Blogs e Colunistas

15/11/2011

às 19:04

A petização e a peemedebização da Canção Nova – Presidente do PT-SP ganha programa na TV da comunidade; na estréia, Gilberto Carvalho e Chalita!

A “Canção Nova”, uma comunidade católica carismática, já chegou a ser confundida com uma corrente conservadora da Igreja Católica — coisa da qual sempre discordei, ou o deputado Gabriel Chalita (PMDB-SP), tão “progressista” em muitos aspectos, não seria uma de suas estrelas. Sei que há pessoas lá que conservam a ortodoxia católica, às quais dirijo meus melhores votos. Aliás, já houve padres que foram censurados pela direção por sustentar a palavra de Deus. Falando em tese, o desvirtuamento do comando de um grupo religioso não contamina necessariamente a comunidade. Por que isso?

Sabem quem ganhou há poucos dias um programa na TV Canção Nova? O “sociólogo”, como foi apresentando no site da comunidade, Edinho Silva, que também é deputado estadual e presidente do PT em São Paulo. Fiquei cá com a desconfiança de que Chalita está usando a Canção Nova para fazer política. Ele já transformou uma “irmã” notável dessa corrente em sua assessora: Lurian, a filha de Lula.

O programa se chama “Justiça e Paz”. O próprio Edinho explica o objetivo em SUA PÁGINA DE DEPUTADO: “O Justiça e Paz sempre mostrará que a fé acompanhada de uma ação transformadora é sinônimo de uma sociedade mais justa e igualitária; significa a vivência e a busca dos sonhos do Evangelho de construção da sociedade da fartura, ‘onde corre leite e mel’, da ‘vida plena’ (…). Entendi.

Bem, se o negócio é leite e mel, quem poderia lustrar e ilustrar melhor a estréia? Ora, Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência, e o próprio Gabriel Chalita. Era o PT e o PMDB celebrando o seu encontro! Aquilo era política, não religião. Ah, sim: Wellington Silva Jardim, conhecido como “Eto”, presidente da Canção Nova, também estava presente.

Edinho, homem de Deus?
Edinho é comprovadamente um homem de Deus, como os demais que estavam ali reunidos. Foi o sujeito que comandou o esforço em São Paulo para recolher os folhetos da Regional Sul 1 da CNBB, em 2010, que faziam, CONSOANTE COM OS PRINCÍPIOS DA IGREJA CATÓLICA, a pregação contra o aborto e convidava os cristãos a não votar em candidatos que defendessem a prática. Amplos setores da imprensa, então, se calaram diante do que era uma óbvia agressão à liberdade de expressão e à liberdade religiosa.

O político que acaba de ganhar um programa na Canção Nova recorreu à Justiça Eleitoral — e conseguiu o seu intento — para tirar de circulação o manifesto que segue abaixo. Reparem que o texto não cita nomes de candidatos nem fala de partidos. Trata-se apenas de uma censura ao aborto. Segue o manifesto para quem não o conhece. Volto depois.

A Presidência e a Comissão Representativa dos Bispos do Regional Sul 1 da CNBB, em sua Reunião ordinária, tendo já dado orientações e critérios claros para “VOTAR BEM”, acolhem e recomendam a ampla difusão do “APELO A TODOS OS BRASILEIROS E BRASILEIRAS” elaborado pela Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1 que pode ser encontrado no seguinte endereço eletrônico www.cnbbsul1.org.br

São Paulo, 26 de Agosto de 2010.

Dom Nelson Westrupp, scj
Presidente do CONSER-SUL 1

Dom Benedito Beni dos Santos
Vice-presidente do CONSER-SUL 1

Dom Airton José dos Santos
Secretário Geral do CONSER SUL 1

APELO A TODOS OS BRASILEIROS E BRASILEIRAS

Nós, participantes do 2º Encontro das Comissões Diocesanas em Defesa da Vida (CDDVs), organizado pela Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1 da CNBB e realizado em S. André no dia 03 de julho de 2010,

- considerando que, em abril de 2005, no IIº Relatório do Brasil sobre o Tratado de Direitos Civis e Políticos, apresentado ao Comitê de Direitos Humanos da ONU (nº 45) o atual governo comprometeu-se a legalizar o aborto,

- considerando que, em agosto de 2005, o atual governo entregou ao Comitê da ONU para a Eliminação de todas as Formas de Descriminalização contra a Mulher (CEDAW) documento no qual reconhece o aborto como Direito Humano da Mulher,

- considerando que, em setembro de 2005, através da Secretaria Especial de Política das Mulheres, o atual governo apresentou ao Congresso um substitutivo do PL 1135/91, como resultado do trabalho da Comissão Tripartite, no qual é proposta a descriminalização do aborto até o nono mês de gravidez e por qualquer motivo, pois com a eliminação de todos os artigos do Código Penal, que o criminalizam, o aborto, em todos os casos, deixaria de ser crime,

- considerando que, em setembro de 2006, no plano de governo do 2º mandato do atual Presidente, ele reafirma, embora com linguagem velada, o compromisso de legalizar o aborto,

- considerando que, em setembro de 2007, no seu IIIº Congreso, o PT assumiu a descriminalização do aborto e o atendimento de todos os casos no serviço público como programa de partido, sendo o primeiro partido no Brasil a assumir este programa,

- considerando que, em setembro de 2009, o PT puniu os dois deputados Luiz Bassuma e Henrique Afonso por serem contrários à legalização do aborto,

