Blogs e Colunistas

13/03/2012

às 6:14

A estupidez não é verde-amarela apenas! Cristofobia e ódio ao Ocidente querem, agora, censurar Dante Alighieri, acusado de islamofóbico, homofóbico e anti-semita. E eu juro que não estou brincando!

A notícia saiu ontem no jornal italiano Corriere della Sera, e eu mal acreditava no que estava lendo. Cheguei a achar, por alguns instantes, que se tratava de uma alguma piada, uma ironia que eu não estava compreendendo direito, algo assim. Mas não! Era tudo verdade! Há mesmo uma ONG, a Gherush92, que reúne intelectuais e que goza do status de assessoria especial do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas, que quer banir a Divina Comédia, de Dante Alighieri (1265-1321), das escolas da Itália. Trata-se apenas da obra mais importante da literatura italiana e de uma das principais referências da literatura ocidental. A Gherush92 diz lutar contra o racismo, a discriminação dos povos indígenas, das crianças, mulheres etc — agora, luta também contra Dante!

Antes que prossiga, uma consideração. Quando vejo rematados imbecis, idiotas notórios, vagabundos intelectuais de renome, vigaristas profissionais — a corja, enfim… — a defender a cassação e a “caçação” de crucifixos nos tribunais, não me incomodo, não. Dou um pé no traseiro da escória e pronto! Eu fico espantado é quando constato que pessoas que sei decentes, que são de bem, que realmente estão ocupadas em fazer do Brasil um lugar melhor, caem nessa conversa em nome do “laicismo do Estado”. Não se dão conta de que se trata de uma tentativa de apagamento da memória histórica; ignoram que não se pode julgar o passado com valores que são do presente. Esquecem que a reforma da memória é uma das taras do totalitarismo. Muito bem! Um advogado no Brasil quer depredar um patrimônio tombado em Brasília para retirar o crucifixo do STF. Ele é café pequeno perto do que vocês lerão abaixo. Chamo a atenção das pessoas de bem, eventualmente equivocadas nesse particular, para o horror com o qual estão flertando.

Valentina Sereni, a presidente da entidade que quer banir Dante das escolas italianas, diz que a obra apresenta um conteúdo ofensivo e discriminatório contra homossexuais, islâmicos e judeus. Segundo Sereni, esse conteúdo é ensinado sem quaisquer filtros ou consideração crítica. Assim, chega de Dante! Ela se incomoda, em especial, com os cantos XXXIV, XXIII, XXVIII e XIV. Segundo a moça, o Judas de Dante é a representação do Judas do Evangelho, fonte do anti-semitismo. “Estudando a Divina Comédia, sustenta a Gherush92, os jovens são expostos, sem filtros e sem crítica, a uma obra que calunia o povo hebreu”. No canto XXIII, destaca Sereni, Dante pune o Sinédrio, Caifás, Ana e os fariseus.

Ela também considera inaceitável o Canto XXVIII, do Inferno. Dante descreve as penas horrendas que sofreram os semeadores da discórdia. Maomé é apresentado como líder de um cisma religioso, e o Islamismo com uma heresia. Ao profeta é reservada uma pena atroz: um demônio passa a eternidade a lhe rasgar o corpo, de modo que o intestino lhe pende entre as pernas. Dante também não perdoa os sodomitas, os que mantêm “relações sexuais contra a natureza”, e os heterossexuais lascivos. Ela não pode aceitar. E afirma: “Nós não defendemos a censura, mas queremos que se reconheça, de forma clara, sem ambiguidade, que, na Divina Comédia, há um conteúdo racista, islamofóbico e anti-semita. A arte não pode estar acima da crítica. Mesmo que haja diferentes níveis de interpretação — simbólica, metafórica, iconográfica, estética —, não se deve ignorar o significado textual: o conteúdo é claramente depreciativo e contribui, hoje como ontem, para divulgar acusações falsas, que custaram, ao longo dos séculos, milhões e milhões de mortos (…) Isso é racismo, que a leitura simbólica, metafórica ou estética da obra não pode remover.

E vai adiante: “É nosso dever alertar as autoridades competentes e o Poder Judiciário que a Divina Comédia apresenta conteúdo ofensivo e racista (…). Pedimos, pois, que a Divina Comédia seja retirada dos programas escolares ou que, ao menos, se faça acompanhar das devidas explicações”.

Bando de vigaristas!
Meu querido amigo Diogo Mainardi (o vídeo vai abaixo), indagado sobre a questão dos crucifixos, fez questão de deixar claro que é ateu, mas lembrou que seus filhos estudam numa escola católica e que o cristianismo é uma referência da cultura. E fez uma de suas sínteses geniais: “Não acredito em Deus, mas acredito na Igreja”. Ora, ninguém é obrigado a crer, e eu, é óbvio, não acho que  isso distingue os maus dos bons, não! Como sabem, nos vários posts que escrevi a respeito, deixei a questão da fé de lado — porque acho que não é ela que está em debate. Não é porque sou católico que quero crucifixos em tribunais. Na verdade, eu não reivindico que eles estejam lá. Escrevo isto desde que esse debate surgiu, há mais de dois anos: eu me aponho é à decisão de retirá-los ou de proibi-los. Na verdade, o ódio ao crucifixo é metáfora —- ou metonímia — de um ódio maior: à cultura ocidental. No fundo, é uma derivação do antiamericanismo; ainda voltarei a esse tema oportunamente.

No Brasil, os gênios de Fernando Haddad já tentaram censurar Monteiro Lobato. Acabaram desistindo. Comentando a questão, em outubro do ano passado e ao retomar o assunto, na semana retrasada, quando veio à luz a tentativa de reescrever o Dicionário Houaiss, perguntei se alguém proporia a censura a Shakespeare, na Inglaterra, porque “Mercador de Veneza” é anti-semita, ou a Alexandre Herculano, em Portugal, porque o livro “Eurico, O Presbítero” é islamofóbico.

Não! Dona Valentina Sereni e seus amigos são só pilantras intelectuais treinados para odiar o cristianismo e o mundo Ocidental. A defesa que faz das supostas vítimas de Dante (Santo Deus!) é só um pretexto verossímil para disseminar esse ódio. No mês passado, a Newsweek publicou um texto de Ayaan Hirsi Ali, esta mulher que é exemplo de luta e coragem. Chama-se “O crescimento da cristofobia”. Ela evidencia com fatos e números o que tenho afirmado há cinco anos neste blog: a religião mais perseguida do mundo hoje é o cristianismo. E seus assassinos são radicais islâmicos. Não obstante, o quase monotema da imprensa ocidental é a “islamofobia”. Ayann, nascida na Somália e vítima de brutalidades inomináveis, denuncia o bem-sucedido lobby de grupos islâmicos junto ao jornalismo ocidental para transformar algozes em vítimas e vítimas em algozes.

A cristofobia e o ódio ao Ocidente já puseram Dante na lista dos autores proibidos. Chegará a hora de Shakespeare, Chaucer, Camões, Milton, Cervantes… — toda essa gente asquerosa que construiu esse mundo ocidental de horrores, que dona Sereni e sua corja detestam.

Alguns de vocês, leitores deste blog — gente de bem —, que condescenderam, no entanto, com a caça aos crucifixos, não acreditaram quando afirmei que aquela ação era parte de um ódio mais geral; não tinha nada a ver com laicismo, e sim com o repúdio a um estilo de vida, a uma cultura, a uma tradição. Vejam aí com o que vocês estão flertando. Os argumentos de quem caça e cassa um crucifixo são os mesmos daqueles que querem Dante fora da escola! Em tempos globalizados, este é um movimento que transcende o Brasil. O ódio ao cristianismo se espalha, muito especialmente nos países cristãos. Concordar com a perseguição à cruz e abrir mão de parte da nossa liberdade. Talvez os nossos netos paguem por isso.

Quem celebra a crucifixo proibido certamente sabe defender a censura à Divina Comédia. Não! Esse mundo eu não quero! E lutarei contra ele enquanto me restar ao menos um suspiro.

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

269 Comentários

  1. Gabriela

    -

    14/12/2012 às 14:23

    As pessoas devem parar de dar atenção para esses loucos que acham de dar uma de inteligentes e querer usar o poder pra fazer alvoroço. Assim como antigamente, existe gente boa e gente ruim no mundo, gente que leu e que não leu Dante ou Monteiro. E eu vou dizer mais, como culpar as obras literárias pelo preconceito nos países, se a maioria da população nem sabe ler? E se uma minoria menor do que o próprio adjetivo é que se interessa em ler as obras? E eu tenho certeza de que quem está lendo está sabendo julgar, porque não é todo mundo que tem gabarito pra passar das primeiras linhas de uma obra desse nível.

  2. Ricardo

    -

    21/03/2012 às 18:08

    Quanto aos EUA, sem dúvida que são um grande país, e que merece todo o nosso respeito e admiração em vários aspectos. No entanto, os EUA também são o país onde o aborto é legalizado e onde grande parte do lixo teórico que inunda as nossas universidades foi gerado, inclusive grande parte do marxismo cultural. É um fato, não uma opinião.

    Além disso, é também o país onde se jura sob a Bíblia nos julgamentos. Será que para os americanos isto fere a separação entre Estado e Igreja?

    Esta separação entre Estado e Igreja já existe aqui e lá. No entanto, o crucifixo é mais do que uma questão religiosa, e sim de ordem civilizacional e cultural. Nosso país foi fundado sob esta base, assim como a nossa civilização, e sob os valores que esta cruz simboliza. Isto, também, é fato, e não meramente opinião.

    Infelizmente, a virulência anti-cristã e anti-católica não cessa em momento algum, seja nos movimentos políticos, nas ações governamentais e…..nos fóruns de Internet.

  3. Ricardo

    -

    21/03/2012 às 17:58

    Ao sr. Goldman, que se diz apoiador de um estado laico e contrário ao crucifixo nos tribunais, gostaria de saber o que acha de um país como Israel, onde judeus e não-judeus não podem se casar, o hino nacional faz referência APENAS aos judeus (e não às demais religiões que fazem parte daquele país), a própria bandeira do país faz referência apenas a UMA religião e assim por diante (a lista é infindável). Gostaria de saber também o que acha de um país onde um cristão nao pode dar um Novo Testamento ou um rosário de presente para alguém que não seja cristão, incorrendo no hediondo crime de proselitismo religioso.

    Gostaria de saber se – já que admira os EUA e o seu laicismo- conhece a expressão “double-standart”.

    Aliás, atento para o fato de que todos os seus “comentários” são marcadamente anti-católicos, como a referência extremamente malfeita e descontextualizada sobre o Index, bem como ao próprio crucifixo, que NÃO É apenas um símbolo católico, mas de todos os cristãos e de toda a civilização ocidental. Curioso, não?

    E o anti-cristianismo continua à solta, e não só na Itália. Não me admira que Dante seja proibido. O próximo, obviamente, será Shakespeare, seguido de Goethe e de praticamente toda a verdade tradição cultural ocidental. Não sei porque, mas acho que o Novo Testamento também não vai escapar da censura. Aliás, para muitos que não sabem, já houveram tentativas de censurá-lo nos mesmos EUA que tem adoradores aqui, pela Anti-Defamation League do sr. Abraham Foxman, um dos maiores inimigos do cristianismo no mundo.

  4. Mario

    -

    21/03/2012 às 13:01

    Será que é possível viver num mundo aonde não haja conflitos de culturas,religiões,raças,econômicos e sociais?Duvido muito.É só o Efeito Estufa começar a reduzir a produção de alimentos que começaremos a pensar com o estomâgo.Desejo muito estar plenamente errado.

  5. Silva

    -

    21/03/2012 às 0:42

    A Filosofia para a Sala-de-Aula
    G.K. Chesterton
    Publicado originalmente no Daily News, 22 de junho de 1907
    Tradução de Gabriele Greggersen
    Retirado do site: Hottopos.com

    O que o homem moderno precisa compreender é simplesmente que toda a argumentação começa com uma afirmação ponto-de-partida; isto é, com algo de que não se duvida. Pode-se, é claro, duvidar da afirmação base, mas, nesse caso, já estaria dando início a outra argumentação diferente, propondo que se parta de outra suposição. Todo argumento inicia por um dogma infalível, e esse dogma absoluto, por sua vez, só pode ser discutido, se recorrermos a outro dogma infalível: nunca se pode provar o primeiro ponto-de-partida (senão não seria ponto-de-partida).

    Este é o be-a-bá do raciocínio lógico. E tem esta vantagem especial de que pode ser ensinado na escola, como qualquer outro be-a-bá. Não dar início a qualquer discussão sem antes declarar abertamente os postulados de cada um, é uma regra a ser ensinada tanto na filosofia, quanto na matemática de Euclides, ou em qualquer aula comum, usando giz e lousa. E penso que esse princípio poderia ser ensinado de forma simples e racional até mesmo ao jovem, antes de aventurar-se pelo mundo, à mercê da “lógica” e da filosofia imposta pela mídia.

    Muitas das desorientações e dúvidas no campo religioso, surgem pelo fato de os céticos de hoje começarem sempre, falando sobre tudo aquilo em que eles não acreditam. Mas, mesmo de um cético, o que queremos saber primeiro é em que ele realmente acredita. Antes de começar a discutir, é preciso saber o que é que não se discute. Essa confusão aumenta infinitamente pelo fato de que todos os céticos de nosso tempo são céticos em diferentes graus dessa dissolução que é o ceticismo.

    Agora, nós temos (espero), uma vantagem sobre todos esses novos filósofos sabidos: mantemo-nos em sã consciência. Acreditamos que existe, de fato, a catedral de São Paulo; e grande parte de nós acredita em São Paulo. É preciso deixar bem claro que acreditamos em muitas coisas que, embora façam parte de nossa existência, não podem ser demonstradas. Nem é preciso meter religião na história. Diria até que todos os homens de bom senso, acreditam firme e invariavelmente em umas quantas coisas que não foram provadas e que nem sequer podem ser provadas.

    De forma resumida, são elas:

    (1) todo ser humano em sã consciência acredita que o mundo e as pessoas ao redor dele são reais e não um produto da sua imaginação ou de um sonho. Ninguém começa a incendiar Londres, se está convencido de que seu criado logo o acordará para o café da manhã. Mas não temos provas, em nenhum momento, de que tudo não passa de um sonho. Que algo exista além de mim é uma afirmação que não está comprovada (nem se pode comprovar…).

    (2) Todo homem em sã consciência, acredita não somente que este mundo existe, mas também que ele tem importância. Todo homem acredita que há, em nós, um tipo de obrigação de nos interessarmos por esta visão da vida. Não concordaria com alguém que dissesse, “Eu não escolhi esta farsa e ela me aborrece. Fiquei sabendo que uma senhora idosa está sendo assassinada no andar de baixo, mas eu vou é dormir “. O fato de que há um dever de melhorar coisas não feitas por nós é algo que não foi provado e não se pode provar.

    (3) Todos os homens em sã consciência acreditam que existe uma certa coisa chamada eu, self ou ego e que é contínua. Não há nenhum centímetro de meu cérebro igual ao que era há dez anos atrás. Mas se eu salvei a vida de um homem numa batalha há dez anos atrás, fico orgulhoso; se me acovardei, sinto-me envergonhado. A existência desse “eu” axial nunca foi comprovada e não pode ser comprovada. Trata-se de uma questão mais do que “improvável” e que é muito debatida entre os metafísicos.

    (4) Finalmente, a maioria dos homens em sã consciência acredita, e todos o admitem na prática, que têm um poder de escolha e responsabilidade por suas ações.

    Seguramente é possível elaborar algumas afirmações simples como as acima, para que as pessoas possam saber a que se ater. E se os jovens do futuro não vão ter formação em religião, pode-se-lhes ensinar, pelo menos, de forma clara e firme, um pouco de bom senso, três ou quatro certezas do pensamento humano livre.

    Leia mais: http://chestertonbrasil.blogspot.com/2011/06/filosofia-para-sala-de-aula.html#ixzz1piezyI6A

  6. Edson Silva

    -

    16/03/2012 às 14:48

    Tanto criticam a Idade Média pelas agressões que atribuiram a Igreja e que se houve, Ela não cometeu. A Igreja neste período, foi responsável e formou o que existe de bom no mundo contemporâneo. Se há hoje algo de ruim, com certeza, não é o cristianismo o culpado. Infelizmente ao tolerarmos um mundo “glogalizado”, que exclui as tradições, ficamos aptos a aberrações deste tipo, ou seja, jogarmos fora nossa cultura para sermos “politicamente corretos” com o mundo exterior, o que é uma contradição.

  7. Lucas Janusckiewicz Coletta

    -

    16/03/2012 às 10:34

    Eu não me preocupo pelo fato de os que odeiam o ex-ocidente outrora cristão façam as perseguições a nós. Mas sim com os que se dizendo cristão perseguem o cristianismo, como o sr. bem escreveu em seu blog sobre o caso da estrela cadente da canção nova, o católico Edinho Silva que como prefeito de araraquara – minha cidade, promoveu o homossexualismo e mandou apreender os panfletos contra o aborto e seu companheiro Chalita, que dizia que o PT e a Dilma era contra o aborto e que eles foram caluniados, mas veja só o novo projeto do Código Penal. Estão tentando legalizar o assassinato de crianças, mais cristianofóbico impossivel. O Brasil está ceio de politico cristão crsitianofóbico.

  8. Junior

    -

    16/03/2012 às 1:11

    Porque tirar os crucifixos das escolas. se o ensino e tudo que há de formação foi basicamente a igreja católica que colocou.

  9. Priscila Garcia

    -

    15/03/2012 às 20:54

    Censurar DANTE – mas a que ponto chegamos, meu Deus!
    Pode até não ser o apocalipse – mas convenhamos que é uma imitação muito bem-feita…

  10. Junior

    -

    15/03/2012 às 1:33

    Adoraria toda essa gente se importando mais com o ser humano, criticando pedofilia e outros crimes, e menos com figuras e símbolos da mitologia cristã. Mitologia é mitologia. Eu prefiro trabalhar e ganhar meu honesto sustento.

  11. VALMIR RIBEIRO

    -

    14/03/2012 às 19:02

    Eu também, estou determinado a lutar contra esse sistema pernicioso disfarçado de “politicamente correto”.

  12. fernando

    -

    14/03/2012 às 18:53

    Deveriam ser proibidos de abrirem as bocas aqueles que propoem censurar Dante Alighieri. Incultos e idiotas assim são os que realmente fazem mal às sociedades!
    A eles eu perguntaria o que acham da conversão ao islamismo com balas de fuzil….

  13. Cezar

    -

    14/03/2012 às 15:37

    Sou evangélico, pastor de confissão batista, no Rio de Janeiro. De linha conservadora, seria de se esperar que eu aprovasse o evento gaúcho, contra os crucifixos em tribunais. Mas não ingnoro o que está mesmo por trás da reivindicação do grupo de lésbicas gaúchas: não simplesmente atingir uma imagem de escultura, elemento divergente da minha fé, mas o Senhor Jesus Cristo e o seu Cristianismo, isto sim.
    Devo admitir que, ao entrar na sala de um tribunal, e ver um crucifixo na parede, me lembra, sim, a preferência por uma religião cristã que o adota, ao contrário daquela que confesso, que não o adota. Como cidadão informado, sei que isto vem da forte tradição brasileira do Catolicismo, que aqui aportou já na nau de Pedro Álvares Cabral e que ganha força no fato de que se tem uma maioria católica no país. Entendo que num estado democrático e de direito deve prevalecer a vontade da maioria e respeitados direitos básicos da minoria. Um exemplo disto é o atual governo. Não concordo com ele, e algumas das suas atitudes me atingem, sim, muito mais que um crucifixo na parede de um tribunal, muito mais. Mas a maioria o escolheu, assim, não trabalharei, por exemplo, pegando em armas, para derrubá-lo.
    Mas devo confessar que aquele crucifixo não me traz nenhum problema pessoal, nem mesmo de fé, isto é, minha fé não é abalada por sua presença ali, nem sou prejudicado em meus direitos por causa daquele objeto. O importante é que não me obrigam a me curvar diante dele, ou lhe fazer qualquer outra forma de reverência. A isto, chamo de liberdade de crença, que a presença dele não me tira.
    Admito até que, se de modo certo ou errado, é outra questão, o colocam ali buscando, ao seu modo, inspiração no Cristianismo para a justiça. Não posso negar isto. Assim, repito, não me faz bem ou mal.
    Com esta reivindicação, o grupo gaúcho de lésbicas em nenhum momento busca igualdade entre religiões ou mesmo entre pessoas, sejam religiosas, irreligiosas ou ateias. O grupo busca confrontar e agredir a chamada fé cristã, para muitos, oficialmente expressa nas bases doutrinárias do Catolicismo Romano, o segmento majoritário do Cristianismo. As pessoas desse grupo fazem assim numa clara retaliação aos princípios cristãos que rejeitam seu modo de vida, logo, o fazem como uma forma de retaliação.
    Num exemplo, não concordamos, de modo nenhum, com as formas de culto afro-brasileiras, mas não podemos concordar, também, em que traficantes, ou quaisquer outros, agridam centos de macumba e ordenem seu fechamento, nem mesmo que se os depredem, em benefício a igrejas, achando que estão prestando um serviço a Deus. Deus não precisa disto, muito menos de serviço auxiliar de criminosos.
    A liberdade e o direito de existir que desejamos para nós, a exemplo de Joseph Weiller, o judeu ortodoxo que mudou uma sentença na Europa, temos de desejar para os outros. E que o Evangelho prevaleça pela conversão pessoal e voluntária de almas, não pela espada. Do mesmo modo, que o ateísmo e a irreligiosidade, seja a quê pretexto for, não prevaleçam através de leis e de decisões judiciais. O que vemos no Rio Grande do Sul é perseguição religiosa bem ao modo comunista: a castração da liberdade “em nome” da liberdade. Hoje, à fé católica; amanhã, à fé evangélica, não nos iludamos!
    Napoleão teria dito algo assim: “Eu fundei o meu império pela força, mas Ele (Jesus Cristo) fundou o seu Reino pelo amor!” Precisam nossas autoridades ver, principalmente elas, que o Cristianismo ainda é a maior influêndia para o bem da nossa sociedade, com todos os erros de católicos e evangélicos. Com raríssimas excessões, que se senta num banco de igreja, seja qual for, não mata, não assalta nem trafica drogas. Se alguns fazem isto, há uma massa que não faz, e essa forma a base esmagadora do segmento cristão neste país.
    Como evangélico, não posso negar que desejaria ver nossos amigos católicos voltados para o Cristo Vivo, não representado por imagens de escultura. Gostaria que recordassem, sim, a cena da Cruz, mas em seus corações, de modo espiritual. Mas só posso admitir isto como ato voluntário, pessoal, do coração de cada um, não por imposição de tribunais, ainda mais a pedido de quem, segundo as palavras do Apóstolo Paulo, é, ou são, inimigos da Cruz de Cristo. A retirar-se os crucifixos dessa forma, prefiro que continuem lá.

  14. Gustavo

    -

    14/03/2012 às 15:31

    A Bíblia é uma grande fonte de informações a respeito das genealogias árabes. E os árabes são um povo semita (descendentes de Sem), tanto quanto os judeus (Gn 10.21-32). Isaac (o segundo filho) era considerado na bíblia o filho único de Abraão porque era filho de sua esposa legitima… Já Ismael (o primogênito) era considerado filho bastardo com a egipcia Agar, sua amante conscentida por sua esposa para que ele tivesse um filho, afinal ela (a esposa) com o passar dos anos nunca engravidava.

    Sara oferecera Agar a Abraão em nome da perpetuidade de seu sangue e sua linhagem, mas ao gerar um filho legítimo (de sua esposa), Abraão garantiu sua descendência, então expulsando de suas terras o filho bastardo e sua mãe.

    Ismael, então, seguiu sua vida e gerou os muçulmanos, e é por isso que se costuma dizer que Abraão é o pai das religiões: gerou o Judaísmo e o Cristianismo por Isaac, e o muçulmanos por Ismael.

    OU SEJA, SE DEUS EXISTE… DEVERIA MESMO CHAMAR OS SEUS TRÊS FILHOS; MUÇULMANOS, CRISTÃOS E JUDEUS E DAR-LHES UMAS CHINELADAS.

    Ora vamos sr Reinaldo, dê a luz a razão simples e unica na natureza, somos nada mais que animais, e deus é sim uma ilusão perpetuada por homens que vivem do poder em detrimento da inteligencia, da ciência e da razão.

  15. Eduardo Araújo

    -

    14/03/2012 às 14:45

    Cada comentário estúpido. Agora, segundo uma certa “beleza” abaixo, quem se manifesta contra ações imbecis como a retirada do crucifixo dos tribunais é, na ótica mais idiota possível, um “fascista direita e teocrático”. Lamentável, na verdade, é um ignorante que escreve “pretenÇa” (destaque meu) despejar seu ranço anti-religioso, sem abordar uma mísera linha do texto do Reinaldo. Só não merecia um REINALDOX, na minha opinião, para constatar-se o nível grosseiro de grande parte desses engraçadinhos. Antes, o sujeito, ilustrando sua indigência intelectual, enxergou uma incoerência na alusão do Reinaldo a Ayaan Hirsi Ali, segundo ele uma laicista. Falso! Ela é contra as teocracias islâmicas que, com seu radicalismo, perseguem cristãos e fazem lobbies junto à imprensa ocidental para inverter as posições de vítimas e algozes. Aí, o sujeito mostra que analisa os fatos na base de falsos dilemas, tipo “ou á favor de teocracias ou é laicista”. Fálácia da grossa.

  16. Vane C.

    -

    14/03/2012 às 12:07

    “Não pagaremos o mal com o mal”, já que o objeto verdadeiramente cristão é CRISTO RESSUCITADO,vitória esta que se concretiza em um espírito vivificado e num corpo glorificado…coisas que só entendem quem já nasceu denovo.
    Mas de acordo com a conciencia cristã verdadeira, este fato só comprova que dois polos opostos estão em guerra(luz e trevas) no mundo espiritual, descendo à concienciados homens e se tornando fato físico campal, num começo de um fim já anunciado pelas escrituras sagradas. Quanto a nós nos cabe manter firme o fundamento da fé, e lutar de acordo com a consciencia posta no conhecimento do Evangelho de Jesus o Cristo, o Deus em carne, afirmando e reafirmando a soberania e a verdade da Palavra de Deus.

  17. Friederich

    -

    14/03/2012 às 11:50

    Reinaldo, na sua pretença luta contra o totalitarismo, vc dá coragem aos fascistas direitas e teocráticos brasileiros. Lamentável.

  18. Friederich

    -

    14/03/2012 às 11:48

    Genial Reinaldo. Misturou a luta da Ayan Hirsi Ali com sua defesa dos crucifixos nos tribunais brasileiros. Ela é uma das maiores defensoras do laicismo atualmente e vc vem com essa… Incrível!

  19. gaucha

    -

    14/03/2012 às 11:32

    Infelizmente o ódio ao cristianismo está encontrando campo fértil entre nós. O desrespeito às regras de civilidade ,básicas para os cristãos , atrapalham muitos ideólogos de araque.

  20. Albert W. Rosenberg

    -

    14/03/2012 às 11:19

    Reinaldo, sorry: mais uma fora do tópico, pois apenas pelos comentários consigo te enviar mensagens.

    Dá uma olhada aqui:

    EXPOSED: UN Media Official Responsible for False Photo Tweet

    http://honestreporting.com/exposed-un-media-official-responsible-for-false-photo-tweet/

  21. marceloh.

    -

    14/03/2012 às 11:16

    Reinaldo, veja que absurdo!
    “A ACEH – Associação de Capelania Evangélica Hospitalar, na pessoa da Capelã Evangélica Eleny Vassão de Paula Aitken, através das Capelanias Evangélicas do Centro de Referência (CRT-AIDS) e Treinamento em DST-AIDS e do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, em São Paulo, estão sendo atacadas com acusações difamatórias por militantes do movimento LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Travestis)”
    http://teologiacapelania.blogspot.com/

  22. André

    -

    14/03/2012 às 10:41

    Novamente os ditos progressista confundindo progresso com mudança. E deixando o mundo mais burro e menos divertido

  23. celio macedo

    -

    14/03/2012 às 10:21

    me lembro de um ensaio do brilhante roberto pompeu de toledo em que o mesmo disse que esse jesus que tanto é perseguido fez com que seu nome fosse usado para devidir o mundo em antes e depois.esse mesmo jesus disse que as portas do inferno não fecharia sua igreja.

  24. Gil Cleber

    -

    14/03/2012 às 9:57

    Concordo em gênero, número e grau com o cronista. E digo mais: ódio com ódio se paga. Odiemos a tal sereni, que deve ser uma puta de primeira, e seu bando. Mas odiemos de verdade.

  25. Kaos

    -

    14/03/2012 às 9:33

    Não há uma CRISTOFOBIA, o que está ocorrendo é uma CONSCIENTIZAÇÃO das pessoas de que a igreja católica foi simplesmente inventada em cima de uma FARSA, qual seja, que o tal jesus crucificado foi o filho um deus, que ressuscitou, e voltará para nos salvar. Ser Ateu é apenas conhecer e estudar Ciências e não se deixar enganar pelas invencionices religiosas que criaram impérios como o Vaticano, Universal, etc.

  26. G.Protásio

    -

    14/03/2012 às 9:22

    Bravo Reinaldo, é por isso que eu, seu leitor assíduo, repito, a plenos pulmões, para que a corja escute bem: NÃO! VOCÊS NÃO PODEM!

  27. affonso h.g. sampaio

    -

    14/03/2012 às 3:18

    Quando eu era jovem,e isto ja faz muito tempo sabia eu que um catolico para poder ter o direito de ler a Biblia necessaria a autorizaçao do Bispo. Como o Bispo residia longe e em cidade grande esse direito jamais poderia ser exercido. Como gosto de leitura fui buscar em dos meus livros(O LIvro Negro do Cristianismo de Jacopo Fo e outros)sobre o assunto em epigrafe o seguinte|Subtitulo “A biblia na fogueira,in fine,Em 1605, o embaixador veneziano Francesco Contarini,defendendo a causa da Serenissima, ameaçada por um interdito papal, afirmou que os teologos venezianos atacavam a Santa Se em seus sermoes, mas se limitavam a expor passagens das Escrituras, O papa Paulo V entao rebateu”Nao sabeis(como) a leitura da Escritura estraga a religiao catolica?”(Fragnito,1997.p.130)Martires da ciencia Giordano Bruno e Galileu Galilei, o primeiro queimado na fogueira e o segundo mantido, ja idoso, em carcere privado dizem bem o quanto a Igreja prezava as liberdades humanas.

  28. Thiago - RJ

    -

    14/03/2012 às 1:05

    REINALDOX às 19:35 e 19:37?

    REINALDO RESPONDE
    Os dois foram excluídos.

  29. Thiago - RJ

    -

    14/03/2012 às 1:01

    _Tio Rei,
    _Lá no alto você afirmou que ainda voltaria ao tema do ódio à cultura ocidental. Acho que é mais do que chegada a hora de uma daquelas suas aulas magistrais, os famosos posts longos que, de tão longos, você já avisa de antemão que o texto vai longe…
    _Eu acho fundamental que as pessoas comecem a despertar e a contextualizar corretamente todas essas militâncias de minorias organizadas e influentes, situando-as no “big picture” de um grande, como direi?, pulso subconsciente de subversão dos nossos valores mais caros. A caracterizá-las como tentáculos independentes, quase “sleeper cells”, de um movimento maior: o neomarxismo cujo berço foi balançado por Gramsci e Lukacs e que frequentou o jardim de infância em Frankfurt, se é que me entende.
    _Eu comecei a estudar tudo isso há muito pouco tempo e me considero num estágio bem inicial. O incrível, apesar de eu ainda estar bem “verde”, é que o pouco que já absorvi me permite ver que aquilo que surgiu já há tantas décadas, num mundo tão diferente, persiste nas mentes e nos corações dos homens. É como se o processo de erosão da civilização ocidental tivesse sido teorizado e iniciado, muito insipidamente, por uma dúzia de velhacos revolucionários; porém, a idéia tem impulso próprio, se movimenta por si. O bicho ainda está vivo! Mofado e encarquilhado, ele se move.
    _Eu gostei muito do seu post sobre a Janela de Overton. A gente precisa de referências teóricas, de notas de rodapé; você bem que poderia nos ajudar nessa. Depois daquele post, o enquadramento que você fez de Haddad na tese foi perfeito, redondinho; mas não teria tido o mesmo impacto se não tivesse havido a explicação teórica antes.
    _Como você tem os referenciais, a bibliografia, consegue ser um bom entomólogo (que memória, a minha! rs). Nós não; ficamos limitados a apreciar sua perícia. Mas se você fizer mais posts como o da Janela, como aqueles em que você faz um panorama teórico dos primórdios do leninismo e do trotskysmo (para depois desnudar, digamos, Tarso Genro à luz de “Moral e Revolução”), o NOSSO poder de dissecar os discursos, as posturas, a realidade, aumenta exponencialmente.
    _Vou lhe dar um exemplo. Um autor que conheço relativamente bem é Gramsci. Eu o conheci com seu artigo na Veja (o do “amarelão ideológico”). Foi a deixa para ler algo de que já dispunha há tempos: “A Nova Era e a Revolução Cultural”, do Olavo de Carvalho. Daí para Avellar Coutinho, foi um pulo. E daí fui destrinchando, admiradores (maioria) e críticos, achei até uma monografia na minha área, que discorre sobre o “direito alternativo”, que você conhece bem. E agora estou, aos poucos, encarando os “Cadernos”. Tudo porque li um artigo seu!
    _Seu blog recebe mais de 100 mil visitas por dia, seus leitores são muito heterogêneos (até os petralhas vêm aqui). Muitos de nós gostaríamos de receber mais dessas “palinhas”, para que possamos começar a puxar os fios das devidas meadas.
    _Então, de volta ao começo, volte mesmo ao tema. Exponha, explique, dê os subsídios para que possamos (começar a) entender e buscar mais. Se não por nenhum outro motivo, ao menos porque boa parte do sucesso de todas as estratégias e rotinas esquerdistas se devem ao fato de que suas existências mesmas são desconhecidas. Que dirá entendidas.
    _Abraço!

  30. Santana*100

    -

    14/03/2012 às 0:56

    Caro Reinaldo.
    Morei no Estados Unidos no final da década de noventa. Lá trabalhei com muitos povos. Mexicanos, indianos, paquistaneses, libaneses e por aí vai. Vi como os mulçumanos respeitam sua fé, sua crença, e dela não abrem mão. Já nós cristãos em sua imensa maioria tratamos nos símbolos religioso com chacota, desrespeito e gozação! Veja como é tratado por nós o símbolo máximo do cristianismo Jesus. Fazem todo tipo de gozação, dizem que teve um caso com Maria Madalena, outros não acredita que ele fez milagres, outros o considera revolucionário o Tchê do passado. Não é à toa que querem sempre dar um “ar crístico” ao assassino comunista. Já ouvir na mídia da boca de homossexual de grande importância em seu meio, que Jesus Cristo era gay! O que não falta da parte dos “cristão” (coloque entre aspas por que não sei que bichos são) é desrespeito e gozação com nossos símbolos sagrados! Outros brincam com mãe de Jesus, dizem que Maria transou (pra não dizer palavras do mais baixo calão, como ouço sempre) com José antes do casamento. Poderia passar horas declinado às injúrias, calúnias e blasfemas perpetradas pelos que se dizem cristãos! É claro que não são todos, são uma grande maioria e, bote maioria nisso! Já se tornou tão habitual que não damos a menor importância! Para mim não resta a menor dúvida, um povo tão canalha assim está fadado à falência moral e a desgraça. E não se engane, pelo andar da carruagem é isso mesmo que vai nos acontecer.
    Elegemos para nos governar comunistas, socialista e tudo que vai de encontra a nossa religiosidade e nossos princípios. Isto não é tolerância é cachorrada mesmo! Somos infiéis.
    Os ataques já estão acontecendo. Logo, logo a guerra contra nós será total.
    Pergunto: Merecemos outro destino?

  31. Adriano

    -

    13/03/2012 às 23:53

    “Nunca permitiriam que um artista insultasse o judaísmo ou o islã” http://www.acidigital.com/noticia.php?id=23171

  32. affonso h.g. sampaio

    -

    13/03/2012 às 23:48

    É Reinaldo isso ai que voce descreve em seu artigo e o reflexo da grande loucura humana, da grande crise moral e sobretudo espiritual subjacente a esses fatos. Odios seculares entre o Ocidente catolico e o Oriente mossulmano.ainda estao latentes, vivos como brasas avivadas pela intolerancia geral de um para com o outro.E so lembrarmos da conquista de Constantinopla pela 4a Cruzada, quanto saques de obras de arte, museus de livros queimados, bibliotecas destruidas,igrejas como a de Sta. Sofia; os cavalos de bronze da Pça. de Sao Marcos como se sabe de la foram retirados.A famosa biblioteca biblioteca de Alexandria queimada segundo alguns historiadores pelos cristaos, outros pelos arabes; como quer que seja,esses crimes perpretados pelos civilizados seres humanos contra a cultura tambem humana so nos desmerecem.Nao procuro evidentemente justificativa alguma para os fatos aqui narrados pelo nobre jornalista.Essas guerras entre Ocidente e Oriente sao na verdade guerras comerciais trasvestidas de guerras religiosas. A igreja catolica foi detentora de 1/5 de todas as terras de toda a Europa, fato que açulava a cobiça de outros grupos politicos e religiosos.Principes alemaes ficaram ao lado de Lutero de olho nesse gordo patrimonio dos quais se apropriaram. Hoje queixam-se das perseguiçoes de que sao vitimas nos paises islamicos; com efeito isto esta mesmo acontecendo e e censuravel.Lembro aqui de uma mensagem espirita atraves do medium Chico Xavier ditada pelo espirito Emmanuel que tem tudo haver com o sofrimento humano: “Nao ha vitima integral nem algoz integral; se hoje somos vitima certamente ja fomos algoz de alguem no passado”.Abraços

  33. André

    -

    13/03/2012 às 23:37

    Com Dante podemos afirmar sobre o Brasil: “chegamos pois ao conspecto, das tristes gentes, das quais, já te disse, têm perdido o bem do intelecto” (Infermo, canto 3)

  34. Nausícaa

    -

    13/03/2012 às 22:53

    A “Divina Comédia” foi escrita na primeira década do século XIV, 600 anos, pelo menos, depois de barbaridades islâmicas que dizimaram a cristandade em todo norte da África e na Península Ibérica, e no sul da Itália, etc. Então, Reinaldo, qual a verossimilhança do pretexto??!!

    Os milhões e milhões e milhões de mulheres mortas pelo “aborto” – minha Nossa é até difícil de digitar de tão ridículo. Agora milhões e milhões de mortes de judeus, antes do século XIV? Onde? E de islâmicos? Quando foram expulsos da Europa no século XV? Ou nos poucos séculos XI e XII na palestina pelas cruzadas para por fim à depredação do patrimônio cristão?

    Quer dizer então que a ONU já está reescrevendo a história mundial?

  35. Willian

    -

    13/03/2012 às 22:43

    Caro Reinaldo, imagino que os dias que vivemos estejam te sobrecarregando de trabalho, por isso dou uma força sempre que posso.
    Um parvo chamado Ricardo Salazar – 13/03/2012 às 19:35 e às 13:37 escreveu dois comentários dignos de uma latrina e estão publicados nessa página.
    Passou despercebido creio!

    REINALDO RESPONDE
    Os dois foram excluídos.

  36. Roberto Flores Martins

    -

    13/03/2012 às 22:09

    São grandes babacas estes que acreditam nestes pilantras intelectuais como estas Valentinas Sereni!

  37. Milton Xavier

    -

    13/03/2012 às 22:00

    O próximo é Shakespeare. Tenham certeza.

    O fato é que os governantes, os políticos, os juristas, os magistrados, os congressistas, os intelectuais de todo o mundo ocidental estão cada vez mais ignorantes, cada vez menos intelectualizados, e cada vez mais – literalmente – fisiológicos. E geração após geração a coisa piora. Estão cada vez mais egoístas, cada vez mais pragmáticos, cada vez mais hedonistas. E, quando a moral falta e a razão se omite, não há limite para a estupidez humana.

    Chegará enfim o dia em que Confúcios, Aristóteles, Dantes, Shakespeares, Goethes e Monteiros Lobatos serão lembrados apenas como ignorantes preconceituosos; tempo no qual serão punidos como criminosos aqueles que ousarem ler suas obras. Serão tempos em que a população mundial lerá com prazer os livros do prolixo Grande Irmão, e o adorará como um deus, enquanto aos domingos farão festas e reverências em frente à sua imagem, e a de seu braço direito, Tiririca.

  38. Ade

    -

    13/03/2012 às 21:58

    Como no livro Fahrenheit 451 com filme de mesmo nome.Livros proibidos por uma ideologia totalitária.

  39. Itamar Regazzo Porto

    -

    13/03/2012 às 21:14

    Sensacional Reinaldo, novamente você expôs com maestria e clareza um assunto polêmico e complicado. Nem sempre concordo com suas opiniões, sou ateu e cético convicto, mas concordo que existe uma cristofobia principalmente por uma parte vendida e desprezível da imprensa. Aqueles que conseguem ver o tamanho deste absurdo devem se unir e combater com todas as forças estes inimigos do livre pensamento e da liberdade.

  40. Adriano

    -

    13/03/2012 às 20:34

    Brilhante, Reinaldo.
    Eu não tenho religião, sou cético, defensor do laicismo, mas teísta. Filho de pais evangélicos, mas com filhas que fizeram catecismo (afinal quem manda é a mulher…hehe). Tenho parentes católicos praticantes, evangélicos e espíritas, e até amigos ateus, que por sinal são mais sociáveis e caridosos que muita gente que anda de bíblia na mão. Admiro os judeus pelo apego à educação e os budistas pela busca do desapego. Essa convivência harmônica em suas subdivisões e o respeito às outras religiões é que é a base da nossa cultura ocidental judaico-cristã, pluralista, meritória e tolerante (com os devidos percalços históricos, é lógico). Mas não se pode ser tolerante ao ponto de se deixar imolar pelo fundamentalismo islâmico (no exterior) ou pelo idiotismo socialista (no nível nacional), que tentam ceifar tudo que essa cultura conquistou.
    Nota 10 para o Sr. Virgílio – 13/03/2012 às 16:22. Muito bem lembradas as passagens de Cruzada.

  41. jorge gaúcho

    -

    13/03/2012 às 20:06

    Brasília tem agora o seu BBB, os Bolorentos, Birrentos e Bolchevistas! São castradores a serviço do totalitarismo, mas nem cheguem perto o viventes do capeta que grudo-lhes um pranchaço de facão!

  42. jorge gaúcho

    -

    13/03/2012 às 20:03

    O Brasil é que está virado em uma comédia, porém ela não tem nada de divina , pois é totalmente laica, raivosa, cínica e totalitária!

  43. jorge gaúcho

    -

    13/03/2012 às 20:00

    É por causa de mentes assim que foi criado o estúpido modo de pautar chamado de “politicamnete correto”. Sou estupida e politicamente incorreto e só leio o livro “O Caso dos Dez Negrinhos” devido ao seu conteúdo altamente racista!Sei que este livro agora tem um outro nome, mas nem por isto ele deixa de ser “O caso dos Dez Negrinhos” ou como saiu originalmente na Inglaterra “Ten Little Niggers” , livro certamente tão racista quanto são os povos africanos!

  44. Mauro Cruz

    -

    13/03/2012 às 19:50

    é off-topic mas mostra esses dias atuais:CASAL GAY ACUSADO DE MALTRATAR GAROTINHO É PRESO.Nada demais, canalhice não tem sexo…mas atentem para as palavras do delegado!!”EM 34 ANOS DE POLÍCIA É A PRIMEIRA VEZ NA MINHA CARREIRA QUE VEJO A DEFENSORIA VIR ACOMPANHAR UM CASO ENVOLVENDO DOIS INDIVÍDUOS, COM 4 INTEGRANTES!! EU TENHO A ESPERANÇA QUE ESSE ACOMPANHAMENTO SEJA FEITO ÀS VITIMAS, INCLUSIVE PARA ESSE GAROTINHO!!” Tio Rei, ele não está falando de advogados de porta de cadeia, mas de QUATRO DEFENSORES PÚBLICOS QUE APARECERAM PARA DEFENDER O DITO CASAL!! isso é normal?? DIREITO OU PRIVILÉGIO?? o pobre do menino vai acabar sendo indiciado por homofobia…quem mandou resistir aos abusos???

    http://videos.band.com.br/Exibir/Casal-gay-acusado-de-maltratar-garotinho-e-preso/2c9f94b435d426f50135fe793491200b?channel=592

  45. Eduardo Araújo

    -

    13/03/2012 às 19:47

    Marcos, você parte de uma pressuposição subjetiva – de que o crucifixo ensejaria a idéia de um imperativo religioso; e de uma afirmação controversa, considerando que você não tem como saber o que pensa a “maioria dos cristãos”, quando em tribunais. Com todo o respeito ao seu ponto de vista, exposto com educação, permito-me, então, também ser subjetivo e dizer que um crucifixo num tribunal não me inspira essa idéia de imperativo religioso e a prática nessas casas também não favorece essa tese. Demais disso, ainda que a maioria dos cristãos não associe o símbolo ao que ele representa em termos de justiça, tampouco o vêem da mesma forma como se estivessem numa igreja.

  46. Ricardo Salazar

    -

    13/03/2012 às 19:37

    COMENTÁRIO EXCLUÍDO

  47. Ricardo Salazar

    -

    13/03/2012 às 19:35

    COMENTÁRIO EXCLUÍDO

  48. Bianca

    -

    13/03/2012 às 19:23

    É simplesmente ridículo censurar uma obra essencialmente crítica e que versa sobre acima de tudo sobre hipocrisia da sociedade como um todo com alegações de racismo.
    Se hoje nos deparamos com tamanho absurdo no mundo, temo pelo futuro.
    Sem mais.

  49. Mariazinha

    -

    13/03/2012 às 19:18

    O tal de pensamento politicamente correto pariu uma quantidade incrível de idiotas! Haja saco!

  50. Marcos

    -

    13/03/2012 às 18:44

    Não ponha todos no mesmo saco. Se a tal ONG das lésbicas e a ONG italiana de nome esquisito querem perseguir o cristianismo eu não sei. Parecem raivosas, arrogantes e impositivas mesmo.
    Eu também discordo do banimento de obras de arte, salvo a imposição de restrições à exposição quando extrapolam a grosseria e ofendem o decoro. Mas a retirada dos crucifixos não equivale à estupidez do banimento de obras de arte.
    Mesmo tendo essa opinião eu não me sinto minimamente próximo da truculência dessas ONG´s. Não me confundo com eles.
    É verdade que eu não compraria a briga dos Tribunais do RS (para quê afrontar as pessoas? Há coisas mais importantes para se preocupar nos Tribunais). Mas não acho a decisão deles absurda.
    Aponto um aspecto simples: a posição dos crucifixos quase sempre usada nos Tribunais, em destaque acima do juiz, geralmente dominando a visão sobre toda a bancada, dá sim a ideia de um imperativo religioso. Assemelha-se muito à postura adotada nos altares das igrejas.
    É equivocado o artigo de Paulo Brossard, citado no blog, o qual defende que o crucifixo está ali apenas para lembrar os operadores do direito para o caso de um personagem histórico que sofreu uma injustiça, como se fora um caso de “erro judicial”. Duvido. A maioria dos cristãos não faz essa associação imediata quando olha para um crucifixo na parede do Tribunal. Acho que a maioria optaria por invocar sua proteção, em oração.
    Porque, então, não situar os crucifixos em outra posição nos prédios dos Foruns. Seja na qualidade de obra de arte, seja como inspiração religiosa, ou que for, que permaneça em exposição motivando as pessoas como elas quiserem. Mas não exatamente onde costuma estar, que me parece lembrar uma associação de cunho religioso mesmo.

  51. LS

    -

    13/03/2012 às 18:02

    Os tristes acontecimentos deste início de século me faz lembrar da leitura de uma obra que me marcou muito: “Ascenção e Queda do III Reich” de William Shirer, ele explicou baseado em vivências e documentos todo o descalabro do nazismo desde a sua fase larval até o desadtra finalnem com todas as suas consequências deletérias. É impressionante como a cretinisse dos que desconhecem os fatos históricos e disseminam uma forma distorcida de pensar que beira o insólito! É preciso ficarmos atentos! Ainda não faz um século desde o surgimento do nazifascismo e a sua contra parte bolchevista e o mundo ocidental está tomando um rumo muito estranho. Daqui a pouco, seremos obrigados a renegar a nossa herança ocidental, fundamentada no humanismo que derivou do cristianismo para sermos obrigados a nos tornarmos mulçumanos xiítas. Pelo jeito, não deverá ocorrer uma invasão como na idade média; serão os neo-nazifascistas que facilitarão a conversão. Quando garoto eu ficava imaginando como seria o século XXI. Já estamos no início da segunda década e sinto nostalgia dos tempos da minha geração, dos “baby boomers” que penssava que voaríamos como Os Jetsons, e que poderíamos viajar até a lua como no filme de Stanley Kubric, “2001, uma odisséia no espaço”. Quanta desilusão!

  52. alberto

    -

    13/03/2012 às 17:52

    Reinaldo,

    Por que não banir a Biblia?. Voce conhece livro mais sexista?.

  53. lilian

    -

    13/03/2012 às 17:48

    Vamos nos unir contra essa ditadura das minorias ANTI-CRISTÃS ! e ANTI-CIVILIZAÇÃO LIVRE. SÃO GENTE DE CRÂNIO OCO. O CÉREBRO DERRETEU.

  54. Tuca

    -

    13/03/2012 às 17:46

    Reinaldo, concordo com Mino Neto, que seria de nós sem seu blog, para nos inteirar com a realidade diária que se passa no Brasil. Jornais e Tvs, já não são mais confiáveis.
    Peço a Deus que te proteja.

  55. Beto

    -

    13/03/2012 às 17:45

    Tio Rei:

    Sou ateu e na semana passada escrevi no seu blog sobre o assunto e estava entre os que acham que, por ser laico, o Estado deveria/poderia retirar os crucifixos dos tribunais, se assim concordarem os magistrados que lá frequentam. Na verdade, nunca tive uma opinião formada quanto a isso. Me parecia algo de pouca importância (ainda mais que o Brasil não se tornaria um país laico por causa dessa medida).

    Mas a história do advogado italiano judeu que você nos mostrou (não conhecia) aliado ao vídeo do grande Diogo Mainardi, que também é ateu, me fizeram concordar com você (e com eles, claro!). Os valores culturais e as heranças da história de uma nação são muito mais importantes do que qualquer causa/coisa. E o Brasil tem sua história intimamente ligada ao cristianismo e, baseado nele, temos a base do que somos hoje. Aceito isso numa boa e entendo quando dizem que o Estado é laico mas o país é religioso.

    Aceito e entendo. E como parte de uma minoria, respeito. Assim como sou respeitado.

  56. Ney S. Monteiro

    -

    13/03/2012 às 17:44

    Reinaldo, tem certeza de que o PT não assumiu o governo na Itália e está espalhando pelas ONG’s amigas sua “filosofia”?

  57. Eduardo Araújo

    -

    13/03/2012 às 17:42

    E mais sobre essa idéia grosseira – grotesca, aliás – de se proibir A Divina Comédia nas escolas italianas: as alegações são de doer de tão tacanhas. Essa interpretação de Judas é ilustrativa da vigarice intelectual por trás dessa corja. É mentirosa essa associação do traidor com o povo judeu nessa obra magistral. O tratamento dado a Judas por Dante é o mesmo conferido a dois outros traidores – Brutus e Cassius, participantes da conspiração do assassinato de César. Assim, os três traidores, sem qualquer insinuação a judeus em geral, como tampouco a italianos em geral, são mastigados por Lúcifer, no centro de todo o Inferno. A corja omite detalhes como esse justamente porque comprometeriam sua patifaria intelectual.

  58. Tuca

    -

    13/03/2012 às 17:29

    Os cristãos estão sendo mortos e igrejas incendiadas em países islâmicos.Quem tem fobia por quem?

  59. Eduardo Araújo

    -

    13/03/2012 às 17:23

    O texto do Reinaldo já discorre muito bem sobre a falsidade dos motivos alegados pela presidente da ong. Além disso, quem já leu ou teve um contato um pouco mais que superficial com a Divina Comédia – essa obra estupenda, verdadeiro patrimônio de toda a humanidade – sabe que Dante não poupou nem mesmo os papas Nicolau III e Bonifácio VIII, que no Inferno padecem por crime de simonia. E olhe que este último ainda vivia na época de publicação do Inferno, primeira parte da obra. Nem por isso o poeta foi trucidado e era a Idade Média, a “idade das trevas”, expressão mentirosa e preconceituosa. Ora, pois! Na Idade Média não apareceu uma entidade imbecil querendo proibir a Divina Comédia. Vejam-se, então, qual a verdadeira idade das trevas.

  60. Ronaldo Fernandes

    -

    13/03/2012 às 17:07

    Gostei de Robinson Crusoe,é politicamente incorreto de causar espanto.Mas é um barato.Seria banido também pelos grandes irmãos.

  61. Felipe

    -

    13/03/2012 às 17:03

    Acho que sempre existiram pessoas que criticaram e queriam banir essas obras. Por que será que justamente agora elas se fazem ouvir?

  62. André

    -

    13/03/2012 às 17:00

    Esse bispo de Guarulhos é melhor do que a encomenda.

    PUC não deveria ter professor favorável ao aborto e gay, diz bispo

    http://www.paulopes.com.br/2012/03/puc-nao-deveria-ter-professor-favoravel.html

  63. Daniel

    -

    13/03/2012 às 16:48

    Faltou no artigo os argumentos claros que demonstram aos leigos por que essas passagens, supostamente ofensivas, não devem “crucificar” a obra. Apesar de não ser efetivamente o que a reclamante reivindica, não me parece errada a frase ” A arte não pode estar acima da crítica”.

  64. Virgílio

    -

    13/03/2012 às 16:22

    Tio Rei:
    A respeito da Cristofobia, existem duas passagens muito interessantes, ótima para contrapor aos desvarios da imbecilidade humana que vemos atualmente em todos os sentidos. Estou falando do filme Kingdom of Heaven (Cruzada) de 2005 com o ator Orlando Bloom(ver em http://pt.wikipedia.org/wiki/Kingdom_of_Heaven).
    Segundo seu diretor, Ridley Scott, “o filme é sobre a paz, a tolerância e a possibilidade de convivência entre povos de diferentes orientações religiosas, culturas e crenças”. Estou me referindo ao momento em que Balian, vendo que sua resistência em proteger Jerusalém estava se exaurindo, pede uma trégua para negociar com o sultão Saladino os termos da entrega da cidade. Definidos os pontos da trégua, Balian pergunta a Saladino: “O que vale Jerusalém? Ao que o sultão responde prontamente, Nada! e, enquanto vai se virando para retornar às tropas, volta e diz: Tudo!. A segunda passagem, que é a que considero mais fiel ao que quero demonstrar, é a seguinte: Após a retirada das pessoas da cidade com salvo conduto, Saladino entra num dos templos capturados e se depara com um crucifixo caido ao chão e, o que faz? Coloca-o de volta de pé em cima da mesa…! Como o faria qualquer homem de caráter e que se sustenta em cima das próprias pernas…! Abraços

  65. Arnaldo

    -

    13/03/2012 às 16:05

    Fugindo um pouco do assunto,aqui no Brasil,está proíbido o comercila do HSBC,em que uma menininha vende limonada e recebe e moeda de vários países sob a alegação que incentiva o trabalho com menores de 14 anos.O que voce acha?
    tenho para mim que é uma grande bobagem,pois podemos ver esta propraganda pela òtica do empreen dedorismo.Abraços.

  66. -

    13/03/2012 às 16:04

    Corrigindo a colocação de minhas ideias no meu texto logo abaixo. … Acorda, Brasil. Acorda para ver essa massa disforme que tenta sair do limbo PARA a ignorância, PARA o totalirarismo e PARA o populismo desmedidoS. Aquela turba que AMEAÇA emburrecer o mundo e tomar-lhe a liberdade de escolhas, evitando o seu crescimento sadio e intelectual legítimo. Fora abutres fétidos da seara de nossa cultura brasileira e mundial. Vivas à leitura!

  67. -

    13/03/2012 às 16:00

    Segundo São João Crisóstomo, caro Reinaldo,nada provoca mais dano do que a hipocrisia. O mal oculto sob aparência do bem é muito mais eficiente. Portanto, é Esta hipocrisia do mal que nos aflige neste mundo atual de muita mediocridade; porém, leva-me ainda a mencionar Walter Benjamin que diz: Quem não pode lembrar o passado, não pode sonhar o futuro e, portanto, não pode julgar o presente. Assim sendo, digo que essa gente mediocre está num limbo;está tonta e desnorteada,se debatendo; e, quando se lhe abre uma nesga de luz, aproveita, essa gente, para jogar por ela sua indefinição como seres civilizados e cultos, mais ainda,pretensos cultos, a sua completa e torpe ausência de memória para julgar textos importantíssimos e sinalizadores de nossa civilização. Textos compostos por ótimas reflexões sobre temas muito elaborados por autores de ontem, hoje e sempre!!!! Pobres, aquelas almas penadas. Acorda, Brasil. Acorda para ver essa massa disforme que tenta sair do limbo da ignorância, do totalirarismo e do populismo desmedido.m Aquela turba que tenta emburrecer o mundo e tomar-lhe a liberdade de escolhas evitando o seu crescimento sadio e intelectual legítimo. Fora abutres fétidos da seara de nossa cultura brasileira e mundial. Vivas à leitura!

  68. baruch

    -

    13/03/2012 às 15:59

    O HORROR!!!!Está se espalhando. as trevas do esquerdo-fascismo politicamente correto paira no mundo. Os perversos de todos os matizes se misturam:fundamentalistas religiosos e sexuais .Querem ditar ao mundo o que devemos ou não fazer. Vão tentar proibir o gozo de Santa Tereza de Avila, Chaucer e joão da Cruz. temos aqui as serenas, uma de alto coturno abriu o bico e já está calada como uma coruja a espera de uma oportunidade. O belo antonio tentou no MEC banir Lobato, e no momento que percebeu que era com ele caiu fora, e tem o desplante de sair candidato

  69. isolmiro

    -

    13/03/2012 às 15:56

    A censura aos crucifixos representa a idéia dos que prefrem retalhar ao inves de somar, para que todos as religiões possam lutar por paz entre todos os povos. A censura a Dante pode alcaçar tantos que penso em ver Rui Barbosa corrido e excomungado como representante politico do Brasil alem de outros escritores nossos de cada dia.Cuidado os petralhas podem gostar de idéia e iniciar um movimento no brasil parecido com esse.

  70. SR

    -

    13/03/2012 às 15:46

    E EU QUE CHEGUEI A DUVIDAR DA BÊSTA – 666
    UM DIA ELES SE ENCONTRARÃO EM UMA REUNIÃO INTERNACIONAL
    EM PROL DA MESMA CAUSA E AÍ VEREMOS LÍDERES DESSE DESGOVERNO DANDO APERTOS DE MÃOS E ABRAÇOS.
    POR ENQUANTO ESTÃO POR BAIXO DOS PANOS.

  71. jose antonio

    -

    13/03/2012 às 15:41

    Se as milícias não invadirem as casas e queimarem tudo, acho que vou enriquecer no mercado negro rs

  72. José Luis

    -

    13/03/2012 às 15:24

    Dentro desse contexto eu DESAFIO essa senhora e seus pseudo-intelectuais a dizerem se darão o mesmo tratamento ao Corão dos mulçumanos. Se o fizerem ficarei quieto.

  73. nana araújo

    -

    13/03/2012 às 15:21

    Outra perseguição dentro da Igreja, na Suiça como a que está sofrendo o Padre Paulo:

    Pedem a cabeça de Dom Huonder. Hans Küng o compara a Ghadhafi. Motivo: repetir o ensino da Igreja sobre os “casais em segunda união”.

    Dom Huonder, bispo de Chur, Suíça.
    Fratres in Unum.com | Com informações do Distrito Alemão da FSSPX e de Apic-Kipa – Quando, hoje em dia, um bispo apresenta o ensinamento católico integral, provoca indignação e incompreensão. Atualmente, esse é o caso do bispo de Chur, Suíça, Dom Vitus Huonder. Em sua Carta Pastoral para a Quaresma, que deveria ter sido lida em todas as paróquias de sua diocese no último domingo, ele escreve que os assim chamados “casais em segunda união” vivem em pecado grave e que, portanto, não devem receber os Sacramentos. Somente os separados e divorciados que vivem sozinhos dariam “um testemunho valioso da indissolubilidade do matrimônio”. Na medida em que as pessoas afetadas excluem um recasamento, elas cumprem a palavra que um dia deram e levam a sério o “ensinamento de Nosso Senhor”.

    Os párocos do cantão Nidwalden fizeram questão de se antecipar e informaram, na quinta-feira da semana passada, que não leriam a carta de seu bispo. Hans Küng exigiu que o bispo até mesmo renunciasse. “Huonder encontra-se na mesma situação que o ditador líbio Muammar al-Ghadhafi, de quem os generais fogem”, disse ele em uma entrevista ao “Südostschweiz” no domingo. Segundo rumores, onze dentre dezessete párocos devem ter se distanciado de Dom Vitus Huonder.

    O jornal suíço “Tagesanzeiger” escreve que, de fato, em princípio, Huonder representa o magistério da Igreja, contudo, na base da Igreja “a regra praticamente seria que os párocos permitem a Comunhão aos separados e recasados, de uma maneira geral”.

    Como se sabe, bispos já falaram repetidamente sobre esse assunto, no sentido de permitir a Comunhão aos recasados. Assim, o Arcebispo Zollitsch (Presidente da Conferência Episcopal da Alemanha) falou no último outono europeu que esperava ele mesmo ver Roma permitindo os sacramentos aos recasados.

    O antigo bispo auxiliar de Viena, Helmut Krätzl, disse, a pedido do jornal “Schweizer Tagesanzeigers”, que se deveria em todos os casos respeitar a consciência dos casais e, possivelmente, permitir-lhes os sacramentos, pois, caso contrário, a Igreja estaria transmitindo “a figura de um Deus castigador, que não concede nenhum novo começo”. O bispo não quer admitir que um novo começo também requer uma conversão. Quem quer permanecer no pecado, nega-se a fazer a vontade de Deus.

    O apelo de Dom Huonder aos seus padres para que tratassem esses fiéis “com sensibilidade especial” e lhes ajudassem “a refletir sobre a sua situação em vista de Cristo” corresponde ao ensinamento que sempre foi vivido na Igreja desde a sua existência.

    No domingo (11), o bispo suíço se defendeu: “Não é somente meu direito, mas sobretudo meu dever, recordar as normas fundamentais da Igreja”. Além da Sagrada Comunhão, os “casais em segunda união”, como popularmente conhecidos nos ambientes eclesiais brasileiros, sequer têm direito ao Batismo e à Confirmação. E a Confissão, nas palavras do bispo, “também coloca um problema”, pois é necessária uma renúncia ao atual estado para ter acesso a ela.

    “Os Dez Mandamentos nunca foram muito amados, mas eles são parte da essência da doutrina cristã. Se a Igreja Católica começasse a seguir as tendências da sociedade, não seria mais do que um catolicismo relativo”, acrescentou. Para o bispo, é necessário ver esta recordação de regras como uma ajuda.

    De acordo com o jornal “Sonntag”, a Conferência Episcopal dos Bispos da Suíça teria “criticado severamente” a posição de Dom Huonder, informação que foi desmentida formalmente pelo porta-voz da entidade, que se limitou a informar que o conteúdo da carta foi estudado na última Assembléia dos bispos.

    Notícias já publicadas no Fratres in Unum sobre Dom Huonder:

    Esperança para os padres diocesanos da Tradição: criadas 2 paróquias pessoais para a Missa de Sempre em uma só diocese.
    Suíça: Um Bispo toma uma posição contra a Educação Sexual na Escola e Relativiza os Direitos Humanos.
    Também na Suíça, os silenciosos da Igreja não fazem barulho.
    A Missa Antiga é uma obrigação.

  74. errata pensante

    -

    13/03/2012 às 15:19

    E nós aqui,em nossas escolas brasileiras públicas,que não estamos mais lendo nem José de Alencar? Que estamos censurando Monteiro Lobato!!! Que dirá Guimarães Rosa,Machado de Assis,Carlos Drummond, Cruz e Souza…Aliás, não estamos lendo mais NADA!!Quem sabe os ‘recortes’de jornais, revistas e propagandas , à la Nelsom Freire,que nos ensinariam a ‘ler o mundo’ (seja lá o que isto for!)???

  75. neoliberal otimista

    -

    13/03/2012 às 15:17

    Reinaldo, mais do que ÓDIO ao Cristianismo, o que eu teneho certeza mesmo é de que essa gente é DOENTE, profundamente DOENTE, sofrem de DISTÚRBIO OBSSSESSIVO COMPULSIVO DE DEUS – TOC DE DEUS ! Dizem não acreditar em DEUS, mas não param de pensar nELE 24 horas por dia !!! Os militantes da Seita Fundamentalista dos Ateus acordam pensando em DEUS, tomam café da manhã pensando em DEUS, transpotam-se para o trabalho ou a escola pensando em DEUS, almoçam pensando em DEUS, tomam lanche pensando em DEUS, jantam pensando em DEUS, voltam pra casa pensando em DEUS, assitem à televisão pensando em DEUS, acessam a internet pensando em DEUS, vão pra cama pensando em DEUS, dormem pensando em DEUS, sonham com DEUS e acordam de novo pensando em DEUS ! Como deve ser tetrível , torturante, a vida de um ATEU MILITANTE, não ? DEUS não lhes sai da caebça nem um minutinho seuquer! Que tortura, DEUS me livre ser um ATEU MILITANTE, não teria dinheiro para pagar tratamento psiquiátrico !!!

  76. Ataíde

    -

    13/03/2012 às 15:15

    Curti o

    MINO NETO – 13/03/2012 às 11:52

  77. Marcus Meyer

    -

    13/03/2012 às 15:13

    Nunca dantes fizeram isto com Dante! É a forma que encontraram, os pilantras, para poderem vender livros dos neo-coligados, como Chalita, por exemplo! Se forem proibidos os grandes mestres da literatura será mais fácil obrigar os tontos a ler sobre o fortalecimento do comunismo na URSS de Haddad, os 9.380 livros, bem, agora já são 9.381 de Chalita e tantos outros bobalhões que aderiram a causa (Correção, agora já chegamos a 9.382 livros do Chalita).

  78. jeremias-no-deserto

    -

    13/03/2012 às 15:09

    A nova perseguição aos valores do cristianismo tem a assinatura e o patrocínio do crescente fundamentalismo islâmico em todo o mundo. E no absurdo caso da censura a Dante, a inclusão de homossexuais e judeus entre as “vítimas” da pretensa discriminação é puramente uma cortina de fumaça para não tornar a acusação tão suspeitamente ridícula aos olhos da opinião pública mundial e certamente um tiro no pé dos islâmicos, os verdadeiros mentores dessa tentativa esdrúxula de censura.

  79. esther correa

    -

    13/03/2012 às 15:06

    Tio
    Tive o previlégio de conhecer a casa de Dante. Fiquei tão encantada com o tema, que não consegui sair de lá. Minha flha até me deu bronca por não coseguir ver o túmulo dos Mediccis. Foi um dia inesquecível depois de passarmos pelo Plaácio Picci.Jmais me esquecerei das obras de Rubens, Da Vinci, Rafael Sanzio que vi por lá.
    É uma aula de cultura.

  80. BHDESACOCHEIO

    -

    13/03/2012 às 15:03

    Para o ministro (guido mantega), no entanto, o Brasil tem como enfrentar a piora da situação. “O Brasil sai fortalecido de 2011, com condições de enfrentar essa crise de 2012. Mas para isso precisa ação muuito forte do governo, do Congresso, de empresários e de todos os cidadãos brasileiros.”

    Mantega afirma que o país precisará de investimentos em infraesttuura para poder transportar com mais eficiência suas mercadorias destinadas à exportação. “Nossas exportações são cada vez maiores. Isso significa necessidade de portos, ferrovias, estradas. Temos de reduzir os custos dessa logítica, para nossas empresas serem competitivas no exterior. E temos de reduzir custos de energia também.”

    Depois de 9 anos de governo petista leninista, guido mantega descobre os gargalos do país. O PIB 2012 subiu no telhado. Dá-lhe incompetência!!

  81. Anónimo

    -

    13/03/2012 às 15:01

    Para o ministro (guido mantega), no entanto, o Brasil tem como enfrentar a piora da situação. “O Brasil sai fortalecido de 2011, com condições de enfrentar essa crise de 2012. Mas para isso precisa ação muuito forte do governo, do Congresso, de empresários e de todos os cidadãos brasileiros.”

    Mantega afirma que o país precisará de investimentos em infraesttuura para poder transportar com mais eficiência suas mercadorias destinadas à exportação. “Nossas exportações são cada vez maiores. Isso significa necessidade de portos, ferrovias, estradas. Temos de reduzir os custos dessa logítica, para nossas empresas serem competitivas no exterior. E temos de reduzir custos de energia também.”

    O PIB 2012 parece que subiu no telhado. Esqueceu também que o PT está no governo a 9 anos. Só agora descobriu os gargalos do país. Dá-lhe incompetência!

  82. eumesma

    -

    13/03/2012 às 15:00

    Falando em miséria cultural: a patrulha quer tirar do ar uma propaganda que mostra crianças vendendo limonada. Motivo: seria um incentivo ao trabalho infantil. Não é nada disso, mas é uma coisa meio irônica e isso ofende a patrulha que diz Ni.
    Outras notícais no jornal de hoje: muitas escolas ainda não começaram as aulas porque faltam professores. Sindicato dos professores faz greve e reinvindica salários (mas não a contratação dos professores q estão faltando!). Na Rússia, 2 cidades conseguiram proibir a propaganda e divulgação “pedagógica” de práticas gays na porta das escolas, mas é uma briga grande, de foice e martelo!
    Tudo isso faz parte de um quadro de horror que não é privilégio nosso.

    Ah, e o Evo foi defender a coca na ONU, de folha em punho!

  83. Rafael

    -

    13/03/2012 às 14:55

    po Reinaldo, excelente texto e tal, mas não quero saber o que vc acha da política, da cultura, da economia… quero que vc fale do nosso timão sem a encrenca do Adriano… rs… saudações

  84. Paulo César

    -

    13/03/2012 às 14:52

    Considerações.

    Pensando bem a culpa é dos outros pela má performance de nossa economia. A avalanche de dinheiro afinal está causando a queda do dólar, disse a nossa presidenta.

    Será que ela olhou para o gráfico do preço do dólar frente ao real e percebeu que a queda do valor do dólar é uma política perseguida pelo governo?

    Então por que essas reclamações estão acontecendo? Saindo da boca de quem sai – a presidente da Republica – soa meio estranho que não aconteça nenhuma ação política, ou econômica, por parte do governo enquanto há uma nova avalanche de dinheiro vindo por ai.

    Então, com essa dinheirama toda surfando no mundo, o preço das commodities está subindo forte. Bom para as exportações que o Brasil escolheu manter. Isto é, vamos finalmente voltar aos anos 50 do século passado quando nosso parque industrial estava recém começando a ser instalado. Política do governo, isto é socializar o Brasil.

    Acabar com a indústria e os empreendedores, objetivo final da política petista, criado pelo ódio destilado por todos esses anos em que o partido era oposição.
    Manter o país no atraso vendendo os bens dos brasileiros e dando os seus recursos naturais para que os chineses construam a riqueza deles.

    Mas isso é a nossa realidade, o povo quer assim e vamos em frente.

    A avalanche de dinheiro deveria estar causando uma verdadeira euforia nos mercados. Mas não é isso o que estamos vendo pelo mundo, e muito menos no Brasil.

    O que está verdadeiramente acontecendo é que o mundo está vendo a China importar tudo o que pode de todas as commodities possíveis e não quer saber a que preço. Estão mudando as montanhas de lugar. A de ferro do Brasil, a de cobre do Chile, e toda a comida estocável ou não está sendo avidamente comprada. Eles compram o básico, enquanto nos vendemos. Eles vendem o supérfluo, enquanto nós importamos e não somos mais capazes de produzir o supérfluo.

    Está em todos os jornais que ainda criticam as ações do governo, e também as estatísticas que mostram que nossa indústria tem o mesmo peso hoje no PIB do que tinha em 1952.

    Enquanto a avalanche de dinheiro está ainda nos cofres dos bancos, e duvido que de lá saia na forma de empréstimos ou crédito para alguém, os governos que estão atolados em dívidas estão fazendo seus próprios movimentos, isto é, aumentando impostos.

    Cortar gastos? Nem pensar.

    Como aumentar impostos ou cortar gastos é contra o bom senso econômico dos socialistas, e eles sabem que isso trará queda de consumo e certamente recessão, tratam de aliviar as coisas criando junto algum tipo de benesse para os mais necessitados, uma Bolsa qualquer que mostre como eles são bonzinhos e precisam de seus votos.

    A atitude necessária, isto é economizar e pagar a dívida, é uma receita da direita, do capitalismo, e eles jamais farão isso abertamente, mostrando a cara.

    Mas essa receita terá de acontecer mais cedo ou mais tarde. Não há outra saída além de dar um calote e, como o calote é do país, não há Serasa capaz de fazer medo.

    Um calote quer dizer mudanças drásticas na forma capitalista e de uma hora para outra, sem que se possa planejar.

    Mais cedo ou mais tarde!http://nathalcandlesticks.blogspot.com/

  85. PARTIDO - PÊQUEPÊ

    -

    13/03/2012 às 14:51

    .
    CARISSIMO REINALDO,
    .
    VOCE NAO ESTA SOZINHO NISSO. TENHO CERTEZA QUE HA AINDA MUITA GENTE DECENTE. GENTE JUSTA
    .
    A MAIORIA ESTA EM BANHO MARIA E HA OUTRA MINORIA. ESSA COMPOSTA DE GENTE DO MAL
    .
    PODE SOAR ESQUIZITO. MAS UM DIA ESTE DIA IRIA CHEGAR E TALVEZ TENHA CHEGADO. TALVEZ ESTEJAMOS VIVENDO REALMENTE TEMPOS ….. humm… APOCALIPTICOS ?
    .
    VAMO LA… PERSEVERAR ATE O FIM
    .
    .
    ESSA TURMA JA PENSOU EM SENSURAR TEXTOS DE ESCRITORES ISLAMICOS ??? AQUELES EM QUE ELES INCITAM A DESTRUIÇAO DO OCIDENTE E A SUBJUGAÇAO DO POVO OCIDENTAL E INFIEL ?
    .
    ULTIMAMENTE SO DESCEM O PORRETE NOS JUDEUS, TENTAM SATANIZAR OS JUDEUS, MAS AGORA ELES SAO UTEIS, AGORA ELES PRECISAM SER DEFENDIDOS E PROTEGIDOS DE DANDE. DANDE … ESSA PRAGA , CRÉDO, OÇÊ AINDA LE DANTE? NAO, NAO PÓE MAIS! ELE É ANTI SEMITA , ANTI ISLAMICO E ANTI ABORTO, PARECE, ALGO ASSIM… TANTO FAZ, O QUE IMPORTA AGORA É DEMONIZÁ O DÂNTI ( É BACANA E MODERNINHO)
    .

  86. MINO NETO

    -

    13/03/2012 às 14:46

    CONFESSO QUE FIQUEI CURIOSO COM A LINHA DE RACIOCÍNIO DO ADVOGADO Daniel Goldman – 13/03/2012 às 12:44 : “Pode um Juiz negar a um casal o divórcio, porque proibido pelas Leis da Igreja? É evidente que não. E o crucifixo só torna duvidosa esta realidade, porque o Juiz concede o divórcio sob o símbolo máximo da Igreja Católica.”
    .
    O DANIEL É ADVOGADO E TALVEZ PODERIA NOS TRAZER ALGUM CASO ONDE O JUIZ DEIXOU DE CONCEDER O DIVÓRCIO EM VIRTUDE DO CRUCIFIXO ESTÁ PRESENTE EM SALA DE AUDIENCIA. OU: QUE A AUSENCIA DO CRUCIFIXO TENHA IMPEDIDO QUE A CONSCIENCIA CRISTÃ DE UM TAL JUIZ (CRISTÃO) AFLORASSE DE MANEIRA EQUIVOCADA E, ASSIM, IMPEDISSE A APLICAÇÃO DO DIVÓRCIO PREVISTO EM LEI.
    .
    ORA, NAO É A PRESENÇA DO CRUCIFIXO QUE VAI EVENTUALMENTE CONDUZIR DE FORMA EQUIVOCADA A CONSCIENCIA DE UM JUIZ CRISTÃO NA APLICAÇAO DA LEI. A VINGAR ESSE RACIOCÍNIO, TODO JUIZ ATEU SERIA PASSÍVEL DE SUSPEIÇÃO AO EXAMINAR CASOS REFERENTES AS GARANTIAS E DIREITOS DAS RELIGIÕES.
    .
    OU SERÁ QUE OS JUÍZES ATEUS FORAM AGRACIADOS COM O STATUS DE NEUTRALIDADE VEDADO AOS JUÍZES RELIGIOSOS??

  87. Maria Regina Zaiden

    -

    13/03/2012 às 14:44

    Caríssimo Reinaldo,
    Embora não costume fazer comentários aos seus textos, que, alíás, considero excelentes e de leitura diária obrigatória, não posso me calar agora, diante deste que trata da tentativa de censurar a Divina Comédia. Fiquei horrorizada com tal pretensão e penso que logo, logo vão querer censurar a Bíblia Sagrada pelas mesmas motivações. Admiro-o por sua coragem em não se calar, mesmo diante de graves ameaças. Que Deus continue a protegê-lo da sanha desses potenciais criminosos que lhe dirigem essas ameaças, bem como de todos os outros males!

  88. Marco Gaúcho

    -

    13/03/2012 às 14:43

    Chê Reinaldo, nada do que foi dito por ti, nada do que foi dito nos comentários, ou que possa ser dito, nada é capaz de expressar o desprezo por essa gente que se arvora de censor da história…O caso do crucifixo nos tribunais é um exemplo…triste exemplo. MAS…MAS…o Brasil tem salvação. e acho que tu, que tens o dom de expressar corretamente o que sentimos, poderia estudar o assunto: A CORRUPÇÃO ESTÁ SALVANDO O BRASIL !! É, exatamente isso. Acho até que o assunto deveria ser dissecado por VEJA. Se essa cambada que se autoconcedeu o título de salvador da pátria não fosse tão corrupta, nós teríamos sérios problemas. A sorte é que essa gente grita, esperneia, se atiram de defensores de pobres, de minorias, de oprimidos, e toda a baboseira, mas É SÓ ATÉ COMEÇAREM A BOTAR A MÃO NA GAITA (gaita aqui no sul é dinheiro). Então eles começam a receber os “royalties” pela função que ocupam, o dinheiro começa a entrar, eles deixam de tomar cachaça e passam a tomar vinho fino, deixam de comer buchada de bode e passam a comer camarão…e aí esquecem a ideologia barata que adquiriram ao ouvir a passeata na esquina…então a conclusão é simples: ainda bem que essa cambada tem preço !!! Viva a corrupção!!!

  89. errata pensante

    -

    13/03/2012 às 14:43

    Harold Bloom,em “O CÂNONE OCIDENTAL ” , publicado em 1994-portanto há DEZOITO ANOS , constata tristemente que os ‘ressentidos bandos de ‘lemmings’ estão a atirar-se dos penhascos quando condenam os livros que são canônicos para a nossa cultura ocidental. Um desses livros canônicos,segundo Blomm é “A DIVINA COMÉDIA” de Dante Aleghieri.Harold Bloom estuda 26 escritores ,’…necessariamente com certa nostalgia,pois tento isolar as qualidades que os tornam canônicos, ou seja, OBRIGATÓRIOS EM NOSSA CULTURA…” Bloom lamenta que ‘…tudo desmoronou,o centro não resistiu e a pura e simples anarquia se desencadeia sobre o que antes se chamava de “mundo culto”.
    Bloom identifica esses ‘lemmings’ como a “ESCOLA DOS RESSENTIDOS”, e afirma que o ‘idealismo ‘ dos ressentidos é ‘agora moda em nossas escolas e faculdades,onde todos os padrões estéticos e a maioria dos padrões intelectuais estão sendo abandonados em nome da harmonia social e do remediamento de injustiças históricas.’ Acusa a destruição do cânone por ‘ressentidos idealistas’ que estão conseguindo deixar de fora os melhores escritores que ‘por acaso sejam mulheres, africanos,hispânicos ou asiáticos , mas ANTES escritores que POUCO oferecem ,além do RESSENTIMENTO que desenvolveram como parte de seu senso de identidade.Bloom afirma que o herói desses ressentidos anticanonizadores é Antônio Gramsci e os seus fiéis seguidores ,os integrantes da ‘escola dos idealistas ressentidos’ são : 1 -As Feministas. 2- Os Marxistas . 3 -Os Lacanianos. 4 -Os Neo-Historicistas . 5- Os Desconstrucionistas. 6 -Os Semióticos.

    Só para encerrar : Bloom afirma que “Os neo-historicistas e seus aliados ressentidos tentaram reduzir e dispersar Shakespeare ,pretendendo desfazer o Cânone pela dissolução de seu centro.Curiosamente Dante, o segundo centro por assim dizer,não sofre ataque semelhante,nos Estados Unidos ou na Itália. SEM DÚVIDA VIRÁ ESSE ATAQUE,pois os variados culturalistas teriam dificuldade para encontrar um grande poeta mais contestável que Dante,cujo espírito violento e poderoso é POLITICAMENTE INCORRETO no mais alto grau.Dante é o mais agressivo e polêmico dos grandes escritores ocidentais,apequenando até mesmo Miltom nesse aspecto.”(páginas 80-81 da edição de 1994) Digo eu : Pois é, os ‘ressentidos’ agora se voltam contra Dante!! Heresia!!

  90. I.B.

    -

    13/03/2012 às 14:42

    Assim não demora muito a aparece alguma ONG feminista querendo proibir as obras do Eça de Queiroz, afinal o que fazem Padre Amaro e Primo Basílio com aquelas duas pobres mulheres é um absurdo. Não é não?

  91. EIKE PREGISSA

    -

    13/03/2012 às 14:39

    Daqui a pouco a bíblia será banido da terra.

  92. Felipe

    -

    13/03/2012 às 14:33

    “A cristofobia e o ódio ao Ocidente já puseram Dante na lista dos autores proibidos. Chegará a hora de Shakespeare, Chaucer, Camões, Milton, Cervantes… — toda essa gente asquerosa que construiu esse mundo ocidental de horrores, que dona Sereni e sua corja detestam.”

    Ora, tio Rei, pelos “argumentos” da corja maligna, o que eles mais querem censurar é a BÍBLIA.

  93. Serjoca

    -

    13/03/2012 às 14:31

    Veja, os esquerdistas estão fazendo, sob o estandarte do politicamente correto, o mesmo que Hitler fez, ao queimar livros, e que MAO fez com sua revolução cultural. Estamos assistindo à revolução cultural dos idiotas, que pretendem passar, de modo stalinista, uma borracha cultural no passado. Superficialmente bem intencionados foram muitos dos mais estúpidos e dantescos passos da humanidade até hoje.

  94. Artur

    -

    13/03/2012 às 14:29

    Quem financia estes imbecis pelo mundo?Alguém ja parou para pensar nos compridos braços do islamismo fanatico?A destruição da ordem cultural ,religiosa e etc,do ocidente interessa a quem?

  95. Lucas R. Zaine

    -

    13/03/2012 às 14:28

    Olá! Por favor (de novo, rs), permita-me: não publique este. O Cruzeiro do Sul é do céu, e o céu é de todos: Pai, Filho, Espírito (Santo), Assim Seja; Arte, Ciência, Amor, Ordem e Beleza. E uma estrela pede para dizer que não é intrometida coisa nenhuma, rs: experimente traçar um losango (quanto à proposta, não aplicável). Podem dizer: “mas o Cruzeiro do Sul é prontamente identificado ao Exército; e os torcedores do Atlético Mineiro?…”. O Cruzeiro do Sul é do céu, e, “lato sensu”, não baniria o crucifixo. Um abraço!

  96. Julio Daniel

    -

    13/03/2012 às 14:27

    Caro Reinaldo, quando puder, recomende aos seus leitores (principalmente os jovens) a o livro 1984 (que conhecia a 10 anos atrás, justamente por sua indicação). Ainda não vi nada melhor para nos vacinar contra o totalitarismo e sua sanha revisionista.
    Abraço

  97. bastião

    -

    13/03/2012 às 14:26

    Vamos a leitura da onu dos personagens do Walt Disney;O mickey é gilete,Anda com a miney e o coronel cintra,o pateta é nóia tá sempre ligado Ah….,uguinho,zezinho e luizinho são crianças abandonadas pelos pais e foram adotadas pelo pedófilo/bi sexual mickey e se tornaram viadinhos;O joão bafo de onça é alcoolatra,pervertido sexual e sofre de TOD,trantorno opositor desafiador e mantem um relacionamento secreto com a miney que é masoquista secretamente e foi levada a isso depois da leitura da divina comédia.O pluto é a encarnação do capeta disfarçado de cão,na verdade todos estão sob a sua influência malígna,ele é o próprio inferno de dante.E a onu?A onu é um peido em processo de materialização e ainda não chegou a merda.

  98. joca

    -

    13/03/2012 às 14:26

    TALVEZ, NÃO.
    CERTAMENTE NOSSOS NETOS PAGARÃO POR ISSO.
    E DEPENDENDO DA VELOCIDADE DA “CAMPANHA” ATÉ NOSSOS FILHOS, HOJE PUBERES E ADOLESCENTES.

  99. Anónimo

    -

    13/03/2012 às 14:26

    Até dá para entender porque não gostam do Inferno. Por mais que tentem desconversar, sabem que lá a coisa pega.

  100. Tarso

    -

    13/03/2012 às 14:25

    Uma coisa é certa: os autores dessa petição aberrante e infame foram cavar fundo na obscuridade e ociosidade de suas almas e intelectos.
    Para voltar ao primeiro substantivo citado por Reinaldo neste post (estupidez), gostaria de saber quem exatamente vai buscar inspiração em Dante Alighieri para praticar anti-seja lá o que for.
    A tal ONG poderia citar um caso concreto.
    ‘Meio’ caso, que seja.

  101. nana araújo

    -

    13/03/2012 às 14:25

    Reinaldo, conte conosco, tenho certeza que muitos dos seus leitores reconhecem o quanto vc deve estar assoberbado com todas essas ações pela destruição da civilização ocidental e da soberania nacional – no fim das contas, deve ser este o objetivo final de todas essas agendas: controle social da mídia, controle social da saúde, controle social da educação, aborto, eutanásia, destruição da família, etc, etc, etc.

    É EXATAMENTE SOBRE ESTA DESTRUIÇÃO QUE O PADRE PAULO RICARDO ALERTA.

    Estamos com você, tenha certeza disso!

    Forte abraço.

  102. EHR

    -

    13/03/2012 às 14:23

    Reinaldo,
    Tempos sombrios.

  103. Marco Aurélio Fedeli

    -

    13/03/2012 às 14:23

    Eu hein!

    Aplicado argumento a outros escritores, seria o caso de banir Shakespeare por conta do personagem Shylock em o Mercador de Veneza.

    E o personagem Fagin de Oliver Twist, obra prima de Charles Dickens? – Ele deve ser banido também?

    Devemos queimar todas as edições de Don Quixote, pela caricatura que faz dos insanos?

    Isso só prova que se murarem o mundo ele facilmente será confundido com um hospício e se puserem um lona por cima, com um circo.

  104. mayke

    -

    13/03/2012 às 14:23

    Reitero que pra mim nada muda se tiver ou não um simbolo religioso de qualquer ordem em repartições publicas.

  105. Leonardo

    -

    13/03/2012 às 14:22

    A literatura que é feita hoje é apenas reflexo disso. Quando colocam a crítica acima da obra de arte só produz arte medíocre, arte que se diz “engajada-em-causas-nobres”, arte informativa. O processo é de idiotização da massa, não pouco veremos queimar livros em praça pública. É uma droga ser escritor nos dias de hoje, em vez de termos uma crítica temos uma patrulha nos ouvidos dizendo o que devemos escrever.

  106. PARTIDO - PÊQUEPÊ

    -

    13/03/2012 às 14:22

    .
    CARISSIMO REINALDO,
    .
    ACABO DE LEMBRAR ALGO BEM INTERESSANTE E QUE NAO TEM NADA A VER COM O ASSUNTO DO TEXTO. VOU VOLTAR LA EM CIMA E RECOMEÇAR A LER…
    .
    O NOME DA ONG, ME LEMBROU UM POUCO O NOME DAQUELA BESTA QUE FEZ A TEORIA DO NOVO PRINCIPE, O TAL DO gremilin … BOM, DAI DIVAGANDO, ACABEI PENSANDO EM MENSAGENS SUB-LIMINARES, NAO SEI SE É ASSIM QUE SE ESCREVE
    .
    DAI LEMBREI QUE VI E TENHO ABSOLUTA CERTEZA QUE EM ALGUMAS PROPAGANDAS ELEITORAIS DO pt FOI USADO RECURSOS SUB-LIMINARES COMO POR EXEMPLO , NO MEIO DE UMA FALA OU IMAGEM, APARECE POR FAÇOES DE SEGUNDO A IMAGEM DA DILMA. O QUE MAIS ME CHAMOU A ATENÇAO É QUE MUITAS VEZES ELA APARECIA COM CARA DE BRAVA. INTIMIDADORA ATE. COMO QUERIAM , A IMAGEM DE DURONA TALVEZ OU QUEM SABE ATE INTIMIDAR MESMO. PARECE INSANIDADE DE MINHA PARTE, EU SEI, ACONTECE QUE É MAIS UMA INSANIDADE DELES. NO MEU LABOR EU LIDO COM FRAÇOES DE SEGUNDOS E IMAGENS. SOU ACOSTUMADO E TREINADO PARA PERCEBER CERTAS COISAS
    .
    NAS PROXIMAS ELEIÇOES, SERIA BOM GRAVAR OS PROGRAMAS DELES E PASSAR QUADRO A QUADRO … DEVE APARECER UMAS COISINHAS FORA DE CONTEXTO
    .

  107. nathaniel

    -

    13/03/2012 às 14:20

    Olá Reinaldo, olha mais um exemplo de como tudo neste governo lullopetralha se utiliza da técnica que vc comentou de não dar a menor atenção a perguntas ou questões levantadas sobre as atitudes do governo, o lance da janela utilizada para dobrar a opinião pública.
    .
    Lí na folha on line “O ministro Guido Mantega (Fazenda) disse nesta terça-feirA (13) que, sem as medidas adotadas pelo governo brasileiro para conter a valorização do real, a cotação do dólar estaria no patamar de R$ 1,4. “Toda a indústria brasileira estaria quebrada. Não teríamos competitividade”, completou, durante audiência pública na CAE (Comissão de Assuntos Econômicos), no Senado. Segundo Mantega, a principal medida de defesa do Brasil contra a crise internacional é a administração do câmbio.”
    .
    Entenderam, o governo não pode:
    - agir sobre os estorcivos spreads dos bancos que batem recordes de lucratividade no brasil lullo-petralha faturando em cima dos brasileiros
    - agir sobre os enormes gastos governamentais lullo-petralhas (700 ministérios, sendo q só7 executam trabalhos significativos)
    - parar de criar autarquias q custam milhões aos cofres públicos (a EBC, agencia de propaganda lullo-petralha paga com dinheiro dos brasileiros gastou mais de R$700 milhões só este ano e ainda vai criar uma divisão inteira de notícias internacionais com jornalistas estrangeiros pagos sem concurso, com a desculpa de que dentre os jornalistas da própria EBC, se não me engano mais de 130 cones, não têm ninguém competente para isso)
    - agir promovendo uma reforma tributaria que libere os empreendedores brasileiros das amarras que sustentam o lullo-petralhismo do poder, garantindo o controle donpartidão através do corporativismo estatal
    - agir promovendo um aumento da competitividade das indústrias que estão sumindo melhorando a infraestrutura do país, o q não fazem para manter os brasileiros nas mãos das benesses dos agentes do partidão em todas as repartições públicas
    .
    Percebam para o Mantega a única coisa que dá pra fazer é gastar milhões dos impostos dos brasileiros pra agir no mercado de câmbio, ele esqueceu de dizer q gostam também de aumentar impostos para investimentos no Brasil, como se fosse uma afronta dos estrangeiros ao brasil, ele se esquece q no brasil não temos assesso a linhas q o governomtêm, até a petrobras pega dinheiro no banco do brasil, e onde poderíamos pegar dinheiro se não fora? Quem ommantega acha q paga a conta do imposto a mais para captar recursos fora? Nós brasileiros, mas ele não esta nem aí pois o governo não paga imposto, recebe e bate recorde de arrecadação.
    .
    GENTE VOTO DISTRITAL É A ÚNICA SOLUÇÃO PARA SUMIR COM ESTE TIPO DE GENTE DO COMANDO DO PAÍS..
    .
    PORQUE VCS ACHAM Q A TOSCA DA MINISTRA DAS MULHERES FICOU PIANINHO QUANDO OS EVANGÉLICOS BATERAM DE FRENTE COM ELA NO CASO DO ABORTO? PORQUE O GOLPE DA REVISÃO DO CÓDIGO PENAL JÁ ESTAVA EM GESTAÇÃO…
    .
    OS LCARAS NÃO DEIXAM PONTAS SOLTAS..
    .
    VOTO DISTRITAL NELES… PODEM VER Q OS PETRALHAS MORREM DE MEDO DO VOTO DISTRITAL… PRECISAMOS MANTER A CORRENTE FIRME POIS ELES NÃO PERMITIRÃO O VOTO DISTRITAL DE JEITO NENHUM

  108. Anónimo

    -

    13/03/2012 às 14:20

    Tio Rei. Se é para radicalizar, então vamos radicalizar. Ficamos assim:
    - Retira-se o crucifixo dos tribunais, escolas, hospitais, ambulâncias, cemitérios, igrejas..tudo mesmo.
    - Retira-se também TODOS os feriados religiosos nacionais, estaduais, municipais. todos mesmo.
    - Derruba-se estátua do Cristo Redentor no Rio de Janeiro.
    - Mudam-se nomes de estados (Santa Catarina, Espírito Santo, São Paulo.
    - Incentiva-se de todas as formas possíveis o culto ao corpo, lesbianismo, homosexualismo, tudo quanto é BAIXARIA.PROSTITUIÇÃO.
    - Incentiva-se de todas as formas possíveis todo tipo de crime, corrupção, roubo, arrastão, suborno, propina, ladroagem, sacanagem.

    É isso que o povo quer, é isso que o povo gosta, é isso que o povo VOTA…só não reclamem depois.
    A opinião publica, tal como brilhantemente demonstrado na’janela de Oberton’ é a condução pacífica do GADO BRASILEIRO pelos labirintos do frigorífico á caminho do abate, do matadouro.
    E todo mundo quietinho (exército, Igrejas catolicas, evangélicas,partidos de oposição, pessoas de bom senso e do bem, inclusive (salvo este blog e algumas raras exceções nesse MAR de Idiotia) É o fim da picada mesmo. Acorda Brasil Abre o olho. O PT é comunista e está avançando á vista de todos.

  109. MINO NETO

    -

    13/03/2012 às 14:18

    MEU CARO André Ferreira – 13/03/2012 às 13:37, EMBORA CRISTAO, me atreveria ir um pouco mais longe no seu entendimento para dizer que para um ateu inteligente o crucifixo poderia significar mais que um pedaço de madeira; também um símbolo de nossa herança cultural e de certos valores caros ao nosso humanismo e democracia moderna, sem que suscitasse obviamente no indivíduo ateu qualquer sentimento religioso.

  110. alberto autran

    -

    13/03/2012 às 14:15

    Conte comigo.

  111. Anouk

    -

    13/03/2012 às 14:12

    Grande Rei!

  112. Agamenon

    -

    13/03/2012 às 14:03

    É o Diabo (mal) utilizando-se dos infames e imbecis farelos da raça humana para tentar destruir um HOMEM que faz sucesso e promove o bem há mais de 2.000 anos.
    Seguir os ensinamentos de Jesus não é para qualquer um, é preciso tenacidade e perseverança na fé.
    CRISTO SEMPRE VENCERÁ !!!

  113. aldo

    -

    13/03/2012 às 13:57

    O colega Fábio abaixo disse sobre a música “Atirei o pau no gato”. Já vi muitos querendo proibí-la. E Chaplin é inofensivo perto do Chaves. De acordo com o povinho que defende censura a tudo, menos à hipocrisia e a boca imunda dos fascistas disfarçados de defensores dos direitos da minoria, Chaves glorifica a tortura, agressão de crianças e ódio entre vizinhos. Talvez, como disse um outro colega abaixo, só os EUA esteja mais ou menos a salvo dessa cambada, pois lá tem uma Constituição que, apesar de sofrer ataques e ser retalhada por emendas, ainda consegue defender a liberdade de expressão. Eqto isso nós, nem Constituição temos…

  114. Luz no Fim

    -

    13/03/2012 às 13:54

    Sai a “Divina Comédia” e entra “Dilma, a Comédia”.

  115. Varlice

    -

    13/03/2012 às 13:47

    Também minhas faço as palavras de Mino Neto.
    Já em outra oportunidade expus minha preocupação para com você e a sua segurança.
    Que Deus o abençoe sempre. E que seu anjo da guarda receba hora extra para protegê-lo diuturnamente.

  116. Paulo Bentes

    -

    13/03/2012 às 13:46

    Acreditaria que essa corja não é picareta quando vir um deles se mudando para Teerã e professando a “liberdade”que o islamismo proporciona a seus fiéis(visto que a sharia criminaliza e pune a conversão de um muçulmano ao catolicismo,fato que não ocorre no caso de um cristão se converter ao islamismo no cristianismo).
    Quero ver essa sra. cobrar o estado laico na Arábia Saudita e fazer chacota com Maomé(como fazem com Cristo).
    Essa corja cospe no manto de liberdade que o cristianismo e a cultura ocidental lhes proporciona.
    Vamos lá sra.Sereni mude-sse para Damasco e se orientalize,pq se não fizer isso fica patente a sua canalhice intelectual e moral,criticando mas usufrindo todas as benesses do Ocidente

  117. brasil 2022

    -

    13/03/2012 às 13:46

    Vamos fortalecer a Igreja, dôe R$ 1 para a próxima Igreja que encontrar!!!

  118. Varlice

    -

    13/03/2012 às 13:44

    O pretexto, caro Reinaldo, é bem mais prosaico do que você escreve: é obter os famosos 15 minutos de glória e cair para sempre no ostracismo, aquele mesmo que Dante escreveu.
    No início do século XXI há uma faixa escondida que ninguém leu: “Lasciate ogni speranza voi ch’entrate…”.
    Que tempos!

  119. Wilk Milk

    -

    13/03/2012 às 13:44

    Estou abismado! Censura, aborto, infanticídio, proibição de falar e pensar, perseguição religiosa.. É isso que estes idiotas querem propor? Não! Não quero viver no munda asséptico destes canalhas. Querem acabar com a cultura e modo de vida ocidental, e vivem abrigados na nossas liberdades individuais (possível apenas onde há democracia). Quero ver se eles conseguem viver em locais como o Irã comanda por grupos fundamentalistas ou Coreia do Norte comanda pelos malucos vermelhos. Devemos dizer não e não a esta corja de imbecis (Hiii, não esqueci que não posso usar a palavra imbecil)

  120. André Ferreira

    -

    13/03/2012 às 13:37

    Professor, nós não compartilhamos a fé: embora de família e formação católica, perdi a minha há muito tempo. No entanto, gostaria de lembrar de dois textos: n’O Espírito do Ateísmo o meu xará André Comte-Sponville faz uma bela — amorosa até — defesa da tradição judaico-cristã na qual foi criado. E ontem comecei a ler Religião para Ateus, de Alain de Botton, que segue pela mesma linha elogiosa de toda a ritualística religiosa. Ambos boas referências para acabar com a palhaçada acerca da retirada de crucifixos das cortes.
    André Ferreira.
    P.S: Para um ateu o símbolo não deveria passar de um pedaço de madeira, certo?, não vai aí uma contradição no esforço obstinado para removê-lo?

  121. Levi

    -

    13/03/2012 às 13:33

    O pior não é isso. É que neste momento Dilma está reunida com seu Ministério para estudar a possibilidade de extradição desse meliante, o tal Dante Alighieri.

  122. joão carlos abdo

    -

    13/03/2012 às 13:32

    Tio Rei tem razão: a questão é de antiamericanismo puro. Devemos colocar uma bandeira dos EUA em cada sala.

  123. nana araújo

    -

    13/03/2012 às 13:29

    Tio Rei, veja essa corajosa mulher enfrentado as mulheres da comissão especial a favor do aborto! Que coragem, meu Deus! Que exemplo! Você vai ficar impressionado!

    http://fratresinunum.com/2012/03/13/em-defesa-da-mulher-brasileira/#comment-34299

  124. Jorge Silva

    -

    13/03/2012 às 13:26

    Qual será o próximo alvo? Aposto que Shakespeare. Depois só restará a eles censurar a Bíblia e perseguir quem segue o cristianismo…

  125. Fábio

    -

    13/03/2012 às 13:04

    Do jeito que pensam (?) a música “Atirei o pau no gato” será proibida das nossas crianças por incitar a violência contra os animais. Chaplin seria censurado pela obra-prima O Garoto por incitar uma criança ao roubo e a deliquência, seria depois processado por formação de quadrilha….

  126. Antonio

    -

    13/03/2012 às 12:55

    Estamos em guerra cultural, bombardeados dia e noite, sem sequer perceber o que se passa. A continuar assim, teremos um futuro sombrio.

  127. MINO NETO

    -

    13/03/2012 às 12:53

    REINALDO, VALE A PENA VOCÊ DIVULGAR O LINDO TRABALHO DESTA MULHER. QUE MULHER! A verdadeira e doce guerreira, Mulher Brasileira.
    .
    http://www.youtube.com/watch?v=N08kBi6EHps&feature=youtube_gdata_player
    .
    > Abaixo o feminismo e todos os “ismos”; e viva a Mulher!

  128. carlos

    -

    13/03/2012 às 12:50

    Boa tarde Reinaldo. Isso é o que ocorre quando não existe uma Constituição clara, que garanta a liberdade de expressão e os direitos civis à TODOS. A maioria sempre oprimiu a minoria, proibiam casamento civil gay, ditavam regras, censuravam filmes, censuravam artistas, sob desculpe de pedofilia criaram leis para invadir a privacidade e ao invés de ir atrás de pedofilos passaram a perseguir blogueiros, artistas e usuários comuns, proibiram até mulher de ser livre em escolher a profissão (ainda o fazem na Suécia, Noruega, Islândia, Finlândia…) e ai está o resultado, a minoria se revolta. Hoje querem proibir tudo que discordam, um filme fez piada com gay? homofobia, vamos proibir, um filme tem um negro dançando capoeira? racismo, vamos proibir. Mas esse não foi o mundo que a maioria criou? Por quanto tempo a maioria apoiou o fascismo e as proibições? Agora os silenciados começam a silenciar a voz da maioria e em breve reinará o silêncio, como nas mais brutais ditaduras. E tudo isso se dá porque nem aqui, nem na Europa existe uma Constituição que respeita a liberdade. Talvez só EUA tenha uma… e o povo vive a odiá-los.

  129. Daniel Goldman

    -

    13/03/2012 às 12:44

    Reinaldo, é a primeira vez que escrevo neste espaço, mas desde já quero deixar claro que sou um admirador de seus escritos. Com relação à proibição de livros, acho que há pouco a falar. Trata-se de uma das primeiras providências que qualquer Estado totalitário acaba por levar a efeito. A propria Igreja tem um longo histórico neste tema, com o odioso “Index Librorum Prohibitorum”.
    Já com relação aos crucifixos nos Tribunais, o tema é bem mais espinhoso. Sou advogado e judeu. É evidente que advogo em diversas salas onde estão presente crucifixos, o que não me causa qualquer sentimento controverso. Mas se um dia eu me tornar réu, não gostaria de ser julgado “sob a Cruz”. Mas também não exigiria a colocação de qualquer outro símbolo senão aqueles próprios do Estado Brasileiro e do Poder Judiciário.
    Sei reconhecer que, embora seja laico o Estado, sua tradição histórica é católica. E essa tradição histórica não pode e não deve ser apagada.
    No entanto, entendo que o Poder Judiciário, em especial, deve se despir de quaisquer símbolos religiosos, como a afirmar que nos Tribunais vale a Lei dos Homens, sem qualquer interferência religiosa indevida. Pode um Juiz negar a um casal o divórcio, porque proibido pelas Leis da Igreja? É evidente que não. E o crucifixo só torna duvidosa esta realidade, porque o Juiz concede o divórcio sob o símbolo máximo da Igreja Católica.
    É interessante que você faça um paralelo entre a “perseguição aos crucifixos” e o antiamericanismo, este odioso sentimento que parece contaminar boa parte da população mundial. Eu tive aula com um brilhante constitucionalista, Dr. Paulo A. Casseb, que aliás discordava da retirada dos crucifixos das salas do Poder Judiciário (justamente em nome da tradição histórica do Brasil), que costumava frisar que, de todos os Países onde há a separação entre Estado e Igreja, os mais rígidos neste assunto são a França e os EUA.
    Nestes Países até uma árvore de natal em um local público pode gerar infindáveis discussões jurídicas.
    Veja, Reinaldo, apenas como exemplo, a questão da Cruz colocada em um terreno público em Mount Soledad, na Califórnia. A ação é de 1989 e ainda não foi julgada pela Suprema Corte. Houve uma decisão dizendo que a Cruz foi colocada lá não por razões religiosas, mas como sinal de sacrifício militar. Mas uma decisão de uma Corte de Apelação julgou a Cruz inconstitucional.
    Talvez isso seja um exagero, mas um dos pilares da construção deste grande e glorioso País que são os EUA foi justamente a separação entre Estado e Igreja, assegurada pela primeira emenda.

  130. @amadeumetal

    -

    13/03/2012 às 12:43

    Pq esses valentes não chegam na Arábia Saudita ou Irã e tentam proibir o alcoorão? Esse livro é homofóbico,incita a violência contra não islmicos e mulheres!
    Vão se catar bando de veados!!
    A vantagem disso tudo é q até pessoas de pouca fé igual a mim começa acender dentro d nós nossa vontade de defender nossa cultura !

  131. Pastor Wilson Souza

    -

    13/03/2012 às 12:41

    Este fato infelizmente não surpreende-me em nada, logo, logo, será proibida a divulgação ou até mesmo a publicação de textos bíblicos, duvidam? Tudo não passa de um grande balão de ensaio, começa por livros menores (em questão de circulação) até chegar aos de maior escala, tudo o que for contra a “minoria ditatorial” dominante será e deverá ser excluído, como diz a canção da banda Metallica “sad but true”… Triste, mas, verdadeiro…

  132. BOB

    -

    13/03/2012 às 12:38

    Se censuram a Divina Comédia, falta pouco para censurarem a própria Biblia Sagrada.

  133. ACPN

    -

    13/03/2012 às 12:36

    Há pouco mais de 15 anos, nos EUA , “intelectuais” fascistas de esquerda, queriam proibir “As Aventuras de Huckleberry Finn” nas escolas americanas, sob o pretexto de que era racista e instigava a violência e o ócio. Houve dezenas de simpósios, palestras, congressos sobre o tema. Alguns queiram colocar o esquife de Mark Twain na cadeia.

  134. Sandra

    -

    13/03/2012 às 12:36

    Mitologia grega, então, será banida das escolas.
    Ou o problema é só com o cristianismo? Todo o resto é diferença cultural a ser respeitada, inclusive sacrifícios humanos?

  135. SidneyCWB

    -

    13/03/2012 às 12:35

    Como Reinaldo diz: Censurar obras cristãs é fácil. Quero ver censurar obras e idéias muçulmanas lá na terra deles. Queria ver uma passeata de homossexuais em Teerã. Uma passeata a favor da maconha em Bagda.

  136. Norma Braga

    -

    13/03/2012 às 12:35

    Reinaldo,
    De fato, um horror. Trata-se do prolongamento de uma tendência já antiga dos “Estudos Culturais”, que invadiram as Faculdades de Letras há alguns anos classificando as obras literárias em “literatura feminista”, “literatura negra”, “literatura gay” etc. A boa obra literária, para seus proponentes, deve se conformar aos princípios politicamente corretos, ou seja, defender os “oprimidos” dos “opressores”. No meio acadêmico americano, por exemplo, para os professores de Estudos Culturais, é comum que Shakespeare seja considerado um mau autor porque, em suas peças, as mulheres não têm “consciência de classe”. O negócio é que, agora, como você bem denuncia, esses absurdos já ampliaram seu raio de ação para além das fronteiras acadêmicas. John M. Ellis traça a genealogia desse amálgama espúrio de marxismo cultural e literatura, identificando suas origens em nada mais nada menos que… Foucault! O assunto é tratado por ele, com muitos exemplos impressionantes, em um livro fantástico chamado Literature Lost. Aprendi muito com essa obra e a recomendo. Grande abraço!

  137. Adriano

    -

    13/03/2012 às 12:31

    Rei, e o David Cameron, hein? Tá me parecendo mais um trabalhista ou um liberal-democrata infiltrado no Partido Conservador do que alguém digno desse nome. Agora é ele quem quer crucificar os crucifixos. http://www1.folha.uol.com.br/colunas/joaopereiracoutinho/1060384-crucificar-os-crucifixos.shtml

  138. Ali

    -

    13/03/2012 às 12:30

    perdão “NÃO QUEREM”

  139. Ali

    -

    13/03/2012 às 12:29

    Reinaldo, isso eu posso afirmar, as pessoas não imaginam o quanto as moças de origem árabe MÃO QUEREM casar com seus “brimos”, por conta dessa bestialidade dos maltratos às mulheres. Mas é fácil notar que temos “mulheres ocidentais” (algumas até ministras bico largo 44) defendendo assassinos e ditadores do oriente médio que patrocinam esses massacres individuais. O ódio contra a civilização cristã e o Ocidente une os covardes de todo o planeta.

  140. André

    -

    13/03/2012 às 12:28

    Só a fulaninha italiana é inteligente,só ela é capaz de perceber se a figura A ou B é tratada de maneira depreciativa ou não em um livro.O resto do mundo,ignorante que é não é capaz de ler um livro e perceber certas coisas. Ai,ai… será que existiu na história humana um tempo mais estúpido que esse?

  141. João Silva

    -

    13/03/2012 às 12:26

    A obra de Dante é, claramente, para pessoas com um mínimo de capacidade intelectual e, portanto, com um mínimo de capacidade de um olhar crítico; não faz, portanto, sentido a censura. A obra de Lobato é para crianças; achei adequada a postura final da CNE de exigir uma nota explicativa. Mas os crucifixos estão nos tribunais para todos, sua essência de objeto religioso ainda é presente e nem todos conseguem fazer a leitura de que se trata de simples objeto histórico (eu, aliás, acho que não é só isso).
    Sei que nesse assunto estou em lado oposto a muita gente boa (para minha surpresa até o Mainardi), mas acho que é isso que nos difere dos seguidores dessa turma aí fora.

  142. Livre

    -

    13/03/2012 às 12:26

    Se eu vivesse 200 anos, não veria proposta mais estúpida que a dessa tal entidade italiana!!! Tristes tempos!!!

    EU SOU ORGULHOSAMENTE OCIDENTAL! NAO ODEIO A MINHA CULTURA! AMO-A APAIXONADAMENTE!

  143. Si

    -

    13/03/2012 às 12:23

    Eu acho que nada tem que ser proibido. O véu islâmico não tem que ser proibido na França e em lugar nenhum e o crucifixo não tem que ser proibido tb. Detesto essa coisa de “nós, os cristão, eles os muçulmanos”. Estamos todos no mesmo barco, se estoura guerra religiosa todos nós seremos atingidos. Olha o que acontece no Oriente Médio, quem morre com as bombas dessa guerra interminável entre palestinos e israelenses? O povo, muita gente que tá nem aí pra esse conflito. Detesto intolerância religiosa. Sou católica e nada disposta a conflito com judeus, muçulmanos, ateus e etc.

  144. capitão

    -

    13/03/2012 às 12:22

    OFF-TOPIC
    Aborto e ongs internacionais

    REINALDO, segue um código de um vídeo de 4 minutos de uma fala de uma mãe brasileira no congresso, no último dia 8, Dia Internacional da Mulher. A jovem puxou a orelha das doutas da Comissão da Defesa da Mulher (que defendem o aborto) e disse que elas sabem que representam os interesses de ongs ligadas a fundações americanas que pregam o aborto.
    Enquanto ela fala, nota-se o constrangimento e certo desprezo por uma mulher, mãe, que denuncia a defesa do aborto como algo contra os interesses das mulheres do Brasil.

  145. Erick

    -

    13/03/2012 às 12:20

    (ironic mode on) Já que baniram crucifixos de algumas repartições públicas, acho q aquelas cruzes q estão nos cemitérios de nosso pais são uma tremenda ameaça ñ? imagina a imagem do cristianismo ali a vista de todos!!! e aquela cruz vermelha nas ambulancias??? aiaiai terrivel!!! decidido, vamos entrar na justiça para banir qualquer coisa q se pareça com cruz em nosso Brasil, sob pena de prisão. (Ironic mod off)

  146. Paulo

    -

    13/03/2012 às 12:17

    Tenho um primo missionário em país árabe e de vez enquanto temos noticia de atrocidades praticadas.

    Me desculpa Rei. Mas que está senhora merece apanhar até ficar com o lombo ardendo merece mesmo. Como alguem em sã consciência se é que tem fala uma cretinice como esta.

  147. EYMARD TIBÃES

    -

    13/03/2012 às 12:12

    A filha de Billy Graham (Anne Graham Lotz) estava sendo entrevistada no Early Show e Jane Clayson perguntou a ela:

    ‘Como é que Deus teria permitido algo horroroso assim acontecer no dia 11 de setembro?’

    Anne Graham deu uma resposta profunda e sábia:

    ‘Eu creio que Deus ficou profundamente triste com o que aconteceu, tanto quanto nós.
    Por muitos anos temos dito para Deus não interferir em nossas escolhas, sair do nosso governo e sair de nossas vidas.
    Sendo um cavalheiro como Deus é, eu creio que Ele calmamente nos deixou. Como poderemos esperar que Deus nos dê a sua benção e a sua proteção se nós exigimos que Ele não se envolva mais conosco?’
    À vista de tantos acontecimentos recentes; ataque dos terroristas, tiroteio nas escolas, etc…
    Eu creio que tudo começou desde que Madeline Murray O’hare (que foi assassinada), se queixou de que era impróprio se fazer oração nas escolas Americanas como se fazia tradicionalmente, e nós concordamos com a sua opinião.
    Depois disso, alguém disse que seria melhor também não ler mais a Bíblia nas escolas…
    A Bíblia que nos ensina que não devemos matar, roubar e devemos amar o nosso próximo como a nós mesmos. E nós concordamos com esse alguém.
    Logo depois o Dr. Benjamin Spock disse que não deveríamos bater em nossos filhos quando eles se comportassem mal, porque suas personalidades em formação ficariam distorcidas e poderíamos prejudicar sua auto-estima (o filho dele se suicidou) e nós dissemos: ‘Um perito nesse assunto deve saber o que está falando’. E então concordamos com ele.
    Depois alguém disse que os professores e diretores das escolas não deveriam disciplinar nossos filhos quando se comportassem mal. Então foi decidido que nenhum professor poderia tocar nos alunos…(há diferença entre disciplinar e tocar).
    Aí, alguém sugeriu que deveríamos deixar que nossas filhas fizessem aborto, se elas assim o quisessem. E nós aceitamos sem ao menos questionar.
    Então foi dito que deveríamos dar aos nossos filhos tantas camisinhas, quantas eles quisessem para que eles pudessem se divertir à vontade. E nós dissemos: ‘Está bem!’
    Então alguém sugeriu que imprimíssemos revistas com fotografias de mulheres nuas, e disséssemos que isto é uma coisa sadia e uma apreciação natural do corpo feminino.
    Depois uma outra pessoa levou isso um passo mais adiante e publicou fotos de Crianças nuas e foi mais além ainda, colocando-as à disposição da internet. E nós dissemos: ‘Está bem, isto é democracia, e eles tem o direito de ter liberdade de se expressar e fazer isso’.
    Agora nós estamos nos perguntando porque nossos filhos não têm consciência e porque não sabem distinguir o bem e o mal, o certo e o errado; porque não lhes incomoda matar pessoas estranhas ou seus próprios colegas de classe ou a si próprios…
    Provavelmente, se nós analisarmos seriamente, iremos facilmente compreender: nós colhemos só aquilo que semeamos!!!
    Uma menina escreveu um bilhetinho para Deus: ‘Senhor, porque não salvaste aquela criança na escola?’ A resposta dele: ‘Querida criança, não me deixam entrar nas escolas!!!’
    É triste como as pessoas simplesmente culpam a Deus e não entendem porque o mundo está indo a passos largos para o inferno.
    É triste como cremos em tudo que os Jornais e a TV dizem, mas duvidamos do que a Bíblia, ou do que a sua religião, que você diz que segue ensina.
    É triste como alguém diz: ‘Eu creio em Deus’.
    Mas ainda assim segue a satanás, que, por sinal, também ‘Crê’ em Deus.
    É engraçado como somos rápidos para julgar, mas não queremos ser julgados!
    Como podemos enviar centenas de piadas pelo e-mail, e elas se espalham como fogo, mas, quando tentamos enviar algum e-mail falando de Deus, as pessoas têm medo de compartilhar e reenviá-los a outros!
    É triste ver como o material imoral, obsceno e vulgar corre livremente na internet, mas uma discussão pública a respeito de Deus é suprimida rapidamente na escola e no trabalho.
    É triste ver como as pessoas ficam inflamadas a respeito de Cristo no sábado, mas depois se transformam em cristãos invisíveis pelo resto da semana.
    Você mesmo pode não querer reenviar esta mensagem a muitos de sua lista de endereços porque você não tem certeza a respeito de como a receberão, ou do que pensarão a seu respeito, por lhes ter enviado. Não é verdade?
    Gozado que nós nos preocupamos mais com o que as outras pessoas pensam a nosso respeito do que com o que Deus pensa…
    ‘Garanto que Ele que enxerga tudo em nosso coração está torcendo para que você, no seu livre arbítrio, envie estas palavras a outras pessoas’.

  148. Sergio S. Oliveira

    -

    13/03/2012 às 12:09

    Concordo com você em gênero, número e grau. Para mostrar que são intelectuais e ou modernos, muita gente está fazendo vista grossa ao que está se passando. Um dia, e espero que jamais aconteça, poderão todos se arrepender por não defender o Cristo, o cristianismo e a nossa cultura.

  149. Leonardo

    -

    13/03/2012 às 12:05

    Faco minhas as palavras de MINO NETO – 13/03/2012 às 11:52

  150. Ademar

    -

    13/03/2012 às 12:05

    Essa paranóia cretina politicamente correta está emburrecendo o mundo. E aqui em Banânia, com a colaboração, velada e declarada, do lulopetismo.

  151. V. Lourenco

    -

    13/03/2012 às 12:03

    Decerto vão querer probir também “O Paraíso Perdido”.

  152. Euder Faber

    -

    13/03/2012 às 12:03

    Aqui no Nordeste se diz que a imprensa é marrom quando está vendida ao governo, pelo visto o marrom está se estendendo por todo o mundo ocidental. Não se fala quase nada da perseguição aos cristãos no mundo islâmico, budista, hindu e comunista. Agora, estamos assintindo uma perseguição por dentro, desta feita por aqueles que têm ódio do cristianismo, mesmo colhendo os louros dessa cultura, os assim chamados secularistas. Enquanto isso a nossa grande mídia continua caladinha, caladinha, ela só se manifesta quando é para defender a causa gay, abortista, feministas…..

  153. Humberto Pinto

    -

    13/03/2012 às 12:02

    Ilustre Jornalista e Pensador
    REINALDO AZEVEDO

    “Antes que prossiga, uma consideração. Quando vejo rematados imbecis, idiotas notórios, vagabundos intelectuais de renome, vigaristas profissionais — a corja, enfim… — a defender a cassação e a “caçação” de crucifixos nos tribunais, não me incomodo, não. Dou um pé no traseiro da escória e pronto! Eu fico espantado é quando constato que pessoas que sei decentes, que são de bem, que realmente estão ocupadas em fazer do Brasil um lugar melhor, caem nessa conversa em nome do “laicismo do Estado”. Não se dão conta de que se trata de uma tentativa de apagamento da memória histórica; ignoram que não se pode julgar o passado com valores que são do presente. Esquecem que a reforma da memória é uma das taras do totalitarismo. Muito bem! Um advogado no Brasil quer depredar um patrimônio tombado em Brasília para retirar o crucifixo do STF. Ele é café pequeno perto do que vocês lerão abaixo. Chamo a atenção das pessoas de bem, eventualmente equivocadas nesse particular, para o horror com o qual estão flertando.

    A Senhora Valentina Sereni, a presidente da entidade que quer banir Dante das escolas italianas deveria rever a:
    “A teoria da evolução das espécies e da sobrevivência das espécies mais fortes na “luta pela vida” do naturalista inglês Charles Robert Darwin*(1809, 1882) que, na hipótese mais atrevida, apresenta o homem como resultado de uma inverossímil metamorfose de primata, foi publicado no seu célebre livro On the Origin of Species by Means of Natural Selection – Sobre a origem das espécies por meio de seleção natural – 1859, estabelece uma nova referência na busca da definição da origem do homem” e pedir a extinção desse estudo.

    …E conclui

    “Como corolário dessa linha de pensamento, a definição, com base nas opiniões derivadas da teoria naturalista, e a mais simplificada e a mais propagada nos livros escolares do ensino básico, é que, como foi dito acima, o homem é um animal racional”, e retirar das escolas esse ensino.

    http://humbertop.sites.uol.com.br/cap6ogravecisma.html

  154. Antonio

    -

    13/03/2012 às 11:57

    Há esse tipo de ser humano que é mesmo engraçado. Fala da Inquisição como se fosse o tribunal do inferno, mas adoraria queimar “uns catolicozinhos”. Queimam de outra forma. Sempre foram contra o Index da Igreja, no entando, que ironia, querem reeditá-lo a seu modo.

  155. Fabio

    -

    13/03/2012 às 11:57

    Caramba. Inacreditável. Será que o pessoal sabe o que é literatura? Daqui a pouco vão proibir também o Cemitério de Praga, de Umberto Eco. Um leitor desatento diria que o livro é anti-semita. Mas na verdade ele deixa claro como são criados factóides, posteriormente aceitos como fatos verdadeiros. Obras assim tem que ser lidas na essência, não apenas considerando as metáforas como literais e verdadeiras.

  156. SidneyCWB

    -

    13/03/2012 às 11:52

    Começo a ver os sinais que tão bem são descritos no Apocalipse da Bíblia.
    Penso que devemos deixar que eles façam o que quiserem, que morram internamente, que virem zumbis sub-humanos. Que queimem os livros, que ataquem as religiões, que enganem. No final eles serão os grandes perdedores. Quem tem fé que a guarde e que espere. O dia deles chegará muito mais rápido que esperam… Se chegarmos a ser proibidos de expressar nossa fé, que expressemos internamente, em nosso íntimo e que se dane o resto do mundo.
    Nossa civilização corre célere para o final, assim como todas as outras anteriormente. Esse é o ciclo humano, que não aprende com a história… E depois desta virá outra, e mais outra, e mais outra repetindo sempre os mesmos erros das anteriores…

  157. MINO NETO

    -

    13/03/2012 às 11:52

    MEU AMIGO REINALDO, NÃO SEI COMO NÓS BRASILEIROS IREMOS LHE RETRIBUIR O SERVIÇO QUE PRESTA A ESSA NAÇÃO.. PARA MIM É INSUPORTAVEL SÓ PENSAR O QUE ESTARIA ACONTECENDO NO BRASIL SE NÃO TIVESSEMOS SEUS PRÉSTIMOS NO JORNALISMO BRASILEIRO. ÉS UM DEMOLIDOR DE MISTIFICAÇÕES, DE INVERDADES..
    .
    NÃO SEI COMO ESSA NAÇÃO LHE PODERÁ RETRIBUIR, MAS PEÇO A DEUS EM MINHAS ORAÇÕES QUE LHE DÊ MAIS E MAIS TRANQUILIDADE, SERENIDADE, LUZ E PROTEÇÃO A VOCÊ E SEUS FAMILIARES.

  158. fontana

    -

    13/03/2012 às 11:48

    Os mesmos que condenam a Inquisição ,o fascismo,o nazismo e outras praticas tidas como anti-cultural e flagelos da humanidade , em pleno século XXI, defendem essas mesmas praticas em nome do HUMANISMO e da DEMOCRACIA.

  159. Jorge Machado

    -

    13/03/2012 às 11:46

    É OVO DA SERPENTE !
    E você Reinaldo, descobriu que ele está sendo chocado.

  160. gabriel

    -

    13/03/2012 às 11:45

    É a Inquisição às avessas!

  161. Tarso

    -

    13/03/2012 às 11:42

    Veja só o a deturpação proposital da substância das palavras. Primeiro, vestindo a máscara do bom-mocismo afetado, diz-se que “Nós não defendemos a censura…”.
    Logo depois, a máscara se transfigura na face mais horrenda do obscurantismo, “Pedimos, pois, que a Divina Comédia seja retirada dos programas escolares…”.
    Parece o carrasco que está prestes a arrancar sua mão com um machado falando “calma, calma, não vai doer nada”.

  162. Igor

    -

    13/03/2012 às 11:38

    Caro Reinaldo,
    Tenho pavor a qualquer tipo de perseguição (religiosa, ideológica, sexual, étnica …). Vejo que o mundo está perdendo seus valores em nome do maldito ” politicamente correto”. Usam-no para tipos deturpados de atitudes. Estamos voltando à caças as bruxas…

  163. Drakko

    -

    13/03/2012 às 11:37

    Estado de Direito, JÁ! às 11:11

    E eu tenho um tio que é padeiro …

  164. Drakko

    -

    13/03/2012 às 11:34

    Um ANJO me soprou essa informação…

  165. Drakko

    -

    13/03/2012 às 11:34

    É o retrocesso à idade das trevas patrocinado ironicamente pelos que se dizem progressistas.
    Cristão serão jogados aos leões e crucificados em vias públicas dentro de uma ou duas décadas. Um ajo me soprou essa informação…

  166. ClaudioM

    -

    13/03/2012 às 11:31

    Luiz R (10:52): “Logo, logo, teremos o Index agnóstico.” Não seria o Index ateu?

  167. ClaudioM

    -

    13/03/2012 às 11:29

    Pouco a acrescentar. Enquanto isso, os países islâmicos não têm essas afetações; apedrejam até a morte os “infiéis”…

  168. Anônimo

    -

    13/03/2012 às 11:26

  169. Anônimo de Todo Dia

    -

    13/03/2012 às 11:22

    Drakko das 9:58h, seria interessante ouvirmos a narrativa das vítimas dos movimentos de esquerda, incluindo os familiares daqueles que foram mortos pelos guerrilheiros tupiniquins. Pode nos iluminar?

  170. Sandra

    -

    13/03/2012 às 11:19

    Daqui a pouco começam as fogueiras. Primeiro os livros, depois os homens.

  171. Aaron Spelzer

    -

    13/03/2012 às 11:18

    Censurar a Divina Comédia é dantesco.

  172. Direitista

    -

    13/03/2012 às 11:14

    Chega mesmo a ser ridículo o Ocidente se deixar influenciar pelos perdedores sociais e culturais que há muito pouco tempo eram objeto de merecido desprezo.

  173. Estado de Direito, JÁ!

    -

    13/03/2012 às 11:11

    -
    Reinaldo, se não me falha a mem´roia, foi você quee screveu algo sobre NÃO TERMOS DIRIGENTES NO MUNDO, ou coisa assim… realmente,NÃO TEMOSM UM QUE SE DESTAQUE, e um prova disto, ssó para lembar. O LULA FOI DESTAQUE MUNDIAL, a Dilma está entre as 100 mais importantes ou coisa assim….. SARKOZY, OBAMA, CHAVEZ, OVO, CRISTINA, qeu não é a da novela, mas poderia ser… e muito mais… quem se destaca????????????????????????????????
    -
    -
    O MUNDO SOBRE OS EFEITOS DOS ANOS 60, sim, dos anos 60.. aquela cambada do “amor livre”, do “é proibido proibir”, “do levar vangatagem em tudo”, do desrepeito ao mérito, e vaI por aí……ESSA MOÇADA INFLUENCIOU A JUVENTUDE, QUE UM DIA SE TORNOU MESTRES, PROFESSORES, POLÍTICOS, JORNALISTAS, ARTISTAS e as consequencias não preciso citar…… NO BRASIKL, com o regime miltiar, a coisa também ficou feia, mVOCÊ EMSO JÁ DISSE QUE ENTROU NA DELS, esqeurdsitas, salvadores do mundo…..MAS FELIZMENTE, SE LIVROU, MEUS PARABÉNS…. EU, como já disse, tive um tio RUSSO, que fugiu dos comunistas, lá pelos anos 30/40….. FUI VACINADO DESDE CRIANÇA ….
    -
    -
    ESSA CAMBADA, PRINCIAPLENMTE OS QUE SE TORANRAM “PROFESSORES”, teve gande influência, e negativa na foramção dos nossos jovens, hoje, senhOres.. a grande maioria, NÃO TEVE A SUA SORTE, E NÃO CONSEGIU SE LIVRAR, assim, quando veiom o LuloPetismo, agora também Dilmês, a coisa ficou preta…..NADA QEU NÃO ESTIVESSE SIDO PREVISTO, O POR QUEM TEM UM OLHO, UM OUVIDO…NEM SE FAZ OU SE FEZ NECESSÁRIO TER OS DOIS….
    -
    -
    A CAMABDA SE ILFILTROU EM TODOS OS LUGARES, E AS ORGANIZAÇÕES INTERANCIONAIS NÃO SERIA EXCESSÃO….. juntou a turma dos DH,com os do AMBIENTE, com os …… que beleza!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    -
    -
    Preado, eu, você não veremos a cosia melhorar, teriamos de viver uns 200, 300 anos… até que o ser humanoa corde, veja os objetivos sessa gente, uma nova sociedade seja fromada… OS ESPÍRTIAS DIZEM QUE ESTAMOS PARA ENTAR NA FASE DA “DEPURAÇÔ, E O QUEE STAMOS PASSANDO FAZ PARTE DA LIMPEZA QUE SERÁ FEITA… faz sentidso… é muita coisa ruim ao mesmo temopo e em todos os lugares do mundo
    que Deus os proteja….
    -
    -
    -
    “Embora acabe eu, a minha fé não acabará; porque é a fé na verdade, que se livra acima dos interesses caducos, a fé invencível.” Rui Barbosa
    -
    -
    “É preciso ser forte e conseqüente no bem, para não o ver degenerar em males inesperados.” Rui Barbosa
    -
    “Quanto maior o bem, maior o mal que da sua inversão procede.” Rui Barbosa
    -
    “Sem o senso moral, a audácia é a alavanca das grandes aventuras. “ Rui Barbosa
    -

  174. Le Prevost

    -

    13/03/2012 às 11:08

    Muito bem posicionadas… Extremamente bem posicionadas, meu caro Reinaldo, suas ponderações acerca da cristofobia, etapa seguinte à disseminação de lances suportáveis e até mesmo elogiáveis do pensamento politicamente correto. Quero crer que trapaceiros intelectuais de projeção mundial movem-se a soldo daquilo que de pior existe na cultura islâmica, que é o terrorismo como prática de eliminar inimigos, reais e fictísicos, e a disseminação sorrateira do ódio nas franjas do pensamento politicamente correto como meio de fazer prosperar um caldo de cultura hostil à Civilização Ocidental, cujos pilares, sem dúvida alguma, assentam-se nos fundamentos da ética cristã… Na maravilhosa ética do Homem de Nazaré. Também lamento pelos internautas que possam eventualmente estar sendo impulsionados pela insistência no laicismo do Estado brasileiro, ou então movidos pelo preconceito evangélico contra a simbologia do crucifixo. Os fundamentalistas protestantes, em sua esmagadora maioria, aceitam a pura cruz simbólica, mas rejeitam-na quando ela ostenta o crucificado… Tenho igualmente pena destes fanáticos. Porém, não me iludo muito com o caráter daqueles que tanto pelejam por um inexistente conflito entre o Estado laico e o crucifixo. Prefiro vê-los como militantes um pouco mais dóceis – ou fingidos – da mesma motivação da tal de dona Sereni. Vejam o Diogo Mainardi, este sim o exemplo de um ateu esclarecido, culto e não devotado à ignorância que move a causa. Me conto também como exemplo. Não sou ateu, sou agnóstico, porém reconheço a ética cristão e o próprio cristianismo eclesial como as duas principais forças propulsoras da Civilização Ocidental. Tenho nesta a melhor de todas as civilizações. É o que me basta… e, ponto final!

  175. Tarso

    -

    13/03/2012 às 11:03

    Ando meio ressabiado é com a democracia ocidental. Aquela coisa de eleição, representação, em que o poder de tomar decisões está nas mãos da população etc.
    Caberia aí talvez a mesma pergunta relacionada à caça aos crucifixos no Brasil (entre vários outros temas): alguém na Itália foi eleito prometendo banir Dante Alighieri das escolas italianas?
    Eu sei que uma democracia plena deve resguardar direitos de minorias.
    Mas isso é muito diferente de permitir que grupelhos (que representam apenas a si próprios, suas idiossincrasias, obsessões e ressentimentos) se encastoem no aparelho do estado e passem a determinar até mesmo a revogação da herança cultural de um país.
    Pergunto: como uma democracia pode se defender dos efeitos colaterais da incrustação de grupelhos nas instituições nacionais?

  176. Anônimo

    -

    13/03/2012 às 11:01

    Tudo isso é um sinal de que a humanidade está entrando num período de trevas, tal como foi antes da segunda guerra mundial. Vemos a ascensão de um totalitarismo mundial camuflado de defensor de direitos humanos, mas que na verdade está a serviço do mal, da censura, do genocídio, do atraso, da miséria, do subdesenvolvimento. É uma luta contra o cristianismo, a moral, a família, a propriedade, os costumes, a liberdade individual e o Estado democrático de direito.

  177. luis

    -

    13/03/2012 às 10:59

    Caro Reinaldo,
    Sugiro a solicitação para esta ONG das leituras que recomendam. Vai ser muito educativo com certeza, sem liberdade, sem opinião, quem sabe livre daqueles subversivos como Platão e Aristóteles, ou aquele tal de Hume, ou então aquele salafrário Santo Agostinho. Ou, o melhor, livre daquela figura lamentável chamada Kant…

  178. maria

    -

    13/03/2012 às 10:56

    Rei fora de assunto. O franklim martins esteve em Curitiba essa semana fazendo seminário de discussão sobre marco regulatório da imprensa. Público alvo e convidados: militantes do partido pt e ” jornalistas”.

    Ainda publica a nota em folhetins por todo o interior do Pr. colocam de sala em sala de espera. escritorios , bancos enfim… em todos os lugares.(quem paga isso?)

  179. Ramon Navarro

    -

    13/03/2012 às 10:54

    Dentro da minha escuridão intelectual, gosto dos livros porque extraio sempre coisas com aplicabilidades em minha vida e por extensão uma melhora desta porém longe de ser um intelectual, admiro-os; deixo aqui o que o próprio autor alvo deste ódio destilado por essa gente deixou: “Então, sereis atribulados e vos matarão. Sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome MT 24:9, registrado no evangelho de Matheus. Nada mais me estranha.

  180. Leonardo Diniz

    -

    13/03/2012 às 10:53

    Bom, pelo menos a tara vai ficando mais clara. Mas, como parece que muita gente faz voto de estupidez, talvez não adiante. Gente que nunca viu um muçulmano na vida passou a se preocupar em protege-los da “islamofobia”, desde que o radicalismo islâmico se tornou o inimigo mais incômodo dos EUA. Descobriram uma forma ainda mais idiota de curtir essa doença mental infantil chamada “obscessão anti-americana” (Jean-François Revel).

  181. Luiz R

    -

    13/03/2012 às 10:52

    Prezado Reinaldo,

    Logo, logo, teremos o Index agnóstico. Com o agravante de possuir muito mais obras proibidas do que aquele nosso index original revogado por Paulo VI.

    Luiz

  182. Alex Dias

    -

    13/03/2012 às 10:47

    CRISTO RACISTA?
    “Pode um etíope mudar a sua cor?” A pergunta foi feita por Jesus cristo,judeu, e registrada pela Biblia.E aí,dona Valentina,O Filho do Homem também deve ser chamado às falas para dar “as devidas explicações” de qual a sua verdadeira intenção ao fazer tal questionamento?
    Do seu leitor Alex dias,de Lagarto,Sergipe.

  183. Alcides

    -

    13/03/2012 às 10:46

    A cristofobia é uma tese defendida e praticada pelos esquerdopatas de todos os credos e de todas as nacionalidades. São intelectuais de araque e antidemocráticos que têm ódio mortal e injustificado à Igreja, usam a mentira como arma, como faz no Brasil o PT e sua gente canalha. Lá como cá não valem um tostão furado. Têm inveja das benemerências que o cristianismo já fez pela humanidade.

  184. Valdir A. C.

    -

    13/03/2012 às 10:46

    Esse movimento é mundial e agem segundo uma mesma agenda. Em alguns países obtiveram maior espaço e em outros encontram maiores resistência. Infelizmente o Brasil se encontra entre os primeiros com uma sociedade tapada, honestos mas tapados, que se deixam levar pelo lorota do laicismo estatal e da síndrome dos coitadinhos injustiçados e excluídos. O que existe é um guerra mundial contra o cristianismo… matem o cristianismo e se destroe o ocidente. Discordo, neste item, do nosso nobre periodista e considero isso uma questão de fé, sim!

  185. Jorge

    -

    13/03/2012 às 10:43

    Ate os italianos querem se livrar daquele antro de pecados que eh o Vaticano!

    Soh no Brasil que ainda somos um bando de ogros das cavernas!!

  186. Hermengardo

    -

    13/03/2012 às 10:42

    Por falar em estupidez verde-amarela, sobre ciclistas e transportes urbanos, vejam a diferença entre holandeses e brasileiros:

    How the Dutch got their cycle paths:
    http://www.youtube.com/watch?v=XuBdf9jYj7o

  187. Ataíde

    -

    13/03/2012 às 10:39

    Acho a igreja católica fundamental ao equilíbrio do mundo. Veja-se que o Papa combate o comunismo/socialismo – apesar dos desmandos dos padres comunas. Mas o importante – e o equilíbrio – é a palavra do Papa. Sou espírita e evidentemente não me apego a objetos religiosos, porém sou capaz de manter – por exemplo – no automóvel, símbolos do catolicismo (e voltarei a freqüentar missas)… Tudo porque é necessário combater os esquerdóides – eles não medem conseqüências no afã de instalar o mal. Acabar com a cultura ocidental é parte da utopia do esquerdismo; é parte do “plano petralha” – mesmo que alguns ainda não se deram conta disso. Os esquerdopatas se não são ateus, até se tornam – para tentar o “paraíso” socialista na terra. Seu “deus” passa a ser gente como Stalin, Hitler e Mussolinni.
    Também é importante (como se tem visto) a atuação dos verdadeiros evangélicos contra o esquerdismo. Espero, por sinal, que estes não “apóiem” os esquerdopatas na luta pela “caçação” de crucifixos; Espero que tenham “muita calma nessa hora”. No momento, católicos e evangélicos precisam estacionar as diferenças e lutar contra a esquerda.

  188. Paulo Gomes

    -

    13/03/2012 às 10:35

    “Não vos conformeis com este mundo”. Admiro sua coragem em ser um dos poucos jornalistas compromissados com a verdade!

  189. Ze Gomes

    -

    13/03/2012 às 10:35

    Engraçado dizer que Dante causa isto, sendo que a divina comédia é um livro, publicado há muito tempo e no conteúdo representa a cultura de sua época, é como CENSURAR A HISTÓRIA, querer omiti-la e considerar que isto resolveria. Daí pra censurar também a Bíblia, depois o Corão – pois podem alegar as mesmas coisas sobre este dois Livros Sagrados e dos mais lidos no mundo.
    O RIDÍCULO é dizer que a Divina Comédia dissemina ideia e comportamentos pervertidos; MAS VEM CA´, E O BBB??? aquilo sim, é uma porcaria cheia de maus exemplos de comportamentos, preconceitos, mentiras

  190. mehraldas

    -

    13/03/2012 às 10:30

    JB 8:13
    Foi o que pensei: baixar a obra, visto que eu perdera a cópia que tinha. Obrigado pela versão em italiano.

    De resto, não consigo entender o que se passa. Parece que muitas pessoas estão descontentes com a evolução da humanidade, e querem voltar ao passado.

  191. Eduardo Fischer

    -

    13/03/2012 às 10:27

    “Os argumentos de quem caça e cassa um crucifixo são os mesmos daqueles que querem Dante fora da escola! ”

    Não os meus. Opus-me à presença de crucifixos em paredes (ou tetos, ou mesas) que representam o estado brasileiro (como nas paredes dos tribunais) por pensar que o estado não deve sustentar símbolos religiosos. Imagino no judeu ou umbandista que duela judicialmente com um cristão, ainda mais se religião for a causa da discórdia; está certo ter o símbolo de uma religião no tribunal? Penso que não. Tribunal deve ser (e parecer!!) neutro!
    Não tenho nada contra as igrejas (bom, tem umas picaretas), o Cristo Redentor do Rio (exceto ele ser feio) ou símbolos religiosos ostentados por pessoas como indivíduos. Está na mesma classe vestir a camisa do Barcelona, sustentar um crucifixo no pescoço ou tatuar Beatles na perna.
    Sou contra qualquer censura a livros como a Divina Comédia ou a própria Bíblia, que também tem umas passagens fortes, mas exatamente como você falou: faz parte da cultura e não devemos eliminá-la, mas sim aprender com ela. O mesmo para Monteiro Lobato ou Dante. Se são polêmicos e contundentes (nunca li a Divina Comédia), com ainda mais razão devem ser tratados na escola! Ou eles acham que os alunos e professores não têm capacidade de lidar com isso, e irão tomar tudo como uma nova diretriz para suas vidas, sem olhar para o contexto histórico do autor e da obra?

  192. Fred Selvagem

    -

    13/03/2012 às 10:27

    Eu gostaria muito que no Brasil também houvesse uma ONG propondo o banimento da Divina Comédia das nossas escolas. Para isso seria necessário que A Divina Comédia estivesse nas nossas escolas! Ai… vai sonhando, Selvagem…

  193. WHK

    -

    13/03/2012 às 10:27

    Bem, se os professores da USP, a principal Universidade brasileira acham que a solução para o País é um cara que se orgulha de ser analfabeto, professores que queiman livros são os que ditam regras, palavras são excluídas de dicionário por serem consideradas ofensivas.
    Ora, daí para se extinguirem as bibliotecas é só um pequeníssimo passo.

  194. Desocupados!

    -

    13/03/2012 às 10:22

    Até parece que já não temos problemas no mundo.Quando vão exigir uma burca na despudorada das Mona Lisa e começar a incendiar a Bíblia, aquele antro de indecência?

  195. celia

    -

    13/03/2012 às 10:20

    Será que Hitler, Stalin, Franco, Mussolini, Nero e outros monstros estão de volta? Contra a fome e a corrupção mundial ninguém levanta nenhuma bandeira, nem nestepaiz e nem no exterior. Tropa de sacanas…

  196. Maria C

    -

    13/03/2012 às 10:17

    Olhe Reinaldo, para mim, é falta de assunto sério para se ocupar. Quando o cidadão tem (boa) fonte de renda, vive num país democrático e quer aparecer tem que cavar algum assunto que provoque alguma reação e, assim, lhe dê visibilidade. Acontece com Dante o que se tentou aqui com Monteiro Lobato. Esperar bom senso dessas pessoas é inútil.

  197. LIVIO OLIVEIRA

    -

    13/03/2012 às 10:15

    Valentina Sereni…, juntamente com sua Ong, um bando de cretinos. Esse monturo, chamado Gherush92, tem status de assessoria especial do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas. Só poderia ser a ONU. Vade retro Satanás! Se esse povo não se arrepender de seus pecados, terá o mesmo destino daqueles pecadores que sofriam as penas do inferno nos cantos XXXIV, XXIII, XXVIII e XIV da Divina Comédia. Talvez inconscientemente seja esse o medo dessa gente. Sabem que suas ações são tão más, que merecem mesmo as penas infernais descritas naqueles cantos, e tentam a todo custo manter longe de si tais obras que denunciam esses pecados. Se esse tipo de intento prevalecer, Reinaldo, não vai ser apenas Dante que será censurado adiante, mas a Bíblia. Acredite, isso é apenas um ensaio geral para tentar criminalizar a Bíblia e perseguir os cristãos mais tarde. Que a reação a esse intento maligno venha forte. Para toda ação deve haver uma reação de mesma intensidade, mesma direção e sentido contrário.

  198. Rodrigo L.

    -

    13/03/2012 às 10:14

    Malditos vigaristas! Acusam a Igreja das mais diversas barbaridades (cometidas cada uma no seu tempo), mas querem, em pleno século 21, ressucitar o índice de livros proibidos? Que moral eles têm para falar da Igreja ou do cristianismo? Hipócritas!

  199. Elah

    -

    13/03/2012 às 10:13

    É Reinaldo, que tempos vivemos! Vivemos o tempo de cuidar da vida alheia, de apontar os defeitos “nos outros”. Nunca as sociedades foram tão mesquinhas e hipócritas. Aliás, sempre foram, mas era coisa ocultada. Agora não. Não lhe parece que há uma orquestração por detrás disso? Na Inglaterra, por exemplo, funcionários públicos cristão serão proibidos de mostrar qualquer símbolo cristão, mais precisamente o crucifixo em forma de pingente, etc. Deve haver um grupinho por aí louco para desencadear os acontecimentos do Apocalipse…

  200. Maschio

    -

    13/03/2012 às 10:13

    O próximo passo dos progressistas e amantes da diversidade será proibir a Bíblia Sagrada.

  201. Roberto Kenard

    -

    13/03/2012 às 10:06

    Lembrei de um professor obtuso do Alabama chamado Alan Gribben que reeditou o livro Huckleberry Finn, de Mark Twain, livre da palavra negro. Realmente, que tempos vivemos. Bom, aqui no Maranhão vivemos na pré-história. Há, por exemplo, o primeiro-cunhado Ricardo Murad, secretário de Saúde. Os ilícitos na secretaria são de tal ordem, que é difícil saber por onde começar. Comecei hoje a publicar alguns desses ilícitos. Se o amigo e seus leitores estiverem interessados, encontra-se aqui: http://www.robertokenard.com Grande abraço!

  202. Nego Heinz

    -

    13/03/2012 às 10:06

    Caro Rei,

    De memória, então Adorno não afirmou certa vez: “e quem nos livrará da cultura judaico-cristã?” O sujeito é um chato, mas de uma inteligência muito acima da média. O que ele havia percebido (e hoje está claro) é que não é a economia capitalista que sustenta os valores ocidentais, mas, ao contrário, são os valores ocidentais que deram e dão suporte para que prolifere o capitalismo. Estava ele apontando o verdadeiro inimigo do “éden terreno”. Tá aí: primeiro os cricifixos, depois o “cânone ocidental literário” e, por fim, a Bíblia (aliás, há certos trechos bíblicos que já estão sendo “evitados”, mesmo em escolas confessionais). Estou contigo. Esse mundo eu também não quero!
    Um abraço do Nego Heinz

  203. Everal Rimbald

    -

    13/03/2012 às 10:03

    Estupidez pouca é besteira… veja só aqui, o MP de Minas querendo ‘destombar’ Aleijadinho como patrimônio da humanidade (é sério!) : http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2012/03/12/interna_politica,282856/mp-vai-pedir-a-unesco-que-profetas-de-congonhas-deixem-de-ser-patrimonio-da-humanidade.shtml

  204. Silva

    -

    13/03/2012 às 10:00

    Sr. Sergio Melo, parece-me que está debochando dos cristãos? Se estiver errado, perdoe-me. Felicidades.

  205. Orlando

    -

    13/03/2012 às 9:59

    O que acho mais interessante é que os novos nazistas, espalhados pelo mundo, renasceram disfarçados de defensores dos direitos humanos e das minorias.
    Grande sacada.Não precisam de armas, fardas negras e por aí vai.Não precisam mandar queimar livros ou igrejas.
    Agora eles usam a lei e a imprensa para distorcer a realidade, enganar os tolos e, de uma forma mais envolvente e duradoura, chegarem aos seus objetivos.
    Continue acusando Rei!

  206. Joaquim Barreto

    -

    13/03/2012 às 9:58

    Descobriu-se o Monteiro Lobato italiano!

    E tem gente que acha que a Tia Nastácia é que sofre…

    Pobre de nós!

    Tudo pode acontecer neste enorme mundo pequeno…

  207. rafael

    -

    13/03/2012 às 9:57

    - Lasciate voi chi entrate ogni speranza…

    Ele já sabia! E Isso é só o começo.

  208. Peotor

    -

    13/03/2012 às 9:56

    Convém ser coerente. Por esse republicanismo, não há espaço na bandeira nacional para um lema de uma igreja (Igreja Positivista do Brasil). E, já que se está a falar de bandeiras, quem sabe a Inglaterra não deve modificar seu estandarte, afinal é a justaposição de três cruzes associadas a santos cristãos (S. Jorge, pela Inglaterra; S. André, pela Escócia; S. Patrício, pela Irlanda). E não vamos esquecer de banir Dickens (Oliver Twist) também. Eles criam seu próprio Index Librorum Prohibitorum, só que, no caso deles, entendem como virtuoso a mesma prática que abominam no catolicismo.

  209. Razumikhin

    -

    13/03/2012 às 9:54

    Não é possível que sejam tão burros. Há uma insistência generalizada em atacar os símbolos cristãos. Isso não é coincidência.

  210. Cristiano - EXÉRCITOS DE VIGARISTAS

    -

    13/03/2012 às 9:54

    Fazem isso porque são parte de um exécito privado de “satanistas não assumidos publicamente!”

  211. Luana

    -

    13/03/2012 às 9:54

    Nelson Rodrigues disse que se for dado a um imbecil um caixote de bacalhau para fazer sua pregação, em pouco tempo vários imbecis se reunirão para ouvi-lo. Creio que há, hoje, caixotes de bacalhau e boçais em excesso.

  212. Lúcia Helena

    -

    13/03/2012 às 9:48

    Voltamos a idade média????

  213. tony

    -

    13/03/2012 às 9:46

  214. Cris Azevedo

    -

    13/03/2012 às 9:45

    Por falar em totalitarismo… seria bacana você definir o totalitarismo aqui, Rei, para os que ainda não o reconheceram, o façam.Uma síntese “wikipediana”

    Totalitarismo (ou regime totalitário) é um sistema político no qual o Estado, normalmente sob o controle de uma única pessoa, político, facção ou classe que não reconhece limites à sua autoridade e se esforça para regulamentar todos os aspectos da vida pública e privada , sempre que possível. O totalitarismo é caracterizado pela coincidência do autoritarismo (onde os cidadãos comuns não têm participação significativa na tomada de decisão do Estado) e da ideologia , com um esquema generalizado de valores promulgado por meios institucionais para orientar a maioria, senão todos os aspectos da vida pública e privada, como faz o governo do PT. Os regimes ou movimentos totalitários mantêm o poder político através de uma propaganda abrangente divulgada através dos meios de comunicação controlados pelo Estado, um partido único que é muitas vezes marcado por culto de personalidade, o controle sobre a economia, a regulação e restrição da expressão, a vigilância em massa e o disseminado uso do terrorismo de Estado, mesmo que através do uso de “dossiês”, de “operações policiais” . É marcado pelo patriotismo, ufanismo e chauvinismo exacerbados, paranóia social e patrulha ideológica. Este sistema politiza tudo que é espiritual e humano. Aspirando ao domínio total da população em regimes pautados por teorias conspiratórias e uma realidade fictícia criada em meio a um desprezo pela realidade dos fatos, a propaganda totalitária é essencial para, num primeiro momento, a conquista das massas e arregimentar em torno de si uma enorme quantidade de simpatizantes, e, principalmente, para mantê-las sobre controle posteriormente, e dão realidade às afirmações fictícias do regime. Desta forma, o uso da propaganda nos regimes totalitários é tido como parte da violência, e vice-versa, sendo ambas complementares.

  215. a mão que embala o berço

    -

    13/03/2012 às 9:36

    Sai a Divina Comedia entra a “esdrúxula piada”, mais tarde vão querer tirar as pinturas do Miguelangelo da Capela Sistina, falar contra Leonardo da Vince e assim, irão reescrevendo a historia nojenta e abjeta, a mesma que os carcomidos petralhas estão tentando impor em banânia.

  216. Alberto Amorim

    -

    13/03/2012 às 9:36

    Querem censurar A Divina Comédia, de Dante! Até que ponto estes imbecispretendem mutilar as artes e a história? Em breve alas completas de museus e bibliotecas serão censuradas por este pensamento que vê distorcidamente o que lhe passa frente aos olhos!

  217. Gilmar - RS

    -

    13/03/2012 às 9:35

    Não, julgar fatos passados pela ótica atual é sinal de burrice , vigarice e falta de caráter, pois o que essa corja vai conseguir é exatamente a repetição da história, e quando chegar o momento ( espero que não tarde) , não haverá toga a ser respeitada, pois a fogueira vai tronar como na Idade Média, a era de luz onde o fogo divino purificará o mal na Terra.

  218. Frank

    -

    13/03/2012 às 9:33

    Nobre Azevedo aqui está uma excelente matéria publicada no midiasemmascas: http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/12888-onu-estimula-abortos-de-selecao-sexual-e-desvalorizacao-das-mulheres.html.
    É por isso que os ativista do aborto lutam, a mulherada que se cuido, pois elas sim são as maiores vítimas do aborto.

  219. Daisy

    -

    13/03/2012 às 9:31

    Reinaldo, entre os 7 bilhões que habitam este planeta, quantos, na verdade, leram a Divina Comédia? De quem falamos, ou sob qual ótica Dante tem sido estudado?
    Quem foi “esse cara” e que visão tinha da vida no seu tempo, considerando que a obra foi escrita entre 1304 e 1321?
    E, para quem não conhece “porcaria alguma” saiba a obra propõe que a Terra esteja no meio de uma sucessão de círculos concêntricos que formam a Esfera armilar e o meridiano onde é Jerusalém hoje. Seria o lugar atingido por Lúcifer ao cair das esferas mais superiores e que fez da terra santa o Portal do Inferno. Portanto o Inferno, responderia pela depressão do Mar Morto para onde todas as águas convergem, e os Paraíso e Purgatório seriam os segmentos dos círculos concêntricos, que, juntos, respondem pela mecânica celeste. Os cenários são comentados por ele, num texto que envolve todas as personagens bíblicas do antigo ao novo testamentos. E elas, são encontradas nas entranhas do inferno.
    As figuras principais do poema épico são: o próprio autor, que realiza uma jornada espiritual pelos três reinos do além-túmulo junto com seu guia e mentor Virgílio, o autor da Eneida.
    No meio de seus cantos existem frases como: No inferno os lugares mais quentes são reservados àqueles que escolheram a neutralidade em tempo de crise; Quem és tu que queres julgar, com vista que só alcança um palmo, coisas que estão a mil milhas?; Vês que a razão, seguindo o caminho indicado pelos sentimentos, tem asas curtas; Não se pode exprimir com palavras a passagem do estado humano ao divino; Contentai-vos em conhecer as obras de Deus; pois, se os homens tivessem podido conhecer todas as coisas, teria sido inútil o parto de Maria.
    Será que “esse cara” era anti-semita? Sob a perspectiva depois da 2ª. guerra do século XX, é evidente que sim! E, quanto a Maomé? Sim, é claro, pois foi um tipo de intruso pagão dos cânones vigentes no século VII!
    Ora, façam-me um favor: coloquem as coisas no tempo e no espaço corretos.
    Abraço.
    Daisy

  220. Da Ilha

    -

    13/03/2012 às 9:30

    Fiquei pensando se, no fundo, a intencao da Liga das Lesbicas nao seria apenas uma reacao ao fato de que aquele corpo ali exposto crucificado eh um corpo masculino…

  221. tonio cunha

    -

    13/03/2012 às 9:29

    O mundo esta vivendo uma verdadeira mudança de paradigma. Hoje o pais que domina economicamente o mundo é um pais que nao respeita a democracia e a soberania dos povos. A China, hoje berço do capitalismo, mantem seu povo na escravidao, e o ocidente aceita este regime somente por interesse economico. A primavera arabe, que todos dizem ser o renascimento arabe, nada mais é do que os movimentos islamicos articulando a queda das monarquias e a implantaçao de republicas islamicas, que uma vez no poder serao unicamente ditaduras religiosas. Os paises europeus em crise economica, e totalmente dependente da China, e esta comprando empresas e comercios na europa. Breve iremos ver os movimentos islamicos e o comunismo atuar com mais força na Europa, e derrubar govenos democraticos. O comunismo e o islamismo, sao irmaos siameses, eles nunca irao defender o estados democratico. A primeira fase é exatamente esta em curso, depois vem a ocupaçao real.

  222. Rods

    -

    13/03/2012 às 9:29

    REI.
    JÁ, JÁ, CHEGARÁ A HORA DA CENSURA AO EVANGELHO E MUITOS SE ALINHARÃO AOS CONCEITOS QUE SERÃO DELINEADOS PELOS DEMENTES.
    SIM, DEMENTES, MESMO QUE SE MOSTREM PESSOAS “..decentes, que são de bem, que realmente estão ocupadas em fazer do Brasil um lugar melhor..”
    NÃO REI, DESCULPE, NÃO SÃO DE BEM, SÃO SIM ADORADORAS DE MAMÓN (Lucas 16:13), NÃO CONFUNDA AS BOLAS.
    Rods

  223. Margaretha Jakab

    -

    13/03/2012 às 9:25

    Farenheit 451, 1953

  224. mceu

    -

    13/03/2012 às 9:22

    parece que o ser humano está perdendo a capacidade de simbolizar e isto é um péssimo sinal
    Valha-nos Deus !!!

  225. kt

    -

    13/03/2012 às 9:19

    Contribuindo para o index desse pessoal eu sugeriria que eles começassem com a Bíblia, censurando aquela história de sete dias na criação do mundo a aquele drama de Adão e Eva, que formam uma família careta e tradicionalista. Também vale pedir a censura de Camões, Dantes e Depois…O ideal para esse pessoal são os textos com 145 letras, e se possivel sem palavras. argh!!!!

  226. Direitista

    -

    13/03/2012 às 9:19

    (comentário corrigido)

    Reinaldo,

    Ainda ontem eu meditava sobre esse fenômeno no Ocidente. É um suicídio cego o que faz o Ocidente guiado pelos seus ressentidos e inimigos externos, sem se dar conta. O Ocidente foi hegemônico e dominador no passado em relação às outras culturas? Sim. Por quê? Porque, devido a condições históricas e superioridade econômica e militar fez o que outros também teriam feito se a correlação de forças fosse outra. No passado, todos os povos buscavam a supremacia por meios militares. Não havia esse maniqueísmo de alguns serem bonzinhos e outros, maus. Ainda hoje é assim, numa menor escala.

    O que essa gente (ocidental) comete é suicídio cultural e político, em prol de culturas mais autoritárias e menos civilizadas. Os marxistas o fazem com o objetivo de domínio total de sua ideologia; os ressentidos ocidentais, por inveja de classe; os orientais, por ressentimento cultural e vontade de revanche; e os idiotas úteis, por manipulação ideológica, modismo e ridículo sentimento de culpa, infundido pelas demais categorias.

    É algo inimaginável em épocas pretéritas. Antes, se orgulhava de si, com toda razão, quem detinha a supremacia; hoje, se orgulha o inferior (em civilização), contra a ordem natural das coisas.

    O Ocidente precisa voltar a se orgulhar de sua superioridade cultural urgentemente, sob pena de dar a vitória aos seus inferiores inimigos.

  227. Thiago

    -

    13/03/2012 às 9:19

    Vivemos tempos medíocres. Nunca antes Cristo foi tão odiado quanto nesta era de boçalidade.
    Chegará o dia em que a própria Bíblia será alvo da desonestidade ideológica dessa galera. Afinal, segundo os critérios deles, o texto sagrado pode ser considerado homofóbico e preconceituoso contra outras crenças, especialmente a feitiçaria.
    O que esses canalhas pseudo-intelectuais fariam? censurariam certas passagens da Bíblia? Proibiriam sua comercialização? Ergueriam grandes fogueiras paras queimá-las? Tudo isso em nome do politicamente correto?
    Vivemos tempos obscuros. Tudo o que está relacionado a Cristo e a igreja se torna alvo de cretinos que se acham progressistas. Eles estão vindo com tudo, munidos de suas hipocrisias liberais,travestidas de uma agenda liberal, que prega o laicismo,o multiculturalismo. Mas no fundo não passa de um rancor contra aqueles de mentalidade religiosa.
    Acima de tudo são incoerentes. Em nome do politicamente correto, eles odeiam o cristianismo e defendem ardorosamente o islã. Mas a grande piada é que se compararmos as duas religiões, veremos que o islã pode ser tudo,menos politicamente correto (a não ser, é claro que eles achem que uma religião espalhada por conquistadores colonialistas seja muito progressista), em contrapartida, o cristianismo é a mais politicamente correta das religiões (em sua essência, é uma fé de gente oprimimida e simples) e é justamente a mais execrado pelos ditos progressistas. Essa é a grande ironia destes tempos sombrios…

  228. Direitista

    -

    13/03/2012 às 9:15

    Reinaldo,

    Ainda ontem eu meditava sobre esse fenômeno no Ocidente. É um suicídio cego o que faz o Ocidente guiado pelos seus ressentidos e inimigos externos, sem se dar conta. O Ocidente foi hegemônico e dominador no passado em relação às outras culturas? Sim. Por quê? Porque devido a condições históricas e superioridade econômica e militar fez o que outros povos também o teriam feito se a correlação de forças fosse outra. No passado, todos os povos buscavam a supremacia por meios militares. Não havia esse maniqueísmo de alguns serem bonzinhos e outros, maus. Ainda hoje é assim, numa menor escala.

    O que essa gente (ocidental) comete é suicídio cultural e político, em prol de culturas mais autoritárias e menos civilizadas. Os marxistas o fazem com o objetivo de domínio total de sua ideologia; os ressentidos ocidentais, por inveja; os orientais, por ressentimento cultural e vontade de revanche; e os idiotas úteis, por manipulação ideológica, modismo e ridículo sentimento de culpa, infundido pelas demais categorias.

    É algo inimaginável em épocas pretéritas. Antes, se orgulhava de si, com toda razão, quem detinha a supremacia; hoje, se orgulha o inferior (em civilização), contra a ordem natural das coisas.

    O Ocidente precisa voltar a se orgulhar de sua superioridade cultural urgentemente, sob pena de dar a vitória aos seus inferiores inimigos.

  229. @Medeyer

    -

    13/03/2012 às 9:13

    “Talvez os nossos netos paguem por isso.(…)Esse mundo eu não quero!E lutarei contra ele enquanto me restar ao menos um suspiro.”
    Bem-vindo ao clube, Tio Rei… Shalom, amigo!

  230. juca ramos

    -

    13/03/2012 às 9:12

    Obscurantismo e ignorância sob o manto da chamada “Nova Era”.
    Enquanto os sensatos se abstem, os militantes desta época “Lula da Silva” em que vivemos, saem de suas tocas, invadem e saqueiam séculos de civilização.
    A bandalheira pseudo intelectual impera. A tagalerice se impõe.

  231. Elfo da Catalunha

    -

    13/03/2012 às 9:11

    Caro Reinaldo.
    Se bem me recordo uma das cenas mais marcantes em “O Exorcista” é quando a menina, dominada pelo demônio, se masturba com um cruxifixo. Pois bem. A iniciativa de se exigir a retirada do crucifixo de um tribunal do Rio Grande do Sul partiu de uma tal Associação de Lésbicas “nãoseidasquantas”. Ora, o que estas pessoas estão querendo, na verdade, das duas uma: ou querem eliminar a concorrência; ou, numa atitude de egoísmo, querem só para si o privilégio de usar os crucifixos tal e qual a endemoniada Reagan em “O Exorcista”. De qualquer forma,conclui-se, isso é coisa do demônio.

  232. Rudnei Rech

    -

    13/03/2012 às 9:08

    Bom dia. Concordo com voce em 100%. Li a materia da Newsweek e pensei logo em voce. Os cristaos ou aqueles que acreditam em seus valores, os ocidentais, estamos sendo perseguidos por valoreres que acreditamos. A bocalidade, odio a liberdade tem, como voce bem colocou, um sentimento ANTI-AMERICANO. No fundo nao passa de uma inveja cega pelas conquistas dos amantes da liberdade e da democracia.

  233. Thiago

    -

    13/03/2012 às 9:03

    Os governos estao se revestindo de tal forma de uma armadura de que nada pode ataca-los e com isso vai aos poucos retirando das escolas aquilo que é pratico da cultura, do aprendizado.
    Retirar obras de Dante do cartel escolar é renegar o passado tao glorioso literalmente q a Itália e outros países europeus possuem

  234. Danapada

    -

    13/03/2012 às 8:55

    Não desista meu caro.Acredito que muitos estão ao teu lado. Mesmo os equivocados de primeira hora que, de boa fé, acreditam que seja legal banir crucifixos .

  235. Ferrabraz

    -

    13/03/2012 às 8:48

    Quando o mundo entender quanto é nefasta a ONU, que se transformou no esconderijo de todos os inimigos da idéia da democracia, tentará uma mudança.
    Talvez então seja tarde, e já esatarão vivendo o admirável mundo novo.
    É óbvio que o mundo caminha para a ditadura com a conversa mole da diversidade e a transversalidade.
    Todos seremos homogeneizados e manietados aos padrões do coletivo.

  236. Poty

    -

    13/03/2012 às 8:48

    A pressão financeira de grupos islâmicos junto ao sub-jornalismo ocidental para transformar algozes em vítimas e vítimas em algozes inverte valores desinformando ainda mais os desavisados.

  237. Franz S. Borges

    -

    13/03/2012 às 8:40

    Por princípio, sou contra ter quaisquer símbolos que não representem a totalidades dos brasileiros em órgãos do estado. Assim como não gostaria de ver a bandeira do coríntias na presidência da CBF ou o retrato de Chê Guevara na sala da presidência da república. Temo que, diante de um tribunal, ao me declarar não religioso embora não seja ateu e nem agnóstico, venha a ter meus méritos diminuídos diante de um jurado católico com um crucifixo atrás, na parede, orientando este corpo de jurados subliminarmente.
    Mas daí a condenar Dante, Monteiro Lobato e outros gigantes da cultura mundial por motivos esquizofrênicos vai uma distância muito grande.
    Como disse antes, sou assíduo frequentador de igrejas e museus que guardam arte, especialmente a barroca de origem católica.

  238. Matusalem

    -

    13/03/2012 às 8:39

    A não crença em Deus é a ausencia do filtro fundamental , sendo o individuo livre para exercer instintos primitivos no grau e intensidade de seu carater .Se o carater for péssimo,veremos novos hitleres e lênins proliferando , comprando consciencias e disseminando ódios.
    Vou ler Dante , já ví que é de oposição .

