Bene Barbosa é condecorado com Medalha Pedro Ernesto pela Câmara do Rio. Parabéns! Desarmamentistas piram!

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro aprovou ontem (terça-feira, 4) a concessão da Medalha de Mérito Pedro Ernesto ao especialista em Segurança Pública Bene Barbosa, autor do livro Mentiram para mim sobre o desarmamento. A aprovação da proposição feita pelo vereador Carlos Bolsonaro no dia 30 de junho “pelos relevantes serviços prestados” por Barbosa […]

Bene medalhaA Câmara Municipal do Rio de Janeiro aprovou ontem (terça-feira, 4) a concessão da Medalha de Mérito Pedro Ernesto ao especialista em Segurança Pública Bene Barbosa, autor do livro Mentiram para mim sobre o desarmamento.

A aprovação da proposição feita pelo vereador Carlos Bolsonaro no dia 30 de junho “pelos relevantes serviços prestados” por Barbosa “em prol da Cidade do Rio de Janeiro” foi publicada nesta quarta-feira (5) – e a data da entrega ainda será marcada.

“Até onde sei, sou o primeiro a ser premiado com uma medalha oficial pela luta contra o desarmamento no Brasil. Nem eu estou acreditando!”, disse Barbosa a este blog.

Os vereadores que apoiaram a concessão foram Babá, Carlo Caiado, César Maia, Dr. Eduardo Moura, Dr. Gilberto, Eliseu Kessler, Jimmy Pereira, Júnior da Lucinha, Marcelino D’Almeida, Marcelo Piuí, Paulo Messina, Prof. Célio Lupparelli, Professor Rogério Rocal, Reimont, Renato Moura, Rosa Fernandes e Veronica Costa.

Seguem abaixo a justificava apresentada por Carlos Bolsonaro e a descrição da medalha.

Parabéns, meu caro Bene! Os desarmamentistas piram!

“Bene Barbosa é bacharel em Direito, especialista em segurança pública, armas, munições e suas utilizações. Ainda na década de 90, ao surgirem os primeiros indícios de que a população brasileira seria privada de sua liberdade de possuir armas, fundou o website In-Correto, que atualizava durante a madrugada, tempo que lhe sobrava entre os dois empregos e a família.

Em 2000 foi diagnosticado com câncer e teve o prognóstico nada otimista de apenas mais cinco anos de vida. O que poderia parecer o fim acabou se transformando em um recomeço. Afastado de suas atividades laborais, pôde se aprofundar em seus estudos, e em 2004 percebeu que havia a necessidade de profissionalizar a luta contra o desarmamento civil: fundou então o Movimento Viva Brasil, que se tornou referência nacional e internacional. Em 2005 foi convidado para integrar a Frente Parlamentar pelo Direito à Legítima Defesa e tornou-se um dos mais importantes coordenadores da campanha vitoriosa do ‘Não’, no referendo de 2005.

Hoje, já curado, é autor de mais de uma centena de artigos publicados nos mais importantes veículos de comunicação, participou de mais de 200 debates, já proferiu dezenas de palestras por todo o Brasil, e atuou como consultor em diversos projetos de lei. É recorrentemente convidado para Audiência Públicas no Congresso Nacional e já foi fonte em incontáveis reportagens.

Neste ano, juntamente com o escritor Flavio Quintela, publicou o livro Mentiram Para Mim Sobre o Desarmamento, que se tornou em menos de uma semana um dos livros mais vendidos no Brasil e vem sendo recorrentemente utilizado como fonte de consulta por outros especialistas, jornalistas, políticos, estudantes e demais interessados no assunto.”

A descrição da medalha no site da Câmara Municipal:

“A Medalha de Mérito Pedro Ernesto foi criada através da Resolução nº 40, em 20 de outubro de 1980. Ela é a principal homenagem que o Rio de Janeiro presta a quem mais se destaca na sociedade brasileira ou internacional. Recebeu esse nome em reconhecimento ao trabalho do prefeito Pedro Ernesto, e por isso sua figura é estampada nas duas Medalhas que fazem parte do Conjunto. Uma presa ao colar, e a outra para ser colocada na lapela do lado direito do homenageado. Ambas são presas em uma fita de cores azul, vermelha e branca que são as cores da bandeira da cidade.”

* Relembre algumas participações de Bene Barbosa aqui no blog:
Marcelo Freixo é desmascarado por Bene Barbosa
As mentiras do Globo sobre o desarmamento – e dois vídeos fundamentais
“Alex não reagiu” – Brasil, pátria assassina

Felipe Moura Brasil ⎯ http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s