Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Último fabricante de VHS anuncia fim da produção

Funai Eletric justificou decisão pela forte queda das vendas; fabricação vai até o final do mês

Os videocassetes seguem o mesmo caminho dos disquetes de computador, dos cartuchos stereo 8 e dos rolos de filme fotográfico, após o anúncio de que seu último fabricante, a japonesa Funai Electric, deixará de produzir o aparelho. A companhia justificou sua decisão pela forte queda das vendas e deixará de fabricar no fim deste mês os videocassetes VHS em sua fábrica da China.

A Funai chegou a vender 15 milhões de aparelhos de videocassete VHS por ano, um número que em 2015 foi de apenas 750.000. Nos últimos anos a companhia vendia a maioria de seus VHS na América do Norte, alguns com a marca Sanyo. A demanda é proveniente principalmente de consumidores que têm grandes coleções de fitas de vídeo que só podem ser reproduzidas em videocassetes.

Uma pesquisa realizada há alguns anos pela Gallup revelava que 58% dos americanos ainda tinham um videocassete em casa. Estes aparelhos se tornaram muito populares nas décadas de 1970 e 1980, mas foram substituídos progressivamente pelos DVDs e serviços de streaming. Após a decisão da Panasonic há alguns anos de deixar de fabricar estes aparelhos VHS, a Funai era a última empresa que os produzia.

A empresa recebeu uma série de telefonemas de proprietários japoneses de fitas de vídeo que ainda não copiaram suas gravações de casamento ou outras ocasiões especiais para outros formatos, acrescentou o porta-voz. Talvez o Japão tenha a reputação de estar muito atualizado em tecnologia devido aos seus aparelhos e robôs futuristas, mas muita gente segue optando por velhos equipamentos em sua vida diária, como o fax ou telefones celulares com “flip”.

Leia também:
A corrida contra o relógio para iluminar a Índia em mil dias
Governo usará reserva de R$ 38 bilhões para evitar cortes

As fitas de videocassete ainda são populares e as redes de aluguel de DVD seguem presentes nas cidades japonesas. A Sony havia abandonado, por sua vez, em 2002 a produção de gravadores Betamax e no ano passado anunciou que deixaria de fabricar as fitas deste sistema, rival do VHS, desenvolvido por outro fabricante de eletrônica japonês que acabou formando parte da JVC anos depois.

(Com Agência France-Presse)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Micky Oliver

    O Japão é futurista para nós aqui fora. Lá dentro tem muito amarelinho vivendo do passado!

    Curtir

  2. A Fita VHS e uma das maiores surpresas na area de technologia. A VHS ficou varios anos no mercado e levou varios anos para ser superada.

    Curtir

  3. Aloizio Barros de Souza

    Uma época inesquecível que aos poucos se vai. Tenho muitos VHS e ainda conservo meus dois vídeos JVC S-VHS. Sem dúvida alguma como disse o “airplane800”, o VHS foi uma das maiores inovações dos anos 80 e possibilitou que todos pudessem ter acesso a uma câmera que antes só era disponível para profissionais de tv. Trabalhei durante anos com filmagens em S-VHS até migrar para o digital e ai perdeu a graça. Hoje, todos tem uma câmera no celular e isso se deve ao VHS. Vai deixar saudades.

    Curtir