- considerando como, com todas estas decisões a favor do aborto, o PT e o atual governo tornaram-se ativos colaboradores do Imperialismo Demográfico que está sendo imposto em nível mundial por Fundações Internacionais, as quais, sob o falacioso pretexto da defesa dos direitos reprodutivos e sexuais da mulher, e usando o falso rótulo de “aborto – problema de saúde pública”, estão implantando o controle demográfico mundial como moderna estratégia do capitalismo internacional,

- considerando que, em fevereiro de 2010, o IVº Congresso Nacional do PT manifestou apoio incondicional ao 3º Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH3), decreto nª 7.037/09 de 21 de dezembro de 2009, assinado pelo atual Presidente e pela ministra da Casa Civil, no qual se reafirmou a descriminalização do aborto, dando assim continuidade e levando às últimas consequências esta política antinatalista de controle populacional, desumana, antisocial e contrária ao verdadeiro progresso do nosso País,

- considerando que este mesmo Congresso aclamou a própria ministra da Casa Civil como candidata oficial do Partido dos Trabalhadores para a Presidência da República,

- considerando enfim que, em junho de 2010, para impedir a investigação das origens do financiamento por parte de organizações internacionais para a legalização e a promoção do aborto no Brasil, o PT e as lideranças partidárias da base aliada boicotaram a criação da CPI do aborto que investigaria o assunto,

RECOMENDAMOS encarecidamente a todos os cidadãos e cidadãs brasileiros e brasileiras, em consonância com o art. 5º da Constituição Federal, que defende a inviolabilidade da vida humana e, conforme o Pacto de S. José da Costa Rica, desde a concepção, independentemente de sua convicções ideológicas ou religiosas, que, nas próximas eleições, deem seu voto somente a candidatos ou candidatas e partidos contrários à descriminalizacão do aborto.

Convidamos, outrossim, a todos para lerem o documento “Votar Bem” aprovado pela 73ª Assembléia dos Bispos do Regional Sul 1 da CNBB, reunidos em Aparecida no dia 29 de junho de 2010 e verificarem as provas do que acima foi exposto no texto “A Contextualização da Defesa da Vida no Brasil” (http://www.cnbbsul1.org.br/arquivos/defesavidabrasil.pdf), elaborado pelas Comissões em Defesa da Vida das Dioceses de Guarulhos e Taubaté, ligadas à Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1 da CNBB, ambos disponíveis no site desse mesmo Regional.

COMISSÃO EM DEFESA DA VIDA DO REGIONAL SUL 1 DA CNBB

Voltando
Eu não tenho medo de correntes na Internet. Assim, os eventuais partidários de Chalita e Edinho — que são, a meu juízo, políticos usando o catolicismo, não católicos recorrendo à política (já explico a diferença) — podem se dispensar de fazer correntes etc. Não dou a mínima. Também os membros da Canção Nova pensem duas vezes antes de expressar o seu protesto. Não estou criticando a obra em si, mas aqueles que dela abusam para conquistar o poder no reino dos homens, em vez de honrar o Reino de Deus. Na verdade, estou é alertando muitos fiéis para a insinuação do mal numa obra do bem.

Quando políticos instrumentalizam a religião, estão apelando às coisas de Deus para conseguir votos. Eu tenho um profundo desprezo por essa prática, sejam evangélicos, católicos, protestantes tradicionais… Quando pessoas com convicções cristãs recorrem à política para tentar espalhar a sua mensagem, aí estamos diante do fortalecimento da democracia. Explico-me. Católicos podem e devem atuar no espaço da política para combater o aborto, por exemplo, um princípio de sua igreja, sempre sabendo que a decisão será tomada pelo Parlamento, que é oficialmente laico.

Mas o que dizer de um católico como Edinho, que apelou à Justiça Eleitoral — infelizmente com sucesso — para censurar um manifesto contra o aborto? O que dizer de Chalita, que, na prática, apoiou essa atitude? De novo: é inútil vir com gritaria e correntes de difamação. Não dou pelota! Até porque este é mesmo um site em que se fazem embates políticos. Se há coisa fora do lugar, é o eixo PT-PMDB na Canção Nova. Já critiquei muito aqui, como sabem, a excessiva politização de igrejas evangélicas. Sou católico. E reconheço quando a distorção atinge também correntes ligadas à minha igreja.

Eu duvido que essa peemedebização e petização da Canção Nova seja do agrado de todos os seus fiéis. Que eles reflitam bastante e se perguntem se o que está em curso é o triunfo da palavra de homens que querem poder ou o triunfo do poder da palavra de Deus.

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

167 Comentários

  • David João da Silva

    -

    20/4/2012 às 12:18 pm

    Caro Reinaldo Azevedo, graças ao Pe. Paulo Ricardo, conheci (internet) o Prof. Olavo de Carvalho e hoje (20/04/2012) voce. Há uns meses atrás, como colaborador da CN, com um valor pequeno mas com o intuito de evangelizar, enviei email a CN pedindo para retirar o meu débito direto e recebi como resposta de um dirigente da CN que não haveria mais políticos com programas na CN. Estou vigilante.
    Agradeço a Deus por pessoas como voce, que tem mais visão e cultura que a gente, que trabalha para denunciar essa corja pertencente a esquerda que ja “ta tudo dominado”.
    Deus te abençoe…

  • Flavio

    -

    2/3/2012 às 4:32 pm

    Não sou partidário de nenhum dos dois, mas gostaria de fazer uma pergunta. Porque quando o Gabriel Chalita estava ao lado do Sr. Geraldo Alkmim tais questões não foram levantadas?!

  • Edna Santos Lima

    -

    9/12/2011 às 5:53 pm

    Caro Rei,
    Graças a este texto,vi uma reaçao em cadeia dos católicos contribuintes e telespectadores da CN,se fazerem ouvir pela direçao da mesma.Tenho a nítida impressão que quando em uma reunião se curvam a politicagem,ou tomam o rumo errado,é porque nao convidaram para a mesma o sábio Pe.José Augusto,membro consagrado da CN.OBS:Esta conduta estava errada desde a eleiçao de 2010.Muito lhe agradeço,pois tentei ser ouvida,e hoje sou ex-sócia.Grata.

  • eneide

    -

    1/12/2011 às 8:49 pm

    boa noite eu acho que isso é coisa velha , mais ou menos 2a 3 anos…… onde forma parar Pe cleidimar , laercio e flavinho ? nao contribuo mais para a cn : estou indo para a tv seculo 21…

  • Rodrigo Freitas

    -

    23/11/2011 às 11:35 pm

    Daniel,
    -
    se vc quiser acompanhar a história desde o início vai entender o porquê. PT defende aborto em seus estatutos, em seus projetos, o PSDB não. O socialismo/ comunismo defendido pelo PT é condenado pela Igreja desde o pontificado do papa Pio IX, a social democracia não. Os parlamentares do PT tem uma militância histórica em defesa do aborto, os do PSDB não. O Edinho do PT foi o responsável pelo confisco dos panfletos do setor da CNBB que procurava conscientizar os católicos a escolherem politicos e partidos que fossem favoráveis a VIDA. Não me lembro de alguém do PSDB ter feito o mesmo. Isso não quer dizer que eu seja filiado ao PSDB ou concorde com a utilização da canção nova por este ou aquele partido. Aliás sobre a canção nova… ela tem muita coisa pra mudar pra ser verdadeiramente católica. Poderia ter mais mais vários motivos…

  • Daniel

    -

    23/11/2011 às 6:11 pm

    Por que quando o Chalita era do PSDB e já apresentava programas na TV Canção Nova, e consequentemente arrastava diversos tucanos para os eventos da comunidade e para a grade da emissora, ninguém se inquietava com a politização já evidente e intitulava seus textos de “peessedebização” ou “tucanização” da Canção Nova??? Não estou aqui para defender esse ou aquele partido. Pelo contrário, sou católico e por isso, defendo o apartidarismo religioso e os direitos da vida e dos valores cristãos. Mas o que quero fazer refletir a todos os leitores e participantes deste fórum é sobre um dos maiores cânceres da sociedade contemporânea: A IMPRENSA TENDENCIOSA! Esta sim, manipula e conduz as massas à parcialidade e em muitas vezes, ao equívoco formativo das opiniões. Sejamaos críticos e bem mais analíticos, buscando sempre a visão sistêmica do assunto em pauta!

  • Lucas Ferreira

    -

    22/11/2011 às 12:27 am

    mandou bem Reinaldo!Eu como católico concordo que deve haver uma politização correta e não excessiva das igrejas não só católicas ,mas cristãs em geral

  • Capitão América

    -

    21/11/2011 às 4:15 pm

    ” Bento XVI e o aborto petista

    “… é inútil apelar para um currículo de progressos sociais e de defesas dos oprimidos do PT – Partido dos Trabalhadores, quando seu “projeto político” está tão empenhado em eliminar os seres humanos mais fracos e indefesos no ventre das mães…” Leia o que Bento XVI disse na íntegra clicando AQUI. ”

    Íntegra: blog Cavaleiro do Templo

  • iana

    -

    21/11/2011 às 11:29 am

    por PECADORES É DE CRISTO JESUS? AGORA SEGUIS A IGREJA DO DEMONIO? COMO PODES? FICO TRISTE EM SABER QUE POR UM PECADO DA CN VC , NAO SO VC MAS A MAIORIA AQUI ESTAO SE REVOLTANDO CONTRA A CN E OUTROS, CONTRA A PROPRIA IGREJA CATOLICA. GENTE SE LIGUEM, SOMOS PECADORES, A CV ASSIM COMO A IGREJA CATOLICA SAO COMPOSTAS POR HOMENS, COMO VCS!!! VCS SAO CHEIOS DE PECADOS, ERRAM ,CAEM, MACHUCAM POREM DEUS ESTÁ SEMPRE A NOS PERDOAR, A NOS ACOLHER. DEUS NÃO AMA O PECADO , MAS O PECADOR! PENSEM BEM. TEMOS QUE LUTAR CONTRA O ERRO E NAO CONTRA O PECADOR! NO CASO AQUI, O ERRO: APOLITICA DSFARÇADA DE ANJO. O PECADOR A CV: QUE JA TIROU TODOS OS POLITICOS QUE FAZIAM PARTE DOS PROGRAMAS POR TER RECONHECIDO O ERRRO. POIS AS VEZES NÃO VEMOS NOSSO ERROS. É PRECISO QUE PESSOAS DE FORA NOS MOSTRE COM CARINHO E ENTAO COM HUMILDADE VOLTAMOS ATRÁS. DEUS ABENÇOES OS COMENTARIOS DE VCS. E ASSIM COMO DEUS PERDOA NOSSO PECADOS POSSAMOS PERDOAR OS NOSSOS IRMÃOS, AMEM.

  • iana

    -

    21/11/2011 às 11:19 am

    Bom dia a todos! JENI FERREIRA como podes deixar a igreja de Cristo quem embrora constituida

  • Julio Cesar Martins Miranda

    -

    20/11/2011 às 7:28 pm

    Eu nao assisto mais a Canção Nova por que esta indo totalmente de contra o pricipio do que a igreja prega.

  • Mariah

    -

    20/11/2011 às 11:27 am

    Sr.Reinaldo
    Está na internet: Canção Nova pode tirar políticos do ar
    novembro 20, 2011 por Wagner Moura
    Parabens por sua valiosa contribuição.

  • Capitão América

    -

    19/11/2011 às 8:07 pm

    Grato, caríssimo “IvohHM”
    -
    16/11/2011 às 9:30!
    As redes de televisão, capitaneadas pela REDE BOBO, estão, a exemplo das universidades bananeiras, infestadas de marxistas e relativistas culturais, entre outras deletérias visões e/ou concepções de mundo, mandando às favas não só os Valores e Princípios da moral judaico-cristã e da Civilização Ocidental, mas também a Razão e o bom senso, entre outros!
    A REDE BOBO não necessita mais de inimigos externos, pois, a exemplo do que sucede com os Estados Unidos da América do Norte, o estado de Israel e a milenar santa Igreja Católica, já os têm internamente!
    O Brasil é um hospício e um circo a céu aberto!

  • Rodrigo Sá

    -

    19/11/2011 às 1:29 am

    Como disse, errar faz parte!

    ERRATA: “peço”, e não “pesso”. rsrs

  • Gilberto Euler

    -

    18/11/2011 às 5:11 pm

    Que bom saber que ainda existem pessoas como Reinaldo Azevedo, que expõem suas opiniões com destemor. Parabéns! Você consegue registrar com erudição e discernimento o que muitos fiéis católicos de verdade gostariam de gritar. Há muito venho dizendo em família que há algo errado com a Canção Nova. Minha esposa sempre me perguntava especificamente a que eu me referia. Eu então não sabia dizer ao certo, apenas achava que alguma coisa ali não era mais católico. Então eu assistia a programas do cantor Fábio de Melo (desculpem, não consigo chamá-lo de padre), via os psicologismos e filosofismos de Gabriel Chalita…aquilo tudo não cheirava a catolicismo. O que sempre me manteve ligado mesmo foram os programas de Padre Paulo Ricardo e também a Escola da Fé. Sabem aquela história de que a ovelha reconhece o chamado do seu pastor? Pois bem, eu não reconheço na Canção Nova atualmente o bom chamado do bom pastor. Há algo de podre no reino da Dinamarca…acredito que os dirigentes da Canção Nova deveriam se fazer uma pergunta básica…e se o Santo Padre ordenasse que a Canção Nova fechasse suas portas, sem dar maiores explicações, eles seriam fiéis ao sucessor de Pedro? Tenho receio de que dariam voltas e mais voltas para simplesmente continuar funcionando…É nestas horas que eu entendo o valor da tradição da Igreja Católica…essas inovações, esses cantos novos, parecem cantos de sereia que começam louvando a Deus e quando menos se percebe já estão louvando a si mesmos…uma pena…

  • luis

    -

    18/11/2011 às 3:23 pm

    Soube, há pouco, do parecer do MPE no processo relativo à retirada dos panfletos contra o aborto de circulação nas eleições passadas.
    Adivinha qual o teor do parecer? Pelo indeferimento do pedido e devolução do material, posto ser da democracia a liberdade de manifestação, inclusive das igrejas.
    Tá, parabéns a conclusão (diga-se óbvia), contudo, tarde demais não?

  • Rodrigo Freitas

    -

    18/11/2011 às 2:29 pm

    Concordo com o Reinaldo Azevedo.
    Quanto ao Reconhecimento da canção nova ( velhas heresias) pela Santa Sé, saibam que ela não é definitiva, ela corre em carater “Ad Experimentum”. Algumas exigências devem ser cumpridas para seu reconhecimento. E saibam todos, que mesmo que esse reconhecimento venha isso não quer dizer que as práticas da canção nova sejam aceitas pela Igreja, pois uma coisa é o que eles dizem para a Igreja o que são e o que querem, outra coisa é o que eles realmente são e o que realmente estão fazendo. Saibam que a Igreja aprova os “o que está no papel” infelizmente a prática é bem diferente. Não é de hoje que esta canção nova ( velhas heresias ) ensina e pratica coisas contrárias a Fé Católica.

  • Anónimo

    -

    18/11/2011 às 2:27 pm

    Concordo com o Reinaldo Azevedo.
    Quanto ao Reconhecimento da canção nova ( velhas heresias) pela Santa Sé, saibam que ela não é definitiva, ela corre em carater “Ad Experimentum”. Algumas exigências devem ser cumpridas para seu reconhecimento. E saibam todos, que mesmo que esse reconhecimento venha isso não quer dizer que as práticas da canção nova sejam aceitas pela Igreja, pois uma coisa é o que eles dizem para a Igreja o que são e o que querem, outra coisa é o que eles realmente são e o que realmente estão fazendo. Saibam que a Igreja aprova os “o que está no papel” infelizmente a prática é bem diferente. Não é de hoje que esta canção nova ( velhas heresias ) ensina e pratica coisas contrárias a Fé Católica.

  • Antoniana

    -

    18/11/2011 às 12:11 pm

    A Canção Nova é uma obra Católica Apostólica Romana ,reconhecida pela Santa Sé , integrante da Familia Salesiana.Não foi criada para Partidos nem para Partir.É obra de Evangelização , do Evangelho que é inteiro, que é para todos sem distinção e não para Partidos Politicos . O Fundador da Canção Nova não a pensou para servir a alguns.Portanto ,FORA POLITIQUEIROS.
    Antoniana
    Antoniano

  • Aldo Silva

    -

    18/11/2011 às 10:22 am

    Concordo com o Reinaldo Azevedo e também lamento o desvio de função, de conduta não sei e por isso não posso afirmar. Sou sócio evangelizador da CN e faço um apelo a todos que querem o triunfo do poder da palavra de DEUS: Rezemos… Oremos e externemos nossas opiniões aos que fazem a Direção da Canção Nova, aos que fazem o programa pra que eles, defato, percebam as nossas insatisfações e indignações. Paz e Bem a todos!!!

