Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vale tem prejuízo de R$ 44 bilhões em 2015

No intervalo de outubro a dezembro, o prejuízo ficou em R$ 33,15 bilhões, perda quase sete vezes superior à anotada no mesmo período de 2014.

Com a queda dos preços do minério de ferro, a Vale registrou um prejuízo líquido de 44,21 bilhões de reais em 2015, ante um lucro de 954 milhões de reais no ano passado. Segundo dados da Economatica, trata-se da maior perda já registrada por uma empresa de capital aberto desde 1986, quando a consultoria começou a acompanhar dados financeiros. No intervalo de outubro a dezembro, o prejuízo ficou em 33,15 bilhões de reais, perda quase sete vezes superior à anotada no mesmo período de 2014.

“A redução de 45,16 bilhões de reais no lucro líquido deveu-se, principalmente, à menor margem Ebitda, aos maiores impairments (ajuste contábeis) registrados em 2015 e ao efeito negativo nos resultados financeiros da depreciação ponta a ponta do real contra o dólar, de 47% em 2015”, destacou a mineradora brasileira no documento que acompanha seu demonstrativo financeiro.

A geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) no ano passado foi de 23,65 bilhões de reais, recuo de 24% ante o ano imediatamente anterior.

4º trimestre – A Vale reportou um prejuízo líquido de 8,56 bilhões de dólares no quarto trimestre do ano passado, valor 4,6 vezes superior ao prejuízo anotado no mesmo período do ano anterior. Em relação às perdas anotadas no terceiro trimestre, o número aumentou cerca de 4 vezes. Em 2015, a Vale reverteu lucro e teve prejuízo líquido de 12,12 bilhões de dólares.

No quarto trimestre do ano passado, a produção própria da Vale ficou em 85,361 milhões de toneladas, expansão de 2,9% em relação ao mesmo intervalo de 2014, mas queda de 3,2% em relação ao trimestre imediatamente anterior.

Já em 2015, a produção de minério de ferro da Vale atingiu 345,879 milhões de toneladas, um crescimento de 4,3% em relação ao visto um ano antes. De acordo com a companhia, o volume anual de produção é recorde. Com isso, a mineradora brasileira superou a meta de produção divulgada, de 340 milhões de toneladas.

(Com Estadão Conteúdo)