. Cuba solicitou um adicional de 230 milhões de dólares que está pendente por questões administrativas”, explicou Baumbach.
    Parece que o dinheiro aqui está sobrando. Seria interessante averiguar quanto o Brasil já gastou com Cuba neste 7 anos do governo Lula.

  • Cláudio

    -

    26/2/2010 às 3:05 pm

    Reinaldo, vou enviar este post seu à embaixada americana e perguntar se o presidente Obama ainda pensa que Lulla é o cara.

  • Antipatia

    -

    26/2/2010 às 2:51 pm

    É impressionante!! O boçal está conseguindo atrair para si a antipatia do mundo civilizado.

  • Livre

    -

    26/2/2010 às 2:31 pm

    PeTralha raivoso, espumando !
    Felipe, as 11:13 am.
    Aprenda russo e deixe o “ingles” de lado, va para a Africa ajudar a combater a fome(forme uma Ong PeTralha), entre no tunel do tempo, volte ao passado e diga aos japoneses que nao ataquem Pearl Harbor .
    Enquanto isso, Reinaldox nelle Mon Roi!!!!

    REINALDO AVISA
    Reinaldox pegou a barata

  • Nobelda...

    -

    26/2/2010 às 2:30 pm

    A charge desmonta o Apedeuta da esperteza, e o texto de análise das imagens é imbatível. Parabéns!

  • Anônimo

    -

    26/2/2010 às 2:28 pm

    Reinaldox deixou a barata passar às 10:42 am?

    REINALDO AVISA
    Reinaldox pegou a barata

  • Cláudio

    -

    26/2/2010 às 2:27 pm

    Reinaldo, se o Brasil acabar virando um estado totalitário dominado pelo PT a responsabilidade e culpa recairá sobre o PMDB, especialmente sobre Sarney, Renan Calheiros, Michel Temer e Romero Jucá.

    Estes são os senhores que apóiam Lula e o PT para obter ganhos políticos e vantagens de qualquer tipo. Aliás, a sigla PMDB poderia traduzida como Prostituta Mor do Brasil, não acha?

  • Vanderlei Simionatto

    -

    26/2/2010 às 2:19 pm

    Reinaldo, por onde o tal de Baltazar Garzón, aquele que emitiu a ordem de prisão para Pinochet? Assassino por assassino, Fidel e Raul mataram mais. Ou será que cubanos são menos importantes que chilenos…

  • Vanderlei Simionato

    -

    26/2/2010 às 2:11 pm

    Reinaldo, peço descupas antecipadas. Não dá pra não dizer, FDPs, simplesmente.

  • Rayleigh

    -

    26/2/2010 às 2:06 pm

    Era a essa bosta barbuda que queriam entregar o Nobel da paz?
    -Rayleigh

  • Drika Rabelom

    -

    26/2/2010 às 1:58 pm

    Percebi que o Lullla não estava completamente feliz na foto. A tchurma está incompleta, ora bolas. Ufa, Ahmadinejad e Chavez estão chegando com a caixa de isopor.

  • Zé Ricardo

    -

    26/2/2010 às 1:57 pm

    Reinaldo,
    Quando Lula e Collor foram para o segundo turno, eu anulei meu voto.
    Entendia que não haveria como dar um voto contra alguém, já que não poderia dar a favor de um.
    Ledo engano, apesar de Collor ter demonstrado que não merecia meu voto a favor, Lula demonstrou que merecia, sim, meu voto contra.
    Não se trataria de votar contra um homem, mas contra um método que, hoje vejo, busca acabar com as instituições e valores tão duramente consolidadas na luta pela democracia.
    É, como repete sempre um meu amigo “O tempo é o senhor da razão”

  • João batista

    -

    26/2/2010 às 1:46 pm

    Rei,

    Essa estratégia de Marina silva se eleita governar com os melhores do PT e do PSDB, pode alavancar a sua candidatura?

  • VIEGAS

    -

    26/2/2010 às 1:44 pm

    Caro Rei
    Brilhante!!!!!!!!!!!
    Esta maneira nojenta de se posicionar contra empresários me deixa revoltado, o capital é o único trunfo para o desenvolvimento, e o capital intelectual deveria ser a única forma de crescimento pessoal.
    Lula durante oito anos não deu a mínima para o capital intelectual, mas seus próximos, amigos e familiares desfrutaram das benesses do capitalismo.
    O dia que vi a noticia de Dilma num SPA fiquei chocado, como alguém que prega algo para o “povo” e sua esquerda pode ser tão apegada as benesses da vida, faça o que falo, mas não faça o que faço.
    Não que Dilma não possa ir a um SPA, mas para se ir num SPA se requer dinheiro e seu salário imagino vem do cargo que ocupa e é pago com nossos impostos e estes deveriam na verdade cuidar do “povo”, como essa mulher pode entrar numa favela com cabelos arrumados num cabeleireiro extremamente caro, com roupas de grife carissimas, recém saída de um SPA, viajando num jato pra baixo e para cima e se dizer ser do povo, que discurso é esse.
    Quer ter um discurso coerente vai carpir café para emagrecer, se vista com roupas populares, ande de fusca, use o serviço publico de saúde, use a escola publica com seus filhos e netos, depois se diga do “povo” e coerentemente apesar de estar errada ameaça o capital.
    É um discurso de preocupação com o povo, contra o capital, contra empresários e poderosos, mas na pratica e em sua vida graças a um cargo vive uma vida de rainha.
    Este discurso fácil e falso tem de acabar.
    O “ povo e os pobres” são a razão da vida das esquerdas e a direita os odeia esse discurso ridículo tem que ser eliminado, e eliminado por quem tem o poder da informação, porque não é VERDADEIRO.
    Quem trabalha para o povo não precisa ser pobre, mas precisa ser competente e honesto, não pode estar envolvido em mensalões, e vibrar com ditaduras.
    Ser verdadeiro e apaixonado em ajudar pessoas, e ai incluísse os menos favorecidos MAS NÃO vagabundos e bandidos.
    Bando de vagabundos, pessoas que nunca pensaram em trabalhar de verdade fazem pessoas pobres acreditarem que o governo é sua salvação, mentira deslavada, nossa salvação é nosso trabalho.
    OLHE SÓ QUE INTERESSANTE, QUANDO JOVEM RESOLVI FAZER UM CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA, trabalha para pagar os estudos, ia a pé de casa para o serviço e do serviço para casa PELA MANHA na hora do almoço a tarde não ia para casa jantar ficava direto na escola, 23 horas saia da escola e voltava para casa a pé NÃO TINHA DINHEIRO PARA O PASSE E eram 35 minutos andando cada ida ou vinda , isso andando com pressa.
    Cheguei a levantar pela manha e não ter leite nem pão na minha casa.
    Mas olhem só, hoje se fosse prestar o pro une, não poderia, sabe por que?
    Estudei em escola particular.
    Não sou, nem quero ser melhor que ninguém, e sei de gente que fez muito mais que eu, mas lutei muito para melhorar de vida, meus amigos não queriam gastar seu dinheiro em escola, preferiam roupas e sapatos, que sociedade e esta que estimula os fracassados e responsabiliza quem luta.
    Ser pobre virou sinônimo de coitado, não fui um coitado e alguns amigos também não foram não tive oportunidades, mas construi minhas oportunidades honestamente.
    Sou contra qualquer discurso fácil, sou contra quem vive de um jeito e preconiza outra, sou contra vagabundo no governo, sou a favor da vontade da responsabilidade e principalmente da honestidade.
    Zé Dirceu, Genuíno, Lula, Dilma e seus comparsas eu não acredito em céu e em inferno, acredito na justiça e ela a de ver o que vocês estão fazendo, os livros de historia não podem imortalizá-los como pessoas do bem, mas não é possível que pessoas como vocês sempre vençam, será injusto com os honestos, será injusto com os justos, há de vir à tona ainda mais coisas que vocês fizeram juntos a de vir à tona alguém que participou de suas tramóias e não queira que seus filhos saibam que seu pai participou passivamente destas bandalheiras.
    Como eu gostaria de acreditar que quem aqui faz aqui paga.

  • Cris Azevedo

    -

    26/2/2010 às 1:41 pm

    Rei, um off

    Veja no que se trasnformou o MP Trabalhista. Um conhecido fez uma denúncia, documentada, de assédio moral no trabalho. O chefe tentava força-lo e a mais um colega, a demitirem-se. Pois bem. O promotor arquivou o caso, pois como o fato só se dá com dois funcionários, não é de interesse coletivo. No caso, só vale a denúncia se o SINDICATO achar que vale. Pois então se descobre que a Promotoria do Trabalho, em S.Paulo, só atende a queixas de sindicatos, pois não? Indivíduos não têm mais vez. Bonito, isso.

  • Camada von Ozonio

    -

    26/2/2010 às 1:38 pm

    O pau que bate em Chico é o mesmo que em Francisco…..

    Com as devidas adaptações: Apesar de voces amanhã há de ser ………..

  • grigorim

    -

    26/2/2010 às 1:36 pm

    Onde está a indignação do nosso Dalmo Dalari? e o Boff? Cadê Chico Buarque? onde estão nossos grandes humanistas?
    e os nossos universais intelectuais? Garcia Marques, Saramago….
    Sepulcral e sintomático silêncio.
    Embrulha o estômago essa gente.

  • Simplesmente VG

    -

    26/2/2010 às 1:34 pm

    Caro Reinaldo,
    Nessa banheira , que bem poderia ser uma piscina olimpica de sangue estão faltando : Chico Buarque , Frei Beto , Emir Sader, Oscar Niemeyer , Dilma, e outros .
    É o navio ideológico afundando . Só resta as ratazanas pularem e se afogarem .

  • Cris Caça Petralhas

    -

    26/2/2010 às 1:33 pm

    Gabriel Sarzedo disse:
    fevereiro 26, 2010 às 10:42 am

    E vc é ANALFABETO!

    REINALDO AVISA
    Reinaldox pegou a barata

  • Wilson1

    -

    26/2/2010 às 1:33 pm

    Cont. Mas eu pergunto,qual o critério para ela dizer que será a maior da história.E as outras, a do Jânio, do Juscelino, do FHC, do próprio mulla.Será que é porque o operário no pudê está criando a maior democracia?Admito,posso estar vendo chifres em cabeça de cavalo, mas e se não for cavalo, mas o próprio demo o dono dos chifres?Olhem eu dou graças a Deus que ainda existam juízes como o sr. Gilmar Mendes,mas o problema que me parecem ser cada vez em menor número.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados