Marcos Valério ameaçou abrir o bico caso ficasse sozinho no barco a caminho do naufrágio. Tomara que conte o que sabe

PUBLICADO EM 26 DE AGOSTO DE 2012 Não há esperança de salvação para Marcos Valério: condenado por corrupção ativa até por Ricardo Lewandowski, o diretor-executivo da quadrilha do mensalão já deve ter compreendido que foi escolhido para escalar o cadafalso com o apoio dos 11 juízes do Supremo Tribunal Federal. Para os brasileiros decentes, essa […]

PUBLICADO EM 26 DE AGOSTO DE 2012

Não há esperança de salvação para Marcos Valério: condenado por corrupção ativa até por Ricardo Lewandowski, o diretor-executivo da quadrilha do mensalão já deve ter compreendido que foi escolhido para escalar o cadafalso com o apoio dos 11 juízes do Supremo Tribunal Federal. Para os brasileiros decentes, essa unanimidade seria a materialização de um sonho. Para os quadrilheiros e seus comparsas, tal goleada pode transformar-se na anunciação do pesadelo: e se o vigarista que se fantasiava de publicitário resolver abrir o bico?

Ele sabe muito mais do que descobriram a CPI dos Correios, a Polícia Federal, o Ministério Público e a imprensa. Tem mais segredos a revelar do que qualquer outro comparsa. Completou sete anos de mudez por acreditar que só o silêncio poderia livrá-lo da ruína financeira e da gaiola. Como segue desfrutando da vida de ricaço, pode-se deduzir que a primeira parte do acerto foi cumprida. A segunda começou a ser revogada no momento em que Lewandowski o condenou pelas bandidagens promovidas em parceria com Henrique Pizzolato.

A ruptura do acordo autorizará Marcos Valério a negociar em outras frentes a preservação do direito de ir e vir, sempre usando como moeda de troca informações de altíssima periculosidade. As revelações de Roberto Jefferson abalaram as fundações do governo Lula e devassaram o bordel das messalinas disfarçado de templo das vestais. O teor explosivo das histórias que Valério tem para contar é infinitamente maior.

Depois da primeira prisão preventiva, ele avisou mais de uma vez que, se fosse abandonado no barco a caminho do naufrágio, afundaria atirando ─ e tinha balas na agulha tanto para mensaleiros juramentados quanto para Lula. Na quarta-feira, com um recado em código, o advogado Marcelo Leonardo reiterou as ameaças do cliente: “Quero ver o que o tribunal vai decidir sobre os políticos”, disse Leonardo depois da condenação de Valério pelas maracutaias envolvendo o Banco do Brasil.

Tomara que Valério reaja ao risco do naufrágio solitário com o cumprimento da promessa. Tomara que conte tudo, do mensalão mineiro à roubalheira imensa descoberta em 2005. Tomara que não poupe nenhuma das figuras com as quais contracenou, de Eduardo Azeredo a José Dirceu, de Clésio Andrade a Lula. O tumor da corrupção impune assumiu dimensões tão perturbadoras que talvez só possa ser lancetado por um quadrilheiro de grosso calibre. Alguém como Marcos Valério.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    andre luiz

    A verdade é que o País está impregnado de corruptos, simples a definição, pois diz e retrata exatamente tudo o que acontece no Brasil,mas o povo, ah o povo quer saber se está faltando chope nos bares, com as compras de fim de ano…carnaval, etc…

    Curtir

  2. Comentado por:

    Leticia Martelle Maynard

    O COVARDÃO COM SINTOMAS DE CULPADO !!!
    Lula, pare de se esquivar da imprensa para não responder .
    Para de da às costas quando es indagado pela mídia. Pare , porque quando você da às costas não querendo responder, você também da as costas para milhões de contribuintes que exigem de você esclarecimentos já .
    O ditado é muito claro quando diz: QUEM NÃO DEVE, NÃO TEME !!!
    LULA, DE QUE TENS TANTO MEDO QUANDO FOGES DA MIDIA DA MESMA FORMA QUE O DIABO FOGES DA CRUZ ?
    PORQUE TENS TANTO MEDO ?

    Curtir

  3. Comentado por:

    Mario

    Augusto, os soldados do PT estão alvoroçados com as novas denúncias do Marcos Valério, envolvendo o Lullarápio no mensalão. Teclam exaustivamente nos diversos blogs, exigindo apuração do chamado mensalão do PSDB. Querem explicar e justificar a gatunagem petista, repetindo que este foi a origem da roubalheira política, inventada pelo Marcos Valério e o ex-governador de MG e atual deputado federal, Eduardo Azeredo. Estranhamente, um dos principais operadores acusados, Walfrido Mares Guia, logo após a não reeleição de Azeredo, foi nomeado ministro… de Lula. Provavelmente, foi um dos que introduziu o Marcos Valério e algumas práticas não ortodoxas no governo petista.
    Não foram os únicos!
    O jornalista Merval Pereira, publicou no Globo, em 14/10/2012, um artigo esclarecedor sobre a corrupção sistêmica no PT. Já tem mais de 15 anos. Não nasceu com o mensalão do PSDB, como podemos concluir.
    As fontes do jornalistas, são ex-petistas, então de alto gabarito na hierarquia do partido, expulsos por descobrirem os desvios de recursos e não compactuarem com estas práticas.
    Outra constatação: Lula sabia. Sempre soube.
    Caso você resolva publicar, segue o texto:
    A raiz do mensalão
    Pode até ser que o mensalão não impeça o PT de vencer a eleição para a prefeitura de São Paulo, como indicam as primeiras pesquisas, mas me parece inegável que o partido sofrerá a médio prazo os efeitos de seu desprezo pelas regras éticas na política. O PT nasceu defendendo justamente um novo modo de fazer política e foi assim que chegou ao poder, mesmo que no período anterior à eleição de 2002 já estivesse envolvido em diversas situações nebulosas nas prefeituras que vinha governando.
    Os assassinatos de Celso Daniel, prefeito de Santo André, e Toninho do PT, prefeito Campinas, são dois exemplos da gravidade dos problemas que envolviam o PT já antes de chegar ao poder central do país, com irregularidades em serviços como coleta de lixo e distribuição de propinas para financiamento de eleições. Quando o escândalo do mensalão eclodiu, em 2005, dois dos fundadores do PT, o cientista político César Benjamin e o economista Paulo de Tarso Venceslau, revelaram os bastidores da luta de poder dentro do partido nos anos 90 do século passado, ocasião que eles identificam como o “ovo da serpente” no qual teria sido gestado esse projeto de poder que acabou desaguando nas práticas de corrupção.
    Coordenador da campanha de Lula a presidente em 1989, Benjamin garantiu que “o que está aparecendo agora é uma prática sistêmica que tem pelo menos 15 anos no âmbito do PT, da CUT e da esquerda em geral. Nesse ponto, a responsabilidade do presidente Lula e do ex-ministro José Dirceu é enorme”. O episódio do mensalão seria o desdobramento de uma série de práticas que começaram na gestão do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) no fim dos anos 90, quando Delúbio Soares foi nomeado representante da CUT na gestão do fundo. Esse tipo de prática, segundo César Benjamin, deu “ao grupo do Lula” uma arma nova na luta interna da esquerda. O esquema de Marcos Valério foi apenas um upgrade na prática de desvio de verbas públicas para financiar campanhas eleitorais.
    “Esse esquema pessoal do Lula começou a gerenciar quantidades crescentes de recursos, e isso foi um fator decisivo para que o grupo político do Lula pudesse obter a hegemonia dentro do PT e da CUT”, disse Benjamin.
    Paulo de Tarso Venceslau, companheiro de exílio do ex-ministro José Dirceu, foi expulso no começo de 1998 depois de denunciar um esquema de arrecadação de dinheiro junto a prefeituras do PT organizado pelo advogado Roberto Teixeira, compadre do presidente Lula, na casa de quem morou durante anos.
    Um relatório de investigação interna do PT, assinado por Hélio Bicudo, José Eduardo Cardozo, hoje ministro da Justiça do governo Dilma, e Paul Singer, concluiu pela culpa de Teixeira, mas quem acabou expulso do partido foi Venceslau. Ele identifica esse episódio como o momento em que “Lula se consolida como caudilho, e o partido se ajoelha diante dele”. Para ele, “um caudilho com esse poder, um partido de joelhos e um executor como o Zé Dirceu só podiam levar a isso que estamos vendo hoje”, garantiu Venceslau.
    Segundo ele, na entrevista daquela ocasião, “evidentemente que Lula não operava, assim como não está operando hoje, mas como ele sabia naquela época, ele sabe hoje, sempre soube”.
    A reação do PT ao julgamento do mensalão tem obedecido a uma oscilação que depende dos interesses políticos do partido. Da reação inicial de depressão e pedido de desculpas à afirmação de que o mensalão não passava de caixa dois eleitoral, o então presidente recuperou forças para se reeleger.
    A partir daí, o mensalão passou a ser “uma farsa”. Agora, que o esquema foi todo revelado à opinião pública, o PT diz que o julgamento é golpe dos setores reacionários contra um governo popular. O que importa é vencer a eleição em São Paulo, comandada por José Dirceu, como sempre comandou. O mensalão não terá a menor influência no eleitorado, diz o imediatista Lula, que pensa na próxima eleição sem pensar na próxima geração.
    Os ensinamentos que o episódio poderia proporcionar ao partido, permitindo que recuperasse o rumo que, pelo menos em teoria, era o seu ao ser fundado, vai sendo engolido pelo pragmatismo que levou o PT aonde está hoje: no poder, mas em marcha batida para se transformar em mais uma legenda vulgarizada pela banalização da política.

    Curtir

  4. Comentado por:

    Chico

    Favor revisar meu post

    Curtir

  5. Comentado por:

    Antonio

    Não esquecer de colocar alguns da Globonews como a Cristiana Lobo,o Camarotti e todos os corruptos de Brasília.

    Curtir

  6. Comentado por:

    GPAULO

    Se maldição existe, esta é do Collor. O PT principal articulador do seu impeachment, esta agora caindo em desgraça. Sua cabeça principal o denominado “Deus” está cada vez mais acuado, sem forças e desejando viajar em caravanas pelo Brasil para defender o indefensavel, que é a sua inocencia. Será brevemente uma pagina virada. Dª Dilma não deve embarcar nesta canoa furada, sob pena de sofrer consequencias irreversiveis quando houver a acusação comprovada que o financiamento da sua campanha foi feita pelos mensaleiros ora condenados, com dinheiro sujo do PT. É lamentavel dizer que Lula será condenado não só pela justiça criminal, mas tambem pelos brasileiros que acreditaram na sua fala de honradez, etica e moral.

    Curtir

  7. Comentado por:

    RONALDO M. DA SILVA

    o erro do lula foi ter deichado o MARCOS VALÉRIO sozinho no barco aí êle abriu o bico.

    Curtir