  239. rafael

    -

    13/03/2012 às 8:29

    Este pessoal deve pensar o quê de Salman Rushdie? E interessante, quando artistas se expressam através de suas obras, devem ser censurados. Dante seria (também) anti-semita. O que podemos dizer então de um governante como Ahmadinejad que prega publicamente o extermínio total de Israel? Veja bem, Dante era um literato e usava de sua liberdade artística. O presidente do Irã é um político atual e exibe a visão de toda uma facção política e religiosa!!!

  240. roby

    -

    13/03/2012 às 8:29

    Se essa Gherush92 acha justificável censurar a Divina Comédia (escrita na Idade Média, entre 1304 e 1321!) sob o pretexto de que “os jovens são expostos, sem filtros e sem crítica, a uma obra que calunia o povo hebreu”, o que será que ela pensa dos Iluministas — especialmente de Voltaire?
    A dar crédito às sandices dessa gente, a cultura ocidental só sobreviverá nos estreitos limites que os “islamófilos” julgam razoável — posto que os cristãos nunca revidam.
    Existe um perigoso limite para aquele notório “dar a outra face”. E não é apenas o modo de vida cristão que está em jogo, e sim os próprios valores intrínsecos à cultura ocidental.

  241. Uber

    -

    13/03/2012 às 8:29

    A Janela de Overton ataca outra vez!

  242. Renan Penny

    -

    13/03/2012 às 8:21

    Do mesmo modo que a Igreja teve seu Index de obras proibidas, e eles tanto criticaram o obscurantismo, agora mostram sua face ditatorial, para tentar suprimir a arte de nossa história.

  243. Alline

    -

    13/03/2012 às 8:21

    Pois é, Reinaldo,
    O Olavo de Carvalho também pensa o mesmo sobre a perseguição dos cristãos. Eu não me considero propriamente uma intelectual (tenho doutorado em engenharia, mas acho que intelectual é muito mais do que títulos), mas concordo plenamente com vocês neste ponto.
    Sou cristã, mas não sou proselitista. Parte por preguiça, parte por achar que estou respeitando o direito do próximo de escolher as suas crenças sem me meter. Mas ando notando que a paz que eu tinha com a minha religião já não anda tão simples de se ter hoje.
    Há uns dez anos, ser cristão era “a coisa certa” e eu nunca fui incomodada. Hoje sou recriminada por colegas de trabalho se digo um “graças a Deus’, quando consigo finalizar uma tarefa mais difícil.
    Pra que isso? Essa gente que me recrimina não ganha nada fazendo isso; são macaquinhos treinados pra odiar o que nem reconhecem.
    Trabalho numa multinacional e passei sufoco no último natal. Quase fui linchada por conta de um simples “Merry Christmas” que desejei a um colega americano. Ao fazer os cartões de natal corporativos, escolhi com a secretária um lindo, bem natalino e tomei uma bronca olímpica. Os cartões corporativos não podem ter nada com os dizeres “Merry Christmas”, não podem ter árvores de natal, estrelas, menino Jesus, Papai Noel, presépios, nada que lembre que natal é festa religiosa. Acabaram fazendo um cartão branco com os dizeres “Season Greetings”. Mudaram o significado do natal? Pra mim, a época de natal é religiosa e estrelas, presépios, pinheiros decorados e o calorento Papai Noel fazem parte da comemoração desta data. Se tiram o caráter religioso do Natal, estamos comemorando o que?
    “Seasons Greetings” significa o que? “Saudações da estação”. Que estação? De esqui? De férias escolares? Que raios é isso agora?
    E nem comece a falar sobre a queima de livros promovida pelos nazistas na sgunda guerra. Eles te mandam calar a boca, porque falar “nessas coisas” não é de bom tom. O que? Isto soa, no mínimo, perigoso.
    Será que os cristãos são os judeus medievais do século 21?

  244. Tea Party

    -

    13/03/2012 às 8:19

    Os malditos defensores do “politicamente correto” logo transformarão o mundo em algo parecido com Farenheight 451 de Ray Bradbury aliado á 1984, não sem antes editarem um Index Librorum Prohibitorum próprio e fascista.
    Cada dia repudio mais e mais esses fascistas que estão tentando dominar o modo de vida das pessoas, o que podem ou não podem fazer.Cada dia sou mais misantropo.
    Veja agora a Anvisa com a proibição dos cigarros mentolados ou com sabores, essa gente não tem o que fazer? Qual será a proxima proibição? Pensar?
    Enquanto isso a patetada apoia firmemente todas essas medidas crendo que nunca os afetará. Vai esperando. Estão espalhando seus tentáculos por todo o mundo. Liberdade e propriedade já não existe.
    “Quando todas as armas forem propriedade do governo e dos bandidos, estes decidirão de quem serão as outras propriedades.” – Benjamin Franklin

  245. mauricio

    -

    13/03/2012 às 8:15

    A existência do Foro de São Paulo é só um delírio conspiratório?
    Esses ataques diversos às tradições ocidentais que você menciona, não lhe parecem coisa articulada, desigual mas combinada?
    Eu não acredito muito não, pero que las hay…

  246. JB

    -

    13/03/2012 às 8:13

    Então vamos mostrar pra jumenta Valentina como é que se faz:
    TODOS VAMOS BAIXAR E TER NO PRÓPRIO COMPUTADOR A OBRA DE DANTE ALIGHIERI !!!
    Melhor ainda: VAMOS LÊ-LA E RECOMENDAR A NOSSOS FILHOS E AMIGOS QUE TAMBÉM LEIAM !!!
    .
    Está aqui (em Português): http://www3.universia.com.br/conteudo/livros/adivinacomedia.pdf
    .
    Original em italiano, aqui:
    http://www.danteonline.it/italiano/opere.asp?idope=1&idlang=OR

  247. Marcos F

    -

    13/03/2012 às 8:09

    Como será a censura, amanhã, às obras de arte – como quadros – ou fotografias …
    É piada?
    Sim, OK, sei que não posso dizer que é piada de português, e que amanhã não poderei falar mal da Nigéria, nem da Bolivia, e que terei de discriminar cada tipologia de japonês em fotos coletivas.
    Eu estudei no Dante Alighieri. Orgulhava-me. Jogarei o diploma fora, certo?

  248. Claudius

    -

    13/03/2012 às 8:04

    Ganhei a Edição de 1956 da Divina Comédia, ilustrada por Gustavo Doré, Traduzida por José Pedro Xavier Pinheiro. Lí-a no Primeiro ano do Ginasial em 1959. É uma de minhas preciosidade . Onde chegaremos?

  249. Frank

    -

    13/03/2012 às 7:55

    Certamente não se pode esperar mais, pois o momento de combater o inimigo é agora. Ele se move nas sombras e na escuridão, ele não dorme e não descansa, usa se for possível até os nobres de coração para em nome da justiça matarem a democracia. Movam-se cristãos movam-se.

  250. Claudius

    -

    13/03/2012 às 7:54

    É más o estudo da escrevização do aborígenes africancos pelos muçulmandos os estudiosos da áfrica Ocidental e a Subsaariana não conseguem apoio da ONU. Historiadores de Serra Leoa tentam em vão fazer pesquisa. Sabem, por tradição oral, que as crianças eram capturadas e castradas para servirem como escravos eununcos. De cada cem castradas duas viviam. Isto levou ao povo africano a aderir ao islamismo para fugir a perseguição e com esta e assim tiveram que renunciar aos seus valores culturais. Nem se sabe a quantidade de escravos fioram capturados e levados para os países islãmicos. Números conservadores chegam a 40 milhões. Há uma historiadora perseguida, de Serra Leoa, que tem excelentes trabalhos publicados. Deixo de citar o seu nome senão os malucos vão pensar que ela está no Brasil.

  251. Marcelo

    -

    13/03/2012 às 7:50

    É verdade. Vejo muitos jovens desprovidos de senso crítico a regurgitar feito papagaios: O Estado é laico! O Estado é laico!
    O cara lê uma apostila qualquer preparatória pra concurso público e já se acha o maior jurista da terra.
    Esses inocentes úteis mal se dão conta de que servem a uma causa de alcance global. O mote do estado laico serve pra qualquer coisa. Em nome do laicismo, grupos organizados e lobbies internacionais tentam reescrever a história do ocidente renegando os legados culturais e religiosos que forjaram nossa civilização. Essa é a cara do totalitarismo moderno. Gente que nem sabe por que grita: O estado é laico! se torna massa de manobra na mão desses grupos opositores a cultura ocidental e tem como marca característica a cristofobia.
    O episódio envolvendo Monteiro Lobato aqui no Brasil e a tentativa de censura a Divina Comédia de Dante dão bem a dimensão do caráter mundial dessa estratégia de imposição cultural de valores que, num primeiro momento disfarçados de progressistas e politicamente corretos, não passam de agentes deletérios de tudo o que se construiu antes de nós para que pudessemos ser o que hoje somos.
    Vou arranjar um puleiro e botar uns dois ou três inocentes úteis a gritar na minha varanda: Currupaco, paco! o estado é laico! O estado é laico!

  252. Gerson

    -

    13/03/2012 às 7:49

    O mundo cristão nunca esteve tão ameaçado. Nos países muçulmanos tudo pode. Pode-se assassinar cristãos, pode-se queimar a bíblia, pode-se destruir templos cristãos. O pior ainda sao os idiotas úteis que, embora não sejam muçulmanos, servem muito bem a causa com suas teorias tão distorcidas quanto suas personalidades erráticas. Parece o fim dos tempos.

  253. Sérgio Melo

    -

    13/03/2012 às 7:47

    O Faraó Akhenaton fez isso. Deu as costas a antiga religião e a perseguiu. Fundou sua própria e arrastou milhares para seu devaneio. Se deu muito mal, foi banido da história. Nossos contemporaneos politicamente corretos terão o mesmo destino. Viva a diferença!

  254. Alexander Dominguez

    -

    13/03/2012 às 7:47

    Realmente, a estupidez no mundo ocidental não tem mais limites. Pequenos grupos radicais querem acabar com a nossa cultura, nosso passado e nossa ética. E tudo isto em nome da sodomia e de uma visão pseudo-progressista e esquerdista que a maioria não quer. Estamos implantando ditaduras em nome de gays e ateus enfurecidos. Que mundo é esse ? Precisamos de vozes como a do Reinaldo para defender o nosso patrimonio cultural e os valores cristãos.

  255. Silva

    -

    13/03/2012 às 7:44

    Eles vão acender uma fogueira em praça pública e queimar todas as manifestações culturais do ocidente. Incluiriam também a Bíblia embora seja literariamente de linguagem oriental. Pronto, chegamos ao horror fundamentalista ateu.

  256. Célia

    -

    13/03/2012 às 7:42

    Engraçado , essa bonequinha afirmar que, “A arte não pode estar acima da critica”!
    Quando os catolicos franceses sairam às praças,repudiando a “obra de arte” piss christ, tres catolicos com uma chave de fenda , atacaram a obra horrorosa, foram chamados de catolicos fundamentalistas!

    http://comunicacaocatolicanaweb.blogspot.com/2011/04/obra-blasfema-mostra-crucifixo-submerso.html

  257. jgomes

    -

    13/03/2012 às 7:32

    Reinaldo,
    Vivemos tempos escuros,parece que o petralhismo é um
    fenômeno mundial. As mesmas idéias tortas que nos tentam
    enfiar goela abaixo, está tentando tomar corpo no resto
    do mundo. Tentam fazer da história humana um saco vazio
    para enchê-los com suas bizarrices e a partir daí criar
    seu mundinho ideal. O que tem de safado querendo aparecer
    é uma grandeza.
    fiar

  258. ClaudioSP

    -

    13/03/2012 às 7:29

    Você viu a Record fazendo jornalismo “isento”? Ela atacou a parceria Folha e Tv Cultura e colocou um petista pra falar contra a emissora pública do governo de SP (que é tucano) “representando o poder legislativo do Estado” – colocou pra comentar também um “sociólogo” sem nenhum interesse político, claro. O que a Record não conta é quanto do dinheiro dos fiéis da “igreja” universal entra nas contas das emissoras do edir macedo? Quanto é? Em que quantidade os fiéis da “igreja” universal ajudam a engordar o patrimônio privado do sr. edir macedo e da cúpula dessa “igreja” através de empreendimentos comerciais? Qual é a ligação da Record com o Governo Federal? Por que a PF não investiga o sr. edir macedo e as lideranças da universal? Como um indivíduo pode dizer que a instituição que preside, caso de Macedo, é sem fins lucrativos se ele possui patrimônio bilionário em nome dele? De onde vieram os bilhões que estão em nome dele, caíram do céu feito maná? Se a Record pretende mover uma campanha contra o PSDB em São Paulo ajudando o candidato de Lula e do PT eu aconselho ao governador Alckmin e a prefeitura de São Paulo que coloquem o aparato municipal e estadual para devassar as atividades dessa “igreja” no Estado paulista e nos demais estados onde o PSDB e oposição governam. Já passou da hora dessa caixa-preta chamada “igreja” universal ser aberta. Governador Alckmin, o sr. e o PSDB têm peito pra isso ou têm medo porque têm rabo preso? Governante algum se mete com esse flagrante estelionatário e manipulador da fé chamado edir macedo? Eu acho que não, né governador Alckmin? Hein? Ricardo Teixeira, que era só um porquera dirigente de uma insignificante entidade de futebol nunca foi pra cadeia, que dirá o poderoso edir macedo, né Alckmin? Ou será que eu estou errado? Vou esperar pra ver. Se eu fosse governador ou presidente, sr. Alckmin, edir macedo já estaria na cadeia faz tempo.

  259. Ângelo

    -

    13/03/2012 às 7:26

    Excelente texto que traz uma visão das oito dimensões da cristofobia. Muito oportuno a dimensão que fala da chegada ao poder da geração de 1968. No Brasil sabemos quem são! Está no site http://www.universocatolico.com.br/index.php?/as-oito-dimensoes-da-cristofobia.html.Segue o texo: “Por seu interesse, publicamos o extrato do livro «Política sem Deus. Europa e América, o cubo e a catedral», de George Weigel, (Edições Cristandade), com permissão do editor.

    Corresponde ao capítulo sobre a cristofobia, no qual George Weigel, conhecido por ser o biógrafo de João Paulo II («Testemunho de esperança»), recolhe a idéia do constitucionalista judeu Joseph Weiler acerca da censura atual frente ao cristianismo.

    George Weigel é comentarista de temas religiosos da NBC e responsável da coluna semanal «The Catholic difference», que aparece em numerosos meios de comunicação nos Estados Unidos.

    Antes de abordar esse problema, detenhamo-nos um momento no emprego provocativo que faz Weiler do termo «cristofobia». Quando afirma que a resistência a reconhecer as raízes cristãs do presente democrático da Europa é a expressão de uma cristofobia, o que quer dizer exatamente? Na realidade, faz referência a oito aspectos que, tomados em conjunto, constituem uma rede ideológica que, na opinião de Weiler, faz virtualmente impossível perceber –e muito menos, reconhecer– a possibilidade de que as idéias, a ética e a história cristãs tenham alguma relação com uma Europa comprometida com os direitos humanos, com a democracia e com o império da lei.

    1. O primeiro componente dessa cristofobia é a experiência do Holocausto no século XX e a convicção que se tem em círculos intelectuais e políticos europeus de que as atrocidades genocidas da shoah foram conseqüência lógica do antijudaísmo cristão que atravessa a história européia. Por conseguinte, uma Europa que grita «Nunca mais» ante a tragédia de Auschwitz e todas as outras, tem de dizer «Não!» à possibilidade de que o Cristianismo tenha algo a ver com uma Europa tolerante.

    2. O segundo elemento –a enumeração de Weiler não segue uma ordem específica de gravidade– é o que ele chama «mentalidade de 1968». A rebelião dos jovens contra a autoridade tradicional, que converteu o ano 1968 em um fenômeno de maior impacto na Europa que nos Estados Unidos (onde, nesse mesmo ano, se viveram os assassinatos de Martin Luther King Jr. e Robert F. Kennedy, vastas mobilizações urbanas, o colapso da presidência de Johnson e o caso Woodstock) continua hoje, de uma outra maneira, nos veteranos de 1968, que agora desfrutam de uma boa posição nos parlamentos europeus, nos governos, nas universidades, nos círculos literários e nos meios de comunicação. Parte dessa revolta de 1968 foi sua rebelião contra a tradicional identidade e consciência cristã da Europa. Completar 1968 através do processo de integração e constituição européia significa hoje levar a termo a supressão do Cristianismo, privando-o de sua posição relevante na vida pública européia.

    3. O terceiro componente da cristofobia, segundo Weiler, está formado por um regresso ideológico e psicológico à revolução de 1989, na Europa Central e Oriental. Foi esta uma revolução não-violenta que contribuiu a estender a democracia na Europa mais que nenhum outro fenômeno desde a derrota de Hitler, e fruto de uma profunda e decisiva inspiração cristã. Seus principais promotores, o Papa João Paulo II, luteranos da antiga Alemanha Oriental, cristãos checos de várias denominações e católicos da Polônia e Checoslováquia, trabalharam lado a lado com antigos dissidentes políticos para depor o antigo regime e instaurar a democracia no império territorial de Stálin. Na opinião de Weiler, tratou-se de uma revolução pela democracia, em grande parte inspirada por cristãos e dirigida contra um hiper secularismo instalado na política do momento, concretamente no comunismo. O choque com a sensibilidade dos promotores da revolta de 1968, muitos dos quais não eram exatamente adeptos da causa anticomunista, foi bastante violento. A conseqüência foi uma negativa e somar-se à causa. E assim continua esse aspecto da cristofobia.

    4. O quarto elemento da cristofobia européia contemporânea é mais abertamente político. Manifestou-se na continua quebra do papel dominante que até então haviam desempenhado os partidos políticos cristão-democratas na Europa do pós-guerra, e não só em países como Alemanha e Itália, onde os cristão-democratas tinham a maior parte dos votos, mas também na criação da Comunidade européia do Carvão e do Aço, logo no Mercado Comum, e finalmente na formação da Comunidade Européia. Anos de seca política, com os cristão-democratas em ascensão, e em combinação com um esquecimento deliberado de inspiração cristã do projeto europeu deixaram profundas cicatrizes na esquerda européia entre os fatores do secularismo. Tudo isso forma parte da cristofobia de hoje.

    5. O quinto elemento é a tendência da Europa a enquadrar todas as realidades em categorias de «direita e esquerda», para logo identificar o Cristianismo com a direita, ou seja, com um partido que a esquerda define como xenófobo, racista, intolerante, fanático, estreito de visão, de corte nacionalista e tudo o que Europa não deveria ser.

    6. A sexta fonte da cristofobia européia contemporânea é, na opinião de Josef Weiler, a rejeição da figura do Papa João Paulo II por parte dos secularistas e dos católicos dissidentes. O inegável papel do Papa em avivar a revolução da consciência, que fez possível a revolução política de 1989 na Europa Central, seu apoio à democracia na América Latina e na Ásia Ocidental, sua cerrada defesa da liberdade religiosa para todos, seu considerável impulso para reconstruir as relações entre católicos e judeus, sua oposição à guerra e ao aborto (por não mencionar sua enorme autoridade pessoal e sua grande popularidade entre os jovens), tudo isso encaixa dificilmente na linha de pós-modernidade que cobra cada dia mais força entre os partidários do secularismo e entre os católicos dissidentes. Estes insistem em que o Papa é, necessariamente, um personagem pré-moderno, do qual não se pode esperar nada sério que contribua ao futuro democrático da Europa. A alternativa, ou seja, o fato de que João Paulo II seja um homem completamente moderno que oferece outra leitura, talvez mais penetrante, da modernidade, não se pode sustentar em absoluto.

    7. Em sétimo lugar, a cristofobia na Europa de hoje se alimenta de uma visão distorcida da história européia que (como sucede freqüentemente nos Estados Unidos) carrega o acento nas raízes do Iluminismo, que são as que alimentam o projeto democrático e ao mesmo tempo excluem virtualmente as raízes históricas e culturais da democracia na Europa cristã anterior ao Iluminismo. Tanto crentes como não-crentes interiorizaram essa meta-narração. De modo que, talvez, ninguém poderia admirar-se de que o projeto do preâmbulo à Constituição Européia abriria uma gigantesca brecha desde os gregos e romanos até Descartes e Kant, ao apresentar as fontes históricas da democracia européia contemporânea.

    8. Finalmente, Weiler sugere que os filhos de 1968, agora em plena maturidade e já próximos da aposentadoria, sentem-se contrários e confusos pelo fato de que, em muitos casos, seus filhos se fizeram cristãos. Os que cresceram como cristãos, mas, ao final de sua adolescência ou em sua primeira juventude, rejeitaram a fé e a prática religiosa, estão perplexos e inclusive indignados pelo fato de que os filhos tenham voltado a Jesus Cristo e ao Cristianismo para encher o vazio de suas vidas. Por minha parte, depois de ter contemplado pessoalmente esse novo florescimento durante a viagem de João Paulo II a Paris em 1987, para participar da Jornada Mundial da Juventude, quando praticamente toda a França bem pensante se maravilhava da massiva presença de jovens católicos vindos de todas partes para celebrar em companhia de seu herói religioso sua fé recém-recuperada, inclino-me a pensar que neste ponto, como nos precedentes, Josef Weiler está certo. Mas sobre esta experiência voltarei mais adiante.” reinaldo, Como é muito longo, não publique este texto e comentário, se não quiser. Compreenderei perfeitamente. Abraços.

  260. Augusto Magno

    -

    13/03/2012 às 7:16

    Portanto estas ONGs que hoje querem banir a Divina Comédia, de Dante Alighieri, os crucifixos de locais públicos, pedirão a exclusão das Epístolas de São Paulo do Novo Testamento. Neste processo louco, a paixão da exclusão não encontra limites.

  261. Christiane Rebola

    -

    13/03/2012 às 7:16

    Rei, só posso gritar : Jesus , socorro !!!!!!!!!!!!

  262. José Paulo

    -

    13/03/2012 às 7:05

    Caro Reinaldo.
    E incrível, mas ao começar a ler sua matéria me lembrei imediatamente de um filme do final da década de sessenta, Fahrenheit 451. Se não me engano, baseado em um livro de Ray Bradbury e que conta a história de um bombeiro, na realidade um incinerados de livros. Profético.

  263. Olegário

    -

    13/03/2012 às 6:56

    Reinaldo, será que esta gente, cheia de boas intenções, vai atacar também a exibição de esculturas e pinturas que não estiverem conforme os pretensos valores morais da sociedade atual?
    A condescendermos com este tipo de ação orquestrada, vai chegar um dia em que só Karl Marx poderá ser lido nas escolas.

  264. Célio Beserra

    -

    13/03/2012 às 6:52

    Que as ONGs façam o proselitismo que quiserem, mas censura não pode ser tolerada. Em todo o caso, o episódio ilustra bem a decadência européia. Há muitos anos não surgem no solo europeu gênios como Dante. Agora os próprios europeus querem banir seus gênios…

  265. Danilo Pedrosa

    -

    13/03/2012 às 6:41

    Isso é uma das características da pós-modernidade,a relativação da memória, da religião erc.., mas essa relativação das “coisas” tem o seu porquê e você o já explcou neste post.

  266. Luis Mendes

    -

    13/03/2012 às 6:31

    “Nos não defendemos a censura, mas queremos que se reconheça…”
    que parte de “não defendemos a censura” o reinaldinho não entendeu?

    REINALDO RESPONDE
    Deixe de ser idiota, rapaz! Ela pede explicitamente que a obra seja retirada do currículo escolar. Vc esperava o quê? Que ela se dissesse favorável à censura? Vc é analfabeto funcional ou finge ser? De resto, que tara é essa? Pelo visto, você me detesta e me lê logo às 6h31 da manhã? Não adianta me chamar de “Reinaldinho” que não vou deixar você conhecer o Reinaldão…

  267. Fernando

    -

    13/03/2012 às 6:29

    Reinaldo, tenho certeza de que vão chegar ao ponto de proibir o Evangelho.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados