Blogs e Colunistas

18/10/2013

às 18:49

A Simone ficou brava e acha que devo me apresentar em lugar de um beagle. Como não sei latir nem abanar a cauda, ela me quer testando remédios

As várias faces de um cretino perigoso: este é Daniel Andreas San Diego. Ele pode matar pessoas para proteger bichos

As várias faces de um cretino perigoso: este é Daniel Andreas San Diego. Ele pode matar pessoas para proteger bichos

Ai, meu Deus!

A Internet é bacana pra caramba, né? Mas tem, como tudo, um lado chatinho. Um deles é a gente ser “descoberto” por pessoas como uma tal “Simone”, que me envia o seguinte sobre o texto que escrevi a respeito da invasão do laboratório Royal (segue como veio, com uma gramática, digamos, beagle…):

“Pois, acho que fizeram pouco e o Reinaldo é um reacionário e a grande maioria desse país são hipócritas, porque assassinar criaturas inocentes é muito fácil, quero ver fazerem isso nos seus filhos, quer cura para a sua doença, então seja cobaia desses laboratórios e se você sobreviver ao experimento, gostaria de saber como foi a experiência!!!!”

Retomo
Viram? É gente assim que os black blocs da vida mobilizam, podem crer (quando eu era criança, dizia-se “podiscrê”!).

A Simone está lá escrevendo besteiras no seu computador porque, certamente, tomou a vacinas contra pólio, a tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba), a tríplice bacteriana (difteria, tétano e coqueluche), porque toma antibióticos quando algum agente patogênico, meio atrapalhado, a confunde com um de nós…

A Simone acha é pouco. A Simone quer é quebrar mais. A Simone agora só vai se tratar com mel e própolis. Mas vai ela mesma buscar os favos, depois de convencer as companheiras abelhas.

Entendi. Já que Roberto Carlos voltou a ser comentado nestes dias, a Simone nunca mais foi a mesma depois da música que o Rei da Censura dedicou às baleais, com versos magníficos como estes:
“(…)
E as baleias desaparecendo, por falta de escrúpulos comerciais…
Eu queria ser civilizado como os animais….”

Simone já atingiu o ideal de Roberto Carlos.

Outros ainda dizem que o Royal não faz remédio coisa nenhuma. Um deles afirma se testa lá é “batom para a vaca da sua mulher”. Hein? Minha mulher usa batom. Mas tira na hora da função. Aquele coisa meio gordurenta me incomoda… “Você não gosta de batom, é?”, desconfia Paula Lavigne, a suspicaz… 

As causas têm lá seus ideólogos, sabemos. Mas só sobrevivem e se tornam populares com o concurso dos idiotas.

Gente que é contra o uso de animais pela indústria farmacêutica e por cientistas — seguindo os princípios éticos que regulam a prática, é claro — não deveria jamais tomar um remédio da chamada alopatia — incluindo a anestesia em caso de cirurgia e de tratamento dentário. Só homeopatia e hipnose.

Por que dar atenção à Simone? Porque ela é uma legião. Há questões que são complexas, admito. É difícil entender que não se deve, por exemplo, indexar salários porque a correção contínua do ganho, segundo a taxa de inflação, rouba dinheiro do trabalhador em vez de beneficiá-lo. É o tipo de coisa que contraria o senso comum. Até porque não é menos verdade que uma inflação renitente, sem correção nenhuma, também empobrece o coitado.

Mas como é que a Simone não consegue entender que ou se testam remédios e vacinas em bichos ou se os testam em seres humanos? Se a Simone não quer que seja naqueles, então será nestes. Se ela não consegue compreender isso, começo a duvidar que consiga atravessar a rua em segurança ou levar o sorvete à boca sem o risco de acertar a testa.

Sustentando-se apenas nos membros inferiores, em posição vertical, é perfeitamente possível entender que defendo, sim, o uso de animais, desde que respeitadas as regras — tudo indica ser o caso do laboratório Royal. E não defendo apenas para que eu e os meus nos livremos ou nos curemos de doenças.

Também se beneficiam as criancinhas pobres da África — que, infelizmente, arrancam menos lágrimas dos contemporâneos do que os beagles. Beneficia-se a espécie. Mas a Simone quer é quebrar mais. Com um computador na mão. Sou capaz de jurar que ela também é contra a indústria farmacêutica e o capitalismo. Sempre com um computador na mão.

Dá para entender por que Daniel Andreas San Diego é um dos terroristas mais procurados pelo FBI. Como Simone, ele também acha que a depredação de laboratórioe é pouco. Ele decidiu explodir bombas em empresas que realizam testes com animais. San Diego acha que não há mal nenhum em matar pessoas quando se trata de proteger bichos. San Diego é um humanista destes tempos animalisticamente corretos.

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

237 Comentários

  1. Joao Luiz

    -

    22/04/2014 às 11:29

    A Simone precisa urgentemente de se arrumar, passar um batonzinho, vestir um casaquinho sintetico e arrumar um emprego decente. Ai sim a Simone vai brilhar.

  2. Torres de Melo

    -

    23/11/2013 às 17:33

    AMIGO. O PIOR DE TUDO É QUE A MEDIOCRIDADE TOMOU CONTA DESSE PAÍS. COM MEDÍOCRES GOVERNANDO ESTAMOS NUMA LOCOMOTIVA SEM MAQUINISTA E SEM FREIO. O DESASTRE É QUESTÃO DE TEMPPO

  3. Hugo Wingeter

    -

    24/10/2013 às 19:16

    Reinaldo Azevedo diz tudo aquilo que a gente pensa e não consegue expressar de forma tão completa. Gostaria de ver a sua opinião sobre a entrevista concedida pela “salvadora” de animais Luisa Mell no site do IG.

  4. BH

    -

    23/10/2013 às 13:13

    Se a Simone é contra, eu defendo que ela seja a primeira da fila como voluntária. Afinal, quem não quer animais não é ela?

  5. Graziela Cabrera

    -

    21/10/2013 às 14:23

    http://easttowestskincare.com/2012/01/09/esclarecimentos-sobre-os-testes-em-animais-realizados-pela-industria-cosmetica/

    Para ajudar nos esclarecimentos. Aliás se usa computador é indiretamente a favor dos testes em animais…

  6. Protestante Adiantada

    -

    21/10/2013 às 11:28

    Pois é Reinaldo, isto sem falar que estes hipócritas se esqueceram que shampoo, condicionador, sabonete, sabão, detergente, produtos de beleza e maquiagem de quase TODOS os tipos usam gordura animal.

  7. Liliane

    -

    21/10/2013 às 9:24

    Reportagem de quem não acredita na evolução. Se o ser humano não evoluísse, não existiria tanta tecnologia, transportes eficientes etc…

    Os testes em animais são apenas de interesse político, das indústrias dos bioterios que fornecem equipamentos e animais para testes e para proteger as indústrias farmacêuticas, assim se um dia vc decidir processar por causa de algum efeito colateral que quase te matou, ou te deixou cego, ou algo pior, eles vão poder alegar que todos os testes em animais foram realizados.

    Qualquer idiota sabe que os verdadeiros testes começam qdo os remédios vão parar nas prateleiras das farmácias, pq vc acha que tantos remédios são retirados de uma hora para outra do mercado por terem causado mortes e várias deficiências?

    Hoje existem formas muito mais eficientes de testes e sim tem que testar em humanos, existe uma fila enorme de pessoas doentes que querem participar dos testes, mas mesmo assim é complicado pq um remédio que pode te salvar, pode tb me matar.

    Os testes em animais não funcionam pq é criada uma doença neles para testes desprezando completamente o fator externo. Muitas pessoas ficam doentes por causa da alimentação, por estresses do dia a dia, por um sofrimento muito grande e até por misturar medicamentos e nada disso é levado em consideração já que os bichos ficam isolados com um ambiente especial, comida balanceada e um estresse totalmente diferente do nosso. Isso sem contar que o organismo deles reagirão de uma forma totalmente diferente da nossa.

  8. Santos

    -

    21/10/2013 às 7:59

    Infelizmente ainda temos idiotas sonhadores que utilizam-se de informações das tais redes sociais para espalhar asneiras. Onde e em que pais do chamado primeiro mundo e produtor de conhecimento científico na área farmaceutica, os testes com animais foram banidos? Qual a maravilha científica que simula as reações orgânicas de seres vivos? Então tá… Soro antiofídico será produzido onde? Nela? Não sobreviveria infelizmente. Sugestão a alienada de plantão, revoltada de computador e promotora da tese terceiro mundista de que os ricos exploram os pobres. Quer salvar os bichinhos? Apresente-se como voluntária junto com sua familia e os grupelhos que a seguem. Finalizando: não vale como mencionado por Reinaldo, a desonestidade de na primeira “dor de barriga” recorrer aos tais rémedios da industria farmaceutica capitalista, desumana e que só quer saber de lucro.

  9. Beagle

    -

    21/10/2013 às 2:47

    Os tios grandes lá do Roy tinham trabalhado bastantão. Todo dia eles tavam lá, cuidavam da gente, e a gente ajudou eles a descobrirem um montão de coisas que vão ajudar muitas outras gentes. Aí um dia eu tava lá na boa conversando com o Manolo, ouvi um montão de barulhos e gentes correndo, do nada me pegaram no colo e me levaram pra fora de casa. No caminho, vi todo o trabalho dos tios grandes ser destruído pelos outros tios grandes. Não entendi, aquele trabalho ia ajudar eles, por que eles tavam destruindo? Só sei que fiquei triste vendo tudo aquilo…

  10. FLORA

    -

    21/10/2013 às 1:10

    Se a Simone que salvar o beagles por quê depredou todo o laboratório? Agora, na boa Simone, se você precisar de um medicamento contra câncer, testa na sua mãe!

  11. Maria

    -

    20/10/2013 às 23:57

    É Lira… Você, sozinha, praticamente conseguiu compor uma sinfonia… E concordo realmente que é uma pena que muitos aqui não tiveram suas mães medicadas com a Talidomida… Talvez sem mãos ou braços não teriam a possibilidade de digivomitar suas falácias…

  12. Cronos

    -

    20/10/2013 às 23:54

    Sou contra a utilização dos animais.Está na hora de dar uma trégua aos coitadinhos.
    Na minha opinião,dever-se-ia usar como cobaias a imensa população carcerária,ociosa e louca para reparar os males feitos contra a sociedade através desse nobre gesto.

  13. Djeisa

    -

    20/10/2013 às 17:58

    Vocês de um modo geral não parecem estar compreendendo o real motivo da ocupação. Primeiro: testes em animais só existem ainda por serem mais baratos, países de primeiro mundo não usam animais já tem alguns anos. Segundo: testes em animais são garantia de falha para empresas farmacêuticas, ou seja, se a medicação der errada eles colocam a culpa nos animais.Por exemplo, a benzina quando utilizada em seres humanos causou leucemia, mas nos animais não houve qualquer tipo de sintoma,o isoproterenol quando utilizado em humanos matou 3500 asmáticos, o arsênico só foi considerando cancerígeno em 1977 após matar inúmeras pessoas. Terceiro: grande parte dos testes no Instituto Royal eram feitos pra fins estéticos, não quer dizer que a maquiagem vai acabar, mas existem marcas como: natura, victoria secret´s, dentre outras que não testam em animais, eu inclusive uso-as. Quarto: claro que muitos dos ativistas que estavam lá usam medicamentos que foram testados em animais, mas isso não é mais necessário hoje em dia, não é porque a vida toda as coisas foram de um jeito que precisam ser pra sempre, se tem métodos alternativos tem pra ser usado. Quinto: a própria Anvisa desmentiu o Instituto, a Anvisa recomenda testes in vitro, considerando que testes em animais são pouco seguros, como eu citei acima, garante as empresas a margem de erro. Sexto: em um dos artigos que eu já escrevi sobre o assunto, existe um julgado onde a UEM – Universidade Estadual de Maringá, foi multada e obrigada a entregar todos os animais cobaias, porque ela estava testando nesses animais uma substancia farmacêutica que já estava em uso há 09 anos por seres humanos, ou seja, os animais estavam sendo explorados porque sim, não havia a menor necessidade. Há uma bestialização da vida desses animais e não está sendo mais tolerado nem por parte do Poder Judiciário. O mesmo ocorreu com a UFSC nesse ano, onde o Juiz Federal Marcelo Krás Borges, da Vara Federal Ambiental de Florianópolis expediu uma liminar proibindo a utilização de animais pela universidade. Para o o juiz Marcelo Krás Borges, não existe justificativa plausível para que a Universidade continue submetendo os animais a tratamento cruel e que cabe ao ente público, reservar uma parte do orçamento para a compra de equipamentos necessários aos experimentos científicos e cirurgias médicas experimentais e terapêuticas, tais como acontece nos países desenvolvidos, como Estados Unidos e Inglaterra. Então damas e cavalheiros que acham que a atitude dos ativistas foi em prol dos animais e está indo contra vocês, não sejam injustos, não vou nem dizer pra não serem burros porque não ofenderia um animal tão doce comparando ele ao baixo nível de vocês. Não li o texto por inteiro desse cidadão que acha que é jornalista porque quase tive uma parada cerebral, tem coisas que são tão ruins que o cérebro aqui não aguenta. E fica a pergunta senhores, se os animais são tão semelhantes para servirem nos testes, porque não são semelhantes para terem o mesmo direito a vida, a liberdade e a dignidade? São animais iguais humanos ou somos humanos iguais animais?

  14. Flávio Kopp

    -

    20/10/2013 às 17:43

    “porque toma antibióticos quando algum agente patogênico, meio atrapalhado, a confunde com um de nós…”

    Caramba Reinaldo!! Rasguei a cara de tanto rir aqui. KKKKKKKK

  15. Jose Francisco

    -

    20/10/2013 às 17:29

    Ativistas são como os ambientalistas, na maioria das vezes apenas desocupados contumazes que se valem da ignorância das hordas para implementar seus métodos doentios de defender seus ideais quase sempre burros !!!!!

  16. Rita Moscardini

    -

    20/10/2013 às 12:59

    Sou uma medica e foi com grande pesar que assisti as imagens de depredacao e vandalismo contra o Laboratorio Royal. As pessoas leigas nao entendem que fazer testes de farmacos em animais é uma necessidade maior para o bem dos seres humanos (que considero muito mais importante que os animais). Lamentavel.

  17. Lira

    -

    20/10/2013 às 12:46

    Bandidos agora não são chamados de ativistas ou manifestantes. Bandidos são chamados de políticos e parece q a maioria concorda com eles, pois esses mesmos manifestantes e ativistas foram pra rua pedir o fim da corrupção e colocaram o país pra pensar e questionar. Nessa hora eles eram manifestantes e agora são bandidos?????
    E a maioria q comentou aqui ainda se acha um ser superior???
    É superior o ser q destrói o mundo em q vive?? É superior um ser q mata pra estocar??? É superior um ser q mata seu semelhante por dinheiro, ganancia, inveja e vários outros motivos futeis???
    Seres humanos asquerosos!!!!

  18. Lira

    -

    20/10/2013 às 12:35

    A talidomida esteve ao mercado pela primeira vez na Alemanha em 1 de outubro de 1957. Foi comercializada como um sedativo e hipnótico com poucos efeitos colaterais. A indústria farmacêutica que a desenvolveu acreditou que o medicamento era tão seguro que era propício para prescrever a mulheres grávidas, para combater enjôos matinais.
    Foi rapidamente prescrita a milhares de mulheres e espalhada para todas as partes do mundo (46 países), sem circular no mercado norte-americano.
    Os procedimentos de testes de drogas naquela época eram muito menos rígidos e, por isso, os testes feitos na talidomida não revelaram seus efeitos teratogénicos. Os testes em roedores, que metabolizavam a droga de forma diferente de humanos, não acusaram problemas.
    A vacina contra Pólio atrasou por pelo menos 10 anos por causa dos testes em animais.
    A Declaração Universal dos Direitos dos Animais assegura que nenhum animal deve ser usado em experiências que lhe causem dor.
    50 Conseqüências Fatais de Experimentos com Animais

    Fonte: Americans for Medical Advancement

    1) Pensava-se que fumar não provocava câncer, porque câncer relacionado ao fumo é difícil de ser reproduzido em animais de laboratório. As pessoas continuam fumando e morrendo de câncer.[2]

    2) Embora haja evidências clínicas e epidemológicas de que a exposição à benzina causa leucemia em humanos, a substância não foi retida como produto químico industrial. Tudo porque testes apoiados pelos fabricantes para reproduzir leucemia em camundongos a partir da exposição à benzina falharam. [1]

    3) Experimentos em ratos, hamsters, porquinhos-da-índia e macacos não revelaram relação entre fibra de vidro e câncer. Não até 1991, quando, após estudos em humanos, a OSHA – Occupational, Safety and Health Administration – os rotulou de cancerígenos [1]

    4) Apesar de o arsênico ter sido reconhecido como substância cancerígena para humanos por várias décadas, cientistas encontraram poucas evidências em animais. Só em 1977 o risco para humanos foi estabelecido[6], após o câncer ter sido reproduzido em animais de laboratório.[7][8][9]

    5) Muitas pessoas expostas ao amianto morreram, porque cientistas não conseguiram produzir câncer pela exposição da substância em animais de laboratório.

    6) Marcapassos e válvulas para o coração tiveram seu desenvolvimento adiado, devido a diferenças fisiológicas entre humanos e os animais para os quais os aparelhos haviam sido desenhados.

    7) Modelos animais de doenças cardíacas falharam em mostrar que colesterol elevado e dieta rica em gorduras aumentam o risco de doenças coronárias. Em vez de mudar hábitos alimentares para prevenir a doença, as pessoas mantiveram seus estilos de vida com falsa sensação de segurança.

    8) Pacientes receberam medicamentos inócuos ou prejudiciais à saúde, por causa dos resultados de modelos de derrame em animais.

    9) Erroneamente, estudos em animais atestaram que os Bloqueadores Beta não diminuiriam a pressão arterial em humanos, o que evitou o desenvolvimento da substância [10][11][12]. Até mesmo os vivisseccionistas admitiram que os modelos de hipertensão em animais falharam nesse ponto. Enquanto isso, milhares de pessoas foram vítimas de derrame.

    10) Cirurgiões pensaram que haviam aperfeiçoado a Keratotomia Radial (cirurgia para melhorar a visão) em coelhos, mas o procedimento cegou os primeiros pacientes humanos. Isso porque a córnea do coelho tem capacidade de se regenerar internamente, enquanto a córnea humana se regenera apenas superficialmente. Atualmente, a cirurgia é feita apenas na superfície da córnea humana.

    11) Transplantes combinados de coração e pulmão também foram “aperfeiçoados” em animais, mas os primeiros três pacientes morreram nos 23 dias subseq¸entes à cirurgia [13]. De 28 pacientes operados entre 1981 e 1985, 8 morreram logo após a cirurgia, e 10 desenvolveram Bronquiolite Obliterante , uma complicação pulmonar que os cães submetidos aos experimentos não contraíram. Dos 10, 4 morreram e 3 nunca mais conseguiram viver sem o auxílio de um respirador artificial. Bronquiolite obliterante passou a ser o maior risco da operação[14]

    12) Ciclosporin A inibe a rejeição de órgãos e seu desenvolvimento foi um marco no sucesso dos transplantes. Se as evidências irrefutáveis em humanos não tivessem derrubado as frágeis provas obtidas com testes em animais, a droga jamais teria sido liberada.[15]

    13) Experimentos em animais falharam em prever toxidade nos rins do anestésico geral metoxyflurano. Muitas pessoas que receberam o medicamento perderam todas as suas funções renais.

    14) Testes em animais atrasaram o início da utilização de relaxantes musculares durante anestesia geral.

    15) Pesquisas em animais não revelaram que algumas bactérias causam úlceras, o que atrasou o tratamento da doença com antibióticos.

    16) Mais da metade dos 198 medicamentos lançados entre 1976 e 1985 foram retirados do mercado ou passaram a trazer nas bulas efeitos colaterais, que variam de severos a imprevisíveis [16]. Esses efeitos incluem complicações como disritmias letais, ataques cardíacos, falência renal, convulsões, parada respiratória, insuficiência hepática e derrame, entre outros.

    17) Flosin (Indoprofeno), medicamento para artrite, testado em ratos, macacos e cães, que o toleraram bem. Algumas pessoas morreram após tomar a droga.

    18) Zelmid, um antidepressivo, foi testado sem incidentes em ratos e cães. A droga provocou sérios problemas neurológicos em humanos.

    19) Nomifensina, um outro antidepressivo, foi associado a insuficiência renal e hepática, anemia e morte em humanos. Testes realizados em animais não apontaram efeitos colaterais.

    20) Amrinone, medicamento para insuficiência cardíaca, foi testado em inúmeros animais e lançado sem restrições. Humanos desenvolveram trombocitopenia, ou seja, ausência de células necessárias para coagulação.

    21) Fialuridina, uma medicação antiviral, causou danos no fígado de 7 entre 15 pessoas. Cinco acabaram morrendo e as outras duas necessitaram de transplante de fígado.[17] A droga funcionou bem em marmotas.[18][19]

    22) Clioquinol, um antidiarréico, passou em testes com ratos, gatos, cães e coelhos. Em 1982 foi retirado das prateleiras em todo o mundo após a descoberta de que causa paralisia e cegueira em humanos.

    23) A medicação para a doença do coração Eraldin provocou 23 mortes e casos de cegueira em humanos, apesar de nenhum efeito colateral ter sido observado em animais. Quando lançado, os cientistas afirmaram que houve estudos intensivos de toxidade em testes com cobaias. Após as mortes e os casos de cegueira, os cientistas tentaram sem sucesso desenvolver em animais efeitos similares aos das vítimas.[20]

    24) Opren, uma droga para artrite, matou 61 pessoas. Mais de 3500 casos de reações graves têm sido documentados. Opren foi testado sem problemas em macacos e outros animais.

    25) Zomax, outro medicamento para artrite, matou 14 pessoas e causou sofrimento a muitas.

    26) A dose indicada de isoproterenol, medicamento usado para o tratamento de asma, funcionou em animais. Infelizmente, foi tóxico demais para humanos, provocando na Grã-Bretanha a morte de 3500 asmáticos por overdose. Os cientistas ainda encontram dificuldades de reproduzir resultados semelhantes em animais. .[21][22] [23][24][25][26]

    27) Metisergide, medicamento usado para tratar dor de cabeça, provoca fibrose retroperitonial ou severa obstrução do coração, rins e veias do abdômen.[27] Cientistas não estão conseguindo reproduzir os mesmos efeitos em animais.[28]

    28) Suprofen, uma droga para artrite, foi retirada do mercado quando pacientes sofreram intoxicação renal. Antes do lançamento da droga, os pesquisadores asseguraram que os testes tiveram [29][30] “perfil de segurança excelente, sem efeitos cardíacos, renais ou no SNC (Sistema Nervoso Central) em nenhuma espécie”.

    29) Surgam, outra droga para artrite, foi designada como tendo fator protetor para o estômago, prevenindo úlceras, efeito colateral comum de muitos medicamentos contra artrite. Apesar dos resultados em testes feitos em animais, úlceras foram verificadas em humanos [31][32].

    30) O diurético Selacryn foi intensivamente testado em animais. Em 1979, o medicamento foi retirado do mercado depois que 24 pessoas morrerem por insuficiência hepática causada pela droga. [33][34]

    31) Perexilina, medicamento para o coração, foi retirado do mercado quando produziu insuficiência hepática não foi prognosticada em estudos com animais. Mesmo sabendo que se tratava de um tipo de insuficiência hepática específica, os cientistas não conseguiram induzí-la em animais.[35]

    32) Domperidone, droga para o tratamento de náusea e vômito, provocou batimentos cardíacos irregulares em humanos e teve que ser retirada do mercado. Cientistas não conseguiram produzir o mesmo efeito em cães, mesmo usando uma dosagem 70 vezes maior.[36][37]

    33) Mitoxantrone, usado em um tratamento para câncer, produziu insuficiência cardíaca em humanos. Foi testado extensivamente em cães, que não manifestaram os mesmos sintomas.[38][39]

    34) A droga Carbenoxalone deveria prevenir a formação de úlceras gástricas, mas causou retenção de água a ponto de causar insuficiência cardíaca em alguns pacientes. Depois de saber os efeitos da droga em humanos, os cientistas a testaram em ratos, camundongos, macacos e coelhos, sem conseguirem reproduzir os mesmos sintomas. [40] [41]

    35) O antibiótico Clindamicyn é responsável por uma condição intestinal em humanos chamada colite pseudomembranosa. O medicamento foi testado em ratos e cães, diariamente, durante um ano. As cobaias toleraram doses 10 vezes maiores que os seres humanos. .[42] [43][44]

    36) Experiências em animais não comprovaram a eficácia de drogas como o valium, durante ou depois de seu desenvolvimento [45] [46]

    37) A companhia farmacêutica Pharmacia & Upjohn descontinuou testes clínicos dos comprimidos de Linomide (roquinimex) para o tratamento de esclerose múltipla, após oito dos 1200 pacientes sofrerem ataques cardíacos em conseq¸ência da medicação. Experimentos em animais não previram esse risco.

    38) Cylert (pemoline), um medicamento usado no tratamento de Déficit de Atenção/Hiperatividade, causou insuficiência hepática em 13 crianças. Onze delas ou morreram ou precisaram de transplante de fígado.

    39) Foi comprovado que o Eldepryl (selegilina), medicamento usado no tratamento de Doença de Parkinson, induziu um grande aumento da pressão arterial dos pacientes. Esse efeito colateral não foi observado em animais, durante o tratamento de demência senil e desordens endócrinas.

    40) A combinação das drogas para dieta fenfluramina e dexfenfluramina — ligadas a anormalidades na válvula do coração humano– foram retiradas do mercado, apesar de estudos em animais nunca terem revelado tais anormalidades.[47]

    41) O medicamento para diabetes troglitazone, mais conhecido como Rezulin, foi testado em animais sem indicar problemas significativos, mas causou lesão de fígado em humanos. O laboratório admitiu que ao menos um paciente morreu e outro teve que ser submetido a um transplante de fígado.[48]

    42) Há séculos a planta Digitalis tem sido usada no tratamento de problemas do coração. Entretanto, tentativas clínicas de uso da droga derivada da Digitalis foram adiadas porque a mesma causava pressão alta em animais. Evidências da eficácia do medicamento em humanos acabaram invalidando a pesquisa em cobaias. Como resultado, a digoxina, um análogo da Digitalis, tem salvo inúmeras vidas. Muitas outras pessoas poderiam ter sobrevivido se a droga tivesse sido lançada antes.[49][50][51][52]

    43) FK506, hoje chamado Tacrolimus, é um agente anti-rejeição que quase ficou engavetado antes de estudos clínicos, por ser extremamente tóxico para animais.[53][54] Estudos em cobaias sugeriram que a combinação de FK506 com cyclosporin potencializaria o produto.[55] Em humanos ocorreu exatamente o oposto.[56]

    44) Experimentos em animais sugeriram que os corticosteróides ajudariam em casos de choque séptico, uma severa infecção sang¸ínea causada por bactérias.[57][58]. Em humanos, a reação foi diferente, tendo o tratamento com corticosteróides aumentado o índice de mortes em casos de choque séptico. [59]

    45) Apesar da ineficácia da penicilina em coelhos, Alexander Fleming usou o antibiótico em um paciente muito doente, uma vez que ele não tinha outra forma de experimentar. Se os testes iniciais tivessem sido realizados em porquinhos-da-índia ou em hamsters, as cobaias teriam morrido e talvez a humanidade nunca tivesse se beneficiado da penicilina. Howard Florey, ganhador do Premio Nobel da Paz, como co-descobridor e fabricante da penicilina, afirmou: “Felizmente não tínhamos testes em animais nos anos 40. Caso contrário, talvez nunca tivéssemos conseguido uma licença para o uso da penicilina e, possivelmente, outros antibióticos jamais tivessem sido desenvolvidos.

    46) No início de seu desenvolvimento, o flúor ficou retido como preventivo de cáries, porque causou câncer em ratos.[60][61][62]

    47) As perigosas drogas Talidomida e DES foram lançadas no mercado depois de serem testadas em animais. Dezenas de milhares de pessoas sofreram com o resultado (*nota do tradutor: A Talidomina foi desenvolvida em 1954 destinada a controlar ansiedade, tensão e náuseas. Em 1957 passou a ser comercializada e em 1960 foram descobertos os efeitos teratogênicos provocados pela droga, quando consumida por gestantes: durante os 3 primeiros meses de gestação interfere na formação do feto, provocando a focomelia que é o encurtamento dos membros junto ao tronco, tornando-os semelhantes aos de focas.)

    48) Pesquisas em animais produziram dados equivocados sobre a rapidez com que o vírus HIV se reproduz. Por causa do erro de informação, pacientes não receberam tratamento imediato e tiveram suas vidas abreviadas.

    49) De acordo com o Dr. Albert Sabin, pesquisas em animais prejudicaram o desenvolvimento da vacina contra o pólio. A primeira vacina contra pólio e contra raiva funcionou bem em animais, mas matou as pessoas que receberam a aplicação.

    50) Muitos pesquisadores que trabalham com animais ficam doentes ou morrem devido à exposição a microorganismos e agentes infecciosos inofensivos para animais, mas que podem ser fatais para humanos, como por exemplo o vírus da Hepatite B.

    Tempo, dinheiro e recursos humanos devotados aos experimentos com animais poderiam ter sido investidos em pesquisas com base em humanos. Estudos clínicos, pesquisas in vitro, autópsias, acompanhamento da droga após o lançamento no mercado, modelos computadorizados e pesquisas em genética e epidemiologia não apresentam perigo para os seres humanos e propiciam resultados precisos.

    Importante salientar que experiências em animais têm exaurido recursos que poderiam ter sido dedicados à educação do público sobre perigos para a saúde e como preserva-la, diminuindo assim a incidência de doenças que requerem tratamento.

    Experimentação Animal não faz sentido. A prevenção de doenças e o lançamento de terapias eficazes para seres humanos está na ciência que tem como base os seres humanos.

    Q interessante seria se eas mães de vcs tivesse tomado a Talidomida enquanto grávida. Ela q foi amplamente testada em animais antes de ser colocada no mercado pra humanos…

    Se testes em animais fossem fiéis aos efeitos em humanos, nem precisaríamos ter medicina e medicina veterinária, afinal, os organismos são iguais neh…
    Ou não????

    Atualmente temos milhares de metodos alternativos, só não tem alternativa pra quem se considera superior pelo simples fato de ser humano.

    Provavelmente o mesmo ser superior q acredita em Adão e Eva…

  19. walter lopes

    -

    20/10/2013 às 1:06

    REINALDO NA XXXXXXXX CASCUDA. (SIMONE)HEHEHEHEHEHEHEHEHE

  20. Paula Costa

    -

    19/10/2013 às 22:27

    Houve um tempo em q os melhores da humanidade, os santos, os heróis, os sábios, eram o padrão ouro da sociedade. A miséria moral e intelectual q hoje nos governa os substituiu pelos irracionais…

  21. Beagle

    -

    19/10/2013 às 22:07

    Deixa maltratar a gente não Reinaldo. Defende a gente, a gente não fez mensalão não, não temos maldade nenhuma

  22. Renata

    -

    19/10/2013 às 22:00

    E apenas complementando, discordo da forma como a questão foi conduzida, a invasão do local, especialmente considerando q o MP estava apurando denuncias foi , de fato, desnecessária e irresponsável.

  23. Renata

    -

    19/10/2013 às 21:51

    Pessoalmente nao sou lá MT fã de ter bichos de estimação em casa, dão trabalho e isso já tenho em excesso. Entendo sim os q defendem o uso de animais, entendo q estejam garantidos pela lei e e inegável o qto esses seres vivos contribuíram para os avanços da medicina, mas, confesso, q , nos dias atuais, tb nao me e simpática a idéia de usar bichos em experimentos . Evoluímos tanto, entao penso q já e chegada a hora de evoluirmos em novas direções , especialmente qdo se trata de uma vida, humana ou nao. Admitir que animais sao menos q seres humanos, poderia ser o passaporte para valorar outras vidas pelo que sao ou pelo qto tem, para ,por exemplo , defender o trafico de orgaos . Se a coisa avança, os interessados deixam de recorrer a ilegalidade e , sei la podem resolver levantar a bandeira de trafico humano para consertar problemas de saúde de ricos e poderosos, afinal pra q tanta pobreza? Pra q tanta gente faminta sem plena condicao de viver uma vida razoavelmente aceitável? Nao existe verdade absoluta;se existisse nao questionaríamos outras culturas q negam direitos a mulheres,, q consideram vacas sagradas, etc… Enfim, a evolução dos homens e de suas crenças e coisa q leva tempo e q demanda sim uma certa ” visibilidade” para opiniões divergentes .

  24. Michel

    -

    19/10/2013 às 17:14

    Então, como dizia minha vizinha: “melhor ouvir isso que ser cego…”

    Retificando e adaptando, melhor a Simone falar as besteiras dela do que nós vivermos em uma sociedade que os criminosos invasores almejam: a não democrática sob o domínio de quem fala mais alto.

  25. Trè Belle

    -

    19/10/2013 às 17:02

    Reinaldo a nossa cartilha de todo dia!!! E tem jeito de fugir???Naõnnnn né!!!!
    Reinaldo essa Simone está de brincadeira, ou ela tem os miolos moles mesmo??? Fiquei cá com muitas dúvidas!!!!!

  26. Geneuronios

    -

    19/10/2013 às 16:59

    “2014, o ano do arrePendimenTo”.
    Ao invés de argumentar, retrucar, eles querem é bagunçar, quebrar, invadir … Bala de metal em criminoso !!!

  27. Geraldo Silva

    -

    19/10/2013 às 16:06

    Nunca pode faltar a palavra hipocrisia ou suas variações nesses discursos. Vai perguntar essas pessoas o que significa “hipócrita” com certeza não saberão dizer. Ela que está sendo hipócrita, pois se é contra o uso de animais, que se ofereça para ser cobaia no lugar deles? Mas está justamente que é a favor fazer isso.

  28. Fábio

    -

    19/10/2013 às 15:43

    Simone aprovaria os atos de Mengele?

  29. Tomazelli

    -

    19/10/2013 às 15:37

    Parabéns, Reinaldo!

  30. maria do carmo

    -

    19/10/2013 às 15:08

    Simone vá procurar o que fazer. Existe tanta criança necessitando de ajuda, passando fome, usando drogas, roubando, matando, … Tanta coisa pra se pensar e fazer um trabalho para ajudar crianças carentes ou não e vc esta preocupada com laboratórios que tem regras e controles para executar tais serviços, com o intuito de salvar vidas humanas? Quem sabe uma auto-análise da sua vida ira fazer com que mudes de ideia.

  31. Mazagaza

    -

    19/10/2013 às 13:55

    ReinaldoXXXXXXXX na cascuda!

  32. maria

    -

    19/10/2013 às 13:23

    No fundo no fundo………
    Acho que como querem mudar o foco…..até isso agora eles fazem…………..sabe quem são eles, né? Tanto que os blacks blocs estão nesta, tendeu?

  33. Marcos Biancardi

    -

    19/10/2013 às 13:15

    Não é necessário irmos tão longe assim e nem invadir laboratórios, pois, faz pouco tempo até, fins do séc. XIX e séc. XX, quando valores importantes foram fulminados por processos “revolucionários” para construção de um “Novo Homem” – comunismo e nazistas, os dois fascistas -, seres humanos sofreram processos de funcionarem como cobaias para diversos tipos de testes. Bem, se alguém dúvida que aqueles tempos ainda suscitam interesse em muitos por nossa época, é só analisar o comportamento desses militantes da natureza e, dai, tirarem suas conclusões!

  34. Antonio

    -

    19/10/2013 às 13:08

    Acredito que a Simone não poderia servir para testar medicamentos no lugar dos beagles. Pelo que eu saiba muares não são usados para esse tipo de experimento.

  35. Leonardo de Araujo Costa

    -

    19/10/2013 às 12:37

    Caro Reinaldo,

    Com toda a certeza o digníssimo promotor, diligente em suas obrigações, deveria listar as pessoas que invadiram o Laboratório e coloca-las com ‘voluntários’ para os testes dos remédios. É o mínimo que se espera de uma democracia, haja vista, que em vários países civilizados os ‘delinquentes’ presos tem suas penas diminuídas caso se prestem a tais ‘sacrifícios’! Estamos falando de que mesmo?
    CIVILIDADE!!!!!!

  36. José Domério

    -

    19/10/2013 às 12:27

    Não sei se vi bem. A cibernética e a internet propiciam informações além da capacidade de lê-las, sem uma equipe. Talvez, neste contexto, você tenha se esquecido de mencionar ato semelhante do MST que destruiu pesquisas preciosas. Essas criaturas não têm a mínima idéia dos benefícios que usufruem da ciência e da pesquisa. Estão no estágio da magia para debelar os males da vida!

  37. Audrey

    -

    19/10/2013 às 12:13

    Então Reinaldo…você é um cara legal e tudo mais, deveras informado e tem os neurônios em uso, o que acho admirável.Gosto de você, sério mesmo…mas também gosto dos animais, então vamos fazer o seguinte, vamos relaxar? Tá um sol lindo aqui em Floripa, vou dar uma volta na praia e não vou ler mais o seu Blog pelo menos até segunda-feira, eu sei que você ganha para dar sua opinião, mas eu não…bye.

  38. Ilson Barros

    -

    19/10/2013 às 12:10

    Seria ótimo que a Simone ou outros “defensores” dos animais fossem até a porta dos laboratórios e se dispusessem a deixar que novos medicamentos fossem testados neles próprios, nos seus companheiros ou companheiras, nos seus filhos ou parentes.
    Eu, apesar de amar meus bichinhos de estimação, não me submeteria a ser uma cobaia, muito menos permitiria que meus filhos ou meu neto fossem uma cobaia.
    Entre eles e os bichos, que os bichos sirvam de cobaia.
    Só pode pensar no sentido contrário, quem tem menos inteligência que as cobaias…

  39. jose eugenio de oliveira soares

    -

    19/10/2013 às 11:29

    Meu Caro jornalista,pouco escrevo no blog.Porem,como estudante de direito sou entusiasta de suas opinioes.Embora sendo jornalista,voce sabe sobremaneira licoes do direito propriamente dito.Tenho ca comigo que voce tambem faz ou ja formou-se em direito.Enfim,voce e meu guru tanto politica quanto no direito propriamente falando.A leitura diaria e um oasis no deserto eh,eh.Abracos.

  40. Lucas

    -

    19/10/2013 às 11:16

    virei fã desse homem

  41. moloc

    -

    19/10/2013 às 11:15

    Reinaldo.
    E muito mais simples do que parece, a Srta(A) Simone, deveria encabeçar um pedido de Lei, para permitir que ela e outros que pensam que nem ela, serem admitidas como objetos de experimento, é o sonho das Lab. de Pesquisas.
    A lei para testes de novos medicamentos em ser Humano, passa por um processo tão rigido até que o remedio chegue na prateleira, os Grupos de Controles, cujo pacientes os medicos monitoram, levam-se até 20 anos para que se produza um produto para consumo humano, entretanto a bactéria do Botulismo hoje serve como produto de beleza e acredito que as mulheres usam sem sentimento de culpa.
    O filme “eu sou a lenda”, nada mais é um exemplo, do que pode acontecer se não houver controle sobre a pesquisa.

  42. Rodrigo

    -

    19/10/2013 às 11:07

    O ser humano de hoje tá ficando louco. É um ser que não tá nem aí para o próximo, para as crianças pequenas, mas que é capaz de matar por um cachorro. Já vi gente apoiando o aborto até com 1 mês de VIDA e achando um absurdo que tenham matado os filhotes de uma cachorra. Só pode ser frustração e complexo de se sentir um perdedor para querer colocar qualquer bicho no mesmo patamar ou superior que o do ser humano. Sou católico e os animais estão aqui como obra de Deus, para nos servir e nos ajudar. Isso é uma coisa óbvia. Não devemos maltratá-los INJUSTIFICADAMENTE, o que não é o caso.

  43. nena

    -

    19/10/2013 às 11:04

    Socorro! Sou brasileira, branca, hetero, respeito orientações sexuais, nasci de pais normais, tenho religião, como frutas, verduras, carne, grãos, tomo remédios, muita água, fico doente, voto, pago impostos, tenho filhos, sou contra o aborto, não jogo papéis na rua, não sou natureba, socialista ou socialite, gosto de ler, de ouvir música, não uso som em alto volume, obedeço as leis de trânsito, as faixas para pedestres e as vagas especiais, não gosto de cerveja nem de futebol, admiro a Ciência, as boas maneiras, o respeito, o direito dos outros, a Filosofia, abomino a violência, a hipocrisia, a mentira, a demagogia, a megalomania, gosto e respeito a Natureza e, sobretudo PENSO e dispenso lavagens cerebrais. Sinto-me desprotegida, enojada, invadida, sofro bullying, e não vejo grupos, juízes, governantes, líderes midiáticos protegendo a minha espécie. Estaremos nós, eu e os meus iguais, destinados á extinção?

  44. Paulo

    -

    19/10/2013 às 10:51

    Já vi que até aqui aparece quem chame a monetizacao dos piores bandidos por meio de sua utilização em testes para a indústria de nazismo. Chamou de nazista perdeu. Não existe componente étnico, racial, ou ideológico, é a coisa mais simples, um sujeito que fez mal de forma contumaz à sociedade deve ressarcir e não virar um come e dorme ativista das maiores atrocidades como faz a turma do PCC.

  45. AlexSouza

    -

    19/10/2013 às 10:44

    Reinaldo, estive com o “Zé Lite e a Zelite” (aquele casal famoso – dizem ser da minha terra mas não acredito). Eles andam falando que políticos, juízes, promotores e advogados simpáticos à “causa” estão doidinhos, babando, para entrar no assunto em favor dos invasores, opssss, dos “ativistas”. Estão falando em “garantir direitos” dos manifestantes e coisa parecida. Será? Eles falaram que vem mais uma “jabuticada” por aí; essa parte eu não entendi…

  46. Salomão Martins

    -

    19/10/2013 às 10:44

    Parabéns Reinaldo. Esta fase de radicalismos e falsa rebeldia tem que ser freado o mais rápido possível. Já está virando palhaçada. Adoro o seu sarcasmo.. “Tira o batom na hora da função” Quase morro de rir aqui… Parabéns pelo post.

  47. Andre M. Andrade Jr

    -

    19/10/2013 às 10:30

    O medo dos governantes[no caso do presidente não é medo ,é política] de atuar com rigor nesses casos é que dá força aos jornalistas de se posicionarem a favor.Se o governador mostrar decisão e coragem os jornais apoiam e demitem os jornalistas e repórteres que só focam o lado populista e esquerdistas dos eventos.

  48. Valeria

    -

    19/10/2013 às 10:15

    Eu já me pronunciei, isso é só o começo, os idiotas do sem terras a algum tempo atrás invadiram o laboratório da maior empresa de celulose do Rio Grande do Sul, onde trabalhei os 8 melhores anos de minha vida, eles quebraram tudo perdendo vinte anos de trabalho, é mole ou querem mais.

  49. CW

    -

    19/10/2013 às 9:23

    Eles não estão nem aí para animal algum. Eles não sabem a diferença entre um cão e uma samambaia. A verdade para o ato é outra. Os ativistas não passam de bucha de canhão para os verdadeiros interessados. Para entender o que está acontecendo no Brasil, é só mergulhar na Rússia em 1917, onde “desapropriar os desapropriadores” era o neologismo para roubo. Movimento social se chamava Soviet. Minorias, eram células do partido. Tudo para criar o “novo homem” a ser hospedado no cemitério. E segue o enterro e o povo vendo paisagem!

  50. Marcos

    -

    19/10/2013 às 9:17

    Quer dizer que: A partir desse evento bestial, se um grupo de vegetarianos ou de defensores dos animais quiserem invadir um frigorifico ou uma churrascaria e quebrar tudo, eles podem?

  51. Leticia Sophia

    -

    19/10/2013 às 9:15

    Esse texto seria ótimo. Mas se excede no comentário do batom.

  52. Marcos

    -

    19/10/2013 às 9:07

    Infelizmente o Brasil entrou em uma bolha de ignorância e burrice que não tem mais solução. Isso só tende a aumentar.

  53. Burduna nelles !!!

    -

    19/10/2013 às 8:57

    “começo a duvidar que consiga atravessar a rua em segurança ou levar o sorvete à boca sem o risco de acertar a testa.”"
    agora a gatinha adorou chegou ao ponto , é uma …

  54. Cristina Valentim

    -

    19/10/2013 às 8:56

    Todo mundo procurando seus 15 minutos de fama. Vai procurar um tanque de roupa suja, mas lava com sabão em barra, põe de molho, nada de máquina tá? Ah, é diferente sua burra. me dirão muitos, mas é o mesmo princípio de evolução no quesito vacina. Testam antes nos animais para depois aplicarem nos homens. Agora teve um cara f…. chamado Josef Mengele, conhecem? que fez uns experimentos com gêmeos na 2º Guerra bem legais. Acho que poderíamos trazer a técnica para todos os que não aceitam que os animais sejam utilizados.

  55. Marcelo

    -

    19/10/2013 às 8:29

    Reinaldo

    Sempre escrevo aqui, e agora estamos falando das áreas em que eu e a minha esposa trabalhamos, eu trabalho com desenvolvimento de novos produtos na área agrícola e a minha esposa trabalha com pesquisa para controle de doenças infecciosas na área humana.
    Eu não consigo acreditar mesmo que as pessoas pensam que medicamentos químicos ou mesmo fototerápicos, agroquímicos, produtos veterinários aparecem do nada, somente pela imaginação do ser humano.
    Um molécula demora em torno de 10 a 20 anos para chegar ao mercado, depois do inicio da pesquisa, e custa mais de US$ 100 milhões de dólares a uma empresa.
    É claro que existem procedimentos adequados para utilização de cobaias. Mas não justifica a destruição de qualquer pesquisa que seja, pois são anos perdidos e não recuperados do dia para a noite.
    Eu tenho uma opinião pessoal sobre essas ongs. Gostaria que elas ficassem um tempo morando na Amazônia sem qualquer tipo de conforto ou tecnologia, acredito que em menos de 30 minutos já estariam esgotados.

  56. brasileiro indignado

    -

    19/10/2013 às 8:26

    Essa mulher não deveria nem estar presa, deveria sim, estar internada num hospício.

  57. mario

    -

    19/10/2013 às 8:18

    ah ! Ela não quer usar animais ? Procure o Mengele..

  58. Marcos Fernandes

    -

    19/10/2013 às 7:51

    Já nao basta os maus exemplos dos politicos agora de artista querendo aparecer de uma forma autoritária e estúpida aonde vamos parar daqui a pouco ninguém vI querer investir no pais ou a policia toma iniciativa junto com o ministério publico ,da justiça que a situação pode crescer e perder o comtrole tem muita gente achando que que sabe tudo acharam solucao para tudo ta na hora do governo acordar nao e bom par a um pais esta imagens deprimentes de lunáticos querendo aparecer e fazendo justiça com as mãos e se tornarem a solucao ds problemas sem que tenha um estado democrático de verdade

  59. Marcos Fernandes

    -

    19/10/2013 às 7:42

    E impressionante a decadência de um ser humano (Simone ) teve um momento mais o menos cantava descauça fazia dupla com outros cantores e agora ta nesta situação nao consegue nem raciocinar troque seu cachorro por uma criança pobre isso quer dizer tem pessoa que exageram na dose de mel propolis e outras alternativas de cura mais.A baixaria que este alienados e algumas espertos porque corre um dinheiro lascado neste seguimento nao e de se extranhar artistas que nao fazem mais sucesso por imcompetencia agir assim para tentar se benficiar deu um show que poder rolar em defesa da estupidez e do quebra quebra.Agora a policia tem que dar satisfação para a sociedade como propio Reinaldo diz a moda do quebra quebra ta crecendo isso e inaceitável para um estado democrático realmente nao há imprensa num todo falar desse fato gravíssimo

  60. Markito-PI

    -

    19/10/2013 às 7:10

    Simone e sua caterva de idiotas não sabem quem foi Mary Baker Eddy. De resto não sabem coisa alguma além do último sucesso de um tal Naldo.Duvido até que saibam quem é seu pai.
    Os EUA foram acometidos por uma idiotice chamada Ciência Cristã, comandada pela sra;Mary, já referida. Uma seita esquisitissima que abominava a medicina. Dona Mary ficou milionária com sua criação, e morreu cercada de médicos.
    Se viva, sereia uma das patronesses do PT.
    Pobre Brasil. O país de simones , luisasmelianas,gentonha dos “nós pega us peixe”.

  61. chagas

    -

    19/10/2013 às 6:46

    Peça ela para levar as ratazanas do planalto também, além das que proliferam do esgoto

  62. Roberto Flores Martins

    -

    19/10/2013 às 6:37

    A estupidez humana não tem limites, como provam esta Simone e este Daniel Andreas, mas não precisavam provar de forma tão cabal que a inteligência humana é limitada!

  63. Renato Santos

    -

    19/10/2013 às 6:11

    Acabei de ler que só de dinheiro público injetado na organização foram quase 6 milhões. Dinheiro que agora foi perdido. Tinha uma homologação de um importante medicamento contra o câncer que também se perdeu. Os “sensíveis” levaram os cães mas deixaram para trás os ratos! Qual a diferença? Salvar Beagle pode, mas rato se passar na frente deles eles matam. Comer um bife ou um frango assado também não desperta nenhum sentimento de compaixão na turminha … Lógico, Um boi ou uma galinha não é tão fofinho quanto um Beagle né …

  64. Marcus Meyer

    -

    19/10/2013 às 4:52

    Este é um dos efeitos mais danosos da impunidade, pois as pessoas passam a acreditar que podem fazer a “justiça” com as próprias mãos. Não gosta da fazenda de laranjas do vizinho? Passa o trator em cima de tudo! Não gosta que o vizinho faça experimentos com cães (independe de se provar os maus tratos)? Vá lá roube os animais e destrua tudo! Não gosta da exploração de petróleo? Invada a plataforma para impedir a atividade e chame de uma invasão pacífica! Depois, saia juntando assinaturas pelo mundo para pedir o relaxamento da prisão por terrorismo! Quando cada um faz o que acha que pode a coisa vira anarquia. Nunca, em nenhum lugar, em nenhum momento da história isto deu certo ou levou a bons resultados!

  65. marina

    -

    19/10/2013 às 4:46

    os pais da Simone se esqueceram da anti~rábica na filhota.

  66. deaC

    -

    19/10/2013 às 3:58

    Uma dessas criaturas “ativistas” amantes dos animais, numa rede social sugeriu que pegassem mendigos, pedófilos, presidiários pra fazer os tais testes.
    Lembrou aquele nazista, esqueci o nome, que fazia experiência com os seres humanos.
    Parece que esse amor exacerbado pelos animais mostra um desamor pelo ser humano, uma dificuldade em lidar com o “outro”, uma capacidade afetiva precária.

  67. Herbert

    -

    19/10/2013 às 3:57

    Reinaldo. Fique de olho. O Instituto Royal entrou na justiça contra os depredadores. Eu tenho uma enorme sensação de que nossos iluminados juízes julgarão contra a empresa devido aos seus (dos juízes) comprometimentos com a causa e ao claro fato de que a manifestação foi pacífica e que todo mundo tem o direito de se manifestar (tá lá na constituição), e que os ativistas tem o coração nobre e a causa é justa… etc, aquela ladainha que já está ficando comum, sabe? Abraço.

  68. Bertozo

    -

    19/10/2013 às 2:53

    Simone e cumplices !!! Invadam a Coréia, urgente! Lá eles comem cachorros e tem restaurantes chiquérrimos especializados nisso. Se voces realmente amassem os cachorros como dizem não existiriam viralatas soltos por aí. Mas aí não dá manchete, é ou não é?
    Façam campanhas todos os finais de semana em toda a cidade, ensinando os donos a catarem o cocô do cachorro, a passearem com os cachorros sem encher o saco dos outros ( quando soltam os cachorros em parques), não deixar os cachorros fazerem suas necessidades nas gramas do Ibirapuera, onde crianças brincam e podem pegar doenças, ensinem os idiotas como voces a não deixar os pitt bulls e outras raças, violentos.
    Por último se os animais são tão inteligentes, humanos etc., vivam como eles, mas por favor que seja na selva, no cerrado, pantanal, amazônia, floresta da marina ou qualquer lugar, longe das cidades construídas com o dinheiro e o trabalho dos “reacionários”. Animais não usam internet, caiam fora da rede mundial de “reacionarios” .

  69. Arnaldo L

    -

    19/10/2013 às 2:40

    Reinaldo,

    Aposto um chicabon que essa Simone assim com a maioria dos que participaram na libertação dos beagles são a favor do aborto.
    Sabe como é um cãozinho hoje em dia vale mais que um feto.
    Por que não vão defender algo realmente importante para todos homens e animais como tratamento de 100% do esgoto e efluentes industriais, a esqueci que isso não está mais na moda, não rende uma ONG, não vende jornal, não aparece na novela.

  70. Igor

    -

    19/10/2013 às 2:33

    Na Brasil, a diferença entre vândalo e manifestante é só uma questão de ponto de vista. No Brasil, toda celebridade se julga politizada. No Brasil, se a polícia não faz nada, o povo faz.

    http://entretenimento.r7.com/blogs/ex-trico/2013/10/18/off-topic-participacao-no-hoje-em-dia-sobre-o-caso-dos-beagles-do-instituto-royal/

  71. Revoltado

    -

    19/10/2013 às 2:31

    É Reinaldo, se o país coontinuar nesses trilhos, dentro de pouco tempo teremos brasileiros fazendo barbaridades assim com brasileiros(nem sei se poderá publicar).
    https://www.facebook.com/photo.php?v=664996063512331
    https://www.facebook.com/PerseguidaIgreja

  72. aldo

    -

    19/10/2013 às 2:09

    Informações sobre a organização terrorista e extremamente perigosa na qual alguns desses criminosos parecem pertencer: http://en.wikipedia.org/wiki/Animal_Liberation_Front Informações em inglês, com fontes citadas, a versão em português é ridícula.

  73. Anna2

    -

    19/10/2013 às 1:56

    ReinaldoXXXXXXXX na cascuda!

  74. Dau Costa

    -

    19/10/2013 às 1:52

    Criminosos agora são chamados de “manifestantes” e de “ativistas”. Tempos tortuosos.

  75. Anónimo

    -

    19/10/2013 às 1:46

    Simone, Daniel e black blocs em geral são o resultado de décadas de experimentos sociais pouco científicos. Burocratas, tecnocratas e humanistas em geral contribuíram para a criação desses monstros, mas jamais se responsabilizarão por eles ou pelos danos que causarem.

  76. Luciano Vilela Flauzino

    -

    19/10/2013 às 1:43

    O Ecoterrorismo militante tem dessas coisas, né, Tio Rei! Os bichinhos da Mãe Natureza (cães, gatinhos, coelhos etc.) estão se tornando mais relevantes para esses aloprados ativistas animalescos do que os Humanos Direitos fundamentais das “pessoas humanas” da Nossa Civilização!

  77. regina santana

    -

    19/10/2013 às 1:32

    simplesmente maravilhoooooooooso

  78. Ana

    -

    19/10/2013 às 1:23

    Sr. Reinaldo!Afinal, o que significa “ativista”?. Por acaso é o sujeito ativo em ações que exigem violência, depredação, invasão de propriedade privada, safadezas e coisas tais? Ou ativista é coletivo de agum bicho?

  79. Camila

    -

    19/10/2013 às 1:16

    Gente ignorante é um problema mesmo. Deviam agradecer aos laboratórios por terem conseguido descobrir vacinas capazes de evitar doenças graves, ou será que eles nunca tomaram e deram vacinas em seus filhos? Será que eles nunca se trataram com Alopatia? E seus animais de estimação quando ficam doentes, como será que eles fazem? Tratam só com plantinhas? Sim, porque se são contra testes em animais de laboratório não é? Duvido muitoooo…ativistas de meia tigela!!!!

  80. Zé da Elite

    -

    19/10/2013 às 1:15

    Quando não são nefelibatas são neoluditas

  81. Ana

    -

    19/10/2013 às 1:07

    Sr.Reinaldo!Seu texto é lição para ativistas irracionais.Os discursos deles são rasos,ilógicos e suas atitudes são incômodas e prejudicam o progresso.Desejam para nós um mundo de contemplação, muito mato e pouca comida, mas muitas ongs ativistas, apesar de nos desejar um mundo da era dos macacos, para sobreviver, contam com nossa ajuda, basta entrar nos sites e verificar.São caras de pau ou nos tomam como otários.Tenho medo desse bando, pois não conhecem decência. Vai ver a vida que levam, se realmente é essa que nos pregam.Deus me livre de ser representada por bandidos! Pronto! Falei!

  82. Vera L.

    -

    19/10/2013 às 0:39

    Reinaldo,
    Os ditos “protetores dos cachorros” estão agindo igualzinho aqueles que foram CONTRA a vacina lá no início do século 20. São truculentos ao contrário, para defender os cachorros e DESTRUIR pesquisas que poderiam ajudar a encontra NOVOS remédios e salvar vidas.
    Oswaldo Cruz radicalizou justo porque a população não queria porque NÃO conhecia os benefícios da ciência. Em pleno início da 2º década do século 21 ter obscurantistas como essas “moças e moços”, TRUCULENTOS. Destruindo um trabalho de anos e anos de pesquisas.
    Quem garante que FANÁTICOS do jeito que são não vão maltratar os cachorros para DEPOIS colocar a culpa no laboratório? De gente assim espero TUDO. Por que não viram cobaias no lugar dos cachorros? Ao menos prestariam um serviço à ciência.
    Os cachorros, queridos do jeito que são, se pudessem pensar, fariam de bom grado o que esses “seres humanos” TRUCULENTOS estão impedindo. Tem cachorro que SALVA a vida de seu dono mesmo sendo irracional. Já os “racionais” protagonizam esse espetáculo deprimente.

  83. Marcos F

    -

    19/10/2013 às 0:35

    Quem pagará por este prejuizo para a humanidade?
    Resposta: Nenhum juiz terá a hombridade de dizer.

  84. Pedro Rocha

    -

    19/10/2013 às 0:28

    Eu sou vítima da sanha desse bando de desocupados. Promovo eventos; entre eles, por mais de 20 anos fiz uma feira de pequenos animais. Minhas feiras só admitem cães com pedigree internacional, portanto oriundos de criadores devidamente instalados. Contratamos três veterinários durante todo o período do evento, que fiscalizam diariamente a entrada dos animais, idade, saúde, documentação, etc etc; e o mesmo acontece na saída, quando são vendidos. O comprador leva o animal com todas as garantias. E mais: o comprador também assina um termo de compromisso para com aquele bichinho.
    Minhas feiras são amparadas por toda documentação exigida: Prefeitura – Bombeiros – Polícia Civil – Conselho de Veterinária, enfim, tudo! Até o piranhão ECAD é comunicado pra ir lá “fiscalizar”!.
    O último evento que fiz, foi invadido por uma tropa desses vagabundos; enquanto um bando ficava lá na entrada do Pavilhão acampado durante os 6 dias da Feira berrando palavras de ordem, BEBENDO O TEMPO TODO, impedindo o trânsito, afugentando visitantes, vaiando quem comprasse um animal, outro bando dividia-se entre os stands, a berrar palavras de ordem, perturbando a ordem e o sossego.
    A polícia, pra variar, nada fez: alegou ser um direito deles. O Ministério Público também foi conivente. Claro, não era dele o dinheiro ali investido pra fazer o evento.
    E esse bando já está pelo Brasil inteiro. Essa chaga aparece do nada; porém, só quando interessa. Só vão, onde tem luzes; holofotes; câmeras e muita ação.
    Eles vivem pra isso. O amor aos animais, é uma falácia. Eles precisam é mostrar pra quem lhes paga, poderosas ongs internacionais mantidas sabe-se lá por quem, que o eco-terrorismo está implantado.
    Pergunte a um deles, quantos cães de rua ele tem em casa. Lógico nenhum. Se sumirem os cães das ruas, maltratados, famélicos e sedentos, some também, o seu business; portanto… deixe os bichinhos lá na vitrine.

  85. Marcelo

    -

    19/10/2013 às 0:26

    Na República Bolivariana Brasileira poderia ser criado o Ministério dos Animais.
    Esse ministério promoveria ações complementares ao Ministério dos Direitos Humanos e poderia empregar mais uma legião de petralhas empenhados em proteger a vida.
    O ministério poderia ser dividido em secretarias para proteger animais específicos: secretaria dos cães, secretaria dos gatos, secretaria dos mico-leões, etc.
    Poderiam ser criadas sub-secretarias para ações estratégicas como por exemplo: proteção de beagles no interior de São Paulo.
    Além dos petralhas ecológicos, ações conjuntas com black blocs cadastrados pelo Partido poderiam ser realizadas quando fosse necessário o uso de violência.

  86. Cláudia Nathan

    -

    19/10/2013 às 0:25

    Tentei argumentar no Facebook com alguns amigos que apoiam a “causa animal” e eles estão à beira da histeria, não conseguem ver que houve abuso ao invadir uma propriedade privada, acham que isso é irrelevante diante do sofrimento dos bichinhos, esse povo que se comove com rabinhos abanando deveria resgatar os ratos brancos de laboratório tb, afinal porque só cãezinhos???

  87. Esther

    -

    19/10/2013 às 0:18

    O mundo se divide entre os realistas – que por aceitarem lidar com as dificuldades e dilemas da realidade nua e crua tem seus caráteres testados e melhorados – e entre os utópicos, crianças que negam viver na realidade, inventam um outro mundo onde tudo é fácil e resolvido por emoções, mas usam dos benefícios criados pelos realistas.

  88. bruno

    -

    19/10/2013 às 0:00

    Simone tem um professor de filosofia chamado Olavo de carvalho, que tem uma frase perfeita para “pessoas” como vc. …

  89. Luiz Carvalho

    -

    18/10/2013 às 23:57

    E facil defender os animais quando a questao nao envolve nossa propria vida.
    E errado invadir e depredar.
    E dificil comer um churrasco se ficarmos refletindo no corredor que os animais atravessam antes da morte.
    E dificil viver se pudessemos ter a onisciencia da magnitude do sofrimento humano a cada segundo que passa.
    Felicidade e sofrimento, amor e odio, tudo ocorre aqui e tudo ao mesmo tempo.
    E dificil olhar para um caozinho abandonado e nao sentir do. E dificil entender que animais precisem sofrer para que nos possamos viver. Incomoda so de pensar.
    Mas quando voce Reinaldo apela para o lado racional, principalmente ao fazer lembrar a tragedia humana diaria, fome, doencas, guerras etc, faz sentido procurar nao assumir uma postura muito simplista para problemas dificeis.
    Por mais idiota que possa parecer, ainda assim eu gostaria que todo o sofrimento humano e animal pudesse acabar.
    Mas, olhando a incapacidade dos governos em atingir metas muito mais realistas do que a que expus acima, olhando a fragilidade das decisoes da ONU em massacres que se repetem vez apos vez, parece dificil acreditar no fim do sofrimento.
    Mas, nao consigo deixar de desejar que o sofrimento, comecando pelos seres humanos e se estendendo aos cachorrinhos, algum dia acabe.
    Isso porem nao e nada simples, e nao e com agressao que se conseguira o fim do sofrimento.
    Tampouco a pura racionalidade e a saida, alias muitos genocidios ja se cometeram em busca de solucoes racionais para os nossos problemas.
    Teria a religiao a resposta? Ora, muitos ateus argumentam, que ela propria ja causou muito sofrimento.
    Devo entao mudar meu modo de pensar e tornar-me alheio ao sofrimento humano e dos animais? Mas e se eu nao consigo ser assim, a quem ou a que recorrer em busca de solucao desta aparente interminavel contradicao que e a vida?
    Sera que o sofrimento e parte inerente da vida?
    Logo , se nao gosto de sofrer e me incomodo com o sofrimento da humanidade e dos animais, nao sou apto para viver?
    Na origem da vida talvez esteja a derradeira resposta deste meu (e de muitos outros) inconformismo com o sofrimento.

  90. cesar rosas

    -

    18/10/2013 às 23:57

    É oportuno avisar estes “ativistas”, que o Lula está fazendo uma experiência (mal sucedida, inclusive) com uma “anta”, que aliás, já está surtando. Talvez esteja passando da hora de libertá-la.

  91. Alina

    -

    18/10/2013 às 23:55

    Essa Simone deve ser daquele tipo que ao primeiro sinal de cefaléia acaba com o frasco de ibuprofeno.

  92. Anna2

    -

    18/10/2013 às 23:53

    Meu Deus! estou estarrecida! Mas qualquer coisa que eu escrever agora serei duramente criticada. E pior, criticada pelo meu péssimo português e por ser uma pessoa que ainda vejo alguma humanidade no ser humano. Devo estar errada. Humanos são humanos. Animais são animais. Reinaldo é um ser humano melhor que eu, certamente é. E eu que sinto apenas felicidade quando olho para meu viralatinha. É tão especial pra mim…Mas devo ser uma idiota por manter algum sentimento por um animal…

  93. MARCELINO

    -

    18/10/2013 às 23:53

    Na verdade eu acho que esse pessoal queria é ganhar um cachorrinho de raça de graça! Eles preferem, ao invés de trabalhar e juntar o dinheiro pra comprar um bem, fazer como fazem esses manifestantes/ saqueadores. Infelizmente ainda existem pessoas que vão paras as redes sociais apoiar esse tipo de gente.
    Na verdade esse pessoal que apoia esta causa, deveria deixar de hipocrisia e parar de usar os remédios, como você bem disse no texto.

  94. Vinicios

    -

    18/10/2013 às 23:40

    O costume de aconselhar o uso do leite em casos de úlceras
    veio de um médico norte-americano,Bertram Welton Sipy,que
    viveu entre 1866 a 1924.Já nesse período,a medicina natural recomendava o jejum com chás,,o suco de couve, e banana.. maçã e figo para curar úlceras.No entanto,a dieta branda de sippy dominou por mais 70 anos e hoje ainda há profissionais que a aconselham.
    Atualmente,está provado com estudos,que dependem do tipo de alimento a quantidade e qualidade de ácidos gástricos [mais ou menos concentrado]foi encontrado uma bactéria [Helicobacter pulori]nas paredes inflamatórios do estômago com úlceras.Muitos estão usando antibióticos para o tratamento,mas a questão é:por que o estômago ficou inflamado?A bactéria causou a inflamação ou esta ali porque o estômago agredido vezes sem conta pelos excessos de ácido produzidos para atender uma super alimentação,formou um ambiente favorável?
    O certo é:
    se você que sofre com uma úlcera pode se curar mudando sua alimentação e fazendo um tratamento.
    Evite as proteínas de origem animais,o leite,os refinados,os refrigerantes,frituras,cerveja,café e cafeína em geral chocolates.
    [VINI CIOS]

  95. wilson

    -

    18/10/2013 às 23:30

    Pessoal não deixem a madame saber que a Rússia no começo
    da corrida espacial lançou no espaço a cadela Laika que
    Morreu.

  96. klaatu

    -

    18/10/2013 às 23:19

    Será que o Iate do RC é movido à vela ?

  97. Rodolfo

    -

    18/10/2013 às 23:17

    Parece que esses vagabundos retornaram e tentaram invadir o laboratório novamente!
    Em qualquer lugar do mundo a polícia meteria BALA de VERDADE nessa BANDIDAGEM!
    Trata-se de uma PROPRIEDADE PRIVADA!

  98. Aristóteles Brasileiro

    -

    18/10/2013 às 23:15

    Eu amo muito meu cãozinho……Entendem?
    .
    Ele está ao meu lado SEMPRE!
    .
    Os experimentos em animais não são feitos para confirmar a eficácia de um fármaco, mas, sim, para investigar ou excluir o risco. Se algo for dado aos ratos e todos morrerem, aparentemente, o cientista deverá investigar as causas, antes de administrar aos seres humanos.
    .
    Não podemos esquecer, que nestes laboratórios, também são desenvolvidos medicamentos que salvam nossos bichinhos…..
    .
    Todos os animais, gatos, ratos, cachorrinhos, etc, devem ser tratados dignamente, independente de qualquer laboratório…..Eles salvam vidas humanas.
    .
    Os fundamentalistas zoófilos gritam dos direitos dos animais, mas esquecem, que o direito, é uma invenção humana!
    .
    No dia em que os animais descobrirem novos fármacos para a humanidade, então, serei o primeiro a reconhecer os seus direitos.
    .
    Infelizmente, a ciência, não consegue “explicar” e muito menos “desenhar” para um fundamentalistas zoófilos como funcionam as regras científicas ou eles acham que……..Os cientistas estão com os animais no laboratório para brincar na mesa do microscópio?
    .
    Vem…..Niko….vem com o papai……Vamos brincar de bolinha……

  99. JulioE

    -

    18/10/2013 às 23:15

    “Na vida privada, Hitler era um daqueles vegetarianos fanáticos que às vezes difamam essa perversão. A senhoras que comiam leitões disse: ‘A meus olhos isso parece exatamente um bebê assado’. A rematada ironia de estar Adolf Hitler a dar lições sobre a estética imoral de cadáveres e da morte é deleitável.
    Em janeiro de 1936 seu governo decretou: ‘Devem-se matar caranguejos, lagostas e outros crustáceos jogando-os com rapidez em água fervente. Quando possível, isso deve ser feito individualmente’. É que, após muita discussão em altos níveis governamentais, as autoridades haviam decidido que esse era o método mais humano de matá-los” (Andrew Roberts, “Hitler & Churchill”).

    Não sei se teve a mesma preocupação com o método mais humano de matar os milhões de seres humanos que mandou para a morte.

  100. mac

    -

    18/10/2013 às 23:15

    ReinaldoXXXXXXXX na cascuda!

  101. Elah

    -

    18/10/2013 às 23:15

    Aposto que a Simone é “ativista” (que p***a de profissão é essa agora?) pró-aborto. Ou, como eu prefiro chamar, abortista.

  102. zedomatogrosso

    -

    18/10/2013 às 23:13

    ..chiii, tou de “beagle”; não é monica não. É simone, a do ovo virado;

  103. zedomatogrosso

    -

    18/10/2013 às 23:09

    ;;essa tal de monica, tá de “ovo virado”, como diziamos antigamente. Porque não protestou, quando um certo ex era piloto de testes de preservativos, cujas cobaias eram as cabritinhas de garanhuns? No das cabritas pode né?

  104. sofia

    -

    18/10/2013 às 22:59

    Reinaldo,

    Mais um texto espetacular! Você foi mais uma vez no ponto: ativista que se respeita de verdade, assim como essa Simone, deve honrar o que prega, não tomar analgésicos, vacinas e, principalmente, se precisar ser operada deve tomar um gostoso chazinho. Essa gente é o fim da picada, tão amigos dos animais e tão inimigos dos humanos! Um caso para estudo!

  105. Anónimo

    -

    18/10/2013 às 22:57

    Li no site do Estadão que os chineses usam milhões de “cascudas” para fazerem ensaios de cosméticos em laboratório e vejo sempre umas por aqui.

  106. pagador de impostos

    -

    18/10/2013 às 22:54

    O uso de animais para experiencias cientificas é lamentável, mas necessário para o desenvolvimento da ciencia. O que se deve combater é o sofrimento desnecessario dos animais , por exemplo a não adocão de anestesia para se economizar material e dinheiro , ou seja, que se exija que as experiencias sejam realizadas com o menor impacto de sofrimento deles. Um cientista não é um sadico, pelo menos a maioria!!

  107. D.A.

    -

    18/10/2013 às 22:42

    Reinaldo, parabéns! Um dos seus grandes posts! É assustador como os fascistas ‘do bem’ se acham ungidos, dotados de uma superioridade moral capaz de expressar julgamentos e praticar ações arbitrárias. Não tem respeito pela lei, pelo direito, pela propriedade privada. Acham-se melhores do que o resto de nós. É assustador o rumo que as ‘guerras culturais’ estão tomando no Brasil.
    Precisamos de você, do Constantino e de outros caras que estão lutando pela liberdade no país.
    Um forte abraço,

  108. ...e eu que tudo o que sei é que nada sei...

    -

    18/10/2013 às 22:36

    A Simone também vai votar na Morna Silva?
    Que venham as pererecas,todas encantadas pelo sapo cururu…

  109. Gaucho

    -

    18/10/2013 às 22:35

    Perfeito Reinaldo! E vá lá que os animalzinhos estariam sendo mau tratados, mas precisavam quebrar tudo? Invadir propriedade alheia? Por que nao fizeram esse manifesto com as portas abertas e que falassem diretamente com o responsavel? E os bichinhos depois de raptados, será que os ladroes ficariam com eles em suas casas?

  110. Anónimo

    -

    18/10/2013 às 22:31

    Perfeito Reinaldo! E vá lá que os animalzinhos estariam sendo mau tratados, mas precisavam quebrar tudo? Invadir propriedade alheia? Por que nao fizeram esse manifesto com as portas abertas e que falassem diretamente com o responsavel? E os bichinhos depois de raptados, será que os ladroes ficariam com eles em suas casas?

  111. To Fora

    -

    18/10/2013 às 22:30

    Que falta faz um namorado.
    Se estivessem assistindo uma comédia romântica, comendo pizza, etc não estariam quebrando ou invadindo coisa alheia.
    Aliás, ativistas o cacete. Marginais.

  112. claudiney

    -

    18/10/2013 às 22:26

    Uma quadrilha de baderneiros, black block, via campesina, sem-teto, sem-terra, são criaturas que o PT trouxe do inferno sta alimentando, e a coisa tá ficando sem controle, ta pior que 64.

  113. Roque

    -

    18/10/2013 às 22:25

    Que tal substituirmos os bichinhos por políticos (principalmente “aqueles”) e artistas/celebridades/vips “daquele tipo”????? Assim protegeríamos os animais e daríamos um jeito no Brasil…

  114. Erik

    -

    18/10/2013 às 22:22

    Olhe que coisa mais singela que achei no twitter: vivian rech ?@vivianrech 5m
    Roubei do instituto royal pic.twitter.com/85EZJUPcZ9

  115. LIMA

    -

    18/10/2013 às 22:22

    REINALDO
    NÃO DÊ OUVIDOS PARA A TAL SIMONE. SE FOSSE POSSIVEL ELA SE CASARIA COM UM CÃO DA RAÇA. CHATA, MUITA CHATA…

  116. tunico

    -

    18/10/2013 às 22:19

    Pensando bem, animais de estimação mais chegados ao ser humano como cães e gatos não deveriam ser usados como cobaias. Afinal, Reinaldo, eu prefiro sempre um cachorro amigo a um amigo cachorro.E não faltam neste mundo “amigos” cachorros. Claro que a invasão do laboratório, uma propriedade privada é deplorável, há outras formas de protestar. Porém usar cães também não é recomendável. Não entendi porque Beagles. Eu sou sim, partidário a uma Lei que permita que detentos homicidas, seres humanos como nós prestem um grande serviço à sociedade, sendo passíveis de serem utilizados como cobaias nestes laboratórios o que encurtaria o tempo das pesquisas. Afinal, nada melhor testar novas drogas que possam beneficiar o ser humano que em um…ser humano!! Já que bandidos são párias da sociedade, eles pelo menos poderiam prestar um serviço positivo à sociedade.Que tal?

  117. gomes cerqueira

    -

    18/10/2013 às 22:18

    ReinaldoXXXXXXXX na cascuda!

  118. Maurício.

    -

    18/10/2013 às 22:13

    É, Reinaldo, se a polícia foi conivente, aí o buraco é mais embaixo:

    Polícia: “A policia tentou impedir a invasão, mas depois que entramos, desistiram. Um policial me viu saindo de lá segurando os cachorros e ainda me deu um tchauzinho. Estão falando que a gente furtou, mas não fizemos nada escondidos da polícia. Os policiais que estavam lá viram o que estava acontecendo e foram coniventes com o ato.”

    http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/nunca-tinha-ouvido-um-grito-de-dor-igual-foi-terrivel-diz-luisa-mell

  119. Caça-petralhas

    -

    18/10/2013 às 22:03

    Cactus falante acusando a direita de não se preocupar nem com gente:

    Cactus
    -

    18/10/2013 às 20:30

    ReinaldoXXXXXXXX na cascuda!

  120. Renata

    -

    18/10/2013 às 22:01

    Apareceu uma sujeita dando entrevista e dizendo que hoje há outros meios de se testar medicamentos sem precisar usar animais. Mas não explicou que meios são esses. Que meios são esses?

  121. P.ARAUJO

    -

    18/10/2013 às 22:01

    Reinaldo, acredito que o Brasil tem um vírus atacando o cerebro das pessoas, causa idiotia aguda.
    O pessoal deveria tomar chás pra se curar daqui por diante, pq a ciencia ainda não descobriu um jeito de testar novas drogas, sem utilizar animais..

  122. Claudio

    -

    18/10/2013 às 21:59

    Dei boa risada aqui com a fina ironia. Delícia de ler.

  123. gomes cerqueira

    -

    18/10/2013 às 21:59

    obrigado, por nos proteger, pobres humanos.

  124. CW

    -

    18/10/2013 às 21:59

    Reacionário é mantra do dialeto marxista. Como se chama aquilo que foi feito na URSS, China e outras colônias? Experimento! Quem eram as cobaias? É só perguntar a um dos 100.000.000 de cadáveres!

  125. Sara Váz

    -

    18/10/2013 às 21:52

    Reinaldo.
    Claro que é piadinha de mau gosto…
    Esses defensores dos animais domésticos ou não, certamente são vegetarianos.
    DIZEM que na linguagem dos peles vermelhas, “vegetariano” tem o mesmo significado de “quem não sabe caçar”…

  126. Weimar

    -

    18/10/2013 às 21:51

    A descrição de que falei é, claro, “muitíssimo sucinta”. Aquele negócio de “muitíssimA” é só mais uma bobagem minha.

    Weimar

  127. fighter

    -

    18/10/2013 às 21:50

    Reinaldo, não dê cartaz à essa desqualificada. O melhor desprezo é o silêncio. Manda ela ir à m….

  128. Sergio G

    -

    18/10/2013 às 21:50

    OFF TOPIC:
    Vencedor do Jabuti é desclassificado e prêmio fica com Luiz Fernando Veríssimo…

    Muito suspeito, não???

    http://veja.abril.com.br/blog/meus-livros/eventos/vencedor-de-contos-e-cronicas-e-desclassificado-do-jabuti/

  129. maria

    -

    18/10/2013 às 21:49

    A Simone está lá escrevendo besteiras no seu computador porque, certamente, tomou a vacinas contra pólio, a tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba), a tríplice bacteriana (difteria, tétano e coqueluche), porque toma antibióticos quando algum agente patogênico, meio atrapalhado, a confunde com um de nós…
    PERFEITO REI REINALDO!!!!!!!

  130. Weimar

    -

    18/10/2013 às 21:45

    SIM OU NÃO

    Usar ou não animais como cobaias para desenvolvimento de remédios em benefício de seres humanos pode ser visto como um dilema moral. Tal qual nos casos de aborto, pena de morte e vários outros, esse dilema pode ser resolvido por diferentes motivos ou argumentos. O pleno desenvolvimento moral do individuo, nesses casos, não se mede pela escolha diante do dilema, mas pelas motivações que levaram a ela.
    .
    Em artigo de hoje, “A Moral no Brasil”, publicado no Diário do Comércio e no site do Mídia sem Máscara, Olavo de Carvalho nos lembra de Lawrence Kohlberg e sua Teoria do Desenvolvimento Moral. Muito oportuna a lembrança. Seria interessante, para analisar-se a maturidade ou imaturidade da tal Simone, se fosse ela submetida ao teste do “Dilema de Heinz”. Pelo seu comentário, é quase certo que ela ficaria entre os níveis mais baixos da escala de desenvolvimento moral de Kohlberg.
    .
    Numa descrição muitíssima sucinta, Heinz é o marido de uma mulher gravemente doente, que, não tendo o dinheiro para o remédio dela, assalta a farmácia para roubá-lo. As justificativas para a solução oferecidas pelo entrevistado indicam seu nível de desenvolvimento moral.
    .
    Para os interessados, a web está cheia de textos e vídeos sobre essa teoria de Kohlberg. Na maioria, vídeos em inglês, mas há muito material também em português.
    .
    Weimar

  131. Jorge Silva

    -

    18/10/2013 às 21:45

    Prejuízo incalculável
    .
    “Eles [os ativistas] quebraram toda a parte de laboratório. Misturaram todas as drogas e as lâminas, além de levarem computadores com dados das pesquisas. Vamos levantar hoje o prejuízo material, mas o prejuízo para a ciência é incalculável. Há material que estava na etapa final de um prazo de 10 anos de estudo. Tudo foi perdido”, afirma João Antônio Pegas Henrique, diretor científico do Instituto Royal.
    .
    http://g1.globo.com/sao-paulo/sorocaba-jundiai/noticia/2013/10/prejuizo-e-incalculavel-diz-diretor-de-laboratorio-invadido-em-sao-roque.html

  132. Andre, no Texas

    -

    18/10/2013 às 21:43

    Eu detesto gatos, e nao gosto tambem de cachorros. Gosto ainda menos de humanos debiloides.

  133. Lino Porto

    -

    18/10/2013 às 21:40

    Hitler era vegetariano…

  134. Ferlandia

    -

    18/10/2013 às 21:34

    ReinaldoXXXXXXXX na cascuda!

  135. Celso

    -

    18/10/2013 às 21:33

    Já pensou os pais desta garota, o que devem ter feito para merecer isso? Conheço uma aqui na minha região que não consegue arrumar nem namorado.

  136. Anônimo

    -

    18/10/2013 às 21:33

    Ela acha os animais criaturas inocentes. Eu tbm acho que os animais são inocentes, mas sei que eles estão aqui para ajudar no avanço da ciência em benefício da humanidade.
    Pelo o andar da carruagem ela não acha que fetos são criaturas inocentes.
    Tomara que essa “Simone” não seja Simone Bittencourt de Oliveira.

  137. Ferlandia

    -

    18/10/2013 às 21:32

    ReinaldoXXXXXXXX na cascuda!

  138. wilson1

    -

    18/10/2013 às 21:29

    Puxa dona Simone, a senhora …, ah deixa pra lá.

  139. CLAUDIUS

    -

    18/10/2013 às 21:26

    A tal ” Simone”, caso seja fêmea, anda parindo cachorros?

  140. juscelino

    -

    18/10/2013 às 21:25

    Reinaldo, realmente você entrou numa pendenga perigosa. Esses doente psicoticos verdadeiros dementes são capazes de lhe matar como um verdadeiro animal e acham que esmagou uma ameba , pois barata também eles não fariam por acha-las melhores do que ser humano. FAÇA UMA PERGUNTA PARA ESSA PESSOA CIDADA AÍ E OS DAS SUAS LÁIAS. O que eles comeram hj no almoço?

  141. Gil Santos

    -

    18/10/2013 às 21:25

    Senhores e senhoras, para não incorrer no risco de ser taxa de discriminador, ativistas, vão agora na gaveta onde a mãe de vocês guarda aquele remedinho para a enxaqueca, pressão alta, artrose, diabetes, câncer, e jogue-os fora imediatamente, pois estes remédios são frutos de uma selvagem agressão contra os animais. Não compactuem com este sacrificio, convença a mãe de vocês a não tomar nenhum produto farmaceutico. Um chazinho de erva-cidreira e outros homeopáticos nos dado pela natureza é o suficiente para curar o cancer, que talvez a mãe de um de vocês tenha. COMECEM DANDO O EXEMPLO DENTRO DE SUAS PRÓPRIAS CASAS, AINDA HOJE JOGUEM TODOS OS MEDICAMENTOS FORA, EXPLIQUE A SUA MÃE DA IMPORTANCIA DE PROTEGER AS COBAIAS.

  142. CLAUDIUS

    -

    18/10/2013 às 21:24

    O maior perigo para os animais do laboratório depredado é serem mordidos pelos invasores. Não há cura, garanto!

  143. Toninho Malvadeza

    -

    18/10/2013 às 21:18

    No dia,que Simone deixar de usar duas das PATAS e ficar literalmente de pé (é capaz de levar umas 30 encarnações ainda),ela vai entender tudinho o que o tio Reinaldo escreveu.Adoro meus cães,mas gosto ainda mais de meus filhos com saúde !

  144. Impagável.

    -

    18/10/2013 às 21:18

    Nesta hora eu gostaria que existisse uma máquina do tempo. Seria possível enviar esse pessoal para a época da pedra lascada.

  145. Rodrigo

    -

    18/10/2013 às 21:17

    Sempre me lembro da Anedota Bulgara…

  146. M.Valvemark

    -

    18/10/2013 às 21:16

    Eu também concordo que todo militante de esquerda se ofereça para ser cobaia humana. Cachorro é tudo de bom, já P_tralha é batedor de carteira nato!!

  147. M

    -

    18/10/2013 às 21:13

    Não pode usar própolis!
    Estão explorando as abelhas. Verdadeira escravidão.
    O Constantino diria que é a Mais Valia do qual o ser humano se apropria.

  148. Heitor

    -

    18/10/2013 às 21:10

    Jovens terroristas atacaram um escritório consular dos EUA no RS, como eu disse, o passivo judicial brasileiro é que impede a justiça de agir. O ministério público estava monitorando a Royal, mas a lentidão levou a atos impensados. Bastou um terrorista treinado para treinar um monte de idiotas tupiniquins.

  149. Marcos-Am

    -

    18/10/2013 às 21:10

    VEJA – Notícias mais lidas: “Descoberta de novo crânio pode reescrever a história da espécie humana”.
    Seria da ativista?

  150. Ubiratan

    -

    18/10/2013 às 21:08

    Simone, se você quer salvar os beagles você que deve ser a voluntária, não o Reinaldo. Quem defende os animais deve fazer esse sacrifício em prol da ciência. Uma curiosidade, você usa medicamentos? Se sim, procura saber se foram testados em animais? E maquiagem? Você usa? Uma coisa tenho certeza, é vegetariana radical, nada de peixe, leite ou ovos. Mesmo assim tenho uma péssima notícia para te dar, a folha de alface que você acabou de morder está viva. Não é uma crueldade tirar a vida de uma pobre alface?

  151. PAULO ROBERTO URBANO DA CRUZ

    -

    18/10/2013 às 21:05

    Espero que suas roupas seja de algodão organico, use calçado de couro ecologico, lave seus dentes com carvão vegetal e quando fica doente use só remedio natural que não tenha sido testado em animais. A sim e que ela mande para reciclagem seu computador pois esta maquina infernal não é ecologica. E quando for tomar banho(espero que faça isto regularmente) pode usar areia para tirar a craca.

  152. Charles

    -

    18/10/2013 às 21:03

    Discordo dos métodos dos ativistas, mas considero válida a preocupação com vidas que servem aos seres humanos. O fato de usarmos animais para os mais diversos fins – alimentação, inclusive – não significa que tenhamos de tratá-los de maneira desumana.
    A este respeito a psicóloga e zoóloga norte-americana Mary Temple Grandin tem prestado grande contribuição aos seres vivos (humanos e animais).
    Quanto à Lei, que se aplique aos aloprados os Códigos Civil e Penal e, ao Instituto, a Lei Federal 9.605/98 (Art. 32, § 1º e § 2º) se for o caso.

  153. Jose Carlos

    -

    18/10/2013 às 21:00

    Parabéns Reinaldo, esse mundo está doente, achando que animais estão acima de seres humanos. Fico pasmo, vendo como essa geração faz uma total inversão de valores. E o mais patético é a imprensa dando apoio a essa aberração de pensamento.

  154. Anonimo

    -

    18/10/2013 às 20:57

    Tem gente que acha que o método melhor é aquele denunciado no filme ” O Jardineiro Fiel”, quem diria?

  155. Renata

    -

    18/10/2013 às 20:51

    É claro que dá pena dos Beagles fofuchos e queridos. Mas e os ratos também usados em laboratório? E outros bichos, não usados em laboratórios mas que pouquíssima gente se interessa em proteger, como os morcegos frugívoros, insetívoros e que se alimentam de néctar e polinizam plantas? Só porque são mais feios que pandas e baleias?
    Existe discriminação contra certos animais em detrimento de outros, sim. Até pra comê-los. “Ah, não tenho coragem de comer coelho, tenho pena, um bicho tão fofo!” Mas pena dos porcos, galinhas e vacas essa mesma pessoa não tem…

  156. Thales

    -

    18/10/2013 às 20:51

    Reinaldo, vi a notícia no Jornal Nacional agora, e passou uma “ativista” falando em nome de um “Movimento ALF”. Aguardo um desmentido, mas enquanto ele não vier a coisa pode ser séria: ALF, em português “Frente de Libertação Animal” é tido nos EUA como um grupo ECOTERRORISTA, que costuma incendiar laboratórios onde fazem pesquisas com animais.

  157. Anónimo

    -

    18/10/2013 às 20:51

    Simone não percebeu que vem sendo cobaia desde que nasceu. Por isso, não aprendeu a pensar, nem a ler e escrever. Simone sente, mas sentir não basta.

  158. jorge wanderley

    -

    18/10/2013 às 20:51

    Reinaldo, desculpe invadir o assunto introduzindo (no bom sentido!) outro assunto… O nosso Procurador Geral da República, Janot, tirou a máscara e mortalha e mostrou a que veio: Sinaliza com uma desfaçatez impressionante uma posição favorável para mudança na Lei da Anisitia. Deu na VEJA: http://abr.ai/1d46Htg Se realmente isso vingar TODOS os canalhas que estão no poder devem ser julgados em igual medida pelos crimes cometidos durante a tentativa de estabelecer um estado comuna no rasil, lános anos 60. Tenho a certeza de que sua análise sobre este despautério e m omento de cinismo será histórica!

  159. JOEL CARVALHO

    -

    18/10/2013 às 20:49

    Essa turminha nojenta lembra muito a outra, o MST, que destruiu pesquisas de décadas na área agronômica. É, como disse VEJA na época, em 2006: “O terror contra o saber”!
    FONTE:
    http://veja.abril.com.br/150306/p_088.html

  160. eleitor comunizado pelo PT

    -

    18/10/2013 às 20:49

    O PT nunca criaria a bolsa-bicho-de-estimação, pois só o póbri de estimação, mantido pelas caridades com o dinheiro público, vota nos petralhas
    Na cidade olímpica 2016: em PET SHOP a comida e os remédios para os bichanos tem os preços elevadíssimos, incessíveis aos donos com baixo poder aquisitivo. Levar o pequeno animal num veterinário, a consulta custa mais caro que levar uma pessoa no cardiologista. Não existe socorro veterinário público, e é dificílimo o recolhimento de algum animal abandonado.Só existe tratamento pior no RJ, para pessoas necessitando de internação psiquiátrica, é o fim do mundo, inimaginável até você precisar levar alguém num lugar desses. NUNCA um petista entraria num hospital psiquiátrico no RIO DE JANEIRO, eles são muito importantes para estepaiz e não perdem tempo com coisas que não retornam em votos, desculpem o trocadilho, mas nem “louco” vota no petralha, ai seria demais.

  161. OS CARAS

    -

    18/10/2013 às 20:49

    ESTAS PESSOAS QUEREM É APARECER. SE QUEREM FAZER ALGO DE BOM VÃO NOS ORFANATOS E ADOTEM AS CRIANCINHAS QUE ESTÃO LÁ SEM PAIS SEM UM LAR. VÃO LÁ INVADAM ESTES ORFANATOS E TIREM AS CRIANCINHAS DE LÁ SEUS ALOPRADOS DO PT E PSOL.

  162. Edem de Almeida

    -

    18/10/2013 às 20:47

    Esses esotéricos do naturalismo vão acabar num mato sem cachorro.

  163. Weimar

    -

    18/10/2013 às 20:45

    Pensando bem, a legião da Simone e do San Diego tem lá sua razão particular: a defesa da própria espécie. Já confessei neste blog haver pisado uma baratinha ontem. Se outra baratinha ou baratona me atacasse por causa disso, a outra baratinha ou baratona se sentiria perfeitamente justificada. Seria um revide.

    Não se preocupem a Simone, o San Diego e as baratinhas e baratonas, suas espécies não estão ameaçadas de extinção. Ao contrário, parece, ao menos no Brasil, que seus números crescem espetacularmente.

    Weimar

  164. Joao B. da Silva

    -

    18/10/2013 às 20:44

    A verdade é uma só: as “Simones” deveriam, isso sim, se apresentar como cobaias para salvar os animais, e não esperar que aqueles que querem alopatia se apresentem como cobaias!

  165. Flavius Augustus

    -

    18/10/2013 às 20:44

    Reinaldo, o que mais me assusta nisso é o desrespeito pela propriedade privada. É inacreditável o que está acontecendo no Brasil inteiro. Este não é um caso isolado. A propriedade privada não vale nada no Brasil. Vejamos o que fizeram com esse instituto. Vejamos o que faz o MST. É assustador! O Brasil está virando um faroeste, um país sem lei. E a situação só tem piorado. Tempos muitos ruins à frente.

  166. Gilberto

    -

    18/10/2013 às 20:41

    Este pessoal é bem hipócrita. O local onde ficam os ratinhos não foi invadido, ou seja, socorram os cachorrinhos e os ratinhos que se f…. Porque o sentimento também não vale para os ratos?

  167. J.R.

    -

    18/10/2013 às 20:40

    *
    Ela deve estar arrancando os cabelos e gritando de raiva.
    Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!!
    O que a TPM faz! Ou será falta de amor pelos humanos?
    Nada de excessos em Dna. Simone!
    Juro que vou enviar por e-mail um caldinho de lama da praia para sua dieta!…ou caldinho de lesma…pode?
    *

  168. marcelo aranha de sousa pinto

    -

    18/10/2013 às 20:39

    Grande … tão grande quanto Jacques Tati questionando os franceses das provincias que o homem foi à Lua primeiro com um cachorro ! Humor black & white é para poucos …

  169. Vander Damasio

    -

    18/10/2013 às 20:38

    Belo texto, Reinaldo. Não é fácil lidar com tantas energias negativas e estar sempre equilibrado; não sei como você consegue. Tenho o hábito de ler seu blog todos os dias, mas às vezes dou um tempo para me recompor energeticamente, devido a tamanha quantidade de canalhices que você traz à baila e inteligentemente combate. É Lula, é Lewandowski, é PT, é José Dirceu, é Caetano e Chico Buarque, é Paulo Betti e agora esses blacks blocs defensores de cobaias. Parabéns, amigão!

  170. Antonio

    -

    18/10/2013 às 20:34

    Olá
    Reinaldo
    É bom lembrar que primeiro de tudo testa-se em animais e depois em pessoas (Seres humanos) devidamente cadastradas é o caso recente da vacina contra AIDS, quem não sabe é só pesquisar.Desde que o mundo é mundo é sempre assim a lei do mais forte é que prevalece.
    O PIOR CEGO É AQUELE QUE NÃO QUER ENXERGAR

  171. Anónimo

    -

    18/10/2013 às 20:34

    O artigo coloca a questão de forma simples. Se não testarmos novos medicamentos em animais, teremos de fazê-lo com seres humanos. Se fosse o caso de fazermos testes com seres humanos por que não começarmos com a Simone ou a mamãezinha dela.
    Vi a matéria da invasão na TV. A impressão que tive é que a polícia ficou olhando a ação violenta, terceirizada em parte pelos black blocks.
    Em Florianópolis dois ou três anos atrás uma associação de preservação de animais quis impedir que a Universidade Federal de Santa Catarina fizesse pesquisas com animais. O assunto foi debatido na TV. O representante da Universidade, Dilvo Ristoff, passou o trator numa senhora xiíta-protecionista chamada Eliete Leal. Os argumentos do professor Ristoff foram praticamente os mesmos do artigo do Reinaldo.

  172. Cactus

    -

    18/10/2013 às 20:30

    ReinaldoXXXXXXXX na cascuda!

  173. Luis antunes

    -

    18/10/2013 às 20:30

    Duas coisas preocupante.
    1-Varias fotos de “ativistas” retirando cachorros e PMs juntos nas fotos.
    2- Em entrevista a Bandnews FM, O promotor do Ministério Público de São Roque, Wilson Velasco Júnior diz que já sabia dos planos de invasão..

  174. Vales

    -

    18/10/2013 às 20:29

    Bela tirada. O mel é bom e é gostoso, mas alguém tem que encarar as abelhas. Com certeza vai ter que desenhar, ela não vai entender.

  175. Filósofo

    -

    18/10/2013 às 20:29

    Quando a bondade é demais é bom desconfiar,pois gente de má índole costuma se camuflar como defensores de causas,mas que na verdade,não passam de hipócritas e desocupados.Baleias, ursos pandas,mico leão dourado e etc…,não precisam dessa gente.

  176. João Josafá Joaquim

    -

    18/10/2013 às 20:28

    Acho que a Simone deveria defender os animais, destruindo laboratórios, na Rússia, imitar a outra brasileira que está lá implorando para que a Diplomacia do Brasil tome providências para livrá-la.Como diz o bom senso,a verdade está no meio.Esse pessoal não é dono da verdade muito menos tem autoridade para tomarem decisões dessa natureza.Se estão incomodados,tem a justiça para ser provocada e não agir como homens da caverna,onde se resolvia tudo no porrete.

  177. Gilberto

    -

    18/10/2013 às 20:27

    Acho que o problema maior não é a retirada dos animais e sim a destruição do laboratório e das pesquisas. A internet mostra fotos dos ativistas, basta identifica-los e processa-los fazendo pagar o prejuízo. Estas pessoas esquecem que isto também é visto lá fora. Que empresa vai querer vir para um país onde o seu patrimônio pode ser destruído por qualquer ativista?

  178. JOEL CARVALHO

    -

    18/10/2013 às 20:23

    “Podiscrê”, grande Reinaldo, fiquei com pena da coitada da desmiolada da “simone”, depois dessa sua magistral aula, sobre o porquê de estarmos tão diferentes do que éramos na Idade Média, graças às pesquisas científico-farmacêuticas, que aos poucos foram evoluindo de testes só em seres humanos, até chegar ao estágio atual com a predominância de outros animais.
    Mas acho que, a “SIMONE” e seus sucedâneos deveriam substituir mesmo os beagles nesses laboratórios.

  179. Cristiano Caporezzo

    -

    18/10/2013 às 20:21

    “Quer cura para suas doenças, então seja cobaia desses laboratórios” e “o Reinaldo é um reacionário”. Existem palavras capazes de expressar a frustração de não conseguir demonstrar o óbvio ululante, mesmo ao utilizar-se de argumentos retóricos, dialéticos e lógicos que deveriam ser mais que suficientes? É muito desanimador viver em dias onde o bom sendo é banalizado como reacionarismo (mesmo sabendo que na atual conjuntura nacional o termo reacionário virou, com certeza, um elogio). Parabéns por mais esse excelente texto grande Reinaldo!

  180. Joabe Arruda

    -

    18/10/2013 às 20:21

    Menino responde declaração de Dilma no dia das crianças:
    – Que cachorro o que? Eu não sou cachorro não!

    http://www.youtube.com/watch?v=hsYGmSaAD6E

  181. Anónimo

    -

    18/10/2013 às 20:20

    Porque ela não defende que se testem remedios veterinarios em humanos?

  182. Liberal

    -

    18/10/2013 às 20:19

    Essa gente é muito contraditória. Uma vez eu disse a um desses defensores dos animais que até concordava em parte com ele e preferiria que bandidos fossem feitos de cobaias em lugar dos animais. Ele me tachou de nazista. Vai entender!!! Hehe

  183. César

    -

    18/10/2013 às 20:18

    Reinaldo, gente que escreve mal desse jeito só pode pensar mal.

  184. José

    -

    18/10/2013 às 20:18

    Charles Manson é a sua ATWA adoram animais. Militam em causa própria.

  185. José Paulo

    -

    18/10/2013 às 20:17

    Anti-rábica nela!.

  186. Bruno

    -

    18/10/2013 às 20:16

    Só acredito nesse tipo de ativista se morar na selva, comer do que plantar e caçar. Ih, mas ai tem que caçar! Dá pra pedir uma pizza?

  187. Heitor

    -

    18/10/2013 às 20:15

    Deus do céu! Ninguém sabe procurar no Google? 250.000 dólares de recompensa, cadê ele?

  188. Sebastião de Arruda Neto

    -

    18/10/2013 às 20:15

    A Simone fez isso para aparecer, simplesmente ela deve ter fugido da escola, pois não sabe a diferença animal e gente. Mais uma integrante dos Brack Block

  189. anônimo

    -

    18/10/2013 às 20:15

    Acho que a Simone deveria para de comer carne de animais.
    (assassinato de animais)
    .
    Ovos e leite também (tortura de animais)
    .
    Verduras, legumes e frutas frescas também (assassinato e tortura de seres vivos do reino vegetal, nosso “reino irmão”)
    .
    Mel também (tortura e roubo de insetos)
    .
    A Simone está autorizada a se alimentar de:
    sal (mineral)
    e
    frutas, frutos e sementes caídos ao solo
    (desde que nenhum animal (inseto, larvas) tenha chegado antes)
    .
    Parabéns, Simone!
    És uma eco-burra!
    .
    Antaaaaaaaaaaaaa! (ps: a anta, como animal irracional que é, assassina e tortura nossos irmãos do reino vegetal sem dó!)

  190. GVBM

    -

    18/10/2013 às 20:14

    “Creative writing”, quero dizer.í

  191. Francisco

    -

    18/10/2013 às 20:11

    Este é um assunto em que até pessoas que eu conheço bem informadas, inteligentes fazem uma tremenda confusão achando que animais estão acima de seres humanos como diz Tuty Vasquez o raça.

  192. GVBM

    -

    18/10/2013 às 20:10

    Reinaldo: me estende o endereço dessa jovem; quero fazer um curso de “reative erigindo” com ela.

  193. Jeremias-no-deserto

    -

    18/10/2013 às 20:08

    Eu assinaria uma petição ( e ainda consigo as assinaturas de, pelo menos,mil pessoas) para substituir os beagles pela Simone. A humanidade sairia ganhando.

  194. José Figueredo

    -

    18/10/2013 às 20:08

    Havia um czar que caçava homens.Quando inadvertidamente ouvira falar que se caçavam também borboletas,ficou horrorizado e achou uma barbaridade.O ser humano não está valendo um tostão furado,nestes tempos tenebrosos.Se for feto então, tá ferrado.Quando despontam os iluministas a civilização corre sérios riscos.

  195. Carlos Steinsfield

    -

    18/10/2013 às 20:07

    Prezado Reinaldo, hoje em dia, para muitos, um ser humano vale menos que um poodle… Longe de ser entendido no assunto, mas, apenas tentando entender, e fazendo um exercício de raciocínio, talvez a quest?o da n?o crença em Deus, muito grande nos dias atuais, tenha muito à ver. Se o indivíduo n?o crê que temos uma alma, um espirito, o que fundamentalmente nos separa dos animais, além de nossa capacidade de pensar? Praticamente muito pouco. Se é assim, a equivalência entre humanos e animais é muito próxima. Ouvi falar em pessoas que enterram Seus animais de estimaç?o em cemitérios! Infelizmente, é a humanidade se nivelando por baixo

  196. Eli(BH)

    -

    18/10/2013 às 20:06

    Só espero que Simone e cia, também se alimentem de folhas e de ar, se vistam de folhas de bananeiras e no frio nem de longe usem aqueles cachecois de lã, não utilizem qualquer tipo de cosmético (duviiiiidoooo), quando forem a praia, não usem filtro solar nem bronzeadores, andem a pé e não se tratem com medicamentos quando estiverem doentes.
    Realmente acho que a humanidade perdeu o amor pela humanidade quando a vida de um ser humano, seja ele bom ou mau, vale menos que a de um animal, é porque já perdemos há muito nossos valores do que seja ser HUMANO.

  197. Chris-SP

    -

    18/10/2013 às 20:03

    Você tem razão, Reinaldo, que os animais podem servir a experiências, mas seguindo as regras necessárias. Mas, a reportagem que li dizia que muitos estavam com patas amputadas, outros não tinham mais os olhos. Isto me deu muita pena.

  198. João

    -

    18/10/2013 às 20:00

    Roberto Carlos, som meio coroa este… vai lá: http://www.youtube.com/watch?v=wT_Xj54_N-M

  199. anônimo

    -

    18/10/2013 às 19:59

    Tio Rei,
    .
    Acho que a tal de Simone foi a musa inspiradora
    do Eduardo Dusek!
    .

    HAHAHAHAHAHA
    HAHAHAHAHAHA
    .
    Rock da Cachorra
    Eduardo Dusek
    .
    Uauuu, Uauuu, Uauuu… Ahhh…
    Uauuu, Uauuu, Uauuu… Uhhh…
    .
    Baptuba, uap baptuba
    Baptuba, uap baptuba
    Baptuba, uau uau uau uau uau
    .
    Baptuba, uap baptuba
    Baptuba, uap baptuba
    Baptuba, uau uau uau uau uau
    .
    Troque seu cachorro por uma criança pobre (Baptuba, uap baptuba)
    Sem parente, sem carinho, sem ramo, sem cobre (Baptuba, uap baptuba)
    Deixe na história de sua vida uma notícia nobre
    .
    Troque seu cachorro (uauuu)
    Troque seu cachorro (uauuu)
    Troque seu cachorro (uauuu)
    Troque seu cachorro (uauuu)
    Troque seu cachorro por uma criança pobre
    .
    Tem muita gente por aí que está querendo levar uma vida de cão
    Eu conheço um garotinho que queria ter nascido pastor-alemão
    Esse é o rock de despedida pra minha cachorrinha chamada “sua-mãe”
    .
    É pra Sua-mãe (é pra Sua-mãe)
    É pra Sua-mãe (é pra Sua-mãe)
    É pra Sua-mãe (é pra Sua-mãe)
    É pra Sua-mãe
    .
    Esse é o rock de despedida pra cachorra “Sua-mãe)
    .
    Seja mais humano, seja menos canino
    Dê güarita pro cachorro, mas também dê pro menino
    Se não um dia desse você vai amanhecer latindo, uau, uau, uau
    .
    Troque seu cachorro por uma criança pobre (Baptuba, uap baptuba)
    Sem parente, sem carinho, sem ramo, sem cobre (Baptuba, uap baptuba)
    Deixe na história de sua vida uma notícia nobre
    .
    Troque seu cachorro por uma criança pobre (Baptuba, uap baptuba)
    Sem parente, sem carinho, sem ramo, sem cobre (Baptuba, uap baptuba)
    Deixe na história de sua vida uma notícia nobre
    .
    Baptuba, uap baptuba
    Baptuba, uap baptuba
    Baptuba, uau uau uau uau uau
    .
    Baptuba, uap baptuba
    Baptuba, uap baptuba
    Baptuba, uau uau uau uau uau

  200. Lúcia BH

    -

    18/10/2013 às 19:58

    Simone podia dormir sem essa!! Vai ter insônia.

  201. WHK

    -

    18/10/2013 às 19:56

    É da mesma laia dos que são contra as hidrelétricas, mas não conseguem ficar sem a sua cervejinha gelada, são contra o agronegócio, mas acham caro o quilo de frango a 5 reais, etc.

  202. l

    -

    18/10/2013 às 19:53

    So’ levarei a serio a conversa dos defensores de animais no dia em que eles nao usarem nenhum remedio testado em animais.

  203. Julia

    -

    18/10/2013 às 19:51

    Boa noite,

    Não sou a favor de depredações, mas sou a favor dos animais. E que façam testes então em seres humanos, de preferência aos cruéis e corruptos. E quando não servirem mais, dar uma morte digna.

  204. Mariazinha

    -

    18/10/2013 às 19:50

    Bem lembrado, condenam a indústria farmacêutica mas devem usar alopatia aos montes! Ou alguém trata uma simples dor de cabeça com chazinho ou incenso? Seriam apenas ridículos se não fossem perigosos. A propósito, estou assistindo a segunda temporada da série sueco-norueguesa Bron/Broen que trata exatamente de ecoterrorismo. Na série, um grupo de “iluminados” resolve corrigir as injustiças oriundas da sociedade moderna matando pessoas inocentes espalhando vírus ou envenenando alimentos consumidos pela população.

  205. ivan melo

    -

    18/10/2013 às 19:50

    ReinaldoXXXXXXX na cascuda!

  206. Mari de Lourdes de Rossi

    -

    18/10/2013 às 19:49

    Sou a favor que se busquem formas alternativas. E não, não uso nada que seja testado em animais. Nem perfumaria, nem produtos para casa.

  207. Rogério

    -

    18/10/2013 às 19:49

    O homem chegou à lua no século passado, as células tronco já dão indícios de sucesso, há a fertilização in vitro, aparelhos de imagem que fazem o ser humano absolutamente transparente…a medicina evoluiu muito. Será que ainda usam os animais para teste porque são…animais? Não encontraram mesmo nenhuma forma de substituição?

  208. Surfista Prateado

    -

    18/10/2013 às 19:49

    Você reparou que todos os cães recuperados estão muito bem tratados, parecem de LOJA???

  209. Paulo Borchio

    -

    18/10/2013 às 19:48

    ReinaldoXXXXXXX na cascuda!

  210. José Wellington

    -

    18/10/2013 às 19:44

    Pena que a “legião de Simones” age apenas por instinto e, não entendendo nada do seu texto, vai apenas rosnar, latir ou uivar.

  211. @MauroVS

    -

    18/10/2013 às 19:44

    Esse pessoal preocupado com os animais voltarão a pedalar pelados com o aquecimento global no verão.
    Na Síria, a população que não conseguiu se refugiar está, faz tempo, comendo gatos e cachorros, inclusive os de estimação. Isso não os incomodam.

  212. Anónimo

    -

    18/10/2013 às 19:42

    Pena que a “legião de Simones” só age por instinto e, não entendendo nada do seu texto, vai apenas latir, rosnar ou uivar.

  213. Dalton C. Rocha

    -

    18/10/2013 às 19:40

    Ecologia é eugenia pintada de verde!

  214. Arthur

    -

    18/10/2013 às 19:40

    O computador dela é provavelmente um iMac

  215. Prof. Leandro Barbosa

    -

    18/10/2013 às 19:38

    Reinaldo, publicaram no meu face uma exposição de ideia do Marcelo Freixo sobre os Black Blocs baseada no poema de Martin Niemöler. Um despropósito absurdo.Confira na página desse super homem, que não é brincadeira!!

  216. Rodrigo Alves Lemes

    -

    18/10/2013 às 19:37

    Os argumentos do Reinaldo não estão ao alcance dos militontos. Não entro no mérito de comparar vida humana com vida animal. Tampouco o utilitarismo animal me agrada. Criadores, técnicos para animais de competição, zoologicos, métodos inadequados de abate, tudo isso me causa náuseas. Em respeito à pesquisa para o tratamento e busca de cura humana, aceito os testes. Os comitês de pesquisa regulam esta atividade. Que se discuta o que é necessário e o que é desnecessário. Contudo, intolerante mesmo é essa horda de gente achar que dá para resolver tudo no ativismo autocentrado. Os tempos estao difíceis e a racionalidade parece ir cada vez mais para o fundo do pântano.

  217. Rolando

    -

    18/10/2013 às 19:37

    Tem gente realmente que não tem nada na cabeça, o uso de animais infelizmente é necessário e segue todo um procedimento para evitar qualquer dor ou mal desnecessário. Agora quem manda testar vacinas em crianças está mais para do que para Josef Mengele do que para alguém que se diz preocupada com o bem estar dos animais.

  218. DAVID NOMERO DE MACEDO

    -

    18/10/2013 às 19:37

    A TOLICE É REINANTE…………FICO ABESTALHADO COM TANTA SABEDORIA DESSE POVO QUE DEFENDE TUDO E NÃO PRODUZ NADA…..NEM PENSAMENTOS, QUANTAS TOLICE!!!!

  219. Marcelo Baglione

    -

    18/10/2013 às 19:36

    Prezado General Azevedo, boa noite,

    Citei a Generalíssima porque nunca mais me reportei à graduadíssima. rs…
    =================
    Estou começando a achar que esta gente carente de tico e teca usará, em vez de sicuta, cachorros famintos para dar cabo dos… “Sócrates” dos dias de hoje.
    Abraços,

  220. Sergio Hora

    -

    18/10/2013 às 19:33

    Por que a Simone não se oferece para ficar no lugar dos beagles?

  221. Márcio

    -

    18/10/2013 às 19:31

    Acho que a Simone e todos os seus deveriam tatuar na testa: Por favor, em caso de estar impossibilitado de me manifestar, sou absolutamente contra o uso de drogas ou medicamentos testados em animais. Por tanto, não insista, deixa eu morrer!

  222. Luis antunes

    -

    18/10/2013 às 19:30

    Quero ver esse ativistas lutando para impedir a dedetização do metro de SP para salvar os ratos, lembrando que se isso ocorre SP vai ficar lotada deles. Por que cachorros valem mais que ratos e baratas?

  223. Nemo

    -

    18/10/2013 às 19:30

    É isto!Simone é uma ilha cercada de beagles. È autosuficiente e autoimune , se alimenta de luz. Deve ser eleitora de Marina, isto é, quando deixa de ser ilha e se manifesta.

  224. Marcelo Baglione

    -

    18/10/2013 às 19:30

    Prezados General e Generalíssima Azevedo (a) (ficou horrível, rs…)
    ================
    Está entre os mais criativos e brilhantes textos já publicados aqui; BRAVO.
    ================
    Próxima vez, amigo de caserna, menas, tá?, pega menas nos cascos e ferraduras desta gente, pois chega a ser humilhante quando a ironia atinge estes níveis de criatividade. Fique com dó (e todas as outras 6 notas) desta representante do mundo animal, a Simone.
    ================
    Como ela não consegue pensar nem como ser humano e muito menos como animal, ele se encontra neste turvo espaço, uma espécie de purgatório do intelecto, a espera de alguém que lhe salve, como apenada que é dos reinos da burrice e do jumentismo nato. Para isso, felizmente ou infelizmente, não há vacina
    Como diria o genial Baden em seu “Samba de Bênção”… “a burrice não tem transplante”. E mesmo que houvesse, a da Simone é tão irreparável e infinita que seria até um cruel mengelismo submetê-la a um processo terapêutico de recuperação da inteligência.
    ================
    Parabéns, pois a resposta foi de General de cinco estrelas.
    Abraços,

  225. Rodolfo

    -

    18/10/2013 às 19:29

    A Simone é uma assassina nata! Da língua portuguesa e da lógica da vida!
    Certamente tem bigode e suvaco cabeludo!

  226. Pseudocarpo

    -

    18/10/2013 às 19:29

    Opa, Reinaldo, passou um “os” despercebido ali: ou se testam remédios e vacinas em bichos ou se “os” testam em seres humanos. É sempre a pressa e a falta de tempo de reler pausadamente. E mesmo isso não muda sua média de acertos: 150%! Não escrevo este comentário para publicar. Pode deletar, até porque, quando este lhe chegar, já deverá ter percebido e alterado.
    Abraço.

  227. aldo

    -

    18/10/2013 às 19:26

    Tenho nojo dessa gente que diz que “em nome de uma boa causa vale tudo”. Cadeia neles e nos donos da empresa também, caso se comprove que os animais eram mal tratados. E tem famoso envolvido nesse crime, observem as fotos que estão no G1 e encontrem a “celebridade” (que na verdade nem é tão famoso assim).

  228. Daniel

    -

    18/10/2013 às 19:22

    Obrigado, Reinaldo.

  229. Liberal

    -

    18/10/2013 às 19:21

    Reinaldo, você devia ter visto a reação de uma porção de leitores do G1 ao ataque de um tubarão a uma turista em Recife, que veio a óbito. Alguns sugeriram eliminar os tubarões que ofereciam risco. Pra quê?? Uma horda se manifestou em apoio incondicional aos bichos, acusando a atacada de desrespeito ao seu habitat.

  230. xLuiz

    -

    18/10/2013 às 19:20

    Mestre Rei
    Morrendo de rir, quando explicita no texto, a condição de compreensão da Simone – ” Se ela não consegue compreender isso, começo a duvidar que consiga atravessar a rua em segurança ou levar o sorvete à boca sem o risco de acertar a testa.” Digo, eu: esta foi na veia!!!

  231. richard smith - adicionando um pouco necessário pitaco

    -

    18/10/2013 às 19:18

    E digo mais: quanto você não quer apostar que a indivídua é a favor do Aborto e contrária à Pena de Morte?!

  232. Eduardo

    -

    18/10/2013 às 19:16

    Pois é, Reinaldo. Faço a mesma sugestão a todos que estão a aplaudir o feito dos “ativistas”. Sejam coerentes! Deixem de tomar medicamentos, usar cremes, protetor solar e cosméticos.
    Algumas atrizes globais já postaram suas fotos defendendo a causa. Muito irônico. Todas posando muito bem maquiadas, protestando contra o uso de animais para testar, entre outras coisas, … maquiagem.

  233. Paulo Bento Bandarra

    -

    18/10/2013 às 19:12

    Por falar nisto, será que Roberto Carlos teve alguma vez “escrúpulos comerciais…”?

  234. Luiz Takase

    -

    18/10/2013 às 19:12

    Caro Rei
    Sou professor universitário e minha linha de pesquisa utiliza modelos animais. Ninguém faz isso por maldade com os animais, mas é algo necessário para o bem maior.
    Em todas as universidades que fazem pesquisa com modelo animal há um comitê de ética em experimentação animal que deve obedecer as normas do CONCEA (Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal). Todos os projetos de pesquisa devem se aprovados por este comitê para que suas atividades possam começar.

    Esse ótimo texto foi escrito por um aluno de doutorado (não sei se posso dizer o nome dele) do Instituto Butantã exemplifica bem meu pensamento.

    “Bom, antes de tudo, acho uma grande hipocrisia, grande parte das pessoas que são contra o uso de animais, logo após “meter o pau” chega em casa e usar shampoo pra deixar o cabelo sedoso, usar maquiagem pra ir pra balada, e tomar medicamento pra evitar a ressaca, sendo que todos esses itens foram testados em animais, seja qual espécie for, antes de ser comercializado. Grande parte dessas pessoas falam da boca pra fora e não tem a mínima noção de como isso funciona.
    Sou a favor SIM, do uso de animais, quando esses estão sendo utilizados, não como meras ferramentas para a obtenção de dinheiro, e sim como um instrumento de um bem maior, usados para SALVAR vidas.
    Ai as pessoas vão criticar o termo “usados”, bom, vamos la, se nota dezenas de erros de termos e conceitos nesse vídeo puramente sensacionalístico, para se utilizar um animal em pesquisa, essa instituição, órgão, projeto, ou seja la o que for, passa por um comitê de ÉTICA de uso de animais, chamado CONCEA (vai pesquisar e ler pra aprender mais qualquer coisa, tem o Google ai pra isso) que vistoria e garante o uso do animal referido dentro dos termos da lei, para que evite abusos, falta de cuidado, e que este sofra o menos possível, um comitê muuito, mas muuito rigoroso por sinal, todos que fazem pesquisa sabe do quanto.
    Mostrar um animal morto dentro de um saco não irá levar a nada, para se sacrificar um animal, antes de tudo, esse mesmo tem que estar totalmente anestesiado, ninguém pode falar dos procedimentos, sendo que ninguém tem provas de nada do que foi dito ali, e sinceramente, as imagens mostram que está tudo dentro dos conformes, se está em um saco branco, em um congelador, quer dizer que possui risco biológico, abrir esse saco pra causar histeria é BURRICE.
    EU faço experimentação animal, o Insituto Butantan faz, a USP faz, Unifesp, Unesp, Faculdade de Medicina da USP, e todas as mais conceituadas faculdades do Brasil, na qual vocês mesmos estudam, caaara, invadir tudo isso vai dar trabalho heim!
    Não vou mentir, maus tratos podem acontecer sim, mas acreditem, essas pessoas e qualquer meio por trás são punidos. Ninguém aqui está agredindo ou tirando a vida de um animal a troco de nada, ninguém usa, cachorro, macaco, camundongo, rato, coelho, porquinho da índia, serpente, galinha, porco, cabra, cavalo, (esses são os que tenho conhecimento e que em algum momento tive contato) dentre outros animais por que quer brincar de médico, e acreditem, ninguém gosta disso, e como Biólogo garanto que são muito bem cuidados, pois nunca iria fazer qualquer animal passar por algum tipo de sofrimento, sendo que, SEMPRE que é possível evitar o uso de animais e substituí-los, é feito.
    Através dessas pesquisas permitimos a cura, se falassem que descobriram a cura da AIDS através de um cachorro, todo mundo sairia pulando de alegria, pois é, assim foi feito, não em cachorro, mas através de roedores, seus futuros filhos agradecem.

    Ajudas humanitárias são necessárias, e acho, que com mais urgência, se vc não parar para ajudar alguém passando mal de fome, nada disso será relevante ou justificável.
    Obrigado.”

  235. Paulo Bento Bandarra

    -

    18/10/2013 às 19:10

    Pode ser que exista exagero no uso de animais, mas certamente este não é o meio para se corrigir isto numa democracia. Queria ver usar este meio então numa ditadura. Se cada um vai colocar fogo e destruir o que não acha correto, certamente as coisas não ficaram boas para ninguém. Além do dia, que estiver doente, e brada pelo atraso da ciência para viver uns meses mais, se arrepender do passado alienado.

  236. ZEBEDEU

    -

    18/10/2013 às 19:01

    Tio Rei,
    Para essa legião, nem transplante de cerébro resolveria a patologia grave de que padece.

  237. Thales

    -

    18/10/2013 às 19:00

    Reinaldo,

    Esse pessoal acha que a tecnologia já é avançada o bastante para que os animais sejam deixados de ser usados como cobaias. Enquanto isso, a busca para a cura da hepatite C avança a passos de tartaruga pela reticência em ser testada em chimpanzés.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados