Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gigante chinesa de tecnologia Xiaomi volta ao Brasil em março

Empresa vai vender celulares em lojas físicas em parceria com a distribuidora DL

A gigante de tecnologia chinesa Xiaomi vai voltar com suas operações no Brasil, após uma breve tentativa entre 2015 e 2016. Conhecida pela produção de smartphones baratos, a empresa lançará dois celulares no país, através da distribuidora DL: o Redmi Note 6 Pro e do Pocophone F1.

Ao contrário da primeira empreitada da Xiaomi, que visava venda de celulares pelo e-commerce,o foco agora será venda em pontos físicos. Segundo Luciano Neto, gerente de produtos da DL, as vendas serão feitas feitas pela varejista Máquina de Vendas, com os produtos disponíveis nas lojas Ricardo Eletro, e devem começar em março.

Neto, no entanto, nega que a nova estratégia tenha se baseado na experiência passada da Xiaomi. “A DL já possui de distribuição com o varejo. Nem analisamos outras estratégias. Enxergamos essa como a mais ideal.”

Em um mercado como o brasileiro, ele enxerga uma grande demanda por produtos com a característica da Xiaomi. O empecilho pode ser a falta de conhecimento dos consumidores sobre a empresa.

“Acreditamos que aqui no Brasil ainda existem muitas pessoas que não conhecem os produtos da Xiaomi. Quando elas podem tocar e utilizar eles na loja, percebem melhor sua qualidade”, conta ele.

A expectativa é alta para que, dessa vez, a empresa emplaque no mercado brasileiro. Para ele, a qualidade excelente dos produtos, seus modelos de configuração e certas ferramentas como reconhecimento facial e a possibilidade de rodar qualquer aplicativo da Play Store, são demandas que já existem no Brasil.

“Tem um público ansioso por produtos desse tipo e que sejam devidamente adequados, com certificações, que não corra o risco de ser bloqueável e tenha garantia a nível nacional”, conta

Os produtos já receberam as devidas homologações da Anatel e possuem garantia válida em todo o território nacional.