Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Vivo inicia pelo RS expansão para telefonia fixa

Empresa oferecerá soluções completas de telefonia fixa, internet e Wi-Fi para 31 municípios da região metropolitana de Porto Alegre

Por Da Redação - 6 out 2011, 17h05

Três dias depois da aprovação de sua reestruturação societária no Brasil, o grupo Telefônica/Vivo anunciou o início da expansão de seus serviços de telefonia fixa para fora de São Paulo nesta quinta-feira, em Porto Alegre. O primeiro passo é a oferta de serviços Vivo Fixo, de voz, e Vivo Box, de soluções completas de telefonia fixa, internet e Wi-Fi para 31 municípios da região metropolitana da capital gaúcha, já disponíveis nas lojas da empresa.

O grupo tem planos de ampliar esse negócio para outras regiões do Rio Grande do Sul e outros estados, mas não citou as áreas em vista e nem em quanto tempo partirá para novas expansões. O investimento na etapa apresentada nesta quinta-feira não foi detalhado, mas está dentro da previsão de 6 bilhões de reais neste ano e de 24 bilhões de reais até 2014.

A Vivo parte de sua posição de liderança em telefonia móvel no Rio Grande do Sul para atrair clientes para sua área de telefonia fixa. A cobertura da empresa chega a 402 das 497 cidades do Estado, no qual tem 5,7 milhões de clientes e 42,8% do market share. Voz e dados do novo serviço trafegarão pela rede de telefonia móvel já existente em território gaúcho.

O plano mais barato em oferta terá custo de 9,90 reais por mês para os clientes da telefonia móvel que quiserem adquirir o pacote de telefonia fixa. Um dos grandes atrativos que a campanha publicitária vai destacar é a incorporação de características da telefonia móvel pela telefonia fixa, como envio e recebimento de mensagens, identificador de chamadas e caixa postal.

Publicidade

“Não vamos cobrir todos os mercados num primeiro momento, mas acho que, com a combinação de ofertas agressivas com as características que esse produto tem, vamos ter crescimento importante de market share”, afirmou o presidente da Telefônica Brasil, Antonio Carlos Valente, durante a apresentação dos serviços.

(com Agência Estado)

Publicidade