Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

UE pede políticas cambiais coordenadas para evitar valorização do euro

Segundo o comissário da União Europeia, Olli Rehn, apreciação cambial pode retardar a recuperação econômica dos países periféricos da zona do euro

Por Da Redação 9 fev 2013, 12h52

O comissário de Assuntos Econômicos e Monetários da União Europeia, Olli Rehn, alertou neste sábado para a necessidade de uma maior coordenação internacional de políticas cambiais, a fim de evitar interrupções indesejáveis no comércio global.

Uma valorização do euro seria “muito prejudicial” para os países do sul da Europa, que teriam dificuldades para exportar para outras partes do mundo, afirmou ele em entrevista para revista austríaca Profil.

Os comentários surgem num momento em que agressivas medidas cambiais tomadas pelo Banco do Japão, entre outras nações, contribuíram para a valorização constante da moeda europeia desde meados de 2012, a 1,37 dólar no início de fevereiro. Um euro mais forte torna os produtos europeus mais caros para compradores estrangeiros, o que tende a prejudicar as exportações.

“Eu reconheço o risco da depreciação (cambial) competitiva”, disse Rehn. “Nós precisamos de reformas no sistema mundial de câmbio para evitar influências negativas no comércio internacional”, acrescentou. O comissário observou que a coordenação dentro da estrutura do G-7, G-20 ou Fundo Monetário Internacional (FMI) precisa ser aprimorada.

Além de advertir contra a manipulação cambial internacional, ele afirmou que, em geral, Alemanha, Áustria, Holanda e Finlândia estariam em uma posição melhor para lidar com um euro mais forte.

Leia também:

Líderes europeus chegam a um acordo sobre cortes de gastos na UE

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)