Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Venda de veículos importados cai 29,3% no primeiro semestre

Associação que representa o setor reclama por perda de participação no mercado nacional

A venda de veículos importados no Brasil caiu 29,3% no primeiro semestre em relação a igual período do ano passado, mostra balanço divulgado nesta terça-feira pela Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa). De janeiro a junho, foram emplacados 32.877 automóveis e comerciais leves importados. Desse total, 5.104 foram licenciados em junho, alta de 5,7% ante maio e queda de 19,1% na comparação com o mesmo mês de 2014.

Considerando os modelos de associadas da Abeifa que começaram a ser produzidos no Brasil recentemente – como o Renegade, da Jeep; o Celer, da Chery; e o X1, da BMW -, o número de emplacamentos total da entidade no primeiro semestre foi de 44.683 unidades, o correspondente a queda de 6,1% ante o mesmo período de 2014. Apenas em junho, foram vendidos 9.362 veículos, quantidade 11,2% maior do que em maio e 44,4% superior ao total licenciado no sexto mês do ano passado.

LEIA TAMBÉM:

Volks e Mercedes devem ser as primeiras a aderir à redução de jornada e salário

Com os resultados, a participação dos importados na venda total de veículos no país caiu para 15,47% no primeiro semestre, ante 15,62% registrados nos seis primeiros meses de 2014. Apenas em junho, a participação foi de 15,7%, maior do que os 15,09% de maio e do que os 13,59% em junho do ano passado. Se considerados os modelos das associadas produzidos no Brasil, a participação da Abeifa no mercado nacional em 2015 até junho foi de 3,52%, maior do que a de 3,01% em igual período de 2014.

“É importante destacar que estamos falando de 28 marcas que juntas venderam no semestre menos de 45.000 unidades, o que representa 3,5% de participação no mercado total de vendas de veículos e de comerciais leves. Esse resultado preocupa o setor e as empresas que têm feito investimentos significativos tanto para importar quanto para instalar suas fábricas e produzir no mercado local”, avaliou o presidente da Abeifa, Marcel Visconde, em nota à imprensa.

Na segunda-feira, a Anfavea, que representa as montadoras nacionais, reportou que as vendas de automóveis nacionais caíram 20,7% no primeiro semestre de 2015 e, como consequência, a indústria automobilística demitiu 9,6 % de seu contingente no período. Trata-se do pior resultado semestral em nove anos.

(Com Estadão Conteúdo)