Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Unctad: PIB mundial deve desacelerar para 2,3% em 2012

Órgão tem previsão otimista para o Brasil: um crescimento de 2% em 2012

O crescimento da economia mundial deverá desacelerar para 2,3% neste ano, após ter recuado de 4,1% em 2010 para 2,7% em 2011, prevê a Conferência das Nações Unidas para Comércio e Desenvolvimento (Unctad, por sua sigla em inglês) no relatório Comércio e Desenvolvimento 2012. O órgão também projeta que a economia do Brasil terá expansão de 2% – estimativa otimista comparada à do mercado, que aposta em uma alta do PIB de 1,62% este ano

Segundo a Unctad, a economia mundial, que continua a sofrer os impactos provocados pela crise financeira iniciada no fim de 2007 e pelo derretimento dos mercados em setembro de 2008, não conseguirá retomar as condições de crescimento da década anterior. “O problema imediato é a incapacidade dos países desenvolvidos para retornar ao ritmo de crescimento normal, mas há também o problema igualmente sério de contágio”, ressaltou o órgão.

A Unctad disse que, apesar de uma melhora muito modesta do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) nos EUA e uma mais significativa no Japão, as economias desenvolvidas como um todo provavelmente vão crescer apenas um pouco mais de 1% em 2012, devido a atual recessão que atinge a União Europeia (UE). A previsão do órgão é que as economias em desenvolvimento e em transição terão um desempenho muito mais forte neste ano, com um crescimento em torno de 5% e 4%, respectivamente.

A Unctad prevê que a taxa de crescimento econômico dos EUA aumentará de 1,7% em 2011, para 2% neste ano, enquanto a do Japão sairá de uma contração de 0,7%, para alta de 2,2%. A economia da União Europeia vai se deteriorar de uma expansão de 1,5% no ano passado, para queda de 0,3%. Entre as principais economias europeias, o crescimento da economia da Alemanha será de apenas 0,9%, após aumentar 3% em 2011, enquanto o da França será de 0,3%, após avanço de 1,7% no ano passado. A economia da Itália, que subiu 0,4% no ano passado, recuará 1,9% em 2012.

O relatório afirma que a crise e seus efeitos aceleraram a tendência de crescimento do papel dos países em desenvolvimento na economia global. Entre 2006 e 2012, 74% do crescimento do PIB mundial foi gerado nos países em desenvolvimento e somente 22% nos países desenvolvidos. A Unctad prevê que a economia da China terá alta de 7,9% em 2012, desacelerando em relação ao crescimento de 9,2% observado em 2011. A Índia terá um crescimento de 6%, após avançar 7%. Na América Latina, a expansão econômica perderá força para uma taxa de 3,4% em 2012, de 4,3% no ano passado.

A Unctad também prevê que o crescimento do comércio de mercadorias mundial vai recuar para 3,5% neste ano, de 5,5% no ano passado e 14% em 2010. “Essas taxas estão bem abaixo do nível médio de expansão comercial antes da crise entre 2003 e 2007.

(Com Agência Estado)