Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Volkswagen readmite 800 funcionários e greve de 11 dias acaba

Montadora demitiu os trabalhadores de SP no início de janeiro para cortar custos em meio a perspectivas ruins para o setor neste ano

Trabalhadores da fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo, aprovaram nesta sexta-feira de manhã o fim de uma greve que já durava onze dias. Eles conseguiram que a montadora readmitisse os 800 funcionários da unidade demitidos no início de janeiro. As perspectivas para o setor automotivo não são boas para 2015, o que tem feito as montadores cortarem, desde o ano passado, despesas na folha de pagamento.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, a companhia apresentou uma nova oferta na negociação trabalhista iniciada no final do ano passado. Com isso, a produção na fábrica será retomada a partir da próxima segunda-feira, informou a entidade.

Em nota à imprensa, a Volks diz que o acordo foi “balanceado” e possibilitará a adequação da estrutura de custos e efetivo da unidade. “O resultado contempla a continuidade dos mecanismos de adequação de efetivo por meio de Programas Voluntários, com incentivo financeiro, e também ‘desterceirizações’ temporárias para alocação de parte do excedente de pessoal, entre outras medidas”, afirmou a montadora nesta sexta.

Leia mais:

Trabalhadores da Mercedes voltam ao trabalho, mas greve na Volks entra no 3º dia

Ministro do Trabalho cobra explicações da Volks sobre demissões

Funcionários da Volkswagen entram em greve após 800 demissões

O sindicato baseou seu pleito em um acordo vigente desde 2012, que garantia estabilidade do emprego na Volks até março de 2017. Se a readmissão dos 800 trabalhadores fosse acordada, os 13.000 funcionários da montadora suspenderiam a greve.

Representantes da empresa e dos trabalhadores tentaram duas vezes negociar um acordo, sem sucesso, sendo o último na terça-feira, dia 13. Sem consenso, eles continuaram parados. Na segunda-feira, dia 12, uma manifestação de metalúrgicos interditou parcialmente a rodovia Anchieta no km 23, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, em protesto contra as demissões de trabalhadores da Volkswagen e da Mercedes-Benz.

(Com agência Reuters)