  • Capitão América

    -

    17/11/2011 às 10:19 pm

    AO “Antonio Teófilo”
    -
    17/11/2011 às 19:06

    “Falsos Profetas e Falsas Doutrinas

    junho 30, 2008

    Conta a História, que certa vez um soldado disse a Napoleão Bonaparte:

    ´´Imperador, sois o nosso deus! Só falta criar a nossa religião´´. Ao que Napoleão lhe respondeu :

    ´´Meu filho, para alguém fundar uma religião é preciso duas coisas: primeiro, morrer numa cruz; segundo, ressuscitar. A primeira eu não quero; a segunda eu não posso´´. ”

    Fonte: “O Espiritismo e a Igreja? Católica”, site ” MISSÂO TABERNÁCULO ”

    PS: Qual é o seu problema para com a santa Igreja Católica – Igreja, esta, instituída pelo próprio Jesus Cristo?

  • Capitão América

    -

    17/11/2011 às 10:19 pm

    AO “Antonio Teófilo”
    -
    17/11/2011 às 19:06

    “Falsos Profetas e Falsas Doutrinas

    junho 30, 2008

    Conta a História, que certa vez um soldado disse a Napoleão Bonaparte:

    ´´Imperador, sois o nosso deus! Só falta criar a nossa religião´´. Ao que Napoleão lhe respondeu :

    ´´Meu filho, para alguém fundar uma religião é preciso duas coisas: primeiro, morrer numa cruz; segundo, ressuscitar. A primeira eu não quero; a segunda eu não posso´´. ”

    Fonte: “O Espiritismo e a Igreja? Católica”, site ” MISSÂO TABERNÁCULO ”

    PS: Qual é o seu problema para com a santa Igreja Católica – Igreja, esta, instituída pelo próprio Jesus Cristo?

  • Antonio Teófilo

    -

    17/11/2011 às 7:06 pm

    O ser humano tem um defeito antigo:o de querer resolver um problema atacando o efeito e não a causa. Isso é andar em círculos.A verdadeira causa dos claudicâncias da igreja católica não é a CN, nem homilia insossa na missa. A verdadeira causa está em Roma. “Roma semper eadem”.Leiam Roma ao contrário! Dá o que? amor!Pois é, Roma é o contrário do amor.E Deus é amor. Ser o contrário Enfim, a causa é o pecado.E pecado só se resolve com humildade perante a palavra de Deus, com arrependimento conversão. Mas não! Não querem converter-se. Aliás, essa falácia de que a ICR é a primeira igreja cristã não resiste um estudo histórico sério, imparcial, ainda que superficial.

  • Maria de Fátima

    -

    17/11/2011 às 10:14 am

    Gente, tbm discordo dessa politicagem na Cn…Vamos sim mostrar a nossa opinião a Comunidade! Mas nao creio que deixar de ser socios seja a melhor alternativa…existem muitos consagrados pelo Brasil inteiro que vivem da nossa doação!Literalmente vivem!Existem pessoas que trabalham nas Rádios, nas Livrarias, organizam encontros e aprofundamentos…tudo isso é mantido pela contribuição, e nao é barato.Essas pessoas provavelmente tbm nao estao felizes com isso,mas precisam continuar no seu trabalho de evangelização! Vamos rezar por essa obra,que o Senhor reine naquele lugar!Vamos acreditar q com o poder das nossas orações o Espírito paire sobre aqueles que tomam essas decisões. A Paz a todos!

  • Wendrio Henrique

    -

    17/11/2011 às 9:50 am

    Infelizmente o povo Católico brasileiro depende muito ainda da Canção Nova para ser evangelizado onde os ministros ordenados não conseguem chegar. Mas o que mais me entristece, é que os diretores dessa obra inspirada pelo Espírito Santo, tem se deixado influenciar por regalias políticas, onde dando um horário dentro do quadro de programas da emissora Católica acreditam que poderão fazer o que quiserem sem que o Governo Federal fique censurando seus programas. Ora, é tempo de acordar senhores contribuintes dessa obra de evangelização. Quem pagam as contas dessa obra? Você que contribui mensalmente, muitas das vezes sem poder dar o valor que gostaria de contribuir. Se é você quem paga, então tem-se o direito de reclamar de quem deve estar ou não com programas de Tv em tal emissora. Eu não contribuo mais e nem vou mais contribuir com a Canção Nova, o verdadeiro carisma, infelizmente, já foi deixado de lado e esquecido.

  • Tito

    -

    16/11/2011 às 7:14 pm

    Só existe no Brasil:
    Cafetão com ciúme;
    Prostituta que se apaixona;
    Traficante viciado;e
    Comunista católico.

  • Fernando Alencar

    -

    16/11/2011 às 6:51 pm

    Ora ora, infelizmente o que está sendo discutido nada tem com religiãi. Isso é uma prática de busca de poder através da religião. Nenhum espanto me causa a postura dos Pseudo cristãos citados no execelente artigo, em verdade eles estão dando continuidade a prática de CONSTANTINO quando proclamou a religião cristã como a religião oficial do Império Romano. Tudo pelo poder!

    Simples assim. Esses são os discípulos de Constantino e não de cristo. Para eles, a Igreja é somente um trampolim para permanecer no Poder as custas de pessoas ignorantes (historicamente falando.

    Assim dizia o Mestre Jesus, conhecereis a verdade e verdade vos libertará.

  • Capitão América

    -

    16/11/2011 às 4:36 pm

    À “JENI FERREIRA ”
    -
    15/11/2011 às 22:00:
    Um equívoco não justifica outro, como o fato de um eventual padre já auto-excomungado ser a causa da sua conversão ao Espiritismo, por exemplo!Você poderá objetar: equívoco?Sim!Explico: à luz da Dourina Cristã, o Espiritismo nega pelo menos 40 verdades da fé cristã, entre outros aspectos!É RADICAl, POIS, A INCOMPATIBILIADDE ENTRE DOUTRINA CRISTÃ E DOUTRINA ESPÍRITA!
    Eu sei e compreendo que o brasileiro em geral é carente de informação e de alta-cultura, mas isso, registre-se, não é desculpa para um católico ignorar a Doutrina Católica, a qual é CLARA acerca da RADICAL incompatibilidade entre Cristianismo e Espiritismo,pois este, reitero, NEGA PELO MENOS 40 VERDADES DA FÉ CRISTÃ, entre outros aspectos que, esclareço, aqui não é o lugar e o momento adequados para maiores esclarecimentos e aprofundamentos a respeito!Mas alerto-o, por oportuno, que o Espiritismo NÃO é Cristão!
    Mais: o católico que abraça a Doutrina Espírita ou Espiritismo incorre em auto-excomunhão!
    Para maiores esclarecimentos, a internet oportuniza, ao alcance de um clic, muitas fontes ( livros, textos, áudios e vídeos – youtube) a respeito deste assunto, cujos alertas e esclarecimentos lhe serão, espero, de muito proveito para, assim, lhe propiciar o necessário contraponto e indispensável criticismo!
    Sugiro-lhe uma fonte, caso for de seu intertesse:
    - Livro ” Espiritismo, orientação para os católicos “, de D.Boaventura Kloppenburg, Ed. Loyola, 5ªed, 1995), disponível na internet, gratuitamente.Além deste, sugiro-lhe fazer uma pesquisa, via internet, sobre textos e vídeos com o título ” O ESPIRITISMO NEGA PELO MENOS 40 VERDADES DA FÉ CRISTÃ “, os quais lhe serão muito elucidativos!
    Grato!
    Boa reflexão!

  • joão silva

    -

    16/11/2011 às 3:47 pm

    Ao sr. Antonio Teófilo (23:47): “Um só Pastor (Cristo) e um só rebanho”, então a denominação de pastor usada por alguns religiosos está batendo de frente com o Evangelho… Essas discussões não fazem bem a nenhum cristão seja qual a denominação que seguem, não é mesmo? Gera contendas e ódio, o que seria lamentável à religião do Amor Ágape, ao perdão e à misericórdia, não é mesmo? Que Deus tenha compaixão de nós.Obrigado pela atenção.

  • Vicente

    -

    16/11/2011 às 3:11 pm

    Agora é tarde, não adianta retirar as contribuições à CN.
    As propagandas oficiais vão dar os recursos. Nos fizeram de otários.

  • Ricardo

    -

    16/11/2011 às 2:52 pm

    Mais uma emissora que se rende às garras do petismo.

  • Alan - Porto Alegre

    -

    16/11/2011 às 2:01 pm

    Leia a capa do jornal Zero Hora de hoje.
    É de rolar de rir do Sr. Tarso Genro e do PT.

  • marcelo

    -

    16/11/2011 às 1:56 pm

    Vamos intensificar nossas orações por essa obra. É uma obra de Deus e por isso precisamos de orações para que a libertação possa acontecer. Um erro que pode ser consertado
    Um apaixonado por tudo que a Canção Nova tem feito na minha vida e na vida de meus familiares. É excelente para o Brasil a TV Canção Nova
    Vamos divulgar essa boa noticia….não pare de contribuir mas faça o seu algo a mais
    Deus lhe abençõe

  • MINEIRIN INVOCADIN

    -

    16/11/2011 às 1:39 pm

    Reinaldo,ocorreu-me a lembrança de que a melhor forma de persuasão é através do bolso! Que tal se os verdadeiros católicos,que contribuem financeiramente para a “Canção Nova” atuar na evangelização,diante do surgimento desses parasitas oportunistas,insurgirem-se contra “vendilhões do Templo” e ameaçarem interromper as contribuições enquanto persistir essa safadeza? Aposto que num instante seriam defenestrados tais aproveitadores,mercadores da fé!

  • MINEIRIN INVOCADIN

    -

    16/11/2011 às 1:34 pm

    Reinaldo,depois do negro(ou melhor,vermelho púrpura!)episódio denominado “teologia da libertação”,em que púlpitos viraram cloacas expelindo fezes como a defesa do “roubo famélico”,por exemplo,salões paroquiais viraram subsedes do os bandoleiros do mst,onde se sentiam à vontade para doutrinações marxistas, trotkistas,aulas sobre fabricação de coquetéis molotov, armadilhas com pontas de bambu,explosivos,resistência armada contra oficiais de justiça e forças de segurança que os acompanham,greves etc,agora parece que a Santa Madre Igreja inaugura nova fase rubro-negra,carecendo de uma desratização de suas sacristias,um arejamento nos corredores de seminários e uma atuação mais firme e atenta da banda saudável da Igreja, barrando oportunistas como esses iscariotes do século XXI, esses mercadores da fé,essa alcateia sob peles de ovelhas! Volto a repetir:”não há padres comunistas;o que existe são comunistas padres!”,os vagabundos que insistem em substituir -ou,eufemisticamente,comparar Jesus Cristo pelo porco sanguinário Che! Basta desses “falsos profetas”,equiparáveis ao “bispo que gosta de adir grana mais cedo”,essas varejeiras coprófagas que tentam vender fezes como mel!

  • Le Belle Femme

    -

    16/11/2011 às 1:22 pm

    Tenho asco dessa mistura RELIGIÃO CATOliCA X maxismo.
    À mim, eles (CN) não me enganam mais, desde a campanha passada!!!! Era contribuinte, deixei ser, por causa dessa palhaçada, que há tempo vem acontecendo.
    Estão descendo ladeira abaixo, com tristeza digo isto, pois acompanhei muito tempo este canal, e gostava muito!!!Agora desencantei, está faltando-lhes discernmento.
    Várias pessoas que aparecem ali, já são um contra-testemunha, por si só!!!!!!

  • Jamil Carnib

    -

    16/11/2011 às 12:16 pm

    Ilustre Rei.
    Fico, como católico, muito triste em ver um instrumento de evangelização, como a Canção Nova, ser transformada em cabo de guerra de políticos. Será deplorável se a chalitização ou chatilização ou edinização tomarem conta desse emissora de TV. De repente as astúcias do diabo poderão transformar esse tal edinho num novo edinho(macedo), e então o tempo vai ficar negro. O Santo evangelho nunca, jamais poderá servir de escada para esses aproveitadores da boa fé. Que os fiéis católicos da CN se rebelem contra essa invasão. Você, nobre jornalista, com sua lucidez está dando o primeiro alerta para que se corte, logo, logo, o mal pela raiz.”Não podemos confundir a coisas de DEUS com as artes do mal. Do demônio. Do PTPMDb.

  • Angelo

    -

    16/11/2011 às 12:16 pm

    Senhores,na época da censura do manifesto contra o aborto,
    por que amplos setores da imprensa,então se calaram,diante
    do que era uma óbvia agressão à liberdade de expressão e
    à liberdade religiosa?,a razão era simples era tempo de
    eleições,para o PT aquilo era contrário às suas conveniências,agora usam a religião para uso de seus fins
    politicos,cambada de cínicos.!

  • marcelo

    -

    16/11/2011 às 11:58 am

    Vamos intensificar nossas orações por essa obra. É uma obra de Deus e por isso precisamos de orações para que a libertação possa acontecer. Um erro que pode ser consertado
    Um apaixonado por tudo que a Canção Nova tem feito na minha vida e na vida de meus familiares. É excelente para o Brasil a TV Canção Nova
    Vamos divulgar essa boa noticia….não pare de contribuir mas faça o seu algo a mais
    Deus lhe abençõe

  • Antonio

    -

    16/11/2011 às 11:27 am

    Ola
    Reinaldo
    Pessoal, vamos tomar muito cuidado com estes internautas que mandam links para serem acessado por aqui, pode ser gente do PT fazendo propaganda do site do Edinho.
    O PIOR CEGO É AQUELE QUE NÃO QUER ENXERGAR

  • Rodrigues

    -

    16/11/2011 às 11:11 am

    A Canção Nova e, a Renovação Carismática como um todo, desprezam a ortodoxia e a doutrina da Igreja. Sendo claro: Não são Católicos. A RCC já é conhecida como RCP(Renovação Carismática Protestante).

  • Victoria

    -

    16/11/2011 às 10:00 am

    Concordo totalmente com seu texto, só não sei porque a Canção Nova se sujeita a isso. Se eles estão lá, é porque alguém concordou. Quem?

  • IvohHM

    -

    16/11/2011 às 9:30 am

    Para a Rede Globo, aborto livre já está em vigor

    Escrito por Klauber Cristofen Pires | 15 Novembro 2011
    Media Watch – Outros

    Novela “Fina Estampa” mente para o público e faz acreditar que aborto é decisão da mãe.

    Alguém se lembra de um garboso Willian Bonner anunciando os “princípios editoriais” da Rede Globo?

    De acordo com a emissora carioca, o histórico documento foi elaborado com o objetivo de “não somente diferenciar-se, mas facilitar o julgamento do público sobre o trabalho dos veículos, permitindo, de forma transparente, que qualquer um verifique se a prática é condizente com a crença.”

    Ainda na mesma edição, foram declarados para o público os três princípios gerais que devem nortear a informação jornalística de qualidade: 1 – isenção; 2- correção e 3- agilidade.

    Infelizmente, não tardou o sol se levantar no dia seguinte para que o engajamento político-ideológico acordasse, escovasse os dentes e adentrasse no Projac a passos confiantes, sorrindo e acenando para todos, aliás, como há muito tem sido sua rotina.

    Pela enésima vez, trago mais uma demonstração de que o dito papelucho era só coisa “pra inglês ver”: refiro-me a uma surreal cena da novela “Fina Estampa”, na qual prospera uma discussão sobre a gravidez de Patrícia (Adriana Birolli), isto é, sobre quem tem “competência”, digamos assim, para decidir sobre a “interrupção” da mesma, ou seja, sobre o cometimento de aborto.

    Abaixo transcrevo a parte essencial da cena (veja o vídeo aqui):

    Patrícia (gritando para Antenor, seu namorado): – Você não tem que resolver nada! O corpo é meu, a mãe sou eu – eu é que decido se quero tirar este filho ou não.

    Antenor (Caio Castro, respondendo a Patrícia): – Eu não conto? Você decide pelos dois, estraga a minha vida?

    Patrícia (gritando para Antenor): – Desaparece! Desaparece! Sai da minha frente!

    René Velmont (Dalton Vigh): – Chega, Antenor! Antenor! É melhor você ir embora e no meio do caminho é bom você pensar se quer continuar estudando Medicina ou não.

    Antenor: – eu não tenho nenhuma dúvida disso.

    René Velmont: – mas eu tenho…porque você devia saber que a decisão de levar adiante esta gravidez ou não cabe à Patrícia…tá?

    Como assim, Sr. Aguinaldo Silva? Como assim “Dona” Rede Globo? Ao que parece, a personagem Patrícia não foi estuprada e tampouco corre risco de vida… então, que estória é essa de fazer o público crer que a sua gravidez é uma questão de decisão pessoal? E desde quando a Medicina prescreve que é a mãe que decide se quer tirar o filho ou não? Cadê o Código de Ética do CFM? Mostrem ao público, por favor!

    Como os leitores podem comprovar, a lei sobre o aborto que está atualmente em vigor (Código Penal, DL 002.848/1940, arts 124 a 128) foi absolutamente desprezada pelo autor Aguinaldo Silva e a equipe da produção da Rede Globo.

    Antes, preferiram usar todo o charme do galã Dalton Vigh, que fazendo o papel do doce mocinho, põe-se a emplacar o adultério como fato corriqueiro e até bem justificado (até agora não houve absolutamente nenhuma cena em que o exame moral do comportamento dos personagens René e Griselda fosse debatido), bem como agora, como advogado da lei do livre aborto que… ora bolas, que não existe!

    Há quem venha – até mesmo com boas intenções – arguir que os princípios editoriais tão alardeados por esta essa empresa de comunicação sejam válidos tão somente para o jornalismo, e que a novela, bem, a novela é apenas uma obra de ficção. No plano formal, isto é verdade. Entretanto, não é de hoje que as novelas e toda a grade de programação global contêm inserções com debates sobre questões de cunho social, como a própria empresa eloquente e orgulhosamente anuncia. Neste caso, tais trechos podem muito bem ser reputados como de natureza jornalística e de opinião, e o pior, são apresentados de forma melíflua, tendenciosa e sorrateira.

    Sou absolutamente contra denunciar tal pérfida manobra ao Ministério Público Federal, porque sou absolutamente contra a censura. Sou contra a censura não em favor desta rede de televisão, mas em meu próprio favor. Todavia, o que posso fazer é o que acabei de realizar, isto é, descortinar aos olhos dos meus leitores a militância nova-ordem-mundialista da Rede Globo.

  • Camada von Ozonio

    -

    16/11/2011 às 9:02 am

    Reinaldo,
    Esqueceu de mencionar que o guerrilheiro da fé também foi prefeitinho de Araraquara. É uma estrela em ascenção dentro do pavilhão petista.Os novos delinquentes empurrando os velhos….até que surja novo escândalo.
    A cidade de Araraquara respira aliviada desde que este baluarte da fé deixou a prefeitura, ou , nunca antes nesta cidade houve tamanha chaga.

  • Willy Robson

    -

    16/11/2011 às 7:58 am

    Caro, Reinaldo Azevedo.

    Quero parabenizá-lo com meus mais sinceros votos de apoio ao seu Post neste blog. Já gostava de suas postagens, e agora em saber que estamos trabalhando do mesmo lado, fico ainda mais feliz.

    Trabalhei nesta campanha contra o ABORTO na época (e ainda continuo), e como a estas pessoas confundiram o povo brasileiro. Estive na palestra do Chalita no começo do ano e como estas palavras açucaradas e cheias de veneno ludibriam as pessoas; expressei o meu total apoio ao Pe. José Augusto, e indaguei o dito “Eto” sobre a declaração da Canção Nova, que ao meu ver e conhecendo um pouquinho do Pe. Jonas aquela mensagem não tem nada a ver com o mesmo, e sim, alguém que escreveu e ele só deu o aval com dor no coração!

    Bom. Sou católico da verdadeira e genuina igreja. E professo uma só fé, aquele vinda de Roma, do Papa Bento XVI. Se assim não for sucunbiremos!

  • Observer

    -

    16/11/2011 às 7:04 am

    Quem assiste esse canal?
    Que diferença faz?

  • Anónimo

    -

    16/11/2011 às 2:08 am

    Todos os contribuintes deviam fazer como o Wilson BJ aí abaixo: CORTAR a contribuição. Não se há de pagar para beber um veneno, e não há melhor chicote, ou rédea, do que o bolso. Infelizmente o nosso povo é muito ignorante em se tratando de política, mesmo os “endinheirados”, que poderiam informar-se mais. Mas isso é outro assunto.

  • Nicolai

    -

    16/11/2011 às 1:58 am

    A utilização de igrejas para fins políticos é nocivo para a sociedade e para a própria igreja, sou católico e não concodo por exemplo com Padres candidatos ou utilizao da igreja em prol do candidato A ou B, o que não dizer que a igreja não possa orientar os fiéis na defesa de seus preceitos, veja se sou contra o político intrisicamente lidado a igreja e se ela o apoia, acabo indiretamente sendo contra a igreja, lhe causando desgaste. Creio que isso foge o objetivo da igreja e dos preceitos religiosos.

  • Alex Higa

    -

    16/11/2011 às 12:44 am

    Falei para toda minha família parar de contribuir. Mostrei para todos os artigos que coletei na página do Facebook da CN por pessoas que também estão indignadas por tamanha traição. A Canção Nova desviou-se depois que o monsenhor Jonas deixou o Eto tocar as coisas. Pe. José Augusto é que deveria ser o presidente e não o Eto politiqueiro.

  • AndréT

    -

    16/11/2011 às 12:34 am

    Tá rolando a seguinte piada: o chefe do tráfico na favela da ROCINHA só foi preso porque o nome dele é “NEM”.

    Se fosse “ENEM”, tinha VAZADO.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados