Blogs e Colunistas

28/03/2013

às 4:40

Ainda o beijo na boca e uma democracia sob tutela. Ou: Abaixo o fascismo ilustrado!

Eu sou pelo beijo na boca. Desde que seja consensual, beijo na boca é sempre a favor. O que acho estranho é a modalidade “beijo na boca contra” — contra o deputado Marco Feliciano (PSC-SP), por exemplo, como fizeram as atrizes Fernanda Montenegro e Camila Amado. Aliás, se o Brasil sair se beijando para pressionar Feliciano a renunciar, não vejo nada demais. O que não é possível é transformar a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara num circo porque, afinal, os manifestantes não concordam com as ideias do presidente. O Brasil aboliu, a duras penas, o delito de opinião. Se boa parte da imprensa se esqueceu disso, faço questão de lembrar.

Quando o delito de opinião foi extinto, também os adversários passaram a gozar da licença de dizer o que pensam. E há pessoas que são contrárias ao casamento gay. E daí? “Casamento” não é direito natural. É um jeito que a sociedade tem de organizar as famílias. Mundo afora, as sociedades determinam o que pode e o que não pode, havendo, sim, “discriminações” aceitas como medida de prudência. Ninguém pode se candidatar à Presidência da República ou ao Senado com menos de 35 anos, por exemplo. É uma combinação. Pessoalmente, não vejo por que os gays não podem se casar. Feliciano não pensa como eu. E caberia perguntar àqueles que aderiram ao linchamento moral onde está escrito que ele está proibido de dizer o que pensa.

Essa chacrinha é vergonhosa! É típica de uma democracia que está vivendo sob tutela — sob a tutela, no caso, de grupos militantes. Um país em que os petistas João Paulo Cunha e José Genoino — condenados pelo STF por levezas como peculato, formação de quadrilha, corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro — são membros da Comissão de Constituição e Justiça está com sintomas de esclerose política, isto sim! E um deputado vira o inimigo público nº 1 dos grupos militantes e da imprensa porque se opõe ao casamento gay? Ora, tenham paciência!!! Não estou aqui demonizando protestos, não! Que os manifestantes ocupem o gramado do Congresso, a Esplanada toda; que Fernanda Montenegro beije Camila Amado e quantas outras lhe der na telha; que a turma se junte lá na ABI para dizer o que pensa. Tudo isso é do jogo democrático. O que não dá é para se comportar como tropa de choque.

O ex-BBB Jean Wyllys (PSOL-RJ), um dos organizadores da bagunça no Congresso, foi eleito com pouco mais de 13 mil votos. Já tinha entrado na categoria das sub-subcelebridades, depois de micar na TV como jornalista e apresentador. Aí se aventurou na política. Foi malsucedido, sim. Seus 13 mil votos não o elegeriam vereador numa cidade média. Só está na Câmara porque se aproveitou da votação de Chico Alencar (RJ), seu colega de partido. O sistema proporcional permite essas coisas. Está lá, portanto, legalmente. Não estou contestando. E não terá dificuldade de se reeleger em 2014. Ele transformou a Câmara num BBB, atraindo para si os holofotes. A exemplo do que acontece na “ vida real, porém roteirizada” do programa de TV, estamos numa vitrine para a exposição de bonzinhos e malvados. Como falta à Casa um Pedro Bial para explicar dialética às massas (e não falo em sentido irônico, não), mostrando o que há de bonzinho no mauzinho e de mauzinho no bonzinho, a Câmara dos Deputados se transforma num BBB do Mal.

Wyllys está no seu elemento. Foi se fazendo de vítima ativa que conquistou os brasileiros no BBB. Os bucéfalos que o hostilizaram porque era gay jogaram o seu jogo, conforme ele queria. Descobriu o poder da vítima — e nada é mais eficaz (a depender do caso, também é perigoso) do que uma “vítima” no ataque. Cria-se uma coisa curiosa: por mais, então, que essa vítima disponha de todos os meios para massacrar o outro, para espezinhá-lo, para ridicularizá-lo, continua… “vítima”. Essa condição deixa de ser um estado transitório para virar uma categoria: categoria política, categoria de pensamento, categoria moral, categoria espiritual.

Quem é que tem hoje a imprensa na mão? Quem mobiliza os formadores de opinião? Quem é o dono do falso consenso (sim, um plebiscito diria o que pensa maioria)? É Feliciano? Não! Essa personagem poderosa, hoje, é Jean Wyllys — como poderoso ele se tornou na “casa mais vigiada do Brasil”. Louvo a sua esperteza, claro!, e lamento a estupidez destes dias, em que os critérios elementares do que é democracia foram esquecidos.

Vejam os jornais desta quinta. Aquele rapaz que chamou Feliciano de “racista” — o deputado lhe deu voz de prisão, o que podia, sim, fazer ali, mas ele não foi preso; é mentira! — gravou um vídeo (ver post) em que diz que aquilo só aconteceu porque ele é “negro, homossexual e pobre”. A imprensa está com ele. Acredita que o comportamento dos brucutus na comissão é correto e legítimo. Afinal, “não concordamos com Feliciano, então tudo é válido”.

Rede de desqualificação
Embora eu já tenha escrito dezenas de textos em favor do casamento gay e até da adoção de crianças, meu nome caiu na rede desqualificação e da patrulha porque estou me opondo ao linchamento do deputado, chamado pela imprensa brasileira, nos títulos, quase sempre de “pastor”. Ora, quem expulsou aquele agressor da Câmara não foi o “pastor”. Pastor pode, quando muito, pedir que alguém saia da sua igreja se estiver incomodando. Do Parlamento, não! Quem tomou a decisão foi um DEPUTADO, que é presidente da comissão, queiram ou não, gostem ou não.

Chamá-lo de “pastor” é evidência de preconceito religioso. Algum outro deputado é chamado ali por sua profissão ou atividade fora do Congresso? Não! O que se está patrulhando, de fato, é a condição religiosa de Feliciano. Não adianta tentar dourar a pílula. Os psolistas já deixaram claro que eles querem todos os membros do PSC fora da comissão. Não consta do Regimento nem da ordem democrática que os membros de uma comissão devam, de saída, abraçar um credo.

Podem me patrulhar à vontade! O que escrevo está em arquivo. Daqui a pouco alguns brucutus vão querer se reunir para decidir — em certa medida, ainda que de modo indireto, já o fazem — o que pode e o que não pode ser publicado, o que pode e o que não pode ser pensado, o que pode e o que não pode ser debatido. Rejeito e intolerância, venha de onde vier. Fernanda Montenegro deu beijo da boca de outra atriz para demonstrar sua adesão à causa. Fico a imaginar o que faria no palco para protestar contra Genoino e João Paulo na CCJ — na hipótese, claro!, de que ela seja contra isso também. Espero que sim!

Em entrevista o Radar, de Lauro Jardim, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) disse o óbvio: se Feliciano renuncia, não se elege nunca mais; se fica, pode ter um milhão de votos. O próprio Jean Wyllys certamente multiplicou o seu eleitorado a valer, não é? Há muita gente que concorda com ele, mas há ainda mais gente que concorda com Feliciano. Os dois saem como heróis de suas respectivas causas, mas é certo que o deputado do PSC está tendo uma projeção que obviamente não teria não fosse o deputado do PSOL ter empregado também como político a sua técnica para vencer o BBB.

Não lido bem com gritaria ou com hordas. Também não cedo ao fascismo politicamente correto. Boa parte do jornalismo esqueceu os princípios que norteiam uma sociedade democrática e de direito, a única que permite a existência do próprio jornalismo.

Recuso a tutela do estado. Mas recuso também a tutela de grupos de pressão.

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

543 Comentários

  • luith santos

    -

    18/8/2013 às 9:33 am

    …desde que,alguem possa usar do direito de cidadania para expressar o seu ponto de vista sobre qualquer assunto,em espaço de responsabilidade democrática, e responsavelmente o faça,respeitando a livre maneira de expressão dos comentaristas e leitores…tendo em vista ainda,o “monitoramento” indiscutivelmente visivel,sobre qualquer assunto publicado em quase todos”espaços”,sabendo que a ultima palavra fica sempre com “o dono da bola ou não haverá jogo”…(esta é uma história a ser descrita nos seus mínimos detalhes, com devidos cuidados para não melindrar-mos as partes)…-aproveito para parabenizar o Reinaldo pela facilidade de como nos expressa assunto de relevante envergadura,semo “xingar por xingar”, hoje instrumento de trabalho dos incapazas de plantão…-uma semana feliz a todos…-Goethe-Br

  • Israel

    -

    2/4/2013 às 11:35 am

    Caramba! Reinaldo, parece que só vc ainda tem luz jornalística, no Brasil ou então, sei lá porque tanta gente se pronuncia contra o Feliciano e quase ninguem se incomoda de condenados estarem com assentos na CCJ. Talvez saibamos, mas dá vergonha até de escrever! Por que o óbvio deixa de ser dito, neste caso, pela grande mioria da imprensa?

  • Tira

    -

    2/4/2013 às 1:08 am

    Desespero….
    pátria ? Desordem e Retrocesso.
    Educação, cultura ? aqui ? acho que nunca.

  • Tira

    -

    2/4/2013 às 1:06 am

    1o = eu admirava as atrizes como intelectuais; percebi a ignorância dessas desastradas, infelizes e representantes de uma tribo; deveriam representar o grande Brasil, a diversidade de seus personagens.
    2o = a anarquia se instalou no país, falta-nos o básico; cada um por si.
    Penso seriamente em mudar de país, não tenho representante que me defenda aqui, sendo assim, qualquer lugar me serve, ao menos um lugar mais organizado.

  • Raquel

    -

    1/4/2013 às 7:38 pm

    Por outros meios, o controle social da mídia está em pleno curso. Vamos continuar firmes; essa gente não pode desvirtuar um país que tb é nosso.

  • Jose Observatore

    -

    1/4/2013 às 6:40 pm

    Concordo.
    Acho que o deputado irá crescer muito eleitoralmente.
    Pois neste joguinho de democracia existem aqueles que participam de verdade, porcurando preservar o estado de direito.
    E fica claro que o ex bbb não tem noção disto. Ele tá mais para PSN, de hermes e renato…

  • Anonimo

    -

    1/4/2013 às 10:52 am

    Manifestações contra Deputado homofóbico.
    Ninguém falando nada contra Deputados ladrões, já condenados pelo STF.
    Conclusão: tem mais gente lutando pelo direito de dar o que quiser, do que pelo direito de não ser roubado!
    Interessante esse povo…..

  • Adriana

    -

    1/4/2013 às 2:40 am

    NÃO É SEGREDO PRA NINGUÉM QUE O MEIO DE TELEVISÃO É TUDO LIBERAL, CLARO QUE TEM SUAS EXCEÇÕES, ENTÃO NÃO É NOVIDADE NENHUMA ESSES ARTISTAS FICAREM DEMOSNTRANDO SUAS REBELDIAS EM PÚBLICO, PODEM SE BEIJAREM, MORAREM JUNTOS, NÃO TO NEM AÍ, O QUE EU VOU LUTAR PRA IMPEDIR É A LEGALIZAÇÃO DESSA ORGIA. ESSES GAYS, PROSTITUTAS, PODEM FAZER O QUE QUISEREM DENTRO DE SUAS CASAS, POR ISSO DEUS TA LEVANTANDO SEUS FILHOS PRA IMPEDIR ESSA IMORALIDADE DE VIRAR LEI. DEUS MANDOU MULTIPLICAR E NÃO EXTINGUIR A RAÇA HUMANA DA TERRA, PQ HOMEM COM HOMEM, MULHER COM MULHER PELO QUE EU SEI A CIÊNCIA NÃO DESCOBRIU O MILAGRE QUE SÓ PERTENCE À DEUS, DE FAZEREM GERAR FILHOS…OU ELES ACHAM QUE FAZER EM LABORATÓRIO VAI FUNCIONAR ???…..DEIXEM DE HIPOCRISIA VCS, NOS RESPEITEM, TEMOS LIBERDADE DE DAR NOSSAS OPINIÕES E LUTAR COM DIGNIDADE PELO CERTO, QUE É HOMEM E MULHER GERANDO FILHOS E FORMANDO FAMÍLIA. NÃO QUERO MEUS FILHOS, NETOS, BISNETOS, SENDO ORIENTADOS POR PESSOAS QUE ESTÃO COMPLETAMENTE DESPREPARADOS PRA TAL COISA…DEIXEM QUE CADA PAI E MÃE EDUQUE SEUS FILHOS….MARCOS FELICIANO TEM O APOIO DE MUUUUUUUUUITAS PESSOAS, PRINCIPALMENTE À DE DEUS….HOMOSSEXUALIDADE, PROSTIUÍÇÃO É PRÁTICA PECAMINOSA PARA DEUS, DEUS AMA O PECADOR, NÃO O PECADO !!!

  • Gmeio

    -

    31/3/2013 às 9:25 pm

    Reinaldo, estamos diante da inversão de valores, da anarquia.Querem esculhambar com tudo que é convencional, do tipo: dois machos ou duas femeas vivem, convivem juntos, se casam e são chamados de casais, e eu pergunto, um casal da cachorros, são dois cachorros ou um cachorro e uma cachorra?

  • Augusto Teixeira

    -

    31/3/2013 às 5:11 pm

    Curioso perceber que o autor, ao referir-se ao deputado Wyllys como como ex-BBB, incorre no mesmo preconceito( desta vez, endereçado ao Feliciano) que tanto denuncia e execra. O presidente da Comissão de Direitos Humanos, a despeito de onstentar o título de pastor, deve ser reconhecido como deputado enquanto estiver exercendo suas funções parlamentares no Congresso. Idêntico raciocínio aplica-se ao psolista, o qual, embora tenha sido BBB, é credor de respeito, bem como sua autoridade, justificada pelo cargo que ocupa, há de ser admitida.

    No mais, feitas essas ressalvas, o texto está coerente.

    Embora divirjaa, vez por outra, de suas posições, jamais deixarei de reconhecer e louvar sua habilidade com as palavras.

    Parabéns.
    Augusto Teixeira.

  • John

    -

    31/3/2013 às 2:54 pm

    13 mil votos caraca quase inacreditável, as vezes penso que ninguém mais pensa, querer ter liberdade e impedir que os outros pensem o contrário, a qualidade dos protestos são admiráveis, homem beijando homem na rua, mulher beijando mulher, bagunça, gritaria, baderna, marcha ridicularizando os símbolos católicos, marcha essa enaltecida pela imprensa, as vezes penso naquela história, antigamente se tinha vergonha de ser gay, hoje se tem orgulho devo ir embora do Brasil antes que seja obrigado ser…

  • icaro

    -

    31/3/2013 às 12:38 pm

    Esse Jornalista esta de parabens pela dissertação da situação vivida hoje pelo Deputado Marco Feliciano, e pela hipocrisia da imprensa nacional, que o denigri, que o lincha publicamente, enquanto, dois politicos CONDENADOS, desafiam a justiça permanecendo nos seus cargos e o pior, fazendo parte de tao importante comissão CCJ, E A hipocrisia desses artistas que se manifestam contra um deputado beijando outras pessoas do mesmo sexo na boca pq esse expressa seu pensamento contrario a tal ato, e enquanto isso se omitem diante de todas as injustiças que estão em pleno andamento no congresso e na sociedade em geral, no sentido literal são uns hipocritas e preconceituosos, e assim agem pq o Deputado também é pastor, demostrando assim, o preconceito religioso que carregam e o desrespeito pela nossa constituição que nos dar o direito a liberdade de expressao e pensamento, hipocritas!!!

  • what's in a name

    -

    31/3/2013 às 11:48 am

    O nome político do deputado é: Pastor Marco Feliciano. Foi com esse nome que ele se inscreveu como candidato. É com esse nome que ele se apresenta na Câmara. Confira:
    http://www.camara.leg.br/internet/Deputado/dep_Detalhe.asp?id=160601
    Chamá-lo de pastor não significa preconceito religioso.
    Assim como há candidatos e deputados eleitos que se apresentam como padres. É o caso do deputado Padre Ton = Veja: http://www.camara.leg.br/internet/Deputado/dep_Detalhe.asp?id=160670 Ou Padre João: http://www.camara.leg.br/internet/Deputado/dep_Detalhe.asp?id=160556 Ou um outro pastor: Deputado Pastor Eurico: http://www.camara.leg.br/internet/Deputado/dep_Detalhe.asp?id=160642
    After all, what’s in a name?

  • luiz antonio - rj

    -

    31/3/2013 às 11:05 am

    Parece ser o que dá certo no Brasil: ser uma vítima ativa no ataque. Assim é o jean “jeep”. E seu mentor Lula. E o poste Dilma. Batem e gritam “AAIII!” E se houver renúncia, que seja em todas as comissões, a começar pelos deputados condenados no Mensalão.

  • Marcia

    -

    31/3/2013 às 9:39 am

    Eu acredito que todos devem ser respeitados inclusive aqueles que não acham natural ser gay. Hoje se você não concorda com os gays você é apedrejado como um criminoso. Não podemos prejudicar uma pessoa pela sua opção sexual, mas não sou obrigada a concordar com ela. Quando essas pessoas usam da bagunça, fanfarra e violência perdem completamente o direito de falar em certo ou errado. Esses políticos que criticam Feliciano mas mandam pessoas que estão em horário de serviço para hostilizá-lo estão sendo piores que ele porque usam o dinheiro público desonestamente ao contrário dele que tem ideias próprias. Já o estã condenando antes mesmo dele mostrar seu trabalho. Com uma simples análise dá pra deduzir que devem ser os mesmos que estavam enxotando a blogueira cubana. Falam de democracia, mas a democracia deles, truculenta, bandalheira, sem direitos pra quem pensa diferente. Eu acho justo ter o dia do orgulho gay e o dia do orgulho de quem não é gay, e por isso sou preconceituosa???

  • Martiny

    -

    31/3/2013 às 8:42 am

    Atrizes globais. … Vamos torcer para que elas abracem outras causas, por exemplo: contra as drogas. Jamais …

  • Martiny

    -

    31/3/2013 às 8:39 am

    A maioria dos jornalistas são preconceituosos com os cristãos. Nunca vi um jornalista chamar o candomblecista-deputado ou a atéia-presidente. Felizmente alguns como Reinaldo tem uma visão imparcial

  • Gustavo Hemmer

    -

    31/3/2013 às 4:10 am

    Caro Reinaldo: sou do RS, já li seus 2 livros, ´No País dos Petralhas, os quais eu recomendo a todos, e gostaria de parabenizá-lo por ser um dos raríssimos jornalistas que se colocam de forma clara e objetiva, sem ficar em cima do muro, contra a destruição do estado de direito que esse partido PT e seus aliados estão realizando no Brasil. Nessa questão do Marco Feliciano, concordo 100% com você, e acho muito estranho tanta barulho assim nesse caso, em contraste da apagada reação diante do fato de 2 MENSALEIROS como Genoino e João Paulo Cunha assumirem a Comissão de Justiça. Te dou meu apoio para que você siga nessa luta, e que você saiba que és muito importante nessa luta contra esses PETRALHAS que querem acabar com a democracia.

  • Francisco Alencar

    -

    31/3/2013 às 12:42 am

    Caro Reinaldo, convido todos os leitores deste blog para fazermos um boicote à Rede Globo pela má qualidade de seus programas, principalmente pela decadência de suas novelas, que fazem apologia do casamento gay e de comportamentos que atentam contra os valores cristãos e os bons costumes. Proponho a todos os leitores e comentaristas deste diário eletrônico uma semana sem TV. Em vez de assistir às baixarias da Globo, poderíamos aproveitar o tempo para ler um bom livro, uma boa revista, um bom jornal, conversar com os vizinhos, passear pelo bairro, brincar com os filhos, fazer palavras cruzadas, entre outras atividades. “Time is gold”, dizem os americanos. O tempo é a única riqueza que todos têm em igual proporção. É o nosso maior inimigo, porém se soubermos utilizá-lo, pode se tornar o nosso maior aliado. Portanto, desliguemos a TV por sete (7) dias e aproveitemos o nosso tempo em coisas mais úteis.

  • Mefistófeles

    -

    31/3/2013 às 12:31 am

    Essas “celebridades do obscurantismo” não possuem sequer o dom da originalidade, já no 3º Reich, a Leni Riefenstahl também emprestou sua militância ao fascismo e o que se viu depois foi a pavimentação ideológica da monstruosidade nazista. As massas embriagadas; outrora “alemães oprimidos”, se converteram em verdugos daqueles que a “intelligentsia” nominou como “inimigos do povo”. Mas como sabemos, aqui em nas terras de Pindorama, lições não são aprendidas com a história, parece que os nossos intelectuais sempre se acham superiores aos intelectuais dos outros povos, acham um jeitinho todo especial, para fazer dar certo o que já deu errado em outros países no passado.

  • Margareth

    -

    31/3/2013 às 12:12 am

    Sou contra o casamento de pessoas do msm sexo, pois DEUS criou o homem ea mulher e o resto é invenção humana.Fique firme pastor em sua postura e continue nos representando.

  • Luis Fernando Oliveira

    -

    30/3/2013 às 10:50 pm

    Sou contra o casamento homossexual pelo simples fato de ir contra o que acredito (a Bíblia) e também por que não existe “casal homossexual”, leia no próprio dicionário o que significa “casal” casal
    ca.sal
    sm (casa+al3) 1 Pequeno povoado. 2 Pequena propriedade rústica. 3 Par composto de macho e fêmea, de homem e mulher.
    e casamento:
    casamento
    ca.sa.men.to
    sm (casar+mento2) 1 União legítima de homem e mulher. 2 União legal entre homem e mulher, para constituir família. 3 Cerimônia ou festa nupcial. 4 Sociol Um ou vários atos simbólicos sancionados por uma determinada sociedade com o objetivo de estabelecer uniões matrimoniais.
    O que um homossexual faz não é da minha conta, cada um vai dar suas explicações a Deus, queiram ou não, mas isto é contra até a gramática.

  • Rudi

    -

    30/3/2013 às 9:11 pm

    Sou contra o casamento homossexual, a favor da família e da democracia, portanto Feliciano me representa, eu o apoio e cuspo nestes babacas cor-de-rosas.

  • Marcelo Barge

    -

    30/3/2013 às 6:44 pm

    Reinaldo !!
    Voce é um Jornalista exemplar !!!
    Parabéns !!!

  • Sérgio

    -

    30/3/2013 às 4:01 pm

    É, sr. Reinaldo… mostre seu texto ao companheiro de redação, Lauro Jardim, pois ele é mais um a chamar Feliciano de “homofóbico”, símbolo do atraso por ser contra o casamento gay e alcunhá-lo de “pastor deputado”.

  • Nelson

    -

    30/3/2013 às 3:30 pm

    Há 49 anos as forças armadas brasileiras, apoiadas pela sociedade, cumpriam seu papel em defesa da pátria. No dia 31/3/1964 foi deflagrado o movimento que impediu o país de cair nas mãos dos revolucionários comunistas.
    Os tempos mudaram. Hoje esses esquerdistas estão se passando por heróis da democracia e aboletados em todos os setores públicos. Uns, de boa fé, trabalhando em prol do Brasil. Outros fazendo conchavos com políticos podres para roubarem as viúvas. E há aqueles que ainda têm esperança de golpear a democracia.
    Hoje cada cidadão sabe ou deveria saber que, mesmo com algum excesso as forças armadas defenderam seu País.

  • clodualdo pereira mendonça

    -

    30/3/2013 às 2:00 pm

    Caro Reinaldo, que texto. Fico a pensar porque é tão difícil achar jornalistas com esta clareza de idéias e capacidade de compreensão democrática e de exercício democrático. Ainda bem que basta um jornalista sério e comprometido com a democracia para trazer clareza e entendimento, mesmo numa matéria aparentemente dificil.

  • marcos nunes

    -

    30/3/2013 às 1:55 pm

    Porque esses milicianos facistas não usam essa mesma ira pra protestar contra a roubalheira Petralha?Democracia se faz com liberdade de expressão.Ser contra ou favor do casmento gay faz parte da democracia.Até porque pelo que se vê por ai,me parece que a maioria da população é contra o casamento gay,principalmente entre as pessoas mais ligadas a religiosidade.

  • Francisco Alencar

    -

    30/3/2013 às 12:10 pm

    Caro Reinaldo, concordo em gênero e número com o leitor José, que postou comentário às 23h04: “Pelo bem da democracia, Feliciano deve ficar”. Vamos todos para as redes sociais e para os meios de comunicação de massa defender a permanência de Marco Feliciano à frente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara. Que todos os verdadeiros democratas empunhem esta bandeira. Que todos os verdadeiros jornalistas se engajem nesta boa causa. Porque o que está em jogo, no fim das contas, é a liberdade de expressão. Se Marco Feliciano capitular, capitulará também a liberdade de expressão no Brasil. Portanto, unamo-nos em um só coração e em uma só alma e defendamos a permanência do deputado Marco Feliciano à frente da CDHM. E que Deus nos abençoe nesta empreitada.

  • Paulo Fernandes

    -

    30/3/2013 às 11:25 am

    O casamento é, sim, um direito natural e por isto não pode ser equiparado às uniões entre homossexuais. Um “casamento” entre homossexuais será sempre um direito de segunda classe, porque filhos não gera e se crianças houver serão sempre frutos de parceiros heterossexuais. Os gays já possuem atualmente seus direitos de sucessão garantidos em lei. Então por que essa ânsia desvairada de conseguir esse direito em lei se os próprios héteros já não se preocupam mais em casar? Não seria um recalque não resolvido?

  • B SB

    -

    30/3/2013 às 10:45 am

    Não Sai não Deputado Feliciano.

  • anonimus

    -

    30/3/2013 às 9:52 am

    Esses intolerantes não respeitam opiniões contrarias às deles são bagunceiros pois tentam evitar que a comissão funcione mas o Deputado MARCO FELICIANO tomou a inciativa de enquadrar os ofensores da lei mandando a Policia enquadra-los.
    Pergunta que não se cala…Houve troca de dentaduras neste beijo.kkkkkkkkkkk, que papelão das duas…kkkkkkkkk

  • Adalberto

    -

    30/3/2013 às 4:07 am

    Os Deputados estão prestes a aumentar os próprios salários para mais de 56.000,00 reais, enquanto isso do outro lado grande parte da opinião pública, manifestantes de araques e artistas que só protestam quando lhes é conveniente. Aproveitando a modinha da grande maioria que nem ao menos se dão o trabalho de racionar que o movimento lgbt e seu deputado só querem aparecer na mídia e “respeitar a democracia”, os espertalhões com toda certeza aumentarão os seus ganhos, neste momento espero ver o revolucionário que sobe na mesa e os artistas que adoram verba pública terem a mesma disposição para exigir que tal aumento não seja aprovado.

  • NAUSEADA

    -

    30/3/2013 às 2:06 am

    “GOLPISTAS DE ARAQUE”-Nelson Motta
    Zé Dirceu e Rui Falcão não devem ter notado, mas a mesma pesquisa do Ibope que deu 76% de aprovação à presidente Dilma revelou que 38% dos entrevistados acham o noticiário da mídia favorável ao governo, 34% consideram neutro, e só 11% avaliam como negativo. Que imprensa golpista de araque é essa que trata tão bem o governo petista? E ainda precisa ser controlada?
    .
    Mais de 500 emissoras de televisão, 11 mil rádios, 5 mil revistas e centenas de jornais, sem contar os incontáveis sites e blogs, inúmeros mantidos por verbas oficiais, são a prova viva da liberdade e pluralidade de opinião no Brasil.
    Qualquer proposta de real democratização da mídia começa pela proibição de que políticos controlem meios de comunicação. E para isto nem é preciso uma nova lei, basta aplicar com rigor a que está em vigor, e juízes que obriguem Sarney, Renan, Collor, Jader Barbalho e todos os políticos – e seus parentes e laranjas – que têm rádios, jornais e televisões, a cumpri-la.
    .
    Na Venezuela, a Globovision, ultima rede de televisão que ainda fazia a possível oposição a Chávez, jogou a toalha e foi vendida a um empresário chavista. Na Argentina, os empresários kirchneristas já dominam a maior parte dos meios de comunicação. E tanto a mídia governista platina como a bolivariana faturam a parte do leão das verbas oficiais de publicidade, que crescem a cada ano. É esse “controle social” que eles sonham para o Brasil.
    .
    Mas mesmo se um dia essa sonhada “Lei Dirceu” for discutida, já será tarde demais: a internet será acessível a todos e incontrolável, dando à liberdade de informação e opinião um poder que tornará qualquer tentativa de controlar jornais, revistas e televisões tão defasada quanto inútil.
    .
    Não há conflito de opinião, calúnia ou difamação, em qualquer mídia, que não possa ser resolvido na Justiça, onde cada um responde pelo que diz e faz. Já são muitos, serão cada vez mais, os mentirosos e difamadores que pagam pesadas indenizações e são obrigados a humilhantes retratações públicas.
    .
    Mas nenhuma Lei de Meios teria evitado a denúncia, a cobertura, o julgamento e a condenação do mensalão.
    .
    VIU ZECAPETA?…AGORA VÊ SE CONSEGUE DORMIR COM ESTA CHAPULETADA!

  • RazãoRJ

    -

    30/3/2013 às 1:04 am

    Porque será que alguns héteros se preocupam tando com o casamento gay? Se não são gays que não se casem com um. Os gays pagam os mesmos impostos que os héteros e tem os mesmos deveres porque deve ter direitos pela metade. Estamos falando aqui de casamento civil, não tem nada haver com religião. Se a pessoa tem a liberdade de credo porque ela também não pode ter liberdade na sua opção sexual. Ou querem que isso aqui vire uma filial do Afeganistão com um talibã dizendo o que você deve saber ou não. Sou um liberal e acredito na democracia e nas liberdades individuais (com responsabilidade)quem pensa diferente só pode ser um admirador de regimes totalitários de direita (Irã) ou esquerda (Cuba e China). Viva a liberdade de opção!!!

  • Dhioney

    -

    30/3/2013 às 12:36 am

    O segundo “nocaute das estrelas” certamente aconteceu porque, no Brasil, é comum opinar sobre assuntos que não se conhece.É a velha e famosa massa de manobra.

  • Luiz

    -

    30/3/2013 às 12:27 am

    Olha, não é do meu costume comentar em blogs, reportagens, etc. Mas esse texto está tão perfeitamente escrito (tanto do ponto de vista ideológico do blogueiro, como do ponto de vista legal), que me vi na obrigação, como estudante de Direito e como cidadão, de exteriorizar minha satisfação e meu total apoio à sua luta contra a obscuridade, Reinaldo. Textos como o seu nos motivam a não nos manter inertes perante essa ditadura das minorias, promovida por ativistas sujos e apadrinhados politicamente

  • Lara Silva

    -

    29/3/2013 às 11:37 pm

    Essa informação procede ou é conversa pra boi dormir?
    http://www.alertatotal.net/2013/03/lula-faz-deslocamentos-de-madrugada-ao.html

  • JOSEPH DIAS A. NETO

    -

    29/3/2013 às 11:16 pm

    Presidente da Eletrobrás reconhece que MP das Tarifas de Dilma quase quebra a Eletrobrás

    Começam a aparecer os prejuízos bilionários causados às companhias de energia pela ação voluntarista de Dilma Roussef ao forçar as elétricas a um acerto maluco sobre suas concessões, com o intuito de reduzir tarifas elétricas de qualquer modo.
    Quem fala é a Eletrobrás, cujo balanço recentemente divulgado registra o maior prejuízo enfrentado pela estatal em toda a sua história. O material foi extraido da reportagem da Agência Brasil …
    Segundo José da Costa, o saldo da empresa foi “severamente impactado” pelos lançamentos decorrentes da nova lei do setor, que prevê prorrogação das concessões elétricas; para reverter o prejuízo, ele defendeu a redução dos gastos, a reestruturação dos processos empresarias e a otimização dos esforços entre as empresas

    Luciene Cruz
    Repórter da Agência Brasil
    Brasília – O presidente da Eletrobras, José da Costa, culpou a Lei 12.783/13 pelo resultado negativo da empresa em 2012, que teve prejuízo de R$ 6,8 bilhões. Segundo ele, o saldo foi “severamente impactado” pelos lançamentos decorrentes da nova lei, que prevê prorrogação das concessões elétricas.
    Para reverter o prejuízo, ele defendeu a redução dos gastos, a reestruturação dos processos empresarias e a otimização dos esforços entre as empresas. “Nossa história está aí para mostrar que os desafios são também uma importante fonte de energia. E os [desafios] que enfrentamos agora nos servirão, certamente, para acelerar as melhorias que já vínhamos perseguindo, na construção de uma empresa cada vez mais eficiente e de um Brasil cada vez mais sustentável”, assegurou.
    Segundo os cálculos da estatal, sem os efeitos da lei, o resultado consolidado seria positivo em R$ 3,2 bilhões, no ano passado. Além disso, caso não fossem computados alguns fatores não recorrentes, como a usina de Jirau, que teve atrasos nas obras e não entrou em operação, o lucro seria R$ 5,9 bilhões em 2012. “Na operação normal do ano, a perfomance foi relativamente boa. Se não [fosse] a nova lei, teríamos tido lucro”, disse o presidente da estatal.
    Mesmo com o resultado negativo, Costa acredita que devido as desafios enfrentados no ano passado, a companhia deve primar pela eficiência e “procurar, dentro do espaço legal, reverter todas as provisões regulatórias”.
    O presidente destacou que em 2012, foram investidos R$ 9,9 bilhões, dos quais R$ 5,3 bilhões em geração, R$ 3 bilhões em transmissão, R$ 1 bilhão em distribuição e R$ 600 milhões em pesquisa, infraestrutura e qualidade ambiental. Segundo dados apresentados pela Eletrobras, a estatal agregou 712 megawatts em geração de energia e 900 quilômetros de linhas de transmissão.

    Cadê a oposição…. cadê os jornalista sérios do Brasil¿¿¿ Já sei estão todos de folga e por isso não escreveram nem disseram nada sobre o assunto… provavelemnte acreditam que o povo, aqueles que contam obviamente também estão de folga e de férias e não precisam serem informados de nada…. Foi-se o tempo m que se dizia que jornalista não tirava férias… bons tempos aqueles…

    Abraços

  • flavio

    -

    29/3/2013 às 11:08 pm

    Como sempre, o silêncio ao que é importante (os mensaleiros condenados na CCJ)e gritaria na mídia.
    Triste futuro aos nossos filhos. Os petralhas carregarão a mancha e o sangue nas mãos.

  • José

    -

    29/3/2013 às 11:04 pm

    Vamos lançar uma campanha: Pelo bem da democracia, Feciliano deve ficar!

  • Eduardo

    -

    29/3/2013 às 10:51 pm

    A PETROBRAS pode até quebrar, mas o LULÃO não explicou pra ocêis que o Brasil tem o pré-sal? O cabeçada dura de entender a realidade. Este cabide de empregos pode ser detonado, mas o petróleo é nosso desde quando o Monteiro Lobato era encarnado.

  • Luis Claudio

    -

    29/3/2013 às 10:20 pm

    SOCORRO. Solicito seu apoio, na medida do possível, para encaminhar à Veja a situação do município de Santo Amaro da Purificação”. Há uma contaminação grave de chumbo e cádmio na cidade. Já faleceram 940 pessoas por causa do chumbo e as que não morreram sofrem constantemente com o problema. Ninguém faz nada à respeito, as unidades da federação empurram o problema um para o outro há anos e o ministério do Meio Ambiente não quer se meter porque não quer abrir precedente por que há outros casos de contaminação. O caso é de fato problema do estado, no entanto, em 27 de março houve uma reunião no congresso para tratar desse assunto, mas toda imprensa só se preocupou em condenar o pastor homofóbico e deixou de lado esse caso muito mais grave e antigo. Para que algo aconteça a imprensa precisa tornar público essa situação para que haja pressão suficiente para que alguém faça algo.
    Obrigado.

  • nadia

    -

    29/3/2013 às 10:20 pm

    …cá entre nós…a adesão é um tanto oportunista, uma vez que quase todos ou fazem campanhas do governo ou recebem subsídios da Lei Rouanet…
    e o Governo, por sua vez, os contrata para cooptá-los…
    ou seja, ninguém é livre, nem autêntico…
    há a conveniência por trás de tudo…
    como sempre…

  • DESPERTA BRASIL

    -

    29/3/2013 às 10:17 pm

    COLEGAS, PETIÇÃO PÚBLICA SOLICITANDO A SAÍDA DOS DEPUTADOS envolvidos com O MENSALÃO da CCJ:

    http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2013N38420

  • regina santanar

    -

    29/3/2013 às 9:41 pm

    fernanda montenegro, camila pitanga, opai dela a madrasta,e mais um monte de artistas globais, sao todos ptistas de carteirinha, voces esperavam o que deles. onde esta a oposiçao deles contra renam comprovadamente corrupto

  • REI LUIZ 51 TATUZINHO ETANOL DA SILVA

    -

    29/3/2013 às 9:28 pm

    As duas se conhecem, o beijo exibição é feministas se dizendo gays, o verdadeiro rei é cachaceiro, não pensa em sexo.
    Os amigos do Dirceu vêem o sol cada vez mais quadrado, logo eles acostumam. Auxílio Reclusão eles vão ter, a Rosemary é quem trata o verdadeiro rei da Terra, p único ,REI LUIZ 51 TATUZINHO ETANOL DA SILVA.
    -
    O verdadeiro rei 51 jamais teria comentário admitido. kkk
    Eu não gosto do Aécio mas tenho que torcer para um vencer, mesmo sendo este petista quinta coluna. O verdadeiro rei até tomaria UM ENGRADADO DE GARRAFAS DE VELHO BARREIRO para comemorar. Acho que a Dilma não consegue segurar dois rojões simultaneamente, crescimento da economia com baixa dos preços, O ZÉ POVINHO EXIGE DEFLAÇÃO EM 2014, se fosse possível teria que ser de 15% para compensar aumentos de preços anteriores. Para ter deflação de 15% seria exigido um superávit nominal de 10% do PIB, privatizações em massa e proibição de financiamentos em mais de duas parcelas mais a entrada, exceto habitação. Os juros altos seriam desnecessários e viriam depois naturalmente pela falta de moeda, os preços caindo fariam reduzir a demanda por crédito e a demanda naturalmente, dívida pública menor e a selic poderia ser mantida em 5% mensais, MESMO QUE A TAXA DO CUSTO DE VIDA ESTIVESSE EM 1% MENSAIS.
    -
    As mulheres citadas acima exibicionistas nem conhecem o Feliciano e vão sempre com a imprensa militante do PINGA.
    -
    Abraço do ……. bpistelli
    -

  • Roberto Fagner

    -

    29/3/2013 às 9:27 pm

    Gosto muito da sua opinião, pena não o ler toda semana na revista Veja , da qual sou assinante, mas estou sempre acompanhando seu blog!

  • Noah

    -

    29/3/2013 às 9:18 pm

    E que os cristãos na hora de votar para Presidente se lembrem disso. O pastor mesmo foi apoiar Dilma, assim se merecem.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados