Reynaldo-BH: Um escândalo atrás do outro

REYNALDO ROCHA Não se trata de oposição, mas de salvação. Até onde vai o desmonte do Brasil? Qual o limite da desconstrução que durou anos para ser iniciada? Perdemos a conta dos escândalos e atos corruptos expostos como em uma vitrine. Há, na verdade, um fato deletério: o lulopetismo. Este é a raiz de TODA […]

REYNALDO ROCHA

Não se trata de oposição, mas de salvação. Até onde vai o desmonte do Brasil? Qual o limite da desconstrução que durou anos para ser iniciada?

Perdemos a conta dos escândalos e atos corruptos expostos como em uma vitrine. Há, na verdade, um fato deletério: o lulopetismo.

Este é a raiz de TODA a podridão. Se em Cuba e na Venezuela ainda existe um arremedo de ideologia sem pé nem cabeça – mas brandida como doutrina – por aqui nada existe. É o roubo simples e direto, sem disfarces além do mais repugnante populismo desde Getúlio Vargas.

O personalismo elevado ao patamar da adoração histérica e comprada com esmolas. Nada de projetos estruturantes. Nada de políticas públicas. Nada de correção e reformas essenciais.

Isto é o mais grave. E criminoso.

Não se passa uma semana sem um novo escândalo. Ou sem a descoberta de arranjos de roubos, desvios e dilapidação de recursos extorquidos de quem paga imposto. Ou sem que sejam reveladas ações que visem à perpetuação da bandidagem no poder.

É um escândalo atrás do outro. Agora temos até declarações de amor trocadas por  bandidos. E a expectativa de quem será o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Federal, escolhido pela fidelidade canina à máfia tupiniquim entre os mais cordatos e corruptos.

Não se trata mais de alternância de poder, mas de retomada da moralidade e da decência. Da ética e da moral. De trilhar o caminho que já estava desenhado. E que, com tudo na vida, precisa de um mínimo de honestidade.

As eleições deste ano são as mais importantes para a história do Brasil em todos os tempos. É a escolha entre a bandidagem cansativa e recorrente e um novo modelo com alguma dignidade.

Só encontramos algo parecido com esta fantasmagórica disputa entre Lula e Dilma na ditadura militar, quando falcões e pombas lutavam pelo poder. Como hoje, valia tudo. O objetivo maior era o poder. Pouco importava o país. Alguma semelhança? Não é mera coincidência.

Mensalão, Petrobrás, Dnit, Infraero, Portos, Rosemary, Youssef, Celso Daniel, Toninho do PT etc. Por muito menos, Getúlio Vargas se matou. E a ditadura acabou.

Hoje, somos obrigados a ver, horrorizados, o circo de transformistas mambembes.

Que 2014 seja o ano da retomada do Brasil pelos brasileiros decentes.

Teremos muito trabalho. Mas ao menos saberemos que eles estarão nos esgotos. Voltarão para o lugar de onde nunca deveriam ter saído.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    sonia maria campi

    Eu tenho vergonha de ser brasileira.Como disse Bill Clynton: O Brasil é corrupto por raízes.Nós merecemos uma banana cada um, pq somos brasileiros bananas que não toma partido e não reage .

    Curtir

  2. Comentado por:

    angelo

    Senhores,Em atenção ao texto desabafo,temos que
    enquanto triunfar as nulidades,prosperar a desonra,
    crescer a injustiça,agigantar-se os Roubos e Crimes
    lesa pátria,sem que Nada Mude,pois as subserviências
    agigantam-se,ante o desrespeito,as indignidades,
    o falso moralismo cínico,a lavagem cerebral que
    induz o analfabeto endêmico,a acreditar nas Mentiras
    ridículas ditas por Carcamanos canalhas,que já
    disseram que em ano de eleições farão o diabo,Não
    cremos em mudança seja quem ganhar as eleições,isto
    se as Urnas Eletrônicas não forem manipuladas ou
    forjadas na confirmação da farsa do voto.Pois a
    briga é ferrenha Não querem largar o osso do Poder.

    Curtir

  3. Comentado por:

    geraldo barros

    Com esta foto o Silvio Santos iria perguntar é namoro ou amizade, esta mulher é viuva negra viu André, ela já consumiu três vitimas que ela fala que eram maridos e se você não ficar esperto vai ser o quarto, viu MANÉ.

    Curtir

  4. Comentado por:

    MALDONADO

    O expresso FM 20:43, deixou de relatar, sobre a santificação do Collor, feita nu STF.

    Curtir

  5. Comentado por:

    Arivaldo Rocha

    O texto “Um escândalo atrás do outro” de Reynaldo Rocha, é uma síntese do cenário político brasileiro atual e reflete antologicamente falando, principalmente quando este, tenta estabelecer um comparativo deste governo atual com os antigos cenários dos tempos de Vargas e da Ditadura, porém não há nem de longe, existir qualquer semelhança em graus de intensidade, dos escândalos narrados atualmente com os ditos outrora e fazem os mesmos parecerem hoje , simples mazelas quando comparados aos do atual governo. A falta de vergonha e o cinismo do atual governo, nos remete a situação de, ou estarmos em coluio e em cumplicidade com este pela nossa passividade e indiferença, ou estarmos unidos em uma frente de oposição e repúdio a todos estes crimes de corrupção que assolam esta nação. Quero o meu Brasil de volta!!!!!!!!!

    Curtir

  6. Comentado por:

    ana maria soriano

    Tenho medo dessa gente que está a nos governar.
    Não confio em nenhum.

    Curtir

  7. Comentado por:

    Ney

    A esperança é que o conteúdo do artigo tenha o poder de tornar realidade o último parágrafo, ou seja, que os ratos retornem aos esgotos.

    Curtir

  8. Comentado por:

    Clovis Filho

    O PT destruiu o país. O PT assassinou nossa língua, que, passando despercebidamente, dá o tom da ignorância, da falta de banco escolar, do escárnio que Lula e Dilma ainda apresentam e fazem valer no Brasil. Desmonta-se um país, banaliza-se a violência, escorraçam as Instituições, quebram um dos nossos símbolos econômicos, a PETROBRÁS, destroem parcerias internacionais importantes costuradas governo após governo, e nos trazem “amigos” como Irã, Coréia, Venezuela e toda espécie de delinquente… O que esse partido miserável, formado por parasitas, deixará para o Brasil? NADA!!! Nada, além de uma quebradeira sócio-econômica monumental que levará anos para ser reparada. Então, não há mais tempo a perder. PT NUNCA MAIS!!!

    Curtir