Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Roberto Campos em 20 frases

O país pelos olhos de um dos maiores intelectuais brasileiros

Em homenagem ao centenário de nascimento de Roberto Campos, a coluna publica uma amostra das lições ministradas por um dos mais brilhantes pensadores brasileiros.

“Todos sabemos que a ajuda externa não pode substituir em nenhum país o esforço próprio da economia, do qual depende fundamentalmente o desenvolvimento econômico”.

“Contemplando nossa paisagem, onde sobram vestígios de persistente irracionalidade no trato de certos problemas, como o desenvolvimento petrolífero ou o controle populacional, assaltam-me frequentemente cruéis dúvidas sobre os instintos democráticos do Criador, na distribuição de talento”.

“Para Karl Marx a ditadura do proletariado seria apenas um estágio na evolução dialética. Abolidas as classes e a propriedade privada, assistiríamos ao ‘fenecimento do Estado’ e a floração da liberdade. Infelizmente Marx era bom filósofo, medíocre profeta e mau político”.

“O desafio brasileiro é dual: elevar o nível de renda por habitante e diminuir a brecha que nos separa dos países mais industrializados. O primeiro objetivo visa a evitar a mutilação da pessoa humana pelo espectro da pobreza. O segundo é um requisito de poder nacional e um antídoto para o ressentimento e frustração oriundos da inferioridade econômica”.

“Há um sério desafio à diplomacia latino-americana. Sobram construtores de muros. Precisa-se urgentemente de construtores de pontes”.

“A psicologia de berçário, que herdamos do hino nacional (‘gigante … deitado eternamente em berço esplêndido…’) e o ufanismo das riquezas naturais (as quais são apenas recursos à espera de investimentos), que mamamos nos livros escolares, têm agido como narcotizantes da vontade nacional de desenvolvimento, transformando-nos no país do futuro, enquanto afanosamente conquistam o presente. Infelizmente, como já disse alhures, a chupeta do otimismo é mau substituto para a bigorna do realismo”.

“O importante para nós é maximizar a velocidade do crescimento da renda, da criação de empregos, da absorção de tecnologia. O resto é sentimentalismo”.

“São cinco as potências que dispõem de armas nucleares, multiplicando a tentação da imprudência e o risco de acidentes. Há demasiadas mãos no gatilho neste pobre planeta”.

“Persistem em nossa cultura e em nosso caráter elementos antagonísticos ao desenvolvimento. O primeiro desses elementos é o baixo nível de racionalidade de nosso comportamento, associado talvez ao tipo de educação beletrista e memorativa. A capacidade de exteriorizar emoções é mais prezada que a capacidade de resolver problemas”.

“No socialismo as intenções são melhores que os resultados, e no capitalismo os resultados melhores que as intenções”.

“No primeiro quarto deste século, vingou a utopia socialista. O segundo quarto assistiu ao nascimento, paixão e morte do nazifascismo. No terceiro quarto, capitalismo e comunismo se digladiaram na guerra fria. Neste último quarto de século, os velhos ‘ismos’ cada vez mais cedem lugar ao liberalismo”.

“A diplomacia é como um filme pornográfico: é melhor participar do que assistir”.

“A Revolução Francesa declarou os direitos do homem, mas certamente não os praticou. Só quase um século depois é que a França descobriria a democracia. Agora, que foi um bom artigo de exportação, isso foi… Várias revoluções do mundo nela buscaram inspiração, inclusive as revoluções latino-americanas, que nunca se celebrizaram pela tenacidade democrática ou sua afeição aos direitos humanos. O diabo das revoluções é que têm um ‘r’ demais”.

“Marx foi o pior dos profetas: vaticinou a explosão do capitalismo e o que ocorreu foi a implosão do socialismo. Aliás, o iracundo profeta que denunciou a espoliação burguesa era um espoliador nato. Vivia às custas de Engels e, em vez de botar salário no bolso de sua pobre empregada em Londres, botou-lhe um filho no ventre”.

“A vantagem do capitalismo é que, por ter exemplos de sucesso, admite fracassos e tem mecanismos de correção. Para os socialistas, ao invés, o fracasso é apenas um sucesso mal explicado”.

“Os comunistas brasileiros têm razão ao dizer que não é verdade que comam criancinhas. No ‘socialismo real’ a preferência histórica é por matar adultos”.

“No Brasil quase todos os presidenciáveis falam no capitalismo, conquanto não se saiba bem se querem a cabeça ou gostam do bolso dos capitalistas”.

“Se me perguntassem sobre o nível do debate econômico do país, eu diria que é uma razoável aproximação do Q.I. das ameba”.

“O Brasil é a grande amante de todos nós. Continuaremos amando-a, ainda que corneados”.

“É uma ilusão dos nossos esquerdistas imaginarem, idilicamente, que em 1964 havia uma opção entre uma democracia liberal e uma democracia social. A opção era entre dois autoritarismos, o da esquerda, ideológico, feroz, capaz de levar pessoas para o paredón, que levaria anos e anos para se autodestruir, e o da direita, envergonhado, encabulado, que toda hora falava em democracia, que procurava pelo menos manter o ritual de eleições, procurava manter o Congresso aberto. Essa era a real opção”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Marcos MOraes

    Faltou colocar ao lado das frases as datas, para identificarmos quando foram veiculadas…MAM

    Curtir

  2. Getulio Carvalho

    Bem lembrado, AN. Se vivo fosse, RC talvez dissesse que a opção atual é entre tecnocratas e cleptocratas. Nada há de perfeito nos primeiros. Mas nos últimos… Estamos acompanhando as delações dos empresários dependentes do Estado a respeito dos seus padrinhos políticos. Pelos recursos públicos recuperados até agora por obra da Lava Jato, é possível inferir a dimensão do desmando político no País-Potência.

    Curtir

  3. Maravilhosas frases de Bob Field. Saudades !!!

    Curtir

  4. antonio carlos Ferreira

    Bela seleção de frases e comentários. Era um grande liberal além de um mago economista.

    Curtir

  5. Osmar Serrragem

    Um Gênio. E não os temos aos montes…

    Curtir

  6. “A capacidade de exteriorizar emoções é mais prezada que a capacidade de resolver problemas”.
    Conheço um hegeliano perplexo que, depois de ler, foi parar no hospital. Palpitações! Coitado.

    Curtir

  7. Angélica Torquato

    Frase não mencionada, quando autor dos artigos econômicos da Constituição 1967:
    “A constituição menos inflacionista do mundo”, a qual, entre outros dispositivos anti-inflacionários, NÃO PERMITIA que o Congresso Nacional fizesse emendas ao orçamento que aumentassem os gastos públicos da união.

    Curtir

  8. Angélica Torquato

    Obrigada TI !!!

    Curtir

  9. Evandro César Alvarenga

    Com lucidez superlativa, Roberto Campos já antevia os problemas potenciais da Petrobrás, à qual se referia de forma jocosa (e profética) como “Petrossauro”. Era um gigante do pensamento econômico e faz muita falta.

    Curtir