Clique e assine a partir de 9,90/mês

UE investiga Microsoft por limitar escolha de navegador

Por Da Redação - 17 jul 2012, 16h05

Por Renan Carreira

Bruxelas – O regulador antitruste da União Europeia (UE) informou, nesta terça-feira, que vai investigar se a Microsoft cumpriu o compromisso, assumido em 2009, de oferecer aos usuários a opção de escolher o navegador de internet.

O comissário de Concorrência da UE, Joaquín Almunia, prometeu realizar uma investigação rigorosa para avaliar em que medida a Microsoft permitiu a seus clientes facilmente selecionarem alternativas ao navegador da companhia americana, o Internet Explorer.

Em comunicado, a Microsoft informou que “ficou aquém” de suas responsabilidades, e atribuiu a um erro técnico o fato de 28 milhões de usuários ainda não terem acesso à tela de escolha de navegador. A empresa pediu mais tempo aos reguladores para consertar o problema.

Continua após a publicidade

A medida anunciada pela UE pode fazer a Microsoft enfrentar multas de milhões de euros, o que é um duro golpe aos esforços da companhia para virar a página após mais de uma década de disputas legais com os reguladores do bloco.

Almunia disse que, se a infração for confirmada após a investigação, será a primeira vez que uma companhia desrespeitou compromissos anteriores. Ele também prometeu “usar todos os instrumentos legais para conter (a prática da Microsoft) e punir (a empresa)”. As informações são da Dow Jones.

Publicidade